Você está na página 1de 27

BIBLICAL

CONSELING
FOUNDATION

Mateus 7:1-5

AUTOCONFRONTAÇÃO
Um Manual de Discipulado em Profundidade

Baseado no Antigo
e no Novo Testamento
como única regra autorizada
de fé e conduta

Manual para o Curso I


Programa de Treinamento em Aconselhamento Bíblico

Desenvolvido por John C. Broger


Biblical Counseling Foundation (BCF)

AUTOCONFRONTAÇÃO
UM MANUAL PARA O DISCIPULADO EM PROFUNDIDADE

É proibida a reprodução desta obra no todo ou em parte,


em qualquer língua, bem como o seu armazenamento em sistema
de recuperação ou a sua transmissão através de qualquer meio –
eletrônico, mecânico, fotocópia, xerox, gravação, ou outro – sem a
permissão por escrito da Biblical Counseling Foundation, com
exceção de breves citações em resenhas impressas.

Título do original em inglês: Self-Confrontation: a manual


for in-depth discipleship, copyright © 1994 Biblical Counseling
Foundation, Inc.

Textos bíblicos citados pela tradução de João Ferreira de


Almeida, Edição Revista e Atualizada no Brasil. © Sociedade Bí-
blica do Brasil

ISBN 1-878-114-88-3

1ª edição, dezembro de 1995


2ª edição, junho de 1996
3ª edição, maio de 2008

BIBLICAL
CONSELING
FOUNDATION
42-600 Cook Street, Suite 100
Palm Desert, CA 92211-5143
E.U.A.
Fone: (760) 773-2667
Fax: (760) 340-3778
www.bcfministries.org

Distribuição para o Brasil


Associação Brasileira de Conselheiros Bíblicos
São Paulo – SP
www.abcb.org.br

Impresso no Brasil

Outros materiais da BCF disponíveis em inglês: Instructor’s Guide


to Self-Confrontation acompanhado de 24 fitas cassete; What God’s
Word says about... série de livretos para o discipulado em
profundidade; Self-Confrotation série de vídeos; Biblical Counseling
(Volumes 1 e 2)
USO DO MANUAL DE AUTOCONFRONTAÇÃO
O propósito do Manual de Autoconfrontação é ensiná-lo a examinar a
si mesmo biblicamente para que possa viver de modo agradável ao
Senhor e ajudar outros a fazerem o mesmo.

O material do Manual tem sido usado também em estudos bíblicos para


jovens e adultos, classes para estudantes cristãos (em nível de segundo
grau, faculdade e seminário), cursos de preparo para missionários,
treinamento em evangelismo, treinamento em discipulado para
ministério em prisões, classes de escola dominical, grupos de estudo
nos lares, estudo individual, programas de memorização das Escrituras.
Além disso, ele provou ser um recurso de valor para pastores,
conselheiros, profissionais da saúde, administradores, educadores,
assistentes sociais e outros profissionais responsáveis por lidar com
problemas pessoais e interpessoais. Familiarizando-se com o Manual,
você descobrirá outras utilidades para este material na sua vida e
ministério.

Não se deixe intimidar pelo volume de referências bíblicas contidas no


Manual. Um recém-convertido a Cristo pode receber grande conforto
e ajuda procurando apenas uma entre as várias referências bíblicas
mencionadas para cada assunto. Por outro lado, um estudante mais
experiente ou um seminarista podem pesquisar vários versículos nas
línguas originais. Independentemente da sua habilidade no uso das
Escrituras, o Manual de Autoconfrontação quer incentivá-lo a confiar
na Palavra de Deus para descobrir a suficiência divina com respeito a
cada aspecto da sua vida.
4

John C. Broger, a alcançar esta posição após Thomas Paine, que a ocu-
presidente da Biblical pou no exército da independência americana sob o
Counseling Foundation, general George Washington.
é conhecido internacio- Como Diretor de Informação das Forças Arma-
nalmente por seus empre- das dos Estados Unidos, as responsabilidades de
endimentos missionários Broger incluíam supervisionar 1100 estações de rá-
e evangelísticos ao longo dio e televisão das Forças Armadas ao redor do mun-
de cinco décadas. do e 1900 jornais, inclusive o Stars and Stripes. Tam-
Broger serviu du- bém supervisionou a produção de todas as publica-
rante quatro anos na Se- ções do Departamento de Defesa, dirigindo a gráfi-
gunda Guerra Mundial ca e os serviços cinematográficos.
e produziu, como escri- Em suas atribuições governamentais, Broger foi
tor ou editor, 38 manuais para treinamento em rada- responsável por manter as Forças Armadas dos Esta-
res navais. Em consequência, foi nomeado oficial em dos Unidos ao redor do mundo informadas sobre as-
eletrônica do Night Torpedo Squadron 91 a bordo suntos como negócios internacionais, democracia, li-
do porta-aviões Bon Homme Richard que participou berdade e responsabilidade com base na Regra Áu-
das campanhas no Pacífico. A experiência adquirida rea e seus valores, em oposição às teorias humanistas
na área de eletrônica capacitou Broger para o plane- que defendiam o totalitarismo repressivo. Com
jamento e construção de uma estação de rádio cristã frequência, foi palestrante em academias militares e
prevista desde os anos trinta para pregar o Evange- universidades, tratando de assuntos concernentes à
lho ao redor do mundo. alta vocação e privilégio de uma cidadania respon-
Com o fim da guerra em 1945, Broger foi co- sável. Por um período de dez anos, falou a organiza-
fundador e o primeiro presidente da Far East ções civis, educacionais, religiosas e privadas como
Broadcasting Company (FEBC), uma organização Harvard Business School, U.S. Military Academy em
radiofônica cristã que não visava lucro comercial. A West Point, National War College, Marine Corps
primeira concessão para transmissão foi cedida pela Senior Schools, Armed Forces Staff College, Air
então recém-criada República Filipina, e Broger pôde Command and Staff College, Industrial College of
colocar no ar os primeiros transmissores da FEBC. the Armed Forces e Military Assistance Institute.
Durante seus doze anos na FEBC, Broger an- Em 1974, Broger começou a desenvolver mate-
dou em busca dos melhores veículos para transmitir rial de treinamento em aconselhamento bíblico para
a mensagem transformadora de Jesus Cristo nos idi- a capelania das Forças Armadas dos Estados Unidos.
omas da Ásia, em meio a uma luta constante entre as Em 1977, após 23 anos de trabalho na Secretaria da
forças libertadoras e aquelas que negavam a existên- Defesa e na Junta dos Comandantes de Estado-Mai-
cia de um Deus amoroso. Atualmente, 32 transmis- or, sob seis presidentes, ele se aposentou do serviço
sores da FEBC levam a mensagem cristã à Ásia, federal.
Rússia, África, América Latina e Oriente Médio, em Conhecedor do poder transformador da Pala-
141 línguas e dialetos. vra de Deus, Broger dedicou os seus anos de aposen-
Em 1954, no auge da guerra fria entre as super tadoria ao aprimoramento do material na área de
potências, reconhecendo a sua experiência anterior aconselhamento bíblico. Também deu início a aulas
e compreensão dos conflitos espirituais e ideológi- de treinamento e seminários que têm o propósito de
cos na Ásia, Admiral Arthur Radford, presidente da ajudar cristãos a descobrirem o plano de Deus para
Junta de Comandantes de Estado-Maior, pediu-lhe vencer cada problema da vida com base na total su-
para ir a Washington D.C. como consultor da Junta ficiência das Escrituras.
dos Comandantes de Estado-Maior. Após muita ora- Nascido em Nashville, Tennessee em 1913,
ção e consulta aos colegas missionários, Broger acei- Broger estudou no Georgia Institute of Technology,
tou o pedido de Admiral Radford e pediu demissão Texas A&M College e graduou-se pelo Southern
de seu cargo na Far East Broadcasting Company. Em California Bible College em 1939. Ele e a esposa
1960 foi nomeado Diretor de Informação das Forças Dorothy casaram-se em 1941 e residem atualmente
Armadas dos Estados Unidos, sendo o primeiro civil em Palm Desert, Califórnia.

PRÊMIOS E MEMBRESIA
Doutor honorífico em Direito (Wheaton College) Co-fundador e presidente da Biblical Counseling Foundation Membro fundador
e primeiro presidente da National Association of Nouthetic Counselors Consultor em Aconselhamento Bíblico da National Association
of Evangelicals Membro da junta da Christian Counseling and Educational Foundation Membro da Academia da National Association
of Nouthetical Counselors Conselheiro da International Christian Leadership Presidente do conselho da National Association of
Evangelicals’ Churchmen Commission Presidente do conselho da National Capital Area Association of Evangelicals Membro
honorífico da U.S. Army Chaplain’s School Vice-presidente do conselho do Armed Services Committee do programa People-to-
People promovido pelo Presidente Eisenhower Homem Evangélico do Ano pela National Association of Evangelicals Prêmio
anual da AMVETS Prêmio da Principle Freedoms Foundation Citação da junta da Armed Forces Chaplain’s Board Medalha
de mérito por serviços civis da Secretaria da Defesa Medalha de distinção por serviços civis do Departamento de Defesa.
5

AGRADECIMENTOS
Quero expressar o meu profundo reconhecimento a Bracy Ball, Joe Gearo, Robert
Schneider e Shashi Smith que formam a equipe principal de professores e
instrutores que trabalham ao meu lado no ministério. Eles dedicaram anos de
estudo intensivo e redação para o preparo desta obra.

