Você está na página 1de 40

FACULDADE DE TECNOLOGIA E CIÊNCIAS – FTC

(NEGRITO + 14 + CAIXA ALTA + CENTRALIZADO)

Nome do Aluno (NEGRITO + 14 + CENTRALIZADO)

TÍTULO (NEGRITO + 14 + CAIXA ALTA + CENTRALIZADO):


Subtítulo (Negrito + 14 + Centralizado)

Cidade (12 + Centralizado)


Ano (12 + Centralizado)
NOME DO ALUNO (NEGRITO + 14 + CAIXA ALTA +
CENTRALIZADO)

TÍTULO (NEGRITO + 14 + CAIXA ALTA + CENTRALIZADO):


Subtítulo (Negrito + 14 + Centralizado)

Natureza do trabalho, objetivo, curso


(Recuo 9 cm + 11 + Justificado) Modelo:
Projeto de Pesquisa apresentado como
requisito parcial para obtenção do título
de Bacharel em Fisioterapia pela
Faculdade de Tecnologia e Ciências de
Feira de Santana

Orientador: Profº(ª) Dr.(ª) ou Msc. (nome


do orientador).

Cidade (12 + Centralizado)


Ano (12 + Centralizado)
SUMÁRIO
(NEGRITO + 12 + CAIXA ALTA + CENTRALIZADO)

1 INTRODUÇÃO ........................................................................................... 03
2 PROBLEMA ............................................................................................... 04
3 HIPÓTESE ................................................................................................. 05
4 OBJETIVOS ............................................................................................... 06
4.1 Objetivo Geral ......................................................................................... 06
4.2 Objetivos específicos .............................................................................. 06
5 JUSTIFICATIVA.......................................................................................... 07
6 METODOLOGIA......................................................................................... 08
7 REVISÃO DE LITERATURA...................................................................... 14
8 ORÇAMENTO ............................................................................................ 18
9 CRONOGRAMA ........................................................................................ 19
REFERÊNCIAS ............................................................................................. 20
ANEXOS.......................................................................................................... 22
APÊNDICES.................................................................................................... 23
3

1 INTRODUÇÃO (NEGRITO + 12 + CAIXA ALTA + JUSTIFICADO)

Este roteiro para elaboração do projeto de TCC foi elaborado com as


informações constantes no Manual para elaboração de projetos e trabalhos de
conclusão de cursos: Monografias, Artigos e Planos de Negócios, 5ª Edição da FTC
Feira de Santana.
Na introdução deve-se apresentar um breve histórico sobre o tema geral a
ser estudado.
Compõe a introdução uma breve fundamentação teórica que apresente o
tema (10 a 15 linhas).
Formular um projeto de pesquisa envolve responder as seguintes
perguntas:
O que pesquisar? Implica na definição do PROBLEMA, dos pressupostos,
da base conceitual. Através da resposta a esta pergunta é possível definir o
ASSUNTO e o TÍTULO;
Para que pesquisar? A resposta a esta pergunta remete a
JUSTIFICATIVA do estudo a ser realizado;
Por que pesquisar? Delimita os OBJETIVOS que se deseja alcançar com
o referido estudo;
Como pesquisar? Define a METODOLOGIA, demarcando os passos a
serem seguidos;
Quando pesquisar? Determina o CRONOGRAMA de execução da
pesquisa;
Com que pesquisar? Apresenta ORÇAMENTO do estudo.
4

2 PROBLEMA (NEGRITO + 12 + CAIXA ALTA + JUSTIFICADO)

A definição do Tema e do Problema de estudo determina o que


denominamos de recorte do objeto, onde o tema implica na definição da área de
interesse, e o problema no aprofundamento do tema.
Ao elaborar um problema de pesquisa, deve-se levar em consideração os
seguintes pontos: o problema deve ser claro e preciso, deve ser delimitado e deve
ser elaborado em forma de pergunta.
Na elaboração do problema de estudo, deve-se considerar também os
seguintes questionamentos: Trata-se um problema original? O problema é
relevante? É adequado para o pesquisador? Existem possibilidades reais para
executá-lo? É financeiramente viável? Há tempo suficiente?
Ou seja, o problema é aquilo que se deseja saber sobre o tema proposto.
5

3 HIPÓTESE(S)

Este não é um item obrigatório no projeto de pesquisa.


Caso seja feita a opção por acrescentá-lo, será feita uma breve
argumentação do resultado que se espera ao final da pesquisa, ou seja, qual a
possível resposta para a pergunta feita no problema de investigação.
4 ou 5 Linhas.
6

4 OBJETIVOS (NEGRITO + 12 + CAIXA ALTA + JUSTIFICADO)

A definição dos objetivos determina Para que pesquisar? e contribui para


dar uma direção para os estudo, delimitando precisamente o que se pretende com a
pesquisa em questão.

4.1 Objetivo Geral (Negrito + 12 + Justificado)

O objetivo geral deve ser claro e demonstrar o que o estudo pretende.


Deve-se utilizar verbos no infinitivo para expor os objetivos (demonstrar,
propor, analisar, determinar, avaliar, conhecer, medir, calcular, caracterizar,
descrever, comparar, ...).
3 Linhas.

4.2 Objetivos Específicos (Negrito + 12 + Justificado)

Os objetivos específicos dão a ideia dos passos que devemos seguir para
atingir o objetivo geral, ou seja, quais as etapas da análise do estudo até atingir o
seu objetivo geral.
Assim como o objetivo geral, deve-se utilizar verbos no infinitivo para
expor as ideias.
3 Tópicos.
7

5 JUSTIFICATIVA (NEGRITO + 12 + CAIXA ALTA + JUSTIFICADO)

A justificativa deverá deixar claro o Por quê pesquisar? Sendo assim é


formulada de maneira clara e deve expor a relevância do projeto, considerando a
contribuição para a ciência, a relevância social e para os sujeitos, a importância para
a academia, e a articulação com área de atuação do pesquisador.
Sugere-se iniciar a justificativa descrevendo de forma sintética a relação
do autor do trabalho com o tema, ou seja, o que o motivou para realização do
trabalho (01 parágrafo). Em seguida, uma fundamentação teórica que justifique e
demonstre a importância do estudo, a relevância social e científica (1 a 2
parágrafos).
Total de 15 a 20 Linhas.
8

6 METODOLOGIA (NEGRITO + 12 + CAIXA ALTA + JUSTIFICADO)

Na metodologia será respondida a pergunta de Como pesquisar? através


do desenho do caminho a ser percorrido na execução da pesquisa, com a
identificação do tipo de pesquisa, dos instrumentos de coletas de dados e dos
instrumentos de análise de dados.
A metodologia define o tipo de estudo que será realizado, assim como
transmite o que será feito no estudo, passo-a-passo. A apresentação da metodologia
deve ser feita, preferencialmente, seguindo a ordem em que o trabalho será
realizado. Alguns itens apresentados abaixo podem não ser necessários a depender
do tipo de estudo que será realizado.
Para um maior aprofundamento sobre a metodologia que será utilizada,
sugere-se a leitura de livros de metodologia disponível na biblioteca da faculdade.

