Você está na página 1de 12

13/04/2018 A Regra de Chió para o cálculo de determinantes | O Baricentro da Mente

Contato Privacidade Moderação Denuncie      

CAMISA ALEMANHA 1 ADIDAS


99
R$

A Regra de Chió para o cálculo


de determinantes
 Kleber Kilhian  7.2.15  2 comentários

Toda matriz
quadrada,
de qualquer
ordem, tem
associada a
ela um
número
chamado
determinant
e da matriz.

Existem
alguns métodos para calcular o determinante de uma matriz,
como por exemplo a Regra de Sarrus e o Teorema de Laplace
utilizando a Matriz de Cofatores.

A Regra de Chió é muito prática se o elemento a 11 da matriz for


igual a 1 , o que nos permite calcular o determinante de uma
matriz de ordem n usando uma matriz de ordem n − 1 .

https://www.obaricentrodamente.com/2015/02/a-regra-de-chio-para-o-calculo-de.html 1/12
13/04/2018 A Regra de Chió para o cálculo de determinantes | O Baricentro da Mente



Siga o blog por
Se inscreva no blog e receba notifica
postagens por e-mail.

Digite seu e-mail aqui...

Dada uma matriz quadrada de ordem n sendo a 11 = 1 :


QUERO RECEBE
a 11 a 12 a 13 ⋯ a 1n
⎡ ⎤

⎢ a 21 a 22 a 23 ⋯ a 2n ⎥
⎢ ⎥
⎢ a a 32 a 33 ⋯ a 3n ⎥
⎢ 31 ⎥
⎢ ⎥
⎢ ⎥
⎢ ⋮ ⋮ ⋮ ⋱ ⋮ ⎥

⎣ ⎦
a n1 a n2 a n3 ⋯ a nn

obtemos uma matriz de ordem n − 1 fazendo:

a 22 − (a 12 ⋅ a 21 ) a 23 − (a 13 ⋅ a 21 ) ⋯ a 2n − (a 1n ⋅ a 21

⎢ a 32 − (a 12 ⋅ a 31 ) a 33 − (a 13 ⋅ a 31 ) ⋯ a 3n − (a 1n ⋅ a 31



⎢ ⋮ ⋮ ⋱ ⋮

a n2 − (a 12 ⋅ a n1 ) a n3 − (a 13 ⋅ a n1 ) ⋯ a nn − (a 1n ⋅ a n1

MAIS LIDA DA SEM


Exemplo 1:
Seja M a matriz quadrada de ordem 4. Calcular o determinante
usando a Regra de Chió.
INÍCIO ARQUIVO SOBRE  COLABORE  BIOGRAFIAS  GEOMETRIA  CÁLCULO 

1 2 0 −1
⎡ ⎤

INTEGRAIS LATEX ⎢ 1 3 6 9 ⎥
M = ⎢ ⎥
⎢ 4 1 2 0 ⎥

⎣ ⎦
−2 2 3 −4 A dedução da fórmula de

A equação de 2º grau, muitas v


chamada de função quadrática, o
Como o elemento a 11 = 1 , então fazemos:
polinomial de 2º grau, leva esse
expo...

https://www.obaricentrodamente.com/2015/02/a-regra-de-chio-para-o-calculo-de.html 2/12
13/04/2018 A Regra de Chió para o cálculo de determinantes | O Baricentro da Mente

∣ 1 2 0 −1 ∣
∣ ∣
∣ 1 3 6 9 ∣
det M =
∣ ∣

4 1 2 0

PRINCIPAIS CATEGO
∣ −2 2 3 −4 ∣

∣ 3 − (2 ⋅ 1) 6 − (0 ⋅ 1) 9 − ((−1) ⋅
∣  Aplicações
det M = ∣ 1 − (2 ⋅ 4) 2 − (0 ⋅ 4) 0 − ((−1) ⋅ 

 Astronomia
∣ 2 − (2 ⋅ (−2)) 3 − (0 ⋅ (−2)) −4 − ((−1) ⋅ (

∣ 10 ∣
 Construções Geométricas
1 6
∣ ∣
det M =

−7 2 4

 Física
∣ 6 3 −6 ∣
 Geometria

 História Da Matemática
Aqui poderíamos aplicar a Regra de Sarrus, mas vamos aplicar
 Método De Integração
novamente a Regra de Chió, já que o elemento a 11 = 1 e assim
 Teoria Dos Números
obteremos um determinante a partir de uma matriz de ordem 2,
resolvido rapidamente.  Textos

∣ 1 6 10 ∣
 Topologia
∣ ∣
det M =

−7 2 4

 Trigonometria
∣ 6 3 −6 ∣

∣ 2 − (6 ⋅ (−7)) 4 − (10 ⋅ (−7)) ∣


det M = ∣ ∣
∣ 3 − (6 ⋅ (6)) −6 − (10 ⋅ (6)) ∣
DESTAQUE
∣ 44 74 ∣
  det M = ∣ ∣
∣ −33 −66 ∣

det M = (44 ⋅ (−66)) − (74 ⋅ (−33)) = −462

Assim, o determinante da matriz M é igual a −462 .

