Você está na página 1de 92

Mitologia Grega: As Gerações dos

Deuses, os Planetas Sagrados e o Tarô


27/10/2018
João Paulo Miranda
As Gerações dos Deuses, os Planetas Sagrados e o Tarô

Série Mitologia
Mitologia
Goethe: “Mitos são as relações permanentes da vida”.
Mitos e Arquétipos
 Mito, etimologia, do grego “myein”:
fechado; “mysterion”: oculto, arcano,
doutrina secreta.

 Mitos são “verdades profundas de nossa


mente”. (Junito de Souza Brandão).

 Mito, Jung: “conscientização dos


arquétipos do inconsciente coletivo; elo
entre o consciente e o inconsciente
coletivo, bem como as formas através das
quais o inconsciente se manifesta.”

 Arquétipo, etimologia, do grego


arkhétypos, significa modelo primitivo,
idéias inatas.
Arquétipo. O Homem Vitruviano, de Da Vinci
Inconsciente Coletivo, Símbolos, Características Gerais dos Mitos

 O inconsciente coletivo consiste “na herança  Mitos: metáforas, alegorias, símbolos:


das vivências das gerações anteriores” (Junito origem do Universo (Cosmogênese), e da
S. Brandão) Humanidade (Antropogênese).

 Identidade atemporal da humanidade.  Universalidade, Eternidade,


Atemporalidade, Imortalidade, Infinitude,
Sacralidade, Verdade.
 Jung, distinção:
 Inconsciente pessoal, individual
(transitoriedade).  Conexão com o Conhecimento, com o Divino e
com a Verdade.
 Inconsciente coletivo, arquétipos que
existem sempre e a priori (eternidade,
perenidade).  Trabalho na dimensão da “Alma”, “Psiquê”.
A Esfinge.
 Mitos, linguagem SIMBÓLICA.
 Símbolo, resguarda o SAGRADO (Eterno,  Mitologia: estudo, conhecimento dos Mitos.
perene). Representa mais do que seu
significado evidente e imediato. Revelação.  “Os mitos são sonhos públicos; os sonhos são
mitos privados”. (Joseph Campbell)
Mitologia, Tarô, Astrologia
 Correspondências  O Tarô

 O Tarô Maior – 22 Arcanos


 Mitologia (Mistérios, Mitos):

 3 Cartas-Mães
 Tarô
 7 Cartas correspondentes
aos 7 Planetas Sagrados
 Astrologia: Os 10 Planetas,
os Signos Zodiacais, etc.  12 Cartas correspondentes
aos 12 signos do Zodíaco
O Tarô Maior – 3 Cartas “Mães”
O Tarô Maior: 7 Cartas de Planetas
O Tarô Maior: 7 Cartas de Planetas
O Tarô Maior: 12 Cartas de Signos
O Tarô Maior: 12 Cartas de Signos
O Tarô Maior: 12 Cartas de Signos
O Tarô Maior: 12 Cartas de Signos
Os Planetas e seus símbolos
 Saturno (Crono)  Lua (Selene, Deméter,
Ártemis)

 Sol (Hélio, Apolo)


 Marte (Ares)
Os Planetas e seus símbolos
 Vênus (Afrodite)  Júpiter (Zeus)

 Mercúrio (Hermés)  “Terra” (Geia, Reia)


Os Planetas e seus símbolos
 Urano Plutão (Hades)

 Netuno (Posêidon)
Os Signos e seus Símbolos
 Áries  Gêmeos

 Touro  Câncer
Os Signos e seus Símbolos
 Leão  Libra

 Virgem  Escorpião
Os Signos e seus Símbolos
 Sagitário  Aquário

 Capricórnio  Peixes
As 4 Gerações Divinas
 Urano & Geia

 Crono & Reia

 Zeus & Diversas Uniões

 Apolo & Ártemis (Sol & Lua), Androginismo, Mercúrio.


A 1ª Fase do Universo, de Caos a Pontos (Mar)

Arcano 1, O Mago, O Aleph, e Arcano 18, A Lua, O Caos, Aqúário


 Sistema de Hesíodo, o organizador das
genealogias dos Deuses.

 Caos, etimologia do grego, “abrir-se”, “abismo


insondável”. Vazio primordial, espaço
incomensurável, matéria informe, energia prolífica.

 Antigo Testamento, Gênesis 1,2: “A terra, porém,


estava informe e vazia, e as trevas cobriam a face do
abismo, e o Espírito de Deus movia-se sobre as
águas”.

 1 - Caos, o Todo, A Causa Primordial, Ein Soph,


Oceano sem praias.

