Você está na página 1de 7

QUESTÕES PARA A PROVA DIREITO DOS CONTRATOS

1) Em relação ao contrato preliminar, segundo o Código Civil/2002, é correto afirmar que:


a) O contrato preliminar, inclusive quanto à forma, deve conter todos os requisitos
essenciais ao contrato a ser celebrado.
b) Se o estipulante não der execução ao contrato preliminar, não poderá a outra parte
considerá-lo desfeito, e pedir perdas e danos.
c) Se a promessa de contrato for unilateral, o credor, sob pena de ficar a mesma sem efeito,
deverá manifestar-se no prazo nela previsto, ou, inexistindo este, no que lhe for
razoavelmente assinado pelo devedor.
d) Esgotado o prazo, poderá o juiz de ofício, suprir a vontade da parte inadimplente,
conferindo caráter provisório ao contrato preliminar, salvo se a isto se opuser a natureza
da obrigação.

2) José celebrou com Maria um contrato de compra e venda de imóvel, no valor de


R$100.000,00, quantia paga à vista, ficando ajustada entre as partes a exclusão da
responsabilidade do alienante pela evicção. A respeito desse caso, vindo a adquirente a
perder o bem em decorrência de decisão judicial favorável a terceiro, assinale a
afirmativa correta.
a) Tal cláusula, que exonera o alienante da responsabilidade pela evicção, é vedada pelo
ordenamento jurídico brasileiro.
b)  Não obstante a cláusula de exclusão da responsabilidade pela evicção, se Maria não
sabia do risco, ou, dele informada, não o assumiu, deve José restituir o valor que
recebeu pelo bem imóvel.
c)  Não obstante a cláusula de exclusão da responsabilidade pela evicção, Maria,
desconhecendo o risco, terá direito à dobra do valor pago, a título de indenização pelos
prejuízos dela resultantes.
d) O valor a ser restituído para Maria será aquele ajustado quando da celebração do
negócio jurídico, atualizado monetariamente, sendo irrelevante se tratar de evicção total
ou parcial.

3) A respeito de evicção e vícios redibitórios, assinale a opção correta.


a)  O direito de demandar pela evicção não pressupõe, necessariamente, a perda da coisa
por sentença judicial, podendo tal fato ocorrer também por decisão administrativa, caso
fortuito ou força maior.
b) O adquirente de bem em hasta pública não tem a garantia dos vícios redibitórios nem a
da evicção, visto que tais garantias se restringem aos contratos onerosos, nos quais o
alienante garante o comprador contra os defeitos que tornem a coisa imprestável e
contra a venda por quem não seja dono.
c)  A garantia dos vícios redibitórios aplica-se aos contratos comutativos, aleatórios,
gratuitos ou onerosos e às doações com encargo, devendo os defeitos existir ao tempo
do contrato, tornar a coisa imprópria ao uso ou diversa da pretendida pelo adquirente ou,
ainda, diminuir-lhe o valor.
d)  Caso ocorra, em um contrato, evicção parcial, mas considerável, o evicto poderá optar
entre a rescisão contratual e o abatimento no preço, proporcionalmente à parte subtraída
do seu domínio.

4) Assinale a alternativa INCORRETA: 
a) Na estipulação contratual em favor de terceiro, pode o estipulante reservar-se o direito
de substituir o terceiro designado no contrato independentemente da anuência do outro
contratante.
b) Em casos de evicção parcial mas considerável, o evicto poderá optar entre a rescisão do
contrato e a restituição da parte do preço correspondente ao desfalque sofrido. 
c)  Se o contrato de alienação aleatória referir-se a coisas existentes mas expostas a risco,
assumido pelo adquirente, o alienante terá direito a todo o preço ainda que a coisa já não
existisse, em parte ou de todo, no dia do contrato; mas o pode prejudicado obter a
anulação da alienação se provar que o outro contratante não ignorava a consumação
daquele risco ao qual se considerava, no contrato, exposta a coisa. 
d)  A parte que descumpre o contrato com previsão de arras e de cláusula penal incidirá em
ambas sem prejuízo de prova de maiores prejuízos. 

5) Maria celebrou contrato de compra e venda do carro da marca X com Pedro, pagando
um sinal de R$ 10.000,00. No dia da entrega do veículo, a garagem de Pedro foi
invadida por bandidos, que furtaram o referido carro. A respeito da situação narrada,
assinale a alternativa correta.
a) Haverá resolução do contrato pela falta superveniente do objeto, sendo restituído o valor
já pago por Maria.
b) Não haverá resolução do contrato, pois Pedro pode alegar caso fortuito.
c) Maria poderá exigir a entrega de outro carro.
d) Pedro poderá entregar outro veículo no lugar no automóvel furtado.