Bracy Ball
Pastor/Teacher, Robert Schneider
Family Life Church Presidente

Joe Gearo
Vice-Presidente, Shashi Smith
Ministério com Vice-Presidente,
profissionais Policies and Plans

Sou grato aos membros e à liderança da Family Life Church de Rancho Mirage,
Califórnia, que generosamente concederam uma licença ao seu pastor titular, Rev.
Bracy Ball, para que pudesse supervisionar a revisão e publicação do Manual.
Muito devo também a Virginia Baker, Jack Bennett, Becky Elgin, Paul Hoesterey,
Cindy Johnson, Maija Jussila, Mike Lane, Patti Lane, Anne Newman e Carl Smith
pelo seu trabalho em diferentes aspectos do desenvolvimento do material. Meu
sincero reconhecimento extende-se ainda a Beverly Gearo, Elizabeth Wayne e
Christie Welch que fiel e pacientemente digitaram as numerosas revisões,
juntamente com Ellen Applegate, Kate O’Donnell e Carol Ruvolo, responsáveis
por edição e provas.
O Senhor usou dons e talentos de uma equipe altamente habilitada. Não querendo
atribuir maior importância à contribuição de um indivíduo que a de outro, optei
pela ordem alfabética dentro de cada categoria. A todos estes e a outros mais,
muito numerosos para registrar aqui os seus nomes, sou profundamente grato. O
esforço pioneiro para restabelecer a Palavra de Deus como autoridade exclusiva
para a vida e como única base para aconselhar outros foi um trabalho de amor
realizado por muitos servos de Deus.
Temos uma grande dívida também para com Dr. Jay E. Adams e Dr. Henry Brandt
pela troca de idéias no início do nosso trabalho. A ênfase do Dr. Brandt em Jesus
Cristo como única fonte de paz e alegria verdadeiras muito nos ajudou em dar
direção ao treinamento. Dr. Adams colaborou particularmente provendo orientação
prudente e sensata. Ele nos concedeu generosamente várias horas de discussão e
crítica do material, sem ter em vista proveito pessoal. O seu conhecimento das
Escrituras e a habilidade para aplicá-las aos problemas da vida são insuperáveis
na área do aconselhamento bíblico competente.* Agradecemos a Deus pela
dedicação destes homens e pela singularidade do seu intento neste importante
campo de ministério.
John C. Broger
* A Lição 15, Páginas 6-9 e a Lição 20, Página 8, juntamente com os Suplementos 6 e 12
baseiam-se em material de O Manual do Conselheiro Cristão, de autoria do Dr. Adams.
6
6

SUMÁRIO

PREFÁCIO: POR QUE AUTOCONFRONTAÇÃO? vi


PROPÓSITOS DO CURSO vii-x

FUNDAMENTO BÍBLICO PARA MUDANÇA


LIÇÃO 1: VOCÊ PODE MUDAR BIBLICAMENTE (PARTE UM)
Propósitos e esboço da Lição 1 ................................................................................................. 1
Princípio bíblico: Você pode mudar biblicamente (parte um) ........................................... 2
Você pode mudar biblicamente (parte um) ........................................................................... 3
Lição 1: Tarefas ........................................................................................................................... 8
Guia de estudo para devocionais diárias ............................................................................... 9
LIÇÃO 2: VOCÊ PODE MUDAR BIBLICAMENTE (PARTE DOIS)
Propósitos e esboço da Lição 2 ................................................................................................. 1
Princípios bíblicos: Você pode mudar biblicamente (parte dois) ...................................... 2
Você pode mudar biblicamente (parte dois) ......................................................................... 3
Autoconfrontação bíblica: Um elemento essencial ao discipulado ................................... 6
Autoconfrontação bíblica: Um pré-requisito
para ajudar outros biblicamente ...................................................................................... 7
Base bíblica para devocionais diárias e memorização das Escrituras .............................. 9
Quatro planos para a memorização das Escrituras ........................................................... 12
Lição 2: Tarefas ......................................................................................................................... 14
Guia de estudo para devocionais diárias ............................................................................. 15

LIÇÃO 3: O CAMINHO DO HOMEM E O CAMINHO DE DEUS (PARTE UM)


Propósitos e esboço da Lição 3 ................................................................................................. 1
Princípios bíblicos: O caminho do homem
e o caminho de Deus (parte um) ...................................................................................... 2
As Escrituras são autoridade na sua vida .............................................................................. 3
O Espírito Santo o capacita para resolver os seus problemas ............................................ 6
A oração proporciona comunicação com Deus .................................................................... 9
Lição 3: Tarefas ......................................................................................................................... 13
Guia de estudo para devocionais diárias ............................................................................. 14

LIÇÃO 4: O CAMINHO DO HOMEM E O CAMINHO DE DEUS (PARTE DOIS)


Propósitos e esboço da Lição 4 ................................................................................................. 1
Princípios bíblicos: O caminho do homem e
o caminho de Deus (parte dois) ....................................................................................... 2
O modelo bíblico do fracasso humano ................................................................................... 3
Ponto de vista bíblico sobre o eu ............................................................................................. 5
Abordagens básicas para resolver problemas pessoais .................................................... 11
O caminho do homem comparado ao caminho de Deus — exemplos .......................... 12
Conhecendo a diferença entre o caminho do homem
e o caminho de Deus ........................................................................................................ 14
Lição 4: Tarefas ......................................................................................................................... 15
Guia de estudo para devocionais diárias ............................................................................. 16

LIÇÃO 5: DINÂMICA BÍBLICA DE MUDANÇA


Propósitos e esboço da Lição 5 ............................................................................................... 1
Princípios bíblicos: dinâmica bíblica de mudança .............................................................. 2
A espiral descendente: Desprezando ou rejeitando o caminho de Deus ........................ 3
Primeiros passos em direção à mudança bíblica ................................................................ 4
O percurso ascendente: Andando no caminho de Deus .................................................... 5
A importância de praticar a Palavra ...................................................................................... 6
Lição 5: Tarefas ....................................................................................................................... 10
Guia de estudo para devocionais diárias ............................................................................ 11

i © Biblical Counseling Foundation


SUMÁRIO 7

LIÇÃO 6: BASE BÍBLICA PARA MUDANÇA


Propósitos e esboço da lição 6 .................................................................................................. 1
Princípios bíblicos: Base bíblica para mudança .................................................................... 2
Os três níveis de cada problema .............................................................................................. 4
Esperança bíblica ........................................................................................................................ 6
Base bíblica para a paz e a alegria ........................................................................................... 8
Lição 6: Tarefas ......................................................................................................................... 11
Guia de estudo para devocionais diárias ............................................................................. 12

LIÇÃO 7: ESTRUTURA BÍBLICA PARA MUDANÇA


Propósitos e esboço da Lição 7 ................................................................................................. 1
Princípios bíblicos: Estrutura bíblica para mudança ........................................................... 2
Mudança bíblica é um processo .............................................................................................. 3
Os efeitos de pensamentos, palavras
e ações em desacordo com a Bíblia ................................................................................. 5
Renovando a sua mente ............................................................................................................ 6
Lição 7: Tarefas ........................................................................................................................... 8
Guia de estudo para devocionais diárias ............................................................................... 9

LIÇÃO 8: PRÁTICA BÍBLICA RESULTA EM MUDANÇA PERMANENTE


Propósitos e esboço da Lição 8 ................................................................................................ 1
Princípios bíblicos: Prática bíblica resulta em mudança permanente ............................. 2
Ponto de vista bíblico sobre provações e tentações .............................................................. 3
Passos práticos para alcançar mudança bíblica .................................................................... 8
Lição 8: Tarefas ......................................................................................................................... 11
Guia de estudo para devocionais diárias ............................................................................. 12

APLICAÇÃO A PROBLEMAS ESPECÍFICOS


LIÇÃO 9: LIDANDO COM O EU (PARTE UM)
Propósitos e esboço da Lição 9 ................................................................................................. 1
Princípios bíblicos: Lidando com o eu (parte um) ............................................................... 2
Autodepreciação, exaltação do eu e autocomiseração ........................................................ 4
Inveja, ciúme, cobiça e ganância ............................................................................................. 6
Agradando a si mesmo ou agradando a Deus .................................................................... 10
Estudo de caso: O marido de Maria a deixou ..................................................................... 12
Lição 9: Tarefas .......................................................................................................................... 14
Guia de estudo para devocionais diárias ............................................................................. 15

LIÇÃO 10: LIDANDO COM O EU (PARTE DOIS)


Propósitos e esboço da Lição 10 ............................................................................................... 1
Princípios bíblicos: Lidando com o eu (parte dois) .............................................................. 2
Princípios bíblicos sobre mordomia ....................................................................................... 4
Morrer para si mesmo servindo aos outros ........................................................................... 7
Vencendo a preocupação consigo mesmo ............................................................................. 9
Estudo de caso: O marido de Maria a deixou ..................................................................... 13
Lição 10: Tarefas ........................................................................................................................ 15
Guia de estudo para devocionais diárias ............................................................................. 16

LIÇÃO 11: IRA E AMARGURA


Propósitos e esboço da Lição 11 ............................................................................................... 1
Princípios bíblicos: Ira e amargura ......................................................................................... 2
Respostas não-bíblicas à ira e à amargura ............................................................................. 4
Ponto de vista bíblico sobre a ira ............................................................................................. 6
Ponto de vista bíblico sobre a amargura .............................................................................. 10
Vencendo a ira e a amargura .................................................................................................. 12
Estudo de caso: O marido de Maria a deixou ..................................................................... 17
Lição 11: Tarefas ........................................................................................................................ 18
Guia de estudo para devocionais diárias ............................................................................. 19

© Biblical Counseling Foundation ii


8 SUMÁRIO

LIÇÃO 12: PROBLEMAS INTERPESSOAIS (PARTE UM)


