Você está na página 1de 9

INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR COC

JOÃO MARGARIDO DINIZ


LENITA TEREZINHA MARTINI
PRISCILLA DAIANE BOSSOLAN SCHARAM

O PERFIL DO NOVO ADMINISTRADOR


Especialista versus Generalista

CURITIBA
2010
JOÃO MARGARIDO DINIZ
LENITA TEREZINHA MARTINI
PRISCILLA DAIANE BOSSOLAN SCHARAM

O PERFIL DO NOVO ADMINISTRADOR


Especialista versus Generalista

Projeto de pesquisa apresentado ao Instituto de


Ensino Superior COC para obtenção do
Bacharelado em Administração.

Orientadora: Professora Me. Karine Ribeiro.

CURITIBA
2010
SUMÁRIO

1 – DADOS DE IDENTIFICAÇÃO....................................................................................... 1
2 – JUSTIFICATIVA............................................................................................................. 1
3 – PERGUNTA DE PESQUISA........................................................................................... 2
4 – HIPÓTESES .................................................................................................................... 2
5 – METODOLOGIA ............................................................................................................ 3
6 – REFERÊNCIAS ............................................................................................................... 3
1

INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR COC – PROJETO DE PESQUISA

1 – DADOS DE IDENTIFICAÇÃO

Título: “O perfil do novo administrador: Especialista versus Generalista”.


Autores: João Margarido Diniz
Lenita Terezinha Martini
Priscilla Daiane Bossolan Scharam
Curso: Administração
Polo: Dom Bosco – Curitiba/PR.
Linha de pesquisa: Linha 1.

2 – JUSTIFICATIVA

Por definição, a administração é o conjunto de princípios, normas e funções que têm


por fim ordenar a estrutura e funcionamento de uma organização. São esses princípios que
norteiam o administrador, no exercício de sua função, e o leva a pensar condições para que a
empresa se torne um centro de aprendizagem criador e transformador do conhecimento.
O perfil do profissional da administração e a definição legal dos seus direitos,
prerrogativas e deveres, como profissional liberal ou não, foram especificados nos artigos 2º
da Lei nº 4.769/65 e 3º do Regulamento aprovado pelo Decreto nº 61.934/67, em que define o
administrador como alguém apto a:
a) elaboração de pareceres, relatórios, planos, projetos, arbitragens e laudos, em que
se exija a aplicação de conhecimentos inerentes às técnicas de organização;
b) pesquisas, estudos, análises, interpretação, planejamento, implantação,
coordenação e controle dos trabalhos nos campos de administração geral, como
administração e seleção de pessoal, organização, análise métodos e programas de
trabalho, orçamento, administração de matéria e financeira, relações públicas,
administração mercadológica, administração de produção, relações industriais bem
como outros campos em que estes se desdobrem ou com os quais sejam conexos;
c) o exercício de funções e cargos de Técnicos de Administração do Serviço Público
Federal, Estadual, Municipal, autárquico, Sociedades de Economia Mista, empresas
estatais, paraestatais e privadas, em que fique expresso e declarado o título do cargo
abrangido;
2

d) o exercício de funções de chefia ou direção, intermediária ou superior


assessoramento e consultoria em órgãos, ou seus compartimentos, de Administração
Pública ou de entidades privadas, cujas atribuições envolvam principalmente,
aplicação de conhecimentos inerentes as técnicas de administração;
c) o magistério em matéria técnicas do campo da administração e organização.
(BRASIL, 1967).

A sociedade da informação trouxe para o administrador o papel de ser um agente de


transformação capaz de manter as organizações competitivas e rentáveis.
Segundo Tayar, “[...] o administrador é um profissional que age para mudar. Não
existe administração e nem administrador para manter as coisas como estão. A postura do
administrador deve partir da realidade para mudá-la e não para dar continuidade a ela”.
(TAYAR, 1988 apud PIZZINATTO, 1999).
Em face da importância da atuação e do papel do administrador, este trabalho terá
por foco principal comprovar se, atualmente, o perfil profissional ideal para levar uma
organização a ser bem sucedida e alcançar seus objetivos, sem se eximir de suas
responsabilidades sociais, é o de um profissional generalista ou de um especialista.
Para o desenvolvimento do trabalho será utilizada pesquisa bibliográfica capaz de
proporcionar a análise de diversas correntes de pensamento quanto ao papel do administrador,
de forma a fornecer uma visão do todo da profissão atualmente, envolvendo, segundo
Pizzinatto, “as capacitações voltadas para estratégia, processo decisório, racionalidade
administrativa, liderança e habilidades interpessoais”. (PIZZINATTO, 1999).
A pretensão, uma vez alcançada a resposta, é oferecê-la como uma contribuição ao
conhecimento acadêmico da área de administração a fim de servir como suporte prático para
futura direção e aplicação profissional.

