Você está na página 1de 22

SIMULADO USP 2018

.
Prof. Natale Souza
VIGILÂNCIA EM SAÚDE E SEUS COMPONENTES.
Natale Oliveira de Souza, enfermeira,Mestre em
Saúde Coletiva. Graduada pela UEFS – Universidade
Estadual de Feira de Santana – em 1999, pós-
graduada em Saúde Coletiva pela UESC –
Universidade Estadual de Santa Cruz – em 2001, em
Direito Sanitário pela FIOCRUZ em 2004.
Atualmente sou funcionária pública da Prefeitura
Municipal de Salvador e atuo há 14 anos na docência
em cursos de pós-graduação e preparatórios de
concursos, ministrando as disciplinas: Legislação do
SUS, Políticas de Saúde, Programas de Saúde
Pública e Específicas de Enfermagem. Sou autora de
05 livros na área de concursos públicos.

www.residenciassaude.com.br
CONHECIMENTOS GERAIS

01 (Residência USP/2017) De acordo com a Política Nacional de


Saúde, a Atenção Básica caracteriza se por
a) elaborar proposta de financiamento tripartite para criação ou
adequação do Plano de Cargos, Carreira e Salários (PCCS) e por
desprecarizar os vínculos de trabalho e contratação de pessoal.
b) disponibilizar ações e serviços em quantidade e qualidade para
atender às necessidades de saúde da população no âmbito dos cuidados
secundários e terciários.
c) ser o ponto de atenção estratégico para o cadastramento de usuários
e seus familiares, habitantes de uma microárea territorial, para a sua
inserção nos programas de Assistência Social de apoio às famílias.
d) desenvolver a atenção integral à saúde, nos âmbitos individual e
coletivo, com ênfase em: promoção e proteção, prevenção de agravos,
diagnóstico, tratamento, reabilitação e redução de danos.
e) ser a porta de entrada alternativa da Rede de Atenção à Saúde;
acolher os usuários e familiares; promover sua vinculação aos serviços
e corresponsabilizarse pela resolução de suas necessidades de saúde.
02 (Residência USP/2017) De acordo com a Portaria nº
4279/2010, compete à Atenção Primária à Saúde integrar
verticalmente os serviços que são ofertados de forma
fragmentada pelo Sistema de Saúde convencional. Para tanto,
deve assumir três funções essenciais:
a) resolução, organização e responsabilização.
b) primeira consulta médica, diagnóstico e terapêutica.
c) abordagem sociocultural, encaminhamentos e matriciamentos.
d) orientação comunitária, atenção à crise e atendimento à demanda
espontânea.
e) atendimento às urgências, acompanhamento de casos graves e
coordenação.

www.residenciassaude.com.br
03 (Residência USP/2017) A organização da Rede de Atenção à
Saúde exige definição de Regiões de Saúde. Cada Região de
Saúde é definida por meio
a) das Conferências Municipais de Saúde.
b) do último Censo Demográfico.
c) do acordo entre os Serviços de Saúde.
d) da pactuação entre Estado e Município.
e) das Portarias específicas em nível federal.
04 (Residência USP/2017) A proposta de equipes de Consultório
na Rua constitui uma estratégia de
a) Atenção Secundária para o acompanhamento dos casos de saúde
mental de uma determinada comunidade.
b) Atenção Básica para ampliar o acesso à Rede de Atenção à Saúde e
ofertar atenção integral à população em situação de rua.
c) Atenção Terciária para acompanhar pessoas que se recusam a
permanecer em internação hospitalar.
d) Assistência Social, cujo intuito principal é a oferta de internação em
comunidades terapêuticas para a população que faz uso de álcool e
outras drogas.
e) Reabilitação Psicossocial, que visa acompanhar pessoas em situação
de internação domiciliar.
05 (Residência USP/2017) A Atenção Básica em Saúde deve ser
desenvolvida com o mais alto grau de descentralização e
capilaridade, ou seja, deve estar próxima da vida das pessoas,
ampliando assim o acesso da população à Rede de Atenção à
Saúde. Compõem as ações da Atenção Básica:
a) os Centros de Atenção Psicossocial e o Programa de Agentes
Comunitários de Saúde.
b) as Equipes de Saúde da Família e os Hospitais de Retaguarda.
c) os Núcleos de Apoio à Saúde da Família e o Consultório na Rua.
d) as Equipes de Saúde da Família para populações ribeirinhas e os leitos
de internação psiquiátrica.

www.residenciassaude.com.br
e) as Unidades Básicas de Saúde e o Programa De Volta para Casa.
06(Residência USP/2017) A existência de sistemas
fragmentados de Atenção à Saúde é um dos maiores desafios
para a consolidação da atenção integral.
É característica dos sistemas fragmentados:
a) a forte tendência à coordenação do cuidado pela Atenção Básica.
b) a organização horizontal entre o conjunto dos serviços
disponibilizados.
c) o foco nas condições agudas por meio de unidades de pronto
atendimento.
d) a participação ativa dos usuários e dos Conselhos Gestores.
e) o atendimento centrado nas necessidades apresentadas pelo usuário.