 2 - O Germe no Ovo. A região que é palco da


manifestação de um Universo.
Caos, Geia
 Caos gerou Geia, Érebo e Nix  Fecundidade – recebe a semente (sêmen) e com o
sangue gera a vida.
 Geia, força causal feminina, “Deusa cósmica”. É a  É Princípio condensador, fixador em relação à
causa da Terra, a matéria primordial. Arquétipo natureza sutil, a força causal (Caos) cujo resultado
da mãe primordial.
é densidade. Também representa a dissolução, a
 Símbolo, polarização. 1.ª Polarização da volatilização.
Substância Primordial.
 A matriz, concebe e dá forma a todos os seres,
fontes, minerais, vegetais, animais, humanos.
 Força feminina cuja hipóstase atual é a LUA
Geia, Mater-Reia, Matéria, Mão Terra. É a porta
de entrada e saída (Solve et Coagula). Alma,
 Solve e Coagula. Polaridade. Yin e Yang. Passiva “interface”.
(receptiva), ativa (geratriz).
 Hipóstase: realidade “concreta” como projeção, neste
caso, desse Arquétipo Causal Feminino.
 De si, Geia gerou Urano, que a cobriu e deu
nascimento aos Deuses. Ela dá o suporte e Urano
(Céu) a envolve.
Arcano 2, A Papisa, Lua
Arcano 8, A Justiça, Câncer, Lua
Caos, Érebo e Nix Éter, Hémera e Tártaro

 Caos origina sozinho Érebo e Nix


 De Nix (Noite), nascem Éter e Hémera
 Érebo, trevas profundas, abismos subterrâneas 

 Éter – brilho, luz, a camada superior do Cosmo, entre Urano


(Céu) e o Ar (Atmosfera). “Mahat”, a mente cósmica. Céu
 Nix (noite), trevas superiores, do céu. superior e Luz pura.
 É o princípio da quintessência, espiritual, cuja hipóstase é o
 Simboliza as gestações, as germinações, que se 5º tatwa, Akasha, Éter.
revelarão à luz do dia. Inconsciente e Consciente.

 Hémera –o dia, a Luz da Terra, como projeção do Éter.


 Polaridade: potencialidade grande x regresso ao
indeterminado, inconsciente, o sono, as mayas, o
oculto, Arcano 2, A Papisa.  Além de Geia, Caos gerou Tártaro.

 Das trevas nasce a LUZ. Gênesis 1,2-3:  Tártaro: o local mais profundo, as entranhas da terra, mais
abaixo do Hades. “Inferios”, “Infernos”.
 “A terra, porém, estava informe e vazia, e as trevas
cobriam a face do abismo, e o Espírito de Deus
movia-se sobre as águas. E Deus disse: "Exista a luz".  Hades: Campos Elíseos (eterna primavera), Érebo
(expiação), e Tártaro (suplício eterno).
E a luz existiu.”
 A hipóstase do Tártaro é o local tenebroso, de trevas
eternas, o “cone sombrio da lua” projetado nas trevas mais
profundas da Terra.
Eros
Arcano 6, O Amoroso, Touro, o Vau
 Caos também gerou Eros.

 Eros, o desejo incoercível dos sentidos. “Deus do


Amor”.

 Segundo Hesíodo, o mais belo dos deuses imortais,


que transtorna o juízo dos Deuses e dos homens.

 Polaridade: da promiscuidade sexual (instinto),


desejos, paixões a “Logos”, razão, ordem, Lei.

 Instinto de preservação e perpetuação, desejo,


sexo, genética. Coesão interna do Cosmo. O amor
que preenche o vazio, o elo que une o todo a si
mesmo. Amor Universal.
 Eros é uma força, uma energia, insatisfeita,
inquieta, sempre a procura de sua plenitude.
 Menino travesso, pode ser perigoso,. Flechas
envenenadas.
Eros, o Amor Universal
 Símbolos: juventude, amor juvenil,
irresponsável, cego. União dos opostos.
Masculino e feminino Supera e assimila forças
contrárias e complementares, integrando-as.

 O Amor é a força do retorno à unidade, a


reintegração ao universo. Do Caos
inconsciente à unidade consciente da ordem.

 A Luz de Eros é a união e o equilíbrio, e as


sombras são as perversões das paixões
desenfreadas. O servir-se do outro
egoisticamente, destruindo-lhe o valor.

 A Cruz (+) que expande e ao mesmo tempo


aprisiona.

 Apoteose no mito de Eros e Psiquê.


A 1ª Geração

Urano & Geia


Geia: Montes e Pontos (Mar)

Arcano 10, A Roda da Fortuna, Virgem; e Arcano 5, O Papa, Áries

 Sozinha, Geia gera Urano (Céu) e também


Montes e Pontos (Mar).