6.1 Tipo de estudo (Negrito + 12 + Justificado)

Um estudo pode ser classificado segundo três critérios básicos. Quanto a


natureza dos dados OU análise (Quantitativo ou Qualitativo); Quanto A
ABORDAGEM (Exploratória, Descritiva, Explicativa); e Quanto ao TIPO de coleta de
dados (Pesquisa experimental (laboratório), Estudo de Caso, Pesquisa de Campo,
Pesquisa Bibliográfica, e Pesquisa Autobiográfica).
A pesquisa quantitativa é a modalidade de pesquisa cujo objetivo
principal é descrever, analisar ou verificar as relações entre fatos e fenômenos
(variáveis) e permite tomar conhecimento do que, com quem, como e qual a
intensidade do fenômeno em estudo. Considera que tudo pode ser quantificável, o
que significa traduzir em números opiniões e informações para classificá-las e
analisá-las.
A pesquisa quantitativa é realizada através de estudos epidemiológicos:
Descritivos, Transversal, Caso-controle, Corte, e utiliza a estatística como
ferramenta básica de organização e análise dos dados (percentagem, média, moda,
mediana, desvio-padrão, coeficiente de correlação, etc.).
9

A pesquisa qualitativa é utilizada quando se busca percepções e


entendimento sobre a natureza geral de uma questão, abrindo espaço para a
interpretação. Tem caráter exploratório, estimula os entrevistados a pensarem
livremente sobre algum tema, objeto ou conceito. Mostra aspectos subjetivos e
atingem motivações não explícitas, ou mesmo conscientes, de maneira espontânea.
Na pesquisa qualitativa o pesquisador desenvolve conceitos, ideias e
entendimentos a partir de padrões encontrados nos dados, ao invés de coletar
dados para comprovar teorias, hipóteses e modelos pré-concebidos.
O quadro 1 apresenta um resumo da classificação dos tipos de estudo quantos aos
objetivos.

QUANTO A ABORDAGEM CONHECIMENTO OBJETIVOS A ALCANÇAR


AVALIADO

Exploratório Como • Conhecer mais e melhor o problema


• Elaborar hipóteses
• Define causa e consequência
• Traz estratégias de melhoria para as
consequências.
Descritivo O quê • Descrever características de população e
fenômeno
• Estabelecer entra a causa e a
consequência.

Explicativo Por quê • Identifica as variáveis que determinam a


ocorrência do fenômeno
• Explica a ideia de causa e efeito, ou seja,
porque acontece determinado fenômeno.

Quadro 1 Resumo da classificação dos tipos de estudo quantos aos objetivos

6.2 Local do estudo

Neste item, descreve-se onde e quando o estudo será realizado,


considerando as características do local que são relevantes para o estudo.

6.3 Sujeitos do estudo ou população de estudo (Negrito + 12 + Justificado)


10

Descreve-se como e porque os sujeitos serão selecionados e quais de


suas características são importantes ao estudo.

6.4 Materiais e Métodos ou Coleta de dados (Negrito + 12 + Justificado)

Em materiais e métodos descreve todas as informações relacionadas ao


instrumento a ser utilizado na pesquisa, definindo claramente como e quais os
critérios utilizados para seleção dos dados.
Pode-se descrever o questionário, formulário ou teste utilizado, além de
acrescentá-lo no anexo ou apêndice.

6.5 Análise de dados (Negrito + 12 + Justificado)

Neste item descreve-se as técnicas que serão utilizadas para avaliar os


dados coletados.

6.6 Aspectos éticos da pesquisa (Negrito + 12 + Justificado)

Segundo o Manual do NAAC “todo e qualquer projeto de pesquisa, que


seja relativo a seres humanos (direta ou indiretamente), deve ser submetido à
apreciação do Comitê de Ética em Pesquisa (CEP), conforme definido na Resolução
196/96”. (ANDRADE, 2011)
Ainda segundo o este Manual “incluem os projetos com dados
secundários (prontuários), pesquisas sociológicas, antropológicas e
epidemiológicas.” (ANDRADE, 2011).
Neste item deve-se citar a Resolução 196/96, quando for realizada uma
pesquisa de campo; Esclarecer que o projeto de pesquisa será enviado ao comitê de
ética para apreciação.
11

Considera-se também neste item a Lei Brasileira de Direitos Autorais –


LDA, publicada em 1998, garantindo a originalidade do texto desenvolvido, e que
todas as fontes consultadas e utilizadas apresentar-se-ão fidedignas e com sua
autoria identificada.

7 FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA (NEGRITO + 12 + CAIXA ALTA + JUSTIFICADO)


12

A fundamentação teórica (revisão bibliográfica) deve apresentar uma


revisão aprofundada sobre o tema. Para tanto, utilize fontes de pesquisa confiáveis e
atuais como: revistas especializadas, artigos científicos, trabalhos de referência,
livros texto.
Para uma melhor organização do conteúdo, facilitando a compreensão do
leitor, sugere-se dividir a revisão bibliográfica em subitens. Os subitens podem ser
organizados partindo-se dos conceitos inicias e necessários para enfim chegar ao
objeto de estudo do tema proposto. Uma opção na divisão dos subitens é utilizar dos
temas dos objetivos específicos até chegar ao tema do objetivo geral.
A divisão em subitens no projeto não é obrigatória. Caso não seja feita a
opção por dividir a revisão bibliográfica em subitens, deve-se ter o cuidado para que
o conteúdo fique organizado.
Neste item serão feitas referências sobre trabalhos anteriores publicados
sobre o tema, demonstrando a evolução do assunto e fornecendo subsídios para
sua fundamentação. Deve apresentar as contribuições mais relevantes e mencionar
os autores.
Seguem-se abaixo algumas orientações quanto à citação de autores
dentro do texto. Os exemplos foram retirados do Manual para elaboração de projetos
e trabalhos de conclusão de cursos: Monografias, artigo e planos de negócios, 4.ed.
Faculdade de Tecnologia e Ciências de Feira de Santana-Ba, 2011.