6) Assinale a alternativa CORRETA:


a) A nossa sistemática jurídica admite, em se tratando de arras confirmatórias, o
direito expresso de arrependimento.;

b) Realizada a pactuação de arras confirmatórias e, em não se concretizando o


contrato definitivo, a nossa legislação faculta à parte prejudicada pleitear
eventuais perdas e danos excedentes ao valor das arras.;

c) Em se tratando de arras penitenciais, o exercício do direito de arrependimento


pela parte que recebeu as arras, ocasionará apenas a devolução exata do valor
recebido à título de arras.;

d) A nossa sistemática jurídica, seguindo Direito Romano e embasada no princípio


da "pacta sunt servanda", admite apenas as arras penitenciais.;

7) No momento da conclusão do contrato, pode uma das partes reservar-se a faculdade de


indicar a pessoa que deve adquirir os direitos e assumir as obrigações dele decorrentes.
Se a pessoa a nomear era insolvente no momento da nomeação, o contrato.
a) só produzirá efeitos quando da cessação da insolvência, devendo os contratantes
originários serem intimados no prazo de trinta dias.
b) produzirá normalmente efeitos para a pessoa nomeada, porque a insolvência não é
impedimento legal.
c) não produzirá qualquer efeito, seja para a pessoa nomeada ou para os contratantes
originários.
d) produzirá seus efeitos entre os contratantes originários.

8) O contrato de distrato poderá ser realizado quando:


a) Quando o contrato de compra e venda veio a exaurir seu devido cumprimento, podendo
o comprador realiza-lo por meio de arrependimento posterior.
b) Se a pessoa na qual foi beneficiária de um contrato de compra e venda, não gostou do
que recebeu.
c) Opera-se seus efeitos mediante resilição unilateral, nos casos em que a lei permitir,
tendo ainda que parte denunciar a outra.
d) Opera-se mediante resilição bilateral, nos casos permitido em lei.

9 - Assinale a opção CORRETA a respeito do contrato preliminar:

a) De acordo com entendimento do STF, o compromisso de compra e venda de imóveis


não enseja a execução compulsória.

b) Nos termos do Código Civil, o contrato provisório constitui avença na qual os


contratantes prometem complementar o ajuste futuramente, no contrato definitivo, não
se exigindo a outorga uxória de contraentes casados, pois, no contrato provisório, não se
perquire a aptidão para validamente alienar.

c) Não se exige que o tratado preliminar seja instrumentalizado com os mesmos


requisitos formais do contrato definitivo a ser celebrado, ainda que se exija, para este
último, a celebração por escritura pública.

d) De acordo com a jurisprudência pretoriana, para se exigir, perante o outro contraente,


pré-contrato irretratável e irrevogável, é imprescindível que este seja levado ao registro
competente.
10 - Assinale a alternativa CORRETA:

a) A proposta de contrato entre ausentes que chega ao conhecimento do oblato deixa de


ser obrigatória se, até 24(vinte e quatro) horas depois dela, chegar ao conhecimento do
oblato a retratação do policitante.

b) A oferta ao público sempre equivale à proposta, pelo que sempre será obrigatória
para o oblato.

c) Na estipulação em favor de terceiro, o estipulante pode se reservar o direito de


substituir o terceiro designado no contrato, independentemente da sua anuência e da do
outro contratante.

d) O direito de arrependimento, salvo no compromisso de compra e venda de bens


imóveis, é inerente ao contrato preliminar.

11 - Danilo celebrou contrato por instrumento particular com Sandro, por meio do qual
aquele prometera que seu irmão, Reinaldo, famoso cantor popular, concederia uma
entrevista exclusiva ao programa de rádio apresentado por Sandro, no domingo
seguinte. Em contrapartida, caberia a Sandro efetuar o pagamento a Danilo de certa
soma em dinheiro. Todavia, chegada a hora do programa, Reinaldo não compareceu à
rádio. Dias depois, Danilo procurou Sandro, a fim de cobrar a quantia contratualmente
prevista, ao argumento de que, embora não tenha obtido êxito, envidara todos os
esforços no sentido de convencer o seu irmão a comparecer. A respeito da situação
narrada, é correto afirmar que Sandro:

a) Não está obrigado a efetuar o pagamento a Danilo, pois a obrigação por este
assumida é de resultado, sendo, ainda, autorizado a Sandro obter ressarcimento por
perdas e danos de Danilo.

b) Não está obrigado a efetuar o pagamento a Danilo, por ser o contrato nulo, tendo em
vista que Reinaldo não é parte contratante.

c) Está obrigado a efetuar o pagamento a Danilo, pois a obrigação por este assumida é
de meio, restando a Sandro o direito de cobrar perdas e danos diretamente de Reinaldo.

d) Está obrigado a efetuar o pagamento a Danilo, pois a obrigação por este assumida é
de meio, sendo incabível a cobrança de perdas e danos de Reinaldo.

