Você está na página 1de 11

FO/2020 - FÍSICA – 1º. ANO DO ENS.

MÉDIO
TRILHA 4 – 2ª. LEI DE NEWTON: PRINCÍPIO FUNDAMENTAL DA DINÂMICA
2ª. LEI DE NEWTON Forma analítica da 2ª. Lei de Newton

𝐹Ԧ 𝑅
𝑎Ԧ = 𝐹Ԧ 𝑅 = m . 𝑎Ԧ
m
𝐹Ԧ 1
𝐹Ԧ 3 𝐹Ԧ 𝑅

m 𝐹Ԧ 2 m 𝑎Ԧ Sistemas de unidades

𝐹Ԧ 𝑅 m 𝑎Ԧ
SI (MKS) N Kg m/s²
𝐹Ԧ 𝑅 = 𝐹Ԧ 1 + 𝐹Ԧ 2 + 𝐹Ԧ 3
CGS dyn g cm/s²

A aceleração 𝑎Ԧ adquirida por um corpo ou partícula


é diretamente proporcional à resultante 𝐹Ԧ 𝑅 das forças 1 N = 1 Kg x 1 m/s²
aplicadas e inversamente proporcional a sua massa (m) .
1 dyn = 1 g x 1 cm/s²

28/09/2020
APLICAÇÃO 1
Resolução
01. Sejam dois blocos A e B empurrados pela força externa 𝑁
𝑁 B
horizontal F, apoiados no plano também horizontal. Dados: A. Marcação de forças A 𝑎Ԧ
mA = 4 Kg, mB = 5 Kg, g = 10 m/s² e F = 36 N.
mB
𝐹Ԧ
mA
mB 𝑓Ԧ 𝑓Ԧ
𝐹Ԧ mA

𝑃ԦA 𝑃Ԧ
B
Como a aceleração é horizontal, as forças verticais não
Determinar o módulo da força de contato entre os blocos e a
influenciam em seu valor. Portanto, podemos ignorá-las para
aceleração do conjunto.
o cálculo da aceleração e força de contato pois, estão em
equilíbrio nesta direção.

NA = PA = mA . g = 4 . 10 = 40 Newtons
NB = PB = mB . g = 5 . 10 = 50 Newtons

28/09/2020
CONTINUAÇÃO APLICAÇÃO 1 Então,

B. Estudo: Isolando os blocos F – f = mA . a 36 – f = 4 . a (eq.1)


+
f = mB . a f = 5 . a (eq.2)

𝑎Ԧ Somando membro a membro as eq. 1 e 2, vem:


𝑎Ԧ mB
𝐹Ԧ
mA 36 – f + f = 4 . a + 5 . a 36 = 9 . a a = 4 m/s²

𝑓Ԧ 𝑓Ԧ
A B Substituindo na eq. 1 ou 2, obteremos:

36 – f = 4 . 4 (eq.1) 36 – f = 16 (eq.1) f = 20 N (eq.1)

ou
C. Aplicando a 2ª. Lei de Newton aos blocos, isoladamente:
f = 5 . 4 (eq.2) f = 20 N (eq.2)

FRA = mA . a FRA = F - f

FRB = mB . a FRB = f

28/09/2020
CONTINUAÇÃO APLICAÇÃO 1

Obs: Cálculo da aceleração sem isolar os blocos INVERTENDO F: Mas se a força F fosse aplicada diretamente no blobo B?
O que mudaria?
𝑎Ԧ 𝑎Ԧ

mB
mA 𝐹Ԧ
𝐹Ԧ
mA + mB 𝑓Ԧ 𝑓Ԧ

Tomando os blocos como um único bloco de massa O cálculo da aceleração não mudaria

mA + mB , teremos: F = ( mA + mB ) . a a = 4 m/s²

Porém, isolando os blocos:


F = ( mA + mB ) . a
FRA = mA . a f = 4.a f = 4 . 4 = 16 N f = 16 N
36 = ( 4 + 5 ) . a 36 – f = 5 . 4
FRB = mB . a F–f=5.a f = 16 N

36 = 9 . a a = 4 m/s²

28/09/2020
APLICAÇÃO 2
02. Sejam dois blocos A e B puxados pela força externa Resolução
horizontal F, apoiados no plano também horizontal e
interligados por um fio ideal.. Dados: Isolando os blocos e aplicando a 2ª. Lei de Newton, teremos:
mA = 4 Kg, mB = 6Kg, g = 10 m/s² e F = 50 N.

