Você está na página 1de 3

Matrizes do Pensamento em Psicologia - Cognitiva Comportamental

Atividade Discursiva

Avaliação Presencial

Aaron Beck, na década de 1960, desenvolveu uma Psicoterapia, que na época ficou conhecida
como "terapia cognitiva", porém até hoje esse nome é usado popularmente para abordar a respeito
da Terapia Cognitivo Comportamental (TCC), assim a TCC possui suas teorias e técnicas, bem
como é baseada no Modelo Cognitivo.

Diante disso, explique a respeito do Modelo Cognitivo, buscando definir e esquematizar de maneira
breve o modelo.

https://www.google.com/amp/s/www.vittude.com/blog/terapia-cognitivo-comportamental/amp/

PLINIO
A Terapia Cognitivo Comportamental (TCC) é uma abordagem psicoterápica, criada por Aaron
Beck na década de 1960 e baseia-se em uma mistura entre conceitos do Behaviorismo Radical
com teorias cognitivas. Para a TCC compreende-se os acontecimentos pela forma que eles nos
afetam e não pelos acontecimentos em si. Ou seja, a TCC prioriza a compreensão de como o ser
humano se sente diante dos acontecimentos. A TCC caracteriza-se por uma abordagem mais
clara e específica, sendo utilizada no tratamento de diversos transtornos mentais, entre eles:
ansiedade; depressão; etc. A TCC trabalha visando mudar o sistema de significado dos
pacientes, assim, alterando suas emoções e comportamentos diante de determinadas situações.
Diante dos padrões mal adaptativos ou disfuncionais de pensamentos, o terapeuta buscará
auxiliar seu paciente na busca de novos pensamentos, pensamentos esses que sejam mais
adaptativos e funcionais à realidade desse paciente.

FERNANDO
Criada com enfoque na depressão, por Aron Beck nos anos 60, a Terapia Cognitivo
Comportamental (TCC), tem como base a mistura conceitos entre as teorias Cognitivas e
Behaviorismo Radical. Compreende-se que fatos ocorridos devam ser analisados por como eles
afetam o paciente e não pelo fato em si, analisando a experiencia pessoal do indivíduo, pelo seu
POV (Point Of View / Ponto de Vista). Evoluiu posteriormente para tratamentos de outros
transtornos, tais eles: dependência química, ansiedade, transtornos psicossomáticos, traumas,
transtornos alimentares, fobias, transtornos psicossomáticos, entre outros.
A TCC possui uma abordagem muito característica, mais especifica e clara, focando em alterar os
significados dos pacientes, mudando assim, comportamentos, emoções e respostas a situações
problema que eles enfrentam.
O terapeuta visa amparar e guiar o paciente para uma redesignação de seus pensamentos e
respostas as devidas situações problema que ele enfrenta, tornando-os mais funcionais e
adaptativos a realidade enfrentada pelo paciente. O objetivo só é alcançado se ambas as partes,
terapeuta e paciente, colaborem mutuamente para o tratamento. A qualidade do tratamento se
dará pela qualidade da relação entre ambos, um vinculo que possa impulsionar o paciente a se
abrir perante as sessões e assim catapultar o inicio do tratamento, gerando assim uma forma de
simbiose para que se chegue ao objetivo, uma melhora na vida pessoal do paciente, passando
por barreiras e dificuldades que antes o mesmo possui-a.
Homem, Cultura e Sociedade

Avaliação Presencial
O multiculturalismo pressupõe a validade do princípio da igualdade. Esse princípio considera que
todos os homens são considerados iguais, em todas as esferas da vida, independente de sua
raça, cor, sexo ou cultura. O multiculturalismo utiliza-se do princípio da igualdade, pois
fundamenta-se na ideia da presença de várias culturas em um mesmo território, sem a
prevalência de uma, com reconhecimento e respeito a todas as culturas. Em um país formado por
diversas culturas e etnias que ainda são geradores de desigualdades, as políticas de ações
afirmativas são instrumentos de afirmação da diferença para a produção da igualdade.

Considerando esse fator, faça uma reflexão a respeito da importância das políticas de ações
afirmativas para a valorização do multiculturalismo no Brasil.

https://mundoeducacao.uol.com.br/sociologia/acoes-afirmativas.htm

PLINIO
As ações afirmativas desempenham grande papel pois combatem a desigualdade social e às
segregações. Graças as ações afirmativas, pessoas de diferentes origens podem alcançar
grandes papéis na sociedade. Em nosso país, o início do século 21 trouxe o desenvolvimento de
várias políticas sociais e de ações afirmativas. No Brasil, somente a partir do ano 2000,
desenvolveram-se ações afirmativas para com a população negra, tendo em vista que nosso país
carrega uma dívida histórica com tal população, devido a escravidão e a falta de políticas de
inclusão social após a abolição. Também, aqui no Brasil, foram desenvolvidas ações afirmativas
para estudantes de escolas públicas, tais como as cotas, que auxiliam a inúmeros estudantes ao
ingresso no ensino superior. Há também leis e programas para pessoas com deficiências, para o
público feminino e para os povos indígenas. Todas essas ações, no Brasil, visam estabelecer um
equilíbrio em nossa sociedade, principalmente em um país totalmente miscigenado, onde
inúmeras pessoas têm origens diferentes. Portanto, é imprescindível que há a necessidade de
ações afirmativas, pois as mesmas têm grande importância em nosso país.

FERNANDO
As ações afirmativas têm grande importância e influencia no combate à desigualdade, focada em
reter ações discriminatórias e racistas. Mesmo usando fortemente ações afirmativas para inclusão
de pessoas das mais diversas origens, pode-se notar que ainda há grande resistência de ideais
misóginos, racistas e discriminatórias para com grande população do Brasil.
Dado a construção deste país, que foi construído com bases escravistas e de expurgação de seu
povo nativo, as ações afirmativas são uma ótima inciativa para combater precedentes que
acompanham o país desde a abolição da escravidão. Porém, além delas deve-se ter um sistema
de reeducação e penalização mais forte e coerente com os crimes que até hoje são cometidos
com comunidades Negras e Indígenas.
Comparada com o início da nossa nação, é muito recente a criação de ações afirmativas para
auxilio da população negra, criadas nos anos 2000, como forma de auxiliar a luta contra
resquícios da era da escravidão, que os atormentam até hoje, por meio de discriminação e
racismo perante seu povo. Também fora criado o sistema de cotas para escolas públicas, cotas
raciais e cotas para população de renda baixa também se incluem, assim aumento a
oportunidade para muitos estudantes de ingressarem em ensino superior.
Essas ações afirmativas focam em estabelecer um balanceamento entre a sociedade brasileira,
que ainda tem muitas bases racistas, misóginas e discriminatórias. Mesmo sendo um país com
uma mistura de tantos povos diferentes pelas gerações que se passaram até atualmente, ainda
há uma grande batalha pela frente, contra conceitos datados de eras passadas, e com a iniciativa
das ações afirmativas, se tem uma ótima base para retratação histórica, mas também para uma
melhor ambientação e unificação de todo o povo como uma única nação e não como pequenos
grupos separados.