Você está na página 1de 19

O AVATAR

SAINT GERMAIN

RAYOM RA

rayomra@ibest.com.br
http://arcadeouro.blogspot.com.br
PARTE I

Saint Germain é um dos personagens mais comentados nos meios


esotéricos, ocultistas e de seguidores das instruções da Nova Era. Suas
histórias começam a tomar vulto entre o público especializado quando se
descobre que pertencera à comunidade essênia, sendo lá iniciado, tendo sido
José, pai de Jesus. Evidente que a natividade divina, para estudantes do
ocultismo, não se prende ao corpo carnal de Jesus, mas sim à sua condição
espiritual avançada e pela missão que desempenharia. Por isso, e para tal e
grandiosa missão, Jesus precisou nascer em corpo biológico gerado por
iniciados, como eram Maria e José.

O Avatar Saint Germain

O nascimento virginal de Jesus, o Cristo, como acontecido com Krishna


milênios antes, vale para uma realidade extemporânea, uma presença
espiritual na Terra provinda de uma energia vitalizada desde o terceiro Logos,
ou Deus Criador, a Mente Universal, a Mãe Virgem – trazendo em suas
fímbrias a energia do Cristo Cósmico – o segundo aspecto do Logos - que se
entranhou na figura humana de Jesus. Nesta descida vibratória, a energia
virginal de Maria, ou Maia dos orientais, daria vida missionária a outro iniciado
no plano espiritual, que na mesma pessoa de Jesus representariam, ambos,
Cristo na Terra. Tanto Cristo nas dimensões espirituais planetárias quanto
Jesus na dimensão terrena foram, respectivamente, entidades humanas
iniciadas na Fraternidade Branca. Cristo atuava do mundo espiritual para a
Terra, enquanto Jesus, agindo em corpo físico, atuava ao inverso, em direção a
seu Mestre Cristo.

Essa química ou alquimia físico-mental, que agruparia três personalidades


terrenas e uma espiritual, somente podia ser levada a termo por quem fosse
iniciado nos segredos das ciências ocultas, pela atomicidade mais apurada de
suas mentes e corpos superiores, e por serem de estados conscencionais mais
elevados, como são os mestres. Cristo e Jesus modificariam o planeta e isso
faria parte do planejamento de Shamballa. Jesus fora o escolhido para o
desempenho terreno da missão, por que os conselheiros da grande mesa da
Fraternidade Branca já conheciam sua grande capacidade, e tinham a perfeita
convicção de que não falharia. A regência do signo de peixes do zodíaco
maior, por um período de 2.160 anos, traria à Terra as condições astronômicas
e astrológicas necessárias para as mudanças conscencionais, mediante a
introdução da energia de Cristo nos corações, mentes e almas dos povos.
Mesmo as religiões tradicionais anteriores ao cristianismo, passariam a receber
especialmente as poderosas radiações do Cristo Cósmico e promoveriam
impulsos maiores para novos tempos.

Tanto Jesus, no seu papel de Avatar encarnado, como Cristo, acima dele,
tratariam, em futuros tempos, após a crucificação, de fundar santuários para a
ancoragem das forças cósmicas na Terra, a fim de manter a polarização de
energias e forças em benefício do ciclo evolucionário que já se cumpria. Não é
sem razão que se falam de missionários e magos de grandes poderes, como
Apolônio de Tyana (1) – que diziam ser o próprio Cristo - viajando a locais os
mais distantes ou remotos da Terra, para lá enterrar ou preparar preciosos
talismãs, que pelos anos futuros magnetizariam raios solares e especialmente
cósmicos. Sob a tremenda aura destes talismãs de pedras especiais,
magicamente preparadas, algumas cidades e civilizações se erigiriam
enquanto outros permaneceriam ignotos, como até hoje, em locais ainda
inexplorados.