07 (Residência USP/2017) Dentre as cinco atribuições descritas


abaixo, identifique as que caracterizam o processo de trabalho
das equipes de Atenção Básica.
I. Definir o território de atuação e a população sob responsabilidade das
Unidades Básicas de Saúde.
II. Realizar o acolhimento, a classificação etária, a avaliação de
necessidade de saúde e a análise psicossocial, excluindo-se os
atendimentos às urgências.
III. Desenvolver ações educativas que possam interferir no processo de
saúde doença da população, no desenvolvimento de autonomia e na
busca por qualidade de vida pelos usuários.
IV. Realizar cirurgias de alta complexidade sob supervisão de equipe
matriciadora e apoiar ações de internação domiciliar de idosos.
V. Desenvolver ações intersetoriais, integrando projetos e redes de
apoio social voltados para o desenvolvimento da atenção integral.
Estão corretas apenas as atribuições indicadas em
a) I e II.
b) I e IV.
c) II, III e IV.
www.residenciassaude.com.br
d) I, III e V.
e) II, IV e V.

08 (Residência USP/2017) Uma das características da Rede de


Atenção à Saúde é
a) a formação de relações horizontais entre os Pontos de Atenção e a
Atenção Básica.
b) a organização e a comunicação da Rede baseadas em momentos de
encontros informais entre gestores locais.
c) a baixa participação dos usuários em espaços gerenciais e a alta
participação dos usuários em espaços de cuidado.
d) o descrédito para com iniciativas de maior integração entre os
trabalhadores da Rede de um determinado território.
e) a ênfase nos procedimentos médicos em detrimento dos processos
vinculares entre profissionais e usuários.
09(Residência USP/2017) No contexto da proposta de
organização da Rede de Atenção à Saúde, é importante que o
trabalho em saúde esteja fundamentado nas noções de
a) diagnóstico precoce, avaliação terapêutica e alta.
b) avaliação médica, aconselhamento e promoção.
c) triagem, orientação preventiva e contato com a família.
d) acolhimento, orientação comunitária e encaminhamento.
e) vínculo, comunicação e responsabilização com o cuidado.
10 (Residência USP/2017) Grupo multiprofissional que deve ser
composto de acordo com os objetivos de cada serviço de saúde,
tendo uma clientela sob sua responsabilidade. Todo usuário do
Sistema Único de Saúde deve ter e saber identificar sua equipe
[...]. (Brasil, O SUS de A a Z, 2009). Essa é a definição de uma
equipe
a) especializada.
b) integrada.
c) de referência.
www.residenciassaude.com.br
d) matriciadora.
e) transdisciplinar.
11 (Residência USP/2017) Diretrizes constituem as orientações
gerais de determinada política. É uma Diretriz da Política
Nacional de Humanização:
a) Triagem.
b) Comunicação Transpessoal.
c) Gestão Verticalizada.
d) Paradigma Biomédico.
e) Clínica Ampliada.
12 (Residência USP/2017) Usuários que permanecem em filas
de espera para atendimento em clínicas de Instituições de
Ensino podem se sentir pouco à vontade para expressar sua
opinião sobre o cuidado ofertado, pois eles tendem a pensar que
perderão a vaga se “reclamarem” de alguma coisa. Do ponto de
vista da ética, é correto afirmar que, nesse tipo de situação,
ocorre
a) resiliência.
b) capacidade de adaptação.
c) limitação de autonomia.
d) liberdade de escolha.
e) não malefício.
13 (Residência USP/2017) Do ponto de vista da ética, o
profissional deverá fornecer ao usuário todas as informações
relativas ao cuidado e tratamento ofertado. Em relação ao
processo de informação, é correto afirmar:
a) Ele deve acontecer apenas na primeira consulta, para não confundir
o usuário com informações que ele não conseguiria compreender.
b) Consiste na compreensão e na assimilação das informações pelo
usuário, as quais podem ser retomadas ao longo do tratamento.