(APRENDENDO A AMAR O SEU PRÓXIMO)
Propósitos e esboço da Lição 12 ............................................................................................... 1
Princípios bíblicos: Problemas interpessoais (parte um)
(aprendendo a amar o seu próximo) .............................................................................. 2
Perdão (concedendo perdão aos outros assim
como Deus o concedeu a você) ........................................................................................ 3
Reconciliação (removendo todos os obstáculos à unidade e à paz) .................................. 6
Perguntas e respostas sobre o perdão bíblico ....................................................................... 9
Estudo de caso: O marido de Maria a deixou ..................................................................... 14
Lição 12: Tarefas ........................................................................................................................ 16
Guia de estudo para devocionais diárias ............................................................................. 17

LIÇÃO 13: PROBLEMAS INTERPESSOAIS (PARTE DOIS) (APRENDENDO A


AMAR O SEU PRÓXIMO)
Propósitos e esboço da Lição 13 ............................................................................................... 1
Princípios bíblicos: Problemas interpessoais (parte dois)
(aprendendo a amar o seu próximo) .............................................................................. 2
O significado do amor bíblico .................................................................................................. 4
Restauração e disciplina (a sua resposta bíblica
ao pecado de outro crente) ............................................................................................... 7
Diretrizes: O processo de restauração e disciplina .............................................................. 9
Comunicação bíblica ................................................................................................................ 12
Relacionamentos bíblicos (amando uns aos outros
no corpo de Cristo) .......................................................................................................... 15
Vencendo os problemas interpessoais .................................................................................. 19
Estudo de caso: O marido de Maria a deixou ..................................................................... 24
Lição 13: Tarefas ........................................................................................................................ 26
Guia de estudo para devocionais diárias ............................................................................. 27
LIÇÃO 14: O RELACIONAMENTO CONJUGAL (PARTE UM)
Propósitos e esboço da Lição 14 ............................................................................................... 1
Princípios bíblicos: O relacionamento conjugal (parte um) ............................................... 2
O modelo bíblico para o casamento ........................................................................................ 3
Conflitos conjugais (o caminho do homem versus o caminho de Deus) ......................... 5
Estudo de caso: O marido de Maria a deixou ....................................................................... 7
Lição 14: Tarefas .......................................................................................................................... 8
Guia de estudo para devocionais diárias ............................................................................... 9
LIÇÃO 15: O RELACIONAMENTO CONJUGAL (PARTE DOIS)
Propósitos e esboço da Lição 15 ............................................................................................... 1
Princípios bíblicos: O relacionamento conjugal (parte dois) .............................................. 2
Submissão bíblica ....................................................................................................................... 3
Você pode aprender a demonstrar amor ao seu cônjuge .................................................... 4
Vencendo problemas mediante a comunicação bíblica
(usando a mesa de conferência para a reconciliação) .................................................. 6
Estudo de caso: O marido de Maria a deixou ..................................................................... 10
Lição 15: Tarefas ........................................................................................................................ 13
Guia de estudo para devocionais diárias ............................................................................. 14

LIÇÃO 16: O RELACIONAMENTO ENTRE PAIS E FILHOS (PARTE UM)


Propósitos e esboço da Lição 16 ............................................................................................... 1
Princípios bíblicos: O relacionamento entre pais e filhos
(parte um) ............................................................................................................................ 2
As teorias e práticas do homem para criar os filhos ............................................................ 3
Diretrizes para educar os filhos ............................................................................................... 7
Como os pais provocam os seus filhos à ira ........................................................................ 10
Entendendo o modelo bíblico para instruir os filhos ........................................................ 13
Lição 16: Tarefas ........................................................................................................................ 17
Guia de estudo para devocionais diárias ............................................................................. 18

iii © Biblical Counseling Foundation


SUMÁRIO 9

LIÇÃO 17: O RELACIONAMENTO ENTRE PAIS E FILHOS (PARTE DOIS)


Propósitos e esboço da Lição 17 ............................................................................................... 1
Princípios bíblicos: O relacionamento entre pais e filhos (parte dois) ............................. 2
Treinando os filhos para que sejam fiéis (discipulado bíblico no lar) .............................. 4
Entendendo a disciplina bíblica .............................................................................................. 8
Culto doméstico (diretrizes e sugestões) .............................................................................. 11
Um plano global para criar filhos ......................................................................................... 16
Lição 17: Tarefas ........................................................................................................................ 22
Guia de estudo para devocionais diárias ............................................................................. 23

LIÇÃO 18: DEPRESSÃO


Propósitos e esboço da Lição 18 ............................................................................................... 1
Princípios bíblicos: Depressão ................................................................................................. 2
Entendendo a depressão ........................................................................................................... 4
Vencendo a depressão ............................................................................................................... 8
Estudo de caso: O marido de Maria a deixou ..................................................................... 14
Lição 18: Tarefas ........................................................................................................................ 15
Guia de estudo para devocionais diárias ............................................................................. 16

LIÇÃO 19: MEDO E PREOCUPAÇÃO


Propósitos e esboço da Lição 19 ............................................................................................... 1
Princípios bíblicos: Medo e preocupação .............................................................................. 2
Tentado ao medo e à preocupação .......................................................................................... 4
Amor versus medo (o caminho do homem versus o caminho de Deus) .......................... 6
Vencendo o medo e a preocupação ......................................................................................... 8
Estudo de caso: O marido de Maria a deixou ..................................................................... 13
Lição 19: Tarefas ........................................................................................................................ 14
Guia de estudo para devocionais diárias ............................................................................. 15

LIÇÃO 20: PECADOS ESCRAVIZADORES (PARTE UM)


Propósitos e esboço da Lição 20 ............................................................................................... 1
Princípios bíblicos: Pecados escravizadores (parte um) ..................................................... 2
Identificando os pecados escravizadores ............................................................................... 3
Os efeitos dos pecados escravizadores (o círculo da vida) ................................................. 8
Deus destruiu o poder de Satanás ........................................................................................... 9
Lição 20: Tarefas ........................................................................................................................ 12
Guia de estudo para devocionais diárias ............................................................................. 13

LIÇÃO 21: PECADOS ESCRAVIZADORES (PARTE DOIS)


Propósitos e esboço da Lição 21 ............................................................................................... 1
Princípios bíblicos: Pecados escravizadores (parte dois) .................................................... 2
Revestindo-se de toda a armadura de Deus .......................................................................... 4
Vencendo os pecados escravizadores ................................................................................... 13
Lidando biblicamente com alguém dominado
por um pecado escravizador .......................................................................................... 20
Estudo de caso: O marido de Maria a deixou ..................................................................... 24
Lição 21: Tarefas ........................................................................................................................ 26
Guia de estudo para devocionais diárias ............................................................................. 27

CONCLUSÃO
LIÇÃO 22: OS PADRÕES DE DEUS PARA A VIDA
Propósitos e esboço da Lição 22 ............................................................................................... 1
Princípios bíblicos: Os padrões de Deus para a vida ........................................................... 2
Os padrões de Deus para você ................................................................................................. 4
Estudo de caso: O marido de Maria a deixou ....................................................................... 7
Lição 22: Tarefas .......................................................................................................................... 9
Guia de estudo para devocionais diárias ............................................................................. 10

© Biblical Counseling Foundation iv


10 SUMÁRIO

LIÇÃO 23: EXAME


LIÇÃO 24: INTRODUÇÃO AO CURSO II:
TREINAMENTO EM ACONSELHAMENTO BÍBLICO
Propósitos e esboço da Lição 24 ............................................................................................... 1
Introdução ao curso II: Treinamento em aconselhamento bíblico .................................... 2
Procedimentos básicos no aconselhamento bíblico ............................................................. 4
Lição 24: Tarefas .......................................................................................................................... 7

SUPLEMENTOS E RECURSOS PRÁTICOS

O QUE FAZ O ACONSELHAMENTO SER BÍBLICO? ..................................................................................... 1

PROGRAMA DE TREINAMENTO EM ACONSELHAMENTO BÍBLICO DA BCF ................................. 2

FOLHA DE ESTUDO BÍBLICO E APLICAÇÃO ................................................................................................ 3

PREPARANDO UM TESTEMUNHO PESSOAL ................................................................................................ 4

COMO USAR UMA CONCORDÂNCIA BÍBLICA ........................................................................................... 5

INVENTÁRIO PESSOAL — HISTÓRICO E PROBLEMAS .......................................................................... 6

INSTRUÇÕES: FOLHA DE TRABALHO—VITÓRIA SOBRE OS FRACASSOS ...................................... 7

FOLHA DE TRABALHO—VITÓRIA SOBRE OS FRACASSOS .................................................................... 8

INSTRUÇÕES: FOLHA DE TRABALHO— “PENSAR E FAZER” ................................................................. 9

FOLHA DE TRABALHO— “PENSAR E FAZER” ............................................................................................. 10

FATOS A RESPEITO DO ACONSELHAMENTO BÍBLICO .......................................................................... 11

REGISTRO DE ACONSELHAMENTO BÍBLICO ............................................................................................ 12

RESUMO E PLANEJAMENTO DO ACONSELHAMENTO BÍBLICO ....................................................... 13

MINHA AGENDA ATUAL .................................................................................................................................... 14

PROPOSTA BÍBLICA PARA A MINHA AGENDA ......................................................................................... 15

INSTRUÇÕES: LIVRE DA ANSIEDADE (PLANO BÍBLICO DE AÇÃO E ORAÇÃO) ......................... 16

LIVRE DA ANSIEDADE (PLANO BÍBLICO DE AÇÃO E ORAÇÃO) ...................................................... 17

v © Biblical Counseling Foundation


11

PREFÁCIO: POR QUE AUTOCONFRONTAÇÃO?