(1) Sobre Apolônio de Tyana, nascido na Capadócia, Ásia, nos primeiros


anos do século I, são contadas muitas histórias fantásticas, algumas anotadas
por Damis, seu guia nas terras do oriente. Dentre muitas aventuras, Damis
escreveu que atravessando partes do Nepal e Tibet chegaram à Mansão dos
Deuses. No entanto, para lá atingir teriam antes de passar pela “Terra dos
Encantados”, motivo pelo qual Apolônio estivera na companhia solitária de
Damis, por que seus discípulos o haviam abandonado, assombrados com as
histórias contadas sobre o lugar. O lugar é descrito como sendo Shamballa, e
seus moradores viviam entre a terra e o espaço, e Apolônio receberia do rei
Hiarchas (ou Sanat Kumara?) a incumbência de enterrar talismãs em certos
lugares do planeta, além de ser incumbido de confrontar-se com o império
romano, e que teria feito ambas as coisas. (Rayom Ra)

O raio sob cujas energias, forças e irradiações que Jesus operaria no


mundo viria a ser o sexto raio, conhecido como do Idealismo Abstrato ou
Devoção, do qual, mais tarde, Jesus se tornaria o chefe ou chohan, como se
menciona no esoterismo oriental. Os raios têm ciclos de manifestações e de
ocasos nas vidas oculta e objetiva do planeta. O sexto raio se manifestou antes
mesmo do advento de Jesus, alcançando seu zênite nos propósitos que dele
mais se esperavam na Terra, justamente nos anos em que Cristo trabalharia
para a ideação de um programa maior de avanço da consciência da
humanidade já o suficiente experimentada através de milênios no processo
evolucionário. Atualmente o sexto raio vem saindo do cenário desde o ano de
1625.

Todos os mestres e grandes iniciados têm conjugado seus esforços no


sentido de elevar a humanidade a um estado de consciência mais amplo e
profundo. A vinda de Cristo não se limitaria unicamente a uma religião
especialmente organizada para ser o berço de uma nova era, como a cristã em
suas ramificações, ou a católica. A Nova Era começaria exatamente com a
vinda de Cristo para uma transformação do carma mundial em todos os seus
reinos. Shamballa sempre comandou todo o planejamento de há muito
elaborado, demonstrando com isso que a evolução dos reinos e a humana
sempre estiveram sob as rédeas dos sábios.

O planeta Terra é uma estância de treinamento para as vidas, a fim de que


aprendam e avancem sobre si mesmas e continuem seus processos
evolucionários mais além, segundo o Grande Plano da Criação. Mas há regras
e métodos sob a ingerência de leis que não podem ser transgredidas em seus
ditames, sem que provoquem consequências individuais ou coletivas, pois
geram carmas difíceis e dolorosos, que são aplicativos da lei do equilíbrio
conhecida como de causa e efeito. Por isso, é necessário o trabalho
sistemático dos grandes iniciados no sentido de despertar os germes do
pensamento nos povos, o que foi feito no largo passado com enormes lutas e
sacrifícios de seus instrutores contra todas as oposições das forças contrárias
existentes na natureza, e daquelas malignas, sistematicamente aportadas na
Terra, provindas de outros recantos de nossa galáxia e fora dela.

Chama Violeta no Mundo

Do pensamento ou intelecto desperto e trabalhado à unificação dos corpos


para alinhar uma personalidade, foram necessários vários estágios decorridos
entre religiões, cultos, rituais, modelos de governos, filosofias, literatura,
ciências e a instituição de mitologias. As mitologias tiveram papéis importantes
na evolução anímica e psicológica dos povos, pois sob suas alavancagens
aproximariam as mentes e as emoções às forças das egrégoras dos arquétipos
para incorporações no ego em edificação, segundo os raios ou signos
astrológicos.(2) A ciência dos iniciados nunca esteve disponível para as raças,
senão fragmentos dela. Hoje, daquilo que o homem mediano ou mais
intelectualizado se orgulha como conquistas científicas, foi basicamente
ensinado ou inspirado pelos mestres, através deles próprios ou de discípulos,
mas não puderam evitar cair em mãos indignas e também se tornar armas de
dissolução e dores. Por isso, a ciência verdadeira e oculta que rege as leis da
matéria e seus efeitos, não pode ser ensinada para não iniciados.
(2) Ver nossa obra "Minha Alma Sua Alma - Parte I" no Scribd.