Observações: Como determinar o nú


diagonais de um polígon
1) Se o elemento a 11 ≠ 1 e existir algum elemento da matriz de N lados
que seja igual a 1, então podemos obter uma matriz equivalente
Todo polígono com 4 ou mais la
trocando a posição de duas filas (colunas ou linhas).
diagonais e é possível calcular a
diagonais de um polígono qualqu
Ao trocarmos de posição duas filas de uma matriz, o ...

determinante da nova matriz é o oposto do determinante da


matriz anterior, ou seja, tem o sinal trocado.

Por exemplo: seja a matriz:

https://www.obaricentrodamente.com/2015/02/a-regra-de-chio-para-o-calculo-de.html 3/12
13/04/2018 A Regra de Chió para o cálculo de determinantes | O Baricentro da Mente

3 2 0 −1
⎡ ⎤

⎢ 2 3 6 9 ⎥
A = ⎢ ⎥
⎢ 4 1 2 0 ⎥

⎣ ⎦
−2 2 3 −1


O determinante da matriz A será dado por:

∣ 3 2 0 −1 ∣
∣ ∣
2 3 6 9
∣ ∣
det A =
∣ ∣
4 1 2 0
∣ ∣
∣ −2 2 3 −1 ∣

Trocando a primeira linha pela terceira, obtemos:

∣ 4 1 2 0 ∣
∣ ∣
2 3 6 9
∣ ∣
det A = −
∣ ∣
3 2 0 −1
∣ ∣
∣ −2 2 3 −1 ∣

E agora trocamos a primeira coluna pela segunda:

∣ 1 4 2 0 ∣
∣ ∣
2 9
∣ 3 6 ∣
det A =
∣ ∣
2 3 0 −1
∣ ∣
∣ 2 −2 3 −1 ∣

Vejam que o sinal do determinante passou de + para − e


depois para +.

2) Se o elemento a 11 ≠ 1 e n]ao houver qualquer elemento da


matriz igual a 1 , podemos criar elementos igual a 1 na matriz
usando o Teorema de Jacobi que essencialmente diz que o
determinante de uma matriz quadrada não se altera se
adicionarmos aos elementos de uma fila qualquer, os elementos
correspondentes de outra fila paralela previamente multiplicada
por uma constante.

Por exemplo: Seja a matriz:

https://www.obaricentrodamente.com/2015/02/a-regra-de-chio-para-o-calculo-de.html 4/12
13/04/2018 A Regra de Chió para o cálculo de determinantes | O Baricentro da Mente

3 2 0 −1
⎡ ⎤

⎢ 2 3 6 9 ⎥
A = ⎢ ⎥
⎢ 4 5 2 0 ⎥

⎣ ⎦
−2 2 3 −4


O determinante da matriz A será dado por:

∣ 3 2 0 −1 ∣
∣ ∣
2 3 6 9
∣ ∣
det A =
∣ ∣
4 5 2 0
∣ ∣
∣ −2 2 3 −4 ∣

Como não há um elemento da matriz igual a 1 , vamos criá-lo


multiplicando a segunda linha por −1 e somá-la à primeira:

∣ 3 2 0 −1 ∣ ⟵ + ↫ ∣ 1 −1 −
∣ ∣ ∣
2 3 6 9 ⟶ × (−1) 2 3
∣ ∣ ∣
det A = =
∣ ∣ ∣
4 5 2 0   4 5
∣ ∣ ∣
∣ −2 2 3 −4 ∣   ∣ −2 2

Ao calcularmos o determinante da matriz equivalente, veremos


que é igual ao determinante da matriz original.

3) Se o elemento a 11 ≠ 1 e não houver outro elemento igual a 1


na matriz, podemos criar elementos igual a 1 na matriz
colocando um fator k comum a uma fila em evidência, pois se
todos os elementos de uma fila de uma matriz quadrada são
multiplicados por um mesmo número k, então seu determinante
fica multiplicado por k.

