Você está na página 1de 161

PAULORONAI

(Professor Catedrático do Colégio Pedro U)

Curso Básico de Latim

li

GRADUS SECUNDUS

(Professor Catedrático do Colégio Pedro U) Curso Básico de Latim li GRADUS SECUNDUS EDITORA CULTRIX SÃQ

EDITORA CULTRIX

SÃQ

PAULO

4-5-6-7

CopyriptC> 1986 Paulo Rónai

Do mesmo Autor:

Omo bbico de latim

GRADUS PRIMUS

Ano
Ano

97-98-99

Direitos reservados EDITORA CULTRIX LIDA.

Rua Dr. Mário Vicente, 374 - 04270-000 - São Paulo, SP - Fone: 272 1399

Mário Vicente, 374 - 04270-000 - São Paulo, SP - Fone: 272 1399 Impresso nas oficinas

Impresso nas oficinas grdficas da Editora Pensamento.

PREFÁCIO PARA A QUARTA EDIÇÃO

Obrigado pela recente modificação do programa a rem odelar este segundo volume do curso, não resisti à tentação de refazê-lo do começo ao fim, aproveitando as experiências de treze anos de ensino no Brasil. Como elas em geral confiTITII11YJtn as diretrizes em que me

inspirei ao iniciar, dez anos, esta série de manuais, o método adotado ficou substancialmente o mesmo. Há, porém, inúmenzs modificações nos pormenores, como os colegas familiarizados com

o livro facilmente poderão J'erificar.

Estou cada vez mais convencido de que o manual de latim destinado a uma série ginasial deve ser o mais reduzido possível no

que diz respeito às leituras e às regras de gramática, e ao mesmo tempo ter abundância de explicações e exercícios. assim a matéria poderá ser dada integralmente dentro do ano letivo, isto é, dentro das 50 a 60 aulas a que ele praticamente se reduz entre nós. Das regra s de gramática julguei acertado incluir somente as que têm aplicação manifesta nas leitunzs e portanto lhes facilitam a com­ preensão. Qualquer regra não exemplificada em textos aca"eta para

a memória dos alunos um peso morto.

Justamente por não ser o latim disciplina das mais populares, deve ser ensinado de maneira divertida e agradável. As numerosas ilustrações do volume são apenas um dos meios postos a serviço de

tal objetivo. Outro é a maneira de expor a matéria. Como Eutrópio,

o autor indicado para o 29 ano ginasial, nada tem de muito atraente,

encaixei os trechos desse compilador em pequenas leitunzs cujo con­ junto forma um único assunto, já abordado em GRADUS PRIMUS:

a vida de um mestre-escola e de seus alunos do século de Augusto.

São eles que lêem a história de seu pal's, explicada e comentada pelo professor. Os alunos fazem perguntas e são argüidos sobre os capítulos explicados. Talvez tenha conseguido assim conferir interesse maior a um texto demasiadamente árido em si. Aos que me argüirem de laborar em anacronismo ao colocar nas mãos do jovem Quinto Horácio Flaco e de seus colegas trechos de Eutrópio, responderei que para mim a crônica desse autor não passa de simples compêndio de dados e fatos, de mero resumo sem características pessoais. Qualquer professor da Antiguidade o faria mais ou menos igual; e Orbl1io .Pupilo, "o espancador", a julgarmos pelo preparo de seu ilustre aluno, não devia ser dos piores. Mas é claro que a presença deles entre as personagens do livro me fez limitar os excertos de Eutrópio ao começo da nossa era. O livro contém ainda outros trechos seletos, anedotas, provér­ bios e até palavras cruzadas, que geralmente são acolhidas com curio­ sidade entusidstica pelos alunos. Estão aqui também, embora reno­ vados, os exercícios de recapitulação disfarçados em jogos e quebra­ cabeças, assim como inúmeros exercícios de aplicação colocados no fim das lições para facilitar o trabalho dos mestres. Os vocabulários apensos às leituras I a XX só contêm as palavras ainda não encontradas em leitura anterior do livro ou em GRADUS PRIMUS. Mas as palavras que já ocon-eram estão reunidas no Léxico Latino-Português do fim do volume, que contém também todos os vocábulos das leituras XXI a XXX. É novidade o Léxico Português­ Latino contendo o vocabulário das versões. Resta-me agradecer, como sempre, aos dedicados amigos que me auxiliaram: o Prof. Adriano de Gama Kury, não somente na revisãb, mas também na doutrina gramatical e na redação, e Mário Teles, na leitura das provas, e pedir aos prezados colegas que adotarem GRADUS SECUNDUS em aulas que continuem a me ajudar a melho­ rd-lo, comunicando-me qualquer critica, observação ou conselho.

rd-lo, comunicando-me qualquer critica, observação ou conselho. Rio de Janeiro, outubro de 1954. PAULO RONAI 6

Rio de Janeiro, outubro de 1954.

PAULO RONAI

O SISTEMA DE ACENTUAÇÃO ADOTADO NESTE LIVRO

Sinais de quantidade:

-

(mácron) indica vogal longa:

p. ex. Vini;

v

(braquia) indica vogal breve; p. ex. fab�la.

Em latim o acento recai regularmente sobre a penúltima st1aba, quando esta é longa. Em tal caso não empregamos no presente livro nenhum sinal. P. ex. amare (pronunciar: amáre). Quando a penúltima é breve, o acento recai sobre a antepenúl­ tima. Em tal caso indicamos sempre a quantidade da penúltima. P. ex.le#fe (pronunciar: légere). A quantidade das outras süabas não é indicada neste livro senão em casos excepcionais, quando exigida por alguma razão especial; assim no ablativo rosã, para distingui-lo do nominativo rosa.

quando exigida por alguma razão especial; assim no ablativo rosã, para distingui-lo do nominativo rosa. 7
quando exigida por alguma razão especial; assim no ablativo rosã, para distingui-lo do nominativo rosa. 7

I

PUERI ITERUM IN SCHOLA

v

v

-

Discip'dli post feflas scholarum it'érum in scholã conven'lunt. Intrat Orbil'lus Pupillus. Pu�ri surgunt, ma­ gistrum com'íter salutant:

PU RI: - Salve, ma­

gistrum com'íter salutant: PU � RI: - Salve, ma­ gister! ORBIL 'í US:-Salvete,' p u 'é

gister! ORBIL US:-Salvete,' puri! Inc'ipit hod'ie annus novus studiorum. Mon'éo vos, ut scholam diligenter frequentetis, verba mea semper exaudiatis, lectiones discatis. Nonne omnes adsunt, Luci?2 Luc us: - Adslimus omnes praeter Sextum. ORB.: - Cur Sextus abest? QUINTUS: -Dom e mansit, matrem aegram curat.

1. Empregamos salve quando a

quando se dirige a várias pessoas.

saudação se dirige a uma pessoa só;

salvete,

2. Luci: vocativo de Luc'íus.

Lembremos que os nomes próprios terminados

em -'tus formam o vocativo singular em -L

3. domi (locativo de domus): "em casa".

. ORB.: - Spero fore brevi ut 4 mater convalescat et Sextus noster it�rum inter vos appar�at. AULUS : - Quid hõc anno5 tecum discemus, magister? ORB.: - Histor'lam Romae legemus et explicab'lmus. AUL. : - Stud'lum historYae valde nos delectabit. ORB.: - Sapienter dicis, Aule: delectabit et instrliet. Ut pro­ verb'tum docet, historYa est magistra vitae.

