Você está na página 1de 12

SISTEMA DA QUALIDADE

PES - Procedimento de Execução de Serviço


PROCESSO:
IDENTIFICAÇÃO VERSÃO FOLHA N°

EXECUÇÃO DE REVESTIMENTO DE FACHADAS COM PASTILHA


PES 05 0 1 / 12
CERÂMICA

1 OBJETIVO
Estabelecer padrão técnico para execução, acompanhamento e controle de revestimento de
fachadas com pastilha cerâmica, compreendendo as condições para início do serviço, preparo da
base, execução do painel teste, aplicação do revestimento e tratamento das juntas, visando atender
aos requisitos técnicos, de prazo e de custos requeridos pela empresa, contribuindo para a gradativa
redução de perdas dos materiais e o aumento da produtividade da mão de obra.

2 DOCUMENTO DE REFERÊNCIA
 Projeto arquitetônico com especificações técnicas;

 Projeto estrutural;

 Dosagem do traço da argamassa;

 Projeto de paginação de fachadas;

 Projeto de esquadria, quando disponível;

 Projeto de instalações: elétrico, ar condicionado, gás, lógica, luminotécnico;

 Recomendações do fabricante das pastilhas cerâmicas;

 Recomendações do fabricante da argamassa colante;

 Recomendações do fabricante da argamassa de rejunte;

 FISPQ - Ficha de informações de segurança de produtos químicos;

 NR 18 - Norma regulamentadora do Ministério do Trabalho: Condições e Meio Ambiente de


Trabalho na Indústria da Construção;

 NR 35 - Norma regulamentadora do Ministério do Trabalho: Trabalho em Altura.

3 MATERIAIS E EQUIPAMENTOS
3.1 Equipamentos e Ferramentas
 Apicoador ou Ponteiro;
 Aspersor de água
 Balancim elétrico ou manual
 Balde plástico de 20 litros ou lata vazia de 18 litros;
 Batedor de madeira 4 x 10 x 20 cm (tolete);
SISTEMA DA QUALIDADE
PES - Procedimento de Execução de Serviço
PROCESSO:
IDENTIFICAÇÃO VERSÃO FOLHA N°

EXECUÇÃO DE REVESTIMENTO DE FACHADAS COM PASTILHA


PES 05 0 2 / 12
CERÂMICA

 Betoneira
 Broxa;
 Caixa plástica para mistura da argamassa industrializada para rejunte;
 Caixa plástica para mistura de argamassa colante;
 Clip para cabo;
 Colher de pedreiro;
 Corda de poliamida de 12 mm;
 Desempenadeira de aço ou PVC com lado dentado de 8 x 8 mm;
 Desempenadeira de madeira;
 Dosador de água;
 Enxada;
 Escova de piaçaba;
 Espátula;
 Esponja;
 Esquadro de alumínio de 60 x 80 x 100 cm;
 Fio de prumo de fachada;
 Frisador;
 Furadeira elétrica com serra copo ou broca tubular;
 Guincho;
 Lápis de carpinteiro;
 Linha de nylon;
 Marreta de 1 kg;
 Martelo de borracha;
 Mastique;
 Metro articulado.
 Nível de bolha;
 Nível de mangueira;
 Pá;
 Pano;
 Pincel;
 Pino de Aço;
 Pistola para aplicação do mástique;
 Prego 15 X15;
 Prumo de face;
 Régua de alumínio com nível de bolha acoplado.
 Régua de alumínio de 1” x 2” com 2 cm de comprimento.
 Rodo sem cabo;
 Sabão líquido;
 Serra elétrica manual com disco de corte adiamantado;
 Tabuleiro de Madeira para as pastilhas;
 Talhadeira;
 Torquês;
 Trena metálica;
 Vassoura;
SISTEMA DA QUALIDADE
PES - Procedimento de Execução de Serviço
PROCESSO:
IDENTIFICAÇÃO VERSÃO FOLHA N°

EXECUÇÃO DE REVESTIMENTO DE FACHADAS COM PASTILHA


PES 05 0 3 / 12
CERÂMICA

3.2 Materiais
 Agregados miúdos;
 Água;
 Argamassa colante;
 Argamassa industrializada para rejunte

 Cimento Portland;
 Detergente líquido neutro.