7.1 Regras gerais para citação (Negrito + 12 + Justificado)

Citar o(s) autor(es) em letras MAIÚSCULAS quando estiver dentro dos


parêntese acrescido da data, ou em letras minúsculas quando estiver fora dos
parênteses e somente a data dentro dos parênteses:
Ex:
(LAKATOS, 1978)
(HAYAKAWA; FUTUYMA 2000)
(GRIZOTTO; GIL; PENTEADO, 2005)
(SALVADOR et al., 2001)
Silva (2001)
13

Lucci e Figueiredo (2003)


Santiago et al. (2004)

7.2 Citação Direta (Negrito + 12 + Justificado)

Para as citações em um trabalho científico existem regras específicas que


devem ser observadas quando a citação for direta.

7.2.1 Citação direta (12 + Justificado)

É a transcrição textual dos conceitos do autor consultado exatamente


igual ao original
A reprodução do texto deve aparecer entre aspas duplas “...” até 3
linhas, mesmo quando houver mais de um parágrafo.
O sobrenome do autor consultado deve vir acompanhado do ano de
publicação da obra e o número da página do trabalho que foi retirada a citação.
(ver exemplo no item 6.1)

Ex:
“A seleção do material bibliográfico coletado deve ser feita em dois níveis:
num primeiro momento, escolhe-se o material que poderá constituir-se em fonte ou
subsídio para a elaboração do trabalho.” (COSTA, 2005, p.55).
De acordo com Aguiar (2006, p.157): “É aconselhável evitar a
denominação ‘notas bibliográficas’ ou ‘referências bibliográficas’ que podem
confundir-se com ‘citações bibliográficas’. O melhor é simplificar, dando o título de
‘bibliografia’ à lista de obras consultadas.”
Quando as transcrições contiver mais de 3 linhas devem ser destacadas
com recuo de 4 cm da margem esquerda, tamanho da letra 10, sem aspas e
espaçamento simples, mantendo as regras para citação do nome do autor.
Ex:
14

A qualidade essencial de um trabalho científico é a objetividade, que deve


presidir tanto a elaboração, o conteúdo intelectual, quanto o tipo de
linguagem empregada na redação. Nos trabalhos científicos, emprega-se
linguagem denotativa, isto é, cada palavra deve apresentar seu significado
próprio, referencial e não dar margem a outras interpretações. (MOORE,
2007, p.83).

7.3 Citação Indireta (Negrito + 12 + Justificado)

A citação indireta é aquela em que não há uma transcrição literal. O texto


é baseado na obra do autor consultado, em que se reproduz com as próprias
palavras o conteúdo e ideias do autor do texto consultado, mantendo a essência.
O sobrenome do autor consultado deve vir acompanhado do ano de
publicação da obra. Não é necessário colocar a página.
Ex:
Segundo Gonçalves (2004), a ovulação da fêmea de caranguejo ocorre
somente em noites de lua cheia.
A Contabilidade Ambiental é um conjunto de informações que relatem as
ações de uma entidade que modificam seu patrimônio (HERRERA, 2006).

7.4 Citação de citação (Negrito + 12 + Justificado)

A citação de citação é aquela, direta ou indireta, em que não se teve


acesso ao original.
Deve-se indicar o sobrenome do(s) autor(es) do trabalho original não
consultado, a data, seguido da expressão latina “apud”, do sobrenome do(s)
autor(es) da obra consultada e data. Nas referências deve-se citar somente o
documento citado.

Ex:
(REGO FILHO, 1987 apud SAGIN, 2003)
Conforme Lima (1999 apud MARCONI, 2004)
15

7.5 Modelos

a) Um autor
Ex:
Carlin (2005) investigou a formação [...] ou [...] (CARLIN, 2005).

b) Dois autores
Ex:
Carlin e Petz (2005) investigaram a formação [...] ou [...] (CARLIN; PETZ, 2005).

c) Três autores
Ex:
Pietrobon, Marques e Pereira (2007) colaboraram com a [...] ou
[...] (PIETROBON; MARQUES; PEREIRA, 2007).

d) Mais que três autores: quando a citação for de mais de três autores, deve-se citar
apenas o primeiro, seguido da expressão et al.
Ex:
Pietrobon et al. (2001), desenvolveram [...] ou [...] (PIETROBON et al., 2001).

e) Diversos documentos do mesmo autor e ano: quando for citado mais de 1


trabalho do mesmo autor, deve-se colocar uma sequência com letras das obras
citados após o ano.
Ex:
Souza (2007a)
Souza (2007b)

f) Mesmo sobrenome de autores para obras publicadas no mesmo ano: quando tiver
autores com sobrenomes iguais, deve-se acrescentar a 1ª letra do prenome.
Ex:
Duarte, A. (2005a)
Duarte, D. (2005b)
16

g) Mesmo sobrenome, inicial de prenomes e ano: quando tiver autores com


sobrenomes iguais e a mesma letra do prenome, deve-se escrever o nome por
completo.
Ex:
Lima, Dolores (2004)
Lima, Duarte (2004)

h) Mesmo(s) autor(es) e anos diferentes


Ex:
Castilho (2001, 2005, 2006)
(CASTILHO, 2001, 2005, 2006)
Castilho, Carraro e Costa (2004, 2008)
(CASTILHO, CARRARO, COSTA, 2004, 2008)

7.5.1 Publicações anônimas

Caso não se conheça a autoria do trabalho, deve-se citar o título do


trabalho publicado.

Ex:
Conforme o artigo Cuidados [...] (2007), calcula-se em [...]
Ou
[...] (CUIDADOS ..., 2007).

7.5.2 Entidades coletivas

Quando o autor do trabalho for uma entidade coletiva ou órgão, esta deve
ser citada com autora do trabalho. Devem ser citadas pela primeira vez por extenso
17

e posteriormente pelas siglas. Se necessário, deve ser incluída lista das siglas
utilizadas.

Ex:
Instituto Agronômico do Paraná – IAPAR (2006)

Ou
[...] (IAPAR, 2006)

(UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL – UFRGS, 2003)

a) Citação de documentos de autores diversos: quando o texto citado foi escrito a


partir da interpretação de textos de diferentes autores, todos os autores são citados,
manten a ordem alfabética, separados por ponto e vírgula.