VOCABULÁRIO

As palavras já encontradas em GRADUS PRIMUS geralmente

(prep. de

praeter (prep. de ac.) cur spero, -as, -are, -avi, -atum convalesco, -is, � re, -vaníi
praeter (prep.
de ac.)
cur
spero, -as, -are,
-avi, -atum
convalesco, -is,
� re, -vaníi
appar�. -es,
-ere, -Ui, - 'í tum
nonne?

pela segunda vez, de novo depois de

férias

exceto, com exce- ção de

porqt1ê?

esperar

que seja

restabelecer-se

aparecer

nã'o é verdade que? estar presente

nio estio incluídas nos vocabulários que seguem as leituras; todas elas, porém, estio registradas no Uxico Latino-Português do fim do livro.

it'bum (adv.)

post

ac.)

fer Ya e, -arum

f. pl.

conv � n Y o, -is, reunir-se fore

-ire, -veni,

-ventum intro, -as, -are, -avi, -atum

salve I

salvete !5

incip 't o,-is, e -cepi, -ceptum

annus, -i m.

stutltum, - 't i n.

lect 'í o, -onis f.

entrar

salve! bom

dia!

começar

ano

estudo

lição

adsum, -es, -esse,

-fi1i

4. Spe ro {ore bmli ut: ''Espero que dentro em breve".

S. hoc llllno: "este ano".

- fi1i 4. Spe ro {ore bmli ut: ''Espero que dentro em breve". S. hoc llllno:
qu id?(p . ) rpn. t ec u m brevi (adv.) que. contigo dentro A?

qu

id?(p

.

)

rpn.

tecum

brevi (adv.)

que.

contigo

dentro

A?

sapienter (adv.)

em breve instrlio, -is, �re, -xi, -ctum

§ 19 A declinação dos substantivos

sabiamente,

acerto

com

ensinar, instruir

dos substantivos sabiamente, acerto com ensinar, instruir a) Declinar um nome significa enunciar em determinada ordem

a) Declinar um nome significa enunciar em determinada ordem

as diversas fonnas que ele reveste segundo as funções que desempenha

fonnas que ele reveste segundo as funções que desempenha na oração, iSto é , enumerar os

na oração, iSto é, enumerar os seus casos. Em latim seis casos:

nominativo, caso do sujeito e do predicativo; vocativo, caso do

chamamento; acusativo, caso do objeto direto; genitivo; caso do

adjunto restritivo (ou adjetivo); dativo, caso do objeto indireto;

ablativo, caso do adjunto circunstancial (ou adverbial).

b} Os substantivos, confonne sua declinação, repartem-se em cinco grupos: por outras palavras, em latim dnco declinações

de substantivos. Para saber · a que grupo pertence um substantivo,

basta conhecer-lhe o genitivo singular, pois este caso tem tenninação

diferente em cada uma das declinações:

tem tenninação diferente em cada uma das declinações: -ae na 1,-ina IT,-is na 111,-us na N,-

-ae na 1,-ina IT,-is na 111,-us na N,- ei na V.

Ver a tabela da pág. 1 9. Nos vocabulários apensos às leituras, assim como no Léxico

Latino-Português, a terminação do genitivo está indicada ao lado de

cada substantivo, o que acontece em todos os dicionários latinos.

§ 2'? Conjugação de "sum" e seus compostos

a) Sum, es, esse, fui (''ser" ou "estar").

 

INDICATIVO

SUBSTANTIVO

IMPERATIVO

Pres.

Imperf.

Fut.

Pres.

Imperf.

Pres.

Fut.

111m

eram

ero eris erit erzmus er 't tis erunt "eu serei", etc.

v

dm

enem

   

e&

eras

s/s

enes

es

esto

nt

erat

dt

enet

esto

simus

sumus

eramus

enemus

estls

eratis

sitis

essetis

este

estore

IUn t

erant

lin t

essent

sunto

"eu sou",

"eu era",

"eu seja",

"eu fosse",

"

sê'l ,

"sê " ,

etc.

etc.

etc.

etc.

etc.

etc.

 
 

(continuação)

INDICATIVO SUBSTANTIVO Pret. perf. M. q. perf. Fut. perf. Pret. perf. M. q. perf. fui
INDICATIVO
SUBSTANTIVO
Pret. perf.
M. q. perf.
Fut. perf.
Pret. perf.
M.
q. perf.
fui
fu'tram
fu'lrim
fuissem
fu �ro
fuisti
fulras
fu'lris
fueris
fuit8es
fuit
fu'lrat
fuerit
fuerir
fuit8et
fu"tmus
fueramus
fuerYmus
fuerYmus
fuit8emus
fuistis
fueratis
fuerYtis
fuer"ttis
fuissetis
fuerunt
fu'lrant
fuerint
fu'érint
fuissent
oufuere
"eu tinha
"eu terei
"eu tivesse
"eu fui", etc.
sido", etc.
sido", etc.
" eu tenha
sido", etc.
sido", etc.

INFINITIVO

Presente

Perfeito

Futuro

esse

"ser''

fuisse

"ter sido"

futurum, -am, futuros, -as, -a ou re

-um }

"haver de ser"

esse

PAkTICÍPIO

SUPINO

Presente

fal ta

I

Futuro

futurus, - a,

-um

"que há de ser"

Passado

falta

falta

b) Conjugam-se da mesma forma os compostos de sum:

absum, abes, abesse, aftli ("estar ausente"); adsum, ades, adesse, adfili ("estar presente"); desum, dees, deesse, defiii (''faltar"); prosum, prodes, prodesse, pro[ai ("ser útil"); supersum, superes, superesse, superfiii ("sobreviver"); etc.

Note-se que na conjugação de prosum intercala-se um dentre o prefixo pro- e as formas de sum que começam por vogal.

EXERCfCIOS

1. Distribuir os substantivos comuns da leitura por declinações, indicando o genitivo de cada um.

2. Cinco substantivos da leitura estio no vocativo. Quais são?

3. Dizer o caso, o número e a função de todos os substantivos da primeira e da última orações da leitura.

4. Declinar: histor"fa et lect'to; schola et discipl1lus; puer et mater.

5. Dizer quais os verbos da leitura que estão no futuro do indicativo; quais os que estão no presente do subjuntivo.

6. Dizer em latim, com formas dos verbosabsum e adsum:

Estaremos presentes. Estive ausente. Os alunos estavam presentes. As alunas tinham estado presentes. Que estejas ausente. Que estivésseis presentes.

n DE MORTE CLAUDIAE Paucis diebus post Orbi­ l'íus a discip\Uis mortem Clau­ d'!ae, uxoris

n

DE MORTE CLAUDIAE

Paucis diebus post Orbi­ l'íus a discip\Uis mortem Clau­ d'!ae, uxoris Titi ac mateis Sexti, audit. Maritus luctu afflictus magistrum ftlü rogat ut inscriptionem sepulchro componat. Orbillus hos ver­ sus tristi amico scribit:

componat. Orbillus hos ver­ sus tristi amico scribit: Hospes,quod dico paulum est: adsta ac ped�ge. Hic
componat. Orbillus hos ver­ sus tristi amico scribit: Hospes,quod dico paulum est: adsta ac ped�ge. Hic

Hospes,quod dico paulum est: adsta ac ped�ge. Hic est sepulchrum haud pulchrum pulchrae fem'ínae. NomYne parentes nominaverunt Claud!am. Suum maritum corde dilexit suo. Natos duos creavit: horum alterum In terrã linquit,al'íum sub terrã locavit. Domum servavit,lanam fecit. Dixi. Abi. 1

Nota bene: A abreviatura da lápide D. M. S. lê�e assim: Dits Mambu1 Soerum, expresslo que significa "consagrado aoseapíritos" (dos mortos).

1. abl: 2\l pessoa do singular do imperatbo do 11�0.

VOCABULÁRIO

Cll:zuáta, -ae f.

 

Cláudia

paucus, -a, -um

pouco

Titus, -i m.

Tito

ac(conj.)

 

e

luctus, -us m.

luto

a[jlictus, -a, -um

aflito

inscriptYo, -onis f.

inscrição

rogo, -as, -are, -avi,

pedir(a)

-atum

(com

ac.)

sepulchrum,

-i

n.

sepulcro,

 

túmulo

compono, -is, �re,

compor,

-postli, -poittum

redigir

hospes, hosp'ttis m.

estrangeiro,

viandante

quod

o que

pau/um (adv.)

