Você está na página 1de 2

DONS MINISTÉRIAIS

OS CINCO MINISTÉRIOS

Atos 13.1 - E na igreja que estava em Antioquia havia alguns


profetas e doutores, a saber: Barnabé e Simeão chamado Níger, e
Lúcio, cireneu, e Manaém, que fora criado com Herodes o tetrarca,
e Saulo.
Efésios 4.11 E ele mesmo deu uns para apóstolos, e outros para
profetas, e outros para evangelistas, e outros para pastores e
doutores.
Atos 14.23 - E, havendo-lhes, por comum consentimento, eleito
anciãos em cada igreja, orando com jejuns, os encomendaram ao
Senhor em quem haviam crido.
A igreja do Senhor Jesus Cristo funciona com uma variedade de
ministérios, uma vez que a sabedoria de Deus é, como diz Efésios
3.10, multiforme. Pedro também diz que a Graça de Deus é
multiforme (I Pedro 4.10).
É por isto que ele distribuiu os dons ministeriais em diferentes
classes ou unções.
Apóstolo. Apóstolo é um enviado. É aquele que lança os
fundamentos da vida da Igreja. Trabalha edificando a Igreja nas
suas bases.(Ex.: Tiago , Marcos)
Na Bíblia encontramos três tipos de apóstolos: 1)Os 12 Apóstolos
(que estiveram com Jesus), 2) Os apóstolos primitivos e fundadores
da Igreja (como Paulo e Barnabé), 3)O ministério apostólico de
caráter permanente (que Cristo segue dando a igreja até que se
complete a edificação de seu corpo).
A função de um apóstolo é fundar igrejas e evangelizar novas
regiões. É um ministério que Deus levanta para trabalhar na base
da vida da Igreja, nos princípios da vida da Igreja.
Ele também restaura princípios e mantém a Igreja na base correta,
dando-lhe a verdadeira fundamentação.
Na estrutura da igreja verdadeira o apostolo é a autoridade
principal, contudo junto com os profetas, pois é assim que a igreja é
edificada.
Efésios 2.20 - Edificados sobre o fundamento dos apóstolos e dos
profetas, de que Jesus Cristo é a principal pedra da esquina.
Seu ministério é universal. Por exemplo: Paulo ia para Corinto,
pregava o evangelho, fazia discípulos, estabelecia presbíteros
(liderança) e ia para outro lugar.Depois ele escrevia para eles e de
vez em quando passava por lá para ver como as coisas estavam
indo.
Profeta. É aquele que aponta a direção para a Igreja. Enxerga a
posição em que a igreja está e para onde ela está caminhando. Ele
tem a visão de Deus para encaminhar a Igreja, sendo um canal de
revelação de Deus para a igreja. Ajuda os santos a compreenderem
o que foi revelado pelo Senhor.
O profeta pode ser movido mais em palavra de sabedoria, como
Ágabo (Atos 11.27-30; 21.10-11) ou em exortação, edificação e
consolação, como no caso de Judas e Silas (Atos 15.32).
Evangelista. É a pessoa que Deus usa para estender o alcance do
evangelho e fazer com ele seja obedecido nas diferentes
localidades. As características deste ministério podem ser vistas
nas vidas de Felipe e Timóteo. Ele trabalha com a Igreja local,
preparando o povo, evangelizando, batizando, ensinando a
doutrina, estabelecendo presbíteros e corrigindo desvios.
Pastor. É o que cuida de vidas, o que apascenta, que tem aliança
com o povo e com ele está envolvido. O dom de pastor é aquela
capacidade especial que Deus dá a certos membros do Corpo de
Cristo para assumirem uma responsabilidade pessoal, a longo
termo, pelo bem-estar espiritual de um grupo de crentes.
Mestre. O dom de ensino é a capacidade especial que Deus dá a
certos membros do Corpo de Cristo para comunicarem informações
relevantes para a saúde e o ministério do Corpo de Cristo e seus
membros, fazendo-o de tal maneira que outros sejam capazes de
aprender.
Sempre é necessário manter em mente o para que serve o dom de
ensino: que as pessoas aprendam.Este dom figura em todas as três
listas primárias dos dons espirituais. Isso não quer dizer que um
dom seja mais válido somente porque é mencionado mais de uma
vez, embora provavelmente signifique que é mais universal.
Este dom, usualmente, é um dom que envolve tempo integral.Ao
inverso de outros dons que usualmente só são utilizados
ocasionalmente, como o de libertação ou o de discernimento de
espíritos, uma vez descoberto e estando em operação, o ensino
geralmente envolve um uso regular e constante, em que muito
tempo é dedicado ao estudo e à preparação.
Os mestres que receberam o dom de ensino também se mostram
pacientes com seus alunos.Eles criam uma atmosfera, em classe,
onde os estudantes sentem-se livres para levantar indagações de
qualquer tipo.
É o que ensina a doutrina (doutor). Pega as verdades mais difíceis
e complicadas e traz de maneira clara para a Igreja entender.