www.residenciassaude.com.br
c) Ele não deve ocorrer quando o usuário é portador de transtornos
mentais; nesse caso, a família é que deve ser informada sobre o cuidado
ofertado.
d) A informação sobre o cuidado ofertado deve ser disponibilizada por
meio da leitura do prontuário, conforme a exigência do usuário.
e) Qualquer familiar pode ser informado sobre o tratamento ofertado ao
usuário, mesmo sem o seu consentimento prévio.
14 (Residência USP/2017) Os profissionais de saúde são, muitas
vezes, considerados responsáveis por curar as pessoas. Essa
crença, construída social e historicamente e validada em nossa
cultura, sustenta práticas que podem desrespeitar a dignidade
humana. Em relação às posturas paternalistas, tanto por parte
dos profissionais, quanto dos usuários, é correto afirmar que
elas se expressam quando o profissional
a) não respeita a autonomia do usuário e quando o usuário questiona a
conduta do profissional.
b) não permite ao usuário manifestar sua vontade e quando o usuário
aceita tudo o que é proposto pelo profissional, por considerar que “o
doutor é quem sabe”.
c) não leva em consideração a opinião do usuário e quando o usuário
busca compartilhar com a equipe as suas decisões em relação ao
cuidado ofertado.
d) busca informar o usuário sobre o cuidado ofertado para facilitar a sua
compreensão e quando o usuário não se vê como agente ativo em seu
tratamento.
e) leva em consideração apenas a vontade dos familiares e quando o
usuário questiona a não consideração de sua vontade por parte do
profissional.
15 (Residência USP/2017) A descoberta dos microorganismos
durante o século XIX provocou a evolução no campo das ciências
da saúde (Junqueira, 2010). Em relação a esse acontecimento, é
correto afirmar que houve
a) descrédito da comunidade científica em relação ao modelo biomédico
emergente.
b) validação pela ciência dos saberes populares sobre o adoecimento.

www.residenciassaude.com.br
c) significativo avanço das atitudes relacionais nas práticas de saúde.
d) retrocesso do modelo agente hospedeiro ambiente em função de um
modelo explicativo mágico religioso.
e) mudança de foco do “doente” para as “doenças” nas práticas de
saúde.

16. (USP/Modalidades Multiprofissional e Uniprofissional-2016)


A Integralidade da Assistência, como princípio do Sistema Único
de Saúde (SUS), é
a) um direito fundamental do ser humano, devendo o Estado prover as
condições indispensáveis ao seu pleno exercício.
b) a preservação da autonomia da pessoa na escolha do serviço de
saúde que melhor atenda a sua necessidade.
c) o direito a todas as informações sobre seu estado de saúde.
d) um conjunto de ações articuladas, contínuas, preventivas e curativas,
executado em todos os níveis de complexidade do sistema.
e) o estabelecimento de prioridades a partir da utilização da
epidemiologia, com ênfase nas ações de promoção da saúde.

17. (USP/Modalidades Multiprofissional e Uniprofissional-2016)


20 No Brasil, a Atenção Básica é a principal porta de entrada dos
usuários do sistema de saúde,
a) caracterizada por serviços de média e alta complexidade.

b) orientando✄se por princípios como o da acessibilidade.

c) apenas quando o território dispõe de ampla Rede de Atenção.


d) sendo vedado outro tipo de acesso.

e) orientando✄se pelo princípio da integralidade mas não pelo da


universalidade.

18. (USP/Modalidades Multiprofissional e Uniprofissional-2016)


21 A Estratégia Saúde da Família

www.residenciassaude.com.br
a) caracteriza-se por ser uma organização da Atenção Básica, sendo,
portanto, incompatível com a concepção de Atenção Primária à Saúde.
b) privilegia a assistência individual nas visitas domiciliares visando à
transformação dos indicadores epidemiológicos.
c) requer a reorientação do processo de trabalho e transformação do
modelo de atenção à saúde.
d) apresenta um custo médio de manutenção que justifica sua adoção
em municípios com 30 mil habitantes ou mais.

e) fundamenta✄se no direito à saúde e equidade do cuidado,


correspondendo ao segundo nível de atenção.

19. (USP/Modalidades Multiprofissional e Uniprofissional-2016)


22 No funcionamento das Redes de Atenção à Saúde, NÃO é
função da Atenção Básica
a) reconhecer necessidades de saúde.
b) ser resolutiva, articular tecnologias de cuidado e utilizar a clínica
ampliada.
c) participar do cuidado e ser a base do sistema, tendo em vista sua
capilaridade.
d) encaminhar usuários para atenção especializada e encerrar a gestão
do cuidado.
e) construir vínculos positivos e intervenções sanitariamente efetivas.