Saint Germain, como hoje é conhecido, encarnou várias personalidades no


correr deste processo evolucionário dos povos, colaborando com Shamballa de
forma decisiva em muitos capítulos da história para os avanços das
consciências. O sétimo raio, chamado de Ordem Cerimonial ou Magia, veio
presidir a entrada da Era de Aquário, chamada comumente de a Nova Era,
embora, como dissemos, uma nova era se iniciasse, em realidade, com a vinda
de Cristo ao mundo há 2.000 anos. Esse raio, entregue por Shamballa ao
comando de Mestre Saint Germain, em verdade entrou no cenário terreno em
1675, mas somente a 15 de março de 1955 a Era de Aquário receberia a
consagração sob os auspícios deste sétimo raio. (3) Uma explanação um pouco
mais ampliada se encontra em nossa obra “Nova Era ou Era Dourada”, editada
no site do Scribd, de que retiramos o seguinte extrato:

(3) Assim tivemos Buda a ensinar a ligação da Alma com Atma – o Nirvana
redentor e purificado - através da meditação, pela trilha do caminho do meio, e
no cumprimento reto das oito regras. Cristo ensinou a mesma salvação desde a
Alma para a direção da Terra, pelos caminhos retos em auxílio aos pecadores, e
pelos desapegos às ilusões deste mundo em sucessivas sublimações e
transmigrações dos desejos da alma terrena ao reino do outro mundo. Saint
Germain virá tratar de fortalecer para a porção mais avançada da humanidade a
ponte que leva do caminho do meio - considerando o plano mental o
intermediário entre a personalidade e a Alma - para os próprios domínios da
Alma e dessa para a união com a Mônada através de Atma ou Vontade
Espiritual. Ou seja, Cristo continuará sua missão em Aquário num patamar ou
nível mais elevado de acordo com o avanço mental do mundo. Nesse processo,
Buddhi – o plano da intuição – virá desempenhar o papel de a lanterna que
ilumina o Sendero ao instalar seus raios nos caminhos do mundo astral a fim de
que os viajantes conscientes de Aquário, os vacilantes e os retardatários de
Áries e Peixes não se desviem da jornada. (Rayom Ra)

A vibração esotérica do sétimo raio é violeta. Saint Germain comanda toda


a descida desta chama para a Terra, para os reinos, para as vidas humanas,
para todas as situações que necessitem de purificação e elevação da tônica
vibracional dos átomos. O Avatar Saint Germain traz com ele verdadeiro
exército de grandiosos seres: anjos, arcanjos, devas, elementais de luz,
mestres de todos os raios ou chohans com suas respectivas chamas e
conclama trabalhadores qualificados nos diversos escalões iniciáticos ou não.
Os objetivos principais do trabalho de Saint Germain na Era de Aquário é o
desenvolvimento mental da humanidade para patamares em que a nova
ciência possa ser entendida, melhor desenvolvida e praticada para uma
revolução planetária completa. Nesta Nova Era, terminarão todas as limitações
cármicas do homem: as misérias, guerras, epidemias, fome, diferenças sociais
humilhantes, a hegemonia do mal em determinadas situações, as religiões (que
serão substituídas por uma única e mais avançada), os cultos esdrúxulos e
toda uma ordem de valores invertidos não compatíveis com o que exemplifica
Shamballa sob a ordem do Rei Sanat Kumara.

Vórtice da Chama Violeta

O trabalho do Cristo no mundo, nesta Nova Era, no entanto, não será nada
fácil e nem tranquilo, necessitando ele de toda a colaboração, entrega e
destemor dos iniciados de todas as categorias, e o entendimento mínimo do
que o momento requeira. Para um bom serviço dos colaboradores, é sugerido
que se deixe de lado, tanto quanto possível, as solicitudes das paixões e
ansiedades por suas próprias evoluções, critérios religiosos, místicos,
ocultistas, esotéricos, científicos ou de qualquer outra ordem que confrontem
com os demais, em prol da causa maior - a obra que os mestres de Aquário
vêm orientando.

Como resultado, veremos triunfar a ciência de Deus sobre a ciência do


homem, sobre o ateísmo, o ceticismo e filosofias materialistas; sobre todas as
incoerências humanas, por mais atípicas, grosseiras ou refinadas que sejam.
Veremos, antes, o planeta se transformar; terras afundarem e nova e
revigorada natureza emergir para o mundo, para os reinos e povos que nelas
passarão a habitar e construir a nova civilização. Veremos um contingente
enorme de almas rebeldes, opacas à luz, malignas e atrasadas, ou
mentalmente avançadas, porém tortuosas para o que a evolução espiritual
requeira, de várias maneiras deixando o planeta. A excessiva carga humana
nos países super povoados decairá sensivelmente, estando previsto
permanecer no planeta somente 1/3 ou 2/5 da atual população mundial. Alguns
países desaparecerão do mapa; continentes serão seccionados em suas
extensões e uma nova ordem de valores prevalecerá no processo
evolucionário da Terra, com maior liberdade de pensamento, sem tiranias, mas
voltada para o Deus verdadeiro de todos e sua ciência fantástica.

