Você está na página 1de 8

BIBLIOGRAFIA BRANDING

AAKER, David A; JOACHIMSTHALER, Erich. Como Construir Marcas


Líderes. Porto Alegre: Bookman, 2007.
AAKER, David A. Marcas: Brand Equity – gerenciando o valor da marca.
São Paulo: Negócio Editora, 1998.
AAKER, David A. Pesquisa de Marketing. São Paulo: Atlas, 2001.
ADG - ASSOCIAÇÃO DE DESIGNERS GRÁFICOS. ABC da ADG:
glossário de termos e verbetes utilizados em Design Gráfico. São Paulo:
ADG, 2000.
ADG - ASSOCIAÇÃO DE DESIGNERS GRÁFICOS. O Valor do Design:
guia da ADG Brasil de prática profissional do designer gráfico. São Paulo:
Senac São Paulo, 2004
AIGA - AMERICAN INSTITUTE OF GRAPHICS ARTS. What is graphic
design? Disponível em http://www.aiga.org/content.cfm/what-is-design.
Acesso em: 01.11.2007.
ALLEAU, René. A Ciência dos Símbolos: Contribuição ao estudo dos
princípios e dos métodos da simbólica geral. Lisboa: Edições 70, 2001
ALLÈRÉS, Danielle. Luxo. Estratégias Marketing. Rio de Janeiro: Editora
FGV, 2006.
ALMEIDA, Luis Bigotte de. A educação dos genes: Uma viagem às origens
biológicas do comportamento humano. Lisboa: Gradiva Publicações, 2009.
ATKIN, Douglas. O Culto das Marcas: Quando os consumidores se tornam
verdadeiros crentes. Lisboa: Tinta da China, 2008.
BAKER, Michael J. Administração de marketing. Rio de Janeiro: Elsevier
Campus, 2005.
BAUDRILLARD, Jean. A Sociedade de Consumo. Reimpressão. Lisboa:
Edições 70, 2008.
BAXTER, Mike. Projeto de Produto: Guia para o design de novos produtos.
2ª edição Ed. Edgar Blucher Ltda. São Paulo, 2001.
BOSH, Annette L. M.; ELVIN, Wim J.; JONG, Menno D. The impact of
organisational characteristics on corporate visual identity. European
Journal of Marketingl; Vo. 40 No. 7/8 pg. 870 – 885. 2006.
BROWN, T (2008) Design Thinking. In Harvard Business Review, June
CASTARÈDE, Jean. O Luxo: os segredos dos produtos mais desejados do
mundo. São Paulo: Barcarolla, 2005.
CENTRO DE DESIGN PORTUGUÊS. Manual de Gestão de Design. Porto:
DZ Centro de Diseño, 1997.
CHAVES, Norberto. La Imagem Corporativa: Teoria y prática de la
identificación institucional. 3ª ed. Barcelona, Gustavo Gilli. 2005.
CHEVALIER, Michel; MAZZALOVO, Gérald. Luxury Brand
Management: A World of Privilege. Hoboken: Wiley, 2008.
CHEVALIER, Michel; MAZZALOVO, Gérald. Pró Logo. Marcas como
Fator de Progresso. Tradução: Roberto Galman. São Paulo: Panda Books,
2007.
CLIFTON, Rita (Editor), SIMMONS, John (Editor). Brands and Branding
(The Economist Series) (Hardcover). New York: Bloomberg Press, 2004
COELHO, Carlos; ROCHA Paulo. Brand Taboos. Os segredos por detrás
das marcas que, até hoje, ninguém se atreveu a explicar. 1.ed. Lisboa:
Booknomics, 2007.
COOPER, Donald R. Métodos de pesquisa em administração. Porto Alegre:
Bookman, 2003.
D´ANGELO, André Cauduro. Precisar não precisa: Um Olhar Sobre o
Consumo de Luxo no Brasil. São Paulo: Editora Nacional, 2007
DAMÁSIO, António R. O Erro de Descartes: Emoção, razão e cérebro
humano. 25ª ed. Mem Martins: Publicações Europa-América, 2009.
