Você está na página 1de 112

Saudações

Caros Alunos,
O compromisso com a educação de todos que compõem a sociedade reflete a prática fiel e cotidiana do
exercício da cidadania.
Nós, que fazemos a Universidade de Pernambuco, buscamos, em nosso dia a dia, através da implantação de
projetos e de outros procedimentos, honrar esses compromissos com vistas a inserir o homem em seu
contexto social, celebrando a sua dignidade, promovendo ações que resultem na construção do homem pelo
próprio homem.
Respaldada nesses propósitos e fundamentos, a Universidade de Pernambuco, através do Instituto de Apoio
à Universidade de Pernambuco - IAUPE persiste numa caminhada crescente, voltada a ampliar
conhecimentos, por estar ciente da relevância que essas assumem na contemporaneidade.

Boa Sorte!

Professor Carlos Silva


Diretor do PROLINFO
Sumário

1. INTRODUÇÃO AOS COMPUTADORES ............................................................................................................................. 7

HISTÓRICO ............................................................................................................................................................................. 7
DEFINIÇÃO ............................................................................................................................................................................. 8
TIPOS DE COMPUTADORES.................................................................................................................................................... 8
HARDWARE .......................................................................................................................................................................... 10
SOFTWARE ........................................................................................................................................................................... 21
SISTEMA OPERACIONAL ....................................................................................................................................................... 23

2. MICROSOFT WINDOWS ............................................................................................................................................... 25

HISTÓRICO ........................................................................................................................................................................... 25
VERSÕES DO WINDOWS 10 ................................................................................................................................................. 31
NOVIDADES DO WINDOWS 10 ............................................................................................................................................ 33
ÁREA DE TRABALHO ............................................................................................................................................................ 34
MENU INICIAR ..................................................................................................................................................................... 35
BARRA DE TAREFAS ............................................................................................................................................................. 38
ARQUIVOS E PASTAS ............................................................................................................................................................ 42
EXPLORADOR DE ARQUIVOS ............................................................................................................................................... 44
PRINCIPAIS PROGRAMAS ..................................................................................................................................................... 47
CONFIGURAÇÃO DO WINDOWS .......................................................................................................................................... 54

3. INTERNET .................................................................................................................................................................... 65

HISTÓRIA .............................................................................................................................................................................. 66
ATUALMENTE ...................................................................................................................................................................... 66
REDE DE COMPUTADORES .................................................................................................................................................. 67
TIPOS DE CONEXÕES ............................................................................................................................................................ 68
COMO TER ACESSO A INTERNET? ........................................................................................................................................ 70
BROWSER (Navegadores) .................................................................................................................................................... 71
CONHECENDO A INTERFACE DOS NAVEGADORES .............................................................................................................. 76
VÍRUS ................................................................................................................................................................................... 79
SERVIÇOS DA INTERNET ....................................................................................................................................................... 82

4. MICROSOFT OFFICE 2013 ............................................................................................................................................. 91

DEFINIÇÃO ........................................................................................................................................................................... 91
VERSÕES .............................................................................................................................................................................. 91
CONCORRÊNCIA ................................................................................................................................................................... 92
WORD 2013 ......................................................................................................................................................................... 94

5. REFERÊNCIAS ............................................................................................................................................................. 111


1.
HISTÓRICO

Os primeiros instrumentos que o ser humano utilizou para facilitar os cálculos foram, sem dúvida, os dedos
das mãos. Essa "ferramenta" era suficiente para a época, pois as operações aritméticas a serem efetuadas
eram muito simples.
Com a evolução da sociedade em que vivia, o homem deparou-se com situações que envolviam cálculos
cada vez maiores e complexos. Dessa necessidade surge o primeiro instrumento criado especialmente para
auxiliar a realização dos cálculos: o Ábaco, que foi utilizado durante 5.000 anos e ainda hoje, vem sendo,
com algumas modificações em determinados lugares do mundo, como no Japão, China, Antiga União
Soviética, entre outros.
O primeiro grande computador eletrônico apresentado em 1946 foi o ENIAC. Funcionava com 18.000
válvulas eletrônicas, pesava 30 toneladas e tinha o tamanho de uma sala com 180 m2. Foi projetado durante
o curso da segunda grande guerra, com o objetivo de calcular tábuas de bombardeamento e disparo. Foi
desenvolvido em 1943 por John Mauchly e J. Presper Eckert, na Universidade da Pensilvânia.
O transistor em 1947 viria causar o verdadeiro salto na eletrônica, substituindo a válvula; uma verdadeira
revolução. Deve-se a ele através da miniaturização dos componentes eletrônicos, o surgimento dos
primeiros computadores científicos e comerciais. Precisamente em 1964, algumas indústrias americanas se
movimentam rumo a produção do circuito integrado (CI), que a grosso modo, é um componente eletrônico
com centenas ou milhares de transistores.
Na década de 60, foi criado o microprocessador, o "cérebro" do microcomputador, que também é chamado
de CHIP. Este é uma pastilha de silício, que concentra em si todos os componentes eletrônicos básicos
necessários ao funcionamento do computador. Graças ao surgimento do CHIP, aparecem os primeiros
microcomputadores.
De 1970 em diante, as evoluções tecnológicas se concentram principalmente na procura de processos mais
precisos de miniaturização dos componentes internos dos microcomputadores. Esse processo permitiu a
diminuição do peso dos equipamentos e do seu tamanho; o aumento da capacidade de armazenamento;
processamento de dados e por fim, a redução consequente do seu custo.
DEFINIÇÃO

Computador é um equipamento constituído por componentes mecânicos e eletrônicos capaz de receber,


armazenar e enviar dados, e de efetuar, sobre estes, sequências previamente programadas de operações
aritméticas (como cálculos) e lógicas (como comparações), com o objetivo de resolver problemas.

TIPOS DE COMPUTADORES

O computador pessoal (ou PC) foi desenvolvido para ser usado por uma pessoa de cada vez. Mostraremos a
seguir vários tipos de computadores pessoais: Desktops, Notebooks, Smartphones e Tablets.

Desktop
Os desktops foram criados para uso em uma mesa ou escrivaninha. Normalmente
são maiores e mais potentes que outros tipos de PC. Os desktops são
constituídos por componentes separados. O principal deles, chamado unidade de
sistema, é uma caixa retangular que fica localizada sobre ou embaixo de uma
mesa. Outros componentes (como monitor, mouse e teclado) conectam-se à

Figura 1: Desktop unidade de sistema.

Notebook
Os Notebooks são PCs móveis mais leves com uma tela fina.
Os notebooks operam com baterias, por isso você pode
levá-los para qualquer lugar. Ao contrário dos desktops, os
notebooks combinam a CPU, a tela e o teclado em um único
gabinete. A tela se fecha sobre o teclado quando não está
Figura 2: Notebook
em uso.

Smartphone
Smartphones são telefones celulares que contam com alguns dos recursos de um
computador. Você pode usar um smartphone para fazer ligações telefônicas, acessar a
Internet, organizar informações de contatos, enviar e-mails e mensagens de texto e uma
centena de outros aplicativos.

Figura 3: Smartphone

8
Tablet
Os Tablets são PCs móveis que combinam os recursos dos
notebooks e dos Smartphones. Da mesma forma que os
Notebooks, eles são potentes e possuem uma tela embutida. Assim
como os Smartphones, eles permitem escrever anotações ou
desenhar imagens na tela. Também podem converter seu
manuscrito em texto digitado. Figura 4: Tablet

Smartwatches
Os smartwatches são relógios inteligentes com funções similares às dos
smartphones. Eles funcionam rodando aplicativos e com sistema
operacional próprio, que pode ser Android Wear, criado pelo Google, ou
Watch OS, da Apple, entre outros. Com diversas funções, além de bluetooth,
wi-fi e gps, os aparelhos vestíveis podem ser conectados ao iPhone ou
celulares com Android e Windows Phone para funcionar. Em geral, os
smartwatches trazem monitores de batimentos cardíacos, acelerômetro,

Figura 5: Smartwatches barômetro, entre outras funções - o que é ótimo para usuários que precisam
monitorar a saúde ou desejam acompanhar os resultados de atividades fitness. As principais fabricantes de
smartwatches são a Apple (com o Apple Watch), a Motorola (com o Moto 360), a Sony (com o Sony
Smartwatch), a Samsung (com o Gear S2) e a LG (com o LG G Watch). Huawei e Asus também lançaram seus
relógios inteligente: Huawei Watch e ZenWatch 2.

Os componentes do computador se dividem em duas partes principais: Hardware e Software.

9
HARDWARE

O hardware é a parte que podemos tocar no computador, ou seja, todos os componentes da sua estrutura
física. Exemplo monitor, teclado, gabinete e o mouse. Vamos ver os principais componentes de um Desktop
(computador de mesa).

Gabinete
É a parte mais importante do computador,
podemos dizer que o gabinete é o
computador propriamente dito. Dentro
dele, há vários componentes que fazem o
processamento da informação.
Dentro do gabinete são encontrados os
componentes que formam o computador
propriamente dito, como as memórias, o
processador e o disco rígido, fonte driver
de CD e DVD, todos eles estão direta ou
indiretamente ligados à placa mãe. Figura 6: Gabinete

Placa Mãe
Também denominada mainboard ou motherboard é uma grande placa de circuitos onde são encaixados os
outros componentes, a Placa mãe recebe o processador, as memórias, os conectores de teclado, mouse e
impressora, e muito mais.

Figura 7: Placa Mãe

10
Processador
É o chip mais importante do computador, cabendo a ele o
processamento de todas as informações que passam pelo
computador. Também conhecido como CPU, (ou seja, unidade central
de processamento) ele reconhece quando alguma tecla foi
pressionada, quando o mouse foi movido, quando um som está sendo
executado e tudo mais. Devido a sua importância, consideramos o
processador como o “cérebro do computador” Nos computadores de
mesa (desktop) encontra-se alocado dentro do gabinete juntamente

com a placa mãe e outros elementos. Os processadores mais Figura 8: Processador

conhecidos são os da Intel e os da AMD, porém existem outros


fabricantes.

Memória RAM
É um conjunto de chips que acumulam as informações enquanto
estão sendo processadas. Qualquer software que esteja sendo
usado no momento em que o computador esteja ligado esta
sendo executado na memória RAM. RAM (significa Memória de
Acesso Aleatório, ou seja, o computador altera seu conteúdo
constantemente), seu conteúdo é esvaziado quando desligamos o
computador. Sem chance de recuperação, ou seja, é um conteúdo Figura 9: Memória RAM
volátil. As memorias são vendidas em pentes que variam de capacidade, 2gb, 4gb, 8gb, 16gb.
A capacidade de memória é expressa em megabytes (MB) ou gigabytes (GB) e quanto mais memória tiver no
microcomputador, melhor. É importante notar que há alguns tipos diferentes de memória, e a placa mãe do
micro deverá ser compatível com a tecnologia escolhida.

11
Disco Rígido
Também conhecido como HD, é um dispositivo de armazenamento
magnético na forma de discos sobrepostos. É no Disco Rígido que as
informações são gravadas de forma permanente, para que possamos
acessá-las posteriormente. As informações gravadas nos discos rígidos
são chamadas arquivos ou dados.
Fora do gabinete temos outros hardwares que são os principais
Figura 10: Disco Regido
dispositivos de entrada o teclado e o mouse

Teclado
A distribuição de teclado mais comum recebe o nome de (QWERTY ou AZERTY) devido às primeiras seis
letras que mostram as teclas da fila superior. Este desenho foi concebido pelo Americano Christopher Sholer,
em 1868.
É o dispositivo de entrada mais utilizado nos computadores. O teclado possui um conjunto de teclas
alfabéticas, numéricas, de pontuação, de símbolos e de controles. Quando uma tecla é pressionada, o
teclado envia um código eletrônico à CPU, que o interpreta, enviando um sinal para outro periférico que
mostra na tela o caractere correspondente. O teclado de um computador é muito semelhante ao de uma
máquina de escrever, com algumas teclas especiais.
A maioria dos teclados contam como 5 grupos de teclas:
Teclas de Função Teclas Especiais Teclas de Controle

Teclas de Digitação
Teclas de Navegação Teclas de Números

12
Teclado numérico
Ele serve para introduzir dados numéricos de forma rápida. As teclas estão agrupadas da mesma forma
como aparecem na calculadora.

Teclas de digitação ou teclado alfanumérico


Estão incluídos neste grupo as teclas de letras, números, símbolo e pontuação. São as teclas que se
encontram normalmente em uma máquina de escrever.

Teclas de Função
É a primeira linha de teclas, localizada na parte superior do teclado. Estão representadas por F1, F2, F3 e
servem para realizar uma função específica ou para acessar os atalhos dos programas.

Teclas de navegação e teclas especiais


Estas teclas servem para que você navegue por documentos ou páginas web e editar texto. Entre elas estão
End, Home, Page up, Page Down, Insert e as teclas de direção.

Teclas de Controle
Estas teclas são utilizadas sozinhas ou em combinação com números para poder ativar certas funções ou
realizar determinadas ações. As mais conhecidas e mais usadas são: Ctrl, Alt, Esc e a tecla com o logo do
Windows.

13
A seguir detalharemos melhor as teclas de navegação e controle:

14
É possível imaginar um computador sem o mouse, mas não sem um teclado, mesmo que exista apenas em
um modo virtual. Através desse imprescindível periférico, os usuários conseguem interagir diretamente com
os softwares instalados por meio da inserção dos mais variados comandos com os mais diversos objetivos.
Atualmente, há uma infinidade de tipos de teclado, todos baseados no antigo layout das máquinas de
escrever, podendo oscilar na quantidade de teclas.

Padrão de teclado: ABNT e ABNT2


Os posicionamentos das teclas seguem um padrão internacional que pode ser identificado pelas 6 letras
iniciais situadas na primeira sequência, da esquerda para a direita. Assim, embora a maioria das pessoas
esteja habituada a digitar em teclados no padrão QWERTY, existem outras 2 maneiras de configuração das
letras: AZERTY e XPERT.
A Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) criou o padrão ABNT utilizando o posicionamento das
teclas no formato QWERTY, com o passar dos anos, o órgão editou um novo padrão, o ABNT2, que manteve
a mesma disposição de teclas, mas realizou algumas modificações, adicionou funcionalidades e duas teclas o
‘Ç’ e ‘Alt Gr’.
Por ser uma norma técnica todos os fabricantes devem respeitar e aplicar as mudanças ao produzir os seus
novos produtos, portanto atualmente os novos teclados são ABNT2.

Mouse
O mouse é um periférico indicador (em inglês
pointing device) que serve para deslocar um
cursor na tela, permitindo selecionar, mover,
manipular objetos graças a botões. Chama-se
“clique”, a ação de pressionar (clicar) um botão
para efetuar uma ação.
O primeiro mouse foi inventado e desenvolvido

por Douglas Carle Engelbart do Stanford Figura 11: Mouse

Research Institute (SRI): tratava-se de um


mouse de madeira que continha dois discos perpendiculares e ligados ao computador por um par de fios
entrelaçados.

Tipos de Mouse
Existem vários tipos de mouses, classificados de acordo com a tecnologia de posicionamento, por um lado, e
de acordo com a transmissão dos dados para unidade central, por outro.
Distinguem-se assim várias grandes famílias de mouses, como os mouses mecânicos ou opto-mecânicos,
mais hoje o mais utilizado é o mouse ótico.

15
Os mouses óticos são capazes de determinar o movimento por análise visual da superfície sobre a qual
deslizam.
O LED deve iluminar a superfície a fim de permitir ao sistema IAS adquirir a imagem da superfície. O DSP, por
análise das características microscópicas da superfície, determina o movimento horizontal e vertical.
Os mouses óticos funcionam em todas as superfícies que não são completamente lisas ou com nuances de
cor. As vantagens principais deste tipo de dispositivo indicador em relação aos mouses mecânicos são: maior
precisão e menos sujeira.

Partes básicas
Um mouse geralmente possui dois botões:
um botão principal (normalmente o da
esquerda) e um botão secundário
(geralmente o da direita). Usaremos o
botão principal com mais frequência. A
maioria dos mouses possui uma roda de
rolagem entre os botões para ajudar você
a percorrer documentos e páginas da Web

com mais facilidade. Em alguns mouses, a Figura 12: Partes de um mouse

roda de rolagem pode ser pressionada


para funcionar como um terceiro botão. Mouses avançados podem ter botões adicionais que são capazes de
executar outras funções.

Apontando, clicando e arrastando.


Apontar para um item na tela significa
mover o mouse para que o ponteiro pareça
estar tocando o item. Quando você aponta
para algo, aparece uma pequena caixa que
descreve o item. Por exemplo, quando você
aponta para a Lixeira na área de trabalho,
Figura 13: A ação de apontar para um objeto normalmente revela uma
é exibida uma caixa com a seguinte mensagem descritiva sobre ele.

informação: "Contém os arquivos e pastas


que você excluiu".
A forma do ponteiro pode variar em função de para onde você está apontado. Por exemplo, quando você
aponta para um link no navegador da Web, o ponteiro muda de uma seta
Imagem do ponteiro do mouse (seta) para uma mão com um dedo apontando
Imagem de um ponteiro de mouse (mão com dedo apontando).
Figura 14: Ponteiros do Mouse

16
A maioria das ações do mouse é uma combinação de apontar com pressionar um dos botões. Existem quatro
formas básicas de usar os botões do mouse: clicar, clicar duas vezes, clicar com o botão direito e arrastar.
CLICAR (CLIQUE ÚNICO )
Para clicar em um item, aponte para ele na tela e pressione e solte o botão principal (normalmente o da
esquerda). O clique costuma ser usado para selecionar (marcar) um item ou abrir um menu e às vezes é
chamado clique único ou clique com o botão esquerdo.
CLICAR DUAS VEZES (CLIQUE DUPLO )
Para clicar duas vezes em um item, aponte para ele na tela e clique rapidamente duas vezes. Se os dois
cliques forem espaçados, poderão ser interpretados como dois cliques individuais em vez de um clique
duplo.
A ação de clicar duas vezes é mais usada para abrir itens na área de trabalho. Por exemplo, você pode iniciar
um programa ou abrir uma pasta clicando duas vezes no ícone correspondente na área de trabalho.
CLICAR COM O BOTÃO DIREITO
Para clicar com o botão direito em um item, aponte para ele na tela e pressione e solte o botão secundário
(normalmente o da direita).
A ação de clicar com o botão direito em um item normalmente
exibe uma lista de coisas que você pode fazer com ele. Por
exemplo, ao clicar com o botão direito na Lixeira na área de
trabalho, será exibido um menu permitindo que você a abra,
esvazie, exclua ou veja suas propriedades. Se você não tiver
certeza do que fazer com algo, clique com o botão direito nele.
ARRASTAR

Podemos mover itens pela tela arrastando-os. Para arrastar um Figura 15: O clique com o botão direito na
Lixeira abre um menu de comandos
objeto, aponte para ele na tela, mantenha pressionado o botão relacionados.
principal, mova o objeto para outro local e solte o botão.
A ação de arrastar (às vezes chamada arrastar-e-soltar) é mais usada para mover arquivos e pastas para um
local diferente e mover janelas e ícones pela tela.

Usando a roda de rolagem


Se o mouse tiver uma roda de rolagem, poderemos usá-la para percorrer documentos e páginas da Web.
Para rolar para baixo, role a roda para trás (em direção a você). Para rolar para cima, role a roda para frente
(em direção contrária a você).

17
Agora vamos mostrar alguns dispositivos de saída:

Monitor
O monitor é um dispositivo de saída que apresenta imagens na
tela. Os monitores de vídeo devem ser cuidadosamente
escolhidos, pois é um dos maiores causadores de cansaço no
trabalho com o microcomputador. Eles têm sua qualidade medida
por Pixels ou pontos. Quanto maior for à densidade desses pontos
(quanto menor a distância entre eles), mais precisa será a imagem.
Monitor de vídeo Antigamente, o formato mais popular era o CGA
(Color Graphics Array), encontrado na maioria dos primeiros
microcomputadores. Trata-se do tradicional monitor verde ou
Figura 16: Monitor âmbar. Hoje a informação do sistema. Atualmente podemos
classificar os monitores de 3 formas. Os tradicionais CTR (Cathodic Ray Tube) e os modernos LCD (Liquid
Cristal Display), LED Display (Light Emitting Diode).

Impressora
Impressora é um periférico que, quando conectado a um computador ou a uma rede de computadores, tem
a função de dispositivo de saída, imprimindo textos, gráficos ou qualquer outro resultado de uma aplicação.
O mercado conta hoje com uma grande variedade de tecnologias de impressão, tudo para que seja possível
passar para os mais diversos tipos de papel e tecidos trabalhos realizados em computadores ou máquinas
especializadas. No que se refere ao segmento de computadores pessoais, as impressoras mais comuns são
aquelas que utilizam as tecnologias laser, jato de tinta e matricial.
Alguns termos são utilizados quando se fala de impressoras e podem ser muito úteis na hora de escolher
uma:
DPI: sigla para dots per inch (pontos por polegada), medida que indica a "resolução" com a qual o
dispositivo pode trabalhar. Se uma impressora é capaz de trabalhar com 4800 x 1200 dpi, por exemplo,
significa que o equipamento pode gerar 4800 pontos na horizontal e 1200 pontos na vertical em uma
polegada (uma polegada equivale a 2,54 centímetros);
PPM: sigla para pages per minute (páginas por minuto), medida que indica a velocidade da impressora, isto
é, quantas páginas ela é capaz de imprimir por minuto. Vale frisar, no entanto, que esta medida não é
precisa, já que os fabricantes usam critérios diferentes para defini-la. Por exemplo, há aqueles que informam
que uma impressora trabalha à X ppm, mas não deixa claro que este valor só é atingido no modo de
impressão econômica.