Ex:
Boloni (2004); Crowley (2008); Lambari (1999) [...]

Ou
[...] (BOLONI, 2004; CROWLEY, 2008; LAMBARI, 1999)

8 ORÇAMENTO (NEGRITO + 12 + CAIXA ALTA + JUSTIFICADO)


18

No orçamento, devem-se prever os custos para execução do projeto e


fontes de financiamento (se houver). Este item é importante, pois demonstra a
viabilidade financeira do projeto.
a) Material de Consumo

Especificação Qtde Valor Valor Total


Unitário

     Canetas 10 0,90 9,00

     Folha de papel A4 (500fls) 1 13,00 13,00

Total 22,00

b) Serviços de Terceiros – Pessoa Física e Pessoa Jurídica

Especificação Qtde Valor Valor Total


Unitário

     Profissional que vai Editar o vídeo 1 100,00 100,00

     

Total 100,00

c) Equipamentos e Material Permanente

Especificação Qtde Valor Valor Total


Unitário

     Notebook 01 985,00 985,00

     Impressora 01 230,00 230,00

Total 1215,00

9 CRONOGRAMA (NEGRITO + 12 + CAIXA ALTA + JUSTIFICADO)


19

No cronograma estima-se o tempo necessário para execução do projeto.


É importante que as etapas do projeto sejam cumpridas no prazo previsto para evitar
possíveis atrasos e prejuízos.

ETAPAS JUN JUL AGO SET OUT NOV DEZ


Coleta de dados (pesquisa bibliográfica) X X
Definição do tema a ser trabalhado X
Formulação da introdução X
Formulação da justificativa e hipóteses X
Pesquisa sobre a área de estudo X X X
Construção do referencial teórico X X X
Formulação dos objetivos e metodologia a X
ser utilizada no processo.
Construção do questionário para X
complementar o conteúdo do Projeto.
Definição dos recursos (listagem) X
Aplicação do questionário X
Conclusão do trabalho X
Previsão de aplicação prática. X

REFERÊNCIAS (NEGRITO + 12 + CAIXA ALTA + JUSTIFICADO)

Para formatação das referências, devem-se seguir as normas da ABNT, que possui
regras específicas para cada fonte de dado (artigos, revistas, livros, jornais, sites da
web, etc.)
As orientações apresentados abaixo e os exemplos foram retirados do Manual para
elaboração de projetos e trabalhos de conclusão de cursos: Monografias, Artigos e
20

Planos de Negócios, 4. ed., Faculdade de Tecnologia e Ciências de Feira de


Santana-Ba, 2011.
Outras fontes de referências não citadas abaixo, consultar o referido manual.

ANDRADE, Robinson Moresca de. Manual para elaboração de projetos e


trabalhos de conclusão de cursos: monografias, artigos e planos de negócios. 4.
ed. Feira de Santana: FTC-Feira de Santana, 2011.

Referências
Ordenar a lista de referências em ordem alfabética do autor da obra.
Não colocar recuo de primeira linha; a referências são alinhadas à esquerda, com
espaçamento simples entre linhas. Entre uma referência e outra colocar dois
espaços simples.

Livro
AUTOR(es) do livro. Título do livro. Local de publicação: Editora, ano de
publicação.

Ex.:
SILVA JUNIOR, A. (Ed.). Análises físico-químicos de Terra Preta de Índio. São
Paulo: FEALQ, 2007.

Autor do capítulo é diferente da obra


AUTOR(es) do capítulo. Título do capítulo. In AUTOR(es) do livro. Título do livro.
Local de publicação: Editora, ano de publicação. Capítulo, página inicial-final.

Ex.:
TIMM, L.C. Análise estrutural de solo amazônico. In: SILVA JUNIOR, A. (Ed.).
Análises físico-químicos de Terra Preta de Índio. São Paulo: FEALQ, 2007. cap.
5, p. 65-94.
Trabalhos acadêmicos, dissertações e teses
AUTOR. Título da obra. Ano de publicação. nº de volumes e/ou total de páginas.
Grau e área de concentração – Instituição, local, ano da obra.

Ex.:
ANDRADE, R.M. Microbiologia do solo. 1996. 68 p. Monografia (Trabalho de
Conclusão do Curso de Licenciatura em Ciências e Habilitação em Biologia) –
Centro Universitário Filadélfia, Londrina, 1996.

Artigos de periódicos
21

AUTOR. Título do artigo. Título do periódico, série, local de publicação, volume, nº


do fascículo, página inicial-final, mês e ano de publicação.

Exs.:
TRUFEN, S. A experiência de tornarem-se pais de prematuros. Revista Brasileira
de Enfermagem, Ribeirão Preto, v.65, n.5, p.65-73, Mar 2004.

TRUFEN, S. et al. A experiência de tornarem-se pais de prematuros. Revista


Brasileira de Enfermagem Clínica, Londrina, v.31, n.5, p.65-73, Jun 2005.
Disponível em: <http://www.probe.br/sciencedirect.html>. Acesso em: 20 dezembro
2007.

Documentos jurídicos
Leis, decretos, portarias, resoluções, constituição etc. PAÍS (ESTADO OU
MUNICÍPIO).
Lei, nº e data (dia, mês e ano). Ementa. Local de publicação. Dados da publicação
que trouxe a legislação.

Exs.:
BRASIL. Lei n.11.788, de 25 de setembro de 2008. Dispõe sobre as relações de
estágio entre IES, concedentes e estagiárias. Diário Oficial, Brasília, 26 set. 2008.

BRASIL. Constituição (1998). Constituição da República Federativa do Brasil.


Brasília: Senado, 1988. 168 p.

