Você está na página 1de 2

TATUAGENS

A Bíblia só fala uma vez sobre tatuagens, em Levítico 19:28, que diz: "Não façam cortes em seus
corpos por causa dos mortos, nem tatuagem em si mesmos. Eu sou o Senhor.” Deus deu essa
proibição à nação de Israel e isso os separava dos povos vizinhos que marcavam a pele com os
nomes ou símbolos de seus deuses (Dt. 14:2). Embora a Lei dada a Israel faça parte do Velho
Testamento, vale a pena levar em consideração o princípio no qual essa lei foi baseada.

Algumas pessoas fazem uma tatuagem para afirmar a sua identidade ou independência, e outros
para mostrar que fazem o que bem entendem com seu corpo. No entanto, a Bíblia incentiva os
cristãos: “Rogo-vos pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos como
um sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional.” (Romanos 12:1)

E PIERCINGS
O Antigo Testamento fala sobre piercings. Repare em que situações:
 Por ritual pagão – os povos vizinhos de Israel se cortavam e faziam furos no corpo por causa
dos mortos e para adorar seus deuses falsos – Levítico 19:28
 Para ser escravo – de acordo com a Lei de Moisés, todo escravo israelita deveria ser liberto
depois de sete anos. Mas se o escravo quisesse continuar como escravo, sua orelha deveria
ser furada no batente da porta do seu amo e ele seria escravo pelo resto da vida –
Deuteronómio 15:16-17

Outra questão a considerar é o recato. A Bíblia nos instrui ao recato no vestir (I Timóteo 2:9). Um
aspecto do vestir recatadamente é certificarmo-nos de que cada parte que precisa ser coberta com
roupas está adequadamente vestida. Entretanto, o significado essencial do recato é não chamar
atenção para si mesmo. As pessoas que se vestem com recato fazem-no com sobriedade, evitando
criar escândalo. Tatuagens e piercings, com certeza, são chamativos e, muitas vezes, uma forma de
demonstrar rebeldia.

Analise, com honestidade e sã consciência, se pode pedir a Deus que abençoe a escolha fazer uma
tatuagem ou um piercing e se pode usar esta atividade particular para Seus bons propósitos.
“Portanto, quer comais quer bebais, ou façais outra qualquer coisa, fazei tudo para glória de Deus”
(I Coríntios 10:31). Um princípio importante das Escrituras é que, se há dúvidas se algo agrada ou
não a Deus, então é melhor não fazê-lo. “Mas aquele que tem dúvidas, se come está condenado,
porque não come por fé; e tudo o que não é de fé é pecado” (Romanos 14:23). Precisamos ter em
mente que os nossos corpos, assim como as nossas almas, foram redimidos e pertencem a Deus. I
Coríntios 6:19-20 dá-nos um princípio: “Ou não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito
Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos? Porque fostes
comprados por bom preço; glorificai, pois, a Deus no vosso corpo, e no vosso espírito, os quais
pertencem a Deus.” Esta grande verdade deve sempre pesar no que fazemos e até onde podemos
ir em relação a nossos corpos.

Se você fez um piercing, mas sentiu de Deus que foi errado, arrependa-se e peça perdão a Deus e
tire o piercing. O furo vai ficar lá, mas não se preocupe. Deus sempre perdoa quem se arrepende (1
João 1:9). Se você se arrependeu, está livre da condenação.

Se você fez uma tatuagem mas sabe que foi errado, peça perdão a Deus. Deus perdoa todos que se
arrependem (1 João 1:9). A tatuagem não vai desaparecer, mas Deus se preocupa mais com seu
coração.

“Examinai tudo. Retende o bem. Abstende-vos de toda a aparência do mal. E o mesmo Deus de paz
vos santifique em tudo; e todo o vosso espírito, e alma, e corpo, sejam plenamente conservados
irrepreensíveis para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo.” 1 Tessalonicenses 5:21-23