Autoconfrontação? Não seria apenas uma outra maneira para dizer


“autocondenação”? Não é contraproducente para uma vida satisfatória? Em lugar de con-
frontar a mim mesmo, eu não deveria estar edificando a mim mesmo? Eu não deveria
evitar tudo quanto possa diminuir a minha auto-estima ou auto-imagem? Não devo apren-
der a amar a mim mesmo antes de poder amar aos outros? Não devo saber como perdoar a
mim mesmo para poder ter paz e alegria verdadeiras?

Perguntas como estas refletem o fato de que muitas pessoas estão seguindo um
ensinamento falso que tem estado presente entre nós desde o início dos tempos, mas que
está alcançando uma popularidade sem precedente na igreja de hoje. Trata-se da “doutri-
na” da exaltação e satisfação do eu. A preocupação consigo mesmo baseia-se no entendi-
mento errôneo do relacionamento do homem com Deus, não é bíblica e impede o cresci-
mento espiritual.

Exaltação e satisfação do eu têm tido sempre consequências devastadoras. A ênfase


no eu foi a origem da queda de Satanás (Isaías 14:13-14) e estava também no âmago da
primeira tentação do homem (Gênesis 3:1-6). Uma atração mal-sucedida à exaltação e satis-
fação do eu foi o âmago da tentação do Senhor Jesus Cristo por Satanás (Lucas 4:2-12).
Exaltação e satisfação do eu alcançarão o seu auge nos últimos tempos quando, conforme
a Bíblia prediz, os homens serão amantes de si mesmos (II Timóteo 3:1-2).

Em vez de agradar ou exaltar a si mesmo, a Bíblia diz que você deve examinar a si
mesmo (ou confrontar) e se humilhar (Mateus 23:12; I Coríntios 11:31) porque o seu coração
é enganoso e desesperadamente corrupto, além do que se possa compreender (Jeremias
17:9). O primeiro passo na autoconfrontação é admitir diante de Deus a sua pecaminosidade
e a sua condição de perdido (Salmo 14:1-3; Romanos 3:10-12), e depois voltar-se para Ele
como a sua única fonte de esperança para a salvação eterna (Romanos 6:23). Deus provê a
salvação pela fé como um ato de misericórdia e dom da Sua graça, não por encontrar algo
bom em você ou por você ser capaz de fazer alguma coisa que mereça o Seu amor e favor
(Efésios 2:8-9; Tito 3:5-7).

A autoconfrontação deve prosseguir ao longo da sua caminhada cristã se você deseja


evitar a hipocrisia de julgar os fracassos dos outros sem antes examinar a sua vida de modo
bíblico (Mateus 7:1-5; Lucas 6:41-42). E, ainda mais importante, a autoconfrontação deve
ocorrer de acordo com a Palavra de Deus (II Timóteo 3:16-17; Hebreus 4:12).

Nem sempre será fácil confrontar a si mesmo nos moldes bíblicos e, às vezes, será
uma experiência penosa. Todavia, o Espírito Santo, o Auxiliador, vai ajudá-lo (João 16:8, 13-
14) a encarar os seus pecados, fracassos e falhas. Ele vai confortá-lo, ensiná-lo e guiá-lo a
toda verdade para que a sua tristeza possa se transformar em alegria permanente (João
14:16, 26; 15:11).

Se há uma ênfase singular que permeia esse treinamento, ela atua no sentido de que
você verifique biblicamente se está procurando agradar a si mesmo ou a Deus em tudo
quanto pensa e faz (II Coríntios 5:9; Colossenses 1:10; 3:2, 17). Conforme você mesmo poderá
logo descobrir, o objetivo desse curso de discipulado pessoal e treinamento em
aconselhamento bíblico não é ensiná-lo a salvar a sua vida, mas a perdê-la por amor a Jesus
(Mateus 16:24-25; Lucas 9:23-24) mediante o processo auto-avaliação bíblica.

Que Deus abençoe as verdades da Palavra em sua vida à medida que você der início
a um processo fiel e constante de autoconfrontação bíblica.

© Biblical Counseling Foundation vi


12

PROPÓSITOS DO CURSO

Ao longo da história, em todas as culturas, a humanidade tem buscado soluções para


os problemas da vida. Cada geração oferece novas filosofias e novos modelos criados pelo
homem, mas os problemas pessoais e interpessoais continuam a nos afligir. Mesmo dentro
do Corpo de Cristo, há casamentos infelizes e rompidos, consumo de drogas, depressão,
ansiedade, medo, preocupação e muitos outros problemas que resultam em angústia, do-
enças físicas e estagnação.
O único recurso completo que identifica as causas de qualquer problema da vida e
fornece soluções é a Bíblia. Escrita ao longo de 16 séculos, ela tem resistido por outros 1900
anos. As promessas e a autoridade de Deus no Antigo e Novo Testamentos oferecem base
para uma vida abundante. A Bíblia contém soluções para todos os problemas de atitude,
relacionamento, comunicação e comportamento.
O Curso de Autoconfrontação apresenta princípios bíblicos essenciais que podem
mudar a sua vida. Se você deseja sinceramente superar problemas e desenvolver maturida-
de espiritual, você precisa se dispor a confrontar os seus fracassos e falhas e a efetuar as
mudanças bíblicas apropriadas (Romanos 12:1-2; II Coríntios 5:9; Colossenses 3:1-17). Desta
forma, você estará apto para crescer no Senhor Jesus Cristo e em condições de ajudar outros
de modo bíblico e efetivo (Mateus 7:1-5; II Coríntios 1:3-4; Gálatas 6:1-5; II Timóteo 2:2). Os
princípios bíblicos reunidos no Curso de Autoconfrontação constituem o fundamento para
uma mudança permanente em sua vida. Ele são também a base para os programas de trei-
namento da Biblical Counseling Foundation (BCF).

PROPÓSITOS DO CURSO

O Curso de Autoconfrontação tem dois propósitos:


I. Ensiná-lo a lidar com circunstâncias e relacionamentos a partir de uma perspectiva
bíblica para experimentar vitória e contentamento em todas as tribulações, prova-
ções e problemas da vida;
II. Prepará-lo para ajudar outros a lidarem com os seus problemas biblicamente.
O Curso de Autoconfrontação está alicerçado sobre princípios bíblicos que fornecem
padrões para uma vida de contentamento e vitória e se aplicam tanto a jovens como a
idosos, a pobres ou ricos, a pessoas saudáveis ou doentes, a estudantes experientes ou
inexperientes. Trata-se de princípios bíblicos que se aplicam a todas as circunstâncias da
vida, em qualquer cultura e em qualquer parte do mundo, independentemente da época
em que se vive.

Cada lição foi projetada, primeiramente, para explicar o significado de alguns prin-
cípios bíblicos específicos, que vão depois se consolidar na sua vida através das tarefas
práticas. O curso consiste em 24 lições, normalmente ensinadas em aulas semanais com
duas horas de duração. As primeiras oito lições contêm princípios que descrevem a dinâ-
mica da mudança bíblica e estabelecem o fundamento para as 14 lições seguintes, que li-
dam com alguns dos problemas mais comuns da vida diária. As últimas duas lições desti-
nam-se a revisão, exame e preparo para o curso seguinte — TAB II: Curso Básico de
Aconselhamento Bíblico.

OBJETIVOS DO CURSO

Durante o Curso de Autoconfrontação você aprenderá:

• Princípios bíblicos para entender os problemas do ponto de vista de Deus;


• Princípios bíblicos para ganhar esperança em qualquer situação;
• Princípios bíblicos para concretizar mudanças;
• As características e a importância prática das tarefas bíblicas;

vii © Biblical Counseling Foundation


PROPÓSITOS DO CURSO 13

• Princípios bíblicos relativos a


- Lidar com autodepreciação, exaltação de si mesmo e autocomiseração,
- Dificuldades pessoais como ganância, inveja, ira, amargura, depressão, medo
e preocupação,
- Relacionamentos (interpessoal, conjugal, entre pais e filhos),
- Pecados escravizadores (homossexualismo, alcoolismo, consumo de drogas etc.).

MATERIAL NECESSÁRIO PARA O CURSO


• Bíblia em versão não parafraseada
• Manual de Autoconfrontação
• Concordância bíblica exaustiva
AULAS
Cada aula consiste em:
• Revisão dos versículos bíblicos memorizados e das demais tarefas,
• Explicação dos princípios bíblicos contidos na lição,
• Ensinos das aplicações práticas da Palavra de Deus para a sua vida,
• Discussão de um caso de aconselhamento bíblico (o estudo de caso tem início
na Lição 9 e prossegue até o final do curso),
• Atribuição de tarefas.
Você deve completar as tarefas de cada lição e frequentar as aulas trazendo o Manual
e uma Bíblia em versão não-parafraseada. Embora uma versão parafraseada da Bíblia pos-
sa ser útil como ferramenta de estudo adicional, é importante memorizar e entender a Bí-
blia em sua forma mais literal. Uma concordância bíblica ajudará na execução das tarefas.
As instruções para o uso de uma concordância estão no Suplemento 5.