 Montes, simbolizam a transcendência, as


moradas dos Deuses. Encontro do Céu e da Terra.
A ascensão humana. Itinerário; tessitura; o retorno
ao princípio, à origem. Olimpo.
 Arcano 10 – A Roda da Fortuna, “Samsara”, da
evolução, o Iod.

 Pontos (Mar), etimologia, ponte, passagem,


caminho, ponto, pontífice. O Arcano 5, o Hierofante.
O 5º princípio, 5º chakra, o Antakarana.
 Mar: ponto entre realidades formais e informais.
Marchas, caminhos. A dinâmica da vida,
nascimentos, transformações, renascimentos.
Inconsciente.
Urano
Arcano 18, A Lua, Aquário

 Urano, etimologia, cobertura, “céu”.


Fecundador de Geia. Abóboda celeste. Entre
Urano e Geia estão o Éter e a Atmosfera
(Vayu –ar).

 Simbolismo de Urano: proliferação criadora,


desmedida, rebelde, desenfreada,
indiferenciada, abundância que destroi o
que cria; Fase inicial de qualquer ação,
Princípio fecundador.

 Temendo ser destronado, devolvia suas


criações , fazendo com que Geia (Terra)
engolisse os filhos (Tártaro).

 Futuro e Passado. Arcano 18, A Lua, O


Caos, as gerações de Urano.
Gerações de Urano & Reia, 6 Titãs e 6 Titânidas

 Urano & Geia geram os 12 titãs, os  Cronos:


Cíclopes e os Hecatônquiros.  Geia entrega a seu filho caçula Cronos uma Foice,
com a qual corta os testículos de Urano. Do sangue
misturado com o sêmen dos testítulos de Urano, que
 Paul Diel: as forças brutas da Terra, os caem sobre Geia, nascem outras forças, como as
desejos , a revolta contra o Espírito. Forças Erínias, e do mar, nasce Afrodite(Vênus). Ele liberta
selvagens, elementais animalescas, seus irmãos, os titãs e as titânidas, do Tártaro.
insubmissão nascente, indomável.  O Tempo, que devora tudo o que gera e a
transitoriedade.
 Vida Energia. Adversárias da Consciência.
Oposição à Espiritualidade. Dominação e  Arcano 13, A Morte
despotismo.
 Urano: Libertação, Emancipação (luz);
Aprisionamentos (sombra)

 6 Titãs: Cronos, o caçula


 6 Titânidas: incluside Reia
O Aspecto Feminino e A Titânida Reia

Arcanos 13, A Morte (Grande Mãe); 2, A Papisa (Lua); 8, A Justiça (Câncer) A Imperatriz (Vênus)

 Reia, hipóstase da Grande Mãe


arquetípica (Geia).

 Geia – Mãe Terra (Causa)

 Reia – Mãe Terra (Lei).

 Deméter, Ártemis - Mãe Terra


cultivada (Efeito).

 Reia, energia telúrica, do seio da Terra,


kundalini. Gerou os Deuses dos 4
elementos, Ar, Fogo, Água e Terra.
 Geia, energia espiritual, causal, fohat.
Akasha). Afrodite (Vênus)
A Castração de Urano por Cronos
Afrodite Urânia (Vênus)
 Afrodite (Vênus): nascida das espumas
formadas do sangue e sêmen dos
testículos de Urano caídos no mar.
 Afrodite Urânia x Afrodite Pandêmia.

 Platão, no “Banquete”, distinção: a


Pandêmia, a inspiradora dos amores
comuns, vulgares, carnais, e a Urânia, a
deusa que não tem mãe, Celeste,
inspiradora do amor etéreo, superior,
imaterial, até o amor supremo. Beleza
da alma até a beleza do eterno.
O Nascimento de Afrodite (Vênus)
A 2ª Geração
Cronos (Saturno) e Reia
Cronos & Reia

Arcano 13, A Morte, A Grande Mãe e Arcano 20, O Julgamento, Saturno

 Cronos toma o lugar de Urano.


 Cronos simboliza limite, tempo, etc.
 Une-se à titânida Reia.
 Torna-se um déspota pior do que Urano.
 Profecia de Geia: seu destronamento.
 Lança seus irmãos Ciclopes e
Hecatônquiros nas trevas do Tártaro.
 Cronos engole os filhos: Héstia,
Deméter, Hera, Hades, Poseidon, menos
o caçula Zeus.
 Para salvar o caçula, Reia foge para a
ilha de Creta (Monte Dicta). Crono
engole uma pedra dada por Reia.
Geração de Cronos e Reia
 Cronos e Reia geraram:

 Héstia, Fogo Sagrado. Fogo central. Sacerdotisa


do fogo, AGNI.

 Hera, protetora das esposas e dos amores


legítimos. A 3ª esposa de Zeus, depois de Métis
(prudência, medida) e Têmis (Justiça Divina).