18
Tipos de Impressoras
Impressoras matriciais
Um dos primeiros tipos de impressora que o mercado conheceu
foi a impressora matricial. Embora esteja cada vez mais em
desuso devido ao surgimento de tecnologias de impressão mais
sofisticadas, ainda é possível encontrar impressoras matriciais
sendo utilizadas em vários estabelecimentos, já que se trata de
um tipo bastante durável e que possui baixos custos em relação
aos seus suprimentos. Esta impressora, a cabeça de impressão

possui pequenas agulhas que, sob orientação eletromagnética, Figura 17: Impressora Matricial
vão formando a impressão à medida que empurram a fita de
tinta contra o papel.

Impressoras a jato de tinta


As impressoras a jato de tinta são as mais utilizadas no ambiente
doméstico e também são muito comuns nos escritórios, já que são
capazes de oferecer impressões de excelente qualidade e fidelidade de
cores aliadas a um custo relativamente baixo.
Ao contrário das matriciais, as impressoras a jato de tinta não são de Figura 18: Impressora a jato de tinta
impacto. A impressão é feita por meio da emissão de centenas de gotículas de tinta emitidas a partir de
minúsculas aberturas existentes na cabeça de impressão. Este último componente é posicionado sobre um
eixo que o permite se movimentar da esquerda para a direita e vice-versa muito rapidamente.

Impressoras a laser
As impressoras a laser também fazem parte da categoria de não impacto e
são muito utilizadas no ambiente corporativo, já que oferecem impressões
de excelente qualidade, são capazes de imprimir rapidamente, trabalham
fazendo pouco barulho e possibilitam volumes altos de impressões
associados a custos baixos. O funcionamento destas impressoras é
semelhante ao das fotocopiadoras (no Brasil, também conhecidas como
"máquinas de xerox", sendo que, na verdade, Xerox é o nome da empresa
que popularizou este tipo de dispositivo).
Figura 19: Impressora a Laser

19
Multifuncionais
Tal como o nome indica multifuncionais são equipamentos que
reúnem duas ou mais funções diferentes. Graças a isso, são uma
excelente opção para quem precisa economizar espaço físico na mesa
ou para quem procura praticidade.
Estes equipamentos também podem ser utilizados como copiadora: o
usuário insere um papel qualquer no scanner da multifuncional e, por

meio de um botão ou comando, faz o equipamento imprimir uma Figura 20: Impressora Multifuncional
cópia do material digitalizado.

Impressoras 3D
Este tipo de equipamento é bastante utilizado em aplicações industriais, para a
modelagem de peças de veículos, por exemplo. Elas atuam como se fossem
"escultores robotizados".
Estas impressoras são capazes de fazer modelos tridimensionais dos mais
variados objetos. Os materiais utilizados também são diversos: há impressoras
que usam cera, papelão, fios de plástico, entre outros.
Há vários tipos de impressoras 3D. Os modelos mais conhecidos constroem o Figura 21: Impressora 3D

objeto camada a camada, sobrepondo-as, trabalhando individualmente em cada uma delas. Mas há também
impressoras que utilizam um tipo de pó em conjunto com material colante, assim como equipamentos que
moldam objetos a partir do aquecimento de componentes sólidos.

Estabilizador
Na teoria o estabilizador é um equipamento que tem a função de proteger
aparelhos eletrônicos das variações de tensão que recebe da rede elétrica.
Portanto, suas tomadas devem trazer energia estabilizada, diferente da
energia que vem da rua, exposta a variações. Isso acontece porque, desde os
idos de 1940, o Brasil sofre com a instabilidade na tensão das redes elétricas, o
que pode causar problemas sérios aos aparelhos eletrônicos.
Na prática hoje em dia pode-se dizer que os estabilizadores servem para
Figura 22: Estabilizador
queimar no lugar dos aparelhos. É simples, todos eles são construídos com um fusível de proteção, que é
queimado em situações de tensão muito instável da rede elétrica. Quando isso acontece, o estabilizador
deixa de funcionar e o fornecimento de energia é interrompido.

20
Nobreaks
Os Nobreaks são um pouco mais caros, porém oferece de verdade
proteção, em quatro frentes diferentes;
Proteção contra surtos de tensão;
Proteção contra queda de tensão;
Proteção contra queda na energia (falta de luz);
Proteção contra oscilação da frequência. Figura 23: Nobreaks

SOFTWARE
Software ou programas é um agrupamento de comandos
escritos em uma linguagem de programação. Estes comandos,
ou instruções, criam as ações dentro do programa, e permitem
seu funcionamento.
Cada ação é determinada por uma sequencia, e cada sequencia
se agrupa para formar o programa em si. Estes comandos se
unem, criando um programa complexo.
Um software, ou programa, consiste em informações que podem
ser lidas pelo computador, assim como seu conteúdo Figura 24: Software

audiovisual, dados e componentes em geral. Para proteger os


direitos do criador do programa, foi criada a licença de uso. Todos estes componentes do programa fazem
parte da licença.
A licença é o que garante o direito autoral do criador ou distribuidor do programa. A licença é um grupo de
regras estipuladas pelo criador/distribuidor do programa, definindo tudo que é ou não é permitido no uso
do software em questão.
Um software pode ter varias funções: Jogos, cálculos, Criação de texto, edição de imagem, edição de vídeo,
conversão de vídeo, reprodutor de multimídia, acesso á internet, etc. Resumindo, é tudo que pode ser
executado no computador.
Existem vários tipos de Softwares:

Software de sistema
O Software de sistema é constituído pelos sistemas operacionais (S.O). Os Estes S.O que auxiliam o usuário,
para passar os comandos para o computador. Ele interpreta nossas ações e transforma os dados em códigos
binários, que podem ser processados.

21
Software aplicativo
Este tipo de software é, basicamente, os programas utilizados para aplicações dentro do S.O, que não
estejam ligados com o funcionamento do mesmo. Exemplos: Word, Excel, Paint, Bloco de notas, calculadora.

Software de programação
São softwares usados para criar outros programas, a parir de uma linguagem de programação, como Java,
PHP, Pascal, C+, C++, entre outras.

Software de tutorial
São programas que auxiliam o usuário de outro programa, ou ensine a fazer algo sobre determinado
assunto.

Software de jogos
São Softwares usados para o lazer, com vários tipos de recursos.

Software aberto
É qualquer dos softwares acima, que tenha o código fonte disponível para qualquer pessoa.
Todos estes tipos de software evoluem muito todos os dias. Sempre estão sendo lançados novos sistemas
operacionais, novos games, e novos aplicativos para facilitar ou entreter a vida das pessoas que utilizam o
computador.
Os softwares com código aberto são muito úteis, pois é uma ajuda a quem está começando a programar,
assim como as pessoas já mestras em programação. Estes Softwares proporcionam as pessoas
compartilharem informações para que todos se beneficiem.

22
SISTEMA OPERACIONAL

Existem vários programas para várias funções, como digitar textos, desenhar, calcular, etc. Para poder
utilizar esses programas é necessário que o computador tenha um programa chamado sistema operacional.
O sistema operacional de um computador é o software mais importante de um equipamento, já que sem ele
nenhum outro programa pode funcionar com interface gráfica. Entre os mais conhecidos sistemas
operacionais estão o Windows, da Microsoft. Presente na maior parte dos computadores vendidos hoje no
mundo. O Mac OS, que roda nos computadores fabricados pela gigante norte-americana Apple, além do
Linux, um dos mais famosos programas de software livre, e mais recentemente do Chrome OS, tentativa do
Google de entrar neste mercado.

Principais Sistemas Operacionais


Windows
Presente na maior parte dos computadores do mundo – estima-se que 90% das máquinas
sejam inicializadas com o sistema operacional da Microsoft – o Windows é uma referência
quando se fala em sistema operacional. Consolidado no mercado, o software é conhecido pela
praticidade, uma vez que é compatível com diversos programas populares. Estudaremos esse sistema mais
adiante.

Mac OS
O sistema operacional desenvolvido pela Apple é exclusivo dos computadores fabricados pela
empresa fundada por Steve Jobs. É conhecido pela segurança que proporciona ao usuário, uma
vez que é resistente a vírus e dificulta a instalação de programas que considera estranhos. Essa
exclusividade, no entanto, pode gerar dificuldades para o uso de softwares mais populares.

Linux
O Linux é um dos mais conhecidos programas de software livre. Por software livre entende-se
aquele que é possível ser copiado, usado modificado e redistribuído, sendo adequado à realidade
do usuário para uma maior eficiência. Por ser gratuito, normalmente torna o custo do
equipamento menor.
Mas a vantagem de permitir a personalização pode causar um efeito negativo ao usuário menos habituado
ao mundo digital: sua interface é distinta das dos demais sistemas operacionais, o que pode causar
estranheza.

23
Chrome OS
O sistema operacional do Google está presente nos notebooks produzidos pela gigante da
tecnologia em parceria com grandes empresas e se destaca pela facilidade na navegação. Os
usuários do navegador Google Chrome não vão estranhar nos computadores. A principal
limitação apontada é a dependência do sistema de uma conexão com a internet, o que limita o seu uso.
Além disso, os únicos aplicativos que podem ser usados na máquina são os do próprio Google.
Podemos resumir em uma imagem o que estudamos até agora:

24
2.
A partir de agora focaremos neste sistema operacional, no qual está todo baseado todo nosso curso.

HISTÓRICO
Em pleno século 21, é quase que impossível um indivíduo ligado em tecnologia nunca ter ouvido falar e
jamais ter sequer utilizado o Windows pelo menos uma vez. O sistema operacional da Microsoft está
presente em todos os aspectos da nossa vida, seja no trabalho, escola, em casa e em estabelecimentos que
frequentamos. Apesar de ocupar posição de liderança no mercado, a companhia deu início a uma nova era
com o lançamento do Windows 10, que muda a maneira como o software é distribuído, além de colocá-lo
em par com as novas tecnologias e tendências do mercado - conectividade, mobilidade, nuvem, integração.
Mas, para chegar até aqui, foi um longo caminho, iniciado em 1985 com o Windows 1.0. De lá para cá muita
coisa mudou.

Windows 1.0
Lançado em 1985. Até sua chegada, os sistemas operacionais funcionavam apenas em modo texto e este foi
o primeiro a oferecer uma interface gráfica em cima do modo texto (MS-DOS) de maneira que qualquer
pessoa pudesse interagir com o sistema sem precisar digitar comandos no terminal. Para os padrões de hoje
ele pode parecer feio, simples e antiquado, mas saiba que foi extremamente importante por introduzir ao
mundo conceitos que hoje são completamente normais como menu que caem ao ser clicado, a utilização de
uma seta para apontar e clicar em elementos, barras de rolagem e as janelas. O nome Windows significa
janelas e, curiosamente, foi escolhido de última hora. O nome original era "Interface Manager" ou
"Gerenciador de Interfaces".

Figura 25: Windows 1.0


Windows 2.0
Se repararmos bem, as janelas da interface do Windows 1.0 não se sobrepunham. O Windows 2.0 chegou
em 1987 trazendo essa funcionalidade, o que provocou um processo por parte da Apple alegando que a
Microsoft havia copiado o sistema da empresa da Maçã - a Apple perdeu a briga. Capaz de rodar sem um
disco rígido, o 2.0 se tornou mais popular do que o antecessor.

Figura 26: Windows 2.0

Windows 3.0
Foi com o Windows 3.0 que o sistema realmente começou a decolar e ganhar espaço. Lançado em 1990, ele
veio com uma interface reformulada, delineando o padrão visual que convivemos por muitos anos até a
chegada do Windows 8. Além do visual renovado, ele trouxe diversas melhorias como suporte a drives de CD
e placas de som, além de vir pré-instalado em discos rígidos, ocupando "monstruosos" 5 MB. Além disso, o
Windows 3.0 introduziu softwares importantes como o Bloco de Notas, um editor de texto e o clássico jogo
Paciência.

Figura 27: Windows 3.0

26
Windows 95
Lançado em 1995, o sistema foi um marco na história da Microsoft, do próprio Windows e, quem sabe, até
da humanidade. A interface gráfica, mais refinada do que nunca, praticamente não mudou visualmente até a
chegada do Windows XP e em comportamento até o Windows 8 em 2012. Nesta versão, a Microsoft
introduziu o Windows Explorer e a barra de tarefas, presentes até os dias de hoje e que não devem
desaparecer tão cedo.

Figura 28: Windows 95

Windows 98
O Windows 98 foi lançado em 1998, como o nome sugere, e trouxe vários avanços em relação ao 95, apesar
de não ter sofrido mudanças visuais significativas. Importante mencionar o suporte a dispositivos USB e
múltiplos monitores e a chegada do Internet Explorar já instalada por padrão. Foi aí quando começou a
queda do Netscape. No ano seguinte, a Microsoft lançou o Windows 98 Second Edition (SE), que corrigiu
vários bugs da versão anterior.

Figura 29: Windows 98

27
Windows ME
Na virada do milênio a Microsoft introduziu o Windows Millenium Edition (ME). O software foi meio que um
fiasco para a empresa e 1 ano depois foi substituído pelo Windows XP. O ME oferecia um boot mais rápido
do que os anteriores, mas isso fazia com que programas mais antigos baseados em MS-DOS não
funcionassem mais. O Windows ME era voltado para usuários domésticos e o Windows 2000 era a versão
para negócios.

Figura 30: Windows ME

Windows XP
Lançado em outubro de 2001, o sistema fez história e ainda é um dos mais utilizados no mundo, atrás
apenas do Windows 7 e Windows 8, e isso somente porque a empresa descontinuou o suporte técnico a
essa versão recentemente.

Figura 31: Windows XP

Sua característica mais marcante, à primeira vista, foi o visual caprichado, com cores vivas, a montanha
verde com céu azulado, a barra de tarefas azul e os demais elementos que marcaram uma nova era no
design do sistema. Além disso, unido aos avanços de hardware e softwares de terceiros, tornou-se uma
versão extremamente confiável para as mais variadas atividades.

28
Windows Vista
Lançado em 2007, o Windows Vista foi um dos maiores fiascos da empresa. Apesar de ter um visual bastante
refinado, com transparências e efeitos especiais em 3D, o sistema não decolou por causa de inúmeros
atrasos e problemas técnicos. Além disso, ele não oferecia nenhuma vantagem significativa sobre o
Windows XP, que ainda era muito bom e confiável.

Figura 32: Windows Vista

Windows 7
Após o fracasso do Windows Vista, a empresa lançou o Windows 7, que veio para salvar a pátria. Depois do
XP, o Windows 7 foi o sistema da "zona de conforto" dos usuários, já que oferecia um visual bem agradável e
desempenho e confiabilidade nos mesmos níveis do Windows XP. Com o encerramento do suporte à versão
antiga, o Windows 7 passou a ser o sistema operacional mais utilizado do mundo e atualmente conta com
pouco mais de 60% de participação no mercado.

Figura 33: Windows 7

29
Windows 8
Tudo ia bem com o Windows 7, mas, em 2012, a Microsoft colocou os pés pelas mãos em uma aposta que
não deu muito certo, eliminou o Menu Iniciar e empurrou goela abaixo dos usuários os "Live Tiles",
quadrados vivos que continham programas e exibiam informações relevantes em tempo real, em uma
interface voltada para dispositivos com tela sensível ao toque. O problema é que quase ninguém possui uma
tela do tipo e a maioria já está acostumada a trabalhar bem com os bons e velhos teclado e mouse. Além
disso, a falta do Menu Iniciar deixou muita gente perdida, o que contribuiu para a alta taxa de adoção do
Windows 7. Resultado: o Windows 8 foi um fiasco.

Figura 34: Windows 8

Windows 10
O Windows 10 foi lançado em 29 de Julho de 2015, onde foi a primeira vez que uma atualização do Windows
é oferecida gratuitamente para os clientes. Apenas um mês após o lançamento, 75 milhões de dispositivos já
executam o Windows 10. A Microsoft quer ver o Windows 10 instalado em um bilhão de dispositivos até
2018.
O sistema operacional oferece uma interface do Windows atualizada, voltada para o famoso menu Iniciar,
ponto de partida para a criação de uma experiência intuitiva. O Windows 10 apresenta o novo estilo da
Microsoft, mais coloquial e acessível que antes. A Cortana — o primeiro assistente pessoal digital da
Microsoft — faz sua primeira aparição em um computador com o Windows 10, seguindo sua apresentação
bem-sucedida no Windows 8.1 Phone. Aprendendo com os comportamentos e as preferências de cada
pessoa com quem ela interage, a Cortana cria uma experiência personalizada que é transferida entre os
computadores, tablets e telefones Windows. Ela é inteligente, esperta e representa um grande passo no
caminho para um Windows mais pessoal.
O Windows 10 também traz o Windows como serviço. Ele se afasta das grandes versões com cronogramas
longos, optando por avanços frequentes e automáticos. O Windows 10 almeja desenvolver e promover a
qualidade de vida, sem interrupções.

30
Figura 35: Windows 10

VERSÕES DO WINDOWS 10

Windows 10 Home
Edição do sistema operacional voltada para os consumidores domésticos que utilizam PCs (desktop e
notebook), tablets e os dispositivos “2 em 1”. O Windows 10 Home vai contar com a maioria das
funcionalidades já apresentadas: Cortana como assistente pessoal, navegador Microsoft Edge, o recurso
Continuum para os aparelhos compatíveis, Windows Hello (reconhecimento facial, de íris e de digitais para
autenticação), stream de jogos do Xbox One e os apps universais, como Photos, Maps, Mail, Calendar, Music
e Vídeo.

Windows 10 Professional
O Windows 10 Pro também é voltado para PCs (desktop e notebook), tablets e dispositivos “2 em 1”, mas
traz algumas funcionalidades extras em relação ao Windows 10 Home. Esses adicionais fazem com que essa
edição seja ideal para uso em pequenas empresas, apresentando recursos para segurança digital, suporte
remoto, produtividade e uso de sistemas baseados na nuvem.
Além disso, a Microsoft vai incluir o Windows Update for Business, novidade que promete reduzir os custos
de gerenciamento e oferecer controle sobre a distribuição de atualizações e acesso rápido a updates de
segurança.

31
Windows 10 Enterprise
Construído sobre o Windows 10 Pro, o Windows 10 Enterprise é voltado para o mercado corporativo. Os
alvos dessa edição são as empresas de médio e grande porte, e o SO apresenta capacidades que focam
especialmente em tecnologias desenvolvidas no campo da segurança digital e produtividade. A proteção dos
dispositivos, aplicações e informações sensíveis às empresas é o foco dessa variante.
A edição vai estar disponível através do programa de Licenciamento por Volume, facilitando a vida dos
consumidores que têm acesso a essa ferramenta. O Windows Update for Business também estará presente
aqui, juntamente com o Long Term Servicing Branch, como uma opção de distribuição de updates de
segurança para situações e ambientes críticos.

Windows 10 Education
Construída a partir do Windows 10 Enterprise, essa edição foi desenvolvida para atender as necessidades do
meio escolar. Nela, funcionários, administradores, professores e estudantes poderão aproveitar os recursos
desse sistema operacional — que será distribuído através da versão acadêmica do Licenciamento por
Volume.
A Microsoft ainda destaca que haverá métodos para que as escolas e alunos possam fazer o upgrade do
Windows 10 Home e Windows 10 Pro para o Windows 10 Education.

Windows 10 Mobile
O Windows 10 Mobile é voltado para os dispositivos de tela pequena cujo uso é centrado no touchscreen,
como smartphones e tablets. Essa edição vai contar com os mesmos apps incluídos na versão Home, além de
uma versão do Office otimizada para o toque. O Continuum também vai marcar presença nos dispositivos
que forem compatíveis com a funcionalidade.

Windows 10 Mobile Enterprise


Também voltado para smartphones e pequenos tablets, o Windows 10 Mobile Enterprise tem como objetivo
entregar a melhor experiência para os consumidores que usam esses dispositivos para trabalho. A edição
também estará disponível através do Licenciamento por Volume, oferecendo as mesmas vantagens do
Windows 10 Mobile e funcionalidades direcionadas para o mercado corporativo.

32
Abaixo segue um resumo das principais funcionalidades de cada versão

Figura 36: Lista de funcionalidades do Windows 10

NOVIDADES DO WINDOWS 10

A nova versão do Windows traz algumas novidades que ao longo desta apostila detalharemos melhor.
Segue uma lista das principais novidades:
Novo Menu Iniciar
Microsoft Edge
Cortana
Múltiplas áreas de trabalho
Central de Ações
Windows Store

33
ÁREA DE TRABALHO

Ao iniciar o sistema, assim como no Windows 8, temos uma tela que exibe uma imagem e o relógio do
sistema conhecido como tela de bloqueio. Clique em qualquer ponto da tela, ou toque e arraste para cima
caso você possua uma tela touchscreen, e você poderá entrar com sua senha de acesso ao sistema.