DESEMPENHO E DISCIPLINA NO CURSO


Para receber o benefício esperado, planeje utilizar na execução das tarefas um perío-
do diário com duração mínima entre trinta minutos e uma hora. As tarefas têm o propósito
de ajudá-lo a firmar hábitos bíblicos que vão transformar a sua vida, e será mais fácil alcan-
çar o seu alvo se você as executar diariamente. Em oração, você precisa definir uma agenda
diária realista (Efésios 5:15-17) e entregar esse tempo ao Senhor (Provérbios 16:3,9). No iní-
cio, você poderá sentir dificuldade para manter a disciplina no cumprimento da sua agen-
da. Lembre-se, porém, de que formar um novo hábito requer tempo. Planeje reformular ou,
se necessário, eliminar atividades que fazem parte da sua agenda atual para que possa
dispor de tempo suficiente para fazer as suas tarefas. Disciplina espiritual é um ingredien-
te necessário para a piedade (I Timóteo 4:7-8).
Visto que este curso visa à compreensão e à aplicação da Palavra de Deus, considere
a possibilidade de executar as tarefas como parte das suas devocionais diárias. Se você
escolher esse modelo de estudo, utilize o GUIA DE ESTUDO PARA DEVOCIONAIS DIÁRI-
AS incluído em cada lição com o propósito de ajudá-lo a realizar as tarefas. Os fatores
importantes são fidelidade (Lucas 16:10; I Coríntios 4:2) e diligência (II Timóteo 2:15). Uma
sugestão: se você não completar em tempo as tarefas de determinada semana, passe para
as tarefas da semana seguinte e só após concluí-las volte àquelas que ficaram para trás.
Mantenha todas as suas tarefas reunidas e organizadas para que você as possa consultar
quando necessário.
O MANUAL PARA O CURSO
O Manual está dividido em duas seções principais: as Lições e os Suplementos e
Recursos Práticos. As 24 lições estão em forma de esboço, apresentando muitas verdades
importantes da Palavra da Deus. Para alcançar uma compreensão mais completa dos
princípios bíblicos apresentados, você deve ler na sua Bíblia os versículos mencionados.
A seção de Suplementos e Recursos Práticos ajuda na compreensão dos princípios

© Biblical Counseling Foundation viii


14 PROPÓSITOS DO CURSO

fundamentais e fornece instruções para que você possa aplicar essas verdades de forma práti-
ca na sua vida.

I. A Lição

A. Propósitos e conteúdo — A primeira página de cada lição alista os seus propó-


sitos e conteúdo. A leitura desta página vai ajudá-lo a adquirir rapidamente
uma visão dos pontos ensinados na lição.
B. Princípios bíblicos — A página dois apresenta os princípios bíblicos centrais
de cada lição. O quadro no alto da página traz um breve resumo do ensino.
C. Esboço — As páginas que se seguem contêm o esboço ampliado da lição. Você
aprenderá a adquirir perspectiva, compreensão e esperança bíblicas quanto ao
problema tratado. Adiante, você verá a razão por que mudar e como fazê-lo.
D. Tarefas — No final de cada lição, você encontrará as tarefas alistadas na ordem
em que devem ser executadas. A memorização de versículos bíblicos será sem-
pre o primeiro item das tarefas.
A execução das tarefas marcadas com um asterisco (*) é pré-requisito para pros-
seguir no treinamento em aconselhamento bíblico. Na página de TAREFAS,
você pode anotar o trabalho já feito. As tarefas escritas marcadas com asterisco
devem ser entregues ao seu professor para avaliação. Frequentando as aulas,
participando em classe e completando as tarefas, você estará preparado para
ser bem-sucedido no exame final do curso.
E. As últimas páginas de cada lição contêm um GUIA DE ESTUDO PARA
DEVOCIONAIS DIÁRIAS para ajudá-lo a executar as suas tarefas com regu-
laridade. Utilizando este guia, você estará também firmando o hábito de man-
ter um período diário de estudo da Palavra, e a sua vida devocional será
enriquecida.
(Nota: Ao longo do curso, você provavelmente perceberá uma repetição de versículos e
princípios bíblicos. É algo proposital, para ajudá-lo no aprendizado da Palavra de Deus
e na descoberta de uma variedade de aplicações que ela possui em todas as áreas da vida.
As repetições também ajudam aqueles que estão menos familiarizados com versículos
bíblicos a compreenderem com maior facilidade as verdades transformadoras da Pala-
vra de Deus. Repetição é um axioma do bom treinamento, missão desse curso. A própria
Bíblia prova esta verdade.)

II. Suplementos e Recursos Práticos

A seção intitulada Suplementos e Recursos Práticos contém passos específicos para


facilitar uma mudança bíblica na sua vida. Você encontrará exemplos de como executar as
tarefas e usar os formulários. Esta parte do livro é uma preciosa ferramenta de referência,
bem como um instrumento para promover discipulado prático na sua vida e na daqueles
que estão sob os seus cuidados.

TREINAMENTO EM DISCIPULADO

Ao longo dos anos, o Curso de Autoconfrontação provou ser um instrumento eficaz


para o treinamento em discipulado pessoal. Embora seja a primeira parte de um programa
mais amplo de treinamento em aconselhamento bíblico, a sua eficiência em ajudar crentes
a se tornarem “praticantes da Palavra”(Tiago 1:22-25) foi provada em diversas culturas e
em diferentes países ao redor do mundo. Consequentemente, várias igrejas, organizações
e líderes têm incluído o Curso de Autoconfrontação como parte fundamental do treina-
mento em discipulado oferecido pelos seus ministérios.

ix © Biblical Counseling Foundation


PROPÓSITOS DO CURSO 15

Após experimentarem um maior crescimento espiritual em suas vidas, vários crentes


que completaram o Curso de Autoconfrontação têm optado por receberem treinamento
mais amplo em aconselhamento bíblico. Como resultado, podem descobrir uma
aplicabilidade ainda maior das Escrituras a cada problema da vida e estão equipados de
modo mais efetivo para ajudarem outros como parte do seu ministério no Corpo de Cristo.

PANORAMA DO TREINAMENTO EM ACONSELHAMENTO BÍBLICO

O objetivo principal do treinamento em aconselhamento bíblico é ensinar os membros


da igreja local a enfrentarem o desafio de viver biblicamente num mundo caído e prepará-
los para aconselharem outros de maneira exclusivamente bíblica. Consulte O QUE FAZ O
ACONSELHAMENTO SER BÍBLICO? (Suplemento 1).
O ministério de treinamento em discipulado destina-se a equipar homens e mulheres
para servirem como conselheiros bíblicos dentro do contexto da igreja local. A ênfase está
em “como” aconselhar indivíduos com problemas pessoais, interpessoais ou familiares,
aplicando corretamente verdades e princípios bíblicos. Conforme o apóstolo Paulo escre-
veu à igreja em Roma: “E certo estou, meus irmãos, sim, eu mesmo, a vosso respeito, de que estais
possuídos de bondade, cheios de todo o conhecimento, aptos para vos admoestardes uns aos outros”
(Romanos 15:14).

CURSOS OFERECIDOS PARA TREINAMENTO EM ACONSELHAMENTO BÍBLICO

O programa de treinamento em aconselhamento bíblico da BCF oferece cinco níveis de


treinamento. Uma explicação mais detalhada encontra-se em O PROGRAMA DE TREI-
NAMENTO EM ACONSELHAMENTO BÍBLICO DA BCF (Suplemento 2).

HISTÓRIA DOS CURSOS

A elaboração dos cursos teve início em 1973, envolvendo inúmeras horas de aula e de
avaliação, bem como a aplicação a milhares de casos de aconselhamento bíblico. Vários
problemas difíceis encaminhados aos conselheiros da Biblical Counseling Foundation têm
exigido uma pesquisa constante nas Escrituras.
Muitos contribuíram de modo significativo no preparo do material para treinamento.
Mais de doze conselheiros bíblicos experientes gastaram cerca de uma década preparando
os rascunhos e avaliando o material que está agora publicado. Esta equipe é constituída
por pastores e leigos, com grande diversidade de vivência, incluindo executivos, donas de
casa, oficiais militares aposentados ou em ativa, cientistas e empresários cuja experiência
em aconselhamento bíblico inclui vários anos de ensino e supervisão de programas de
treinamento, bem como aconselhamento individual.
É nosso ardente desejo que esse curso de treinamento possa ajudar pastores, líderes
cristãos e todos os demais membros do Corpo de Cristo a atenderem às necessidades ur-
gentes da nossa geração e que, por sua vez, aqueles que forem por ele atingidos possam dar
frutos da vitória do Evangelho do nosso Senhor Jesus Cristo.
John C. Broger, Presidente
Biblical Counseling Foundation

© Biblical Counseling Foundation x


16

NOTA SOBRE AS REFERÊNCIAS BÍBLICAS CITADAS


NO MANUAL

Quando estiver estudando o Manual de Autoconfrontação, você


perceberá que os princípios e preceitos bíblicos apresentados são
sustentados por referências bíblicas. Queremos encorajá-lo a procurar
estes versículos em sua Bíblia. Eles estão alistados na ordem em que
se encontram na Bíblia, e não necessariamente por ordem de
importância ou contribuição para a elucidação do princípio.

Sempre que você encontrar referências bíblicas citadas entre


parênteses, em itálico, os versículos ou trechos sustentam diretamente
o princípio ou ensino. Por exemplo, no Princípio 23, a afirmação
“Tribulações e provações contribuirão para desenvolvê-lo e amadurecê-
lo em Cristo se você responder como Deus quer” baseia-se inteiramente
em cada versículo que a segue (i.e. Romanos 5:3-5; Tiago 1:2-4 ).