 

pouco

adsto, -as, -are, adstiti

parar

per/ eg o,

-is,

- 'i re,

ler(do princí-

-legi, -lectum.

 

pio ao fim)

haud (adv.)

 

não

 

v

nomen, -mzs n.

 

nome

nom'íno,

-as, -are,

chamar

-avi, -atum

cor, cordis n.

coração

duos

dois

hos

estes

versus, -us m.

verso

natus, -i m.

fllho

creo,-as,-are,-avi,

criar

-atum a/ter, -era, �rum

um

ünquo, -is, -lre,

deixar

üqui, lictum horum

destes

arrus, -a, -ud

outro

loco, -as,-are, -avi,

colocar

-atum lana, -ae f.

ab'eo, -is, -ire, -ivi

ir

embora

ou-'íi, -'ítum sacer, -era, -crum

consagrado

iaceo, -es, -ere, -Ui,

jazer,

re­

-'ttum

pousar

§ 39 A declinação dos adjetivos qualificativos

latim os adjetivos qualificativos dividem-se em duas

classes. A primeira é fonnada pelos adjetivos cujo nominativo singu­ lar termina em -us ou -er no masculino, -a no feminino, -um no neutro.

Modelos: bonus, -a, -um ("bom") e piger, -gra,-grum ("preguiçoso").

a) Em

1.

b) A segunda classe é formada pelos adjetivos que pertencem

à III declinação. Alguns deles -como vetus ("antigo")- declinam-se como os substantivos do grupo A; a grande maioria, porém, segue a

declinação do grupo B.

c) Os adjetivos do grupo B podem ser divididos em três grupos:

triformes, biformes e uniformes, conforme tenham três, duas ou uma forma só, no nominativo singular. Modelo dos triformes: acer, acris, acre ("violento"); dos biformes: fortis, forte ("forte"); dos uniformes: atrox ("atroz"). Ver a tabela da pág. 19.

§ 49 Concordância do adjetivo qualificativo

O adjetivo atributo concorda com o substantivo em número, gênero e caso; assim bonus dom'ínus ("bom senhor"), bona serva ("boa escrava"), boni dom"tni ("bons senhores"). Concordância não significa necessariamente desinência idêntica; nas expressões mare magnum ("mar grande") e lex nova ("lei nova"), por exemplo, os adjetivos concordam com os substantivos qualificados, mas têm terminação diferente, por mro pertencerem à mesma declinação.

EXERCÍCIOS

Dizer com que substantivos concordam, na I leitura, os adjetivos

novus e aegram, e na 11, os adjetivos paucis, tn·sri, pulchrum,

pulchrae.

2. Declinar: maritus tristis; inscript'fo pulchra; cor aegrum.

3. Explicar o caso, número e função dos seguintes substantivos da

leitura: discipt1lis, uxoris, luctu, sepulchro, corde, terrã.

4. Dizer em que modo e tempo estão:

adsta, dilexit, linquit, dixi, abi.

audit, componat, scribit,

S.

Conjugar absum no presente e no imperfeito do indicativo, adsum ·nos mesmos tempos do subjuntivo.

do indicativo, adsum ·nos mesmos tempos do subjuntivo. 6 •. · V.ers!'o: Enquanto os colegas estudavam,

6 •. · V.ers!'o:

·nos mesmos tempos do subjuntivo. 6 •. · V.ers!'o: Enquanto os colegas estudavam, Sexto estava ausente.

Enquanto os colegas estudavam, Sexto estava ausente. O menino cuidava da mie doenté. Tito perdeu a· esposa. O professor de Sexto compôs uma inscriçio para o túmulo. ·

As palavras desta verslo e as das demais deverio ser procuradas no Uxico Português-Latino no fim do livro.

Notate bene proverb'íum: NON SCHOLAE SED VITAE DISc'fMvs •
Notate bene proverb'íum:
NON SCHOLAE SED VITAE DISc'fMvs •

Nas inscrições antigas o som u é transcrito com a letra 11.

QUADRO SINÓmco DAS CINCO DECLINAÇÕES DOS SUBSTANTIVOS

CASO I. n. 111. (G111J10 A) IIL (GI'liJIO B) JV. v. Pançfo �ING. Nom. fOSojJ
CASO
I.
n.
111. (G111J10 A)
IIL (GI'liJIO B)
JV.
v.
Pançfo
�ING.
Nom.
fOSojJ
clomYn�s
puer
verb�m
dolor
wrYtas
corpus
cor p us
corpus
QY-iS
UI
mar-e
cant�
ae n�
NJ
IUjoltó
Voe.
roH
dom'In-e
puer
ftrb-um
dolor
wrYtas
dv-11
UI
mar-e
cant-ur
aen-u
r-e.
Ac.
roa-am
dom'tn-um
pu�11m
verb-um
dolor-em
wrltat
dv-em
art
mar-e
cant11m
pn�
,
obj. dlretó
art-e
Gen.
ros
dom'ín·l
pu&-1
ftrb-1
dolor-11
ftrltat-11
corpllr-11
civ-Il
art-11
mar-11
cant111
r-ei
adj. rwtdtiw)
Dat.
roa-ae
domYn-o
pulft-o
verb-o
dolor-1
vorltat-1
corpllr-1
art-1
mar-i
Cant-lll
aon-lll
,
obj. Jndlroto
çlv-1
Abl.
ros.G
domYn-o
pulr-o
wrb-o
dolor-e
writat-e
corpllr-e
QYojJ
mar-i
cant11
pn�
r-e
adj.diCUIIIt.
PLUR.
Nom.
fOSojJO
domYn-1
.m
clolor
vorltat
corp!r
ciY-eJ art-es mar�•
cant111
r-e.
IUjoltn
pulft-1
Voe.
101111
doml'n-1
pulr-1
ftrb-e
clolor
vorltat-es
corJill
r
dv-er
art
mar:t.r
cant�
ae n-ll•
�r-ei
c:IIIIMmento
Ac.
ros-er
clom'l'n-or
pulft-os
ftrbojJ
dolor
.,
ftritat
corpllr
dY art-es mar.Y,
.,
cant111
pn
r-e.
obj. direto
Gen.
clom'l'n-oltlm
puer-orum verb-olvm
101""111111
Dat.
ros-ls
domYn-is
pulft-11
ftrb-11
Abl.
ros-11
domYn-11
pulft-ls
verb-11
dolor11m verttat11111 corpllr11m
dolor� verltat�bus corpor-Ybus
dolor�bus ftrltat-Ybus oorpor·Ybru
dY�um art
mar:fum
cant-llum
r-m
adj. rwtritlw)
ciY-Ybur art-Ybru mar�bus
dY-Ybus art-Ybus mar-Ybus
cant.Ybul pn-Ybus
r-ebur
obj.lndl-
cant-Ybus pn�bul
r-ebus
ldj.drclllllt.
p
n-llum
-
·---
DECLINAÇÕES DOS ADJETIVOS
PRIMEIRA CLASSE
SEGUNDA CLASSE ·
PEM.
PEM.
M.-P.
CASO
MASC.
NI!UTR.O
MAsc.
I'II!U'J'RO
MASC.
PEM.
NBU'J'RO
NBtJ'J'RO
M•.P.
l'll!tJ'J'RO
M.-P.NBU'J'RO
SJNG.
lboft111
i'IODI.
bon
!=
P!J'
"'
.,.
acrofl
acr-e
. rortofl
atrox
wtus
110n11m
=
Voe.
bon-e
bon-<r
bon11m
Piar-<�
ac-cr
acr-11
acr-e
fort-11
fort-e
atrox
.etus
plp-<rm
Ac.
bcin11m
bon-<rm
bon11m
pip-i
pip11m
fort-e
Gen.
bon.f
bon-<re
bon-1
Piar«
pip-i
Dat.
bon-o
bon
bon-o
Piar«
AbL
bon-o
bon-1
bon-o
Pia r -<>
Piar-<>
Piar 11 m
Piar-i
Piar-<>
plp -o
--
fort
fort
a�
atrox
m"tr
.etus
acr-11
acr-11
acr-11
fort-11
fort-Il
atroe-li
m'h-11
acr-1
acr·l
acr-1
fort-1
fort-1
atroe-i
mV.-1
acr-1
acr-1
aer-1
fort-1
fort-1
·-
mlft-c
PLUR.
Nom.
bon-1
bon-<ro
bon-<r
pip-i
ler-ei
ICMS
acr.Y.r
fort-e• fort�•
atroe-e�
atroc-'t.r
ft!Vr-e.
.ef&-<r
Piar«
Piar-<�
Voe.
bon-1
bon
bon
Piar-i
Piar«
ICf-e'J
-··
acr.!t'.r
fort-e• fort�•
atroe-c�
atroe-r.
.ef&
wt"fr-<r
pflr
Ae.
bon-os
bon
.,
bon<�
ptp
acr-e1
aCHJ
acr.:t.l
atfOCojJJ
ft!Vr-e1 Ylllfr•
Piar-<>�
Piar«
fort
,
fort.Y•
aliO�
Gen.
bon-otUm bon-<��t�m
bon-otUm
acr.Yum aa-l'wn
acr�um
fort.:fum fort.!t'um
atroc-ium
ft!Vr-um
Piar-<>lll m
Piar-<��t� m
Dat.
bon-tr
bon-is
bon-is
piar-li
pip-ú
acr-Ybus acr:tbus
acr!fbus
fort.Ybus fort.:fbus
atroe·'tbus
.etei.Yt>ur
Abl.
bon-11
bon-11
bon-is
aa-Ybus acr'tbus
fort·Ybus fort.rbur
atroc-Ybul
wter-Ybul
piar.f s
p lç - 11
Piar-<>�U m
piar -li
Piar - li
acr!ibul