Figura 37: Tela Login

Entrando com sua senha, o Windows 10 poderá se apresentar de duas formas: modo computador, que é
quando ele detecta o teclado, mouse e tela padrão, ou o modo
tablet, que é quando o sistema detecta uma tela sensível ao
toque.
As diferenças são poucas entre os dois modos. Uma delas é que
na interface tablet os aplicativos baixados do Windows Store são
executados em tela cheia, como já acontecia com o Windows 8
através da interface Metro. Além disso, o menu iniciar se
apresenta em tela cheia, lembrando antigas versões do sistema Figura 38: Modo Tablet

operacional.
Se o sistema não alterar automaticamente, toque ou
clique no ícone ao lado do relógio para abrir a central de
ações e ative a opção “Modo Tablet”.
A área de trabalho é a característica principal do sistema
operacional desde suas primeiras versões. Esse grande
espaço serve para colocar atalhos e arquivos para um
Figura 40: Área de Trabalho Windows
Figura 39: Desktop
acesso rápido. A imagem de fundo, chamada de papel de parede. Como padrão, o Windows 10 traz seu novo
papel de parede, desenvolvido exclusivamente para o Windows 10.

34
MENU INICIAR

O Menu Iniciar está de volta nessa versão do Windows.


Para acessar é muito fácil. Pressione botão
Iniciar em seu teclado ou o clique no botão do Menu
Iniciar no canto esquerdo da tela. Nele, você encontra
acesso aos diversos programas que tenha instalado no
seu computador. Para fechar o menu, basta clicar em
qualquer lugar de sua área de trabalho. Para ver todos
os seus aplicativos e programas, selecione o botão Figura 41: Menu Iniciar

Todos os aplicativos.

Fixar Aplicativos
Podemos fixar aplicativos no menu Iniciar para ver atualizações dinâmicas do que está acontecendo ao seu
redor, como novos e-mails, seu próximo compromisso ou a previsão do tempo no fim de semana. Quando
você fixa um aplicativo, ele é adicionado ao menu Iniciar como um novo bloco.

Basta selecionar o botão Iniciar ícone Iniciar e, em seguida,


selecione Todos os aplicativos.
Pressione e segure o aplicativo (ou clique nele com botão
direito) que você deseja fixar.
Figura 42: Fixar aplicativos
Selecione Fixar em Iniciar.

Depois que fixar um novo aplicativo, redimensione-o. Pressione e segure (ou clique com botão direito) no
bloco do aplicativo, selecione Redimensionar escolha o tamanho de bloco desejado.
Também podemos arrastar e soltar os aplicativos da lista Mais usados ou de Todos os aplicativos para fixá-
los no menu Iniciar como blocos.

Menu Iniciar em tela inteira


Para exibir o menu Iniciar em tela inteira e ver tudo em uma única exibição,
selecione o botão Iniciar Configurações > Personalização > Iniciar e
ative Usar Iniciar em tela inteira.
Selecione o Menu no canto superior esquerdo da tela para obter a imagem
de sua conta, as listas Todos os aplicativos e Mais usados e o botão de Figura 43: Menu Iniciar em
tela inteira
energia.
Se você deseja apenas redimensionar um pouco o menu Iniciar para torná-lo mais alto ou mais largo,
selecione a borda superior ou lateral e arraste-a.·.

35
Pesquisar todos os seus aplicativos e programas
O menu Iniciar é o lugar certo para encontrar uma lista completa de todos eles. Selecione o botão Iniciar
ícone Iniciar e, em seguida, selecione Todos os aplicativos no canto inferior esquerdo.
Para manter a rolagem no mínimo, vá para uma parte específica da lista. Selecione um dos divisores de
seção e escolha a letra com a qual o nome do aplicativo começa.
Se você ainda não conseguir encontrar o que está procurando, use a pesquisa! Use a caixa de pesquisa na
barra de tarefas ou pressione a tecla do logotipo do Windows da tecla de logotipo do Windows em seu
teclado e comece a digitar.

Botão Ligar/Desligar
Com o Windows 10 e o retorno do menu Iniciar tudo volta a ser como antes, ou seja, para desligar basta
posicionar na parte inferior do menu e clicar no botão Ligar/Desliga. Existem quatro opções:

Desligar
Como o nome da função não deixa margens para interpretações extras, essa
opção é a mais comumente utilizada. Ela fecha todos os apps que estão em
execução no Windows, encerra o próprio SO e finaliza a atividade de todos os
componentes do seu dispositivo. O PC então fica completamente desligado.
Essa opção não gasta nada da bateria do seu notebook, mas é possível que ele
perca carga naturalmente se ficar por muito tempo desligado (questão de 1 mês
ou mais). Quando você religa a máquina, nenhum vestígio do que você estava
fazendo anteriormente fica na memória RAM nem no HD, sendo necessário abrir
todos os apps e arquivos de novo. Figura 44: Botão Ligar/Desligar

Suspender
A opção “Suspender” do botão de energia do Windows coloca o PC em modo de baixo consumo de energia,
não o desligando completamente. Essa função permite que você inicie o dispositivo mais rapidamente
quando voltar a utilizá-lo, uma vez que o sistema e os apps não foram removidos da memória RAM. Eles
ficam ali esperando serem novamente acessados. Tudo fica do jeito que você deixou, porém em suspensão.
Muitos computadores (principalmente notebooks e tablets) entram em suspensão quando você fecha a
tampa ou pressiona o botão de energia.

Hibernar
A hibernação pode ser encarada como um estágio de suspensão mais profundo. Ela mantém o PC em modo
de consumo de energia ainda mais baixo e também salva seu trabalho do ponto em que você parou, assim
como na suspensão. Contudo, esses apps e configurações ficam armazenados em forma de arquivos
temporários no HD, e não na memória RAM. Com isso, seu PC pode ficar praticamente desligado e, ainda
assim, voltar ao mesmo ponto de antes de ser hibernado.

36
Essa função consome bem pouca bateria, no caso dos notebooks, mas nem sempre está disponível no botão
Iniciar do Windows. Isso acontece porque a maioria das máquinas atuais permite apenas que o usuário
coloque o PC em suspensão, e, caso você não volte a usá-lo em algum tempo, ele entra automaticamente
em hibernação ou suspensão híbrida. Para ativar novamente um PC que está em hibernação, você
normalmente precisa esperar mais tempo em comparação com a suspensão comum.
Nem sempre tem disponível está opção, mas podemos ativar:
Passo 1: Para começar, pressione o atalho Windows + R, para abrir a janela de executar. Nela, digite
powercfg.cpl e clique em OK.
Passo 2: A tela de Opções de Energia será aberta. No menu do lado esquerdo, clique na opção “Escolher a
função dos botões de energia”.
Passo 3: Nessa nova janela, verifique se a opção de “Hibernar”, bem abaixo, é possível ser marcada. Se for,
marque. Se não, clique em “Alterar configurações não disponíveis no momento” para habilitar a caixa.
Quando ela estiver habilitada, marque-a. Após, clique em “Salvar alterações”.
Observação:
Quando apenas fecha a tampa do notebook, ele entra em suspensão. Depois de algum tempo, ele entra em
hibernação, mas nunca desliga. Isso só acontece caso toda a bateria acabe enquanto ele permanece em
hibernação.

Reiniciar
Essa opção não tem muito segredo, apenas reinicia seu computador.

Configurações
Neste comando podemos ir diretamente para as configurações do Windows 10, detalharemos melhor no
tópico configurações do Windows.

Explorador de Arquivos
O explorar de arquivos vem para substituir o antigo Windows Explorer e mais adiante comentaremos mais
detalhadamente.

37
BARRA DE TAREFAS

Aqui encontramos acesso a diversos programas e utilitários. Da esquerda para a direita além do menu iniciar
termos:

Barra de Pesquisas
Permite fazer buscas rapidamente tanto por conteúdos locais de
seu computador quanto por páginas da web através do Bing.
Ao simplesmente clicar nela, você abre uma coluna que exibe
notícias recentes populares e a imagem do dia do Bing,
Mas é ao digitar alguma dentro do campo de busca que a barrinha
mostra seu verdadeiro poder. Ao escrever, por exemplo,
Figura 45: Barra de Buscas
“Word”, nós obtemos quatro categorias de resultados
diferentes: aplicativos já instalados no seu computador (no caso,
WordPad), configurações do computador (realce ou correção
automática de palavras com ortografia incorreta), apps disponíveis
para download na Loja e termos de busca na internet que incluem
a palavra digitada.
O tamanho da Barra de pesquisas do Windows 10 pode incomodar
alguns usuários, porém podemos mudar a forma que ela se Figura 46: Barra de Buscas

apresenta.
Clique em qualquer local limpo da Barra de tarefas e, no menu que se abre, localize a opção “Pesquisar”.
Dentro dela, há três itens diferentes, sendo que por padrão o “Mostrar caixa de pesquisa” estará
selecionado. Caso você clique em “Mostrar ícone de pesquisa”, a barra será substituída por um discreto
ícone de uma lupa, ou oculto para não aparecer.

Figura 47: Mostrar/Ocultar de pesquisa

38
Visualizar de Tarefas
O visualizador de tarefas mostra quais programas está em execução e se tiver mais de uma área de trabalho.
Essa opção permite criar várias áreas de trabalho, assim como a concorrência. Na barra de tarefas existe o
botão visão de tarefas.

Figura 48: Visualizador de Tarefas

Ao lado direito podemos clicar no botão para criar novas áreas de trabalhos. Várias áreas de trabalho são
uteis para personalizar no modo que está utilizando o PC. Por exemplo, podemos criar uma área de trabalho
apenas para entretenimento, ou outras apenas para trabalho.

Microsoft Edge
Esse é o novo navegado da Microsoft para internet, substituindo o tão conhecido
Internet Explorer, cujo ao logo do tempo foi ficando para traz da concorrência. O
Edge foi lançado juntamente com o Windows 10.
Mostraremos mais adiante as novidades

Explorador de arquivos
O novo gerenciador de arquivos. Nas versoes anteriores chamavamos de Windows
Explorer, vamos falar mais adiante sobre ele.

Windows Store
A loja virtual da Microsoft. O Windows 10 vem com ótimos aplicativos nativos, incluindo o Skype e o
Onedrive, mas isso é apenas o começo. A Loja tem milhares de outros para ajudar você
a manter contato e fazer o que for necessário, além de mais jogos e entretenimento do
que nunca, muitos deles grátis!

Para encontrar a Loja, selecione Loja , na barra de tarefas. (Você precisará de uma
conexão com a Internet e de uma conta da Microsoft.) Use a Pesquisa para encontrar
rapidamente o que você está procurando, ou navegue por destaques, categorias e
coleções personalizadas.
Quando você encontrar algo desejado, escolha o item e selecione Grátis se ele for gratuito, o preço
ou experimentar, se for um aplicativo pago. Compre uma vez e curta em qualquer lugar, em qualquer
dispositivo compatível — telefone, notebook, desktop ou Xbox.

Seguindo a barra de tarefas para a direita, nós temos:

39
Rede
Aqui onde pesquisamos as redes disponíveis e podemos configurar as mesmas

Controlador de volume.
Através da barra de volume podemos aumentar ou diminuir o volume o computador

Central de Ações
A Central de Ações informa ao usuário tudo o que está acontecendo em seu PC, concentrando em um único
lugar todas as notificações do Windows e aplicativos instalados. Além disso, a central também oferece
informações sobre o recebimento de novos e-mails, mensagens instantâneas, atualizações das redes sociais
e muito mais.
Abrindo a Central de Ações
Para abrir a Central de Ações, clique no ícone localizado na bandeja do

sistema. Você também pode passar o dedo a partir da borda direita da Figura 49: Abrindo Central de Ações
tela (em dispositivos touchscreen) ou pressionar a tecla do logotipo do Windows + A.
Gerenciando notificações
A Central de Ações será aberta na lateral direita da tela e exibirá
todas as notificações não lidas. Você pode clicar na seta para
baixo ao lado de cada notificação para expandi-la ou ampliá-la
para realizar uma ação (como responder a um e-mail) sem
precisar abrir o aplicativo relacionado. Para remover a
Figura 50: Central de Ações notificação, basta clicar no "X" e excluir individualmente cada
uma delas. Para excluir todas as notificações de uma única vez, basta clicar em "Limpar tudo".
Ações rápidas
Na parte inferior da Central de Ações encontramos quatro
definições básicas, que podem ser expandidas para mostrar
outras opções. Modo Tablet, Conectar, Observação e Todas
as configurações.
Ao expandir encontraremos outras definições que levará
você diretamente (ou permite ativar ou desativar) às

configurações e aos aplicativos que provavelmente você Figura 51: Painel da Central de Ações

usará com frequência, como conexões Bluetooth, Wi-FI,


Modo Avião e luminosidade da tela. Quando você abrir a central de ações, verá todas as suas ações rápidas
disponíveis. Recolha-as para ver somente suas quatro seleções principais.

40
Relógio/Data
Clássicos e sempre presentes, relógio e o calendário, ganharam um visual novo conforme figura, e um
aplicativo novo no qual veremos mais adiante.

Figura 52: Relógio /Data

Layout do teclado
Configurar corretamente o layout de teclado é importante para que o sistema reconheça o posicionamento
e função de cada tecla como, por exemplo, a cedilha, não funciona em todos os modelos. Essa opção é
oferecida durante configuração do Windows. Basta clicar no ícone da barra de idiomas e escolher o
referente ao seu teclado.

41
ARQUIVOS E PASTAS

Todo o conteúdo guardado no computador está organizado em arquivos. Um arquivo de computador pode
conter tanto um programa como um documento criado pelo usuário.
Um programa (exemplos: Bloco de Notas, Calculadora, Paint) oferece um conjunto de funcionalidades ao
usuário para que este possa efetuar um determinado tipo de tarefa com o computador, como editar um
arquivo de texto, fazer contas, ou editar uma imagem.
Um documento é um arquivo que é editado pelo usuário com uma aplicação durante uma sessão de
trabalho, sendo no final gravado o arquivo com o resultado do trabalho. Nem todas as aplicações editam
documentos, por exemplo, a Calculadora oferece as funcionalidades de uma calculadora, e não edita
documentos, ou seja, não há nada gravado após a sua utilização. Já o Bloco de Notas edita arquivos de texto,
pelo que no final da sessão deve-se gravar o documento editado, que é um arquivo de texto, se não perderá
o trabalho realizado.

Organização
A organização dos arquivos e pastas no computador não é mais que uma réplica da organização que existe
no mundo físico dos objetos e locais onde estão. Por exemplo, um armário possui prateleiras ou gavetas.
Uma pasta não é mais que um local no computador que pode conter arquivos e outras pastas. Ao contrário
do espaço físico no armário, no computador pode-se criar / editar /apagar pastas com muita facilidade, de
acordo com as conveniências, e não existem restrições físicas ao volume e tipo dos objetos a colocar em
cada pasta. Existe apenas uma restrição global: o espaço total dos arquivos não pode ultrapassar a
capacidade do disco, que é normalmente suficientemente grande para não chegar a criar problemas.
A facilidade em editar pastas no computador e a não existência de restrições físicas, não significa que a
organização dos arquivos no computador seja mais fácil que a "arrumação" dos objetos em um armário. Na
verdade, ao utilizar o computador com frequência e para uma grande diversidade de assuntos, um usuário
acabará por editar muitos arquivos ao longo do tempo, e mais cedo ou mais tarde irá ter que encontrar o
local onde os arquivos estão. Se tiver os arquivos mal organizados, terá mais dificuldade em encontrar o
arquivo pretendido, tal como num armário pode não conseguir encontrar um objeto.
Você pode organizar os seguintes tipos de documentos:
Fatura da água;
Comprovante de pagamento;
Relatório de atividades da empresa;
Proposta do projeto A;
Currículos;
Contato da entidade empregadora;
Faturas de energia;
PowerPoint engraçados;
Fotografias das férias de 2016;
Artigos interessantes.

42
Operações de Edição dos arquivos e pastas

Devido à constante mudança das pessoas e dos assuntos por elas tratados haverá sempre mudanças a fazer,
tanto na localização dos arquivos e organização das pastas como nos próprios nomes dos arquivos e pastas.
No Windows é simples realizar as seguintes operações, tanto para arquivos como para pastas:
Criar arquivo / pasta
Copiar arquivo / pasta
Mover arquivo / pasta
Apagar arquivo / pasta
Renomear arquivo / pasta

Detalhando cada operação, lembrando que temos que selecionar o arquivo ou pasta primeiro, temos:
Criar: O botão direito do mouse » Novo » pasta / tipo de documento
Copiar: Selecionar o arquivo ou pasta » Ctrl+C » abrir a pasta de destino » Ctrl+V
Mover: Selecionar o arquivo ou pasta » Ctrl+X » abrir a pasta de destino » Ctrl+V
Apagar: Selecionar o arquivo ou pasta » tecla Delete
Renomear: Botão da direita do mouse » Renomear

Para manipular os arquivos e pastas precisamos conhecer melhor suas representações gráficas, chamadas de
ícones.

Ícones
Se tratando de informática ícone é um pequeno símbolo gráfico usado geralmente para representar um
software ou um atalho para um arquivo específico, aplicação (software), diretório (pasta).

Lixeira
A lixeira é um ícone especial localizado na área de trabalho, onde armazena os
arquivos que são apagados pelo usuário. Aqui eles podem ser recuperados.
O usuário que desejar excluir permanentemente os arquivos deverá selecionar o
arquivo no qual deseja e em seguida segurar a tecla SHIFT + DEL. Uma mensagem de
confirmação vai aparecer com objetivo de confirmar a exclusão do arquivo. Figura 53: Lixeira

43
EXPLORADOR DE ARQUIVOS
Vamos agora explorar um pouco mais as pastas e arquivos através do Explorador de Arquivos antigo
(Windows Explorer). Como muitas das coisas mais refinadas da vida, o Explorador de Arquivos ficou ainda
melhor. Para conferir seus novos benefícios, abra-o a partir da barra de tarefas ou do menu Iniciar, ou
pressionando a tecla do logotipo do Windows + E no seu teclado.

Figura 54: Explorador de Arquivos

A janela que vai se abrir é dividida em duas áreas. A área da esquerda permite navegar entre várias pastas,
como downloads, fotos ou músicas do seu sistema operacional.

Figura 55: Explorador de Arquivos

Acesso Rápido
Podemos entrar no Acesso rápido, onde as pastas usadas com frequência e os
arquivos usados recentemente ficam listados ali, assim não precisamos procurar
por eles uma série de pastas para encontrá-los.

Figura 56: Acesso Rápido

44
Este Computador
Novo nome dado ao antigo Meu Computador, onde localizamos a antiga Biblioteca
(Documentos, Imagens, músicas e vídeos), bem como a área de trabalho e a pasta
downloads.

Figura 57: Este Computador


Faixa de Opções
Use a faixa de opções para tarefas comuns, como copiar e mover, criar novas pastas, enviar e-mail e
compactar itens, além de alterar a exibição. As guias mudam para mostrar tarefas extra que se aplicam ao
item selecionado. Por exemplo, se você selecionar Este Computador no painel esquerdo, a faixa de opções
mostrará guias diferentes daquelas que seriam mostradas com a seleção da pasta Imagens. Se a faixa de
opções não estiver visível, toque ou clique no botão Expandir a Faixa de Opções na parte superior direita ou
pressione Ctrl+F1.

Figura 58: Faixa de Opções

Botões Voltar, Avançar e Para Cima


Use o botão Voltar para retornar ao último local ou aos resultados da pesquisa que você estava exibindo e o
botão Avançar para ir para o próximo local ou resultados da pesquisa. Use o botão Para Cima para abrir o
local onde a pasta que você está exibindo foi salva.

Figura 59: Botões Voltar, Avançar e Para Cima

Barra de endereços
Use a barra de endereços para inserir ou selecionar um local. Toque ou clique em uma parte do caminho
para ir para esse nível, ou toque ou clique no final do caminho para selecioná-lo para cópia.

Figura 60: Barra de Endereços

45
Caixa de pesquisa
Digite uma palavra ou frase na caixa de pesquisa para procurar um item na pasta atual. A pesquisa é iniciada
assim que você começa a digitar. Portanto, quando você digita "B", por exemplo, todos os arquivos cujos
nomes começam com a letra B aparecem na lista de arquivos.

Figura 61: Caixa de Pesquisa

Painel de detalhes/visualização
Use o painel de detalhes para ver as propriedades mais comuns
associadas ao arquivo selecionado. As propriedades do arquivo
fornecem informações mais detalhadas sobre um arquivo, como
autor, a data em que você alterou o arquivo pela última vez, e todas
as marcas descritivas que tenham sido adicionadas ao arquivo. Se o
painel de detalhes não for exibido, toque ou clique na guia exibir e
em Painel de detalhes.
Use o painel de visualização para ver o conteúdo de um arquivo,
como um documento do Office, sem abri-lo em um aplicativo. Se o
painel de visualização não for exibido, toque ou clique na guia exibir
Figura 62: Painel de detalhes/visualização
e em Painel de visualização.

Barra de Status
Use a barra de status para ver rapidamente o número total de itens em um local, ou o número de itens
selecionados e seu tamanho total.

Figura 63: Barra de Status

Lista de Arquivos
É aqui que o conteúdo da pasta ou biblioteca atual é exibido. Também é aqui que os resultados da pesquisa
aparecem quando você digita um termo na caixa de pesquisa.