 Deméter, também esposa de Zeus, é a deusa da


terra cultivada. Mãe de Core (Perséfone). Ensinou a
preparação da Terra, a semeadura, a colheita e
a fazer o “pão”. Legisladora, instituiu o casamento,
a constituição da família, como base da sociedade
civil. Códigos, éticas, condutas, tabus. Mistérios de
Elêusis.

 Aspectos femininos: Lua e Vênus


Cronos e Reia Héstia (Vesta)
Hera (Juno) Deméter (Ceres)
Hades (Plutão)
Arcano 14, A Temperança, Escorpião
 Hades, oculto, invisível, imprevisível.  Religião grega não possuía livros nem impunha
 Capacete dotado do dom da invisibilidade. dogmas. Não havia sacerdócios. Só Mistagogos.
 Assembleia do Povo e ao Oráculo de Delfos. Bases
 Deus tenebroso, evitava-se dizer seu nome. para a liberdade de pensamento e o florescimento
 O único Deus temido por Hades é Posêidon da filosofia.
(Netuno).  Para os gregos, o mundo dos deuses e dos imortais
 Vive confinado no Érebo. (Olimpo), podia-se entrar e sair dependendo das
circunstâncias. Do além, o mundo dos humanos
 Hades, “Zeus” subterrâneo, ctônio. Também mortos (HADES), não era possível sair.
conhecido como “Zeus plutônico”.
 Hades - 3 partes:
 Representa o incosciente.
 Tártaro: trevas eternas, Erínias, criminosos
irrecuperáveis.
 Érebo: expiações transitórias (reencarnação,
transmigração, metempsicose);
 Campos Elíseos: luz, paz (reencarnação).
 Ritual funerário: moeda na boca; bolo de mel,
condução por Hermés, barca de Caronte, que
navegava pelos 4 rios infernais; Cão Cérbero.
Julgamento por Radamonte.
A Barca de Caronte no Hades
Hades (Plutão)
Posêidon (Netuno)
Arcano 19, O Sol, Peixes
 Posêidon, senhor das águas subterrâneas.
 Simbolismo do Cavalo, do Touro.
 Casado com Anfitrite.
 “Zeus” marinho. Possui um tridente, instrumento
terrível como o raio de Zeus. Percorre as ondas
sobre uma carruagem tirada por seres monstruosos,
híbridos, meio cavalos, meio serpentes.
 Antes de ser marinho, Posêidon foi um deus
subterrâneo, responsável pelos abalos sísmicos.
Sacudidor da terra.
 Representa o INCONSCIENTE.
 Teve vasta prole, com várias mulheres, não
benfeitores da humanidade, como os filhos de Zeus,
mas gigantes terríveis e violentos.

 Atlântida, Platão, Timeu e Crítias., Ilha de


Posêidonis. Posêidon e Clito, filho Atlas.
A Queda da Atlântida
Posêidon (Netuno)
A 3ª Geração
Zeus (Júpiter) & Suas Diversas Uniões
Zeus (Júpiter)
 Zeus, o “Deus luminoso do Céu”.
 Júpiter – Ju (IO- Deus), Ptar (pai).
 O Nascimento de Zeus:
 Reia grávida, vai a Ilha de Creta; dá à
luz no Monte Ida. Cronos engole uma
pedra no lugar do filho.
 No antro do monte Egeon foi entregue
aos cuidados dos Curetes e das Ninfas.
 Sua ama de leite foi a cabra Amalteia,
animal milagroso. Quando morreu Zeus
a tornou a Constelação da Cabra
(Capricórnio).
 Da pele de Amalteia Zeus fez sua
égide, escudo de proteção.
 Cabra: símbolo divino. Árvore
genealógica dos cabires, kumaras.
Símbolo da Iniciação, “siga a cabra”.
O Nascimento e a Infância de Zeus
As lutas de Zeus contra Cronos e os
Titãs
 Métis, a prudência, dá uma droga
milagrosa que obriga Cronos a
vomitar os filhos que tinha engolido.

 Já adulto, Zeus inicia luta contra os


titãs e seu pai Cronos, para destroná-
lo.

 Liberta do Tártaro os Cíclopes e


Hecatônquiros que, como
agradecimento, deram a ele o raio e o
trovão.

 Lutas duram 10 anos e Zeus venceu.


 Titãs, que haviam lutado ao lado de
Crono, são expulsos do Céu e lançados
ao Tártaro.
Os Titãs lançados ao Tártaro
As lutas de Zeus contra os Gigantes e Tifão

Arcano 15, O Diabo, A Grande Luz, Sagitário

 Após a vitória formam-se 3 Grandes Impérios:

 Zeus, no Olimpo (Céu e Face da Terra), Raios e trovões.