20. (USP/Modalidades Multiprofissional e Uniprofissional-2016)


24 Segundo o Ministério da Saúde, a ______________,
entendida como uma forma de pensar e agir, tem como objetivo
a análise permanente da situação de saúde da população e a
organização e execução de práticas de saúde adequadas ao
enfrentamento dos problemas existentes. A expressão que
preenche corretamente a lacuna é:

a) Atenção Básica.
b) Promoção da Saúde.
www.residenciassaude.com.br
c) Vigilância em Saúde.
d) Saúde do Trabalhador.
e) Vulnerabilidade Programática.

21. (USP/Modalidades Multiprofissional e Uniprofissional-2016)


40 Acerca do Sistema Único de Saúde (SUS), é correto afirmar:
a) É organizado segundo as diretrizes de descentralização, atendimento
integral e participação da comunidade.
b) A iniciativa privada não participa desse Sistema.
c) Seu financiamento é responsabilidade dos municípios, que podem
constituir consórcios para ações conjuntas.
d) Os princípios que o regem são dois: universalidade e imparcialidade.
e) As Comissões Intergestores Bipartite e Tripartite desempenham a
função de reguladoras dos recursos humanos desse Sistema

22 (USP/Residência Multiprofissional-2016) 5. Sobre os


princípios do Sistema Único de Saúde - SUS, marque a
alternativa correta:
I. O principio da universalidade prevê que todos os cidadãos, sem
privilégios ou barreiras, tenham acesso aos serviços de saúde, em todos
os níveis do sistema.
II. O principio da integralidade prevê que os serviços de saúde sejam
organizados de forma a garantir ao indivíduo e à coletividade a proteção,
a promoção e a recuperação da saúde, de acordo com as necessidades
de cada um.
III. O principio da descentralização prevê a direção única do sistema
com transferência de poder decisório do governo federal para as
instâncias subnacionais, considerando uma redistribuição das
responsabilidades quanto às ações e serviços de saúde entre os vários
níveis de governo (União, estados, municípios).
IV. O princípio da participação popular prevê a configuração dos
conselhos de saúde (em cada esfera de governo) e a realização periódica
das conferências de saúde.

www.residenciassaude.com.br
V. O princípio de equidade é expresso como a igualdade de
oportunidades para ser e permanecer saudável, e depende dos
determinantes de saúde e das condições de acesso e utilização dos
serviços de saúde.
(A) Todas as afirmações são verdadeiras.
(B) As afirmações III e V são falsas.
(C) Somente a afirmação III é falsa.
(D) As afirmações III, IV e V são falsas.
(E) A afirmação II é falsa.

23. (USP/Residência Multiprofissional-2016) Não nos parece


mero acaso que as referências à equipe de trabalho em saúde
sejam comumente feitas com a denominação equipe
multiprofissional, e raramente com o termo equipe
interdisciplinar. De fato, o prefixo “multi” traduz a justaposição
de trabalhos realizados por um agregado de agentes de
diferentes qualificações técnicas, ao passo que o prefixo “inter”
diz respeito a uma conexão e integração que considera cada um
dos trabalhos com seus respectivos aportes práticos e teóricos.
Não se trata, portanto, apenas de diferentes designações, mas
das reais possibilidades de cooperação e coordenação do
trabalho coletivo (Peduzzi & Palma, 1996).
11. Na opinião dos autores:
(A) As qualificações técnicas não são pertinentes quando nos referimos
à equipe de trabalho multiprofissional.
(B) As menções do trabalho em equipe de saúde utilizam nomeações
que exprimem possibilidades diversas de sua organização.
(C) A coordenação do trabalho em saúde ocorre dentro de protocolos
simulados e simultâneos.
(D) A referência à equipe de trabalho em saúde denota a relação vertical
estabelecida entre os diversos técnicos.
(E) Técnicos de enfermagem são mais bem qualificados do que
auxiliares de enfermagem.

www.residenciassaude.com.br
24. Ao definirem equipe multiprofissional e equipe
interdisciplinar em saúde os autores privilegiaram:
(A) A formação técnica de seus componentes.
(B) O estabelecimento do custo do trabalho em saúde.
(C) A possibilidade definitiva de organização do trabalho em saúde
dentro da realidade atual.
(D) Uma avaliação do trabalho coletivo em saúde onde ações se
constituem ainda de forma fragmentada.
(E) A constituição de mudanças no ensino médico.