Figura 64: Lista de Arquivos

46
PRINCIPAIS PROGRAMAS
Agora que sabemos como manipular arquivos e pastas, estamos em condições de fazer algo útil com esses
arquivos. Apresentaremos algumas aplicações que já veem instalados com o
Windows:

Calculadora
A calculadora do Windows é dividida em três interfaces padrão. A calculadora
padrão, que traz os recursos básicos de qualquer calculadora, a científica, que
apresenta recursos avançados e a programadora que, como o nome diz, mostra
recursos de programação.
A calculadora também possui a função de conversor. Por meio do aplicativo, é
possível converter valores de volume, comprimento, peso, temperatura,
energia, área, velocidade, tempo, força, data, pressão e ângulo. A função da
calculadora a ser exibida pode ser rapidamente alterada por meio do menu. Figura 65: Calculadora

Bloco de Notas
Um computador serve também para escrever, como uma
máquina de escrever, mas em vez de se escrever
diretamente no papel, digita-se num arquivo. Desta forma
pode-se apagar e corrigir eventuais erros sem problema.
Aplicativo de edição de textos (não oferece nenhum
recurso de formatação) usado para criar ou modificar
arquivos de texto. Utilizado normalmente para editar
arquivos que podem ser usados pelo sistema da sua
máquina.

Figura 66: Bloco de Notas

47
OneNote
OneNote é um aplicativo gratuito de anotações, desenvolvido pela Microsoft. Funciona como um bloco de
notas mais avançado para seu PC, smartphone ou tablet. Está disponível para múltiplos sistemas
operacionais para desktop e móveis, como: Windows, Mac, Android e iOS. Tem ainda disponível via Web.

O usuário pode escolher entre utilizar o OneNote via web, baixando para seu PC ou Mac, e também em
aplicativos móveis. É preciso ter um registro de conta Microsoft para fazer login e começar a utilizá-lo. Caso
utilize a mesma conta em mais de um dispositivo, poderá sincronizar informações entre eles.
Segue principais características do OneNote

Figura 67: OneNote

Escreva em qualquer lugar da página.


Use a caneta do dispositivo ou o dedo para escrever e desenhar com vários tipos de canetas e
marcadores.
Faça anotações em um fundo branco ou adicione uma grade ou linhas de régua para desenhar ou
escrever com mais facilidade.
Faça uma anotação rapidamente clicando no botão Anotação na Central de Ações do Windows e nas
canetas compatíveis.
Envie sites, receitas, documentos e mais para o OneNote usando o botão Compartilhar, o Microsoft
Edge.
Pesquise e encontre qualquer coisa em suas anotações, inclusive em texto escrito à mão e texto em
imagens.
Acesse rapidamente suas anotações mais recentes, com visualizações completas de cada página.
Acesso com um clique a listas de tarefas pendentes com caixas de seleção.
Compartilhe facilmente anotações e blocos de anotações com colegas de trabalho, familiares e
amigos.
Planeje as férias, compartilhe atas de reuniões ou anotações de palestras com as pessoas ao seu
redor.

48
Edite anotações com outras pessoas e veja as alterações em tempo real.
Suas anotações estão sempre com você, em casa, no escritório ou em qualquer lugar.
As anotações são salvas e sincronizadas automaticamente com a nuvem para que você sempre
tenha acesso às anotações mais recentes em todos os dispositivos.
Seus blocos de anotações são iguais em todos os dispositivos, para que você possa continuar de
onde parou no computador, no tablet ou no celular.

Paint
Até agora vimos que podemos fazer contas e escrever texto, falta agora um importante tipo de documento:
imagem. É possível construir uma imagem, ou editar uma obtida com uma máquina fotográfica ou um
scanner. Cada imagem não é mais que um documento, mas em vez de texto contém uma imagem. O
Windows pode visualizar imagens diretamente, mas para editá-la temos de abrir uma aplicação. A aplicação
que já vem instalada com o Windows para edição de imagens é o Paint.
A extensão padrão é a BMP. Permite manipular arquivos de imagens com as extensões: JPG ou JPEG, GIF,
TIFF, PNG, ICO entre outras.

Figura 68: Paint

Movie Maker
Editor de vídeos. Permite a criação e edição de vídeos. Permite inserir narrações, músicas, legendas, etc.
Possui vários efeitos de transição para unir cortes ou cenas do vídeo. A extensão padrão gerada pelo Movie
Maker é a MSWMM se desejar salvar o projeto ou WMV se desejar salvar o vídeo, mas existem outros
formatos de acordo com a sua necessidade.
Caso seu computador não tenha instalado o Movie Maker, pode fazer o download no endereço:
http://windows.microsoft.com/pt-br/windows-live/movie-maker#t1=overview

49
Fotos
O MS Fotos veio para substituir o velho Visualizador de fotos do Windows. O aplicativo organiza as imagens
e vídeos da pasta Imagens do computador por meio de 3 interfaces: coleção, que mostra todas as imagens
organizadas por data, álbuns e pastas. O MS Fotos permite importar imagens de maneira rápida e fácil,
bastando apenas conectar o dispositivo e clicar em Importar.
Ao abrir uma imagem, o MS Fotos fornece ferramentas básicas de edição de imagem, como aprimoramento
automático, filtros, luz, cor e efeitos, entre outras opções.
Entre as ferramentas do MS Fotos, também estão a criação de álbuns de eventos, sincronia automática com
o serviço de armazenamento em nuvem OneDrive, da Microsoft, e compartilhamento via e-mail. O usuário
também pode escolher uma imagem como tela de bloqueio e fundo de tela da Área de trabalho.

E-mail
Um aplicativo bem simples de gerenciamento de e-mails. O aplicativo E-mail mostra seus e-mails de uma
forma muito limpa e organizada, oferecendo as funções básicas de e-mail – responder, encaminhar, excluir,
sinalizar e imprimir, entre outros. Também é possível adicionar várias contas de e-mail – com suporte a
vários provedores, como Gmail.

Figura 69: E-mail

50
Calendário
O aplicativo “Calendário” funciona integrado com o E-mail, mas também pode ser encontrado no novo
Menu Iniciar. Aceita a inclusão de uma conta Google Agenda que sincroniza dados dos smartphones e conta
web.

Figura 70: Calendário

Groove Música
Escute suas músicas favoritas com o aplicativo Groove Música. Nele, podemos obtém acesso a todas as
músicas do PC – caso alguma música estiver faltando, podemos adicionar um novo local de busca – por meio
das guias Álbum, Artistas ou Músicas. Podemos ainda criar e editar listas de reprodução, reproduzir as
músicas em outros dispositivos conectados e pesquisar e comprar novas músicas na loja do Windows.
Com o aplicativo, também é possível controlar a reprodução de música por meio de botões no ícone da
barra de tarefas.

Figura 71: Groove Musica

51
Filmes e TV
Assista a seus vídeos, filmes e programas de TV favoritos neste simples aplicativo. Os Filmes e Programas de
TV oferece acesso rápido a biblioteca de vídeos do computador, e seu reprodutor oferece suporte a diversos
formatos – .mp4, .avi, .mkv, etc. O aplicativo também traz ferramentas de conversão de vídeo, ativar ou
desativar legendas e alterar a taxa de proporção, todas essas sendo encontradas nos controles de
reprodução de vídeo.
Os Filmes e Programas de TV possui uma guia exclusiva que mostra os filmes – esses que devem ser
comprados ou alugados na loja do Windows. Nela, você encontra e assiste rapidamente a um filme
desejado. O aplicativo também realiza o download de vídeos e filmes, e adiciona-os a biblioteca assim que o
download é concluído.

Figura 72: Filmes e TV

Mapas
O MS Mapas conta com mapas atualizados e uma interface bem organizada e limpa, com controles bem
acessíveis e fáceis de utilizar. Com ele, o usuário pode:

Pesquisar hotéis, cafeterias, restaurantes, shoppings e museus por meio de categorias;


Definir, visualizar e comparar diferentes rotas entre dois endereços. As rotas são muito bem
detalhadas e contém instruções passo a passo de como executá-las;
Marcar lugares como favoritos – É preciso entrar com a conta da Microsoft para utilizar essa função.

O aplicativo Mapas também possui visualização de ruas e visualização 3D, com acesso rápido a uma lista com
os locais mais populares do mundo. Além disso, é possível ativar ou desativar o tráfico de carros, tirar
screenshots dos mapas e compartilhar utilizando os aplicativos do Windows.
Ainda podemos baixar mapas para utiliza-los em off-line
Basta ir ao botão Iniciar, clicar obre a lista Todos os aplicativos, em seguida selecione Configurações >
Sistema e escolha Mapas off-line. Selecione Baixar mapas e siga as instruções.

52
Figura 73: MS Mapas

Clima
O aplicativo mostra uma tela bem detalhada com a previsão do tempo, desde o dia atual até os nove dias
seguintes. Para isso, basta apenas adicionar a região desejada e o aplicativo rapidamente fornecerá as
informações.
O aplicativo Clima também mostra um mapa indicando a temperatura em cada região – como aquele que
aparece nos noticiários. Também é possível ver o histórico de temperaturas em uma região, adicionar a
previsão do tempo para mais de um local e ver notícias relacionadas sobre o tempo – algo que para alguns
pode ser muito interessante.

Figura 74: Clima

53
CONFIGURAÇÃO DO WINDOWS

A nova janela de Configurações do Windows 10 foi projetada para ser bem mais amigável e parecida com o
já conhecido Painel de Controle. Ao abri-la, o usuário se depara com ícones autoexplicativos e seções que
abordam todos os ajustes que você porventura queira fazer no seu computador: customizações do sistema,
dispositivos conectados, redes sem fio, personalização visual, contas, hora, idiomas, recursos de
acessibilidade, opções de privacidade e ferramentas de backup, recuperação e atualização. Ou seja, as
configurações são bem semelhantes ao Painel de Controle e engloba todos os recursos dele, mas com uma
interface bem mais “clean” e adaptada ao estilo visual minimalista do Windows 10.
Ele conta com algumas funcionalidades inexistentes no painel velho, como configuração da assistente
pessoal Cortana, um sensor de armazenamento (que inclusive permite que você altere o local-padrão onde
músicas, fotos, vídeos e outros documentos são salvos) e um utilitário inédito que mostra o peso de cada
app baixado na Loja, permitindo também que você exclua os mais pesados ou desnecessários.

Figura 75: Painel de Controle

54
Sistema
Tela
Permite que você encontre ferramentas para ajustar o monitor do seu computador
(orientação, tamanho do texto, brilho, etc.). A opção "Configurações de vídeo avançadas",
localizada no canto inferior da janela direito, permite alterar a resolução de tela.
Notificações e Ações
Nesta seção é possível gerenciar as notificações do sistema e de aplicativos específicos, bem
como escolher as ações rápidas que serão exibidas na Central de Ações e selecionar os
ícones que aparecem na barra de tarefas.

Figura 76: Ações Rápidas

Aplicativos e recursos
Podemos desinstalar ou mover aplicativos de uma unidade para outra.

Multitarefas
Traz opções de ajuste das janelas durante o modo multitarefa, além de trazer opções de configuração das
áreas de trabalho virtuais.

Modo Tablet
Aqui podemos ativar o modo touch-friendly e outras opções úteis que tornarão a interação com o seu
display sensível ao toque muito mais satisfatória.

Figura 77: Modo Tablet

55
Economia de Bateria
Além de verificar o uso da bateria e o tempo restante estimado, neste menu também é possível configurar
seu notebook ou tablet para ativar a economia de bateria automaticamente se ela estiver abaixo de uma
determinada porcentagem – assim como acontece com smartphones e tablets.

Energia e Suspensão
Para otimizar ainda mais o uso da bateria, use este menu para configurar o tempo em que a tela ficará ativa
e também o tempo de uso antes que o computador seja automaticamente suspenso.

Armazenamento
Nesta opção podemos descobri o que está ocupando espaço no computador, a quantidade de espaço
restante que tem no HDD ou SSD e altera o local em que novos apps, músicas, documentos, fotos e vídeos
serão salvos por padrão.

Mapas Off-line
Este pode parecer um recurso um tanto inútil se não estiver usando um tablet, mas se estiver preocupado
com o uso de dados, então ele pode ser extremamente bem-vindo. Baixe mapas de diversas regiões do
mundo para acessá-los sem a necessidade de uma conexão com a internet.

Aplicativos Padrão
Este menu ajuda a configurar quais aplicativos são usados para quais tarefas, oferecendo a possibilidade de
acessar a loja do Windows para encontrar uma alternativa ou selecionar um que já tenha sido instalado.

Sobre
Aqui vamos encontrar o nome do PC, grupo de trabalho e a versão do Windows que está sendo executada,
juntamente com informações sobre CPU e RAM. As informações são praticamente as mesmas encontradas
anteriormente por meio de um clique com o botão direito em Computador, no Windows Explorer, e a
escolha da opção Propriedades.

56
Dispositivos

Impressoras e Scanners
Adiciona novos hardwares, além de configurar os dispositivos para evitar o download de drivers,
informações e apps durante o uso de planos de internet limitados. A opção “Configurações relacionadas”
abre janelas do antigo Painel de Controle.

Dispositivos Conectados
Supervisiona outros tipos de hardware, exceto impressoras e scanners, que já estejam conectados.

Bluetooth
Gerencie dispositivos Bluetooth e configurações relacionadas.

Mouse e touchpad
Permite ajustes simples, como a escolha do principal botão do mouse e tempo de atraso antes do início dos
cliques no touchpad.

Digitação
Configurações relacionadas à verificação e correção ortográfica.

Caneta
Permite escolher a mão que escreve e ativar os efeitos visuais

Reprodução Automática
Permite configurar este recurso e definir padrões de ação para drives removíveis e cartões de memória.
Podemos definir o Explorador de Arquivos para exibir os arquivos sempre que você inserir um cartão de
memória, por exemplo, ou até mesmo importar automaticamente o conteúdo para seu computador.

USB
Esta opção apenas ativa a notificação caso os dispositivos de entrada tenham algum problema

Rede e Internet

Wi-fi
Exibe as configurações de conexões de rede sem fio, bem como configurações relacionadas (opções de
adaptador, opções avançadas de compartilhamento, etc.).

Modo Avião
Um simples interruptor permite parar toda a comunicação sem fio do dispositivo.

57
Uso de Dados
Exibe a quantidade de dados consumidos pelo PC nos últimos 30 dias, bem como sua fonte (Wi-Fi ou
Ethernet). Podemos ver em "Detalhes de Uso" informações sobre o consumo de dados de cada aplicativo
instalado na máquina.

VPN
Se estivermos usando uma VPN (Rede Privada Virtual), podemos configurar clicando em "+ Adicionar uma
conexão VPN" e inserir os detalhes relevantes.

Conexão Discada
No caso improvável de você estar usando uma conexão discada à Internet, você pode configurá-la neste
menu.

Proxy1
Permite ajustar configurações de Proxy manuais ou automáticas.

Personalização

Tela de Fundo
Podemos selecionar uma nova imagem para tela de fundo, bem como ajustá-la para preencher a tela, ficar
centralizada, lado a lado, entre outras opções.

Cores
Escolha a cor de destaque na tela de fundo, do menu Iniciar, barra de tarefas e Central de Ações. Também é
possível optar por deixá-los transparentes.

Tela de bloqueio
A imagem de fundo da tela de bloqueio também pode ser facilmente definida neste menu, que traz ainda
opções para escolher aplicativos que serão exibidos na tela de bloqueio. Ao todo, oito aplicativos podem ser
destacados nesta seção, sendo que um deles pode oferecer informações mais detalhadas.

Temas
Oferece acesso ao menu que permite escolher um tema para alterar a tela de fundo da área de trabalho, a
cor e os sons de uma só vez.

1
Proxy é o termo utilizado para definir os intermediários entre o usuário e seu servidor. Desempenha a função de
conexão do computador (local) à rede externa (Internet).

58
Iniciar
Podemos escolher mostrar os aplicativos mais utilizados, juntamente com aplicativos adicionados
recentemente. Também podemos escolher quais pastas aparecem no menu Iniciar.

Contas
Acessar um PC equipado com o Windows 10 requer uma conta. A principal maneira de fazer isso é usar uma
já existente no Outlook.com, Hotmail, Office 365, Onedrive, Skype, Xbox ou no próprio Windows. Caso não
tenha crie uma.

Seu e-mail e contas


Selecione a opção "Entrar com uma conta da Microsoft" e siga as instruções do sistema para mudar seu
acesso para uma conta da empresa. Sua conta local será alterada para sua conta da Microsoft. Se realizar
esta mudança, na próxima vez que você entrar no Windows, use o nome e a senha da sua conta da
Microsoft. Seus aplicativos e arquivos não serão afetados.

Opções de Entrada
Permite configurar a senha de acesso. Para acessar o sistema e seus aplicativos, o Windows 10 suporta
senhas de texto, PINs numéricos e senhas com imagem (onde uma foto escolhida pelo usuário é exibida e
ele precisa desenhar em cima dela para desbloquear o sistema). O uso de um PIN é o mais recomendado
para usuários de tablets.

Acesso Corporativo
Fornece uma opção para se conectar ao trabalho ou à escola, uma vez que permite acessar recursos
compartilhados (como apps, redes e e-mails). Clique no botão "+ Conectar" para inserir suas credenciais.

Família e outros usuários


Se você pretende compartilhar seu computador com outras pessoas, considere adicionar contas para elas.
Assim seus amigos e familiares terão um espaço pessoal, com arquivos separados, favoritos do navegador e
uma área de trabalho própria.

Sincronizar Configurações
Ativando a sincronização, itens como o tema da área de trabalho, configurações do navegador e senhas
serão exibidos em todos os seus dispositivos Windows 10, desde que você entre com sua conta da Microsoft
e ative a sincronização em cada dispositivo.

59
Hora e idioma

Data e Hora
Permite definir automaticamente ou manualmente a data e hora do computador ou tablet, escolher o fuso
horário desejado, ajustar automaticamente para o horário de verão e alterar os formatos de data e hora.

Região e Idioma
O Windows e os apps instalados podem usar seu país ou região para fornecer conteúdo local, além de
adequar-se ao idioma padrão.

Fala
Oferece uma coleção de ferramentas para gerenciar recursos de voz, como o idioma que você fala com o
dispositivo, a voz padrão dos apps do Windows, configurações de microfone para reconhecimento de fala,
entre outros.

Facilidade de Acesso

Narrador
Permite ativar ou desativar o Narrador, um leitor de tela que lê todos os elementos apresentados, como
textos e botões, bem como escolher sua voz (masculina ou feminina), velocidade de leitura e densidade. Ao
ativar a opção do Narrador, uma série de novos recursos é aberto e oferece acesso às configurações mais
detalhadas, como a escolha dos sons que você ouve (palavras digitadas, caracteres digitados, entre outros).

Lupa
Permite ampliar os itens na tela, bem como inverter suas cores e acompanhar o cursor do mouse.

Alto contraste
Aumenta o contraste de cores de alguns textos e imagens na tela do computador, tornando esses itens mais
distintos e fáceis de identificar. Um recurso ideal para quem tem problemas de visão.

Legendas ocultas
Exibe legendas em conteúdos na tela e permite ao usuário definir sua cor, tamanho, estilo, entre outras
opções de configuração.

Teclado
Permite ativar o Teclado Virtual, um recurso muito útil para usuários de tablets. Neste menu também é
possível alterar configurações de teclado como ignorar ou reduzir pressionamentos de teclas repetidas,
habilitar sublinhados de atalhos, entre outros.

60
Mouse
Oferece acesso às configurações do tamanho e cor do ponteiro, bem como o uso do teclado numérico para
mover o mouse pela tela.

Outras opções
Algumas outras opções também são fornecidas, tais como reprodução de animações e tela de fundo do
Windows, tempo de exibição das notificações e até mesmo a espessura do cursor.

Privacidade

Geral
Nesta guia, podemos alterar opções de privacidade, como desativar o monitoramento de anúncios dos
aplicativos, por exemplo.

Localização
Definições de localização podem ser úteis para determinados aplicativos, mas também apresentam um risco
de segurança. Esta tela permite que você desative o rastreamento e apague seu histórico de localização.
Podemos também determinar quais aplicativos podem ter acesso à sua localização.

Câmera
Escolha os aplicativos que podem acessar a câmera do seu computador.

Microfone
Escolha os aplicativos que podem acessar o microfone do seu computador.

Fala, escrita à tinta e digitação


Quando você interage com o Windows falando, escrevendo (manuscrito) ou digitando, a Microsoft coleta
informações de fala, escrita à tinta e digitação – inclusive informações sobre o Calendário e contatos – que
ajudam a personalizar sua experiência. Você pode ativar ou desativar esta configuração (chamada de
"Conhecendo você") neste menu. Lembrando que a experiência de uso da Cortana fica melhor quando este
recurso está ativado.

Informações da conta
Aplicativos podem acessar dados sobre sua conta, como nome, foto e outras informações. Se você quiser
evitar esse tipo de compartilhamentos de dados, desative a permissão nesta guia.

Contatos
Permite configurar o acesso dos aplicativos aos dados dos seus contatos.

61
Calendário
Gerencie as permissões de acesso ao seu calendário, escolhendo quais apps poderão visualizá-lo.

Sistema de Mensagens
Gerencie seu sistema de mensagens, permitindo ou não que aplicativos leiam e enviem mensagens (texto ou
MMS) a partir do seu dispositivo.

Rádios
Alguns aplicativos usam rádios, como Bluetooth, para enviar e receber dados do seu dispositivo. Alguns apps
precisam ativar e desativar esses rádios para funcionarem bem. Nesta guia é possível gerenciar permissões
relacionadas a isto.

Outros dispositivos
As configurações desta guia permitem controlar quais aplicativos podem usar e se comunicar com
dispositivos e outros apps ao seu redor. Aqui é possível alterar as configurações de sincronia com
dispositivos como Beacons2, Xbox One, TVs, projetores, entre outros.

