Você está na página 1de 4

GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO PARÁ


CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE
CURSO DE LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO FÍSICA

PLANO DE TRABALHO – 2018/1

1. Identificação:

Professor: Dr. Emerson Duarte Monte1


Disciplina: Pesquisa e Prática Pedagógica em Educação Física I
Eixo: Conhecimentos específicos – formação específica
Área do conhecimento: Grupo IV – Área da prática pedagógica, da pesquisa e da produção do
conhecimento
Semestre: 2º
Carga horária total: 80h

2. Objetivo geral do Curso:

O objetivo geral do Curso de Graduação Plena em Educação Física – Licenciatura da


Universidade do Estado do Para e formar professores qualificados para agir, atuar, desenvolver e
implementar a atividade docente expressa no trabalho pedagógico em diferentes campos de
trabalho, mediado pelo objeto – praticas corporais, esportivas e do lazer.

3. Perfil Profissional do Egresso:

O perfil idealizado para o curso de graduação plena em educação física – licenciatura é de


um caráter ampliado em Educação Física com formação generalista, humanista, critica e reflexiva
pautada em princípios éticos, políticos, pedagógicos e com base no rigor cientifico, cuja
intervenção profissional seja qualificada para o exercício de atividades profissionais nos diversos
ambientes educacionais da Educação Física com base na atividade docente expressa no trabalho
pedagógico, em diferentes campos de trabalho, mediado pelo objeto – praticas corporais,
esportivas e do lazer.

4. Ementa da Disciplina:

O projeto político pedagógico do CEDF/UEPA e a formação do intelectual crítico e


reflexivo. Os desafios da vida universitária e a instrumentalização inicial para o estudo. As
contribuições dos clássicos da Educação Física para o (re)pensar da identidade epistemológica do
1
Licenciado em Educação Física (UEPA). Mestre em Educação (UFPA). Doutor em Educação (UFPA). Membro do
Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Educação Superior (GEPES-UFPA). Membro do Grupo de Pesquisa em
Economia Política da Educação, Estética e Formação Humana (GPEFH-UFSCar). Membro do Grupo de Pesquisas
sobre Financiamento da Educação Superior (GPFES-UFPA). Vice-Líder do Grupo de Pesquisa Experiências
Inovadoras na Formação de Professores e Prática Pedagógica em Educação Física (RessignificaR-UEPA).
Pesquisador da Rede UNIVERSITAS/BR. Coordenador do Curso de Especialização em Pedagogia da Cultura
Corporal. E-mail: emerson@uepa.br
1
campo. Mudanças no mundo do trabalho e o reordenamento do trabalho do professor de
Educação Física. Produção e apresentação de relatório técnico-científico sobre a realidade e
possibilidade dos campos de intervenção da Educação Física.

5. Conteúdo Programático:

Unidade III – Em busca da identidade da Educação Física: das concepções iniciais às


contradições da prática pedagógica

Objetivos
- Identificar as concepções iniciais dos acadêmicos acerca da Educação Física;
- Debater as concepções de Educação Física presente na imediaticidade do cotidiano;
- Verificar a materialidade da Educação Física em diferentes locais de trabalho do professor de
Educação Física;
- Analisar as perspectivas de intervenção implementadas pelos professores de Educação Física
em diferentes locais de trabalho.

- As disputas na constituição do campo científico – Revista Movimento (Temas Polêmicos – O


que é Educação Física), Revista Corpoconsciência (Ponto de Vista – O objeto de estudo da
Educação Física), Revista Motus Corporis (A constituição de uma disciplina científica), Revista
Paulista de Educação Física (Conhecimento e especificidade da Educação Física);

Unidade IV – Mudanças no mundo do trabalho e o reordenamento do trabalho do professor


de Educação Física

Objetivos
- Identificar o impacto das mudanças no mundo do trabalho para a intervenção do professor de
Educação Física;
- Discutir as polêmicas referentes a regulamentação da profissão;
- Caracterizar e debater as disputas de projetos existente no âmbito da Formação em Educação
Física.

Unidade V – Elaboração de Relatório de Atividades

O Acadêmico, ao finalizar o primeiro ano, deverá ser capaz de apresentar relatório que
evidencie sua capacidade de organizar os dados da realidade através da descrição das informações
capturadas, assim como, demonstrar o estágio de desenvolvimento do pensamento crítico a partir
de posição assumida diante das temáticas abordadas.

6. Cronograma:

Data Atividades
Apresentação e discussão do Plano de Trabalho. Orientações sobre ética na pesquisa.
05/02 Construção do formulário de coleta de dados para levar na aula seguinte, por grupo.
Discussão sobre o formulário. Fechar o formulário. Dividir os grupos para encaminhar a
19/02 pesquisa entre os discentes da comunidade acadêmica. Procedimentos para a realização da
entrevista. Pré-teste do instrumento.