DARWIN, Charles. Origem das Espécies. Lisboa: Lello Editores, 2009.
DAWKINS, Richard. O Gene Egoísta. 3ª ed. Lisboa: Gradiva Publicações,
2003.
DAWKINS, Richard. O espetáculo da vida: a prova da evolução. Trad. Isabel
Mafra/João Quina Edições. Alfragide: Casa das letras, 2009.
DE BONO, E. (1999), “El pensamiento creativo, el poder del pensamiento
lateral para la creation de nuevas ideas”, Paidós Plural, Barcelona
DIAS, Sérgio R. Gestão de Marketing. São Paulo: Saraiva, 2005.
DIOGO, João. Marcating: Gestão Estratégica da Marca. Apelação: Paulus
Editora, 2008.
DONDIS. Donis A. Sintaxe da linguagem visual. São Paulo: Martins Fontes,
2000.
ESCOREL, A. L. O efeito multiplicador do design 3 ed. São Paulo: Senac,
2004.
FRASCARA, Jorge. Diseño gráfico y comunicación. Buenos Aires: Infinito,
2005.
FRASCARA, Jorge. Diseño gráfico para la gente. Buenos Aires: Infinito,
2004.
FUENTES, Rodolfo. A prática do design gráfico: uma metodologia
criativa. São Paulo: Rosari, 2006.
GAARDER, Jostein, NOTAKER, Henry & HELLERN, Victor. Livro Das
Religiões, O. : Companhia das Letras, 2005.
GARDNER, Howard. Inteligências múltiplas: a teoria na prática/ trad. Maria
Adriana Veríssimo Verenose – Porto Alegre: Artmed, 1995.
GARDNER, Howard. Cinco mentes para o futuro. Trad. Roberto Cataldo
Costa – Porto Alegre: Artmed, 2007.
GIMENO, José M. Iváñez. La Gestión Del Diseño en La Empresa. España:
Mc Graw Hill, 2000.
GIULIANI, Antonio C. Marketing contemporâneo: novas práticas de
gestão. São Paulo: Saraiva, 2006.
GOBÉ, Marc. A emoção das marcas: conectando marcas às pessoas. Rio de
Janeiro: Campus, 2002.
GOLEMAN, Daniel. Inteligência emocional. 13ª ed. Trad. Mário Dias
Correia – Lisboa: Círculo de Leitores, 2009.
GOLEMAN, Daniel. Eco Inteligência: Como o consumismo está a mudar o
mundo. Revisão: Francisca Rodrigues. Lisboa: Círculo de Leitores, 2009.
GOMEZ, L. S. R. ; SILVA, G.G . Visual Communication Branding. In:
Design & cc: SOS! Design and Commercial Comunications: Seek Optimal
Synergies: Lisboa, 2007.
GUILFORD, J.P (1986), “Creative talents: their nature, uses and
development”, Bearly Limited, New York
ALMEIDA, Leandro S., GUISANDE, M. Adelina, FERREIRA, Aristides I.
Inteligência: Perspectivas Teóricas. Coimbra: Edições Almedina, 2009.
HANLON, Patrick O Segredo das Marcas Desejadas: criando consumidores
apaixonados pela sua marca e pelo seu produto/ Patrick Hanlon; tradução
Giorgio Cappeli. São Paulo: Editora Gente, 2007.
HEALEY, M. What is branding? Suiça: RotoVision Book, 2008.
HOLLIS, Richard. Design gráfico: uma história concisa. São Paulo: Martins
Fontes, 2000.
IRIGARAY, Hélio A. Gestão e desenvolvimento de produtos e marcas. Rio
de Janeiro: FGV, 2004
KAPFERER, Jean-Noël. Marcas à prova prática: Aprendendo com os erros.
trad. Carolina Huang. Porto Alegre: Bookman, 2003.
KAPFERER, Jean-Noël. As marcas, capital da empresa: criar e desenvolver
marcas fortes. Porto Alegre: Bookman, 2003.