Cada grupo de referências bíblicas precedido pela palavras “baseado


em”deve ser estudado como um conjunto. A verdade que eles encerram
não pode ser entendida por um único versículo, mas pelo estudo em
conjunto de todas as referências. Por exemplo, a afirmação que se
encontra no quadro de resumo inicial da Lição 3, Página 6, “O Espírito
Santo é o Guia, Instrutor e Conselheiro que revela a você a sabedoria
de Deus” é verdadeira, mas você precisa estudar todos os versículos
bíblicos que a seguem (i.e. João 14:16, 26; 16:7-13; I Coríntios 2:6-13)
para entender a sentença completa.
17

LIÇÃO 1

VOCÊ PODE MUDAR BIBLICAMENTE


(PARTE UM)

“Porque pela graça sois salvos, mediante a fé;


e isto não vem de vós, é dom de Deus; não de
obras, para que ninguém se glorie.”

Efésios 2:8-9
18

LIÇÃO 1: VOCÊ PODE MUDAR BIBLICAMENTE


(PARTE UM)

A decisão mais significativa que você pode tomar diz respeito


à sua disposição para seguir o plano de Deus para a sua vida
conforme revelado na Bíblia. Esta decisão tem impacto direto
na sua vida diária e no seu destino eterno (baseado em Salmo
119:165; Provérbios 1:33; Mateus 6:25-34; Marcos 8:34-38; João
3:16-21, 36; Atos 2:38-39; II Timóteo 3:16-17; II Pedro 1:2-10;
Apocalipse 20:15).

I. Propósitos da lição

A. Introduzir o curso;

B. Mostrar a importância e necessidade da autoconfrontação bíblica, e

C. Apresentar o primeiro passo para confrontar a si mesmo biblicamente.

II. Esboço da lição

A. Autoconfrontação

1. POR QUE AUTOCONFRONTAÇÃO? (Prefácio, Página vi)

2. PROPÓSITOS DO CURSO (Páginas vii-x)

3. PRINCÍPIO BÍBLICO: VOCÊ PODE MUDAR BIBLICAMENTE (PARTE UM)


(Lição 1, Página 2)

4. VOCÊ PODE MUDAR BIBLICAMENTE (PARTE UM) (Lição 1, Páginas 3-7)

B. Aconselhamento bíblico

1. O QUE FAZ O ACONSELHAMENTO SER BÍBLICO? (Suplemento 1)

2. O PROGRAMA DE TREINAMENTO EM ACONSELHAMENTO


BÍBLICO DA BCF (Suplemento 2)

C. Passos para o crescimento espiritual


1. LIÇÃO 1: TAREFAS (Lição 1, Página 8)

2. GUIA DE ESTUDO PARA DEVOCIONAIS DIÁRIAS (Lição 1,


Páginas 9-10)

Lição 1, Página 1 © Biblical Counseling Foundation


19

PRINCÍPIO BÍBLICO: VOCÊ PODE MUDAR BIBLICAMENTE


(PARTE UM)

Deus o capacita para dar o primeiro passo necessário em


direção a uma mudança permanente baseada em princí-
pios bíblicos: responder ao amor que Ele demonstrou
por você em Cristo Jesus (baseado em João 1:12, 3:16-21;
Romanos 5:8; II Coríntios 5:17; Efésios 2:8-9; I João 4:10).

O plano de Deus para que você mude biblicamente está centrado em Seu Filho, Jesus
Cristo.

(Princípio 1) O padrão de Deus é de perfeição (Levítico 19:2; Mateus 5:48) e você


não o pode alcançar por esforço próprio (Salmo 143:2; Eclesiastes
7:20; Romanos 3:23). Você não pode salvar a si mesmo (Provérbios
20:9), nem depender de outro ser humano qualquer para redimi-lo
(Salmo 49:7). Você precisa admitir a sua incapacidade de alcançar o
padrão de Deus (Isaías 64:6; Romanos 3:9-12) e se arrepender do seu
pecado (Lucas 15:7; Atos 2:38, 3:19, 17:30-31, 26:19-20; Romanos 2:4;
II Pedro 3:9). Reconhecendo a sua condição de perdido e crendo
sinceramente e de todo o coração no Senhor Jesus Cristo, você re-
cebe o dom da vida eterna (João 3:16, 36; 5:24; 11:25-26; Romanos
6:23; Efésios 2:8-9; Tito 3:5-7; I João 5:11-13) e o perdão dos seus pe-
cados (Marcos 16:16; João 3:16-18, 8:24; Atos 2:38, 4:12; Romanos
10:9-13; Efésios 1:7) pela graça e misericórdia de Deus.

© Biblical Counseling Foundation Lição 1, Página 2


20

VOCÊ PODE MUDAR BIBLICAMENTE (PARTE UM)

Embora a vida eterna seja um presente, muitos a rejeitam


(Mateus 7:13-14; João 1:9-12, 3:16-21; Romanos 6:23).

I. Se você ainda não estabeleceu um relacionamento pessoal sincero (honesto, puro e ge-
nuíno) com o Senhor Jesus Cristo, você tem um problema espiritual que somente Deus
pode resolver. Fora desse relacionamento com Jesus, você está:

A. Irremediavelmente separado de Deus (Romanos 6:23a; Efésios 2:1-3, 11-12;


Colossenses 1:21);

B. Espiritualmente morto em seu pecado (Romanos 3:23, 5:12; Efésios 2:1, 5;


Colossenses 2:13);

C. Hostil para com Deus (Romanos 5:10a, 8:7; Colossenses 1:21);

D. Cegado por Satanás (II Coríntios 4:3-4) e mantido cativo para fazer a vontade dele
(II Timóteo 2:24-26, esp. verso 26);

E. Destituído de poder para vencer o controle do pecado em sua vida (Eclesiastes


7:20; João 8:34; Romanos 1:28-32, 5:6, 6:16; Gálatas 5:19-21; II Pedro 2:19);

F. Incapacitado para entender as coisas de Deus (Provérbios 14:12, 16:25; Isaías 55:8-9;
I Coríntios 2:14);

G. Incapacitado para agradar a Deus ou andar no Seu caminho (Salmo 143:2b; Isaías
64:6; Romanos 3:9-12, 23; 8:7-8; Gálatas 2:16; Efésios 2:8-9; II Timóteo 1:9; Tito 3:5-7;
Hebreus 11:6), e

H. Incapacitado para viver uma vida espiritualmente significativa e frutífera (João


15:4-6).

II. A resposta bíblica para o seu problema espiritual baseia-se no caráter de Deus.

A. Deus é justo; portanto, em seu estado de pecado, você enfrenta a ira e o julgamen-
to divinos (Romanos 1:18, 6:23a; Efésios 2:3; Hebreus 9:27; II Pedro 3:7).

B. Por outro lado, Deus é amoroso e não deseja que você pereça no seu pecado (João
3:16; Romanos 5:8; I Timóteo 2:3-4; II Pedro 3:9). Ele o atrai a Seu Filho, Jesus (João
6:44-45, 65).

III. A resposta para o seu problema espiritual encontra-se no Filho de Deus, Jesus Cristo.

A. Pelo Seu amor gracioso e misericordioso, Deus deu o Seu Filho unigênito, Jesus,
como a única resposta para a sua condição espiritual de perdido (Isaías 53:2-12;
João 3:16, 14:6; Atos 4:12; Romanos 5:6; Efésios 1:3-12; I Timóteo 2:5-6; I João 4:10).

B. Já que você não poderia salvar a si mesmo nem fazer coisa alguma que merecesse
o favor e a misericórdia de Deus (Gálatas 2:16; Efésios 2:8-9; II Timóteo 1:9; Tito 3:5-
7), Jesus pagou o preço completo da sua redenção morrendo na cruz pela penali-
dade do seu pecado (Romanos 5:8; I Coríntios 15:3-4; II Coríntios 5:21; Efésios 1:7;
I Tessalonicenses 1:10; I Timóteo 2:5-6; Hebreus 10:10-14; I Pedro 1:18-19, 3:18).

Lição 1, Página 3 © Biblical Counseling Foundation


VOCÊ PODE MUDAR BIBLICAMENTE (PARTE UM) 21

C. Por meio da ressurreição de Cristo dentre os mortos, Deus aceitou e aprovou a


morte sacrificial do Senhor pelos seus pecados (Romanos 1:4, 4:25). Jesus Cristo
está eternamente vivo (Atos 2:32; Romanos 6:9; Apocalipse 1:17-18), está com Deus
(Romanos 8:34; Hebreus 8:1) e é Senhor sobre todas as coisas (Filipenses 2:9-11;
Apocalipse 17:14, 19:16). Pela Sua morte e ressurreição, Cristo obteve vitória sobre
o pecado (Romanos 6:10), a morte (Romanos 6:9) e o diabo (Hebreus 2:14).

D. Por meio de Jesus você pode:

1. Obter o perdão dos seus pecados (Atos 5:31, 10:43; Efésios 1:7, 4:32; Colossenses
1:13-14, 2:13-14) e a reconciliação com Deus (II Coríntios 5:18-19) ;

2. Experimentar um novo nascimento espiritual (João 3:3; I Pedro 1:3, 23; I João 5:1);

3. Receber a vida eterna pelo gracioso dom divino da fé (João 3:16; 5:24; 6:40, 47;
11:25-26; 17:1-3; Romanos 6:23; Efésios 2:8-9; 1 Timóteo 1:16; 1 João 5:11-12);

4. Ter acesso a Deus (João 14:6; Efésios 2:18, 3:11-12; Hebreus 10:19-22);

5. Ser um membro da família de Deus (João 1:12; Romanos 8:15-17; Gálatas


3:26; Efésios 1:5, 2:19; I João 3:1-2);

6. Entender as coisas de Deus (João 14:26, 16:13-15; I Coríntios 2:9-13);

7. Tornar-se uma nova pessoa, capacitada para viver de maneira totalmente


nova (Romanos 6:4-22; II Coríntios 5:17; Filipenses 4:13), e

8. Receber poder para mudar, amadurecer à semelhança de Cristo e crescer no


conhecimento íntimo de Deus (João 17:3; Romanos 8:2, 28-29; II Coríntios 5:17;
Filipenses 1:6, 4:13; Colossences 1:9-11; I Tessalonicenses 2:13; II Pedro 1:3-4).

