Você está na página 1de 3

FC14/05/18.

Conteúdo

Clássicos Da Sociologia: Karl Marx

Prof.: Fernando Cruz Estava plantada a semente do que daria sustentação filosófica a
sua teoria. O materialismo dialético.
1. A Importância de Karl Marx Marx e seu principal colaborador Friedrich Engels (1820-1895)
publicam em 1848 “o manifesto do partido comunista” , analisam
neste livro usando do materialismo dialético, o desenvolvimento
histórico e econômico das sociedades humanas. Essa aplicação
do materialismo dialético no estudo da historia humana,
recebeu o nome de materialismo histórico.

Marx e Engels entendem o desenvolvimento histórico como


sendo fruto da produção material da vida. o trabalho é o meio
por qual o homem transforma o mundo ao seu redor. Ao
derrubar árvores e produzir uma casa ou uma roça por exemplo.
É o meio por qual se difere dos animais irracionais e se sente
mais humano e vivo ao superar os obstáculos naturais do
trabalho usando a razão, pensando e achando formas, por
exemplo, de produzir uma faca a partir do minério bruto, ele se
O ano de 2018 marca o bicentenário de nascimento do filósofo, difere da natureza, não precisa, por exemplo, ter garras para
advogado e economista Karl Marx (1818-1883). Uma data que caçar.
certamente seria de improvável comemoração, não fosse a
O desenvolvimento da historia é marcado pela forma pelo qual as
grande influência praticada por suas reflexões no
pessoas se relacionam com o mundo material, ou seja a forma
desenvolvimento do pensamento social, em áreas tão diversas
como transformam a natureza ao seu redor em seu beneficio e
como:Filosofia, Economia, Sociologia,etc. Assim como o impacto
dos conflitos decorrentes da divisão do fruto dessa produção.
produzido por suas ideias no percorrer da história mundial.
Para os pensadores alemães a desigualdade da produção da
De certo, que o estudo das teorias de Marx em certa medida se vida, ou seja, a desigualdade da divisão do trabalho é a origem
traduz, no estudo das bases da sociedade em que vivemos. Esse de grande parte dos problemas sociais, assim como combustível
estudo não deve, porém, ser guiado no sentido da simplória para o desenvolvimento histórico.
reafirmação de seu ideário político, mas sim na afirmativa a
Em sua obra “Contribuição a crítica da economia política”
partir de suas reflexões, uma perspectiva analítica dos
(1859), ele argumenta como a economia forma o alicerce material
problemas que nos afetam na modernidade (o desemprego, os
de uma sociedade, o que ele identifica enquanto infraestrutura.
baixos salários,as crises econômicas constantes, a corrupção dos
Que por tem sobre si outra camada superior classificada como
políticos, a gentrificação, entre outros .
superestrutura. A união das duas camadas determina a
Portanto, o estudo de suas ideias é mais do que necessário na configuração do modo de produção (Primitivo,asiático,escravista
compreensão dos problemas que nos afetam e a interpretação da feudal,e,capitalista,socialista,etc ) de uma sociedade.
teoria de Marx perpassa qualquer solução buscada a eles.
Visualizemos na figura abaixo uma ilustração desses conceitos:
2. Materialismo Histórico e Dialético

Ele inicia sua jornada acadêmica na universidade de Bonn,


entrando no curso de direito, que logo abandonaria para cursar
filosofia na mesma universidade. Ali, entra em contato com o
pensamento do filósofo Friedrich Hegel (1770-1830). Uma das
principais ideias de Hegel apropriadas por Marx foi a noção de
Dialética. Ela se configura como um método para a compreensão
e interpretação dos fenômenos da realidade social. Ela é vista
tendo três passos:

Tese: Uma idéia inicial é apresentada


Ex: Países democráticos são livres.
Antítese: Uma negação é feita,mantendo parte da ideia.
Ex: Nenhum país é livre, apesar de democrático.
Síntese: Elevação da idéia a um novo patamar 3. Alienação
Ex: A liberdade deve ser buscada democraticamente.
O trabalho seria uma forma de externalizarmos nossos
Hegel em sua dialética acreditava que as ideias, criavam a sentimentos e individualidade e assim nos vermos representados
sociedade ao redor. Marx como materialista inverte essa lógica, no produto do nosso trabalho. O trabalho seria uma forma de
acredita que ao contrario não são as ideias que formam a nos sentirmos realizados, percebendo a contribuição que
realidade social, mas sim as condições materiais da realidade, estamos fazendo ao social. Ao produzirmos uma cadeira, por
que constrói as ideias que temos sobre o mundo ao nosso redor. exemplo, não a faríamos por uma obrigação ou para tentar
sobreviver a trocando por dinheiro, mais simplesmente tendo em
“Não é a consciência dos homens que determina seu ser, mas, pelo contrário, vista a sua utilidade do produto de nosso trabalho e sua
seu ser social é que determina sua consciência''. (MARX. K. A Ideologia
contribuição ao mundo.
Alemã)
No capitalismo o trabalho, porém, é nocivo e alienante. Os
trabalhadores são alienados tanto do produto do seu trabalho
FC14/05/18.
Conteúdo

Clássicos Da Sociologia: Karl Marx


como do controle do tempo de seu trabalho, precisam fazer
tarefas no momento e da forma que seus empregadores
mandarem. o trabalho fica cada vez mais especializado e
dividido, o trabalhador fica de tal forma afastado daquilo que
produz, que é incapaz de reconhecer-se no produto final de seu
esforço. O trabalho se torna um instrumento de escravização e
tortura, uma atividade a ser tolerada e nunca amada

Marx defende que o trabalho é uma característica essencial e


determinante da natureza humana, a alienação das pessoas do
trabalho significa que se tornaram alienados do próprio “ser da
espécie”. O trabalho não é mais prazeroso em si mesmo, mas se
tornou um mero meio para um fim: receber salários para
sobreviver. Como ressalta o sociólogo Milton Bins ao falar sobre
a alienação:

“Na sociedade alienada teme-se o trabalho como se fosse uma peste, mas isso
acontece porque o trabalho é alienado, é fonte de sofrimento e não de realização
humana.”

4. Ideologia
Marx caracteriza a mais valia de duas formas :
A ideologia produz imaginários e Ideias sociais cuja função
 Mais-valia absoluta ocorreria em função do aumento
seria “maquiar” o inerente conflito de interesses entre as
do ritmo de trabalho, da vigilância sobre o processo de
classes, teria como função a preservação de um determinado
produção ou mesmo da ameaça da perda do trabalho
arranjo social , preservando a dominação de uma classe sobre a
caso determinada meta não fosse alcançada, ainda que
a outra que é a fonte da desigualdade (a dominação de classes )
em detrimento da saúde e do bem-estar do
Seu objetivo é evitar o conflito aberto e violento entre
trabalhador. O empregador exige maior empenho na
dominadores e dominados que geraria uma revolução por si só.
produção sem oferecer nenhum tipo de compensação
Para explicar às diferenças sociais a ideologia utiliza de vários
em troca e recolhe o aumento da produção de
recursos. Um dos mais comuns segundo (praxishistoria, 2018) é
excedentes em forma de lucro.
A naturalização, ela é a tentativa de justificar as desigualdades
sociais remetendo-se a supostas causas naturais. Sob a ótica do
naturalismo, a situação de inferioridade econômica entre as  Mais-valia relativa é ligada ao progresso tecnológico.
pessoas ocorre devido a fatores tanto individuais como “falta de Uma vez que disponível uma oportunidade razoável de
esforço, ou de vontade de crescer” como a fatores como a “raça” aumentar a produção de forma muito maior que se
(etnia) e o sexo (gênero). O racismo e a discriminação por gênero usasse trabalho humano o capitalista lança mão de
(machismo ,homofobia e racismo) são, portanto, tentativas melhorias tecnológicas para acelerar o processo de
ideológicas de explicação da desigualdade social através do produção e aumentar a quantidade de mercadoria
recurso à naturalização. O grupo social hegemônico, que se produzida. Esse processo sem qualquer preocupação
encontra no poder beneficia-se do recurso à naturalização quanto ao trabalhador. Este passa ser aos poucos
porque, através dele, se permite estabelecer uma hierarquização substituído pelo avanço tecnológico, de modo de que a
de grupos. Depois coloca-se como topo dessa hierarquia. demanda por trabalhadores naquele ramo diminui ou é
extinta .
5. Mais valia. O modo de produção próprio do capitalismo é
o roubo de excedentes por aqueles que controlam os meios de Exercícios
produção. Por exemplo, imagine que um funcionário um
trabalhador em 4 horas, produza 30 computadores. Neste tempo, 1. (UNIMONTES 2012) A questão das classes sociais ocupa um
ele produz o suficiente para pagar todo o seu trabalho. papel fundamental na teoria de Karl Marx. Para ele, existem
Entretanto, este funcionário permanece 8 horas, ou mesmo mais condicionantes e determinantes na complexa relação entre
horas na fábrica e recebe o equivalente à produção de apenas 5 indivíduo e sociedade e entre consciência e existência social.
computadores. O custo da produção continua o mesmo, assim Considerando as reflexões de Karl Marx sobre esse tema, marque
como o salário do funcionário, que receberá menos para gerar a alternativa INCORRETA.
mais lucro. A essa diferença entre riqueza produzida durante o
expediente de trabalho e riqueza recebida enquanto salário, Marx A)As classes sociais sustentam-se em equilíbrios dinâmicos e
da o nome de mais valia, e interpreta esta diferença enquanto solidários, sendo a produção da solidariedade social o resultado
um roubo, uma exploração do trabalhador e fonte da necessário à vida em sociedade.
manutenção da riqueza dos capitalistas.
B) A luta de classes desenvolve-se no modo de organizar o
processo de trabalho e no modo de se apropriar do resultado do
trabalho humano.