Comentários e diagnóstico
Esta opção controla a quantidade de dados de diagnóstico e feedbacks sobre o uso do Windows que serão
enviados para a Microsoft a partir do seu dispositivo.

Aplicativos em segundo plano


Aqui, podemos escolher quais aplicativos podem receber informações, enviar notificações e manter-se
atualizados, mesmo quando não estiverem em uso. Desativar aplicativos em segundo plano pode ajudar a
economizar bateria.

Atualização e Segurança

Windows Update
O Windows Update é vital para o conceito do Windows como um serviço. Nesta guia, você pode verificar se
há novas atualizações disponíveis e acessar opções avançadas sobre a forma como as atualizações são
instaladas no seu dispositivo. Aqui você pode clicar em "Instalar agora" para instalar todas as atualizações
pendentes.

2
Beacons são aparelhos de proximidade que emitem informações, por meio da tecnologia Bluetooth, diretamente aos
smartphones cadastrados.

62
Windows Defender
É uma ferramenta de defesa contra malwares3 da própria Microsoft. Deixar o Windows Defender ativado
ajuda a localizar e impedir a instalação ou execução de malwares. Também é possível optar por enviar ou
não para a Microsoft informações sobre os possíveis problemas de segurança encontrados pelo sistema de
proteção.

Backup
Pela primeira vez, o Windows 10 inclui uma solução de backup simples. Faça backup dos seus arquivos em
outra unidade e restaure-os se os originais foram perdidos, danificados ou excluídos. Também podemos
restaurar um backup antigo.

Recuperação
Caso o seu computador não esteja tão rápido ou confiável como antes, restaurá-lo pode ser uma boa opção.
A restauração permite que você escolha entre manter seus arquivos ou removê-los e depois reinstala o
Windows.

Ativação
Aqui é possível ver se o seu Windows está ativado ou não. Se você estiver conectado à Internet, o Windows
10 será ativado automaticamente. Você também pode selecionar “Ativar” para tentar ativar manualmente o
Windows. Caso o estado de ativação informe “O Windows não está ativado”, selecione “Ir para a Loja” e
verifique se há uma licença válida disponível do Windows para o dispositivo. Se uma licença não estiver
disponível, você precisará comprar o Windows na loja ou desfazer a atualização para a versão anterior do
sistema.

Para desenvolvedores
Esta guia permite habilitar o modo de desenvolvedor para abrir alguns aplicativos com algumas opções
extras. Além disso, também é possível liberar o sideload4 de aplicativos. No entanto, se você é um usuário
comum, indicamos que a opção "Não usar recursos de desenvolvedor" fique ativa.

3
Malware: Trata-se de um software destinado a se infiltrar em um computador alheio de forma ilícita, com o intuito de
causar algum dano ou roubo de informações (confidenciais ou não).
4
Sideload: É um termo usado principalmente na Internet, semelhante a upload e download , mas no que se refere ao
processo de transferência de dados entre dois dispositivos locais , em particular entre um computador e um dispositivo
móvel, como um telefone móvel , smartphones , PDA, tablet, media player portátil ou e-reader .

63
3.
Mais que um modismo a Internet tornou-se um fenômeno. Conectando cerca de 2 bilhões de usuários,
espalhados em 140 países dos 5 continentes, a Internet cresce mais rapidamente que qualquer outro meio
de comunicação já inventado e estes valores mudam a cada dia.
Enfim, a Internet é uma gigantesca rede mundial que interliga computadores de todos os tipos e
capacidades através de linhas de comunicação (telefone, canais de satélite, cabo submarino) utilizando um
conjunto de regras específicas para computadores (protocolos).
A Internet oferece aos usuários um conjunto de serviços de transporte de informação, pesquisa e
armazenamento com um bom tempo de resposta e alto nível de interatividade.
A Internet já é considerada por alguns cientistas sociais, antropólogos e psicólogos como um fenômeno que
leva o ser humano a outro ambiente, o ambiente virtual. Já existem até doenças relacionadas ao uso da
Internet.
O usuário interage com a Internet através dos serviços por ela oferecidos. Exemplos de Serviços oferecidos
na Internet:
Salas de Bate Papo
Serviços de Busca e Pesquisas (Google, Bing, etc.).
Correio Eletrônico (serviços de mensagens off-line)
Conversação (Skype) (serviços de mensagens on-line)
Navegação em Páginas (WWW)
Redes Sociais (Twitter Facebook, Linkedin, etc.).

65
HISTÓRIA
Em 1969, a ARPA, do departamento de defesa dos EUA, construiu uma rede experimental de computadores
chamada de ARPANET. Composta de quatro computadores tinha como finalidade unir pesquisadores,
militares e universitários, permitindo que os recursos de seus computadores fossem compartilhados. A ideia
foi boa e em 1972, 50 universidades e instituições militares já possuíam conexões.
Com o tempo, a ARPANET cresceu e se adaptou aos desenvolvimentos tecnológicos. Como resultado
grandes companhias construíram redes baseadas na ARPANET e se conectaram a ARPANET, em especial a
NSF (Fundação Nacional para a Ciência) que em 1985, interligou os supercomputadores de seus centros de
pesquisa, o que resultou na rede conhecida como NSFNET.
Em 1986 a NSFNET foi conectada à ARPANET e o conjunto de todos os computadores e redes ligados a esses
dois backbones passou a ser conhecido oficialmente como INTERNET.
A partir de 1993 a Internet deixou de ser uma instituição de natureza apenas acadêmica e passou a ser
explorada comercialmente, tanto para construção de novos backbones por empresas privadas como para
fortalecimento de serviços diversos, abertura essa a nível mundial.

ATUALMENTE
Segundo a Pesquisa Brasileira de Mídia 2015 (PBM 2015), realizada pela Secretaria de Comunicação Social da
Presidência da República, a internet já ultrapassou a televisão em termos de exposição. As pessoas ficam
conectadas, em média, 4h59 por dia durante a semana e 4h24 nos finais de semana, superior ao tempo
médio que os brasileiros ficam ligados ao televisor, respectivamente 4h31 e 4h14.
Paralelamente ao aumento da demanda pelo serviço temos o advento de novas tecnologias de voz, vídeo,
imagens e outros dados. Por isso mesmo a escolha de redes que suportem o alto tráfego, oferecendo
estabilidade e qualidade, é cada vez mais importante para quem deseja desfrutar de um bom filme online
sem passar raiva ou enviar arquivos pesados com rapidez e agilidade, por exemplo.

66
REDE DE COMPUTADORES
O número de computadores que estão conectados fisicamente entre si podem variar, algumas vezes são
muitos e outras vezes nem tantos. Veremos agora alguns tipos de redes conhecidos com ou sem fios.

LAN
Rede Local. A chamada rede Local Área Networks, ou Redes Locais, interligam computadores presentes
dentro de um mesmo espaço físico. Isso pode acontecer dentro de uma empresa, de uma escola ou dentro
da sua própria casa, sendo possível a troca de informações e recursos entre os dispositivos participantes.

MAN
Rede Metropolitana. Imagine, por exemplo, que uma empresa possui dois escritórios em uma mesma cidade
e deseja que os computadores permaneçam interligados. Para isso existe a Metropolitan Área Network, ou
Rede Metropolitana, que conecta diversas Redes Locais dentro de algumas dezenas de quilômetros.

WAN
Rede de Longa Distância A Wide Area Network, ou Rede de Longa Distância, vai um pouco além da MAN e
consegue abranger uma área maior, como um país ou até mesmo um continente.

WLAN
Rede Local Sem Fio Para quem quer acabar com os cabos, a WLAN, ou Rede Local Sem Fio, pode ser uma
opção. Esse tipo de rede conecta-se à internet e é bastante usado tanto em ambientes residenciais quanto
em empresas e em lugares públicos.

WMAN
Rede Metropolitana Sem Fio Esta é a versão sem fio da MAN, com um alcance de dezenas de quilômetros,
sendo possível conectar redes de escritórios de uma mesma empresa ou de campus de universidades.

WWAN
Rede de Longa Distância Sem Fio Com um alcance ainda maior, a WWAN, ou Rede de Longa Distância Sem
Fio, alcança diversas partes do mundo. Justamente por isso, a WWAN está mais sujeita a ruídos.

67
NAS EMPRESAS
São usados dois conceitos para melhor controle da informação interna e redução de custos de transmissão
de dados:

Intranet
A intranet é um espaço restrito a determinado público utilizado para compartilhamento de informações
restritas. Geralmente utilizado em servidores locais instalados na empresa.
A intranet é restrita a certo público. Há restrição de acesso, por exemplo, por uma empresa, ou seja, todos
os colaboradores da empresa podem acessar a intranet com um nome de usuário e senha devidamente
especificados pela coordenação da empresa.

Extranet
A extranet seria uma extensão da intranet. Funciona igualmente como a intranet, porém sua principal
característica é a possibilidade de acesso via internet, ou seja, de qualquer lugar do mundo você pode
acessar os dados de sua empresa. A ideia de uma extranet é melhorar a comunicação entre os funcionários e
parceiros além de acumular uma base de conhecimento que possa ajudar os funcionários a criar novas
soluções.

TIPOS DE CONEXÕES
Um dos principais fatores da velocidade da internet é o tipo de conexão a qual seu computador,
smartphone, tablet ou notebook está conectado. Agora vemos os mais variados tipos de conexões:

Discada
Conexão por linha discada ou dial-up, é o tipo de acesso à Internet no qual a pessoa usa um modem e uma
linha telefônica convencional para acessar. Esse tipo de conexão praticamente está instinto, pois é muito
lento (não passa de 56 kbs, no máximo) e também devido à popularização dos serviços de acesso em banda
larga, que oferecem mais velocidade de transferência de dados.

ADSL
O significado de ADSL é Asymmetric Digital Subscriber Line, ou “Linha Digital Assimétrica para Assinante”. A
palavra chave aqui é “assimétrica”, pois define a forma como a conexão lida com o fluxo de informações:
maior em um sentido que em outro (em outras palavras, a velocidade de download é maior que a de
upload).
Esse tipo de conexão funciona a partir de uma linha telefônica, com a vantagem de possibilitar ao usuário
navegar ao mesmo tempo em que conversa por telefone (ao contrário da internet discada).

68
Rádio
A conexão via rádio funciona sem fios, através da repetição de sinais feita por antenas em locais
estratégicos. Para que seja possível tal conexão, o local onde a antena de recepção será instalada precisa
“enxergar” (não pode haver barreiras, como prédios) a torre de transmissão. Isso explica porque a instalação
é feita no topo dos edifícios.
O recebimento do sinal é feito de forma centralizada (na empresa ou no condomínio que contratou o
serviço), e a partir daí a conexão é distribuída entre os diversos clientes/usuários.

Satélite
A internet via satélite é comumente utilizada em locais nos quais a internet convencional não está
disponível, ou nos casos em que o usuário do serviço está em movimento constante pelo mundo. Sua área
de abrangência é mundial, já que satélites ficam no espaço e têm, dessa forma, alcance ampliado.

Wireless
O termo Wireless, em tradução livre, sem fio, nada mais é que do que qualquer tipo de conexão para
transmissão de informações sem o uso de fios ou cabos. Cada vez mais as pessoas estão aderindo as redes
sem fio por se tratar de uma tecnologia de fácil instalação e utilização. Uma rede wireless é composta por
um grupo de sistemas conectados por tecnologia de rádio através do ar. Deste modo, na categoria de
comunicação, é possível encontrar tecnologias como o Wi-fi, Infravermelho, Bluetooth e WIMAX5.

3G
3G é a sigla que representa a terceira geração de tecnologia digital de internet móvel, tanto para celulares,
quanto para modens. A primeira geração de telefonia celular era analógica e foi chamada de 1G. Sua
sucessora, a 2G, avançou para o universo digital e a 3G trouxe alguns outros avanços, principalmente o
aumento na velocidade de conexão.
Atualmente nos celulares, essa é a tecnologia mais utilizada no Brasil. Graças a ela, recursos como vídeo-
chamadas e assistir à televisão no smartphone tornaram-se comuns, já que isso não era possível com a
tecnologia anterior. Sua velocidade chegar até 1MB.
Além da 3G, já existe a 4G aonde sua velocidade chegar a 16MB.

LI-FI
A Li-Fi, do termo inglês "Light Fidelity", é uma tecnologia que emprega luz para transmitir dados em alta
velocidade. Diferente da Wi-fi que usa ondas de rádio, a Li-Fi usa lâmpadas de LED para transmitir as
informações.
A Li-Fi pode transmitir velocidades até 100 Gbps e, possivelmente ainda mais, mas isso exigiria uma
mudança na tecnologia de iluminação. Relatórios de testes mostram que Li-fi é 100 vezes mais rápido do que
Wi-Fi tradicional, onde atuam em velocidades médias de WIFI a 10 Mbps.

5
WIMAX é uma tecnologia de acesso sem fio (wireless) que oferece acesso a banda larga a grandes distâncias que
variam de 6 a 9 km

69
COMO TER ACESSO A INTERNET?
Conectar a internet é um processo muito simples. Existem vários métodos de fazê-lo. Vejamos os dois
principais que podemos ter em nossas casas.

Conexão ADSL
A conexão mais usada nas residências é a ADSL, e é a mais recomendada para casas, já que esta oferece uma
excelente velocidade de navegação. Para obter este tipo de conexão, você só precisa comunicar com o
provedor do serviço de internet na sua área local. As operadoras telefônicas têm vários planos dados de
acordo com a sua necessidade, onde podem incluir pacotes envolvendo telefone, internet e TV Paga.
Quanto aos equipamentos essenciais que precisamos ter segue descrição:
TERMINAL – É qualquer dispositivo que seja útil para ver, administrar, enviar e receber informação. Um dos
exemplos mais comuns é o computador. No entanto, hoje em dia também se
usa os smartphones e os tablets.
PLACA DE REDE – É um tipo de circuito instalado na maioria dos
computadores, útil para receber sinal da internet.
MODEM – Este dispositivo captura o sinal de internet e transmite às unidades Figura 78: Placa de Rede
conectadas a ele através de cabos ou mediante a tecnologia sem fio. O modem é
fornecido por uma empresa provedora do serviço de internet, conforme já citado.
A CONEXÃO – Para que o computador possa comunicar-se com a internet, é
necessário que exista um meio que permita ligar o modem com o terminal. Existem
diferentes tipos de conexão, nós utilizaremos uma das mais comuns, a conexão por
cabo de rede. Figura 79: Modem

Este cabo é muito parecido a um cabo de conexão telefônica, mas é um


pouco mais grosso e os conectores são um pouco maiores.

Conexão Wi-Fi
É uma excelente opção para conectar a internet sem ter necessidade
Figura 80: Conexão via cabo
de estar sentado sempre no lugar do computador. Não é necessário
nenhum cabo, podemos mover livremente pela área de cobertura e acessar com o seu notebook, celular ou
dispositivo móvel.
Para conectar-se a uma rede Wi-Fi, o procedimento é bem simples, basta o computador ou dispositivo móvel
está com a sinal de WIFI ligado e o mesmo detectará a rede disponível que esteja mais perto e tentará
conectar-se ao roteador.
Devemos lembrar que usualmente uma senha de acesso é requerida para conectar a este tipo de rede.
Entretanto, em muitos lugares como aeroportos ou shoppings as redes têm sido configuradas com acesso
público para que qualquer pessoa possa conectar sem problema. Agora, vejamos quais os elementos
podemos precisar para ter uma conexão deste tipo:

70
ROTEADOR WIRELESS – É um dispositivo que captura o sinal do
modem e o transmite ao computador usando tecnologia sem fio ou
Wi-Fi.
PLACA DE REDE – É um tipo de circuito instalado na maioria dos
computadores, útil para receber o sinal de internet. Figura 81: Roteador

CABO DE ROTEADOR WIRELESS – Para estabelecer comunicação entre o Roteador wireless e o modem, você
deve ter um cabo de rede. Este cabo é muito parecido a um cabo de conexão telefônica, mas é um pouco
mais grosso e os conectores são um pouco maiores.

BROWSER (Navegadores)

A informação da internet está disponível para os usuários por meio dos sites. Estes sites estão escritos em
uma linguagem chamada HTML. Para transformar esta linguagem nos sites visível, é necessário um browser.
Browser é um programa que permite ao usuário consultar (navegar) páginas na Internet. Também é
chamado de Navegador.
Navegar na Internet é uma atividade que faz parte do nosso cotidiano e que muitos de nós realizamos em
quase todo momento. Normalmente as pessoas navegam em páginas informativas, de aprendizagem ou de
entretenimento.
Embora existam vários navegadores, os principais para computadores desktops são: Internet Explorer,
Chrome, Firefox, Safari, Opera e o mais recente Edge. Já para os dispositivos móveis são o Safari para
aparelhos da Apple, como o Iphone e o Android Browser para dispositivos que rodam com o sistema
operacional do Google.

Características
Existem cinco características que devemos observar na hora de usar os diferentes navegadores: Velocidade,
Segurança, Privacidade, Layout, compatibilidade e funções. Veremos essas características e como os
principais navegadores se comportam

Velocidade
Um navegador é mais rápido quando é aberto imediatamente ao clicarmos nele e também quando baixam
os elementos de uma página de forma instantânea. Estes elementos podem ser textos, imagens, vídeos,
interativos e gráficos avançados.
Os navegadores usam códigos internos que otimizam o rendimento de visualização das páginas. Além disso,
aceleram os processos com a ajuda do Hardware do seu computador, o que é bastante útil para jogar online.

71
Chrome
Quando o acessamos em nossa área de trabalho, ele é iniciado rapidamente, carrega as páginas web de
forma instantânea, inclusive é possível abrir várias janelas e também executa aplicações Web complexas
com grande velocidade graças a seus motores de renderização (V8 JavaScript e Webkit), que é a forma como
um navegador processas as imagens, os textos e todos os elementos que visualizamos em uma página web.

Firefox
Oferece um alto rendimento ao ser iniciado, ao carregar as páginas e na aceleração de gráficos renderizados.
Proporciona uma navegação ininterrupta em função de sua proteção de falhas, que avalia constantemente o
que está acontecendo.

Internet Explorer
Tem melhorado sua velocidade e rendimento, permitindo que os elementos das páginas web como textos,
imagens e vídeo sejam carregados rapidamente. A proposta deste navegador é fazer com que os sites se
comportem como se fossem programas instalados no seu computador.

Safari
Possui um alto rendimento para a visualização de imagens e vídeos, assim como na aceleração de gráficos,
muito útil inclusive para jogos online. Destaque para sua estabilidade, o que permite navegar com várias
janelas abertas sem que sejam fechadas inesperadamente.

Segurança
A proteção do seu computador e dos dados é muito importante. Um navegador seguro permite identificar,
usando alguns filtros, se a página não é perigosa, se possui algum software mal intencionado, também se
possui algum mecanismo que queira roubar a sua identidade que é conhecido como “phishing” em inglês.
Ele dá alerta antes de ser feito o download dos arquivos casa este esteja com vírus.

Chrome
Possui funções e filtros de identificação e proteção contra sites mal intencionados e ataques que desejam
roubar sua identidade (conhecido como phishing). Você pode configurar o navegador para mostrar
informações detalhadas sobre a sua conexão e emitir alertas se as páginas que você quer entrar são seguras
ou não.

Firefox
Este possui um sistema de identificação de sites que avalia a legitimidade delas, controle para os pais que
ajuda a restringir o acesso a páginas não apropriadas para menores de idade, detecção de plugins obsoletos,
proteção de software mal intencionado e roubo de identidades (antiphishing) e ainda a integração de alguns
antivírus.

72
Internet Explorer
Possui ótimos filtros como o Smartscreen, que protegem contra ataques de roubos de identidade (phishing),
sites mal intencionados e também avalia os downloads que você faz. Possui um administrador de downloads
que avalia até a localização final do arquivo.

Safari
Protege restringindo os códigos perigosos e os programas malignos (malware) e ainda evita que um site seja
carregado se ele for identificado como suspeito. Executa todas as páginas com processos independentes
para que o código que pode danificar uma página só afete uma janela no navegador impedindo que as
demais sejam fechadas e que acessem os dados.

Privacidade
Os navegadores devem oferecer elementos para que você navegue de forma anônima e desta maneira não
ser rastreado pelos sites que você visitou. Os anunciantes utilizam “cookies”, que são códigos que
reconhecem a informação enquanto você navega, o que lhes permitem personalizar seus anúncios conforme
a sua preferência de navegação. Muitas páginas web, inclusive navegadores, armazenam os dados de
navegação como senhas, datas e hora que você entra na página (histórico), os downloads e as informações
que você compartilha na internet.

Chrome
Por ser um navegador do Google, os dados de navegação podem ser sincronizados com os diferentes
produtos da internet, neste caso é melhor escolher as configurações de segurança do navegador para
administrar o tipo de informação que você compartilha. O Chrome também permite o “modo de navegação
anónima”, assim não serão registrados no histórico de navegação os sites que você visitou. Ele ainda possui
filtros para controlar as janelas que surgem e restringir o armazenamento e downloads de dados.

Firefox
Possui um sistema de identificação de sites que avalia a legitimidade destas páginas, os pais também podem
controlar o acesso dos filhos restringindo o acesso a páginas não adequadas para menores de idade, protege
de softwares mal intencionados e também de roubo de identidade (antiphishing) e ainda possui vários
antivírus.

Internet Explorer
Inclui o filtro que evita o ataque de sites perigosos que desejam roubar informações pessoais e financeiras.

Safari
Mesmas características já mencionadas acima no item segurança.