KELLER, Kevin L. Gestão estratégica de marcas. São Paulo: Pearson
Prentice Hall, 2006.
KELLEY, T., LITTMAN, J., PETERS, T. (2001), “The Art of Innovation:
Lessons in Creativity from Ideo, America’s Leading Design Firm”,
Doubleday, Jan.
KLEIN, Naomi. No Logo: O poder das marcas/Naomi Klein; tradução Pedro
Miguel Dias. Lisboa: Relógio d’água editores, 2002.
KOTLER, Philip e KELLER, Kevin L. Administração de Marketing. São
Paulo: Pearson Prentice Hall, 2006.
KOTLER, Philip. Gestão de marcas em mercados B2B. Porto Alegre:
Bookman, 2008.
LEWIN,. K. Teoria de campo em Ciência Social. São Paulo: Pioneira, 1965.
LEWIS, D., BRIDGES, D. “A alma do consumidor”, M. Books do Brazil
Editora Ltda., 1.ªedição, São Paulo, 2004.
LINDSTROM, Martin. Buy ology: Truth and lies about why we buy. Nova
York, Doubleday, 2008.
LINDSTROM, Martin. Brand sense: A Marca Multissensorial. Porto Alegre:
Bookman, 2007.
LIPOVETSKY, Gilles; ROUX, Elyette. O Luxo Eterno: da Idade do
Sagrado ao Tempo das Marcas. São Paulo: Companhia das Letras, 2005.
LIPOVETSKY, Gilles. A Felicidade Paradoxal: Ensaio sobre a sociedade do
hiperconsumo. Lisboa: Edições 70, 2007.
LIPOVETSKY, Gilles. O Crepúsculo do Dever: A ética indolor dos novos
tempos democráticos. Lisboa: Dom Quixote, 2004.
LUPETTI, Marcélia. Administração em publicidade: A verdadeira alma do
negócio. São Paulo: Pioneira Thomson Learning, 2003.
MAFESSOLI, Michel. Nomadismo: vagabundagens pós modernas. Trad.
Marcos de Castro – Rio de Janeiro: Record, 2001.
MAFESSOLI, Michel. A parte do diabo: resumo da subversão pós-moderna.
Tard.: Clóvis Marques – Rio de Janeiro: Record, 2004.
MAGALHÃES, Cláudio F. Design estratégico: integração e ação do design
industrial dentro das empresas. Rio de Janeiro: SENAI, CNPQ, IBICT,
PADCT, TIB, 1997
MALHOTRA, Naresh. Pesquisa de marketing: uma orientação aplicada.
Porto Alegre: Bookman, 2006.
MARTINS, José R. Branding: um manual para você criar, gerenciar e
avaliar marcas. São Paulo: Negócio, 2006
MARTINS, José R. A natureza emocional da marca: como escolher a
imagem que fortalece a sua marca. São Paulo: Negócio Editora, 1999.
MELEWAR, T. C.; HUSSEY, Gareth; SRIVORAVILAI, Nopporn.
Corporate visual identity: the re-branding of France Télécom. Journal of
Brand Mangement: Jun 2005; 12, 5; ABI/ INFORM Global pg. 379
MESTRINER, Fábio. Design de Embalagem: Curso Básico. São Paulo:
Makron Books, 2001.
MESTRINER, Fábio. Design de Embalagem: Curso Avançado. São Paulo:
Pearson Education do Brasil, 2002.
MICHELLI, Joseph A. A estratégia Starbucks: 5 princípios para transformar
sua empresa em uma experiência extraordinária. Tradução Thereza Ferreira
Fonseca. Rio de Janeiro: Elsevier, 2007.
MILLER, Jon e MUIR, David. O Negócio das Marcas: Construir marcas
fortes para valorizar as empresas. Lisboa: Tinta da China, 2009.
MUNARI, Bruno. Design e Comunicação Visual. São Paulo: Martins Fontes.
2000.
NARDI, B. (1997). The use of ethnographic methods in design and
evaluation. In M. Helander, T. K. Landauer, & P. Prabhu (Eds.). Handbook of
Human-Computer Interaction (Second Edition). Amsterdam: Elsevier. 361-
366.