C) A luta de classes está presente em todas as ações dos


trabalhadores quando lutam para diminuir a exploração e a
dominação.
FC14/05/18.
Conteúdo

Clássicos Da Sociologia: Karl Marx


D)Em meio aos antagonismos e lutas sociais, o indivíduo pode D)O Estado visa atender, por meio da legislação, a vontade geral
repensar a realidade, reagir e até mesmo transformá-la, unindo- dos cidadãos, garantindo, assim, a harmonia social.
se a outros em movimentos sociais e políticos.
E)Os regimes totalitários são condição essencial para que o
Estado represente, igualmente, os interesses das diversas
2. (Consulplan 2009) Marx e Engels, na obra Ideologia Alemã, classes sociais.

expõem os fundamentos do método de análise da sociedade, o


4. (ENEM 2013) Na produção social que os homens realizam, eles
materialismo histórico dialético. Portanto, a respeito deste
entram em determinadas relações indispensáveis e
método e de suas contribuições para o entendimento da independentes de sua vontade; tais relações de produção
correspondem a um estágio definido de desenvolvimento das
sociedade, assinale a alternativa INCORRETA:
suas forças materiais de produção. A totalidade dessas relações
A) O modo como os homens produzem os seus meios de vida
constitui a estrutura econômica da sociedade – fundamento real,
depende, em primeiro lugar, da natureza dos próprios meios de sobre o qual se erguem as superestruturas política e jurídica, e

vida encontrados e a reproduzir. ao qual correspondem determinadas formas de consciência


social. (MARX, K. Prefácio à Crítica da economia política. In.
B )Aquilo que os indivíduos são, coincide, portanto, com a sua
MARX, K. ENGELS F. Textos 3. São Paulo. Edições Sociais, 1977)
produção, com o que produzem e também como produzem.

C) Toda a historiografia tem que partir da concepção do homem Para o autor, a relação entre economia e política estabelecida no
sistema capitalista faz com que:
isolado, independente do meio físico para assim compreender a

sua reprodução.
A) o proletariado seja contemplado pelo processo de mais-valia.
D) Aquilo que os indivíduos são, depende, portanto, das
B) o trabalho se constitua como o fundamento real da produção
condições materiais da sua produção.
material.
3. (UEL 2005) Analise a figura a seguir:

C) a consolidação das forças produtivas seja compatível com o


progresso humano.

D) a autonomia da sociedade civil seja proporcional ao


desenvolvimento econômico.

E) a burguesia revolucione o processo social de formação da


consciência de classe.

A figura ilustra, por meio da ironia, parte da crítica que a


perspectiva sociológica baseada nas reflexões teóricas de Karl
Marx (1818-1883) faz ao caráter ideológico de certas noções de
Estado. Sobre a relação entre Estado e sociedade segundo Karl
Marx, é correto afirmar:

A)A finalidade do Estado é o exercício da justiça entre os homens


e, portanto, é um bem indispensável à sociedade.

B)O Estado é um instrumento de dominação e representa,


prioritariamente, os interesses dos setores hegemônicos das
classes dominantes.

C)O Estado tem por finalidade assegurar a felicidade dos


cidadãos e garantir, também, a liberdade individual dos homens.