ANEXOS (NEGRITO + 12 + CAIXA ALTA + CENTRALIZADO)

Constitui o anexo todo material elaborado por terceiros e que será utilizado na
pesquisa como questionários padronizados, o parecer do comitê de ética, uma
mapa, etc.
22

APÊNDICES (NEGRITO + 12 + CAIXA ALTA + CENTRALIZADO)

Constitui o apêndice todo material elaborado pelo autor e que será utilizado na
pesquisa como questionários ou formulários elaborados pelo autor, o Termo de
Consentimento Livre e Esclarecido –TCLE, um lista elaborada pelo autor, fotos
tiradas pelo autor, etc.
23
24

ORIENTAÇÕES EXTRAS
SOBRE O
PROJETO DE PESQUISA

Uma pesquisa é um processo sistemático de construção do conhecimento que tem


como metas principais gerar novos conhecimentos e/ou confirmar ou refutar algum
conhecimento pré-existente. É basicamente um processo de aprendizagem tanto do
indivíduo que a realiza quanto da sociedade na qual esta se desenvolve. A pesquisa
como atividade regular também pode ser definida como o conjunto de atividades
orientadas e planejadas pela busca de um conhecimento.
Sendo assim, vamos desmistificar a Pesquisa Científica e enxergar com
simplicidade a construção de trabalhos científicos através de algumas dicas úteis.
25

1º - O primeiro passo para fazer um bom projeto é escolher um tema para trabalhar
com o qual você tenha certa intimidade e afinidade.
2º - O segundo passo é definir um título, a partir desse tema, que delimite a
abrangência de sua pesquisa, o que significa que você irá demarcá-lo do ponto de
vista teórico, histórico e geográfico, com a finalidade de facilitar o seu estudo através
de um maior fechamento do tema.

ITENS do Projeto de Pesquisa:

1) Introdução
2) Problema
3) Hipótese
4) Objetivos
5) Justificativa
6) Metodologia
7) Referencial Teórico / Revisão Bibliográfica / Revisão de Literatura
8) Orçamento
9) Cronograma
Referências

1º - A introdução não é um item obrigatório no Projeto de Pesquisa, contudo poderá


ser inserido sem problemas. Mas é necessário se atentar para o fato de que este
item trata do tema geral, falando de forma genérica, sem se aprofundar muito, afinal
serve para despertar o interesse no Projeto, não é Resumo para conter tudo sobre o
trabalho.

2º - Problema (QUAL A QUESTÃO A SER RESOLVIDA?) Apresentar a questão


específica, isto é, o problema que você identificou e pretende solucionar com seu
projeto. Ou então, que questionamentos foram levantados acerca do tema ao fazer a
leitura sobre o assunto tratado? Que críticas podem ser feitas ao se examinar a
questão? O problema revela dúvidas a serem respondidas. (Este item corresponde a
uma ou mais perguntas). (1 pergunta).

3º - Hipótese (UMA RESPOSTA QUE SUPOSTAMENTE RESOLVE O PROBLEMA)


Trata-se de uma resposta provisória ao problema da investigação. Deve ser
elaborada a partir de observação, resultado de outra pesquisa, teoria ou mesmo
26

intuição. Deve ser bastante clara e concisa. (Este item corresponde a um


parágrafo com 3 a 5 linhas).

4º - Objetivos (O QUE FAZER?) apresentar o objetivo geral (um parágrafo com 3


linhas) e os objetivos específicos (no mínimo 3 tópicos). Relacionam-se às
respostas para o desenvolvimento do projeto em questão, significa enunciar o que
deve ser feito.
Lembrete a) Os objetivos específicos dizem como será desenvolvido o objetivo
geral.
Lembrete b) Deve ser explicitado por verbos no infinitivo: estudar, analisar,
questionar, comparar, introduzir, elucidar, explicar, contrastar, discutir, demonstrar,
informar e etc.

5º - Justificativa (POR QUE FAZER? PARA QUE FAZER?) Demonstrar neste ponto
a relevância, a importância do estudo em questão, seja teórica ou prática. Que
contribuições a pesquisa trará para a compreensão, a intervenção ou a solução do
problema no universo social a que se destina? (Este item tem no mínimo 15 e no
máximo 20 linhas, distribuídas em parágrafos).

6º - Metodologia (COMO FAZER? COM QUE? QUANDO? COM QUEM? ONDE?)


Consiste em dizer o tipo de pesquisa a ser abordada – descritiva, de campo,
exploratória, documental ou bibliográfica e estudo de caso. Neste item faz-se a
apresentação das fontes de pesquisa e dos instrumentos de coleta de dados. Indica
opções e a leitura operacional que o pesquisador fez do quadro teórico.

7º - Referencial Teórico ou Revisão Bibliográfica (O centro do projeto, tudo que


precisa ser dito acerca do tema que se pretende desenvolver) É o embasamento
teórico da sua pesquisa, que vai fundamentar fazendo uma síntese bem articulada
dos elementos teóricos, enriquecendo o conteúdo. Acrescentar citações, expondo e
analisando o pensamento de doutrinadores e estudiosos da área específica da
pesquisa. (Este item corresponde a 6 ou mais páginas).
27

8º - Orçamento representa tudo aquilo que será gasto para um bom


desenvolvimento do projeto (vide modelo anexo).

9º - Cronograma representa o tempo gasto para desenvolver o estudo (vide modelo


anexo).

*ATENÇÃO:
- Utilizar sempre a impessoalidade, ou seja, escrever na 3ª pessoa do singular
(IMPESSOALIDADE)
- O espaçamento entre linhas utilizado no conteúdo é 1,5.
- A fonte utilizada pode ser Times New Roman ou Arial no tamanho 12, no
conteúdo.

CITAÇÕES

CITAÇÃO DIRETA: Transcrição textual exata de parte da obra do autor consultado,


escrevendo.

Até 3 linhas a citação deverá ser escrita entre aspas e vir dentro do parágrafo.

Ex.:
28

Em direito, documento é um objeto corpóreo, resultado da atividade humana, que


pelos vestígios de confiabilidade, representa, por si só, permanentemente, um fato
idôneo. Na visão de Cervo (1978, p.52): “Documento é toda base de conhecimento
fixado materialmente e suscetível de ser atualizado para consulta, estudo ou prova”.

Com mais de 3 linhas a citação deverá ter recuo de 4cm, ser justificada e vir
com espaçamento simples. SEM ASPAS!!!

O resumo tem várias utilizações. Isto significa também que existem vários
tipos de resumo. Serão encontrados resumos como parte de uma monografia, antes
de um artigo, em catálogos de editoras, em revistas especializadas, em boletins
bibliográficos, etc. Por isso, antes de fazer um resumo deve-se saber a que ele se
destina, para saber como ele deve ser feito.

Segundo Marallo (2005, p.46):

Resumir é apresentar de forma breve, concisa e seletiva um certo


conteúdo. Isto significa reduzir a termos breves e precisos a parte
essencial de um tema. Saber fazer um bom resumo é fundamental
no percurso acadêmico de um estudante em especial por lhe permitir
recuperar rapidamente ideias.

CITAÇÃO INDIRETA: Escrever com suas palavras as idéias do autor, de forma


coerente, se referindo ao contexto, sem modificar a essência ou parafraseando-o.