IV. Deus lhe dá poder para você escolher a solução bíblica para o seu problema espiritual.

A. Reconhecendo o amor de Deus (João 3:16; 1 João 4:10) e aceitando a verdade


divina conforme revelada no Senhor Jesus Cristo (João 14:6), você será capaz
pela fé de:

1. Crer em Jesus (João 5:24; Romanos 10:8-13) que uma vez por todas ofereceu
a Si mesmo como sacrifício pelo seu pecado (Hebreus 10:4-22);

2. Arrepender-se do seu pecado (Marcos 1:15; Lucas 15:7; Atos 2:38, 3:19, 26:20;
II Pedro 3:9);
3. Crer de todo o coração que o sangue de Cristo derramado na cruz providencia
perdão para os seus pecados (Romanos 3:23-25; Efésios 1:7; Colossenses 1:19-23;
I Pedro 1:18-19) e igualmente crer que Deus ressuscitou Jesus dentre os mortos
para que você possa andar em novidade de vida (Romanos 4:24-25, 6:4, 8:11,
10:9; I Coríntios 15:12-22), e

4. Sinceramente receber o Senhor Jesus Cristo em sua vida (João 1:12; I João 5:12)
e, como nova criatura (II Coríntios 5:17), viver em obediência fiel e amorosa à
Palavra de Deus (a Bíblia) (I João 2:3-6).

B. Se você rejeitar a verdade de Deus deixando de se arrepender do seu pecado e,


consequentemente, de receber o dom da vida eterna pelo Filho de Deus, Jesus
Cristo, você estará:

1. Debaixo do julgamento de Deus (João 3:18, 36; Romanos 1:28-32);


2. Alheio às questões espirituais (Isaías 55:8-9; I Coríntios 1:18a, 2:14);
3. Destituído de poder para vencer o pecado em sua vida (João 8:34; II Pedro 2:19);

4. Incapacitado para agradar a Deus (Romanos 8:8; Hebreus 11:6);

© Biblical Counseling Foundation Lição 1, Página 4


22 VOCÊ PODE MUDAR BIBLICAMENTE (PARTE UM)

5. Garantindo para si mesmo inquietações, problemas e dificuldades crescentes


(Provérbios 13:15, 14:12, 17:20, 26:12; Romanos 2:8-9; Colossenses 3:25);
6. Destinado a morrer em seu pecado (João 8:21-24), e
7. Debaixo de condenação eterna, separado para sempre da presença de Deus
(II Pedro 3:7; Apocalipse 20:15).
C. Se você escolher modificar o plano divino da salvação em Cristo Jesus para conciliá-
lo com:
A sua sabedoria que é estulta e inadequada para conhecer a Deus (I Coríntios
1:21, 3:19-20),
Os seus pensamentos que são contrários aos caminhos de Deus (Isaías 55:8-9;
Romanos 8:6-8) ou
Os seus desejos que são contrários ao Espírito de Deus (Gálatas 5:17),
Você colocará a si mesmo sob a condenação de Deus (Marcos 16:16), a Sua repreensão
(Provérbios 30:6), o Seu castigo (Apocalipse 22:18-19) e a Sua maldição (Gálatas 1:6-9).

V. Pela fé, você pode dar o primeiro passo para mudar biblicamente.

Se você ainda não deu esse primeiro passo para mudar biblicamente, pode dá-lo agora mesmo.
Simplesmente diga a Deus que você reconhece a si mesmo como um pecador que necessita do
perdão que Ele oferece. Admita diante de Deus que nem você nem outro qualquer a não ser
Jesus Cristo pode providenciar salvação, porque só Ele morreu para pagar a penalidade do
pecado e ressuscitou da morte para que você pudesse ter uma nova vida. Pela fé, receba o
Senhor Jesus Cristo como Salvador e agradeça a Deus pela graça e pelo amor que Ele tem por
você por meio de Jesus. Com coração sincero e arrependido, demonstre o seu compromisso
com Ele sendo obediente à Sua Palavra.

VI. Você precisa entender que o caminho do homem para solucionar problemas afasta-se
das soluções de Deus.

A. Há duas razões pelas quais o plano da salvação foi explicado em detalhes.


1. Para começar, é essencial que você entenda o seguinte princípio espiritual:
toda a sabedoria, a filosofia, os artifícios, os procedimentos, as manipulações e
a sinceridade do homem não podem substituir o plano de Deus para a salva-
ção por meio de Jesus Cristo (consulte o ponto IV. C., acima). Qualquer pes-
soa que afirme ter tomado um rumo diferente para alcançar a salvação, que
não seja exclusivamente por meio de Cristo, é comparada nas Escrituras a um
ladrão e salteador (João 10:1, 7).
2. A segunda razão concorda com a anterior e segue o mesmo princípio
espiritual básico. Os problemas criados pelo homem em consequência da
desobediência no Jardim do Éden (Gênesis capítulo 3; Romanos 5:12) não
podem ser resolvidos por filosofias e métodos humanos (I Coríntios 3:19-20;
Colossenses 2:6-8), independentemente de qualquer tentativa fútil de
misturar a Palavra de Deus com suposições e teorias do homem não
regenerado (Deuteronômio 4:2; Provérbios 30:6; Apocalipse 22:19).

a. Essa futilidade torna-se evidente especialmente quando nos damos


conta de que a Palavra de Deus afirma a sua total suficiência para
resolver todos os problemas da vida (II Timóteo 3:16-17; II Pedro 1:2-4).
b. Tratando os problemas básicos de rebelião e desobediência de modo
meramente superficial, a sabedoria humana procura distorcer a
vontade e o próprio plano de Deus para conduzir o homem ao

Lição 1, Página 5 © Biblical Counseling Foundation


VOCÊ PODE MUDAR BIBLICAMENTE (PARTE UM) 23

conhecimento salvífico de Jesus Cristo e à subsequente confiança na


Palavra para lidar com cada área da vida.
B. A Bíblia foi entregue ao homem como a única fonte onde ele pode encontrar as solu-
ções de Deus para os problemas reais que o afligem (Salmo 19:7-11; II Timóteo 3:16-17;
Hebreus 4:12; II Pedro 1:2-4).
VII. Em sua busca para encontrar uma vida plena de satisfação, alegria e paz, você
precisa entender a diferença entre o caminho do homem e o caminho de Deus.
A. A diferença principal está no fato de que o caminho do homem é orientado para o
eu: agradar a si mesmo, confortar a si mesmo, confiar em si mesmo, satisfazer a si
mesmo, perdoar a si mesmo, exaltar a si mesmo, e amar a si mesmo. Isso é descri-
to nas Escrituras como a velha natureza (Romanos 6:6; Efésios 4:22; Colossenses 3:9).
B. O caminho de Deus é
1. Regenerá-lo e mudá-lo:
a. Despojando-o da velha natureza (Romanos 6:6; Efésios 4:22; Colossenses 3:9);
b. Revestindo-o da nova natureza (Romanos 6:7-8; Efésios 4:24; Colossenses 3:10), e
c. Renovando o espírito da sua mente como parte de um processo contínuo de
amadurecimento à semelhança de Cristo (Romanos 12:2; Efésios 4:23; Colossenses
3:10).
2. Capacitá-lo e fortalecê-lo para amadurecer à medida que você:
a. Negar a si mesmo e seguir a Jesus (Lucas 9:23-24);
b. Deixar de lado as práticas da velha natureza (Romanos 6:11-22; Efésios 4:25-32;
Colossenses 3:5-17; Apocalipse 2:4-5) e andar de modo digno do Senhor (Efésios
4:1; Colossenses 1:10), e
c. Agradar a Deus em todas as coisas (II Coríntios 5:9; Colossenses 1:10).
C. O plano de Deus, opondo-se às ideologias que focalizam o eu, estabelece a sua posi-
ção verdadeira em Cristo e providencia para que você seja:
1. Perdoado de todos os seus pecados (Colossenses 2:13-14) e uma nova criatura
(II Coríntios 5:17) que participa da natureza divina de Deus (2 Pedro 1:4);
2. Filho e herdeiro de Deus, co-herdeiro com Cristo (Romanos 8:14-17);
3. Cidadão do céu (Filipenses 3:20), abençoado com toda sorte de bênçãos espirituais
(Efésios 1:3) e completo em Cristo Jesus (Colossenses 2:9-10);
4. Fortalecido no Senhor (Efésios 6:10-17) como membro maduro e atuante do Corpo
de Cristo (Efésios 4:11-16);
5. Mais que vencedor por meio do Senhor Jesus Cristo (Romanos 8:37; 1 João 4:4),
uma vez que você foi liberto da escravidão do pecado (Romanos 6:5-7) e transpor-
tado do domínio (autoridade) da escuridão para o reino de Cristo
(Colossenses 1:13);
6. Embaixador de Cristo (II Coríntios 5:20), membro de uma raça escolhida, sacerdó-
cio real, cidadão de uma nação santa, propriedade de Deus (I Pedro 2:9), templo
santo do Deus vivo (II Coríntios 6:16; Efésios 2:21);
7. Transformado pela renovação da sua mente (Romanos 12:2), levando todo pensa-
mento cativo à obediência de Cristo (II Coríntios 10:5);
8. Repleto da Sua paz (João 16:33) e alegria (João 15:11, 17:13);
9. Transformado pela Palavra de Deus (I Tessalonicenses 2:13; II Timóteo 3:16-17);

© Biblical Counseling Foundation Lição 1, Página 6


24 VOCÊ PODE MUDAR BIBLICAMENTE (PARTE UM)

10. Guiado pelo Espírito de Deus (Romanos 8:14) para entender as coisas de Deus
(II Coríntios 2:9-13);

11. Capaz de cumprir (ou de suportar) cada aspecto da vontade de Deus para você
por meio de Cristo Jesus (Filipenses 4:13), sabendo que Deus tem pleno controle
sobre a sua vida (Romanos 8:28-29; I Coríntios 10:13; Filipenses 1:6), e

12. Capacitado para praticar o amor bíblico, provando assim ser um discípulo de
Cristo (João 13:35).

D. Ao longo desse curso, a diferença entre o plano de Satanás e o plano de Deus para a
sua vida ficará evidente.

1. O plano de Satanás é mantê-lo orientado para gratificar, agradar, exaltar e estimar


a si mesmo.