25. A equipe interdisciplinar de saúde:


(A) Busca em sua constituição a integração de ações e saberes.
(B) Normalmente se constitui pelo grupo de profissionais que estabelece
os contatos prévios com os pacientes favorecendo a consulta médica.
(C) É a evolução natural da fragmentação do trabalho existente na
equipe multiprofissional.
(D) Só se organiza entre profissionais de formação homogênea.
(E) Não diz respeito às possibilidades de coordenação do trabalho em
saúde.

26. Considerando a dimensão da educação, assinale a alternativa


que esclarece a relação entre os termos multiprofissional e
interprofissional:
(A) De certa forma, os dois termos são sinônimos, pois ambos tratam
de atividades entre estudantes de diferentes profissões.
(B) A diferença reside no grau de interação sobre os papéis,
conhecimentos e competências dos profissionais.
(C) A diferença é histórica, pois os primeiros estudos falam de educação
multiprofissional e hoje se defende o interprofissional como terminologia
mais adequada.
(D) A diferença marcada no campo teórico não traz diferenças no campo
das práticas.
www.residenciassaude.com.br
(E) A diferença é caracterizada pela existência de um denominador pré-
estabelecido na educação interprofissional, que não aparece no multi.

27. (Multiprofissional-USP-2016) O Sistema Único de Saúde


(SUS) é um conjunto contínuo e articulado de ações e serviços,
preventivos e curativos, individuais e coletivos, em todos os
níveis de complexidade. Qual a lei que regula as ações e serviços
de saúde em todo o território nacional e estabelece, entre outras
coisas, os princípios, as diretrizes e os objetivos?
(A) Lei nº 9080, também chamada de lei Orgânica da saúde
(B) Lei nº 8080, também chamada de lei Orgânica da saúde
(C) Lei nº 8550, também chamada de lei Orgânica da saúde
(D) Lei nº 9555, também chamada de lei Orgânica da saúde
(E) Lei nº 9080, também chamada de constituição brasileira

28. (Multiprofissional-USP-2016) Sobre os princípios do SUS é


correto afirmar:
(A) A universalidade diz respeito à capacidade do sistema resolver a
totalidade dos problemas de saúde dos usuários.
(B) A equidade representa a igualdade da assistência à saúde, sem
descriminação ou privilégios de qualquer espécie.
(C) A regionalização refere-se à descentralização político-
administrativa, com direção única em cada esfera de governo.
(D) A integralidade é entendida como conjunto articulado e contínuo das
ações e serviços preventivos e curativos, individuais e coletivos,
exigidos para cada caso em todos os níveis de complexidade do sistema.
(E) O controle social diz respeito à divulgação de informações quanto ao
potencial dos serviços de saúde e à sua utilização pelo usuário.

29. (Multiprofissional-USP-2016) Qual dos princípios do SUS


abaixo é expresso como princípio complementar, significando
tratar a diferença em busca da igualdade?

www.residenciassaude.com.br
(A) Descentralização.
(B) Participação.
(C) Universalidade.
(D) Equidade.
(E) Integralidade.

30. (USP-Multiprofissional-2016) De acordo com o decreto 7508


de 28/06/2011, que regulamentou a Lei 8.080 de 19/09/90,
que trata da organização do Sistema Único de Saúde, a Rede de
Atenção à Saúde é o conjunto de ações e serviços articulados em
níveis de complexidade crescente, que tem a finalidade de:
(A) Normatizar os serviços de saúde.
(B) Separar os serviços de saúde em níveis de importância.
(C) Assegurar a realização da assistência hospitalar.
(D) Garantir a integralidade da assistência à saúde.
(E) Organizar a rede básica de saúde.

31. (USP-Multiprofissional-2016) :De acordo com o decreto 7508


de 28/06/2011, que regulamentou a Lei 8.080 de 19/09/90,
que trata da organização do Sistema Único de Saúde, o acesso
universal e igualitário às ações e aos serviços de saúde será
ordenado:
(A) Pela atenção primária e deve ser fundamentado na avaliação da
gravidade do risco individual e coletivo e no critério cronológico,
observadas as especificidades previstas para pessoas com proteção
especial, conforme legislação vigente.
(B) Pelos ambulatórios especializados, fundamentados na avaliação
prévia individual e no critério cronológico.
(C) Pelo serviço de referência fundamentado nos critérios de risco
individual e coletivo, observadas as especificidades previstas para
pessoas com proteção global.

www.residenciassaude.com.br
(D) Pela rede primária de saúde que tem as condições necessárias de
efetuar diagnósticos mais precisos e determinar o nível de assistência
indicada para o indivíduo.
(E) Pelos serviços especiais de acesso aberto, que conseguem realizar a
indicação precisa do nível de assistência mais indicado.

