Você está na página 1de 10

Exercícios e questões propostas

(TECNOLOGIA MECÂNICA II)


AULAS PRÁTICAS

1
Aula Prática
(Escolha da máquina ferramenta e determinação do número de peças limite)

1. Indique justificando quais os factores a ter em conta na escolha da máquina-


ferramenta a utilizar num dado trabalho de maquinagem.

2. Explique graficamente o conceito de número de peças limite, considerando para o


efeito duas máquinas, A e B, sabendo que a máquina A tem um nível de automatização
inferior a B.

3. Para uma série de 750 peças pretende-se escolher entre dois tornos A e B com as
seguintes características: TA= 30 min; TB=180 min; tA=10min, tB=5 min; CmA=2,5€;
CmB=2€; CfA=50€; CfB=75€

2
Aula Prática
(torno paralelo)

1. Distinga movimento efectivo de corte de movimento de corte. Recorrendo a um


esquema indique os movimentos principais e auxiliares numa operação de facejamento
no torno.

2. Indique se são verdadeiras (V) ou falsas (F) as seguintes afirmações -justifique


sempre as falsas (F)-:
No torneamento cilíndrico:
a) o movimento principal é uma rotação da ferramenta.
b) o avanço automático não pode ser dado pelo carro porta-ferramenta.
c) a profundidade de corte é sempre dada através da carruagem.
d) o avanço manual pode ser dado pela carruagem através da vara.

3. Indique se são verdadeiras (V) ou falsas (F) as seguintes afirmações -justifique


sempre as falsas (F)-:
O fuso existente no torno paralelo convencional deve ser usado:
a) para obter avanço transversal automático em operações de roscagem.
b) para obter avanço automático em operações de torneamento cónico.
c) para obter avanço longitudinal automático em operações de roscagem.
d) para aumentar a potência disponível no avanço longitudinal ao trabalhar em
paralelo com a vara.

3
Aula Prática
(Furadora e fresadora)

1. Enumere pelo menos cinco operações de maquinagem que podem ser executadas
numa furadora de coluna.

2. Indique se são verdadeiras (V) ou falsas (F) as seguintes afirmações -justifique


sempre as falsas (F)-:
a) a fresadora horizontal é assim chamada por ter o carro porta-ferramentas
horizontal
b) na fresagem de topo gera-se uma superfície perpendicular ao eixo de rotação
da ferramenta.
c) a luneta é um dos acessórios utilizados na fresadora.
d) na fresadora ferramenteira a árvore tem possibilidade de movimento axial..

3. Indique se são verdadeiras (V) ou falsas (F) as seguintes afirmações -justifique


sempre as falsas (F)-:
Na furadora radial:
a) o avanço automático não pode ser dado pela peça.
b) o movimento de posicionamento é sempre dado pela ferramenta.
c) o avanço manual pode ser dado pela ferramenta ou pela peça.
d) o movimento principal ou de corte é uma rotação da ferramenta.

4
Aula Prática
(Rectificadora, brochadora e máquina de electroerosão)

1. Relativamente à rectificação de superfícies cilíndricas exteriores, indique quais os


tipos de rectificadora usados, quais os processos de rectificação a que se pode recorrer e
as respectivas vantagens.

2. Indique se são verdadeiras (V) ou falsas (F) as seguintes afirmações - justifique


sempre as falsas (F)-:
a) brochadora é uma máquina utilizada para a execução de pequenas séries de
peças.
b) na plaina o movimento de corte é um movimento alternativo dado à
ferramenta.
c) a escateladora é uma máquina particularmente adaptada á execução de peças
curtas perfiladas.
d) as mandriladoras são máquinas particularmente adaptadas á mandrilagem de
peças pequenas em grande série.

3. Indique se são verdadeiras (V) ou falsas (F) as seguintes afirmações - justifique


sempre as falsas (F)-:
A maquinagem por electroerosão é particularmente indicada para:
a) trabalhar materiais macios, não condutores
b) desbastar peças de grandes dimensões.
c) produzir peças em materiais condutores endurecidos.
d) executar cortes de geometria simples de um modo rápido.

