Você está na página 1de 10

Conhecendo um pouco mais o carburador

Alavanca do afogador – Enriquece a mistura para facilitar a partida em dias frios.

Eixo da borboleta – É quem oferece suporte para que a borboleta seja movimentada pelo cabo do acelerador

Parafuso de ajuste da mistura – Se bem regulado fornece a mistura de 14/1 necessária para o correto
funcionamento dos motores a gasolina.

Válvula solenóide – Corta ou libera a entrada de combustível no giclê de alta.

Cuba – É um pequeno reservatório de combustível abaixo do carburador, funciona como uma caixa d’agua
residencial.

Duto da mangueira de pressão – Responsável por manter a gasolina na mesma pressão externa, se estiver
obstruído causa mau funcionamento em locais altos.

Duto de entrada de combustível – É o local onde o carburador recebe a alimentação do tanque de


combustível.
Parafuso de ajuste de marcha lenta – regula a rotação do motor enquanto parado, o motor deve estar entre
1200-1300 RPM em condição de marcha lenta. Age diretamente na borboleta do carburador (em
carburadores a vácuo)

Pistonete – A medida que se abre ou fecha, muda a abertura do venturi de maneira a facilitar ou dificultar a
entrada de ar no motor aumentando ou diminuindo a rotação.

Agulha – Quando levantada não oferece obstáculo a saída do combustível para o motor, é na base da agulha
que o combustível é vaporizado para dentro do motor.

Borboleta – Controla a entrada de ar na câmara de combustão e assim consequentemente acelera ou diminui


a rotação do motor.

Algumas peças importantes

CDI – essa pecinha é importantíssima na moto, ela quem limita os giros do motor. Quem gera o pulso para a
bobina de força para que seja gerada a centelha na vela e ocorrer a queima, ela quem interpreta o sinal do
TPS que indica a posição da borboleta do acelerador, é também que aciona o solenóide e corta o
combustível e diagnostica a parte elétrica da moto, ou seja é a central da motocicleta. Procure não queimar
essa peca (fazendo certos malabarismos como dar tiro e coisa e tal) porque se queimar você não encontrara
paralela, so a original que é bem cara. E não existe compatível em outra marca de moto.

Bateria – Dispensa comentários, é quem fornece a tensão de 12 volts necessários a operação da moto, alarme
e tudo que se refere a parte elétrica.

Relé do pisca – Responsável pelas piscadas das setas de direção.

Relé de partida do neutro – É quem faz a moto dar a partida no ponto morto ou com a embreagem acionada
quando em marcha.

Relé de partida – É responsável por fornecer a corrente momentânea ao motor de arranque da moto, é
desativado assim que o motor passa a funcionar, essa peça só esta presente em motos com partida elétrica.
Nele também está encaixado o fusível principal e o reserva da moto.

Sensor TPS – É um potenciômetro que varia a resistência de acordo com a posição da borboleta, fornece
uma tensão variável ao CDI que interpreta e decide a quantidade de combustível necessária para aquela
rotação do motor. É baseado nessa informação que o solenóide corta a alimentação do carburador.
Solenóide – É uma válvula elétrica que corta ou libera combustível, conforme as informações enviadas pelas
leituras do CDI.

Válvula Pair – É um dispositivo que coleta ar limpo da caixa do filtro de ar e injeta na descarga da moto com
o objetivo de enriquecer com mais oxigênio os gases resultantes da queima, mascarando os resultados das
sondas utilizadas nas inspeções veiculares.

Ligando o farol na chave de ignição


Geralmente motos grandes não dependem do funcionamento do motor pra que o farol ilumine, bastando para isso girar a chave e
pronto, o farol acende.

Nas YBRs Fans Titans e mais algumas isso não acontece, mas podemos dar um jeito.

Alem da luminosidade ficar estável não dependendo do motor, é mais pratico em locais onde não podemos fazer barulho.