32. (USP-Multiprofissional-2016) Segundo Rego, Palácios e


Siqueira Batista (2009), a bioética pode ser entendida como:
(A) O campo de saber que se preocupa em propor as práticas humanas
que afetam a qualidade de vida de outros seres vivos.
(B) O estudo sistemático das dimensões morais das ciências da vida e
dos cuidados com a saúde, que emprega uma variedade de
metodologias éticas em um ambiente interdisciplinar.
(C) O campo de saber que estabelece normas e condutas específicas em
dilemas morais relacionados à prática da biologia.
(D) Um campo de estudo que prescinde de relações com outros saberes,
especialmente com a ética, a moral, a religião, o direito à ciência e à
técnica.
(E) Um campo de saber que contribui essencialmente com a prática
cirúrgica dos profissionais de saúde, sem considerar os contextos da
saúde pública, já que privilegia a autonomia do indivíduo
desconsiderando a coletividade.

33. (USP-Multiprofissional-2016) Na abordagem principialista


compreende-se que a ação ética adequada é aquela que se
orienta em princípios morais universalmente aceitos. São
considerados princípios fundamentais da bioética: beneficência,
não maleficência, respeito à autonomia e justiça. (Rego, Palácios
e Siqueira-Batista, 2009 ). Sobre esses princípios é correto
afirmar:
(A) Não são absolutos e a beneficência é a mais importante.
(B) São absolutos e devem ser sempre seguidos.
(C) Nunca entram em conflito.
(D) Não são absolutos e igualmente válidos.

www.residenciassaude.com.br
(E) São absolutos e a não maleficência é a mais importante

34. (USP-Multiprofissional-2016) Segundo a Política Nacional de


Humanização (PNH), o acolhimento da gestão no Sistema Único
de Saúde (SUS) se operacionaliza de acordo com a:
(A) Recepção do usuário, desde sua chegada, responsabilizando-se
integralmente por ele, ouvindo sua queixa, permitindo que ele expresse
suas preocupações, angústias, e ao mesmo tempo, colocando os limites
necessários, garantindo atenção resolutiva e a articulação com os outros
serviços de saúde para a continuidade da assistência quando necessário.
(B) Recepção do usuário e cuidador, desde sua chegada,
responsabilizando-se integralmente por ele, ouvindo sua queixa,
permitindo que ele fale rápido sobre suas preocupações, angústias, e ao
mesmo tempo, colocando os limites necessários, garantindo atenção
resolutiva e a articulação com os outros serviços de saúde para a
continuidade da assistência quando necessário.
(C) Recepção do cuidador, desde sua chegada até sua saída,
responsabilizando-se integralmente por ele, ouvindo sua queixa,
permitindo que ele expresse suas duvidas e angústias e ao mesmo
tempo, colocando os limites necessários, garantindo a paciência e a
articulação com os outros serviços de saúde para a continuidade da
assistência quando necessário.
(D) Recepção do usuário, desde sua chegada, responsabilizando-se
integralmente por ele, ouvindo sua queixa, permitindo que ele expresse
suas dúvidas, angústias, e ao mesmo tempo, colocando os limites
necessários, garantindo atenção pro ativa e a articulação com hospitais
para a continuidade da assistência quando necessário.
(E) Recepção do usuário e cuidador, desde sua chegada até sua saída,
responsabilizando-se pelo atendimento, ouvindo sua queixa, permitindo
que ele expresse suas dúvidas e reconhecimento da rede sócio
assistencial, e ao mesmo tempo, colocando os limites necessários,
garantindo atenção resolutiva e a articulação com os outros serviços da
rede sócio assistencial para a continuidade da assistência quando
necessário.

www.residenciassaude.com.br
35. (USP-Multiprofissional-2016) A Política Nacional de
Humanização (PNH) entende por humanização a valorização dos
diferentes sujeitos implicados no processo de produção de saúde
aos usuários, trabalhadores e gestores. Os valores que norteiam
tal política são:
(A) Dependência e autonomia dos sujeitos, a co-responsabilidade entre
eles, o estabelecimento de vínculos solidários e a participação coletiva
no processo de gestão.
(B) Autonomia e o protagonismo dos sujeitos, a co-responsabilidade da
sociedade civil, o estabelecimento de vínculos familiares e a participação
coletiva no processo de gestão.
(C) Autonomia e o protagonismo dos sujeitos, a co-responsabilidade
entre eles, o estabelecimento de vínculos solidários e a participação
coletiva no processo de gestão.
(D) Protagonismo dos sujeitos e sua dependência, a co-responsabilidade
entre eles, o estabelecimento de vínculos familiares e a participação
coletiva no processo de gestão.
(E) Autonomia e o protagonismo dos sujeitos, a co-responsabilidade da
sociedade civil, o estabelecimento de vínculos dos gestores e a
participação individual no processo de gestão.