12 - Quanto à evicção podemos afirmar que:

a) O adquirente pode demandar pela evicção se for privado da coisa por caso fortuito,
força maior, roubo ou furto, e ainda, se sabia que a coisa era alheia ou litigiosa.
b) O adquirente só pode demandar pela evicção se houver estipulação no contrato, não
tendo direito, em nenhuma hipótese, a recobrar o preço que pagou pela coisa evicta.

c) Nos contratos onerosos, pelos quais se transfere o domínio, posse ou uso, será
obrigado o alienante a resguardar o adquirente dos riscos da evicção, toda vez que não
se tenha excluído expressamente esta responsabilidade.

d) Havendo cláusula que exclua a garantia contra a evicção, o adquirente não tem
direito de recobrar o preço que pagou pela coisa evicta, se não soube do risco da
evicção, ou, dele informado, não o assumiu.

13 - Sobre as arras é INCORRETO afirmar:

a) Arras é sinônimo de cláusula penal.

b) As arras ou sinal constituem um pacto acessório.

c) Se estipulado o direito de arrependimento haverá prefixação de perdas e danos,


consistente no montante igual ao valor do sinal.

d) É de caráter real porque só se aperfeiçoará com a entrega da coisa por parte de quem
dá.

14 - Assinale a opção CORRETA a respeito dos vícios redibitórios e da evicção.

a) As partes podem inserir no contrato cláusula que exclua a responsabilidade do


alienante pela evicção.

b) O adquirente, ante o vício redibitório da coisa, somente poderá reclamar o abatimento


do preço.

c) Não há responsabilidade por evicção caso a aquisição do bem tenha sido efetivada
por meio de hasta pública.

d) Se o alienante não conhecia, à época da alienação, o vício ou defeito da coisa, haverá


exclusão da sua responsabilidade por vício redibitório.

15 - No momento da conclusão do contrato, pode uma das partes reservar-se a faculdade


de indicar a pessoa que deve adquirir os direitos e assumir as obrigações dele
decorrentes. Se a pessoa a nomear era insolvente no momento da nomeação, o contrato:

a) Só produzirá efeitos quando da cessação da insolvência, devendo os contratantes


originários serem intimados no prazo de trinta dias.
b) Produzirá normalmente efeitos para a pessoa nomeada, porque a insolvência não é
impedimento legal.

c) Não produzirá qualquer efeito, seja para a pessoa nomeada ou para os contratantes
originários.

e) Produzirá seus efeitos entre os contratantes originários.

16 - No que concerne ao distrato, assinale a alternativa CORRETA:

a) O distrato é regido pelo princípio da liberdade das formas.

b) Pode ocorrer por vontade de apenas uma delas, mediante notificação à outra parte de
sua intenção, desde que haja previsão legal para tal.

c) O contrato a ser extinto deve ter sido executado em sua totalidade.

d) A extinção do contrato pelo distrato depende, exclusivamente, do consentimento de


ambas as partes.

17- A exceção do contrato não cumprido poderá ser arguida nos:

a) Contratos sinalagmáticos.

b) Contratos de mútuo.

c) Negócios jurídicos unilaterais.

d) Contratos de comodato.

18) Assinale a alternativa correta:

a) O que estipula em favor de terceiro não pode exigir o cumprimento da


obrigação.
b) Nenhuma obrigação haverá para quem se comprometer por outrem, se este,
depois de se ter obrigado, faltar à prestação
c) Aquele que tiver prometido fato de terceiro se este não o executar não terá
mais responsabilidades
d) O estipulante não poderá mais substituir o terceiro designado no contrato,
mesmo antes da aceitação da obrigação
e) NDA

19) Assinale a alternativa incorreta:


a) A coisa recebida em virtude de contrato comutativo pode ser enjeitada por
vício oculto, somente se a coisa tornar imprópria ao uso.
b) O prazo para exigir a redibição ou abatimento do preço é decadencial
c) As partes em um contrato oneroso poderá por cláusula expressa excluir a
responsabilidade pela evicção
d) Poderá o adquirente demandar da evicção, se sabia que a coisa era alheia ou
litigiosa , mas não terá direito aos prejuízos resultantes dela

20) Responda a alternativa correta

a) Fixada as cláusulas penais moratórias ou compensatórias o valor das indenizações por


perdas e danos são antecipados sem direito de qualquer prova de prejuízo

b) Poderão os valores das cláusulas penais serem abatidos no valor total de maiores
prejuízos comprovados e desde que haja cláusula contratual neste sentido.

c) se houver previsão do direito de arrependimento as cláusulas penais entrarão com


função de indenização suplementar

d) para a incidência da clausula penal deverá haver interpelação judicial ou extrajudicial


da parte culpada