73
Layout
A principal função do navegador é permitir a visualização de qualquer página sem interromper os elementos
que a compõe. Para isso, os navegadores precisam ter uma interface livre de comandos desnecessários.
Atualmente os programadores dos navegadores optaram por simplificar suas interfaces dando a elas dupla
função na barra de navegação, agrupando a barra de ferramentas e destacando alguns ícones de
configuração.

Chrome
Possui uma apresentação simples e prática e isso permite acessar as suas funções de uma forma bem
eficiente. Na barra de endereços você pode ingressar o site que você quer entrar ou fazer uma busca direta.

Firefox
Possui uma interface interessante, integra elementos de configuração do navegador no menu. Os botões das
barras de navegação são bem simples e você pode acrescentar mais botões se achar necessário, tais como, o
botão de downloads, de página inicial e outros.

Internet Explorer
Conserva uma interface bem simples, um modelo parecido com a maioria dos navegadores. Possui uma
barra de endereços, os botões de antes e depois e os ícones da página principal, histórico, favoritos e
ferramentas.

Safari
Este navegador possui uma cara bem simples. Cada vez que é feita uma atualização dele, sua aparência
nunca é modificada. Possui os botões “página anterior e página seguinte”, o botão compartilhar, a barra de
acesso, o botão “Reader” e o indicador de downloads. Também permite personalizar os elementos que
desejamos ter em nossa barra de ferramentas.

Funções
Ainda que algumas funções sejam predeterminadas nos navegadores, como por exemplo, a função auto
completar texto que é útil quando estamos fazendo uma pesquisa ou digitando um endereço eletrônico,
existem alguns componentes complementares que enriquecem a experiência dos navegadores. Com eles é
possível integrar informações à interface do navegador conforme a suas necessidades. Por exemplo, receber
informações de transito, integrar o Twitter sem abri-lo em uma nova janela ou instalar dicionários e pacotes
de idiomas.

Chrome
Uma das funções mais uteis é a tradução automáticas de páginas sem a necessidade de adicionar
ferramentas adicionais ao seu navegador. Também é possível iniciar sessões com o seu usuário no Chrome,
desta maneira os seus favoritos, histórico e outras configurações vão ser carregadas em qualquer
computador. A barra de navegação permite que você a utilize também como barra de busca.

74
Firefox
Permite sincronizar seus favoritos, o histórico e as senhas em qualquer computador. Também possui a
função de auto completar onde mostra as coincidências do seu histórico de navegação. Você pode
personalizá-lo agregando mais complementos que podem dar maior funcionalidade ao seu navegador.

Internet Explorer
Também permite iniciar buscas apenas digitando uma palavra na barra de navegação. Este navegador possui
uma boa forma de busca, e por isso costuma trazer os melhores conteúdos disponíveis na internet. Contem
um administrador de complementos que você pode inabilitar em qualquer momento para que o seu
navegador tenha um funcionamento melhor.

Safari
Possui um mecanismo que lhe permite economizar o consumo da sua bateria se você estiver usando um
dispositivo portátil. Você pode compartilhar qualquer coisa usando o botão compartilhar. Também permite
sincronizar os seus favoritos, senhas em qualquer um dos diapositivos Apple através do iCloud6. Além disso,
os programadores podem criar aplicativos web avançados através da ferramenta Inspetor Web.

Compatibilidade
Esta característica é a mais técnica de todas, mas ainda assim é importante mencioná-la. A compatibilidade
está relacionada por padrões Web e por novas tecnologias que são desenvolvidas para o melhoramento da
internet. Estre estas estão a reprodução de vídeos com diferentes codificações como a H.264, reprodutores
de vídeos com tecnologia HTML5, entornos gráficos 3D programadores por meio de WEBGL e sincronização
e fidelidade como os dispositivos móveis.

Chrome
Com este navegador você pode acessar todas as contas do Google (Gmail, Youtube, etc.) usando seu usuário.
Para gráficos e reproduções de vídeos ele permite compatibilidade com tecnologias como WEBGL, HTML5,
Canvas e SVG.

Firefox
Este navegador foi o pioneiro em utilizar HTML5 que atualmente é o mais usado em telefones móveis e
integra compatibilidade tátil para o Windows 7. A visualização de gráficos é compatível com várias
tecnologias gráficas como WEBGL, WebM, SVG e Canvas. Permite o uso de diferentes formatos de
tipografias abertos como WOFF, Truetype e opentype, caso você queira criar uma página Web.

Internet Explorer
Integra-se aos computadores com sistemas operativos a partir do Windows 7 dando a eles valor para
funções gráficas (somente para a internet Explorer 9). Aceita também HTML5, CSS3, SVG entre outros.
Possui um modo de compatibilidade para ver páginas criadas para navegadores mais antigo.

6
iCloud é o sistema de armazenamento de arquivos na nuvem da Apple

75
Safari
Foi o primeiro navegador a ser compatível com os padrões multimídias avançadas, como etiquetas de
imagens e sons HTML5. Assim como o Firefox, possui um bom rendimento com elementos gráficos
produzidos em WEBGL, WebM, SVG e Canvas.

CONHECENDO A INTERFACE DOS NAVEGADORES


Embora todos os navegadores sejam diferentes, apresentam algumas partes comuns que serão muito úteis
no momento em que estamos navegando na internet.

Barra de endereços
Todos os navegadores têm na parte superior uma barra ou espaço em que podemos escrever a URL ou
endereço do site que queremos navegar. Ao escrever o endereço de um site, você vai perceber que as
primeiras letras que você deve escrever são WWW. Mas, o que significam essas letras? World Wide Web, em
inglês. Já em português é Rede de Alcance Mundial e se refere a um protocolo para acessar a internet.

Figura 82: Barra de Endereços

Botões de navegação
Usualmente são encontrados no lado esquerdo da barra de endereços do seu navegador e são
caracterizados por serem duas flechas apontadas uma para a direita e outra para a esquerda.
São chamados de botão avançar e botão voltar. O botão voltar (apontado para a esquerda) é útil para voltar
a página que você estava visitando anteriormente e o botão avançar (apontado para a direita) levará você a
página que você visitou depois.

Figura 83: Botões de navegação

Navegação por guias


Podemos ter varias páginas abertas ao mesmo tempo, onde cada uma terá uma guia na parte superior à
barra de endereços. Basta clicar na guia da página desejada para acessar.

Figura 84: Guias de navegação

76
Botão Refresh
Este comando serve para atualizarmos a página atual, por exemplo, as redes sociais como Facebook e
Twitter, que mostram novos conteúdos postados.

Figura 85: Botão Refresh

Barra de favoritos
Nesta barra podemos deixar várias páginas favoritas para um acesso mais rápido que pelo método comum.

Figura 86: Barra de favoritos

Microsoft Edge
Microsoft Edge é o novo navegador da Web da Microsoft. Basicamente, o novo navegador é um substituto
para o Internet Explorer, que, ao longo dos anos, tem carregado uma fama de lento e incompatível com
novos recursos da web. Agora veremos cinco novidades deste novo navegador

Hub
O Hub é uma ferramenta que a Microsoft incluiu no Edge para deixar o
navegador mais organizado. Ele concentra todos os seus favoritos, a sua
lista de downloads e também o histórico de navegação recente. Mas o que
realmente é novidade nessa seção é a Lista de Leitura.
É possível salvar notícias, artigos e qualquer outro conteúdo da web nessa
lista pra ler quando você tiver tempo. É basicamente uma solução de
organização pra guardar coisas para depois sem precisar salvar nada
desnecessário nos favoritos. Figura 87: Hub

Web Note
A função Web Note é uma novidade exclusiva do Edge, segundo a
Microsoft. Ela permite basicamente desenhar com o mouse ou com os
dedos em qualquer página da internet. É uma nova forma de interagir com
a web que acaba sendo mais natural e prática.
Quando você clica no ícone do Web Note, a sua guia atual vira uma página
de anotações. É possível selecionar uma caneta para escrever, para circular
Figura 88: Web Note
ou marcar coisas. Há ainda um marca-texto colorido para destacar partes

77
específicas da página. Você consegue também fazer anotações mais simples e salvar tudo isso localmente ou
compartilhar com os amigos.

Modo Leitura
O Modo Leitura não é exatamente uma novidade em navegadores web, mas a Microsoft resolveu incorporar
essa ferramenta no Edge nativamente. No Chrome ou no Firefox, por exemplo, você precisa de uma
extensão para ter algo semelhante.
No Edge, só é preciso clicar no ícone do livrinho aberto no topo de janela e conferir as opções de leitura que
o navegador oferece. O Modo Leitura basicamente elimina tudo o que é desnecessário no momento,
deixando apenas o texto e as imagens na sua tela. Você consegue até personalizar a fonte, a cor do fundo e
alguns outros detalhes para ter uma experiência mais agradável.

Integração com a Cortana


A integração do Edge com a assistente digital Cortana deve ser o maior diferencial do browser. Isso vai
tornar várias atividades mais automáticas e inteligentes, mas ainda não sabemos exatamente o que estará
disponível num primeiro momento. A Cortana foi originalmente desenvolvida para o Windows Phone, e, por
isso, a Microsoft precisou fazer várias adaptações e dar novos propósitos para ela no modo desktop.
O que já sabemos é que a Cortana vai interpretar buscas direto na barra de endereços e trazer resultados
objetivos. Por exemplo, digitando “weather” (“tempo”, em inglês), você já vê a temperatura atual na sua
cidade, além de detalhes da possibilidade de chuva, antes mesmo de dar Enter.
Infelizmente, a Cortana ainda não funciona em português, nem no smartphone nem no computador. Há
indícios de que a Microsoft já esteja trabalhando em uma adaptação da assistente para o Brasil, mas a
empresa ainda não deu uma previsão de lançamento.

78
VÍRUS
Após o surgimento do computador e principalmente da internet, nós nos acostumamos a ouvir o termo
“vírus” para computadores. Até então, vírus era uma palavra comumente usada somente para designar os
causadores de doenças infeciosas.

Definição
Em uma definição simples podemos dizer que vírus de computadores nada mais são do que pequenos
programas desenvolvidos com o objetivo de causar
algum dano ao usuário do computador.
A maior incidência de contaminações no meio
tecnológico ocorre pelo próprio descuido do
usuário, geralmente executando um arquivo
infectado que tenha sido recebido por e-mail ou
por outro meio.
Em menor proporção, a infecção pode também
acontecer através de arquivos contaminados em
pen drives, CDs e outros dispositivos. Outro
causador do problema pode ser o Sistema
Operacional desatualizado, deixando assim, portas
Figura 89: Vírus de Computador
abertas e desprotegidas.

Objetivo
O vírus tem dois objetivos principais: O primeiro é desestabilizar o sistema, seja prejudicando o seu
desempenho, destruindo arquivos ou mesmo se espalhando para outros computadores. O segundo objetivo
é roubar informações dos computadores dos usuários como senhas e números de cartões de crédito ou
qualquer outro tipo de informação que seja relevante.
Os vírus mais comuns são os encontrados em programas e arquivos e são normalmente ativados quando o
usuário acaba clicando em algum programa da internet ou programa executável com a terminação (.exe). Os
vírus mais prejudiciais são aqueles que tentam roubar informações sigilosas dos usuários. Estes são os
chamados cavalos de troia, ou apenas trojan. Outro tipo de vírus é o worn, este é o mais perigoso, pois se
multiplica sozinho e amplia a infecção para outros computadores através da internet.

79
Como ele ataca?
Os vírus geralmente são criados por pessoas que possuem bastante
conhecimento na área da informática, porém, diferentemente dos
primeiros que surgiram que foram desenvolvidos através de linguagens
como Assembly e C, atualmente os vírus podem ser criados de modo bem
mais simples e rápido.
Antigamente, a disseminação de um vírus era bastante restrita, já que eles
Figura 90: Ataque de vírus
acabavam contaminando outros computadores através de disquetes, por
exemplo. Porém, com o uso da internet em larga escala, em poucos minutos um vírus pode atingir vários
computadores em diferentes partes do mundo. O modo mais tradicional de disseminar um vírus é através de
anexos em e-mails e assim, com um clique o sistema fica infectado.
O vírus, depois de instalado em uma máquina, pode executar várias tarefas, podendo inclusive, prejudicar o
sistema operacional inteiro.

Vírus em dispositivos móveis


Assim como nos computadores, os dispositivos mobile começaram a serem
usados para ler e-mails, checar a conta bancária, efetuar transações e até
fazer ligações, scanear documentos. Junto com todas estas facilidades e
tecnologias vieram os malfeitores, aqueles indivíduos que vivem para roubar
informações de outros através de programas maliciosos e fraudulentos.
Figura 91: Vírus em Dispositivos
Móveis Pra você "pegar" algum desses malware disponíveis para smartphone, basta
fazer download de algum aplicativo (que esteja infectado), acessar e-mails
duvidosos, entrar em links estranhos e até ao conectar seu celular no computador (lembrando que alguns
malware podem ficar escondidos ou em repouso por longos períodos).

80
Prevenção contra infecção dos vírus
Instale um antivírus
É muito importante ter um antivírus instalado em
seu computador/tablet ou smartphone, porém o
antivírus não protege completamente, existem
diversos vírus que ainda não são capturados pelos
antivírus por mais que eles estejam atualizados. E
se sua máquina for infectada por algum vírus, o
antivírus pode até remover, mas não é garantido
que a remoção seja completa.
O Windows 10 já vem com um antivírus chamado
Windows Defender, porém caso o usuário deseje
Figura 92: Antivírus
instalar outro, no mercado existem varias opções
gratuitas ou pagas. Lembrando que quando instalamos outro antivírus, o Windows Defender fica
desabilitado.

Cuidado com arquivos .EXE, .SCR, .BAT, .COM, .CPL, .LNK


Todo arquivo possui uma extensão, os vírus no geral são aplicativos e possuem estas extensões citadas
acima. Se você receber um e-mail de algum conhecido, e este falar pra você clicar no link para ver a
"imagem" e você clicar e se deparar com o seguinte:

Figura 93: Propriedades do arquivo

Observe atentamente as linhas em vermelho. Se o tipo de arquivo for Aplicativo, cancele o download, pois é
vírus. Todo vírus vai aparecer como Aplicativo se fosse uma imagem mesmo, apareceria Tipo: Imagem/Jpeg,
e na extensão apareceria.jpg, e o ícone estaria diferente. Esse ícone branco com um topo azul é ícone padrão
de aplicativo, e deve se tomar muito cuidado em abrir arquivos assim.

81
Faça downloads em sites confiáveis
A maioria dos jogos de computador ou programas são aplicativos e tem a extensão .EXE, então o ideal é
fazer downloads desse tipo, em sites confiáveis, que possuem uma equipe pra testar os programas e
verificar se tem vírus ou não.

Cuidado com Pen Drives


Existe vários vírus que se espalha por Pen Drive, geralmente em computadores de lugares públicos se você
colocar seu Pen Drive lá, certamente o vírus vai infectar seu Pen Drive e quando você colocar na sua
máquina e abrir, sua máquina será infectada também. Esse vírus cria um arquivo chamado autorun.inf no
seu Pen Drive e faz uma cópia dele mesmo para o Pen Drive, só que estes arquivos ficam ocultos e você não
poderá vê-los.

SERVIÇOS DA INTERNET
Hoje em dia a internet vem se tornando o principal meio de tecnologia e informação entre empresas e
pessoas, seja em qualquer área em que atuamos. É difícil acredita como uma pessoa pode não ter um e-mail,
uma conta na rede social ou mesmo um celular.
Destacamos os principais serviços de internet:

E-mail Motores de buscas Redes Sociais

Mensageiros Acesso Remoto Compartilhamento de Arquivos

Transmissão de Mídias Fórum de Discussão E-commerce

E-MAIL (CORREIO ELETRÔNICO)


É um método que permite compor, enviar e receber mensagens através
de sistemas eletrônicos de comunicação onde podemos anexar vários
tipos de arquivos como documentos ou imagens.
O correio eletrônico é mais antigo que a internet, e foi de fato uma Figura 94: Servidores de E-mail

ferramenta crucial para criá-la, mas na história moderna, os serviços de comunicação globais iniciaram no
início da ARPANET.
Para usá-lo só precisa de um computador que possua conexão com a internet e abrir ou criar uma conta de
correio eletrônico.
Não é necessário que a pessoa para quem você for enviar a mensagens esteja conectada à internet no
mesmo tempo que você, nem você precisa estar conectado à internet o tempo todo para receber
mensagens.

82
O correio eletrônico é como uma caixa postal que você pede para uma empresa de correspondência, só que
neste caso você solicita para uma empresa da Internet, como Google, Outlook ou Yahoo, no caso de contas
pessoais.
Essas empresas possuem gigantescos datacenter onde são conhecidos como servidores de correio.
Todos os provedores ou serviços de correio eletrônico contam com as mesmas ferramentas. No entanto,
existem características que os diferenciam entre si.
A seguir, você verá algumas semelhanças e diferenças entre Gmail, Outlook e Yahoo.

Caixa de Entrada
Todos os servidores de e-mail contam com um espaço para que você possa ver as mensagens que chegam.
Isto é chamado de Caixa de Entrada e consiste em uma lista das mensagens que você recebeu e onde você
encontrará dados adicionais como o remetente da mensagem, o título ou assunto da mensagem e a data de
envio.
A diferença entre a Caixa de entrada de Gmail, Outlook e Yahoo está na maneira que você organiza e
classifica suas mensagens.
Por exemplo, com Gmail você pode identificar suas mensagens com cores e nomes especiais, no Outlook
você pode fazer o mesmo, mas sem cores e com Yahoo você pode criar pastas rapidamente e classificá-los
com você quiser.

Administrador de mensagens
As ferramentas para administrar mensagens servem para manter o seu e-mail organizado. Todos os serviços
possuem as opções apresentadas a seguir:
Spam ou Lixo Eletrônico: Utilize esta opção para identificar as mensagens que você não quer voltar a
receber e as envia para a lista correspondente.
Excluir: Para aquelas mensagens que você não precisa manter guardada.
Mover para: Dá-lhe a possibilidade de classificar e agrupar as mensagens em algumas pastas
existentes ou outra que você já tenha criado previamente.
Mais ações: Aqui você encontrará mais opções para organizar as suas mensagens ou correios
eletrônicos.

Figura 95: Barra de Ferramentas do E-mail

83
Algumas diferenças
Todos os serviços de correio eletrônico têm ferramentas similares e botões que te ajudam a ordenar suas
mensagens. No entanto, existem algumas diferenças entre Gmail, Outlook e Yahoo.
Yahoo!
Para organizar suas mensagens, o Yahoo oferece uma forma rápida e simples de criar pastas e classificar
suas mensagens como você quiser, pode ser por nome, grupo, etc.
Gmail
O Gmail tem uma ferramenta adicional chamada Etiquetas. Esta opção ajuda a identificar suas mensagens
com cores e nomes especiais para que você possa vê-la classificada na Caixa de Entrada.
Outlook
De uma forma automática, o Outlook agrupa as mensagens que trazem os arquivos adjuntos segundo o seu
conteúdo. As mensagens com fotos chegam a uma pasta e são transferidas para outra.

Painel esquerdo de opções


Quando você acessar o seu e-mail, você perceberá que usualmente do lado esquerdo há um painel de
opções que possibilita o acesso às pastas de mensagens Enviadas, Rascunhos, Spam e Excluídos ou Lixeira.

Use a opção, Enviados para ver a lista de mensagens que você enviou;
Acessando a opção Rascunhos você poderá ver as mensagens que você escreveu, mas que ainda não
enviou.
A opção Spam ou Lixo Eletrônico mostrará a lista de mensagens que provem de sites de correios
massivos, sites comerciais ou de promoções e que não são relevantes.
Ao acessar a opção, Excluídos ou Lixeira você verá as mensagens excluídas da sua Caixa de Entrada
ou de qualquer uma das outras pastas.
A opção Chat, que você encontrará em qualquer um dos serviços de e-mail, é uma ferramenta que
possibilita a comunicação com pessoas que estão conectadas à internet e no chat ao mesmo tempo
em que você.

Figura 96: Painel Esquerdo de opções

84
Enviar uma mensagem
Para enviar uma mensagem de e-mail, primeiro você deve seguir estes passos:

Passo 1
Acesse a sua conta de e-mail com o seu usuário e senha. Se você não criou a sua conta de e-mail, faça o
cadastro preenchendo os dados solicitados no serviço de e-mail escolhido.

Passo 2
Para começar, o mais conveniente é que você esteja na Caixa de Entrada do seu e-mail, ou seja, onde está a
lista de mensagens que você recebeu.

Passo 3
Encontre o botão para escrever uma Nova Mensagem. Ele poder estar como Escrever, Novo ou Escrever
Mensagem. Isto depende do seu provedor de correio eletrônico.

Passo 4
Você acaba de acessar a página onde você encontrará tudo o que precisa para escrever o seu e-mail ou
correio eletrônico, conhecido como Painel de Escrita.
Observe que há vários espaços em branco onde você deve completar para enviar a sua mensagem.

Para ou Destinatários: Neste espaço, escreva o endereço do correio eletrônico da pessoa para quem
você deseja enviar a mensagem.
CC (com cópia): Aqui você pode escrever os
endereços das pessoas que você enviará uma
cópia da mensagem. Lembre-se de separá-los
Figura 97: Cabeçalho do e-mail
com vírgula, se você for enviar para mais de uma pessoa.
CCO (com cópia oculta): Use este campo para escrever os endereços das pessoas que também
receberão a mensagem, mas sem que os demais saibam.