3 – PERGUNTA DE PESQUISA

– Qual é o perfil ideal do novo administrador?

4 – HIPÓTESES
3

A proposta de pesquisar se o administrador que melhor compreende as atividades


empresariais e melhor executa as funções administrativas atualmente é o de perfil generalista
ou o especialista se baseia na observação de que novas competências e habilidades são e serão
exigidas para gerir os recursos das organizações.
Pressupondo que esta definição é relevante para o sucesso do novo profissional de
administração, a pesquisa buscará identificar o melhor perfil e também comprovar se uma das
hipóteses levantadas: ser um generalista ou um especialista, será confirmada ou não ao final
do projeto.

5 – METODOLOGIA

Será realizada uma pesquisa bibliográfica para embasamento teórico do texto,


pautando a fundamentação em livros, material de aula, artigos disponibilizados em internet ou
publicados em revistas. Dado haver diversas referências disponíveis sobre o assunto “perfil do
novo administrador”, este trabalho terá como foco, para desenvolver o tema, as atividades
empresariais, as especialidades, as funções administrativas e. as capacitações voltadas para
estratégia, processo decisório, racionalidade administrativa, liderança e habilidades
interpessoais

6 – REFERÊNCIAS

ARAÚJO, Luiz César G. Teoria geral da administração: aplicações e resultados nas empresas
brasileiras. São Paulo: Atlas, 2004. apud ODA, Érico; MARQUES, Cícero Fernandes.
Introdução à administração. Curitiba: IESDE Brasil S.A., 2007, p. 65-71.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 6023: Informação e


documentação - Referências - Elaboração. Rio de Janeiro, 2002.

____. NBR 6024: Informação e documentação - Numeração progressiva das seções de um


documento escrito - Apresentação. Rio de Janeiro, 2003.
4

____. NBR 6027: Informação e documentação - Sumário - Apresentação. Rio de Janeiro,


2003.

____. NBR 6028: Informação e documentação - Resumo - Apresentação. Rio de Janeiro,


2003.

____. NBR 10520: Informação e documentação - Citações em documentos - Apresentação.


Rio de Janeiro, 2002.

____. NBR 14724: Informação e documentação - Trabalhos acadêmicos - Apresentação. Rio


de Janeiro, 2002.

____. NBR 15287: Informação e documentação - Projeto de pesquisa – Apresentação. Rio de


Janeiro, 2005.

BRASIL. Lei no 4.769, de 09 de setembro de 1965. Dispõe sobre o exercício da profissão de


Técnico de Administração, e dá outras providências. Diário Oficial [da] República
Federativa do Brasil, Brasília, DF, 13 set. 1965. Disponível em:
<http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L4769.htm>. Acesso em: 04 out. 2010.

____. Lei no 7.321, de 13 de junho de 1985. Altera a Denominação do Conselho Federal e dos
Conselhos Regionais de Técnicos de Administração, e dá outras Providências. Diário Oficial
[da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 14 jun. 1985. Disponível em:
<http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L7321.htm>. Acesso em: 04 out. 2010.

____.Decreto no 61.934, de 22 de desembro de 1967. Dispõe sobre a regulamentação do


exercício da profissão de Técnico de Administração e a constituição ao Conselho Federal de
Técnicos de Administração, de acordo com a Lei nº 4.769, de 9 de Setembro de 1965 e dá
outras providências. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 27
dez. 1967. Disponível em:
<http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto/Antigos/D61934.htm>. Acesso em: 04 out.
2010.

CARVALHO, Alexey. Novo perfil do administrador. A Tribuna, Piracicaba, 12 set. 2009.


Disponível em: <http://www.tribunatp.com.br/modules/publisher/item.php?itemid=757>.
Acesso em: 03 out. 2010.

CONSELHO FEDERAL DE ADMINISTRAÇÃO. Manual do administrador. Disponível


em: <http://www2.cfa.org.br/administrador>. Acesso em: 03 out. 2010.