 Mástique para selagem de juntas.

 Materiais deformáveis para tratamento de juntas (isopor, corda betumada, borracha alveolar, cortiça,
espuma de poliuretano, etc.);
 Pastilhas cerâmicas;
 Perfil para junta estrutural;
 Solda caústica.

 Tarucel;

3.3 E.P.I – Equipamento de Proteção Individual


 Botas de couro;
 Capacete;
 Cinto com trava-queda tipo paraquedista;
 Farda completa;
 Luvas de borracha;
 Máscara respiratória com filtros;
 Óculos de segurança;
 Protetor auricular;

 Protetor solar.
 Trava-quedas com corda

3.4 E.P.C – Equipamento de Proteção Coletiva


 Bandeja de proteção;
 Cones;
 Fita zebrada;
SISTEMA DA QUALIDADE
PES - Procedimento de Execução de Serviço
PROCESSO:
IDENTIFICAÇÃO VERSÃO FOLHA N°

EXECUÇÃO DE REVESTIMENTO DE FACHADAS COM PASTILHA


PES 05 0 4 / 12
CERÂMICA

 Gaiola metálica.
 Linha de vida / cabo guia;
 Placas de sinalização na obra;
 Proteções de periferia (conforme NR 18).

 Tela de proteção

4 MÉTODO EXECUTIVO
4.1 Condições para início do serviço
 Os colaboradores devem ser treinados para execução do serviço;
 Os documentos de referência estão disponíveis na obra;
 Os equipamentos e ferramentas estão depositados no canteiro da obra e em condição de uso;
 Os materiais estão armazenados adequadamente no canteiro da obra e atendem às
especificações técnicas;
 Os EPI’s foram disponibilizados para a mão de obra;
 Os EPC’s estão instalados adequadamente na obra conforme recomendação da NR 18;
 Os arames da fachada estão colocados e definidos;
 Os contra marcos ou caixilhos estão chumbados;
 As instalações em geral, hidráulicas, elétricas, etc, embutidas na alvenaria de fachada estão
concluídas e testadas;
 O jaú está fixado, conforme laudo técnico, através de suportes metálicos na platibanda;
 O jaú está firme, tem um anteparo acompanhando a forma geométrica da fachada e tem o
assoalho forrado com material metálico ou madeira;
 Prova de carga do jaú executada;
 Elementos estruturais foram executados e concluídos há pelo menos 28 dias;
 O emboço da fachada a ser revestida está concluído há pelo menos 14 dias e apresenta textura
áspera, superfície seca, desempenada e em perfeito alinhamento de nível e prumo (Sistema
úmido sobre seco);
 O emboço da fachada a ser revestida está concluído no máximo há 03 dias e apresenta textura
áspera, superfície seca, desempenada e em perfeito alinhamento de nível e prumo (Sistema
úmido sobre úmido);
 Conferir a quantidade e a uniformidade do lote de peças cerâmicas.
 Verificar se foi concluído o arremate das coifas de cozinhas e das chaminés de aquecedores;
 Execução painel teste: antes do início do revestimento, devem ser executados painéis teste do
sistema de revestimento que, depois de ensaiados à tração, permitam selecionar a solução de
SISTEMA DA QUALIDADE
PES - Procedimento de Execução de Serviço
PROCESSO:
IDENTIFICAÇÃO VERSÃO FOLHA N°

EXECUÇÃO DE REVESTIMENTO DE FACHADAS COM PASTILHA


PES 05 0 5 / 12
CERÂMICA

melhor desempenho do conjunto formado pelos seguintes fatores: técnica de preparo da base;
tipo de chapisco; camadas de argamassa; idade do revestimento; tipo argamassa colante.