JOGOS DE DECLINAÇÃO

Completar as regras seguintes:

I. A terminação -bus é própria do

e do

2.

:e nas palavras em -a.

que o nominativo plural termina

3.

A terminação -as corresponde, no singular, a terminação

4.

O vocativo só difere do nominativo na

 

declinação.

S.

No singular, a terminação -ae pode ser do

e do

6.

No plural, essa mesma te�ação pode ser do

e do

7.

Não palavra neutra na

e

declinações.

8.

9. :e na são as mais variadas.

À

••••

e

1O. É a

substantivos.

declinações não pertencem adjetivos.

declinação que as desinências do nominativo

declinação que contém o menor número de

11. O adjetivo qualificativo não concorda necessariamente em com o substantivo que acompanha.

12. Os dois casos que, no singular, terminam em vogal em todas as

declinações são o

e o

13. Todas as palavras terminadas em

14. É na

são neutras.

declinação que se encontra o maior número de

terminações iguais.

15. A terminação -us do nominativo singular ocorre na

e

declinações.

16. A maior parte dos adjetivos da 2� classe forma o genitivo plural em

1 7. Esses mesmos adjetivos formam o ablativo singular em

18. Os adjetivos triformes têm

formas no nominativo sin- no genitivo plural.

formas no nominativo singular,

19. Os adjetivos biformes têm

no dativo plural. singular.

20. Os adjetivos uniformes têm duas formas no

gular,

no acusativo singular e

no nominativo plural e

Ill

DE CONSOLATIONIBUS SAPIENTI ('- E

Exsequ'i'is Claudíae multi amici domus adsunt. Post exse­ qu'ías dolor vidtii consolation'l'­ bus amicorum lenitur.

- Er'íge an'ímum, mi Tite!

- dicit unus ex amicis. - Opt'í- mam certe perdidisti uxorem. Sed omnes finis unus manet: 1 "mors certa, hora incer.ta." Collegae Sexti quoque venerunt.

certa, hora incer.ta." Collegae Sexti quoque venerunt. - Forti an1mo es,2 amice - diçit Quintus Sexto.

- Forti an1mo es,2 amice - diçit Quintus Sexto. -Tempera

dolorem. "Lev'íus fit patient'íã quidquid corriglhe est nefas." Memo­ r'íam m atris re�te vivendo cole.

VOCABULÁRIO

consolat'to, -onis f.

consolação

viduus, -i m.

viúvo

sapient'ía, -ae f

sabedoria

lenitur

é aliviado

exsequ'íae, -arum f. pl.

enterro

er'ígo, -is, �re, erexi, erguer,

1.

O

verbo

man�o.

quando é intransitivo, como na I leitura, traduz-se

por

"ficar"; quando é transitivo, como nesta leitura, significa "aguardar".

2. es: imperativo de sum.

erectum levantar /inis, -is m. fun ex (prep. de abl.) certe (adv.) de, entre perdo,
erectum
levantar
/inis, -is m.
fun
ex (prep. de abl.)
certe (adv.)
de, entre
perdo, -is,�re, perd'(di,
perrl(tum
perder
decerto, sem
dúvida
certus, -a, -um
incertus, -a, -um
templro, -as, -are,
-avi, -atum
lev'tus '
certo
qt.ddquid
corTígo, -is, �.
incerto
-rexi, -rectutn
moderar
netas (indecl.)
recte (adv.)
mais leve
toma-se
colo, -is, �re. ui,
cultum
tudo o que
corrigir, reme-
diar
impiedade
honestamente
cultivar, vene­
rar
ftt
patientla, -ae f.
paciência,
resigna­
ção
§
59 As preposições

Muitas vezes o adjunto circunstancial não se exprime por meio de simples àdvérbi� ou de substantivo em ablativo, mas por meio de um nome precedido de preposição. O nome precedido de preposição nunca pode ficar no nomina-

tivo.

Certas preposições regem o acusativo; assim: ad, inter, per, post,

praeter, supra, etc.

assim: ad, inter, per, post, praeter, supra, etc. Outras, como cum, de, e ou ex, pro,

Outras, como cum, de, e ou ex, pro, sine, etc., regem o ablativo. As preposições in, slib e super regem acusativo, quando o adjunto circunstancial responde à pergunta "Para onde?", e ablativo, quando responde à pergunta ''Onde?".

EXERC!CIOS

1. Procurar no LéXico o sentido de todas as preposições enumeradas no § 59.

2. Procurar nas leituras I a 111 os adjuntos circunstanciais formados por nomes precedidos de preposição.

§ 59. 2. Procurar nas leituras I a 111 os adjuntos circunstanciais formados por nomes precedidos

S.

S. 3. Dizer em latim: Com o professor. Sem os alunos. Entre amigos. 4. Declinar: Dizer

3. Dizer em latim: Com o professor. Sem os alunos. Entre amigos.

4. Declinar:

Dizer quantos verbos da Illleitura estão na 2!l pessoa do singular.

6. Determinar o caso, o número e a função das seguintes palavras

opt't1111l uxor et vir opt'tmus.

da

leitura:

domus,

comolation 'í bus, omnes, forti, patient'tã,

1111ltTÍS.

uxor et vir opt'tmus. da leitura: domus, comolation 'í bus, omnes, forti, patient'tã, 1111ltTÍS. 23
uxor et vir opt'tmus. da leitura: domus, comolation 'í bus, omnes, forti, patient'tã, 1111ltTÍS. 23

IV

DE ROMULO ET REMO

v

Postero die discipulos iterum in scholã invl!n'ímus, verba magistri audientes.

- Ecce mirabifía - inc'ípit Orbil'íus - quae rerum scriptores de init'ío Urbis narrant:

Vestalíbus, templi Vestae custoáíbus, nubere non licebat. At Vestalis Rhea Silv'ía duos fil'íos habwt, Romtilum et Remum, quorum pater deus Mars erat. Patrüus crudeUs Amul'íus gem'ínos servo trad'ídit, ut eos occideret. At servus, clement'íor quam dom'ínus, pueros in ripam flum'ínis exposwt. Paulo post lupa ad flumen venit. Fera non solum non occidit parvtilos, sed lacte aiuit, donec Faustlilus, pastor pauper regis, eos inve­ niret 1 et uxori traderet. 1

pastor pauper regis, eos inve­ niret 1 et uxori traderet. 1 1. Traduzir pelo pretérito perfeito

1. Traduzir pelo pretérito perfeito do indicativo.

VOCABULÁRIO

post'érus, -a, -um

 

seguinte

pa tril us, -i, m.

tio paterno

Romtllus, -i

m.