De acordo com Polke (1972), é função do pesquisador conhecer o que os outros


realizaram anteriormente, a fim de evitar duplicações, redescobertas ou acusações
de plágio que possam gerar problemas de identificação futuros.
29

É função do pesquisador conhecer o que os outros realizaram anteriormente, a fim


de evitar duplicações, redescobertas ou acusações de plágio que possam gerar
problemas de identificação futuros (POLKE, 1972).

CITAÇÃO DE CITAÇÃO

É uma realidade atual a ideia de que o homem ao se definir se restringe e de acordo


com o pensamento de Ortega (1963 apud SALVADOR,1977, p.160): “O homem é
precisamente o que ainda não é. O homem não se define pelo que é, mas pelo que
deseja ser”.
“O homem é precisamente o que ainda não é. O homem não se define pelo que é,
mas pelo que deseja ser” (ORTEGA 1963 apud SALVADOR,1977, p.160).

MODELO DE METODOLOGIA para

REVISÃO BIBLIOGRÁFICA (teórica)

7 METODOLOGIA
30

A pesquisa a ser desenvolvida terá como objeto de estudo a Qualidade de


vida dos portadores de Sindrome de Down. O trabalho buscará identificar os fatores
que interferem e influenciam na qualidade de vida desses portadores, bem como,
explicar os aspectos sociais relacionados à inclusão e intervenção no âmbito da
Psicologia.
Para realizar essa pesquisa faz-se necessário uma coleta de dados referentes
ao tema. Serão utilizadas pesquisas bibliográficas para o embasamento teórico,
envolvendo diversos autores, obtendo assim, opiniões variadas sobre a temática
abordada, com o intuito de possibilitar um maior entendimento e análise do assunto.
Será desenvolvida com base em material publicado em livros, revistas,
documentários e artigos.
O material utilizado para a elaboração deste trabalho está disponível na
biblioteca da Faculdade de Tecnologia e Ciências de Feira de Santana. Além de
artigos científicos, revistas e endereços eletrônicos.
Assim, trata-se de um estudo bibliográfico, exploratório, descritivo, numa
abordagem qualitativa, que teve como objetivo descrever e citar as contribuições dos
autores quanto à temática.
Inicialmente foi realizado uma leitura exploratória e em seguida uma seleção
de opiniões, e por conseguinte pesquisado vários autores. A primeira etapa deste
trabalho terá cunho exploratório, quando se fará um levantamento teórico sobre o
que é a Sindrome de Down, que discorre sobre o tema proposto, e para concluir
será feito um estudo bibliográfico, através de livros da área de saúde e artigos sobre
o assunto, visando trabalhar uma visão científica com dados qualitativos inerentes.

MODELO DE METODOLOGIA para PESQUISA Prática

8 METODOLOGIA
31

8.1 Tipo de estudo

Será realizado um estudo experimental longitudinal, de base populacional.


Parte deste estudo bibliográfico complementado por pesquisa de campo de base
qualitativa.

8.2 Local do estudo

O estudo será realizado na Clínica de Dermato-Funcional Simone Oliveira,


localizada na Vitória Center, Avenida Santo Antônio, Capuchinhos, cidade de Feira
de Santana - Ba. Clínica especializada em Estética corporal e facial, dispõe de
aparelhos de tecnologia avançada e atual, com profissional habilitada e
Especializada na área de Fisioterapia Dermato-Funcional.

8.3 Sujeitos do estudo

Serão abordadas 10 mulheres participantes de tratamento estético corporal


na clínica Simone Oliveira, com adiposidade localizada abdominal, com faixa etária
acima de 30 anos.

8.4 Materiais e métodos

Serão utilizados aparelho de lipocavitação, fita métrica, câmera digital, caneta,


questionário para entrevista.

8.5 Análises de dados


32

As técnicas realizadas serão documentadas através de fotos e da ficha de


avaliação.

8.6 Aspectos éticos da pesquisa

A Resolução 196/96 trata de diretrizes e normas regulamentadoras de


pesquisas envolvendo seres humanos e é baseada nos principais documentos
internacionais que apresentaram critérios de pesquisas semelhantes. Segue, sob a
ótica do indivíduo e das coletividades, quatro referenciais básicos da bioética:
autonomia, não maleficência, beneficência e justiça, visando assegurar os direitos e
deveres relacionados à comunidade científica, aos sujeitos da pesquisa e ao Estado.

Os direitos autorais ou lei Brasileira de Direitos Autorais (LDA), publicada em


1998, são um conjunto de normas legais e prerrogativas morais e patrimoniais
(econômicas) sobre as criações do espírito, expressas por quaisquer meios ou
fixadas em quaisquer suportes, tangíveis ou intangíveis. São concedidos aos
criadores de obras intelectuais e compreendem os direitos de autor e os que lhe são
conexos. Eles se inserem na área que algumas correntes doutrinárias chamam de
direitos intelectuais, embora seja mais conhecida com o nome de propriedade
intelectual.

Com relação à Resolução CNS n.º 196/96, o princípio que a orienta é a


salvaguarda da dignidade humana, cujos elementos básicos são a autonomia, a
liberdade e o respeito a essas grandezas. Em decorrência disso, proclama que toda
pesquisa deve se processar após consentimento livre e esclarecido dos sujeitos,
indivíduos ou grupos que, por si e/ou por seus representantes legais, manifestem a
sua anuência à participação na pesquisa, livre de vícios (coação, simulação, fraude
ou erro), dependência, subordinação ou intimidação, após explicação completa e
pormenorizada sobre a natureza da pesquisa, seus objetivos, métodos, benefícios
previsto, potenciais riscos e o incômodo que esta possa acarretar, formulada em
um termo de consentimento, autorizando sua participação voluntária na pesquisa.
33

Todos os funcionários que irão participar do estudo assinarão um Termo de


Consentimento Livre e Esclarecido e o trabalho será encaminhado para o Comitê de
Ética da Faculdade de Tecnologia e Ciências, de acordo com os padrões exigidos
na Resolução 466.