4.2 Sequência Executiva


4.2.1 Preparação da base e nível
 Verificar as condições do balancim, que já deve ter sido instalado na execução do emboço,
seguindo as exigências da NR18.
 Preparar a superfície removendo todo tipo de resíduo por meio de lixas, escovas e vassouras. Se
necessário, lavar com água e soluções desengordurantes, e aguardando a completa secagem do
emboço para seguir com o assentamento.
 A partir de um extremo do balancim, marcar a galga na vertical, ou seja, a medida de um
número inteiro de placas, incluindo a espessura da junta entre as placas para evitar cortes.
Iniciar o serviço tomando como referência horizontal o respaldo da fachada ou platibanda e
como referência vertical um dos cantos ou uma das arestas do Edifício, definidos pelos prumos
de fachada.
 Transferir o nível marcado para o outro extremo do balancim, utilizando uma mangueira de
nível, a união dos dois pontos marcados, com linha de nylon ou lápis de carpinteiro e régua de
alumínio, define a primeira fiada a ser assentada. A partir desta linha, assentam-se as fiadas de
placas de pastilhas de baixo para cima, até atingir o nível do respaldo ou da platibanda. A cada
trecho finalizado, o balancim deve ser descido, reiniciando-se o trabalho da fiada inferior em
direção à fiada superior, sempre de baixo para cima dentro da galga.
 Empilhar as placas de pastilhas sobre o tabuleiro de madeira com o tardoz voltado para cima.
SISTEMA DA QUALIDADE
PES - Procedimento de Execução de Serviço
PROCESSO:
IDENTIFICAÇÃO VERSÃO FOLHA N°

EXECUÇÃO DE REVESTIMENTO DE FACHADAS COM PASTILHA


PES 05 0 6 / 12
CERÂMICA

4.2.2 Preparação e aplicação da argamassa colante e argamassa de rejunte


 Preparar a argamassa colante em um caixote plástico ou metálico, obedecendo às orientações
do fabricante indicadas na embalagem do produto. A quantidade a ser preparada deve ser
suficiente para um período de trabalho de duas a três horas, de acordo com a produtividade do
pedreiro, sendo recomendável que se misture sempre um número inteiro de sacos.
 A quantidade a ser preparada deve ser suficiente para um período de trabalho de duas a três
horas, de acordo com a produtividade do pedreiro, sendo recomendável que se misture sempre
um número inteiro de sacos.
 Depois, deixar a argamassa descansar por cerca de 15 minutos e misturar novamente para
iniciar o assentamento. Durante a execução do revestimento, não se adiciona água à argamassa
já preparada.
 Aplicar a argamassa colante comprimindo-a contra o substrato com o lado liso de uma
desempenadeira de aço ou PVC, passando em seguida o lado dentado, formando cordões.
 A desempenadeira com dentes de 8 mm é a mais adequada, lembrando de verificar
frequentemente o seu estado de conservação para evitar o uso de desempenadeira com dentes
gastos.
 Espalhar a argamassa de rejunte no tardoz das pastilhas com uma colher de pedreiro, auxiliada
por um rodo de borracha, de maneira que a argamassa penetre uniformemente nas juntas. As
juntas devem ser molhadas caso o trabalho seja executado em área sob sol intenso ou vento
intenso e baixa umidade relativa do ar.