Rômulo

Amul l' us, - Y i m. Amúlio

Remus, -im.

Remo

. eos (pron.)

o s

mirabttía, -um

coisas admi-

trado, -is, - U e,

trado , - i s , - U e ,

entregar

n.

pl.

ráveis

i , -ât tum

i, -ât tum

rerum scriptor,

 

lústoriador

occido, -is, -er e,

matar

-oris m.

 

-cidi,. -cisum

  c o m e ç o c l em en s (ge n .
 

começo

clemens (gen.

clemente,

 

init'tum, - 't i n. Yestalis, -is f.

wstal(sacerdo-

clementis)

bondoso

 

tisa de Vesta)

quam (conj.)

do que

custos, -odis m.

 

guardião, guar-

ripa, -ae f.

margem, costa

e.

f.

diã

expono,

-is, .e re,

expor, abando-

Yesta, -ae f.

 

V esta

(deusa

-poSÜi, -posYtum

nar

 

do lar)

paulopost

pouco depois

nubo, -is, � re.

 

casar-se

lupa, -ae f.

lu pa , -a e f . f e ra , -a e f . so

fera, -ae f.

solum (adv.)

loba

-psi, -p tum

 

fera

licet,

-ere, -uit

 

ser permitido

somente

(impess.)

 

lus,-i m.

o pequeriino

Rhea Silv ia f.

 

Rea S ílvia

lac, lactis n.

leite

gem 't ni, -orum

gêmeos

alo, -is, -e re, - ü i,

alimentar

m.

pl.

-tum ou - Y tum

quorum

 

dos quais, cujo Faustlilus, -i ni.

Fáustulo

Mars, Martis m.

Marte (deus·

pauper (gen.

pobre

 

da guerra)

paupe ris)

§ 69 Graus de significação dos adjetivos.

26
26

a) Ao passo que em português o comparativo de superioridade é uma expressão composta do advérbio "mais, e da forma do grau positivo (por exemplo: "mais alto"), em latim é tirado desta última por meio de sufiXo.

e da forma do grau positivo (por exemplo: "mais alto"), em latim é tirado desta última

Para formar o comparativo de superioridade, corta-se a termi­ nação do genitivo singular do adjetivo masculino, e ao radical assim obtido acrescentam-se as terminações -'íor para o masculino e femi· nino, -'íus para o neutro. Tomemos os adjetivos altus, -a, -um ("alto")

e levis, -e ("leve',, cujo radical é respectivamente alt- e lev-. Acrescen­ tadas as terminações do comparativo, teremos ali'íor, altYus e lev'íor, levlus. A declinação do comparativo é a seguinte:

CASO Masculino Feminino Neutro Nom. alt'tor alt'íor alt'íus Voe. alt'íor alt'tor
CASO
Masculino
Feminino
Neutro
Nom.
alt'tor
alt'íor
alt'íus
Voe.
alt'íor
alt'tor
alt'íus
Ac.
altiorem
altiorem
alt'i'us
Gen.
altiorís
altioris
altiorís
Dat.
altiori
altiori
altiori
Ab l.
altiore (i)
altiore (i)
altiore (i)
Nom.
altiores
altiores
altiora
Vo e.
altiores
altiores
altiora
Ac.
altiores
altiores
altiora
Gen.
altiorum
altiorum
altiorum
Dat.
altior'íbus
altior'íbus
altior'íbus
Abl.
altior'íbus
altionbus
altionbus

b) Para formar o superlativo, acrescentam-se ao mesmo radical

as terminações -iss'tmus, -a, -um. Ter-se-á, pois: altiss'tmus; -a, -um e

levisslmus, -a, -um. O superlativo latino pode ter dois sentidos diferen­ tes: altiss'tmus pode significar não somente "o mais alto" (SUPER­ LATIVO RELATIVO) como também "altíssimo" ou "muito alto" (SUPERLATIVO ABSOLUTO). A declinação do superlativo segue

a de bonus, -a, -um.

c) Os adjetivos terminados em -er têm o comparativo regular,

mas no superlativo acrescentam ao nominativo singular masculino a terminação -r'tmus, -a, -um (em vez de -iss'ímus, -a, -um). Assim:

1.

2.

Positivo

piger, pi gra, pigru m

("preguiçoso")

acer, acris, acre

("áspero")

Comparativo

pigr'íor, pigr'íus

acror, acrYus

Superlativo

pige"'ímus, -a, -um

ace"'ímus,

-a,

-um

d) Alguns adjetivos terminados em -'ílis, como fac'ílis, têm tam­

bém o comparativo regular, mas formam o superlativo com -um acrescentado ao radical (em vez de -issYmus, -a, -um). Assim:

fac'ílis, -e ("fácil")

facitfor, -'íus

facilfímus,

-a,

-a,

-um

e os adjetivos diffic'tlis, -e ("difícil"), graclis, -e ("delgado"), humY/is,

-e ("humilde"), sim'ílis, -e ("semelhante") e dissim'ílis, -e ("desseme­ lhante").

EXERCÍCIOS

Distribuir os substantivos da leitura por gêneros.

Dizer com que substantivos concordam postero, audientes, cro-

delis, clement'íor e pauper.

3. Declinar: patriíus crodel'íor; lac novissYmum.

4. Formar o comparativo e o superlativo de aeger, certus e tristis.

5. Completar as frases seguintes por complementos predicativos:

Aulus et Quintus /us et Remus

6. Versão:

erant. Claudia

Titi et

Sexti erat. Rom?í­

Romae.

Martis erant. Romlílus fuit primus

Quinto é mais aplicado do que Aulo. Remo teve um fim tris­ tíssimo. Ontem ouvi o discurso mais longo de minha vida.

Notate bene proverb'íum:

v

AQVILA NON CAPTAT MVSCAS.

v

ROM Ü LUS URBEM CONDIT

v ROM Ü LUS URBEM CONDIT - Videte nunc - pergit Orbil'íus - quam1 parva tantae

- Videte nunc - pergit Orbil'íus - quam1 parva tantae urbis

princip'ía fuerint.2 Gem'íni in domo pauperr'ímã Faustlíli crescebant. Adolescen­

tes inter pastores latro­ cin'íis vivebant. Romu­ lus duodeviginti annos natus3 urbem parvam in Palatino monte aedi­

ficare incepit. Remus moen'ta exig\ía urbis novae derisit. "Haec tua moen'ía - ait - certe magno auxil'ío civ'íbus tuis erunt! "4 Verbis fratris iratus, RomUlus Remum occidit. Post�a urbem cond'ídit quam5 ex nom'íne suo Roman vocavit.

cond'ídit quam5 ex nom'íne suo Roman vocavit. 1. quam (adv.): "quão". 2. /U'érint.

1. quam (adv.): "quão".

2. /U'érint. Traduzir pelo indicativo.

3. duodeviginti annos natus:

"n a idade de dezoito anos".

4. magno auxil'io erunt: "serão de grande aux11io".

S. quam (pron.relativo):

"que".

v

o

civ'ítas magna humil'íor erat quam6 vicus pauperr'í� VOCABULÁRIO -ãuli, fundar Palatinus mons
civ'ítas
magna
humil'íor
erat
quam6
vicus pauperr'í�
VOCABULÁRIO
-ãuli,
fundar
Palatinus mons m.
Monte Pala­
tino
v
.
continuar
tio grande,
aedi/(co, -as, -are, construir
-avi, -atum
exigflus, -a, -um exíguo, pe­
tamanho
queno
v.
começo·
moen'ta, -'íum n. pl.
muralhas
v
crescer
derid'do, �. �re,
escarnecer
-risi, -sum
o jovem
roubo,
auxiltum, -'íi n.
iratus, -a, -um
. occido, -is,
-cidi, -cisum
civ'ítas, -atis f.
hum'tlis, �
auxílio
ilritado
assalto
. matar
nascido
dezoito
cidade
monte
humilde
vicus, �m.
aldeia

Princip'ío

mus.

condo, -is,

-dítum pergo, ;s, �ere, -rexr, -rectum tantus, -a, -um

pnnczprum, -rr n. cresco, ;s, �re, crevi, cretum adolescens, �ntis m. latrocin'íum, •'íi n.

natus, -a, -um duodeviginti mons, montis m.