2
Retorno dos dados da pesquisa tabulados. Discutir os dados. Construção de síntese dos
26/02 dados. Encaminhar a aplicação do formulário na sociedade.
Retorno dos dados da pesquisa tabulados. Discutir os dados. Construção de síntese dos
05/03 dados.
12-19/03 Debate dos textos da Revista Movimento - O que é Educação Física?
26/03
Debate dos textos sobre Formação e Mundo do Trabalho.
02/04
09/04 1ª Avaliação.
Debater a ida aos espaços de intervenção do professor de Educação Física. Apresentar o uso
16/04 dos instrumentos de coleta de dados – Observação e Entrevista. Apresentar o modelo de
relatório de visita.
23/04 Sistema Único de Saúde.
30/04 Treinamento Desportivo - Paysandu.
07/05 Lazer - Mata do Utinga. - OK
14/05 Escola.
21/05 A ser definido. *
28/05 Debate sobre o conteúdo coletado a partir das observações e entrevistas.
04/06 2ª Avaliação - Relatório de Atividades.
11/06 3ª Avaliação.

7. Metodologia:

O desenvolvimento das atividades terá como fundamento o movimento de construção do


conhecimento que parte do real concreto e avança para a apropriação dessa realidade por meio do
contato imediato com ela. Realiza-se a análise da realidade a partir de problematizações,
aprofundamento das temáticas específicas a partir de estudos e pesquisas da produção do
conhecimento, internalização do conhecimento adquirido e, consequente, retorno a prática a partir
de um novo patamar do conhecimento sobre a própria realidade.
Para isso, a aula, entendida como um processo de ensino-aprendizagem, em que os
discentes e os docentes se encontram no horário formal de ensino, será realizada como forma
prioritária do trabalho pedagógico, de caráter teórico e prático. Estudos dirigidos como forma de
estabelecer produção de conhecimento e ampliação das temáticas propostas na disciplina.
Pesquisas de campo a partir do uso das ferramentas: formulário, observação, entrevista; serão
desenvolvidas para impulsionar a ação da prática pedagógica.

8. Avaliação:

Constituirá objeto de avaliação a participação do discente nas atividades desenvolvidas


em sala e no ambiente externa à Universidade. A produção textual, na primeira avaliação,
oriundas da análise, debate e síntese dos textos e material de pesquisa será a ferramenta utilizada
para composição da nota. Assim como a participação das atividades de estudo dirigido em sala.
Para a segunda avaliação, o produto final da disciplina será o Relatório de Atividades produzido
pelos grupos a partir da observação e entrevistas nos espaços de intervenção do Professor de
Educação Física.

9. Referência Básica:

BRACHT, Valter. Mas, afinal, o que estamos perguntando com a pergunta "o que é Educação
Física". Movimento, v. 2, n. 2, p. 1-8, jun. 1995.

3
COSTA, Lamartine Pereira da. Uma questão ainda sem resposta: O que é a Educação Física?
Movimento, v. 3, n. 4, p. 1-10, 1996.

GAYA, Adroaldo. Mas afinal, o que é Educação Física? Movimento, v. 1, n. 1, p. 29-34, 1994.

GIL, Antonio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 2. ed. São Paulo: Atlas, 1989.

GUNTHER, Hartmut. Como elaborar um questionário. In: _______. Planejamento de pesquisa


para as ciências sociais. Brasília: UnB, 2003. p. 1-35.

LOVISOLO, Hugo. Mas, afinal, o que é Educação Física?: a favor da mediação e contra os
radicalismos. Movimento, v. 2, n. 2, p. 18-24, jun. 1995.

NOSELLA, Paolo. Ética e pesquisa. Educação e Sociedade, Campinas, v. 29, n. 102, p. 255-273,
jan./abr. 2008.

PALAFOX, Gabriel Humberto Munoz. O que é Educação Física? Uma abordagem curricular.
Movimento, v. 3, n. 4, p. 11-14, 1996.

SANTIN, Silvino. A respeito dos comentários. Movimento, v. 2, n. 2, p. 9-14, jun. 1995.


SEVERINO, A. J. Metodologia do trabalho científico. 23. ed. rev. e amp, São Paulo: Cortez,
2008.

TAFFAREL, Celi Nelza Zulke; ESCOBAR, Micheli Ortega. Mas, afinal, o que é Educação
Física?: um exemplo do simplismo intelectual. Movimento, v. 1, n. 1, p. 35-40, jun. 1994.

TOZONI-REIS, Marília Freitas de Campos. Metodologia da pesquisa. 2. ed. Curitiba: IESDE,


2009.

UNIVERSIDADE DO ESTADODO PARÁ. Projeto Político Pedagógico do Curso de Educação


Física. Belém, PA, 2007.