___________________________________________________________________

INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES SOBRE A METODOLOGIA

Definição dos instrumentos e procedimentos para investigação:

a) Definição da amostragem: a pesquisa qualitativa não se baseia em


elementos numéricos para garantir sua representatividade. Pergunta-se
“quais indivíduos sociais têm uma vinculação mais significativa para o
problema a ser investigado?”. Já a quantitativa busca gerar medidas precisas
e confiáveis que permitam uma análise estatística efetiva. É importante
ressaltar que as pesquisas Quantitativas e Qualitativas oferecem perspectivas
diferentes, mas não são opostas. De fato, representam abordagens que
podem ser utilizadas em conjunto, de acordo com a necessidade em questão,
obtendo assim mais informações do que poderia se obter se os métodos
fossem utilizados isoladamente.

b) Coleta de dados: definir as técnicas que serão utilizadas tanto para a


pesquisa de campo (entrevistas, observações, formulários, história de vida)
como para a pesquisa suplementar de dados, caso seja utilizada pesquisa
documental (consulta a anuários, censos e etc).

c) Organização e análise dos dados: deve-se escrever com clareza como os


dados serão organizados e analisados. Por exemplo, as análises de conteúdo
e de discurso são procedimentos possíveis para análise e interpretação de
dados, e cada uma dessas modalidades preconiza um tratamento
diferenciado para a organização e sistematização dos dados.

MODELO DE TERMO DE AUTORIZAÇÃO PARA REALIZAÇÃO DA PESQUISA,


EMITIDO PELA INSTITUIÇÃO COPARTICIPANTE DA PESQUISA

TERMO DE AUTORIZAÇÃO PARA REALIZAÇÃO DA PESQUISA

Eu, ..... [informar nome completo], ..... [informar nome do cargo que ocupa na
instituição], RG Nº ....., CPF Nº ....., AUTORIZO ..... [indicar o(s) nome(s) do(s)
pesquisador(es), seu(s) RG, CPF, e função(ões) institucional(is) – se aluno indicar o curso e nº
34

da matrícula institucional, se professor indicar a instituição e o nº da matrícula funcional], a


realizarem .... [informar os procedimento metodológicos que serão realizados pelos
pesquisadores, por exemplo: realizar observação e/ou entrevista e/ou aplicar questionário],
com os ... [identificar o(s) grupo(s) de participante(s)], para a realização do Projeto de
Pesquisa [indicar o título da pesquisa], que tem por objetivo primário [indicar o objetivo da
pesquisa].
Os pesquisadores acima qualificados se comprometem a:

1- Obedecerem às disposições éticas de proteger os participantes da pesquisa, garantindo-lhes


o máximo de benefícios e o mínimo de riscos.
2- Assegurarem a privacidade das pessoas citadas nos documentos institucionais e/ou
contatadas diretamente, de modo a proteger suas imagens, bem como garantem que não
utilizarão as informações coletadas em prejuízo dessas pessoas e/ou da instituição,
respeitando deste modo as Diretrizes Éticas da Pesquisa Envolvendo Seres Humanos, nos
termos estabelecidos na Resolução CNS Nº 466/2012, e obedecendo as disposições legais
estabelecidas na Constituição Federal Brasileira, artigo 5º, incisos X e XIV e no Novo
Código Civil, artigo 20.

[Localidade], [dia] de [mês] de [ano].

[assinatura do responsável institucional]


[carimbo com nome, cargo e ato de indicação do cargo]
OBSERVAÇÕES:
1- O Termo deve ser elaborado pela instituição coparticipante, em papel com o timbre e identificação
institucional.
2- Todos os pesquisadores envolvidos na pesquisa devem ter nome, Nº do RG, Nº do CPF, vínculo
institucional e nº da matrícula institucional informados no corpo do Termo.
3- Apenas o responsável pela instituição deve apor carimbo e assinatura no Termo.

MODELO DE TERMO DE CONFIDENCIALIDADE E SIGILO

Eu xxx, nacionalidade, estado civil, profissão, inscrito(a) no CPF/ MF sob o nº 00000,


abaixo firmado, assumo o compromisso de manter confidencialidade e sigilo sobre todas as
informações técnicas e outras relacionadas ao projeto de pesquisa intitulado “xxxxx”, a que
tiver acesso nas dependências do (departamento, setor, escola, UBS,etc) da (Instituição
responsável)

Por este termo de confidencialidade e sigilo comprometo-me:


35

1. A não utilizar as informações confidenciais a que tiver acesso, para gerar benefício próprio
exclusivo e/ou unilateral, presente ou futuro, ou para o uso de terceiros;

2. A não efetuar nenhuma gravação ou cópia da documentação confidencial a que tiver acesso;

3. A não apropriar-se para si ou para outrem de material confidencial e/ou sigiloso da tecnologia
que venha a ser disponível;

4. A não repassar o conhecimento das informações confidenciais, responsabilizando-se por


todas as pessoas que vierem a ter acesso às informações, por seu intermédio, e obrigando-se,
assim, a ressarcir a ocorrência de qualquer dano e / ou prejuízo oriundo de uma eventual quebra
de sigilo das informações fornecidas.

Neste Termo, as seguintes expressões serão assim definidas:

Informação Confidencial significará toda informação revelada através da apresentação da


tecnologia, a respeito de, ou, associada com a Avaliação, sob a forma escrita, verbal ou por
quaisquer outros meios.

Informação Confidencial inclui, mas não se limita, à informação relativa às operações,


processos, planos ou intenções, informações sobre produção, instalações, equipamentos,
segredos de negócio, segredo de fábrica, dados, habilidades especializadas, projetos, métodos
e metodologia, fluxogramas, especializações, componentes, fórmulas, produtos, amostras,
diagramas, desenhos de esquema industrial, patentes, oportunidades de mercado e questões
relativas a negócios revelados da tecnologia supra mencionada.

Avaliação significará todas e quaisquer discussões, conversações ou negociações entre, ou com


as partes, de alguma forma relacionada ou associada com a apresentação da tecnologia “xxx”,
acima mencionada.

A vigência da obrigação de confidencialidade e sigilo, assumida pela minha pessoa por meio
deste termo, terá a validade enquanto a informação não for tornada de conhecimento público por
qualquer outra pessoa, ou mediante autorização escrita, concedida à minha pessoa pelas partes
interessadas neste termo.

Pelo não cumprimento do presente Termo de Confidencialidade e Sigilo, fica o abaixo assinado
ciente de todas as sanções judiciais que poderão advir.

