Você está na página 1de 9

Ciclo de Refrigeração Real

• O super-aquecimento do refrigerante na saída do


evaporador é desejável pois:
– protege-se o compressor contra a presença de gotas
de líquido (compressão úmida).
– aumenta o efeito de refrigeração (taxa de
transferência de calor removida do ambiente
refrigerado).
• Devemos observar que não é desejado um super-
aquecimento elevado do refrigerante na saída do
evaporador!
• Observem que o COP do sistema de refrigeração
não necessariamente aumenta se houver
superaquecimento!
Ciclo de Refrigeração Real
• Influência do super-aquecimento no COP do
sistema de refrigeração:

Aumento da
potência de
compressão

Aumento do
efeito de
refrigeração
Ciclo de Refrigeração Real
• O sub-resfriamento do refrigerante na saída do
condensador é desejável pois:
– Aumento do efeito de refrigeração pela redução das
perdas no processo de expansão.
– garante-se que somente líquido esteja presente na
entrada da válvula, levando a operação mais eficiente.
– menor presença de vapor na entrada do evaporador,
aumentando o efeito de refrigeração.
Ciclo de Refrigeração Real
• Influência do sub-resfriamento no COP do sistema
de refrigeração
Ciclo de Refrigeração Real
• Utilização de um trocador de calor na linha de
sucção:
Ciclo de Refrigeração Real
• A utilização deste trocador de calor é justificada
pois:
– garante-se a condição de subresfriamento na entrada
da válvula.
– garante-se a condição de superaquecimento na
entrada do compressor (evitando a compressão
úmida.
– evita-se o superaquecimento do refrigerante por
transferência de calor do ambiente externo.
Ciclo de Refrigeração Real
• Este trocador de calor é do tipo correntes
contrárias:
Fluido quente (vindo do condensador)

Fluido frio (vindo do evaporador)


Ciclo de Refrigeração Real
• Efeito da utilização do trocador de calor linha de
sucção:
Ciclo de Refrigeração Real
• Assumindo que não ocorra transferência de calor
para o ambiente externo:

Q TCLS  m h3  h4   m h1  h6   h3  h4   h1  h6  


c p ,l T3  T4   c p ,v T1  T6   T3  T4   T1  T6 

• Isso quer dizer que o vapor sofrerá maior variação


de temperatura!