§ 79 Conjugação da voz ativa

a) Quem deseja saber traduzir do latim, deve decorar certo

número de verbos, dos que ocorrem mais freqüentemente, com seus tempos primitivos, a saber: a 1 � e 2� pessoa do presente do indica­

tivo, o infinitivo presente, a H pessoa do pretérito perfeito do indica­ tivo e o supino em -um. Assim, enunciaremos o verbo amo da maneira

6. quam. (conjugação): "do que". Observe-se que os três quam desta leitura

pertencem a três categorias gramaticais diferentes.

3.

3. seguinte: amo, amas, amare, amavi, amatum. Com o auxílio destas c i n c o

seguinte: amo, amas, amare, amavi, amatum. Com o auxílio destas

cinco formas podem-se obter todos os tempos do verbo. b) Os verbos latinos possuem três temas: o do presente, o do

perfeito e o do supino.

c) O tema do presente serve para fonnar os tempos doinfectum,

do presente serve para f onnar os tempos doinfectum, isto. é, os seguintes: presente do indicativo,

isto. é, os seguintes: presente do indicativo, imperfeito do indicativo,

futuro do indicativo, presente do subjuntivo, imperfeito do subjun­ tivo, presente do imperativo, futuro do imperativo, particípio pre­

sente, infinitivo presente, gerúndio. A maneira de formar estes tempos nas quatro conjugações

·depreende-se com facilidade do quadro sinóptico das páginas 33 a

com facilidade do quadro sinóptico das páginas 33 a 36, pois nele os sufixos aparecem separados

36, pois nele os sufixos aparecem separados do tema.

33 a 36, pois nele os sufixos aparecem separados do tema. o tema do perfeito cortando

o tema do perfeito cortando o -i final do pretérito

Desse tema formam­

. se os seguintes tempos: pretérito perfeito do indicativo, mais-que­ perfeito do indicativo, futuro perfeito do indicativo, pretérito perfeito do subjuntivo, mais-que-perfeito do subjuntivo, infinitivo perfeito. Em todas as conjugações esses tempos - chamados tempos do perfectum -se formam de maneira idêntica (ver o quadro sinóptico

acima citado); o que geralmente difere é o tema do perfeito ao qual se acrescentam as terminações. Eis por que o pretérito perfeito figura

entre os tempos primitivos indispensáveis. O tema do supino obtém-se cortando a tenninação -um do

Obtemos

perfeito do indicativo (quarto tempo primitivo).

do Obtemos perfeito do indicativo (quarto tempo primitivo). supino (último dos tempos primitivos). Deste tema

supino (último dos tempos primitivos). Deste tema formam-se:

1. supino em -um.: amatum ("amar", "para amar").

2. particípio futuro: amaturus, -a, -um ("que de amar").

O

O

O infinitjvo futuro:

amaturum, -am, -um esse (''haver de amar").

EXERC{CIOS

1. Dizer

em

que tempo

e

modo

estão

os

seguintes verbos

da V

Dizer em que tempo e modo estão os seguintes verbos da V leitura: videte,{u'erint, crescebant, incepit,

leitura: videte,{u'erint, crescebant, incepit, erunt,·erat.

2. Passar

para

o

presente

Vestatíbus a traáéret).

erunt,·erat. 2. Passar para o presente Vestatíbus a traáéret). o último parágrafo da IV leitura (de

o

último

parágrafo da IV leitura (de

3.

Conjugar vivo na 3f pessoa do singular de todos os tempos do

indicativo e

do subjuntivo, com a tradução ao lado.

4. Procurar na V leitura três adjuntos circunstanciais fonnados com preposições.

5. Procurar nessa mesma leitura os adjetivos que qualificam urbis,

domo, urbem, auxitío, civ'ttas, vicus.

6. Versão:

No começo Roma era uma humilde aldeia. Seus moradores eram pastores pobres. Remo escarneceu a nova cidade. Suas palavras imprudentes irritaram muito o irmão.

I.

QUADRO

SIN Ó PTICO DA VOZ ATIVA DAS

CONJUGAÇ Õ ES REGULARES

S IN Ó PTICO DA VOZ ATIVA DAS CONJUGAÇ Õ ES REGULARES (Continuação nas páginas seguintes)

(Continuação nas páginas seguintes)

n.

III.a)

Dl.b)

IV.

PRESENTE DO INDICATIVO am-o vide-o cap'í-o audi-o ieg-o ama-s vide-s · " fég -i.r capi"'f
PRESENTE DO INDICATIVO
am-o
vide-o
cap'í-o
audi-o
ieg-o
ama-s
vide-s ·
"
fég -i.r
capi"'f
audÍ."'f
ama-r
vide-r·
fég-ir
capi-t
audi-t
ama-mus
vide-mus.
fég-i'mus
cap'í-mus
audi-mus
ama-tis
vide-tis
íeg-i'tis
capi-tis
audi-tis
ama-1zt
vide-nr
fég-unr
cap'í-unr
aud'í-unr
IMPERFEITO DO INDICATIVO
ama-bam
vide-bam
Ieg-ebam
capi-ebam
audi-ebam
ama-bas
vide-bas
l'ég-ebas
capi-ebas
audi-ebas
ama-bar
vide-bar
fég-ebar
capi-ebar
audi-ebar
a.ma,-bamus
vide-bamus
l'ég-ebamus
capi-ebamus
audi-ebamus
ama-batis
vide-baris
fég-ebatis
capi-ebatis
audi-ebatis
ama-bant
vide-bant
fég-ebant
capi-ebant
audi-ebant
FUTURO DO INDICATIVO
ama-bo
vide-bo
leg-am
cap'í-am
aud'í-am
ama-bis
vide-bis
ÍCg-es
cap'í-es
aud'í-es
ama-bit
vide-bit
leg-et
cap'í-et
audi-et
ama-b'ímus
vide-b'ímus
ieg-emus
capi-emus
audi-emus
ama-b'ítis
vide-b'ítis
leg-etis
capi-etis
audi-etis
ama-bunt
vide-bunt
íeg-ent
capi-ent
aucfi-ent
PREÚRITO PERFEITO DO INDICATIVO
amav-i
vid-i
leg-i
cep-i
audiv-i
amav-isti
vid-isti
leg-isti
cep-i.rti
audiv-i.rti
amav-ir
vid-it
leg-it
cep-it
audiv-it
amav-'ímus
vid-i'mus
leg-'ímus
cep-i'mus
au div-'ímuS'
amav-istis
vid-istis
leg-istis
cep-istis
audiv-iS'tis
amav-enmr
vid-erunt
leg-enmt
cep-erunr
audiv-enmt
ou
-ere
ou -ere
ou -ere
ou -ere
ou
-ere

(Continuaç6o)

L

o.

ID.a)

DJ.b)

IV.