 Posêidon, no Mar (Tridente).
 Hades , nos subterrâneos (capacete da invisibilidade).

 O lançamento dos titãs e de Cronos ao Tártaro


despertam a fúria de Geia. Gigantes contra Zeus e,
com Hades (Tártaro) gera Tifão, monstro horrendo.

 Tifão. Representa violência, cegueira e a surdez das


forças primordiais. Dragão. Esfinge.
 Zeus luta contra os Gigantes e contra Tifão.
 Zeus finalmente vence e lança Tifão no abismo do
vulcão Etna, na Sicília.
Zeus e Tifão
A Vitória de Zeus

Arcano 4, O Imperador, Júpiter e Arcano 7, O Carro, O Vitorioso, Gêmeos

 A Vitória de Zeus simboliza a reorganização


do Universo. Zeus como recriador do mundo.

 Homero: Zeus é pai dos Deuses e dos


Homens.

 Deus completo. Do Céu, da Terra, das Pólis,


da Família, da Mântica dos Fenômenos
atmosféricos.
 Árvore: carvalho.
 Sua vitória não resultou na eliminação das
divindades primordiais; integradas, com
atributos e funções.

 Consolidado seu domínio sobre o Universo,


libertou Cronos da prisão subterrânea e os
fez rei na Ilha dos Bem-Aventurados. Idade
de Ouro. Saturnálias romanas.
A Entronização de Zeus

 “Fertilidade”, Sentido religioso da fertilização


da Terra por um Deus celeste e também político,
união e sincretismo guardados por Zeus.

 Simbolismo: Zeus não é um Deus criador (Arcano


1, o Mago), mas organizador (Arcano 4, O
Imperador) dos mundos do Olimpo aos
submundos do Hades.

 Luz: espírito, inteligência iluminada, intuição


divina, fonte da verdade. Disciplina, ordem,
justiça, paz.
 Sombra: cólera, punição, castigo, autoritarismo.
 Com os Estoicos (século IV a III AC), Zeus
torna-se símbolo do Deus único do Cosmo.
Jeová.
A Evolução Criadora, de Urano a Zeus
 3 fases da Evolução Criadora –
Hipóstases, projeções:

 1 – Urano, caótico, desenfreado


(Cosmogenia) – Arcano 1, o Mago.

 2 – Crono, podador (corte, foice),


limites, bloqueios. Tempo simétrico
(ampulheta). Morte e Vida,
Arcanos 13 e 10. A Espada da
Lei, o Julgamento, Arcanos 8 e 20.

 3 – Zeus – a proliferação, geração


ordenada. Arcano 21 (o Filho) e
Arcano 4, Júpiter, Zeus, o Rei do
Mundo.
As Uniões de Zeus
 Zeus & Métis (Prudência) =  Zeus & Maia (filha de Atlas) =
Atená. Hermés.
 Zeus & Têmis (Lei Divina) =  Zeus & Sêmele (mortal) =
Horas e Moiras. Dioniso.
 Zeus & Eurínome = Cárites  Zeus & Alcmena (mortal)=
(Graças). Héracles. (Hércules)
 Zeus & Deméter = Core  Zeus & Dânae = Perseu
(Perséfone).  Zeus & Europa = Minos,
 Zeus & Mnemósina = 9 Musas. Sarpédon e Radamanto
 Zeus & Leto = Apolo e Ártemis.  Zeus & Io = Épafo
 Zeus & sua "legítima" esposa  Zeus & Leda = Pólux e Helena,
Hera = Hebe, Ares (Marte) e Castor e Clitemnestra.
Ilítia.  Zeus & Dione = Afrodite
As Uniões Amorosas de Zeus
Zeus & Métis e o Nascimento de Atená, a Deusa da Inteligência

Arcano 3, A Imperatriz, Vênus, e Arcano 4, O Imperador, Júpiter


 Primeira união de Zeus com Métis (Deusa da 
Prudência e da Medida)
 Engole Métis, grávida, para não ser
destronado.
 Dor de cabeça. Hefesto, o das forjas, abre
sua cabeça com um machado, e nasce
Atená, a Deusa da Inteligência e da
Sabedoria (Minerva)

 Atená, lutou com Zeus contra os Gigantes.