36. (USP-Multiprofissional-2016) A Educação Permanente em


Saúde parte do pressuposto da aprendizagem significativa e da
transformação das práticas profissionais e da própria
organização do trabalho, tomando como referência as
necessidades de saúde das pessoas e das populações, da gestão
setorial e do controle social em saúde (Ceccim e Feuerwerker,
2004). A partir desta afirmação, leia as sentenças abaixo e
assinale a alternativa correta:
I. A lógica da educação permanente é centralizada, descendente e
especializada, e deve ser orientada por diretrizes estabelecidas pelo
Ministério da Saúde e implementadas pelas universidades.
II. As demandas para educação em serviço não se definem somente a
partir de uma lista de necessidades individuais de atualização, mas
prioritariamente a partir dos problemas da organização do trabalho.

www.residenciassaude.com.br
III. Os processos de qualificação do pessoal da saúde deveriam ser
estruturados a partir de educação continuada especializada, de forma
que cada profissional se mantenha atualizado sobre as últimas
descobertas científicas de sua área específica de conhecimento.
IV. A ordenação da formação para a área da saúde como política pública
afirma a perspectiva da construção de espaços locais, microrregionais e
regionais com capacidade de desenvolver a educação das equipes de
saúde, dos agentes sociais e de parceiros intersetoriais para uma saúde
de melhor qualidade.
V. A formação para a área da saúde deve estruturar-se a partir da
problematização do processo de trabalho e sua capacidade de dar
acolhimento e cuidado às várias dimensões e necessidades de saúde das
pessoas, dos coletivos e das populações. Está correto o contido em:
(A) II, IV e V, apenas.
(B) III, IV e V, apenas.
(C) I, II e IV, apenas.
(D) I, IV e V, apenas.
(E) I, II, III, IV e V.

37. (USP-Multiprofissional-2016) As Redes de Atenção à Saúde


estarão compreendidas no âmbito de uma Região de Saúde, ou
de várias delas, em consonância com diretrizes pactuadas nas
Comissões Intergestores (BRASIL, 2011). Em relação à oferta
mínima de serviços e ações de saúde para a instituição de uma
Região de Saúde, assinale a alternativa correta:
(A) Atenção primária, farmácia de alto custo, sistema de regulação,
vigilância em saúde e saúde do idoso.
(B) Atenção primária, urgência e emergência, unidades de terapia
intensiva, rede de atenção ao câncer e assistência domiciliar.
(C) Atenção primária, urgência e emergência, atenção psicossocial,
atenção ambulatorial especializada e hospitalar e vigilância em saúde.
(D) Urgência e emergência, atenção psicossocial, atenção ambulatorial
especializada e hospitalar, vigilância em saúde e terapia renal
substitutiva.

www.residenciassaude.com.br
(E) Atenção primária, urgência e emergência, atenção psicossocial,
sistema de regulação e farmácia de alto custo.

38. (USP-Multiprofissional-2016) No processo de educação


permanente e de educação popular em saúde, a práxis (ação-
reflexão-ação) representa um papel importante. Qual
alternativa abaixo indica esse papel?
(A) Invenção dos saberes.
(B) Limitação dos saberes.
(C) Exploração dos saberes.
(D) Subjetivação dos saberes.
(E) Troca de saberes.

39. (USP-Multiprofissional-2016) Entre os fundamentos da Rede


de Atenção à Saúde, a economia de escala corresponde à(ao):
(A) Diminuição dos custos médios de longo prazo, à medida que
aumenta o volume das atividades e os custos fixos se distribuem por
um maior número dessas atividades.
(B) Diminuição dos prazos, à medida que aumenta o volume das
atividades e os custos fixos se distribuem por um maior número dessas
atividades.
(C) Aumento dos custos médios de longo prazo, à medida que aumenta
o volume das atividades e os custos fixos se distribuem por um maior
número dessas atividades.
(D) Diminuição dos custos médios de longo prazo, à medida que diminui
o volume das atividades e os custos fixos se distribuem por um maior
número dessas atividades.
(E) Aumento dos custos médios de longo prazo, à medida que diminui
o volume das atividades e os custos fixos se distribuem por um maior
número dessas atividades.

