Você está na página 1de 3

TAREFA 1 - IMPACTOS AMBIENTAIS

MARIANA HIGASHI SAKAMOTO


193212

1. Faça inicialmente uma síntese interpretativa do texto.


A notícia refere-se a reação contrária de agentes diversos quanto ao impacto e
compensação da implementação de um cemitério próximo ao Rio Tietê.
Os agentes envolvidos são compostos por moradores do entorno, representantes da
secretaria do Meio Ambiente e Secretaria de Habitação. Os primeiros, opõem-se a obra,
preocupados com a desvalorização imobiliária da região. Os segundos, também opõem-se a
obra, questionando e invalidando os documentos que permitiriam o seu licenciamento ambiental e
colocando em xeque o corte indevido de árvores e contaminação do lençol freático . Por fim, os
terceiros defendem a obra, defendendo um suposto impacto ambiental zero.

2. Identifique ( explicando ) as ações passíveis de provocarem impactos ambientais nas


fases de construção e operação de um cemitério.
A implementação de um cemitério, durante as suas fases de construção e operação pode
ocasionar impactos ambientais em potencial.
O início da construção é marcado pelo desmatamento, limpeza do terreno e
desapropriação de grandes áreas, devido ao porte característico desse tipo de obra. Essa ação
pode acarretar em perda de vegetação nativa, diminuição da permeabilidade do terreno e
aumento de erosão. Além disso, a construção de cemitérios é marcado também por impactos
usuais da construção civil como descarte indevido de material, deslocamento de terra e geração
de resíduo.
Na fase de operação do cemitério, há riscos agravados pela atividade do local: o
sepultamento e/ou a cremação.
O tipo de cemitério também contribui para o impacto ambiental. Os cemitérios tradicionais
são compostos por vias pavimentadas, contendo túmulos, mausoléus e estruturas semi
enterradas ao ar livre. Os cemitérios parques são feitos com “gavetas no solo”, onde os
sepultamentos são cobertos com grama, marcados apenas com uma placa no local. Os cemitérios
verticais, são construídos acima do solo, sem o contato com a terra, os corpos são sepultados em
gavetas em estrutura coberta. A cremação é uma das atividades com menor impacto ambiental,
ela não libera fumaça no processo, não gera resíduos e elimina fatores patogênicos do processo.
(CAMPOS, 2018)

3. Identifique os processos que passarão a serem alterados ( meios físico, biótico e


socioeconômico ) tendo em vista a implantação das ações enumeradas no item anterior.
MEIO FÍSICO - Escoamento superficial; paisagem; declividade do terreno; contaminação do solo;
contaminação do lençol freático; erosão e sedimentação de solo exposto.
MEIO BIÓTICO - Diminuição da diversidade da fauna e flora local; dispersão de agentes
patogênicos; presença de vetores de doença, como ratos e insetos.
MEIO SOCIOECONÔMICO - Desvalorização dos imóveis da região; aumento de trânsito na
região; maior movimentação de pessoas no local em datas específicas; aumento de poluição
sonora; atração de empreendimentos correlatos às atividades do cemitério (floriculturas e
funerárias)

4. Discuta a noção de “impacto ambiental zero”, abordando pelo menos o seguinte:


a. existe impacto ambiental zero?
No sentido literal, impacto ambiental zero não existe. De acordo com Warthern, impacto
ambiental é a “mudança em um parâmetro ambiental, num determinado período e numa
determinada área, resulta de uma uma dada atividade, comparada com a situação que ocorreria
se essa atividade não tivesse sido iniciada” (Warthern, 1988a. P.7). Ou seja, em um sentido amplo
de impacto ambiental, é impossível para uma atividade humana não afetar algum parâmetro
ambiental. Sendo meio ambiente definido pelo “sistema global constituído por elementos naturais
e artificiais de natureza física, química ou biológica, socioculturais e suas interações”, (Sánchez,
2008 p. 19)

b. caso a noção seja consistente, qual o seu significado?


Apesar de ser impossível afirmar que alguma atividade humana tenha impacto ambiental
de forma ampla, é possível mitigar o impacto ambiental e até chegar próximo de um impacto zero
para parâmetros pré-definidos. Um empreendimento que toma medidas desde o seu
planejamento até operação para reduzir o impacto buscam essa noção. Um exemplo são as
certificações LEED Zero que verifica se uma construção em um período de 12 meses consegue
atingir o nível zero de pegada de carbono desde a energia consumida a transporte utilizado pelos
usuários do empreendimento.