Feira de Santana, 00/00/00

______________________________

Pesquisador(a) Responsável

(MODELO CARTA DE ANUÊNCIA)

Título (CARTA DE ANUÊNCIA PARA AUTORIZAÇÃO DE PESQUISA)

Ilmo Sr. Prof. Dr. Nome completo do Diretor

Solicitamos autorização institucional para realização da pesquisa intitulada Título do


projeto de pesquisa a ser realizada no nome da instituição, pelo aluno(a.) de
36

graduação ou de pós-graduação nome completo, sob orientação do Prof(a). Dr(a)


nome completo do orientador responsável, com o(s) seguinte(s) objetivo(s): citar
o(s) objetivo(s), necessitando portanto, ter acesso aos dados a serem colhidos no
setor de especificar se prontuários, arquivos, enfermarias, laboratório, pacientes e
demais detalhes(dependendo da metodologia do estudo) da instituição. Ao mesmo
tempo, pedimos autorização para que o nome desta instituição possa constar no
relatório final bem como em futuras publicações na forma de artigo científico.
Ressaltamos que os dados coletados serão mantidos em absoluto sigilo de acordo
com a Resolução do Conselho Nacional de Saúde (CNS/MS) 466/12 que trata da
Pesquisa envolvendo Seres Humanos. Salientamos ainda que tais dados sejam
utilizados tão somente para realização deste estudo.
Na certeza de contarmos com a colaboração e empenho desta Diretoria,
agradecemos antecipadamente a atenção, ficando à disposição para quaisquer
esclarecimentos que se fizerem necessária.

Feira de Santana, _______ de _____________ de ________.

________________________________
Prof(a). Dr(a) Nome completo
Pesquisador(a) Responsável do Projeto

( ) Concordamos com a solicitação ( ) Não concordamos com a solicitação

____________________________
Prof(a). Dr(a) Nome completo
Diretoria da Instituição onde será realizada a pesquisa

(CARIMBO)

FACULDADE DE TECNOLOGIA E CIÊNCIAS


(Feira de Santana)
(Psicologia)
37

MODELO DE TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO


(TCLE)

(Roteiro)

(Em 2 vias, firmado por cada participante-voluntário (a) da pesquisa e pelo responsável)

Eu, .....................[1] ............................., tendo sido convidado(a) a participar como


voluntário(a) do estudo ....................... [2] ..............................., recebi do(a)
Sr(a). ....................... [3] ................................., d(o,a) ........................ [4] ...................,
responsável por sua execução, as seguintes informações que me fizeram entender sem
dificuldades e sem dúvidas os seguintes aspectos:

Que o estudo se destina a ................ [5] ...............

Que a importância deste estudo é a de ................ [5] ...............

Que os resultados que se desejam alcançar são os seguintes: ................ [5] ...............

Que esse estudo começará em ______ e terminará em ________

Que o estudo será feito da seguinte maneira: ................ [5] ..............

Que eu participarei das seguintes etapas: ................ [5] ...............

Que os incômodos que poderei sentir com a minha participação são os seguintes: ..........
[5]...........

Que os possíveis riscos à minha saúde física e mental são: ................ [5]..............

Que deverei contar com a seguinte assistência: ................[5] ..............., sendo


responsáve(l,is) por ela : ................ [6] ................

Que os benefícios que deverei esperar com a minha participação, mesmo que não
diretamente são: ................ [5] ..............
38

Que a minha participação será acompanhada do seguinte modo: ................ [5]..............

Que, sempre que desejar, serão fornecidos esclarecimentos sobre cada uma das etapas
do estudo.

Que, a qualquer momento, eu poderei recusar a continuar participando do estudo e,


também, que eu poderei retirar este meu consentimento, sem que isso me traga qualquer
penalidade ou prejuízo.

Que as informações conseguidas através da minha participação não permitirão a


identificação da minha pessoa, exceto aos responsáveis pelo estudo, e que a divulgação
das mencionadas informações só será feita entre os profissionais estudiosos do assunto.

Que eu deverei ser ressarcido por todas as despesas que venha a ter com a minha
participação nesse estudo, sendo-me garantida a existência de recursos OU Que o estudo
não acarretará nenhuma despesa para o participante da pesquisa.

Que eu serei indenizado por qualquer dano que venha a sofrer com a participação na
pesquisa, podendo ser encaminhado para .... (descrever instituição que o sujeito da
pesquisa poderá ser encaminhado para minimizar ou sanar os danos da pesquisa, caso seja
a proposta do pesquisador)

Que eu receberei uma via do Termo de Consentimento Livre e Esclarecido, que contempla
todos os requisitos fixados pela Resolução 466/12 CNS.

Finalmente, tendo eu compreendido perfeitamente tudo o que me foi informado sobre a


minha participação no mencionado estudo e estando consciente dos meus direitos, das
minhas responsabilidades, dos riscos e dos benefícios que a minha participação implicam,
concordo em dele participar e para isso eu DOU O MEU CONSENTIMENTO SEM QUE
PARA ISSO EU TENHA SIDO FORÇADO OU OBRIGADO.

Endereço d(o,a) participante-voluntári(o,a)


Domicílio: (rua, praça, conjunto):
Bloco: /Nº: /Complemento:
Bairro: /CEP/Cidade: /Telefone:
Ponto de referência:

Endereço d(os,as) responsáve(l,is) pela pesquisa (OBRIGATÓRIO):


Instituição:
Bairro: /CEP/Cidade:
Telefones p/contato:
39

ATENÇÃO: Para informar ocorrências irregulares ou danosas durante a sua participação no


estudo, dirija-se ao:
Comitê de Ética em Pesquisa da Faculdade de Tecnologia e Ciências

Feira de Santana,

Assinatura ou impressão datiloscópica Nome e Assinatura do(s) responsável(eis) pelo estudo (Rubricar
do (a) voluntário(a) ou responsável legal as demais páginas)
e rubricar as demais folhas

 Preencher todos os campos.

[1] nome completo d(o,a) voluntári(o,a) ou, d(o,a) responsável legal nos casos deste ser
menor de idade ou estar impossibilitado de manifestar-se autonomamente.
[2] título completo da pesquisa.
[3] Função, Titulação e nome completo d(os,as) responsáve(l,is) pela pesquisa (Ex.: Prof.
Dr. Fulano de Tal).
[4] razão social da Instituição onde a pesquisa será desenvolvida
[5] Completar as informações em linguagem acessível, utilizando de termos e expressões de
uso popular corrente. Manter o uso da 1ª pessoa do singular Esclarecer todos os itens,
mesmo aqueles que não tenham implicações diretas com o estudo proposto (Ex.: A
participação no estudo não trará nenhum risco à minha saúde física ou mental). Constatada
a omissão de algum item, o CEP condicionará a aprovação do projeto à comprovação de
sua inclusão no Termo.

[6] Indicar os, as responsáveis, endereço, telefone, etc.