Você está na página 1de 10

Escadas Pressurizadas

Cálculos

Ivan Ricardo Fernandes

CÁLCULO DO SUPRIMENTO DE AR
Vazão

Q = 0,827 x A x (P)(1/N)
ONDE:
Q é o fluxo de ar (m3 /s)
A é a área de restrição (m2 )
P é o diferencial de pressão (Pa)
N é um índice que varia de 1 a 2
• No caso de frestas em torno de uma PCF, N = 2
• No caso de frestas em vãos estreitos, tais como frestas em torno de janelas, N = 1,6
• Vazão de ar (condição padrão de ar com densidade de 1,204 kg/m 3 )

Trajetórias de escape do ar em Paralelo

ATotal  A1  A2  A3  A4
3

1
Trajetórias de escape do ar em Série

1 1 1 1 1
   
( ATotal ) 2 ( A1 ) 2 ( A2 ) 2 ( A3 ) 2 ( A4 ) 2
4

TABELA 2 – ÁREAS TÍPICAS DE ESCAPE PARA QUATRO TIPOS DE PCF

Vazamentos não identificados

Acrescenta-se a vazão de ar uma porcentagem de 25%.

Vazamentos nos dutos

Deve ser computado um acréscimo na vazão de ar de 15%


no caso de dutos metálicos e de 25% no caso de dutos construídos
em alvenaria.
QTS = QT x 1,4
QTS = QT x 1,5

Abertura Intermitente de Portas

Deve ser usada uma velocidade média do ar de no mínimo 1,0 m/s,


através da área da porta aberta.

O número de portas abertas é determinada conforme Anexo B.

2
Exemplo de Cálculo

Hotel de 18 pavimentos e pé-direito 3,0m.

I – Parâmetros para os cálculos de vazão de ar


II - Cálculo do suprimento de ar necessário para se obter o diferencial de
pressão entre a escada e os ambientes contíguos
III - Cálculo do suprimento de ar necessário para a condição de portas
abertas
IV - Cálculo de vazão de ar considerando o incremento dos valores
referenciais de vazamentos em dutos e vazamentos não identificados

I – Parâmetros para os cálculos de vazão de ar


1) Quantidade de pavimentos com comunicação com a escada pressurizada: 18
2) Quantidade total de portas corta-fogo (PCF) de ingresso à escada de segurança:
NPI = 17 portas simples
3) Quantidade total de PCF de saída da escada de segurança: NPS = 01 porta simples
4) Quantidade de PCF abertas a serem consideradas no cálculo para a situação de
emergência (incêndio): NPA = 02 (conforme Anexo B – Serviço de Hospedagem)
5) Área de vazamento por meio de frestas das portas corta-fogo (PCF) que
comunicam a escada pressurizada com os diversos pavimentos adotando PCF
simples e batentes rebaixados. Conforme Tabela 2 do Anexo A:
a) 0.03 m² – porta de acesso ao espaço pressurizado
b) 0.04 m² – porta de saída do espaço pressurizado
6) Área de passagem de ar por meio do vão de luz de uma porta corta-fogo aberta,
em caso de situação de incêndio – adotar PCF simples: 1,64 m² (conforme Tabela 2
do Anexo A)
7) Fator de segurança adotados:
a) 15% para vazamentos em dutos metálicos;
b) 25% para vazamentos não identificados.
8) Velocidade mínima de ar pressurizado escapando através de uma porta aberta:
V = 1m/s

3
II - Cálculo do suprimento de ar necessário para se obter o diferencial de
pressão entre a escada e os ambientes contíguos
1) Condições consideradas:
a) situação de emergência (incêndio);
b) todas as PCF da escada pressurizada fechadas;
c) diferencial de pressão entre o espaço pressurizado e os ambientes
contíguos igual a 50 Pa.

2) Cálculo das áreas de restrição - escape de ar através de frestas das portas - (A):
a) dados:
NPI = 17; área de fresta de 0,03m² para PCF de ingresso
NPS = 01; área de frestas de 0,04m² para PCF de saída
b) Cálculo da área de escape de ar por meio das frestas das PCF de ingresso ao
espaço pressurizado (API):
API = 17 x 0,03 m²
API = 0,51 m²
c) Cálculo da área de escape de ar por meio das frestas das PCF de saída do espaço
pressurizado (APS):
APS = 01 x 0,04 m²
APS = 0,04 m²
d) Cálculo da área total de restrição (A):
A = API + APS = 0,51 m² + 0,04 m² = 0,55 m²