PRE'ttRITO MAIS-QUE.PERFEITO DO INDICATIVO amav-Uam vid�nnn leg�nnn cep.emm audiv.eram " amav-enu
PRE'ttRITO MAIS-QUE.PERFEITO DO INDICATIVO
amav-Uam
vid�nnn
leg�nnn
cep.emm
audiv.eram
"
amav-enu
vid-inz.r
leg�l'tll
cep�m.r
audiv-éi'IZI
amav�mt
vid�mt
legftt
audiv�mt
cep-brzt
amav-oam111
vid-ennnu.s
leg-ennnus
cep-enzmW'
audiv-eram111
amav-eratil
vid-el'lltil
leg-eratl.r
cep-e��Ztú
audiv-emtl.s
amav.enmt
vid-bant
leg.erar
cep-lrant·
audiv�mnt
FUTURO PERFEITO DO INDICATIVO
amav.ero
vid.ÕO
leg-lro
cep.ero
audiv�ro
amav�ri.r
vid-M.r
leg-Mr
cep.en.r
audiv�rl.r
amav�rit
vid�rlt
leg�rlt
cep�rit
audiv�rit
amav-er'ím111
vid-er'tmu.s
leg-erlmur
cep-er'ímW'
audiv-er'fm111
amav-er'íti.r
vid-er'ttis
leg-entir
cep-erltil
audiv-er'ttil
amav�rlnt
vid�rint
leg-érlnt
cep.erint
audiv-érint
PARTIC!PIO PRESENTE
ama-n.r
vide-n.r
leg-enr
cap'í-en.r
audÍ-ens
PARTICÍPIO FUTURO
amat-uiU.f
vis-utus
.lect-um.r
capt-uiUS
audit-«IU.f
GERÚNDIO
ad
ad
ad
ad
ad
am-andum
vid-endum
leg-endum
capi-endum
audi-endum
etc.
etc.
etc.
etc.
etc.
SUPINO
amat-um
vis-um
lect-um
capt-um
audit-um

(Continuação)

I.

u.

lll.a)

lll.b)

IV.

PRESENTE DO SUBJUNTIVO ame-m vi�-am leg-am cap1-om aucií-om ame·s vide-as les-as cap'í-a.r
PRESENTE DO SUBJUNTIVO
ame-m
vi�-am
leg-am
cap1-om
aucií-om
ame·s
vide-as
les-as
cap'í-a.r
aud'í-a.r
ame-t
vide-ar
teg-at
cap'í-at
aud'i'-at
ame-mu.r
vide-amu.r
leg-amus
capi-omu.r
audi-omu.r
ame-ti.r
vide-ati.r
teg-atil
capi-atis
audi-atis
ame·nt
vide-ant
ré g-ant
cap't-ant
auáí-ant
IMPERFEITO DO SU BJUN TIVO
amare-m
videre-m
legm-m
capere-m
audite-m
amare-s
videre·.r
regere-s
capere-s
audire-s
amare-t
videre-t
tegere-t•
capere-t
audite-t
amare-mus
videre-mu.r
legere-mu.r
capere-mu.r
audite-mus
amare-tis
videre-tis
teg'ére-ti.r
cap'ére-ti.r
audite-ti.r
amare-nr
videre-nt
l�'ére-nt
cap'ére-nt
audite-nr
PRETeRITO PERFEITO DO SUBJUNTIVO
amav.e'rim
leg.enm
cep.e'rim
audiv.enm
.
amav-ens
leg.ens
cep.ens
amav.enr
leg.e'rit
cep.enr
audiv.e'rit
"
amav-errmu.r
vid.e'rim
vid-lris
vid.enr
vid-er'ímu.r
vid-er'ítis
vid .e nnr
audiv-õi.r
leg-er'ímus
cep-er1mu.r
audiv-er'ímu.r
amav-er'ítis
leg-erltil
cep-er'ttis
audiv-er'ítis
amav.e'rint
leg.e'rint
cep.erint
audiv.e'rint
PREffiRITO MAIS-QUE-PERFEITO DO SUBJUNTIVO
amav-i.r.rem
vid-issem
leg-is.rem
cep-i.rsem
audiv-i.rsem
amav-isses
vid-is.re.r
leg·i.r.re.r
cep-is.re.r
audiv-is.re.r
amav-i.rser
vid·is.ret
leg-is.ret
cep-isset
audiv-is.ret
amav-issemu.r
vid-i.rsemu.r
leg-i.r.remu.r
cep-is.remu.r
audiv-is.remu.r
amav-isseti.r
vid·issetil
leg-i.rsetis
cep-is.retis
audiv-is.retís
amav-issent
vid-is.rent
leg-issent
cep·issent
audiv-is.rent

(Continuação)

I.

u.

IU.a)

Ul.b)

IV.

PRESENTE DO IMPERATIVO ama vide tege cape audi ', ama-te vide-te reg.=íte cap't-te audi-te \
PRESENTE DO IMPERATIVO
ama
vide
tege
cape
audi
',
ama-te
vide-te
reg.=íte
cap't-te
audi-te
\
FUTURO DO IMPERATIVO
"
ama-to
vide-to
reg-zto
capl-to
audi-to
ama-to
vide-to
teg-=íto
cap'1-to
audi-to
ama-tote
vide-tote
l'ég-=ítote
cap'í-tote
audi-tote
ama-nto
vide-nto
teg-unto
capi-unto
audi-unto
INFINITIVO
PRESENTE
ama-re
vide-re
t'ég.Ue
cap.Ue
audi-re
INFINITIVO
PERFEITO
amav-isse
vid
leg
cep
audiv-isse
INFINITIVO FUTURO
C -
-mrum}
-em, -um
Q�m}
a
•udit=m}
-em,-um
-em,-um 1)1
-em,-um
�=.�
-em,-um
(D
-}
amaturos,
visuros,
o
o
lecturos,
capturos,
audituros,
'"
-es ,-e
"ilS,
"ilS,
"ilS,
"ilS,
VI DE SABINIS RAPTIS1 Q UINTU S : - At dic2 nobis, magister, quomOdo urbs

VI

VI DE SABINIS RAPTIS1 Q UINTU S : - At dic2 nobis, magister, quomOdo urbs parva

DE SABINIS RAPTIS1

QUINTUS:

- At dic2

nobis, magister, quomOdo urbs parva

in civitatem magnam se converterit.3

ORBILiuS: - Romwus

muitos viros e fmitlmis in civitatem

recepit.
recepit.

v

LUCIUS: -Solumviros? ORB.: - Recte quaeris:

regi et populo uxores de'érant. ldeo Romllius Sabinos, vicinos urbi, ad ludos invitavit atque eorum ftl'ías rapÜit. AULUS: - Quom�do Sabini iniurlam tulerant? ORB.: - Irati belium Romwo commoverunt. AULUS: -Quis in bello

vicit?

1. Sabinis e raptissão do gênero feminino.

2. dic: 2tl pessoa do imp. sing. dedico.

3. converterit:

traduzir pelo perfeito do indicativo.

ORB.: -

fecerunt.

Romani. Sed paulo post victores curn victis pacem

VOCABULÁRIO

Sabinus, -a, -um raptus, -a, -um nobis quomõdo ? converto, -is, -Ue,

-ti, -sum

sabino raptado nos; a nós como? transformar

se (pron.)

 

se

finitlmi, -orum

vizinhos

m.pl.

 

v

v

reczpzo, -zs, -ere, -cepi, -ceptum quaero, -is, �re, -sivi, -situm

acolher

perguntar

quaero, -is, �re, -sivi, -situm acolher perguntar recte {adv.) vici�i, -orum m. pl. desum, -es, -esse,

recte {adv.)

vici�i, -orum m. pl. desum, -es, -esse,

-fui

invito, -as, -are,

-avi, -atum

atque (conj.)

eorum

ero , fers , f en- e,

f

tuli, latum commoveo, -es, -ere, -movi, -motum

quis? (pron.)

"'"'

com acerto

vizinhos

faltar

convidar

e

deles

levar, supor­

tar

mover

quem?