4.2.3. Assentamento das pastilhas


 Imediatamente após o rejuntamento, aplicar as placas sobre a argamassa colante, segurando-as
cuidadosamente pelos cantos e pressionando fortemente com as duas mãos.
 Após o assentamento de aproximadamente 8 a 10 placas, cortar o papel nos sentidos horizontal
e vertical no centro das placas, com a própria colher de pedreiro, de modo a possibilitar a saída
do ar aprisionado. Após o corte, rebater todas as placas com um batedor de madeira e realinhar
as juntas se necessário.
 As placas devem ser assentadas antes que se inicie a formação de uma película esbranquiçada
sobre os cordões, indicando o fim do tempo de abertura da argamassa, que é o momento a
partir do qual a aderência fica prejudicada.
 O controle desse tempo pode ser realizado pressionando-se os cordões com os dedos: se a
argamassa não se mostrar pegajosa e não sujar a ponta dos dedos, é sinal de que o tempo de
abertura já se esgotou. Nesse caso a argamassa deve ser removida para que uma nova camada
seja aplicada
 Em geral, não é recomendável espalhar argamassa em área superior a 1m². De todo modo,
quantidade correta deve ser ajustada na prática.
 Quando não for possível a colocação de uma placa inteira, deve-se verificar o número de pedras
inteiras a serem aplicadas, cortando-se a placa pelo silicone, no tamanho adequado para
garantir um arremate perfeito.
SISTEMA DA QUALIDADE
PES - Procedimento de Execução de Serviço
PROCESSO:
IDENTIFICAÇÃO VERSÃO FOLHA N°

EXECUÇÃO DE REVESTIMENTO DE FACHADAS COM PASTILHA


PES 05 0 7 / 12
CERÂMICA

 Caso seja necessário cortar pastilhas, o corte deve ser feito a seco, com o auxílio de uma serra
elétrica manual com disco de corte adiamantado.
 Após a colocação de um painel de cerca de 3 metros quadrados, preparar solução de soda
caustica na proporção de 1 parte de soda caustica para 20 partes de água. Usar Equipamentos
de segurança adequados. Aplicar solução com o auxílio da broxa, sempre de cima pra baixo.
 Aguardar até o papel ficar encharcado, retirando-o com a colher de pedreiro. Remoção deve ser
realizada sempre de cima para baixo, com cuidado para não descolar as pastilhas.
4.2.4 lavagem do revestimento
 Após a retirada, lavar as pastilhas com água para remoção do excesso de cola, e em seguida
rebater toda a superfície lavada com a marreta de borracha e o batedor de madeira. Atentar
aos seguintes pontos: remover o resto de papel aderido as juntas e todas as pastilhas
defeituosas. Retocar os rejuntes onde necessário e limpar o excesso de material sobre a
superfície das pastilhas com uma estopa, esponja ou pano seco.
 No dia seguinte ou duas horas após o rejuntamento, lavar o painel com uma solução de água e
detergente líquido neutro, utilizando a broxa de náilon. Logo na sequência, finalizar com água
limpa em abundância.
4.2.5 juntas de expansão
 Devem alcançar, se possível, metade da espessura do emboço, sendo preenchidas com material
selante elástico e rejuntadas posteriormente. Deve ser usada nos seguintes casos: No encontro
com outros materiais ou outras cerâmicas; no encontro com pilares ou saliências; em painéis
com área superior a 24 m² ou sempre que a maior dimensão for superior a 6 metros. Nesse
caso, as juntas devem ter espessuras de 10 a 13 mm;
 As juntas estruturais do concreto devem ser mantidas na superfície das pastilhas e tratadas
conforme detalhamento de projeto.
FAVOR VERIFICAR

 Preparar e limpar as superfícies.

 Preparar a argamassa colante.

 Empilhar as placas de pastilhas sobre o tabuleiro de madeira com o tardoz voltado para cima.

 Espalhamento de argamassa colante.

 Aplicação de argamassa de rejunte no tardoz das placas.

 Assentamento das placas cerâmicas.

 Rebatimento com tolete.

 Molhagem do papel com solução de soda cáustica.

 Retirada do papel.

 Tratamento das juntas.


SISTEMA DA QUALIDADE
PES - Procedimento de Execução de Serviço
PROCESSO:
IDENTIFICAÇÃO VERSÃO FOLHA N°

EXECUÇÃO DE REVESTIMENTO DE FACHADAS COM PASTILHA


PES 05 0 8 / 12
CERÂMICA

 Limpeza da superfície.