Um endereço de e-mail começa com o nome do usuário, seguido pelo símbolo @ e o nome do provedor de
e-mail onde foi criada a conta, por exemplo, professor@prolinfo.com.
Seja cuidadoso ao escrever os endereços de e-mail nos campos correspondentes. Caso contrário, pode ser
que a mensagem não chegue ao seu destino correto e que você receba uma mensagem dizendo que o envio
falhou ou então que ela chegou para a pessoa errada.

Passo 5
No espaço Assunto, escreva um título que represente o motivo da sua mensagem.

Passo 6
Agora, escreva a sua mensagem no espaço vazio que ocupa grande parte da tela.

85
Passo 7
É importante que, no final de cada mensagem que você escreva, coloque a sua assinatura, ou seja, escreva o
seu nome e os dados para que possam contatar você.

Passo 8
Finalmente, clique no botão Enviar e veja um aviso notificando que a mensagem foi enviada.

Responder uma mensagem


Para responder um e-mail você deve seguir um processo similar ao de enviar, a única diferença é que você
deve acessar o e-mail recebido.

Ler uma mensagem de e-mail


Para responder uma mensagem, primeiro é necessário como ler esta mensagem. Então, siga estes passos:

Passo 1:
Acessa a Caixa de entrada da sua conta de e-mail clicando no botão Recebido, Entrada ou Caixa de Entrada,
de acordo com cada provedor.

Passo 2:
Clique sobre a mensagem que você quer ler e revise o conteúdo da mensagem.

Passo 3:
Identifique os botões, Responder, Responder a Todos e Encaminhar, que estão localizados na parte superior
do painel de leitura. Veremos a característica de cada opção:
Responder
Nesta opção, você responderá apenas ao remetente da mensagem que você acaba de ler. Você verá que na
caixa Para automaticamente está escrito o e-mail do remetente da mensagem.
Adicionalmente, na caixa do Assunto, você verá o prefixo Re: antecedendo o assunto com o qual
inicialmente você recebeu a mensagem.
Responder a todos
Este botão permite que você responda a mensagem tanto para o remetente como para todas as pessoas a
quem foram copiadas na mensagem.
Na caixa Para será incluído de forma automática o e-mail do remetente e na caixa CC, os e-mails das pessoas
para quem foi copiada a mensagem. O prefixo Res antecede o assunto inicial da mensagem.
Obs.: Quando respondemos a um e-mail se o mesmo possuía algum arquivo o mesmo não será enviado
novamente.

86
Encaminhar
Permite enviar para outras pessoas a mensagem que você recebeu. Neste caso, você deve escrever os e-
mails de quem você quer que receba a mensagem.
Na caixa Assunto você verá o prefixo Fwd: ou Enc: que indica que a mensagem foi enviada previamente por
outro remetente.

Como enviar arquivo anexo?


Um arquivo anexo é um documento que é enviado junto com a sua mensagem. Imagine uma mensagem
escrita numa folha com um clipe que prende algumas fotos ou outros documentos.

Passo 1
Uma vez que você termine de escrever sua mensagem, clique no botão Anexar Arquivos (Gmail e Yahoo!) ou
Inserir (Outlook).

Figura 98: Enviar Arquivo Anexo

Passo 2
Abrirá uma janela que mostra os arquivos que você tem guardado no seu computador. Procure o que você
quer incluir na mensagem e quando você encontrar o arquivo, clique sobre ele (suponhamos que você
queira anexar o arquivo “Currículo. docx”).

Passo 3
Clique no botão Abrir que está localizado no canto inferior direito desta janela. Você terá que esperar alguns
segundos até que o seu arquivo seja carregado. Assim que terminar de carregar você verá o arquivo
adicionado à sua mensagem.

Passo 4
Agora, envie a sua mensagem de correio eletrônico, com o arquivo anexado, como você faria
tradicionalmente, dando um clique no botão Enviar. Você pode anexar mais de um documento a cada
mensagem repetindo o mesmo processo anterior.

Fazer download de um arquivo anexo


Você perceberá se alguma das suas mensagens tem um arquivo anexado, quando ver um clipe junto a ela. O
que você deve fazer para ver o arquivo é fazer o download dele e salvá-lo no seu computador.

87
Passo 1
Primeiro você tem que estar na Caixa de entrada do seu e-mail, ou seja, onde está a lista de mensagens
recebidas. Procure por alguma mensagem que tenha um clipe e clique sobre ela.

Passo 2
Depois de encontrar a mensagem e abri-la, busque um botão que diga “Fazer o Download” ou “Baixar”.

Passo 3
Em alguns navegadores aparece uma janela de diálogo que irá guiar você para fazer o download do seu
arquivo. De qualquer maneira quando você ver essa janela, siga as instruções.

Passo 4
O seu arquivo já está salvo no seu computador. Para abri-lo você somente tem que procurá-lo onde você o
salvou.
Se você tentar fazer o download de um arquivo e aparecer uma mensagem de advertência sobre possíveis
riscos, revise o arquivo com um programa de antivírus e logo faça o download.

Escrever corretamente uma mensagem


Os requisitos de formalidade para elaborar uma carta ou uma anotação não se aplicam para um e-mail. No
entanto, a mensagem deve ser suficientemente clara.

Passo 1
Escrever o endereço de e-mail do destinatário na caixa Para e se desejar na caixa CC, escrever o endereço de
e-mail das pessoas que você quer que receba uma cópia da mensagem.

Passo 2
Em Assunto escreva o título da sua mensagem. Lembre-se que o Assunto é muito importante, já que é uma
introdução da sua mensagem e faz com que o destinatário se interesse por ele.

Passo 3
Escreva sua mensagem começando pelo mais importante ou o motivo da sua mensagem. Lembre-se que o
destinatário pode ter mais e um e-mail para ler e ele precisa saber de uma maneira rápida o motivo do seu
e-mail.

Passo 4
Por último, assine a mensagem para que o destinatário saiba corretamente de quem a mensagem provém.
Além disso, dará um toque pessoal e respeitoso ao comunicado.

88
COMERCIO ELETRÔNICO
Atualmente, graças à Internet, é possível comprar produtos sem sair de casa ou do trabalho, sem se
preocupar com horários e sem enfrentar filas. E ainda receber tudo em casa ou pedir para entregar
diretamente onde desejar.
Infelizmente há golpistas que se aproveitam das facilidades do comércio eletrônico para cometer fraudes.
Assim como existem lojas, sites e vendedores confiáveis, também existem aqueles cujo objetivo é lesar os
consumidores, causar prejuízos e obter vantagens financeiras. Os golpes envolvendo comércio eletrônico
são aqueles que procuram explorar a relação de confiança existente entre as partes envolvidas na transação
comercial.
Alguns exemplos de golpes deste tipo são:

 Golpe do site falso (phishing): um golpista pode criar um site falso, similar ao site original, e induzir os
clientes a fornecerem dados pessoais e financeiros, achando que estão no site verdadeiro.
 Golpe do site de comércio eletrônico fraudulento: um golpista pode criar um site fraudulento, com o
objetivo de enganar os clientes que, após efetuarem os pagamentos, não recebem as mercadorias.
Também pode anunciar promoções em sites de compras coletivas e, assim, conseguir grande
quantidade de vítimas em um curto intervalo de tempo.
 Golpe do site de leilão e venda de produtos: um golpista pode usar um site deste tipo para vender
produtos que nunca serão entregues. Também pode usar os dados pessoais e financeiros envolvidos
na transação para outros fins.

Ao realizar a compra

 Verifique as opções de pagamento oferecidas e escolha aquela que considerar mais segura
 Ao fornecer dados sensíveis via e-mail certifique-se de criptografar a mensagem
 Guarde as informações da compra, como comprovantes e número de pedido.
o Documente também outros contatos que você venha a ter
o Essas informações podem ser muito importantes caso haja problemas futuros
 Utilize sistemas de gerenciamento de pagamentos
 Além de dificultarem a aplicação dos golpes, também podem impedir que seus dados pessoais e
financeiros fossem enviados aos golpistas.

89
4.
DEFINIÇÃO
O Microsoft Office 2013, também chamado de Office 15, é a penúltima versão do suíte de aplicativos
Microsoft Office, lançada a 29 de janeiro de 2013.
O Microsoft Office é um suíte de aplicativos para escritório que contém vários programas já conhecidos de
outras versões desta suíte. Os mais comuns são o processador de textos (Word), de planilhas eletrônicas
(Excel), de apresentações (PowerPoint), de bancos de dados (Access), e o cliente de e-mails (Outlook),
dentre outros. O pacote Microsoft Office 2013 passa a ser oferecido como uma combinação de serviço na
nuvem com aplicativos locais.

VERSÕES
O Office 2013 apresenta mudanças nas edições de pacotes. As versões são:

Office 365 Home Premium: Em alusão aos dias do ano, este pacote contém sete aplicativos, Word,
Excel, PowerPoint, OneNote, Outlook, Publiser e Access. Além dos sete aplicativos a suíte oferece 20
GB de espaço no ONEDRIVE mais 60 minutos mensais gratuitos em ligações para qualquer parte do
mundo com o Skype. O diferencial deste pacote para os demais é a licença para até cinco. Esta licença
é vendida como anual e mensal.
Office 2013 Home and Student: Contém apenas quatro aplicativos, Word, Excel, PowerPoint e
OneNote. Possui apenas uma licença permanente.
Office 2013 Home and Business: Além de contar com os quatro aplicativos da edição Home and
Student, possui também o Outlook. Também oferece uma licença permanente.
Office 2013 Professional: Possui os mesmo aplicativos do Office 365, porém, com uma licença
permanente e sem os serviços do ONEDRIVE (neste caso a capacidade do ONEDRIVE não chega a 20
GB) e Skype.
CONCORRÊNCIA
Vamos mostrar alguns concorrentes do OFFICE 2013:

Libre Office
Um dos maiores competidores da Microsoft nessa área e um dos maiores representantes dos softwares
livres é o Libre Office, uma ferramenta que substitui não apenas Word, Excel e PowerPoint, mas também
outras opções de serviços. Ele é uma alternativa, por exemplo, para quem quer desenhar ou criar bancos de
dados.
Os aplicativos desse pacote suportam a maior parte dos formatos usados nos editores da Microsoft e da
Apple (os programas do iWorks) e possuem uma interface bem parecida com a do Office antigo, antes de ele
passar a funcionar no sistema de abas na parte de cima da tela. É possível importar fontes, criar gráficos,
tabelas e muito mais, de acordo com o programa que você está usando.
Para criar textos, planilhas e apresentações, essa pode ser a alternativa que você esperava para deixar de
usar o Office de maneira ilegal. Os softwares livres estão cada vez mais completos e fáceis de serem usados,
com interfaces que fazem com que qualquer pessoa que já usou um editor desse tipo possa aprender a
mexer em poucos minutos. Além do Windows, este app está disponível também para o Mac e o Linux.

Zoho Work
Esse pacote possui diversos de aplicativos disponíveis: ele possui 21 serviços disponíveis de graça na nuvem
e cobre a maior parte das necessidades de profissionais ou estudantes que trabalham com a criação de
documentos.
Naturalmente, substitutos para Word, Excel e PowerPoint existem nessa suíte de ferramentas e são ótimos
para quem está procurando uma alternativa para parar de usar o Office. É preciso criar uma conta neste
serviço usando um e-mail válido, mas isso serve apenas para organização e para que você possa guardar
alguns arquivos na nuvem e abri-los em outro local. Você ganha 5 GB de espaço para isso, gratuitamente.
É possível criar documentos e salvá-los no seu computador usando as mais famosas extensões de arquivos
de texto, planilhas e apresentações. Ou, se você precisar, pode abrir qualquer item compatível para editá-lo
neste serviço online. Ou seja, se você tem uma conexão com a internet sempre à disposição, esta pode ser a
melhor ferramenta para substituir o pacote Office no seu dia a dia.

92
Apache OpenOffice.org
Assim como o Libre Office, o Open Office é bastante famoso no mundo dos softwares livres. Eles foram
originados no mesmo projeto, mas acabaram sendo divididos. Hoje, se você quiser uma suíte de softwares
profissionais para instalar no computador sem pagar nada, pode escolher entre essas duas opções.
O Open Office tem compatibilidade praticamente total com documentos criados nos programas da Microsoft
e tem um visual bem familiar.
Os três principais aplicativos são os substitutos do Word, Excel e PowerPoint e eles trazem opções de layout,
configurações visuais avançadas, barras laterais de acesso rápido, compatibilidade visual de templates e
muito mais. Todos os programas são abertos em um só — na hora que você acessa o programa existe uma
tela para escolher que tipo de ferramenta deseja usar.
Assim como o Libre Office, você pode usar o Apache OpenOffice.org também no Mac e no Linux
gratuitamente e com as mesmas ferramentas do Windows. Todos os arquivos criados em um sistema
operacional são facilmente abertos em outro, diminuindo assim os problemas de compatibilidade entre
computadores com sistemas diferentes.

Google Docs
Apesar de ter migrado para o Google Drive, os serviços de criação de documentos online da Gigante de
buscas ainda podem ser chamados de Google Docs. São quatro aplicativos que permitem que você crie
documentos de texto, planilhas, apresentações de slides e formulários de pesquisas. O Docs não é tão
completo quanto às opções mais notáveis dessa lista (Como o Zoho e o Open Office), mas é uma boa
alternativa de edição rápida.
A melhor vantagem dele é que os aplicativos estão conectados à sua conta do Google, o que permite abrir
rapidamente qualquer documento do seu Drive e editar na nuvem. Outra boa ferramenta é a permissão de
edição colaborativa, que se torna mais fácil aqui já que praticamente todo mundo possui uma conta no
Google para fazer o login e entrar em um grupo de edição de algum arquivo.
O Google Drive pode ser instalado no computador, porém apenas para acesso rápido aos documentos. Ou
seja, para criar e editar os seus arquivos usando este serviço é preciso uma conexão com a internet. Uma
vantagem disso é que ele salva tudo instantaneamente e de maneira automática. Ou seja, se a sua conexão
cair ou mesmo se o seu computador for repentinamente desligado, tudo fica salvo na nuvem.

93
WORD 2013

O Word 2013 é um programa de processamento de texto, projetado para ajudá-lo a criar documentos com
qualidade profissional. O Word ajuda você a organizar e escrever os documentos de forma mais eficiente.

Conhecendo melhor
Interface Ribbon
Ainda a principal característica da nova interface Ribbon no Word 2013 é que todos os menus e barras de
ferramentas do Word 2003/2002/2000 foram categorizados e organizados em várias guias. Em outras
palavras, como os itens foram agrupados em diferentes abas, o menu ferramentas não existe mais.

Barra de Ferramentas de acesso rápido


A barra de ferramentas de acesso rápido é uma barra de ferramentas
personalizável que contém um conjunto de comandos que são Figura 99: Barra de Ferramenta de
Acesso Rápido
independentes da guia exibida no momento.

Barra de Status
A barra de status é uma área horizontal na parte inferior da janela do documento no Word. Fornece
informações sobre o estado atual do que está sendo exibido na janela do documento atual e outras
informações contextuais
Os botões do lado esquerdo da barra de status indicam:

Página 91 de 108 – Indica que a página 91 está sendo visualizada na tela, de um total de 108 página.
Palavras: – Indica que o documento possui 25.850 palavras até o momento.
O ícone do livro com um x indica que não há nenhum erro de revisão de texto.
PORTUGUÊS (BRASIL) - indica o idioma escolhido. Permite alterá-lo, clicando-se sobre o botão.
Do lado direito da Barra de Status encontram-se os seguintes botões de:

Modos de exibição do documento: São eles, na sequência: Modo de Leitura, Layout de Impressão, Layout da
Web.
Também é mostrada uma barra deslizante do zoom e o Zoom atual.

94
Faixa de Opções
A Faixa de Opções A Faixa de Opções é a parte correspondida pelas guias e grupos e suas ferramentas e foi
criada para ajudar o usuário a localizar rapidamente os comandos necessários para executar uma tarefa. Os
comandos são organizados em grupos lógicos, reunidos em guias. Cada guia está relacionada a um tipo de
atividade e algumas guias são exibidas somente quando necessário. Por exemplo, a guia Ferramentas de
Imagem somente é exibida quando uma imagem é selecionada.
No Word 2013, as guias padrão são: arquivo, página inicial, inserir, design, layout da página, referências,
correspondências, revisão, exibição.

95
Guia Arquivo
A guia Arquivo, embora seja chamada de guia, possui uma exibição diferente das outras guias do programa,
apresentando-se, quando clicada, como uma tela inicial. Ao abrir a guia arquivo, ela apresenta opções de
Informações sobre o arquivo que está sendo editado.
A seguir detalharemos os comandos desta guia:

Informações
Essa opção permite visualizar as propriedades gerais do arquivo, como caminho da pasta, tamanho do
arquivo, número de páginas e palavras, data da última modificação, além de informações sobre modo de
compatibilidade, permissões, compartilhamento e gerenciamento de versões.

Figura 100: Guia Arquivo/Informações

Novo
Permite abrir um documento novo, a partir de um documento em branco, ou escolher
a partir de um modelo.

Abrir
Esta opção abre uma janela mostrando várias pastas e arquivos, onde é possível abrir
um documento existente. Atalho: Ctrl+A.

Salvar
Permite salvar as alterações em um documento já existente. Este comando quando
executado em um novo arquivo, permite “Salvar Como” para que seja dado um
nome e uma localização para o novo documento. Atalhos: Ctrl+B ou Shift+F12.

Salvar Como
A primeira vez que o documento é salvo, mesmo que você clique na opção Salvar,
abre-se a janela Salvar Como, para que seja dado um nome e uma localização para o
novo documento. Após o documento ter sido salvo, para salvar como, renomear e/ou
indicar uma nova pasta para o arquivo, basta usar o atalho de teclado para a opção Salvar como, que é F12.

96
Imprimir
Permite imprimir o documento gerenciando as configurações de impressão, como número de Cópias;
Impressora; Imprimir todas as páginas (imprime o documento inteiro), imprimir a página atual ou
intervalo de páginas; Agrupado (1,2,3; 1,2,3; 1,2,3) ou Desagrupado (1,1,1; 2,2,2; 3,3,3); Orientação (Retrato
– para página em pé, ou Paisagem – para página deitada); Margens (Normal, Estreita, Moderada, Larga ou
Espelhada, esta para impressão em frente e verso); Páginas por folha (1, 2, 4, 8, 16 págs. Por folha ou
ainda, ajustar ao tamanho do papel). Atalho: Ctrl+P.

Compartilhar
Permite Enviar arquivo por E-mail, Apresentar online, Postar no Blog, dentre outras opções.

Exportar
Nesta opção é possível Criar PDF, dentre outras opções.

Fechar
Permite fechar o documento atual, porém, não fecha o programa. Atalhos: Ctrl+W ou Ctrl+F4.

Conta
É possível se acessar documentos em qualquer lugar entrando no Office online.

Opções
Permite acessar opções gerais de trabalho com o Word, configurar a maneira como o conteúdo do
documento é exibido na tela e configurar opções de como será impresso, alterar a maneira como o Word
corrige e formata o texto.

Guia Página Inicial


Alguns grupos possuem no canto direito uma seta. Isto significa que há opções referentes à ferramenta a
se rem abertas.

Grupo Transferência
Colar
Cola parte do documento que foi previamente copiada ou
recortada em local onde está posicionado o cursor do mouse.
Após ter copiado ou recortado parte do documento, clique na
guia Página Inicial e clique no botão Colar ou pressione o
atalho de teclas CTRL+V.
Ao clicar na setinha logo abaixo do botão Colar, desce um Figura 101: Grupo Área de Transferência

menu com opções de Colagem e Colar Especial.

97
Colar Especial
Ao clicar nesta opção, aparece varias opções, onde é possível escolher opções de colagem para o texto
previamente copiado ou recortado para a área de transferência. A opção “Texto não formatado” permite
colar um texto sem a formatação original, ou seja, o texto colado assume a formatação do parágrafo para
onde será colado. Esta é uma boa opção para aqueles textos que são copiados de páginas da Internet e
colados no Word. Assim, retira-se toda a formatação HTML do texto da Internet, deixando-o livre para
assumir a formatação do seu documento. Definir colagem padrão: Abre a guia “Avançada” das Opções do
Word, para que sejam configuradas opções para colagem.
Recortar
Remove parte do documento, que foi previamente selecionada, colocando na área de transferência, para
que posteriormente possa ser executado o comando de colar.
Copiar
Copia a parte do documento selecionada para a área de transferência, para que posteriormente possa ser
executado o comando de colar.
Pincel de Formatação
A ferramenta Pincel permite copiar a formatação de um parágrafo para outro.

Grupo Fonte
Fonte
Permite escolher um tipo de fonte para o texto.

Tamanho da fonte
Permite escolher um tamanho de fonte para o
Figura 102: Grupo Fonte
texto. Também podemos usar os comandos ao
lado para aumentar ou diminuir a fonte rapidamente

Maiúsculas / Minúsculas
Clicando neste comando, aparece um menu com as seguintes opções: minúsculas, Primeira Letra De Cada
Palavra Em Maiúscula, MAIÚSCULAS, aLTERAR maiúsculas / minúsculas.
Se pressionar o atalho de teclado Shift+F3, a palavra alternará entre Primeira Letra De Cada Palavra Em
Maiúscula e MAIÚSCULAS. Pressionando novamente, volta a ficar em minúsculas.

Limpar Toda Formatação


Limpa toda a formatação do texto selecionado.