 Firmou-se como protetora das Acrópoles e
Senhora das pólis. Nike, a vitoriosa.
 Atributos: inteligência, razão, equilíbrio,
espírito criativo, artes, literatura, filosofias,
música, atividades do espírito, paz,
conselheira, mentora do Estado organizado.
Forte aspecto de Justiça. Protetora das
artífices, tecelagem, bordado, o fiar.
 Aspecto feminino de Júpiter Zeus.
O Nascimento de Atená (Minerva)
Afrodite Pandêmia (Vênus)

 Segundo Homero, na Ilíada, Afrodite


(Pandêmia) seria filha de Zeus e Dione.
 Deusa feminina, da beleza, dos prazeres,
imboliza os amores comuns, carnais.
Vulgar.
 Forças irrefreáveis da fecundidade.
Desejos ardentes. A lascívia. Adultérios e
Infidelidades. Ciúmes.
 Esposa de Hefesto (o Deus coxo, das
forjas).
 Amante de Ares (Marte).
 Separa-se de Hefesto, quando este flagra
os dois e os torna objeto do escárnio dos
Deuses.
 Amante de Adônis, Anquises e Hermés.
 Foi mãe de Harmonia, Eros, Hermafrodito,
dentre outros.
As Núpcias Legítimas de Zeus & Hera e sua Geração

Arcano 11, A Força, A Coragem, Ares, Marte

 As Núpcias Legítimas de Zeus e Hera


geraram: Hebe, deusa da juventude; Ilitia,
deusa dos partos, Ares (Marte), deus da
guerra; e Hefesto, deus das forjas.

 Ares (Marte): Deus da Guerra Desgraça,


violência, destruição, carnificina, sangue.
 Não preocupado com Justiça.
 Teve várias amantes. A principal foi Afrodite
(Vênus).
 Vitória da inteligência (Atená e Hércules)
sobre a força bruta. Arcano 11, A Força.
 Ares tem forte aspecto de Esfinge. “Decifra-
me ou te devoro”.
 Crucificação no Quaternário. 4 Elementos.
Sacrifício. Mártir.
Ares (Marte) sendo desarmado por Afrodite (Vênus)
Hefesto (Vulcano), filho de Zeus & Hera
 Filho de Zeus e Hera, Hefesto
(Vulcano), é das forjas, do fogo, da
engenhosidade, das invenções, dos
artífices, das habilidades manuais, da
matalurgia, das invenções, das perícias
e da magia.

 Deficiente físico. Coxo, teria sido


expulso por Hera do Olimpo.
 Atar e desatar.
 Casado com Afrodite (Vênus).
 Parto de Atená.
 Simboliza o fogo telúrico. Domínio do
fogo, kundalini, salamandras.
 Magias: nós, laços, cordas, redes, anéis,
cadeias, etc.
 “Sidhis”
4ª Geração
Apolo (Febo), o Sol e Ártemis (Diana), a Lua
Hermés, Mercúrio
Apolo & Ártemis, Sol & Lua, Os Gêmeos Espirituais

Arcano 17, As Estrelas, A Imortalidade, Mercúrio

 Zeus & Leto (Latona) geram Ártemis e


Apolo

 Leto grávida de Zeus, busca um lugar para


dar à luz. Por ciúmes, Hera proíbe a terra
de acolhê-la.
 Acolhida pela Ilha Ortígia, estéril e flutuante,
que não pertencia à Terra.
 Abraçada a 1 palmeira, Leto agoniza por 9
dias para nascimento dos gêmeos.
 Hera envia Ilítia, a deusa dos partos para
não permitir o nascimento dos gêmeos.
 Atená e outras enviam Íris, a mensageira, ao
Olimpo, com um presente irrecusável a Hera,
um colar de fios de ouro e âmbar.
 Hera consente que Ilítia preste assistência a
Leto e nascem Ártemis e depois Apolo.
O Nascimento dos Gêmeos, Apolo & Ártemis

Arcano 19, O Sol, A Realeza, Peixes


Ártemis (Lua)
Arcano 3, A Imperatriz, Vênus
 Ao ver o sofrimento da mãe, e ajudar no parto do  Ártemis simboliza as mulheres independentes do
irmão, Ártemis jura jamais se casar e ter prole. jugo masculino.
 Apesar de virginal, simboliza fertilidade,
 Como agradecimento, Apolo depois fixa a Ilha fecundidade, os partos, protetora das meninas e
Ortígia no centro do mundo grego, com o nome de
Delos. Simbolismo centro da Terra, cordão das jovens. Vegetação, senhora das árvores, como
umbilical, o omphalos, Árvore da Vida, Agharta. cedro, nogueira e loureiro.
 Aspecto superior de Selene, a Lua. É a lua
 Maná, prana (força vital). brilhante, iluminada. A contraparte é Apolo, Febo,
“brilhante”, aspecto de Hélio, o Sol. A Mulher
vestida de Sol.
 O colar: fio psíquico que religa a energia
individual à cósmica, a alma individual à psiquê
universal. Sutratmã.