3) Cálculo do fluxo de ar necessário para o sistema de pressurização considerando


as PCF fechadas - (QFT)
Cálculo de QFT:

QFT = 0,827 x A x (P)(1/N) (Equação 1) sendo

A = área de restrição = 0,55 m²


P = diferencial de pressão = 50 (Pa) (conforme Anexo A da NPT)
N = índice numérico = 2

Portanto, QFT = 0,827 x 0,55 x (50) ½


QFT = 3,22 m³/s

III - Cálculo do suprimento de ar necessário para a condição de portas abertas


1) Condições consideradas:
a) área de passagem de ar por meio do vão de luz de uma porta corta-fogo aberta:
AVL = 1,64 m²;
b) quantidade de PCF abertas a serem consideradas no cálculo para a situação de
emergência (incêndio):
NPA = 02 (sendo 1 de ingresso e 1 de saída)
c) área de passagem de ar por meio das frestas de uma porta corta-fogo fechada:
APF = 0,03 m² (portas de ingresso);
d) quantidade de PCF fechadas a serem consideradas no cálculo:
NPF = 16
e) velocidade mínima de ar pressurizado escapando através de uma porta aberta:
VPA(min) = 1m/s

2) Cálculo da área aberta considerando as portas abertas mais as frestas das PCF
consideradas fechadas:
APA = AVL x NPA + APF x NPF
APA = 1,64 m² x 2 + 0,03 x 16 = 3,76 m²

3) Cálculo da vazão de ar através da área aberta (QAT ):


QAT = APA x VPA
QAT = 3,76 m² x 1,0 m/s = 3,76 m³/s

4
IV - Cálculo de vazão de ar considerando o incremento dos valores referenciais de
vazamentos em dutos e vazamentos não identificados
1) Condições:
a) fator de segurança quanto ao tipo de duto: dutos metálicos: 15%
b) fator de segurança para vazamentos não identificados: 25%

2) aplicação das condições previstas na Equação 4:


QFT < QAT, então QT = QAT
QT = 3,76 m³/s

3) Cálculo da vazão de ar para pressurização com acréscimo dos fatores de


segurança:
QTS = QT x 1,4 [Equação 5 a) item 5.1.6.6]
QTS = 3,76 x 1,4
QTS = 5,26 m³/s
QTS = 19.000 m³/h

Perda de Pressão em Dutos - Singularidades

Pressão Estática Ventiladores


- Perda na Admissão (veneziana) = 40 Pa
- Perda do Filtro de Admissão de Ar = 60 Pa
- Perda do Duto de Admissão de Ar = 40 Pa
- Perda no Damper de Sobre-pressão = 70 Pa
- Perda no Duto de Insuflamento = 20 Pa
- Perda do Canal de Pressurização = 161 Pa
- Perda na Grelha de Insuflamento = 10 Pa
- Pressurização Máxima na Escada = 50 Pa

------
- Sub-Total = 451 Pa
- Folga (10% de 451 Pa) = 45 Pa
-----
TOTAL = 497 Pa
Adotar 500 Pa (ou 50 mmca).

5.1.6.10 A apresentação da memória de cálculo da perda de pressão no


circuito de transporte de ar do sistema não é obrigatória, porém pode ser
exigida pelo Serviço de Segurança contra Incêndio, a comprovação da
metodologia de cálculo, para esclarecimentos do valor obtido.

5
Detalhe – Legenda
Legenda Qtde Discriminação e Quatidade POR BLOCO (2X) Aplicação
Ventiladores centrífugos tipo "LIMIT-LOAD", dupla aspiração, Iindiretamente acoplado, vazão unitária= 25.000 m3/h, Sala de pressurização das escadas.
02 pressão estática= 70 mmca, modelo "CLD", sendo os dois operantes.

Acionador manual (painel de comando na sala de pressurização e controle remoto na portaria). Painel na sala de pressuriz. e controle
02 remoto na portaria.
Vide memorial descritivo.
Damper de sobrepressão em chapa metálica galvanizada, para montagem em parede, com eixos inteiriços em aço Parede da caixa de escadas (ao nível
01 galvanizado sobre buchas de nylon, dimensões 1,20m x 1,00m, (modelo "VP-1"). da casa de máquinas dos elevadores).