Por exemplo: Seja a matriz:

2 4 −2
⎡ ⎤
A = ⎢ 10 6 0 ⎥
⎣ ⎦
4 −4 10

O determinante da matriz A será dado por:

https://www.obaricentrodamente.com/2015/02/a-regra-de-chio-para-o-calculo-de.html 5/12
13/04/2018 A Regra de Chió para o cálculo de determinantes | O Baricentro da Mente

∣ 2 4 −2 ∣ ∣ 1 2 −1 ∣
∣ ∣ ∣ ∣
det A = 10 6 0 = 2 10 6 0
∣ ∣ ∣ ∣
∣ 4 −4 10 ∣ ∣ 4 −4 10 ∣


Exemplo 2:
Encontrar o determinante da matriz quadrada de ordem 5

abaixo:

2 −1 0 3 2
⎡ ⎤

⎢ −2 3 2 0 −2 ⎥
⎢ ⎥
M = ⎢ −3 2 −1 −5

4 ⎥

⎢ ⎥
⎢ −1 3 2 −2 0 ⎥
⎣ ⎦
0 4 −2 −1 3

Nesta matriz, o elemento a 11 ≠ 1 e não há nenhum outro


elemento da matriz que seja igual a 1. Para que o elemento a 11

seja igual a 1, multiplicamos a segunda coluna por 1 e somamos


o resultado com a primeira coluna:

∣ 2 −1 0 3 2 ∣ ∣ 1 −1 0 3
∣ ∣ ∣
−2 3 2 0 −2 1 3 2 0
∣ ∣ ∣
det M = ∣ −3 2 −1 −5 4 ∣ = ∣ −1 2 −1 −5
∣ ∣ ∣
−1 3 2 −2 0 2 3 2 −2
∣ ∣ ∣
∣ 0 4 −2 −1 3 ∣ ∣ 4 4 −2 −1

Agora, podemos aplicar a Regra de Chió:

https://www.obaricentrodamente.com/2015/02/a-regra-de-chio-para-o-calculo-de.html 6/12
13/04/2018 A Regra de Chió para o cálculo de determinantes | O Baricentro da Mente

∣ 1 −1 0 3 2 ∣
∣ ∣
1 3 2 0 −2
∣ ∣
det M = ∣ −1 2 −1 −5 4 ∣
∣ ∣
2 3 2 −2 0
∣ ∣
∣ 4 4 −2 −1 3 ∣

∣ 3 − (−1 ⋅ 1) 2 − (0 ⋅ 1) 0 − (3 ⋅ 1) − 

2 − (−1 ⋅ (−1)) −1 − (0 ⋅ (−1)) −5 − (3 ⋅ (−1)) 4 −

=

3 − (−1 ⋅ 2) 2 − (0 ⋅ 2) −2 − (3 ⋅ 2) 0

∣ 4 − (−1 ⋅ 4) −2 − (0 ⋅ 4) −1 − (3 ⋅ 4) 3

∣ 4 2 −3 −4 ∣
∣ ∣
−1 −2 6
∣ 1 ∣
=
∣ ∣
5 2 −8 −4
∣ ∣
∣ 8 −2 −13 −5 ∣

Agora, trocamos a segunda linha pela primeira e aplicamos a


Regra de Chió novamente. Como estaremos trocando apenas
um linha, não podemos nos esquecer de trocar o sinal do
determinante:

∣1 −1 −2 6 ∣
∣ ∣
4 2 −3 −4
∣ ∣
det M = −
∣ ∣
5 2 −8 −4
∣ ∣
∣8 −2 −13 −5 ∣

∣ 2 − (−1 ⋅ 4) −3 − (−2 ⋅ 4) −4 − (6 ⋅ 4) ∣
∣ ∣
= −∣ 2 − (−1 ⋅ 5) −8 − (−2 ⋅ 5) −4 − (6 ⋅ 5) ∣
∣ ∣
∣ −2 − (−1 ⋅ 8) −13 − (−2 ⋅ 8) −5 − (6 ⋅ 8) ∣

∣ 6 5 −28 ∣
∣ ∣
= − 7 2 −34
∣ ∣
∣ 6 3 −53 ∣

Aqui, podemos aplicar a Regra de Sarrus ou ainda aplica a


Regra de Chió novamente. Primeiramente trocamos a segunda
linha pela primeira, já trocando o sinal do determinante:

∣ 7 2 −34 ∣
∣ ∣
det M = 6 5 −28
∣ ∣
∣ 6 3 −53 ∣

https://www.obaricentrodamente.com/2015/02/a-regra-de-chio-para-o-calculo-de.html 7/12
13/04/2018 A Regra de Chió para o cálculo de determinantes | O Baricentro da Mente

Agora, multiplicamos a segunda linha por −1 e somamos o


resultado à primeira linha:

∣ 1 −3 −6 ∣
∣ ∣
det M = 6 5 −28
∣ ∣
∣ 6 3 −53 ∣

Agora que o elemento a 11 = 1 , aplicamos a Regra de Chió:

∣1 −3 −6 ∣
∣ ∣
det M = 6 5 −28
∣ ∣
∣6 3 −53 ∣

∣ 5 − (−3 ⋅ 6) −28 − (−6 ⋅ 6) ∣


det M = ∣ ∣
∣ 3 − (−3 ⋅ 6) −53 − (−6 ⋅ 6) ∣

∣ 23 8 ∣
det M = ∣ ∣
∣ 21 −17 ∣

det M = (23 ⋅ (−17)) − (21 ⋅ 8) = −559

Link do artigo:
http://bit.ly/RegraDeChio

Referências:
Matemática, Contexto & Aplicações V2 - Dante -
Editora Ática

Veja mais:
Matrizes e o controle de tráfego
O Método de Castilho para resolução de sistemas
lineares
Sistemas lineares e determinantes: Origens e
desenvolvimento

Siga também o blog pelo canal no Telegram.



https://www.obaricentrodamente.com/2015/02/a-regra-de-chio-para-o-calculo-de.html 8/12
13/04/2018 A Regra de Chió para o cálculo de determinantes | O Baricentro da Mente

 Compartilhe esse artigo:

Achou algum link quebrado? Por favor, entre em contato para


reportar o erro. 
 ÁLGEBRA      

 Sobre o autor

KLEBER KILHIAN
Possuo licenciatura em Matemática e MBA em Gestão
Financeira pela FGV.

 Recomendo outras leituras:

https://www.obaricentrodamente.com/2015/02/a-regra-de-chio-para-o-calculo-de.html 9/12
13/04/2018 A Regra de Chió para o cálculo de determinantes | O Baricentro da Mente

ÁLGEBRA LÓGICA ÁLGEBRA

A dedução da George Boole e a A Regra de Chió


fórmula de Álgebra do para o cálculo de
Bháskara Pensamento determinantes

 Anterior Próximo 
Área de Polígonos Regulares No começo, era o número

Leia a política de moderação do blog. Para escrever em LATEX nos


comentários, saiba mais em latex.obaricentrodamente.com.

2 comentários:

  Anônimo
27/07/2015 19:25
1

Eu vi uma versão da regra de Chiò que


funciona com o +1 em qualquer posição da
matriz e uma vez procurei se havia um artifício
para se usar a regra com o -1 ao invés de +1
na posição-chave.

Como isso faz muito tempo e tenho anotação


nenhuma não sei o que concluí na época.

Este comentário é apenas para despertar a


curiosidade em algum leitor e o mesmo testar
estas duas novas possibilidades, caso haja ou

https://www.obaricentrodamente.com/2015/02/a-regra-de-chio-para-o-calculo-de.html 10/12
13/04/2018 A Regra de Chió para o cálculo de determinantes | O Baricentro da Mente

não haja algum jeito. Novas possibilidades?

Boa sorte a todos!

Responder Excluir

  Marcelo Gomes
Ferreira
1.a

23/10/2016 21:16

Boa noite Anõnimo!


Você pode me dizer onde
encontrou essa versão da Regra
de Chió?
Grato,
Marcelo.

Excluir

Digite seu comentário...

Comentar como: Selecionar perf

Publicar Visualizar

    

Início Sobre O Autor Privacidade Sugira Assine Moderação

Doações Latex

 MAIS LIDAS DO MÊS  ARQUIVO DO BLOG  MÉTODOS DE


INTEGRAÇÃO
Integração por Fevereiro 2015 (3)
 Por partes
Substituição
 Por substituição
Trigonométrica

https://www.obaricentrodamente.com/2015/02/a-regra-de-chio-para-o-calculo-de.html 11/12
13/04/2018 A Regra de Chió para o cálculo de determinantes | O Baricentro da Mente

 Por frações parciais


 PRINCIPAIS
CATEGORIAS  Por substituição
Integração por
trigonométrica
Frações Parciais
 Integrais literais resolvidas
(Parte 2) – Fatores Álgebra Aplicações
 Fórmula de redução
Quadráticos
Astronomia Cálculo
Irredutíveis
Cálculo Numérico

Construções Geométricas
Integração por
Frações Parciais Demonstrações Física
(Parte 1) – Fatores
Lineares Geometria

Geometria Analítica

Em quanto tempo História da Matemática


a luz do Sol atinge
Matemática
a Terra?
Teoria dos Números

Textos Topologia

Trigonometria

Todos os Direitos Reservados por O Baricentro da Mente 2018 | Criado com o Blogger |
Personalizado por Edigley Alexandre

https://www.obaricentrodamente.com/2015/02/a-regra-de-chio-para-o-calculo-de.html 12/12