Recebimento dos lotes cerâmicos;


 Averiguar a altura do cordão de argamassa colante (8mm), o seu tempo de abertura (teste do dedo) e
a ocorrência de regiões sem aderência (sem oco após 24h).
 Espalhamento da argamassa colante;
 Formação de cordões
 Aplicação da argamassa de rejunte no tardoz das placas
 Posicionamento das placas
 Rebatimento com o tolete com o papel com solução de soda cáustica
 Retirada do papel
Desvios Geométricos:
 Verificar, visualmente, o nivelamento entre as pastilhas, a planeza do revestimento, o requadro das
janelas, com especial atenção à inversão de caimentos, e a variação na espessura das juntas;
 Avaliar a presença de dentes ou saliências por meio de régua de alumínio.
 Juntas de controle, atentando para a conformidade com o projeto;
 Observar a limpeza da base no momento de aplicação do mástique elástico.
Rejuntamento
 Verificar a homogeneidade do preenchimento das juntas por inspeção visual; não devem haver falhas
por falta ou excesso de rejunte.
Retirada do papel
 Conferir a remoção completa do papel sem o descolamento de pastilhas ou remoção do rejunte;
 Atentar para a diluição adequada de soda cáustica (1:20)
 Molhagem seca
 Limpeza da superfície
Limpeza
 Verificar o aspecto visual do pano revestido, atentando para restos de papel ou cola ainda aderidos à
superfície e manchas de argamassa de assentamento e/ou rejunte deixadas por falhas de limpeza.
Tipos de Juntas
 Juntas de assentamento: entre as peças que compõem o revestimento. São necessárias devido ao
desbitolamento dos revestimentos cerâmicos, devido a necessidade de alinhamento das peças além
de impedirem a propagação de tensões de uma peça para outra, afastando o risco de flambagem do
revestimento. Além disso, as juntas exercem função de higiene, estética e facilitam a remoção de
peças danificadas.
 Juntas estruturais: Oriundas da estrutura de concreto.
 Juntas de movimentação ou juntas de expansão/ contração.
SISTEMA DA QUALIDADE
PES - Procedimento de Execução de Serviço
PROCESSO:
IDENTIFICAÇÃO VERSÃO FOLHA N°

EXECUÇÃO DE REVESTIMENTO DE FACHADAS COM PASTILHA


PES 05 0 9 / 12
CERÂMICA

4.3 SISTEMAS PARA ACOMPANHAMENTO E CONTROLE – FVS

FVS-FICHA DE VERIFICAÇÃO DE SERVIÇO


Nº Verificação Metodologia de avaliação
1 Condições para o início da - A estrutura deve estar concluída;
execução do serviço. - Os profissionais deves estar devidamente treinados;
- As instalações elétricas e hidráulicas embutidas em alvenaria de fachada devem estar
devidamente concluídas e testadas;
- Verificar as condições do emboço – idade (minimo de 14 dias), prumo, nivel e limpeza;
- Checar a qualidade, uniformidade e tamanho das cerâmicas que ser
- Verificar se os arames da fachada estão colocados e definidos;
- Observar se os contra marcos e caxilhos estão posicionados e chumbados nas portas, janelas e
balancinhos;
- Verificar o posicionamento das passagens de instalações;
- Certificar-se da limpeza das formas;
- Conferir a exata altura das mestras;
- Certificar-se do abastecimento de água e energia no local;
- Atentar se os EPC´s estão instalados e conferidos, bem como os EPI´s dos profissionais que irão
executar os serviços.
2 Controle de assentamento - Verificar a altura do cordão da argamassa colante (8mm);
- Caso seja dupla colagem, verificar se a argamassa colante foi aplicada no tardoz da cerâmica;
- Controlar o assentamento das cerâmicas de acordo com o tempo em aberto da argamassa
(dependendo do tipo pode ser de até 25minutos);
- Após 24 horas, fazer o ensaio de percussão nas cerâmicas.
3 Desvios Geométricos e - Verificar o nivel entre partilhas, visualmente ou com uma régua metálica;
regularidades - Verificar o requadro entre janelas, atentando para a inversão de caimentos e variação na
expessura das juntas;
- Checar se não há dentes e irregularidades com a régua de aluminio.
4 Juntas de dilatação - Devem ser executadas de acordo com o projeto arquitetônico (profundidade, altura e largura);
- Observar a limpeza da base no momento da aplicação do mastique elástico.
5 Rejuntamento - Verificar a homogenização do preenchimento das juntas para que não tenha falhas por excesso
ou falta de rejunte.
6 Retirada do papel - Conferir a remoção completa do papel para que não tenha deslocamento de pastilhas ou remoção
de rejuntes.
7 Limpeza - Deve ser feita 7 dias após o rejuntamento, atentando para o aspecto visual do pano revestido ou
cola ainda aderidos na cerâmica e manchas de rejunte ou argamassa deixadas por falta de limpeza.
SISTEMA DA QUALIDADE
PES - Procedimento de Execução de Serviço
PROCESSO:
IDENTIFICAÇÃO VERSÃO FOLHA N°