Veneziana em alumínio anodizado, com aletas inclinadas a 45º, com abertura 2", dimensão total (larg) 1,80 x 1,20m Tomada de ar externo para a sala dos
01 ventiladores (ao nível do 2ºSS)
(alt), área útil de passagem mínima de 70%, munida de tela metálica lavável na face interna.
Venezianas em concreto tipo elemento vazado, com aletas inclinadas a 45º, tomada de ar no térreo. Tomada de ar externo para o duto de
01 Dimensões 2,20m x 0,80m. alvenaria (ao nível do Térreo)

Grelha de insuflamento construída em alumínio anodizado, dupla deflexão com registro para controle de fluxo, Caixa das escadas, em todos os
24
dimensões: largura 0,30m x 0,40m altura (útil). Modelo "GDV+RG-E" pavimentos (01 grelha por pavimento)
Damper de retorno em chapa galvanizada, com eixos inteiriços em aço galvanizado sobre buchas de nylon, Boca de descarga dos 02 ventiladores
02
dimensões: conforme modelo do ventilador, modelo "VPC4". (para trabalhar na horizontal)

vide Detector endereçável pontual de fumaça, ligado à central na portaria. Deixar um detector de reserva. Os detectores Halls da escada; casa de máquinas e
proj da sala de pressur. devem ser independentes (caso haja fumaça na sala pressuriz. o sistema deve ser desligado). sala de pressurização

vide Rotas de fuga; sala de pressuriz.;


LUZ DE EMERGÊNCIA - CONFORME PROJETO DE ELÉTRICA. portaria; casa de máquinas.
proj
CF Boca de descarga dos 02 ventiladores
02 CHAVE DE FLUXO - DESCARGA DOS VENTILADORES. (perpendicular ao fluxo)

apto VÃO DE 1,0cm NAS PORTAS DOS APARTAMENTOS. ESCAPE DE AR. Parte inferior das portas dos aptos.

NOTAS:
1-OS DETECTORES DE FUMAÇA INSTALADOS NA SALA DOS VENTILADORES E A.C. NÃO DEVERÃO ACIONAR OS MOTORES DA PRESSURIZAÇÃO, TENDO PORTANTO
UM SINALIZADOR E CIRCUITO INDEPENDENTE NA CENTRAL. QUANDO ACIONADOS, ESTES DETECTORES DEVERÃO AGIR SOBRE O DISJUNTOR DO PAINEL
ELÉTRICO, IMPEDINDO O ACIONAMENTO DOS DOIS MOTORES DOS VENTILADORES (EVITANDO ASSIM, A INSERÇÃO DE FUMAÇA NA CAIXA DE ESCADAS).
2-AS POLIAS E CORREIAS DOS VENTILADORES DEVERÃO SER RECOBERTOS POR TELA METÁLICA DE ARAME GALVANIZADO, MALHA 1"(OU CHAPA LISA).
3-AS TOMADAS DE AR DOS VENTILADORES DEVERÃO SER PROTEGIDOS POR TELA METÁLICA GALVANIZADA MALHA 1", CONTRA ENTRADA DE OBJETOS
ESTRANHOS.
4- FAZ PARTE DESTE PROJETO PRELIMINAR O MEMORIAL DESCRITIVO DO SISTEMA. DEVE SER LIDO ATENTAMENTE PELA EMPRESA INSTALADORA.

Detalhes – corte esquemático

MÁQUINASxBARRILETE

23o. PAV DUPLEX SUP HALL

22o. PAV DUPLEX INF HALL

HALL
21o. PAV TIPO

4 ao 20o. PAV TIPO HALL


66,67

3o. PAV TIPO HALL

2o. PAV TIPO HALL

1o. PAV TIPO HALL

PORTARIA
PAV TÉRREO HALL
SALA DOS
VENTILADORES

FLUXOGRAMA DO SISTEMA DE PRESSURIZAÇÃO DE ESCADAS


ESQUEMÁTICO APENAS

6
Detalhes – casa de máquinas

PROJEÇÃO DUTO
DE PRESSURIZAÇÃO
Área útil de 1,50m2
Em chapa metálica galvanizada
Protegido contra fogo com manta cerâmica
Duas horas de resistência ao fogo

Detalhe casa máquinas – modelo 1

PROJEÇÃO DUTO
DE PRESSURIZAÇÃO
Área útil de 1,50m2
Em chapa metálica galvanizada
Protegido contra fogo com manta cerâmica
Duas horas de resistência ao fogo