40. (USP-Multiprofissional-2016) O desenvolvimento da Rede de


Atenção à Saúde (RAS) no âmbito do SUS é estratégico para a
www.residenciassaude.com.br
reestruturação do sistema de saúde brasileiro. Neste contexto,
assinale a alternativa que NÃO faz parte das diretrizes da RAS
(A) As RAS são arranjos organizativos de ações e serviços de saúde, de
diferentes densidades tecnológicas, integradas por meio de apoio
técnico, logístico de gestão, que buscam garantir a integralidade de
cuidado.
(B) Caracteriza-se pela formação de relações horizontais entre
equipamentos de saúde com o centro de comunicação na Atenção
Primária à Saúde, pela centralidade na necessidade da saúde da
população, pela responsabilização na atenção contínua e pelo cuidado
multiprofissional.
(C) As RAS são estabelecidas em cada esfera de governo, não
necessitando articulação entre os serviços municipais, estaduais e
federais.
(D) O trabalho da RAS reside principalmente nas relações estabelecidas
no ato de cuidar, momento este para pensar no projeto terapêutico
singular, com base na escuta e responsabilização do cuidado.
(E) A RAS é composta por serviços de saúde, da atenção primária de
saúde à hospitais especializados, e outros equipamentos sociais de
educação, lazer e habitação.

41. (USP-Multiprofissional-2016) A interdisciplinariedade é vista


como desestímulo à multiplicação desordenada de
especialidades. Assinale a alternativa correta quanto à definição
dessa forma de organização disciplinar.
(A) justaposição de profissionais e recursos de diferentes disciplinas.
(B) agrupamento, intencional ou não, de disciplinas, para as quais já se
estabelecem entretanto algumas relações.
(C) interação entre diferentes disciplinas, que se envolvem em um
projeto comum do qual se produz um conhecimento mais amplo.
(D) rompimento das fronteiras disciplinares, com estabelecimento de
uma axiomática comum a partir da qual as disciplinas se organizam.
(E) Pressupõe trocas limitadas ao momento de encaminhamentos e
ausência de contrareferência.

www.residenciassaude.com.br
42. (USP-Multiprofissional-2016) É correto afirmar que a
direção do Sistema Único de Saúde será exercida em cada esfera
de governo pelos seguintes órgãos:
(A) Presidência da República, Governo do Estado e Prefeitura Municipal.
(B) Ministério da Saúde, Secretaria do Estado de Saúde e Secretaria
Municipal de Saúde.
(C) Conselho Nacional de Saúde, Conselho Estadual de Saúde e
Conselho Municipal de Saúde.
(D) Ministério do Trabalho e Previdência Social, Secretaria do Estado da
Saúde e Secretaria Municipal de Trabalho e Ação Social.
(E) Todas alternativas anteriores estão incorretas.

43. (USP-Multiprofissional-2016) Em relação à Atenção Básica


(AB), analise as afirmativas abaixo e assinale V para as
Verdadeiras e F para as Falsas:
( ) O sujeito é considerado em sua singularidade, na complexidade, na
integralidade e na inserção sociocultural;
( ) Práticas gerenciais e sanitárias democráticas e participativas são
desenvolvidas na AB;
( ) Para que possa ser resolutiva, utiliza tecnologias de elevada
complexidade e alta densidade para resolver os problemas de saúde de
maior frequência e relevância em seu território;
( ) Valoriza os profissionais de saúde por meio do estímulo e do
acompanhamento constante de sua formação e capacitação. Assinale a
alternativa que apresenta a sequência correta.
(A) F - V - V - V.
(B) V - V - V - V.
(C) F - F - V - V.
(D) F - F - F - F.
(E) V - V - F – V

www.residenciassaude.com.br
44. (USP/Multiprofissional-2016) Devido ao relato de evacuação
ausente há cinco dias pelo Sr. A.J.S., o médico da equipe fez
toque retal e identificou fezes endurecidas na ampola retal.
Sendo assim, prescreveu um enteroclisma para ser
administrado, via retal. O técnico de enfermagem, que está
realizando os cuidados com o Sr. A.J.S. no plantão, separa e
prepara o material necessário e entra no quarto para realizar o
procedimento. Pouco depois sai do quarto e informa que o Sr.
A.J.S. recusou o enteroclisma. Você, enfermeiro da unidade, vai
ao quarto conversar com o Sr. A.J.S. para reorientar a
necessidade do procedimento. O Sr. A.J.S. lhe informa que
gostaria que o procedimento fosse realizado à noite, pois está
com visita de familiares nesse período. Dentre os princípios
éticos, o pedido do Sr. A.J.S. está relacionado à:
(A) justiça
(B) não maleficência
(C) imperícia
(D) verdade
(E) autonomia

www.residenciassaude.com.br