§ 89 Adjetivos numerais c:ardiuais

Os numerais

em latim:

cardinais {um, dois,

três, etc.)

s!fo os seguintes

1

unus, una, unum

I

10

decem

2

duo, duae, duo

n

i1

und�cim

3

tres, tria

lli

12

duodecim

4

quattlior

IV

13

tredecim

5

quinque

v

14

quattuordecim

6

sex

VI

15

quindecim

7

septem

VII

16

sed�cim

8

octo novem

VIII

17

septemdecim

9

IX

18

duodeviginti

X

XI

XII

XIII

XIV

XV

XVI

XVII

XVIII

V I I I 1 7 septemdecim 9 IX 1 8 duodeviginti X XI XII XIII

19

29

30

39

undeviginti

20 viginti

21 viginti unus

22 viginti duo

23 viginti tres

24 viginti quatt Uo r

25 viginti quinque

26 viginti sex

27 viginti septem

28 duodetriginta

40

50

sex 2 7 viginti septem 2 8 duodetriginta 4 0 5 0 undetriginta trig inta quadraginta

undetriginta

trig inta

quadraginta

quinquaginta

60 sexaginta

XIX

70

septuaginta

LXX

XX

80

octoginta

LXXX

XXI

90

nonaginta XC

XXII

100

centum

c

xxm

200

ducenti, ;ze, ;z

CC

XXIV

300

trecenti, ;ze, ;z ccc

XXV

400

quadringenti,

XXVI

;ze, ;z

CD

XXVII

500

quingenti, ;ze, ;z

D

XXVIII

600

sescenti, ;ze, ;z

DC

XXIX

700

septingenti, ;ze, ;z DCC

XXX

800

octingenti, ;ze, ;z DCCC

XL

900

nongenti, ;ze, ;z CM

L

1000

mille

M

LX

2000

duo mi tfa

MM, etc.

Os cardinais sfo indeclináveis, menos unus, duo, tres, as cente- nas e mille no plural. Estes declinam-se assim:

 

l

 

2

 

Masc.

Fem.

Neutro

 

Masc.

Fem.

Neutro

Nom.

unus

una

unum

Nom.

duo

duae

duo

Ac.

unum

unam

unum

Ac.

duos

duas

duo

Gen.

unius

unius

unius

Gen.

duorum duarum duorum

Dat.

uni

uni

uni

Dat .

duobus

duabus

duobus

Abl.

uno

unã

uno

Abl.

duobus

duabus

duobus

 

3

 

.Masc.

Fem.

Neutro

 

,•

  3   .Masc. Fem. Neutro   ,• Nom. Ires Ires tria Ac. tres tres tria

Nom.

Ires

Ires

tria

Ac.

tres

tres

tria

Gen.

trium

trium

trium

Dat.

tribus

tribus

tribus

Abl.

tribus

tribus

tribus

trium trium D a t . tribus tri b us tri b us Abl. tribus tri

Ducenti, �e, -a e as outras centenas de clin am-se somente no plural e seguem a 11! classe de adjetivos. �iUe no singular é indeclinável; no plural emprega-se SOJ1lente o ne utro:

Nom. mitfa Ac. mitfa Gen. mitíum Dat. mitíbus Abl. miltbus o nome a que mitla
Nom.
mitfa
Ac.
mitfa
Gen.
mitíum
Dat.
mitíbus
Abl.
miltbus
o nome a que mitla
EXERCfCIOS
mitíbus Abl. miltbus o nome a que mitla EXERCfCIOS O nome a que mille se refere

O nome a que mille se refere está no caso requerido pela frase:

mil/e mi!tt'is, miUe milttum, ou mille milit'tbus;

se refere, sempre no genitivo plunl: tria mitía mitttum, tribus mitíbus

mitttum.

1. Dizer em que tempo, modo, pess oa e número estão convert'érit,

quaeris, deerant, rapUit, vicit. ·

2. Conjugar desum no presente e no futuro do indicativo, e no presente do subjuntivo.

3. Explicar a função das palavras Rom'Ulus

e RomUlo, Sabinos

e Sabini,

beUum e beUo , na VI le itura.

4. Dizer os três temas dos verbos recip'to, fac'to e commoveo.

S. Transcrever em palavras latinas, 7, 19, 36, 107, 528, 1907; N,

XIII, XLIX, LXXXVIII, XCIX, CCCXXXI, MCM.

6. Dizer em latim: llivro, 3, 47, 200livros; 1 aluna, 2,8,28,400,

2000

em latim: llivro, 3, 47, 200livros; 1 aluna, 2,8,28,400, 2000 alunas; 1 te mplo, 2,3,66, 100,300,

alunas; 1 te mplo, 2,3,66, 100,300, 1000 templos.

VII

v

v

DE PRIMIS SUCCESSORIBUS ROMUU

ORBIL 't'u s: - Ven 't. o nunc ad primos ·successores Rom \í li.

Numam Pompil'tum regem 1 creaverunt.

Numa bellum quidem nullum gessit, sed non minus civitati quam Ro­ m � us pro íu it. Nam et leges Romanis mo­ resque 2 constir lü t et annum descripsit in duod 'é cim menses, ac infinita sacra et tem­ pia constit w t. Nuniae Pompi­ fío Tullus Hostil 't. us successit. Hic bella reparavit; Albanos vicit, Veientes bello superavit, Urb e Cae­ ti' um montem adiecit et sic Remam ampliavit. Anno trices 'tm o se cundo regni fulmen eum in domo reg 'í ã tet 'i' git.

Post mortemhuius cives

.

ã tet 'i' gi t . Post mortemhuius cives . 1. depois do -verbo. 2. moresque
1. depois do -verbo. 2. moresque • et mores.
1.
depois do -verbo.
2.
moresque • et mores.

regem: complemento predicativo do objeto direto ; em português colocar

3. Urbi Rom��e.

VOCABULÁRIO

sucessor, -oris m. huius Numa Pompiltus creo, -as, -are, -avi, -atum

quidem (adv.)

sucessor Tullus Hostitfus

des te

Numa Pompüio

nomear, eleger

m.

succedo, -is, -'ire, -cessi, -cessum reparo, -as, -are, -avi, -atum

na verdade

-cessi, -cessum reparo, -as, -are, -avi, -atum na verdade fazer (guerra) Albanus, -i m. men os

fazer (guerra)

Albanus, -i m.

men os

ser útil

Veiens, Veientis

v

supero, -as, -are, -avi, -atum Caelíus mons m. adic'to, -is, �re, -ieci, iectum ampl'to, -as, -are, -avi, -atum regnum, -i n.

v

regrus, -a, -um fulmen, -l'nis n.

eum (pron .)

e tango, -is, -lre tet'ígi, tactum

Tulo

Hostüio

suce der

retomar

gero, -rs, -ere, gessr, gestum

minus (adv.)

prosum, prodes,

prodesse, projÜi

v

albano (ha- bitante de Alba) veiente (ha-

m. bitan te de Veios)

ven cer, sub- jugar Monte Célio

ajuntar, unir

nam (adv.)

com efeito,

de fato

et

et

não somente

 

mas também

mos, moris m.

costume

constituo, -is, .:ere,

estabelecer,

-Ui, -utum

organizar

describo, -is, -'dre,

repartir,

-scripsi, -p tum

dividir

mensis, -is m.

mês

infinitus, -a, -uni

muitíssimo

sacrum, -i n.

ceri mônia,

ac (conj.)

-i n. c e r i m ô n i a , ac (conj.) f e

festa

ampliar

reino, reina-

do

re iu

raio

o

tocar,

fui-

minar

§ 99 Adjetivos numerais ordinais

Os nu me rais ordin ais sfo, todos eles, adjet ivos da 1 � cl asse e declinam-se como bonus, -a, -um. Assim: primus, -a, -um, "primeiro" ;

como bonus, -a, -um. Assim: primus, -a, -um, "primeiro" ; secundus, -a, -um, "se gundo", etc.

secundus, -a, -um, "se gundo", etc.

19

primus

259

29

secundus

269

39

tert'íus

27Q

49

quartus

28 9

59

quintus

29 9

69

sextus

309

79

septlmus

409

89

octavus

509

99

nonus

609

109

declmus

709

119

undeclmus

809

129

duodecYmus

909

139

tert'tus dec'tmus

1009

149

quartus dec'tmus

2009

159

quintus dec'ímus

300<?

169

sextus dec'ímus

4009

179