𝑎Ԧ 𝑎Ԧ
𝑇 𝑇

Determine a aceleração do sistema (A + B) e a força de FRA = mA . a >>> T = mA . a (1)


tensão no fio. FR = m . a +
FRB = mB . a >>> F – T = mB . a (2)

F = ( mA + mB ) . a (3) [sistema A + B]

28/09/2020
CONTINUAÇÃO APLICAÇÃO 2

Cálculo da aceleração do sistema FAÇA VOCÊ MESMO!

F = ( mA + mB ) . a E SE PUXARMOS O CONJUNTO HORIZONTALMENTE ATRAVÉS DA MESMA FORÇA F


APLICADA, AGORA, AO BOLOCO A?
50 = (4 + 6) . a >>> a = 5 m/s²
Respostas
Cálculo da tensão no fio
a = 5 m/s² e T = 30 N

T = mA . a (1) = 4 . 5 = 20 N >> T = 20 N Faça os cálculos!!!

ou

F – T = mB . a (2) >>> 50 – T = 6 . 5 >>> T = 20 N

28/09/2020
APLICAÇÃO 3
Resolução
O sistema está livre de atritos. Considerando
A. Marcando as forças e isolando os blocos
𝑁
mA = 4 Kg, mB = 6 Kg e g = 10 m/s² , Pede-se: A 𝑎Ԧ
𝐓
a) A aceleração do sistema; FRA = mA . a FRA = T
𝐓
b) A tensão na corda que une os blocos. FRB = mB . a FRB = PB - T
𝑃Ԧ
𝑎Ԧ
A

𝑃Ԧ Obs: PB = mB . g = 60 N
B
NA = PA = mA . g = 40 N

FRA = mA . a T = mA . a
+
FRB = mB . a PB – T = mB . a

PB = ( mA + mB ) . a Equação do sistema (A + B)

28/09/2020
CONTINUAÇÃO APLICAÇÃO 3
B. Cálculo da aceleração
FAÇA VOCÊ MESMO!
PB = ( mA + mB ) . a
E se trocássemos de posição os blocos A e B? Quanto seria a nova aceleração do
sistema? A tensão iria aumentar, diminuir ou permanecer invariável? Calcule a
60 = ( 4 + 6 ) . a >>> a = 6 m/s² tensão no fio neste novo arranjo.

C. Cálculo da tensão ( T ) no fio. Respostas

a = 4 m/s² e T = 24 N
T = mA . a >>> T = 4 . 6 >>> T = 24 N
Faça os cálculos!!!
ou

PB – T = mB . a >>> 60 – T = 6 . 6

60 – T = 36 >>> T = 24 N

28/09/2020
APLICAÇÃO 4
A. Marcação de forças
O sistema está livre de atritos e os fios são ideais.

Considerando- se que mA = 4 Kg, mB = 10 Kg, mC = 6 Kg 𝒂


𝑇 𝑇
2 1
e g = 10 m/s² , Pede-se: 𝑇 Obs: PC = mC . g = 60 N
2 𝑇
1
a) A aceleração do sistema; PA = mA . g = 40 N
𝒂 𝒂
b) A tensão na corda que une os blocos A e B;
𝑃Ԧ
c) A tensão na corda que une os blocos B e C. A 𝑃Ԧ
C

B. Aplicando a 2ª. Lei de Newton a cada bloco isoladamente,

FRA = mA . a T2 - PA = mA . a
PC – PA = ( mA + mB + mC ) . a
+ FRB = mB . a T1 – T2 = mB . a
T1 – T2 = mB . a
FRC = mC . a PC – T1 = mC . a

28/09/2020
CONTINUAÇÃO APLICAÇÃO 4
OBSERVAÇÕES FINAIS
C. Cálculo da aceleração do sistema
As resoluções das questões observaram uma sistemática que vamos enumerar a seguir:
PC – PA = ( mA + mB + mC ) . a 1. Marcamos todas as forças que têm interferência direta (mesmo sentido ou oposto ao sentido da
aceleração sobre cada bloco do sistema
60 – 40 = ( 4 + 10 + 6 ) . a
2. As forças perpendiculares à direção da aceleração não contabilizam no cálculo da mesma
20 = 20 . a >>> a = 1 m/s²
3. Aplicamos a 2ª. Lei de Newton a cada bloco do sistema isoladamente

D. Cálculo da tensão T2 4. Somamos as equações encontradas, membro a membro, e encontramos a equação do sistema

T2 - PA = mA . a 5. Usamos tais equações encontradas para o cálculo das grandezas solicitadas na questão.

T2 – 40 = 4 . 1 >>> T2 = 44 N
Refaça mentalmente, seguindo a sistemática acima, as questões de aplicação que abordamos.
E. Cálculo da tensão T2 Bons estudos!
T1 – T2 = mB . A

T1 – 44 = 10. 1 >>> T1 = 54 N

28/09/2020