 Ártemis:
 Pede ao pai o privilégio de se manter virgem e não
se casar.
 Participa de várias lutas junto com o irmão Apolo.
Ambos são Arqueiros, Sagitários.
Ártemis (Lua) Apolo (Sol)
Apolo (Sol)

Arcano 7, O Carro, O Vitorioso, Gêmeos, Mercúrio


 Apolo (o Sol), filho de Zeus e Leto.

 Número 7, nascimento, nº de voltas dos


cisnes, consultas no Oráculo (dia 7), Lira
das 7 cordas
 Carro. Conduz Apolo ao norte, o país
dos Hiperbóreos, por 1 ano
 Voltando à Grécia, em Delfos, luta
contra Píton, o dragão filho da Terra
que guardava o oráculo de Geia.
 Deus sintético, diversificado, de inúmeros
atributos, amálgama de diversas
divindades, suplantou várias delas
(inclusive Hélio, o Sol).
 Conseguiu harmonizar as polaridades e
paradoxos, canalizando-as para o ideal
de cultura sabedoria.
O Carro de Apolo (O Sol)
Apolo (Sol)

Arcano 9, O Ermitão, A Superação, Leão, Sol


 Não visava suprimir pulsões, mas orientá-las
no sentido de espiritualização, consciência.
 Oráculo de Delfos, “Conhece-te a ti
mesmo”.
 Intérprete da vontade de Deus (oracular).
Cura pelo autoconhecimento. Vitória.
Vencedor das forças telúricas, Kundalini.
 Mestre do canto, música, poesia, musas.

 Muitos amores. Foi pai de Orfeu, Asclépio


(cura), dentre outros.
 Eros. Dafne, loureiro (árvore de Apolo).
 Conspirou contra Zeus com Poséidon.
 Pena, submissão ao Rei de Troia. Rebanhos.
Hermés.
Asclépio, o Deus da Medicina
O Bastão de Asclépio (Esculápio)
 Com a Ninfa Corônis, Apolo gera Asclépio
(Esculápio).
 Esducado por Quiron, o Centauro professor e
educador.
 Asclépio desenvolve escola de medicina.
“EPIDAURO”.
 Como herói divinizado, tem ambas as naturezas,
humana e divina, representando a unidade
indissolúvel de ambas (ser humano).
 Labirinto guardava a serpente. Ouroboros.
Serpente enrolada no bastão

 1100 anos de glórias e curas (600 AC a 500 DC)


 Também se tratava da NOOTERAPIA (cura pela
mente).
 “puro deve ser aquele que entra no Templo
perfumado. E pureza significa ter pensamentos
sadios.”