5
Aula Prática
(Introdução à metrologia dimensional)

1. Indique se são verdadeiras (V) ou falsas (F) as seguintes afirmações -justifique


sempre as falsas (F)-:
a) a suta universal serve para a medição diâmetros de furos.
b) o batímetro é no fundamental um paquímetro particularmente adaptado à
medição de profundidades.
c) o paquímetro possui um nónio que é a escala principal e que permite
aumentar a sua sensibilidade de leitura.
d) o micrómetro de exteriores e a régua de senos servem para a medição de
ângulos.

2. O nónio de um paquímetro ocupa 39 posições na escala principal (menor divisão 1


mm) e está dividido em 20 partes. Determine a natureza do referido nónio.

3. A figura representa o nónio de um paquímetro em paralelo com a escala principal.


Efectue a leitura da medida apresentada.

Escala principal em mm Natureza do nónio = 0,02mm


4. Indique os meios de medição mais indicados para cada uma das seguintes
características dimensionais e geométricas da seguinte peça.

30±0.1
Ra 3.2 0.02 B

B 25±0.01
30

34º±1º
0.08

∅ 12H7
40 0.05 A B
A
6
Aula Prática
(Gamas de maquinagem)

1. Estabeleça uma gama de maquinagem para a seguinte peça revolução, com as


respectivas fichas de fase. Indique, o tipo de máquina, o tipo das ferramentas
seleccionadas e o sistema de aperto. O contorno a tracejado representa a peça antes da 1ª
fase de maquinagem.

∅ 50±0.3
∅ 40±0.2

∅ 20±0.1

∅ 5±0.2
∅ 30±0.1

25+/-0,2

30+/-0,3 15+/-0,1
70+/-0,4

90+/-0,6

7
Aula Prática
(CNC-Programação ISO)

1. Estabeleça um programa em linguagem ISO para executar a peça da figura,


minimizando o nº de blocos. Indique a localização do zero peça antes de iniciar o
programa peça. Considere que o contorno exterior da peça tem 1mm de sobre-espessura
para maquinagem. Programe com compensação ao raio. Arbitre as condições de corte a
utilizar.
- Ferramentas :
T01 – Broca, com diâmetro 12mm
T02 - Fresa de topo, com diâmetro 8mm

90

59
40
R 31
Espessura 8mm
20 R 20
30
40 3x Ø 12
60

R 30

8
Trabalho no Laboratório

1. No torno Pinacho S-90/200 pretende efectuar-se uma operação de torneamento


cilíndrico exterior numa peça em aço macio de 50 mm de diâmetro, com uma
velocidade de corte de 220 m/min. Assinale com uma cruz na tabela abaixo a posição
dos manípulos na caixa de velocidades.

1 2 3 4
C
B
A

2. Na fresadora First pretende realizar-se uma operação de fresagem de topo usando


uma ferramenta de 20 mm de diâmetro, com uma velocidade de corte de 60 m/min.
Assinale com uma cruz na tabela abaixo a posição do selector de velocidade de rotação
indicando a velocidade de rotação a regular no disco.

Baixa rotação (50-480rpm)


Alta rotação (420-2500rpm)

3. Na furadora Ibarmia K18 pretende realizar-se um furo de 6 mm de diâmetro numa


peça numa liga de alumínio, com uma velocidade de corte de 44 m/min. Assinale com
uma cruz na tabela abaixo a posição da correia na caixa de velocidades.

rpm 1 2 3 4 5
750
1500

9
Trabalho de Pesquisa

Escreva um texto com um máximo de 1000 palavras sobre um tema actual de


tecnologia de maquinagem à sua escolha. Utilize referências bibliográficas e se
necessário inclua no máximo uma figura e/ou tabela.

10