5. Investigue quais são os principais impactos ambientais de cemitérios ( meios físico, biótico
e sócio econômico ) e, em seguida:
a. faça uma lista desses impactos (esteja atento à precisão da linguagem técnica!)
● Característica da água subterrânea
● Dinâmica da água superficial
● Característica do ar
● Risco de doenças
● Infra-estrutura urbana
● Qualidade de vida
b. explique, em no máximo 5 linhas, como ocorre cada um desses impactos.
O necrochorume da decomposição de corpos é o responsável para a contaminação da
água, exalar odores e assim atrair vetores de doença como insetos. Os cadáveres são potenciais
fontes de agentes patogênicos, afetando a qualidade sanitária local. Para os moradores vizinhos
há a desvalorização imobiliária, barulho alteração de tráfego, demanda por serviços e transporte
público. Há também o transporte sedimentos da construção de sepulturas e solo exposto.
6. Cite as fontes que embasaram as conclusões do grupo.
COSTA, B.S. A CULTURA DA MORTE NO BRASIL: OS IMPACTOS AMBIENTAIS CAUSADOS
PELOS CEMITÉRIOS AO MEIO AMBIENTE E AOS SERES HUMANOS. UFMG, 2014.Disponível
em :<http://www.publicadireito.com.br/artigos/?cod=a48f43f12770677c
https://new.usgbc.org/leed-zero
https://www.unoeste.br/Noticias/2017/3/impacto-ambiental-e-avaliado-em-seis-cemiterios-de-prude
nte> Acesso em 30 de março de 2019

LELI, I. T. et al. ESTUDOS AMBIENTAIS PARA CEMITÉRIOS: INDICADORES, ÁREAS DE


INFLUÊNCIA E IMPACTOS AMBIENTAIS. Rio Claro, 2012. Unesp Rio Claro. Disponivel em: <
https://www.academia.edu/7606810/ESTUDOS_AMBIENTAIS_PARA_CEMIT%C3%89RIOS_INDI
CADORES_%C3%81REAS_DE_INFLU%C3%8ANCIA_E_IMPACTOS_AMBIENTAIS_Environme
ntal_studies_for_cemeteries_indicadors_influence_areas_and_environmental_impacts>
Slides de aula

CAVALCANTE, L. P. S. Avaliação de Impactos Ambientais: Estudo de caso no Cemitério Público


do município de Queimadas - PB. Universidade Federal de Campina Grande, 2015. Disponivel
em: <https://periodicos.ufsm.br/remoa/article/viewFile/18683/pdf>. Acesso em 29 de março de
2019.

RESOLUÇÃO CONAMA nº 1, de 23 de janeiro de 1986 Publicada no DOU, de 17 de fevereiro de


1986, Seção 1, páginas 2548-2549. Disponivel em
:<http://www2.mma.gov.br/port/conama/legiabre.cfm?codlegi=359> Acesso em 29 de março de
2019

7. Deverá constar uma consideração final / conclusão geral elaborada pelo grupo;
O impacto ambiental ocasionado pela implementação de um cemitério possui algumas
particularidades e riscos agravados. Em suma, o porte da área ocupada pelo cemitério, o impacto
na população vizinha e o risco de contaminação pelo necrochorume merecem destaque no
quesito impacto ambiental, nos âmbitos físico, social e biótico.
Em 2003, o CONAMA alterou a resolução que estabelecia quais tipos de
empreendimentos deveriam constar a avaliação de impacto ambiental para serem licenciadas, e
inclui os cemitérios na categoria. Nessa resolução merecem destaque o estabelecimento do nível
inferior das sepulturas deverá estar a uma distância de pelo menos um metro e meio acima do
mais alto nível do lençol freático; a adoção de técnicas e práticas que permitam a troca gasosa; a
área de sepultamento deverá manter um recuo mínimo de cinco metros em relação ao perímetro
do cemitério; e estudos de fauna e flora para empreendimentos acima de 100 (cem) hectares.
(CONAMA, 2013)
A conclusão encontrada nesse trabalho é que o estudo de impacto ambiental para
cemitérios deve ser realizado por uma equipe multidisciplinar e deve conter indicadores, físicos,
sociais e ambientais. A afirmação dita na reportagem sobre cemitérios terem um impacto
ambiental zero é errônea e está em desacordo com os estudos acadêmicos consultados nesse
trabalho e com a legislação brasileira.