 A cura só ocorria com a METANOIA, a total


transmutação dos sentimentos.
O Centauro Quíron O Epidauro
Asclépio no Epidauro
O Teatro do Epidauro, nos dias de hoje
O Oráculo de Delfos, O Templo de Apolo
 Oráculo de Delfos (Apolo)  Santuário de Delfos, a pitonisa descia ao ao
Omphalos, Câmara Secreta, antes da consulta.
Ligação com as potências ctônicas, telúricas.
 Píton , dragão do Oráculo de Geia.  Folhas de louro. Loureiro.
 Com morte de Píton, Apolo passa 1 ano a se  Templo – sabedoria, equilíbrio, moderação,
purificar em Tempe (purificação). temperança. (14 é o dobro de 7, o número de
 Os miasmas que contaminam todo o ser. Apolo) Caminho do meio, nada em demasia.
 Cinzas de Píton, enterradas numa caixa no  Heráclito de Éfeso, sobre Apolo "O deus soberano,
Omphalos (Centro) do Templo. cujo oráculo está em Delfos, nem revela, nem oculta
coisa alguma, mas manifesta-se por sinais".
 Águas de Zeus
 A pele de Píton cobria a trípode onde se sentava a
profetisa, sacerdotisa (pitonisa).
 Deus da razão. Influência sobre a religião política
social dos gregos. União dos gregos, apesar da
desunião no aspecto político. Cidades-Estados.
 Diversos santuários pela Grécia e Ásia Menor.
 Caráter pacificador, ético, justo.
 Erradica a lei do talião, substituindo-a pela justiça
dos tribunais.
Arcano 7, O Carro, O Vitorioso, Gêmeos, Mercúrio
Arcano 14, A Temperança, O Equilíbrio, Escorpião, Plutão
Arcano 21 (22) O Mundo, A Vitória, SOL
Templo de Apolo, em Delfos
Hermés (Mercúrio)
 Hermés (Mercúrio), filho de Zeus e  Inventor da lira e da flauta de Pan. Troca
Maia, uma das plêiades, transformadas com Apolo a lira pelo rebanho e a flauta
em Constelação por Zeus. pelo caduceu.
 Deus psicopompo, condutor das almas e  Com o caduceu Apolo lhe concedeu também
o dom da mancia.
mensageiro.
 Protetor dos comerciantes e dos ladrões.
 Número 4. Posto sob um salgueiro,
símbolo da fertilidade e imortalidade.  Aprecia misturar-se aos mortais.
 Precocidade.  Velocidade. Sandálias de ouro aladas.
 Mensageiro, com trânsito no Olimpo, no
 Ligar e Desligar. Hades e na face da Terra.
 Furta parte do rebanho guardado por  Astúcia, inteligência, versatilidade. E
Apolo. também domina a gnose e a magia.
 Indagado por Zeus sobe o furto, Hermés  Invisibilidade com o capacete de Hades.
negou veementemente.
 Promete a Zeus não mentir mais,
acrescentando, porém, que não estaria
obrigado a dizer a verdade por inteiro.
Hermés (Mercúrio)
Apolo e Hermés
Hermés (Mercúrio) e a Alquimia
 Intérprete da vontade dos deuses.  Alquimia, a arte régia, “...tudo no
 É o que conhece e transmite a ciência mundo obedece às mesmas leis, e todos
secreta. Guia de todos os magos. os objetos da natureza contêm a energia
vital. (...) Para o alquimista, toda matéria
 Opus Alquímico. contém a vida.”
 Deus egípcio Toth, mestre da escritura,  “Queda de Adão”, perda da pureza.
da palavra e da inteligência, patrono
dos magos.  Pureza, redenção ou regeneração,
para a natureza é a purificação ou
 Hermes, o Trismegisto. Os 7 Princípios perfeição.
Herméticos. Origem do termo
“hermetismo”.  Participar da obra do Demiurgo, do
Criador, ajudando a Terra a reencontrar
 “Corpus Hermeticum”, filosofia, religião, a sua integração em Deus. O Dwija
alquimia, magia e astrologia. Gnose,
amálgama greco-egípcio-judaico-  Grande obra, regeneração da matéria
cristão. x regeneração de sua alma.
 Pedra bruta x Pedra Filosofal.
Arcano 7, O Carro, O Vitorioso, Gêmeos, Mercúrio
Arcano 10, A Roda da Fortuna, A Necessidade, Virgem, Mercúrio
Arcano 9, O Eremita, A Superação, Leão, Sol
Hermés (Mercúrio) e a Alquimia
 Linguagem criptográfica, cifrada,  Pedra oculta, filosofal, renascida das
esotérica, hermética. cinzas, será o o homem novo, a Fênix, a
 "Tábua de Esmeralda", o fundamento Rosa.
simbólico é a separação dos sexos e a
sua "re-união“, equilíbrio.  Quintessência (5) nascida dos 4
 Princípio Masculino: o Sol, Ouro, o elementos.
Fogo, o Ar, o Rei, o Espírito de Enxofre.
 Processo de recriação da matéria-
 Feminino: a Lua, a Prata, a Terra, a prima, “sofrimento (paixão), morte e
Água, a Rainha, o Espírito de ressurreição”, “a transmutação” matéria-
Mercúrio. espírito”, “morte-imortalidade”
 Minerais que padecem, morrem e
 Mercúrio, “andrógino”, feminino renascem em uma outra forma.
(branco e líquido), e masculino (metal Transmutação: nigredo (preto), albedo
seco). União. (branco), rubedo (vermelho), citrinitas
(amarelo).
A Pedra Bruta e a Pedra Filosofal
 Atanor ou ovo filosófico, contrários são  Nasce a matéria-prima, que é
o princípio enxofre masculino (rei vestido submetida a uma série de operações e
de vermelho) e o princípio mercúrio passa por transformações,
feminino (rainha vestida de branco). representadas pelas cores.
 Nigredo, o "preto", é a putrefação, a
morte, “VITRIOL”: “Visita Interiora
Terrae Rectificando Invenies Occultum
Lapidem”
 O albedo, o "branco," é o mercúrio, a
iluminação.
 O "vermelho," é o enxofre, o sangue,
a paixão, a sublimação.
 Citrinitas, o "amarelo," é o Ouro, a
Pedra, o Azoth. O alfa e o ômega.
 Ouro: símbolo da eternidade,
perfeição. Opus Alquímico.
Arcano 17, As Estrelas, A Imortalidade, Mercúrio
Arcano 21 (22), O Mundo, A Vitoria, Sol
O V.I.T.R.I.O.L.
Arcano 1, O Mago, O Unilateral
Arcano 13, A Morte, A Grande Mãe
Arcano 21 (22) O Louco, A Libertação
Letras Hebraicas, Correspondências
A Árvore da Vida
PAI, MÃE, FILHO, CAUSA, LEI, EFEITO