Detalhe casa máquinas – modelo 2

7
Planta da Casa Máquinas

rampa
PROJEÇÃO DUTO

sobe
BOX DE PRESSURIZAÇÃO
018 ELEV. BOX
SERVIÇO 019

BOX
HALL 023
SERVIÇO

DUTO
A.C. 2,50m x 0,60m

1,20 1,20
LIXO

2,50m x 0,60m
DUTO

CASA MAQ.
PRESSURIZAÇÃO

PROJEÇÃO DUTO
BOX BOX BOX BOX DE PRESSURIZAÇÃO
007 006 005 004 ELEV.
SOCIAL 2,50m x 0,60m
Em chapa metálica galvanizada
Protegido contra fogo com manta cerâmica
Duas horas de resistência ao fogo
DUTO PLENUM - METÁLICO
DE PRESSURIZAÇÃO 1,20m2

OBS.: OS DETECTORES DE FUMAÇA INSTALADOS NA SALA DOS VENTILADORES E A.C. NÃO DEVERÃO ACIONAR OS MOTORES
DA PRESSURIZAÇÃO, TENDO PORTANTO UM SINALIZADOR E CIRCUITO INDEPENDENTE NA CENTRAL. QUANDO ACIONADOS,
ESTES DETECTORES DEVERÃO AGIR SOBRE O DISJUNTOR DO PAINEL ELÉTRICO, IMPEDINDO O ACIONAMENTO DOS DOIS
MOTORES DOS VENTILADORES (EVITANDO ASSIM, A INSERÇÃO DE FUMAÇA NA CAIXA DE ESCADAS).

Planta do térreo – tomada de ar

J10
P2
PEITORIL H=1,00m

TOMADA DE AR LATERAL
DA PRESSURIZAÇÃO
J9 2,20mx0,80m
ALVENARIA
2,22

JARDIM
P1
6,13
PEITORIL H=1,00m

HALL

J9

P2
J10

PEITORIL H=1,00m

Planta do térreo - escada


1,22

A.C.
(VENTILADA)
2,75

P2
1,67

WC FEM.
1,18 5,16 1,19 1,77 3,30
2,74

ELEV.
2,12

P16 P16 P16


SERVIÇO
P2
2,06

P16 HALL WC MASC.


2,93

WC MASC. SERVIÇO
2,64

P1
P16 P16
WC
2,00

P16
2,16

3,02
1,88 4,70 2,11 2,22

P1
10,45

WC DEF.
1,95

GALERIA
ACESSO SERVIÇO

,68

5,14 1,20 1,90

21 20 19 18

P16 P16
1,20

2,93

2,07

WC FEM.
17 4,52
16
15
1,12

14
13
1,50

2,40 1,69 1,20 3,08 1,19


2,47

1,20

WC MASC. P3 04 05 06 07
WC FEM.
01 02 03 08 09 10 11 12

P3
1,94

A.C.
(VENTILADA)
P2

BLOCO "A"
PLANTA BAIXA - PAV. TÉRREO

8
Planta do tipo

COZINHA
COZINHA
1,65

1,65
DESPEJO WC 1,19 1,79 WC DESPEJO
1,95 1,18 1,18 1,95 6,91
P1 P2 P3 P3 P2 P1
ELEV.

2,14
5,16
SERVIÇO 5,16 J5
2,96

2,96
P2 ACESSO P2
P1 P1
SERVIÇO
LAVANDERIA LAVANDERIA
DESPEJO DESPEJO
2,12

2,12
1,98
J1 163.47 J1

3,08 1,93 1,20 1,92 1,20 1,93 3,08


,68

J1 J1
1,20
2,12

2,12
DESPEJO DESPEJO
1,20

LAVANDERIA LAVANDERIA
P1 P1
2,96

2,96
P2 P2
1,12

5,16 5,16 J5

1,95 P2 1,18 P3 P3 1,18 P2 1,95 6,91


P1 P1
1,20
1,20
1,65

1,65

,84 1,20
DESPEJO WC WC DESPEJO
COZINHA
2,71

2,71
COZINHA
1,00

1,00

P1 P1 P2

PLANTA BAIXA - 22x (tipo)

Cobertura – damper de sobrepressão


,80

CASA DE MÁQUINAS

1,20
6,35
2,76

DUMPER

2,15 2,62 4,82 2,63 2,15

VAZIO DO VAZIO DO
1,99

ELEVADOR ELEVADOR
,84

LAJE IMPERMEABILIZADA
4,52

BARRILETE

16,07

Detalhes: veneziana e grelha

9
Portaria – sala de segurança - recepção

ivan.r@pucpr.br

10