Abra a carcaça d farol e localize o conector branco com 4 fios e desconecte-o. Insira uma chave fina de maneira que destrave o
calco do conector para que o fio marrom com pinta prata saia, esse é o mesmo fio que é ligado ao amarelo com listra vermelha
que vem direto do estator. Compre um conector fêmea do tamanho do conector que você acabou de remover e pluge-o nele e
cubra com fita isolante, a outra ponta descasque. (se quiser testar, ligue a moto e verá que o farol não acenderá)

Localize os dois fios que saem da ignição um é vermelho e o outro marrom, desconecte o marrom e introduza no meio do conector
de maneira que saia pelo buraquinho e espalhe as pontas do fio de maneira que ele fique no formato do cone do conector e
reconecte novamente.
Pronto agora é só girar a chave que o farol acende, se quiser economizar bateria é so desligar na chave que fica nos controles
manuais, lembrando que poderá ser multado por andar de farol apagado durante o dia.

Recomendo usar esse artifício se sua bateria estiver em bua saúde, no caso da minha troquei recentemente por uma selada.

Desmontando o carburador
Como primeiro tutorial, vamos aprender a desmontar o carburador a vácuo da Factor 125. Um Mikuni BS 25.

Abra a tampa lateral direita da moto da moto, afrouxe as abraçadeiras que ligam o carburador ao filtro e ao
coletor de admissão, desconecte a mangueira da gasolina, já com o registro na posição OFF, drene a gasolina
que fica na cuba do carburador usando uma chave philips, retire a mangueira que controla a pressão do ar e
retire o sensor TPS com uma chave philips, do outro lado usando uma chave 10mm retire o cabo do
acelerador desrosqueando a porca superior e desconectando o cabo do acelerador. Puxe o carburador pra trás
de maneira que saia primeiro do coletor de admissão e depois da caixa do filtro de ar.

A primeira parte a ser desmontada é a cuba do carburador, desconecte o cabo do solenóide, retire os três
parafusos philips da parte de baixo, no meu caso coloquei parafusos de fenda porque acho mais cômodos.

Retire a cuba com cuidado, ela é meio presa mesmo mas sai com facilidade, atente pra a borracha que veda a
cuba pra não perder.
Retire o giclê de alta usando uma chave 9mm ou uma chave de fendas frande, depois retire o de baixa
usando uma chave de fendas comum.
Retire o parafuso de ar, o da mistura que esta na lateral do carburador. Pronto a parte de baixo foi
desmontada.

Logo em seguida retire a bóia e a agulha utilizando uma chave philips com cuidado. Repare que na parte de
baixo do carburador é onde fica a válvula solenóide, observe bem que aposição dela desconectada é aberta,
deixando passar o combustível, quando o sistema esta agindo ela costuma fechar, ela é ligada diretamente a
base do giclê de alta e agulha, portanto ela é responsável diretamente pelo consumo da moto.
Se você deseja somente limpar o carburador, pare por ai, limpe as pecas num recipiente com gasolina
utilizando uma escova de dentes ate não sobrar nenhum resíduo nas pessas, assopre os giclês e certifique-se
que estão limpos e remonte tudo. A limpeza básica estará feita.

Desmontar a parte de cima é fácil. Retire os dois parafusos philips na tampa e retire com cuidado, la você ira
encontrar a mola do pistonete, o pistonete com o diafragma em borracha preta e a agulha presa a ele.. repare
que essa agulha descansa sobre a parte superior do giclê de alta quando montada, quanto mais ela sobe, mais
combustivel ela libera e entra no motor.
No coletor do carburador existem 4 entradas de ar, 2 são de marcha lenta, que faz o adentrar na base da
agulha para que haja a vaporização, uma é a principal, do venturi, e a outra é a que fornece a pressão
necessária pra levantar o pistonete, criando o vácuo na base do carburador.
limpe todas as pecas com gasolina e ponha pra secar. Na hora de remontar o sistema a vácuo uma dica:
coloque o dedo por baixo do pistonete para mante-lo sempre em cima e tampe a parte superior do carburador
observando o guia de borracha do diafragma e prenda com os dois parafusos.

Se não fizer isso a moto não passa de 50km/h porque o pistonete não ira subir. Pra garantir que ele esta
funcionando coloque a boca na entrada de ar no formato de meia lua e assopre. O pistonete devera subir e
descer conforme a forca do ar sem dificuldades.

Remontado, coloque no lugar no sentido inverso ao desmonte e pronto.

Esse video (em inglês) dá uma ideia bem clara do processo

Clique aqui para visualizar no youtube