EXECUÇÃO DE REVESTIMENTO DE FACHADAS COM PASTILHA


PES 05 0 10 / 12
CERÂMICA

Identificação: FVS. 08g


Sistema de Gestão da Qualidade
Revisão: 00

FVS - CERÂMICA PARA FACHADA

OBRA: LOCAL DE INSPEÇÃO:


Amostragem: 100% do serviço LOCAL
ITEM MÉTODO DE VERIFICAÇÃO TOLERÂNCIA
Painel Realização de ensaios recomendados por
teste norma: Resistência à compressão;
Densidade de massa aparente no estado
endurecido; Resistência à tração na flexão
Coeficiente de capilaridade; Densidade de
massa no estado fresco; Retenção de água;
Resistência potencial de aderência à tração
Visualmente, antes do rejunte: Presença de -
Aspecto das placas quebras, lascas, defeitos, diferença de
tonalidade nas placas.
-
Visualmente, antes do rejunte: Planeza do
Assentamento revestimento, presença de dentes e
saliências entre as peças
-
Juntas Visualmente, antes do rejunte: Espessura e
regularidade das juntas.
Visualmente, antes do rejunte: Acabamento -
Acabamentos em
dos recortes de peças junto ao requadro
recortes
das janelas, quinas e cantos.
Visualmente: Preenchimento completo das -
Rejuntamento e
juntas, regularidade do rejunte, integridade
limpeza
das placas e limpeza completa.

Visualmente: Posicionamento, largura,


Juntas de Trabalho nivelamento e preenchimento, conforme 3 mm
especificação de projeto, utilizando nível,
linha e trena
-
Verificar som "oco" com martelo de
borracha após 28 dias.
Aderência
Analisar o resultado do ensaio de
aderência realizado em local específico. -
Legenda Não inspecionado: em branco APROVADO: REINSPECIONADO E APROVADO: 
OCORRÊNCIA DE NÃO-CONFORMIDADE E TRATAMENTO
SISTEMA DA QUALIDADE
PES - Procedimento de Execução de Serviço
PROCESSO:
IDENTIFICAÇÃO VERSÃO FOLHA N°

EXECUÇÃO DE REVESTIMENTO DE FACHADAS COM PASTILHA


PES 05 0 11 / 12
CERÂMICA

Número Descrição do Problema Local Solução

Inspecionado por: Data de fechamento da FVS:


/ /
SISTEMA DA QUALIDADE
PES - Procedimento de Execução de Serviço
PROCESSO:
IDENTIFICAÇÃO VERSÃO FOLHA N°

EXECUÇÃO DE REVESTIMENTO DE FACHADAS COM PASTILHA


PES 05 0 12 / 12
CERÂMICA

Elaborado / revisado por: Aprovado para uso:

Nome completo de cada componente


da equipe.
Danilo Grisolia Cavalcanti
Emerson Batista Gomes
Franz Gernot Quirxtner Junior
Giusepe Bruno Paixão Giordano
Tonio Marcio Neri

Emerson Batista Gomes 21/03/2021 _________________________ 21/03/2021


Coordenador da equipe Data Paulo Márcio da Silva Aranha Data