CONSELHO REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO DE SÃO PAULO. Novo perfil do


administrador. Disponível em: <http://www.crasp.com.br/index.asp?secao=266>. Acesso
em: 03 out. 2010.
5

COSTA, Maria Valéria da. Apostila de normas técnicas: monografias: considerações gerais.
Curitiba, 2009. 63 p. Material apresentado nas aulas da disciplina de Metodologia Científica
do Curso Superior de Tecnologia em Negócios Imobiliários da Universidade Federal do
Paraná.

DORNELAS, José Carlos Assis. Empreendedorismo: transformando idéias em negócios. 3ª.


ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2008.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Normas de apresentação


tabular. 3. ed. Rio de Janeiro: IBGE, 1993. 62 p.

LIMA, Solange Moreira Dias de. O Perfil do administrador do presente, face as novas
tecnologias da informação. Disponível em: <http://www.portaldomarketing.com.br/
Artigos/O%20Perfil%20do%20administrador%20no%20presente.htm>. Acesso em: 03 out.
2010.

LO DUCA, Antonio et al. O perfil do gestor de TI – Uma análise do novo administrador.


Disponível em: <http://www.ead.fea.usp.br/semead/10semead/sistema/resultado/an_resumo.
asp?cod_trabalho=86>. Acesso em: 03 out. 2010.

MARIANO, Daniela Soares da Silva et al. O trabalho do administrador: a solução de


problemas e a tomada de decisões. Disponível em:
<http://docs.google.com/viewer?a=v&q=cache:t1nnyvSEej4J:www.unihorizontes.br/pi/pi_csa
_2_2007/adm/o_trabalho_do_administrador_a%2520solucao_de_problemas_e_a_tomada_de
_decisoes.pdf+O+trabalho+do+administrador+a+solu%C3%A7%C3%A3o+de+problemas+e
+a+tomada+de+decis%C3%B5es&hl=pt-
BR&gl=br&pid=bl&srcid=ADGEESimOTZSICw9Zc63KeNB2Rmqp1eYVr4XEh4AWuW8
mPBVUrxBrMsoRIb78gN_lBD7dbOLrHtdcdzKHP1pcJ-
r2oTViTKFTxJlyRviqJMw_yYPyn5SbVKM24nFyFdIWZeCYOhotOCZ&sig=AHIEtbTjgqC
TvRccl_atOMh0zlccSk_A4A>. Acesso em: 03 out. 2010.

ODA, Érico; MARQUES, Cícero Fernandes. Introdução à administração. Curitiba: IESDE


Brasil S.A., 2007.

OSAKABE, Érika; BOTELHO, Marcelo. Instrumentos de gestão empresarial. Ribeirão


Preto: Editora COC, 2009.

PARRA FILHO, Domingos; SANTOS, João Almeida. Metodologia Científica. São Paulo:
Futura, 1998. p. 207-214.

PIZZINATTO, Nádia Kassouf. Ensino de administração e o perfil do administrador: contexto


nacional e o curso de administração da UNIMEP. Impulso, Piracicaba, n. 26, dez. 1999.
6

Disponível em: <http://www.unimep.br/phpg/editora/revistaspdf/imp26art11.pdf>. Acesso


em: 03 out. 2010.

REVISTA ANGRAD/Associação Nacional dos cursos de Graduação em Administração. –


v.6, n.3, (Jul./Ago./Set. 2005) - Rio de Janeiro: ANGRAD, 2005 – trimestral. p. 27-46

SILVA, Anielson Barbosa da. O administrador no terceiro milênio. Disponível em:


<http://members.multimania.co.uk/Dablium/artigo21.htm>. Acesso em: 03/10/2010.

SOUSA, Zilma Barros de. Perfil do novo administrador. Disponível em:


<http://www.administradores.com.br/informe-se/artigos/perfil-do-novo-administrador/30962
/>. Acesso em: 03 out. 2010.

TAYAR, R. Reflexões sobre o Curso de Administração. UNIMEP, 26/abr./88. [Documento


interno] apud PIZZINATTO, Nádia Kassouf. Ensino de administração e o perfil do
administrador: contexto nacional e o curso de administração da UNIMEP. Impulso,
Piracicaba, n. 26, dez. 1999. Disponível em:
<http://www.unimep.br/phpg/editora/revistaspdf/imp26art11.pdf>. Acesso em: 03 out. 2010.

WEIBLEN, Bruno. O perfil do administrador do século XXI. Disponível em: <http://www.


pensandomarketing.com/home/id65.html>. Acesso em: 03 out. 2010.