Negrito
Aplica negrito ao texto. Atalho: Ctrl+N ou Ctrl+Shift+N

Itálico
Aplica itálico ao texto. Atalho: Ctrl+I ou Ctrl+Shift+I

98
Sublinhado
Sublinha o texto. Atalho: Ctrl+S ou Ctrl+Shift+S
Este botão possui uma setinha ao lado que, quando clicada mostra um
menu com opções de linhas para sublinhar o texto selecionado.

Tachado
Desenha uma linha no meio do texto selecionado.

Subscrito
Mostra o trecho selecionado abaixo da linha de escrita. Atalho: Ctrl+=

Sobrescrito
Mostra o trecho selecionado acima da linha de escrita. Ctrl+Shift++

Efeitos do Texto Figura 103: Opção Sublinhada


Permite aplicar efeitos visuais ao texto selecionado, como Sombra, Brilho,
Reflexo, etc.

Cor do Realce do Texto


Deixa o texto selecionado marcado por uma cor previamente selecionada na paleta de cores. Equivale à
caneta marca-texto.

Cor da Fonte
Permite alterar a cor do texto. Clicando na setinha ao
lado do botão aparece uma paleta com diversas cores.

Grupo Parágrafo
Marcadores 1 1 1 1 1
Para iniciar uma lista com marcadores. Clique na seta ao
0 1 2 3 4
lado para escolher o tipo de marcador. Figura 104: Grupo Parágrafo

Numeração
Para iniciar uma lista numerada. Clique na seta ao lado para escolher diferentes formatos de numeração.

Lista de vários níveis


Para iniciar uma lista com vários níveis. Clique na seta ao lado para escolher diferentes estilos de lista de
vários níveis.

Diminuir Recuo
Para diminuir o nível de recuo do parágrafo.

Aumentar Recuo
Para aumentar o nível de recuo do parágrafo. O padrão de recuo é 1,25cm.

99
Classificar
Para colocar o texto selecionado em ordem alfabética ou numérica. Clicando neste botão aparece uma
janela onde é possível configurar a classificação dos dados selecionados.

Mostrar Tudo
Para mostrar marcas de parágrafo e outros símbolos de formatação ocultos.

Alinhar Texto à Esquerda


Alinha o parágrafo selecionado à esquerda do texto

Centralizar
Alinha o parágrafo selecionado no centro do texto

Alinhar Texto à Direita


Alinha o parágrafo selecionado à direita do texto

Justificar
Alinha o parágrafo selecionado preenchendo a toda linha do texto

Espaçamento de Linha e Parágrafo


Para alterar o espaçamento entre as linhas do texto. É possível personalizar a quantidade de espaço antes e
depois do parágrafo, clicando na setinha ao lado do botão.

Sombreamento
Este comando serve para colorir o plano de fundo.

Bordas
Para personalizar as bordas do texto ou células selecionadas. Obs.: Existem várias configurações para as
bordas, bastando clicar na setinha ao lado do botão para visualizá-las.

Grupo Estilo

Figura 105: Grupo Estilo

Mostra estilos que pré-configurados que podem ser aplicados ao texto. Uma das facilidades utilizando
esses estilos é a facilidade de criar sumários no qual estudaremos em outro módulo

100
Grupo Edição
Localizar
Abre a área de Navegação no canto esquerdo da tela. Para localizar palavras no
texto. Atalho: Ctrl + L.

Substituir
Para localizar palavras e substituir por outras. Pode-se estender a pesquisa para Figura 106: Grupo
Edição
que o Word encontre palavras similares, ou reduzi-la para procurar uma parte de um
documento ou texto que utilize forma- tações específicas. Atalho: Ctrl + U.

Selecionar
Opções de Seleção, como “Selecionar Tudo”, onde seleciona o texto todo e “Selecionar Objetos”, etc.

Guia Inserir

Grupo Páginas
Folha de Rosto
Permite inserir uma folha de rosto no documento, completamente
formatada.

Página em Branco
Para inserir uma nova página em branco a partir da posição do cursor.

Quebra de Página Figura 107: Grupo Páginas


Permite inserir uma quebra de página. O cursor vai para a próxima página
automaticamente. Atalho: Ctrl+Enter.

Grupo Tabelas
Tabela
Permite inserir e trabalhar com tabelas no documento. Ao clicar na
setinha logo abaixo do botão Tabela, abre-se um menu com opções.
Selecionando-se uma sequência de quadradinhos, é possível inserir uma
tabela automaticamente, após soltar o mouse.

Inserir Tabela...
Permite inserir uma tabela na posição do cursor. Note que a opção tem
reticências no final, onde significa que será aberta uma janela de
opções, para que sejam feitas as configurações da tabela que será Figura 108: Grupo Tabela
inserida no documento.

101
Desenhar Tabela
Permite desenhar uma tabela linha por linha, definindo seu formato de maneira mais livre.

Converter Texto em Tabela...


Esta opção permite converter um texto selecionado em tabela. Note que a opção tem reticências no final, o
que significa que será aberta uma janela de opções, onde é possível definir como seu texto será convertido
em tabela.

Planilha do Excel
Permite inserir uma planilha do Excel no documento. Ao clicar nesta opção, a janela do programa Microsoft
Excel 2013 será aberta, onde o usuário poderá criar a planilha. Ao término, fecha-se a janela do Excel e a
planilha é inserida automaticamente no documento na posição do cursor e na forma de uma tabela. Porém,
sempre que o usuário der um duplo clique sobre esta tabela, automaticamente será simulado o ambiente do
Excel, permitindo alterações na planilha através do seu programa de origem.

Tabelas Rápidas
Permite inserir tabelas já pré-configuradas no documento, como calendários, listas, etc.

Grupo Ilustrações
Imagem
Insere imagens no documento. Esta opção abre um
quadro de diálogo, onde é possível escolher a imagem
de arquivo a ser inserida. Figura 109: Grupo Ilustrações

Imagens Online
Para inserir desenhos do Office: Esta opção vem substituir à opção Clipart de outras versões.

Formas
Permite inserir objetos de várias formas no documento, como linhas, setas, fluxogramas, textos explicativos,
estrelas, faixas, etc. Ao clicar no botão é aberto um menu com várias formas.

SmartArt
Permite inserir diagramas e organogramas no documento. Ao clicar nesta opção é aberta uma janela com
várias opções.

Gráfico
Com esta opção é possível inserir um gráfico no documento, a fim de ilustrar e comparar dados. Os gráficos
podem ser de várias formas, como Coluna, Linha, Pizza, Barra, Área, XY (Dispersão), Ações, Superfície, Rosca,
Bolhas, Radar. Ao clicar neste botão, é uma janela com opções de escolha do tipo de gráfico a ser inserido no
documento. No próximo módulo estudaremos melhor com o MS Excel 2013.

102
Instantâneo
Para trabalhar com imagens das telas dos programas. Permite inserir uma imagem de parte da tela do
arquivo, ou seja, “tira uma foto instantânea” da tela e
você pode escolher qual parte da tela preferir.

Grupo Suplementos
Lojas
Explora os aplicativos na Office Store.

Meus Aplicativos
Visualiza os aplicativos instalados adquiridos na Office
Figura 110: Grupos Suplementos / Mídia
Store.

Grupo Mídia
Vídeo Online
Permite localizar e inserir vídeos de uma variedade de fontes online

Grupo Links
Hiperlink
Permite criar um link para uma página da Web, uma imagem, um
endereço de e-mail, um programa ou qualquer outro tipo de arquivo.
Ao clicar nesta opção, é aberta uma janela com opções e pastas para
escolher o arquivo com o qual será feito o link. Atalho: Ctrl+K.

Indicador Figura 111: Grupo Links


Permite criar um indicador para atribuir um nome a um ponto
específico em um documento. É possível também criar hiperlinks que remetem diretamente a um local
indicado.

Referência Cruzada
Para referir-se a itens como títulos, ilustrações e tabelas, inserindo uma referência cruzada como, por
exemplo, “Consulte a tabela nº 6” ou “ir para a página 8”. As referências cruzadas serão atualizadas
automaticamente se o conteúdo for movido para outro local. Por padrão elas são inseridas como hiperlinks.

103
Grupo Comentários
Permite adicionar uma anotação sobre esta parte do documento.

Grupo Cabeçalho e Rodapé


Inserir Cabeçalho
Permite inserir um cabeçalho no documento. Ao clicar neste botão, opções de
cabeçalho são abertas em um menu. O conteúdo do cabeçalho é inserido na
Figura 112: Grupo Comentários
margem superior da página, sendo exibido, a princípio, em todas as
páginas do documento.

Inserir Rodapé
Permite inserir um rodapé no documento. Ao clicar neste botão,
opções de rodapés são abertas em um menu. O conteúdo do rodapé
é inserido na margem inferior da página, sendo exibido, a princípio,
em todas as páginas do documento.
Figura 113: Grupo Cabeçalho e Rodapé

Inserir Número de Página


Permite inserir números de páginas no documento.

Grupo Texto
Caixa de Texto
Para inserir caixas de textos no documento. Ao clicar neste botão, desce um menu com opções de caixas de
textos pré-formatadas e opção para desenhar uma caixa de texto.

Partes Rápidas
Permite inserir Auto Texto, Campos, propriedades de documento como título e autor do documento ou
qualquer fragmento de texto pré-formatado criado pelo usuário. Ao clicar neste botão, abre-se um menu
com opções.

WordArt
Ferramenta para inserir um texto decorativo no documento. Textos com
arte. Ao clicar neste botão, é aberto um menu com opções.

Letra Capitular
Permite inserir uma letra capitular ao parágrafo previamente selecionado.
Letra Capitular é um efeito de estilo, dado ao texto para chamar a atenção
em determinada matéria, muito usado em jornais e revistas. Ao clicar no
Figura 114: Grupo Texto
botão Letra Capitu- lar, é aberto um menu com opções para configuração.

104
Linha de Assinatura
Permite inserir uma linha de assinatura que especifique a pessoa que deve assinar. A inserção de uma
assinatura digital requer que o usuário já possua uma certificação digital.

Data e Hora
Para inserir a data e/ou hora atuais no documento atual. Ao clicar neste botão, é aberta uma janela onde é
possível configurar o formato de data e hora. Também pode-se habilitar a opção de atualização automática.

Objeto
Permite inserir um objeto OLE no documento. Ao clicar neste botão, abre-se um menu com duas opções
(Objeto, Texto de Arquivo). Ao clicar na opção Objeto, abre-se a seguinte janela, onde é possível inserir um
objeto de um programa.

Grupo Símbolos
Equação
Permite inserir equações nos documentos do Word. Ao clicar no botão, aparece
um menu com opções de Equações.

Símbolos
Para inserir símbolos que, normalmente não constam do teclado, como símbolos
de copyright, símbolos de marca registrada, marcas de parágrafo, etc. Ao clicar
neste botão, é aberto um menu com opções de símbolos. Figura 115: Grupo Símbolos

Guia Design

Grupo Formatação de Documento


Temas
Este comando permite escolher um tema dando ao documento um estilo rápido e diferente, onde cada tema
usa um conjunto exclusivo de cores, fontes e efeitos para criar uma aparência bacana
Também podemos personalizar nosso próprio tema a partir de um já existente

Espaçamento entre Parágrafos


Altera rapidamente espaçamento de linhas e de parágrafos do documento. Existem valores predefinidos
mais podemos personalizar.

Efeitos
Altera a aparência dos objetos de forma rápida.

Definir como Padrão


Aqui podemos salvar a aparência do documento criado para ser utilizado em novos documentos

105
Grupo Plano de Fundo da Página
Marca D’ água
Acrescenta um texto ou uma imagem ao fundo do documento
em todas as páginas

Cor da Página
Adiciona uma cor no fundo da página

Figura 116: Plano de Fundo da página


Bordas de Página
Aqui podemos inserir ou personalizar bordas em um documento

Guia Layout de Página

Grupo Configurar Página


Margens
Permite configurar as margens do documento. Ao clicar no botão Margens, aparece um menu com vários
esquemas de margens pré-configuradas (Normal, Estreita, Moderada, Larga, Espelhada).
Ao clicar em “Margens Personalizadas”, abre-se o quadro “Configurar Página”, com três abas (Margens,
Papel, Layout), onde é possível configurar margens, Orientação do papel, Tamanho do Papel, etc.

Orientação
Permite escolher a orientação do papel (Retrato ou Paisagem), para folha na vertical ou na horizontal,
respectivamente.

Tamanho
Permite escolher o tamanho do papel para o documento ou para a seção específica. Ao clicar no botão,
aparece um menu com vários tamanhos de papel pré-configurados. Também é possível personalizar o
tamanho desejado.

Colunas
Podemos dividir o texto em várias colunas, ou trechos selecionados. Para definir quantas colunas terá o
texto. Ao clicar na opção “Mais Colunas”, abre-se o quadro de diálogo “Colunas”, onde é possível fazer mais
configurações, como definir a largura de cada coluna, colocar uma linha entre as colunas e definir o
espaçamento entre as colunas.

Quebras
Quebras de páginas
Quebras de Seção

Números de Linhas
Adiciona números de linha à margem lateral de cada linha do documento.

106
Hifenização
Permite ao Word quebrar linhas entre as sílabas das palavras. Em livros e revistas há a hifenização em textos,
para proporcionar um espaçamento mais uniforme entre as palavras.
Ao clicar em “Opções de Hifenização”, abre-se uma janela, onde é possível escolher “Hifenizar o documento
automaticamente”, “Hifenizar maiúsculas”, determinar a zona de hifenização, limitar hifens consecutivos,
evitando assim o efeito degrau (vários hifens um abaixo do outro no final da linha), ou ainda fazer a
hifenização manualmente.
Ao clicar no botão “Manual”, o Word inicia a hifenização analisando onde é necessário hifenizar e
perguntando palavra por palavra.

Grupo Parágrafo
Recuar
À Esquerda
Mover o lado esquerdo do parágrafo em um determinado valor.
À Direita
Mover o lado direito do parágrafo em um de- terminado valor.

Espaçamento
Antes
Alterar o espaçamento entre parágrafos adicionando um espaço acima dos parágrafos selecionados.
Depois
Alterar o espaçamento entre parágrafos adicionando um espaço abaixo dos parágrafos selecionados

Grupo Organizar
Para utilizar as opções deste grupo, é necessário que hajam imagens ou objetos de desenho selecionados.

Posição
Posiciona o objeto selecionado na página conforme modelo selecionado. O texto será automaticamente
configurado para circundar o objeto.

Avançar
Traz o objeto ou imagem para frente do texto ou para frente de outra imagem ou objeto sobrepostos.

Recuar
Envia o objeto ou imagem para trás do texto ou para trás de outra imagem ou objeto sobrepostos.

Painel de Seleção
Mostra o Painel de Seleção para ajudar a selecionar objetos individuais e para alterar a ordem e a
visibilidade desses objetos.

107
Alinhar
Para alinhar as bordas de vários objetos selecionados. Pode-se centralizá-los ou distribuí-los uniformemente
na página.

Agrupar
Para agrupar objetos ou imagens de modo que sejam tratados como um único objeto ou imagem.

Girar
Girar ou inverter o objeto selecionado.

Guia Revisão

Grupo Revisão de Texto


Ortografia e Gramática
Para verificar a ortografia e a gramática no documento. Atalho: F7

Definir
Substitui a opção pesquisar. Permite fazer pesquisa para saber o significado das palavras.

Dicionário de Sinônimos
Para sugerir palavras com significado semelhante ao da palavra selecionada.

Contar Palavras
Conta o número de palavras, caracteres, parágrafos e linhas no documento. É possível visualizar a contagem
de palavras também na barra de Status do Word.

Grupo Idioma
Traduzir
Permite traduzir palavras ou parágrafos em um idioma diferente usando dicionários bilíngues ou tradução
automática.

Idioma
Permite definir o idioma para revisão do texto.

Grupo Comentários
Novo Comentário
Permite adicionar um comentário sobre a seleção. Também é possível excluir um comentário e navegar
pelos comentários.

108
Novidades Word 2013

Novo Modo de Leitura


Desfrute da leitura com uma vista que apresenta os seus documentos em colunas de fácil leitura na tela.

Figura 117: Novo Modo de Leitura

Retomar a leitura
Reabra um documento e continue a ler exatamente a partir do ponto onde parou. O Word lembra-se do
ponto em que ficou, mesmo que anteriormente tenha estado num computador diferente.

Figura 118: Retornar a leitura

Vídeo online
Insira vídeos online que pode ver diretamente no Word, sem ter de sair o documento, para que possa
continuar focado no conteúdo.

Figura 119: Vídeo online

109
Salvar e compartilhar os arquivos na nuvem
Você pode acessá-lo a qualquer momento que estiver online. Agora é fácil compartilhar um documento
usando o SharePoint ou o OneDrive. De lá, você pode acessar e compartilhar seus documentos do Word,
planilhas do Excel e outros arquivos do Office. Você pode até mesmo trabalhar com seus colegas no mesmo
arquivo ao mesmo tempo.
Iniciar com um modelo
Ao abrir o Word 2013, você tem uma variedade de novos modelos ótimos disponíveis para ajudá-lo a
começar em uma lista dos documentos visualizados recentemente para que você possa voltar para onde
parou imediatamente.

Figura 120: Iniciar um modelo

Abrir e editar PDFs


Abra PDFs e edite o conteúdo no Word. Edite parágrafos, listas e tabelas como os documentos do Word que
você já conhece. Transfira o conteúdo e deixe-o sensacional.
Guias dinâmicas de layout e alinhamento
Obtenha uma visualização dinâmica à medida que você redimensionar e mover fotos e formas em seu
documento. As novas guias de alinhamento facilitam o alinhamento de gráficos, fotos e diagramas com o
texto.

Figura 121: Guias dinâmicas de layout e alinhamento

110
5.
http://canaltech.com.br/tutorial/windows/como-usar-e-configurar-a-nova-central-de-acoes-do-windows-
10/
http://cartilha.cert.br/fasciculos/
http://informatica.hsw.uol.com.br/mecanismos-de-busca-da-internet.htm
http://jeancarloscunha.wordpress.com/2010/02/15/o-que-e-internet-conceitos-de-internet-internet-e-
suas-funcionalidades-como-usar-internet-introducao-a-internet-funcoes-para-internet/
http://windows.microsoft.com/pt-br/windows/introduction-to-computers#1TC=windows-7
http://www.fundacaobradesco.org.br/vv-apostilas/mic_pag2.htm
http://www.hardwarenapratica.com.br/componentes-necessarios-para-o-funcionamento-de-um-
computador/
http://www.hardwarenapratica.com.br/teclado-e-mouse/
http://www.infowester.com/impressoras.php
http://www.tecmundo.com.br/energia/10658-voce-sabia-que-usar-um-estabilizador-nao-serve-para-
nada-.htm
http://www.tecmundo.com.br/redes-sociais/33036-a-historia-das-redes-sociais-como-tudo-
comecou.htm
http://www.tecmundo.com.br/windows-10/73570-windows-10-saiba-diferenca-entre-painel-controle-
configuracoes.htm
http://www.tecmundo.com.br/windows-10/83887-windows-10-detalhes-novo-sistema-operacional-
microsoft-tudo-sobre-download.htm
http://www.vivoseudinheiro.com.br/qual-o-melhor-sistema-operacional/
http://www.wagnerbugs.com.br/arquivos/material/correioeletronico.pdf
http://ziggi.uol.com.br/blog/windows-10-explorador-de-arquivos-parte-2-4672#ixzz3sQOwf7te
http://ziggi.uol.com.br/blog/windows-10-explore-a-area-de-trabalho-4660
https://repositorioaberto.uab.pt/handle/10400.2/1798
https://support.office.com/pt-br/article/Tarefas-b%C3%A1sicas-no-Word-2013-87b3243c-b0bf-4a29-
82aa-09a681999fdc
http://www.techtudo.com.br/listas/noticia/2015/08/microsoft-edge-motivos-para-usar-ou-fugir-do-
navegador-do-windows-10.html
http://corporate.canaltech.com.br/o-que-e/infra/lan-wlan-man-wan-pan-conheca-os-principais-tipos-de-
redes/
http://canaltech.com.br/tutorial/windows/guia-definitivo-de-configuracao-do-windows-10/

111
http://www.gcfaprendelivre.org/tecnologia/curso/como_usar_internet/como_conectarme_a_internet/1.
do
https://www.oficinadanet.com.br/post/2961-o-que-e-wireless-e-como-funciona
http://www.infoescola.com/informatica/software/
http://www.tecmundo.com.br/windows-10/96311-desligar-suspender-hibernar-entenda-
diferencas.htm?utm_source=facebook.com&utm_medium=referral&utm_campaign=thumb
http://canaltech.com.br/noticia/windows/do-windows-10-ao-windows-10-veja-como-o-sistema-mudou-
nestes-30-anos-45911/
http://www.gcfaprendelivre.org/blog/caracteristicas_chaves_de_um_navegador/1.do
https://www.oficinadanet.com.br/post/10977-o-que-e-virus-de-computador
http://www.clica.net/artigo/como-evitar-os-virus-de-computador?c=959
http://www.gcfaprendelivre.org/tecnologia/curso/crear_un_correo_electronico/que_es_el_correo_elect
ronico/1.do
http://www.tecmundo.com.br/office/60329-6-melhores-alternativas-gratuitas-microsoft-office-2014.htm
http://windows.microsoft.com/pt-br/windows-10/microsoft-edge
http://www.tecmundo.com.br/microsoft-edge/79919-5-recursos-microsoft-edge-voce-precisa-
conhecer.htm

112