Você está na página 1de 3

O APRENDIZADO DO DISCÍPULO DE JESUS

Mc 6:30-44
Então disse Jesus aos seus discípulos: Se alguém quer vir após mim, negue-se a si
mesmo, tome a sua cruz, e siga-me; Mateus 16:24

Alvo: O servo do Senhor Jesus precisa estar sempre disposto a servir


àquele que o vocacionou e entender que ao contrário do mundo corporativo,
o trabalho no Reino de Deus não é opcional.
Transição: Baseado no texto, quero trazer algumas afirmações sobre o
aprendizado dos discípulos de Cristo.

I - A DEMANDA NO SERVIÇO DO REINO É INCESSANTE – v. 30-32


1. há sempre o que fazer na obra de Deus. v. 30ss. Os discípulos
haviam acabado de chegar de sua missão, enviados por Jesus (v. 7-
13). eles estavam prestando fazendo o relatório a respeito de sua
jornada e do que haviam realizado.
2. O tempo é algo escasso e precioso, que deve ser bem
administrado (v. 31-32). Não tinham tempo nem para comer. O reino
de Deus priorizado na vida do cristão. A igreja não tem tempo a perder
e são muitos que se ocupam com coisas fúteis. Devemos nos
preocupar com a maneira como nos conduzimos (Ef 5:15-16). Assim
como a água, o tempo é um recurso não renovável. Devemos utilizá-lo
com sabedoria.
3. É imprescindível para o discípulo investir tempo na presença de
Jesus (v. 32). Ativismo muitas vezes não significa produtividade.
Precisamos investir tempo a sós com Deus para nos preparar para os
desafios.

II – JESUS NUNCA DEIXOU DE ATENDER OS QUE O PROCURAVAM;


DEVEMOS FAZER O MESMO. O MESTRE NUNCA ESTAVA OCUPADO
DEMAIS PARA ATENDER AS PESSOAS (33-37).
1. A igreja precisa ser acessível às pessoas. Você já pensou na
possibilidade ou já perguntou para alguém se sentiriam falta da igreja?
A igreja precisa ser relevante em sua comunidade. Ex. Dorcas (At 9:36-
41).
2. O compromisso da igreja é com a missão de representar Jesus.
Alimentar as multidões é tarefa da igreja, que não pode ser transferida
ou esquecida.
3. Jesus disse uma certa vez que “os pobres sempre os teríamos
conosco” (Jo 12:8). A igreja não pode se omitir em ajudar as pessoas
que necessitam, não pode simplesmente passar ao largo. Precisa se
comprometer. Os discípulos estavam se esquivando de sua
responsabilidade. Jesus foi categórico: “Dai-lhes vós mesmos de
comer”. O que temos feito a esse respeito?

III – EM SE TRATANDO DE JESUS, OPORTUNIDADES SÃO COISAS QUE


DEVEMOS CONSIDERAR (V. 38-44).
1. “Quantos pães tendes?” Qual recurso, ou problema você quer
apresentar para Jesus? Nossos recursos nas mãos de Jesus nos
ensinam a esperar o sobrenatural. No caso, os 5 pães e os peixes, nas
mãos dos discípulos era um problema, dada a multidão a alimentar.
Mas, a partir do momento que eles apresentaram a Jesus, a história
mudou. Você quer que a história de sua vida mude? Coloque o seu
recurso, ou problema, ou qualquer outra circunstância nas mãos de
Jesus.
2. Enquanto enxergamos nossas limitações e os obstáculos, Jesus vê
possibilidades de realizar coisas extraordinárias. Ex. Lázaro.
3. Jesus precisa de um povo disposto a agir sob o seu comando, que não
olhe as dificuldades ao redor, mas o que Jesus pode fazer com os
recursos que dispomos. Ex. A mulher siro fenícia, o servo do centurião.
CONCLUSÃO

O que pudemos aprender hoje:


1. Há sempre o que fazer na ora de Deus e devemos nos ocupar com ela.

2. Devemos atender àqueles que nos procuram.

3. Mesmo com recursos limitados, sabemos que Jesus pode fazer a

diferença.

segundo