NASCIMENTO, Augusto. Os 4 E’s de marketing e branding: A evolução de
conceitos até a Era da marca com ativo intangível/ Augusto Nascimento,
Robert Lauterborn. Rio de Janeiro: Elsevier, 2007.
NEVES, Marcos F. Planejamento e gestão estratégica de marketing. São
Paulo: Atlas, 2005.
NIEMEYER, Carla. Marketing no Design Gráfico. Rio de Janeiro: 2AB,
2002.
NOWRAH, U. Decoding a brand’s DNA. Brandchannel, jun. 2006.
disponivel em: http://www.brandchannel.com. Accessed in: 02/02/2008.
NUCCI, Carina. O culto à marca. Veja, São Paulo, p. 136 – 139, ago. 2004.
NUNES, Gilson. Marca: valor do intangível, medindo e gerenciando seu valor
econômico. Gilson Nunes, David Haigh. São Paulo: Atlas, 2003.
PEREIRA, Júlio César. Análise de dados qualitativos: estratégias
metodológicas para as ciências da saúde, humanas e sociais. São Paulo:
Editora Universidade de São Paulo, 2001
PERKINS, D.N. (1981) The Mind's Best Work. Cambridge, MA: Harvard
University Press. (Back)
PETERS, Tom. REIMAGINE!: Excelência nos Negócios Numa Era de
Desordem. São Paulo: Futura, 2004.
PETRELLI, Marco A., GOMEZ, Luiz S. R., GONÇALVES, Marília M.,
BEBBER, Bernadete. A IMPLANTAÇÃO DE UMA FERRAMENTA
PARA DETERMINAÇÃO DO CONCEITO DE MARCA, In: Design &
cc: SOS! Design and Commercial Comunications: Seek Optimal Synergies:
Lisboa, 2007.
PHILLIPS, Peter. Briefing: A gestão do projeto de Design. Tradução Itiro
IIda. São Paulo: Blucher, 2008.
PIEDRAS, Elisa. Sonho de Consumo: a publicidade na intersecção entre o
consumo material e o simbólico, pelo olhar do receptor. XV Encontro da
Compós, na Unesp, Bauru, SP, junho de 2006.
PINK, Daniel H. A Nova Inteligência. Alfragide: Academia do Livro, 2009.
POLO, Claudia. Luxury Brand e Design Gráfico: Dior um estudo de caso.
In: Seminário de Branding e Design Gráfico, 1., 2008, Florianópolis. Anais
eletrônicos... Florianópolis: UFSC, 2008. Disponível em
<http://www.logo.ufsc.br/sbdg>. Acesso em: 27 out 2008.
POPPER, Karl. O conhecimento e os problemas do corpo-mente.
Reimpressão. Lisboa: Edições 70, 2009.
PORTER, Michael E. Competição: estratégias competitivas essenciais. Rio
de Janeiro: Elsevier, 1999.
PRAHALAD, C. K.; RAMASWAMY, V. (2004), “The future of
competition: Co-creating unique value with costumers”, Harvard Business
School Press, Massachusetts.
PUNSET, Eduardo. A alma está no cérebro: Uma radiografia da máquina de
pensar. 2ª ed. Alfragide: Publicações Dom Quixote, 2008.
RAMPERSAD, Hubert K. O DNA de sua marca pessoal: um novo caminho
para construir e alinhar uma marca vencedora; tradução Ricardo Bastos Vieira.
Rio de Janeiro: Elsevier, 2008.
RECUERO, Raquel. Redes Sociais na Internet. Porto Alegre: Sulina, 2009.
RIDDERSTRÄLE, J.; NORDSTRÖM, K. (2004), “Karaoke Capitalism”,
Management for Mankind, Book House Publishing, Suécia
RIES, AL; RIES, L. (2004), “ A origem das marcas: As leis de Darwin
aplicadas à inovação de produtos e à sobrevivência do seu negócio”, Casa das
letras, Lisboa
RIES, AL., TROUT, J. The 22 immutable laws of Marketing,
HarperBusiness, Lenders, 1993.