2. O plano de Deus enfatiza que você deve viver para Ele, visto que a sua velha
natureza foi crucificada e enterrada com Cristo para que você possa andar em
novidade de vida (Romanos 6; II Coríntios 5:15-21; Colossenses 3:2-17).

E. Ainda que o homem continue buscando substitutos para o novo nascimento, ele está
à procura de soluções centradas no eu, esperando que elas o ajudem a resolver os
problemas resultantes do pecado original.

As soluções maquinadas pelo homem para resolver os problemas da mente, do


coração e do espírito são inaceitáveis para Deus, como também o são as especulações
humanas e as fúteis substituições da salvação e das verdades imutáveis da Palavra
de Deus (baseado em Salmo 119:160; Provérbios 14:12, 30:5-6; Jeremias 17:9-10;
Mateus 15:1-20; João 4:23-24; Atos 4:12; Romanos 1:21, 25, 28; 8:5-10; I Coríntios 3:18-20;
II Coríntios 7:1; Efésios 4:22-24; Filipenses 2:3-5; 3:18-19; II Timóteo 3:1-5).

Lição 1, Página 7 © Biblical Counseling Foundation


25

LIÇÃO 1: TAREFAS

Devocionais diárias são vitais para o seu desenvolvimen-


to espiritual. Para auxiliá-lo nessa prática, as TAREFAS
da lição estão relacionadas ao GUIA DE ESTUDO PARA
DEVOCIONAIS DIÁRIAS, que você encontra na página
seguinte. Os passos básicos para o crescimento espiritual
são apresentados junto com as bases para o
aconselhamento bíblico genuíno (baseado em Salmo 1:1-4;
I Tessalonicenses 5:17; II Timóteo 2:15, 3:16-17; I Pedro 2:2).

tarefa completada

A. * Escreva em suas palavras o significado de Efésios 2:8-9. Memorize Efésios 2:8-9.


Comece a memorizar Mateus 7:1 e 7:5.

B. * Leia PRINCÍPIO BÍBLICO: VOCÊ PODE MUDAR BIBLICAMENTE (PARTE UM)


(Lição 1, Página 2). Marque na sua Bíblia os versículos mencionados.

C. * Explique por escrito como você pode receber a vida eterna por meio de Jesus
Cristo (recorra ao Princípio 1, na Lição 1, Página 2, ou recorra ao ponto IV. Deus
lhe dá poder para você escolher a solução bíblica para o seu problema espiritual,
na Lição 1, Página 4). Escreva no mínimo uma referência bíblica para cada ponto.

D. * Explique por escrito como você pode ter a certeza da vida eterna.

E. Faça uma revisão de VOCÊ PODE MUDAR BIBLICAMENTE (PARTE UM) (Lição
1, Páginas 3-7). Procure na sua Bíblia os versículos mencionados e marque os mais
significativos para você.

F. Leia PREFÁCIO: POR QUE AUTOCONFRONTAÇÃO? (Página vi) e PROPÓSITOS


DO CURSO (Páginas vii-x).

G. Leia O QUE FAZ O ACONSELHAMENTO SER BÍBLICO? (Suplemento 1) e O


PROGRAMA DE TREINAMENTO EM ACONSELHAMENTO BÍBLICO DA BCF
(Suplemento 2).

H. * Você pode completar o EXAME (Lição 23) durante o curso. Juntamente com a Lição 1,
responda às questões 1 e 2 do Teste com o Livro Aberto (Lição 23, Página 1).

* Completar as tarefas marcadas com um asterisco (*) é um dos pré-requisitos para prosse-
guir no treinamento em aconselhamento bíblico.

© Biblical Counseling Foundation Lição 1, Página 8


26

LIÇÃO 1: GUIA DE ESTUDO PARA DEVOCIONAIS DIÁRIAS


(INCLUINDO MEMORIZAÇÃO DAS ESCRITURAS E TAREFAS)

Devocionais diárias são vitais para o seu desenvolvimento


espiritual. Para auxiliá-lo nessa prática, o GUIA DE
ESTUDO PARA DEVOCIONAIS DIÁRIAS está
relacionado às TAREFAS de cada lição. O GUIA DE
ESTUDO desta primeira lição destaca os passos básicos
para o crescimento espiritual e apresenta as bases para o
aconselhamento bíblico genuíno (baseado em Salmo 1:1-4;
1 Tessalonicenses 5:17; 2 Timóteo 2:15, 3:16-17; 1 Pedro 2:2).

Memorização das Escrituras


1. * Memorize Efésios 2:8-9; comece a memorizar Mateus 7:1 e 7:5.
2. Escreva os dois versículos com as respectivas referências em cartões separados e
mantenha-os ao seu lado durante o dia. Sempre que puder, leia Efésios 2:8-9, medite
neste versículo e memorize-o. Se possível, comece a se familiarizar com Mateus 7:1
e 7:5.

Guia de Estudo para Devocionais Diárias


PRIMEIRO DIA

1. Comece em oração
2. * Leia PRINCÍPIO BÍBLICO: VOCÊ PODE MUDAR BIBLICAMENTE (PARTE UM)
(Lição 1, Página 2). Marque na sua Bíblia os versículos mencionados.
3. * Escreva em suas palavras o significado de Efésios 2:8-9.
4. Termine em oração.
5. Tenha ao seu lado os cartões de memorização das Escrituras e use os seus momentos
de folga para memorizar Efésios 2:8-9.

SEGUNDO DIA

1. Comece em oração.
2. Comece a estudar VOCÊ PODE MUDAR BIBLICAMENTE (PARTE UM) (Lição 1,
Páginas 3-7). Este é o primeiro de três dias de estudo nesta seção. Procure na
sua Bíblia os versículos mencionados que o ajudam a entender as verdades
bíblicas.
3. Termine em oração.

TERCEIRO DIA

1. Comece em oração.
2. Prossiga o seu estudo em VOCÊ PODE MUDAR BIBLICAMENTE (PARTE UM)
(Lição 1, Páginas 3-7).
3. Termine em oração.

Lição 1, Página 9 © Biblical Counseling Foundation


GUIA DE ESTUDO PARA DEVOCIONAIS DIÁRIAS 27

QUARTO DIA

1. Comece em oração.
2. Prossiga o seu estudo em VOCÊ PODE MUDAR BIBLICAMENTE (PARTE UM)
(Lição 1, Páginas 3-7).
3. Você tem fracassado em tirar proveito dos momentos de folga para memorizar o
seu versículo? Identifique essas “oportunidades perdidas”; trace um plano para
aproveitá-las. Se você já memorizou Efésios 2:8-9, comece a memorizar Mateus
7:1 e 7:5.
4. Termine em oração.

QUINTO DIA

1. Comece em oração.
2. * Por escrito, explique como você pode receber a vida eterna por meio de Jesus
Cristo (recorra ao Princípio 1, na Lição 1, Página 2, ou recorra ao ponto IV.
Deus lhe dá poder para você escolher a solução bíblica para o seu problema
espiritual, na Lição 1, Página 4). Escreva no mínimo uma referência bíblica para
cada ponto.
3. Leia PREFÁCIO: POR QUE AUTOCONFRONTAÇÃO? (Página vi) e
PROPÓSITOS DO CURSO (Páginas vii-x).
4. Termine em oração.

SEXTO DIA

1. Comece em oração.
2. * Escreva um breve parágrafo sobre como uma pessoa pode ter certeza da vida
eterna.
3. Leia O QUE FAZ O ACONSELHAMENTO SER BÍBLICO? (Suplemento 1)
4. Termine em oração.

SÉTIMO DIA

1. Comece em oração.
2. Leia O PROGRAMA DE TREINAMENTO EM ACONSELHAMENTO BÍBLICO
DA BCF (Suplemento 2).
3. Faça uma revisão de VOCÊ PODE MUDAR BIBLICAMENTE (PARTE UM) (Lição 1,
Página 3-7), procurando versículos que possam ter passado despercebidos nos estudos
anteriores.
4. * Você pode completar o EXAME (Lição 23) durante o curso. Juntamente com
a Lição 1, responda às questões 1 e 2 do Teste com o Livro Aberto (Lição 23,
Página 1).
5. Termine em oração.
6. Avalie o uso que você tem feito dos seus momentos de folga durante essa semana
para memorizar Efésios 2:8-9 e Mateus 7:1 e 7:5. Identifique como você vai poder
tirar melhor proveito desses momentos de folga para o trabalho de memorização
da próxima semana.

* Completar as tarefas marcadas com um asterisco (*) é um dos pré-requisitos para prosseguir no
treinamento em aconselhamento bíblico.

© Biblical Counseling Foundation Lição 1, Página 10