RIES, AL., TROUT, J. Posicionamento: a Batalha por sua Mente. São Paulo:
Makron Books, 2009.
ROBERTS, Kevin Lovemarks: o Futuro Além das Marcas. São Paulo: M.
Books, 2005.
ROSSMAN, J (1931) The Psychology of the Inventor. Washington DC:
Inventor's Publishing. (Back)
SANT’ANNA, Armando. Propaganda: Teoria, técnica e prática. São Paulo:
Pioneira Thonpson Learning, 2002.
SEMPRINI, Andrea. A Marca Pós-Moderna: poder e fragilidade da marca na
sociedade contemporânea. São Paulo: Estação das Letras Editora, 2006.
SHAW, Colin. The DNA of Customer Experience: How Emotions Drive
Value. New York: Palgrave Macmillan, 2007.
SHIMP, Terence A. Propaganda e promoção: aspectos complementares da
comunicação integrada de marketing. 7. ed. Porto Alegre: Bookman, 2002
SIMONTON, DK (1988) "Creativity, leadership, and chance," in Sternberg,
RJ (ed) The Nature of Creativity. Cambridge, England: Cambridge Univ.
Press. (Back)
SOLOMON, Michael. Os Segredos da Mente do Consumidor: “Saiba como
eles decidem fazer compras”.V. N. Famalicão: Centro Atlântico, 2009.
SOUSA, Richard Perassi Luiz. A Visualidade das Marcas Institucionais e
Comerciais como Campo de Significação. Tese (Doutorado em
Comunicação e Semiótica) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo,
São Paulo, 2001.
SPRADLEY, J. P. (1979). The ethnographic interview. Belmont, CA:
Wadsworth. Use Your Head by Tony Buzan (Paperback - May 8, 2003
STRUNCK, Gilberto. Como Criar Identidades Visuais Para Marcas de
Sucesso. Rio de Janeiro: Rio Books, 2006.
SUTTON, R. I. (2001), “Weird Ideas That Work: 11 1 / 2 Practices for
Promoting , Managing and Sustaining Innovation”, Free Press, Outubro
TAVARES, Mauro C. Gestão de Marcas: Construindo marcas de valor. São
Paulo: Harbra, 2008.
TAVARES, Mauro C. A força da marca: como construir e manter marcas
fortes. São Paulo: Harbra, 1998.
THOMAS, Dana. Deluxe: Como o luxo perdeu o brilho./ Dana Thomas;
tradução Ana Gibson. – Rio de Janeiro: Elsevier, 2008.
TOMIYA, Eduardo. Brand value management : da estratégia da marca ao
valor do acionista. São Paulo: BAKnowledge, 2006.
TYBOUT, Alice M. e CALKINS, Tim. Branding: fundamentos, estratégias
e alavancagem de marcas. São Paulo: Atlas, 2006
VERGANTI, R., DELL’ERA, C. (2004), “Radical design-driven innovation
The secret of Italian design”, European Design Forum.
VILLAS-BOAS, André. O que é e o que nunca foi design gráfico. Rio de
Janeiro: Editora 2AB, 1999.
WURMANN, Richard Saul. Ansiedade de Informação: Como transformar
informação em compreensão. 5ª ed. São Paulo: Cultura Editores Associados,
1995.
ZALTMAN, Gerald. Afinal, o que os clientes querem? O que os
consumidores não contam e os concorrentes não sabem. Rio de Janeiro:
Campus, 2003.
ZIKMUND, Willim G. Princípios da pesquisa de marketing. São Paulo:
Pioneira Thomson Learning, 2006.
ZURLO, F; COVA, B; MORACE, F. (2002), “Diseño estratégico”, Magazine
experimenta diseño,Spain
ZURLO, F. (1999), “Un modelo di lettura per il Design stategico. La
relacione tra design e stategia nell’impresa comtemporeana”, Dottorato di
ricerca in disegno industriale, Politécnico di Milano,Milão