As energias de Aquário são avassaladoras, enormemente destrutivas


quando encontram um campo minado, ou favorável para sua expansão. Porém,
dependendo de cada consciência, são altamente construtivas e impulsionantes
às dimensões mais elevadas da consciência. O ambiente da Terra precisará
estar necessariamente sanado e as energias suficientemente armazenadas
para a disponibilidade de seu uso nas presentes e futuras situações. A lei
cósmica da economia está sendo exercitada como nunca, pois o planeta não
pode recorrer sempre às fontes externas para seu empuxo, havendo limites
para esse empréstimo. Torna-se imperioso, a esta altura, uma substancial
auto-suficiência, de modo que não haja nunca o desprovimento de forças para
assim não advir o perigo da total destruição planetária, que se tornaria
iminente. Por isso, o sétimo raio de Ordem Cerimonial ou Magia entra em cena.
Por isso, Saint Germain, com autorização de Shamballa, instituiu os apelos e
cerimoniais das chamas, notadamente da Violeta, que é a purificadora.

Os cerimoniais já existentes de magia branca, dos raios, das invocações


aos seres cósmicos e planetários, aos elementais de luz, da Umbanda, e de
todos os níveis das práticas espiritualistas, religiosas e ocultistas, estão sendo
intensificados. Outros, desde há algum tempo, vêm sendo trazidos de um
passado distante quase esquecido e adicionados para um realinhamento e
fortalecimento da egrégora mundial a fim de que haja o enfrentamento das
forças sinistras planetárias e extra-planetárias, e tenha seu uso devidamente
coordenado para todas as necessidades.

Eis o motivo de a Fraternidade Branca ter se aproximado da Terra como


nunca, dos homens preparados ou não, crentes ou agnósticos, pecadores ou
livres dos pecados, mas dispostos a atuar em favor de um mundo melhor, sem
sofismas, sem teorias esdrúxulas, sem fanatismos ou orgulho obstrutor. É um
momento cíclico, justamente de uma era inaugurada por Cristo e continuada
pelo Avatar Saint Germain. A lei da evolução é para todas as consciências,
quer mestres, discípulos, iniciados, ou para as massas, e como somos
responsáveis por nossos atos sob as leis que regem esse processo mundial,
somos também co-participes dos módulos evolucionários. Portanto, todos os
níveis de consciências estão sendo chamados para operar em favor da raça
humana, de nós mesmos, da salvação do planeta e de quem deseje ser salvo,
uma vez que a origem de toda a vida é uma só e quem se exclui do trabalho na
Terra, ficará devedor ou a deixará.
PARTE II

Não somente os apelos da chama violeta, porém de todas as chamas e


raios que invadiram o planeta, através de médiuns ou canais especialmente
orientados, vieram subordinados ao plano que Saint Germain houvera sugerido
à Shamballa, de um recurso válido para a desintegração, transmutação e
queima do carma mundial, e elevação vibracional do planeta, além de atrair e
armazenar novas energias cósmicas para a introdução da Nova Era. Para tal e
magnífico planejamento, mestres e seres luminosos de todos os raios, vieram
prestar suas colaborações, penetrando instituições, ordens, fraternidades,
grupos e núcleos que se dispusessem a aceitar as novas revelações, a operar
com os raios e chamas, e a divulgar.

Sobre a inusitada vida deste mestre, mago e Avatar da Era de Aquário,


vejamos o que escreveu Helena Petrovna Blavatski:

“Conde de Saint Germain. Os escritores modernos falam dele como de um


personagem enigmático. Federico II da Prússia somente dizia dele ser um
homem a quem nada pudera chegar a compreender. Muitas são suas
‘biografias’ e cada uma mais extravagante que a outra. Alguns o consideravam
como um deus encarnado; para outros era um hábil judeu alsaciano (natural de
Alsácia, região administrativa da França, junto às fronteiras de Alemanha e Suíça, cuja
capital é Estrasburgo). A única coisa que se sabe ao certo é que o Conde de
Saint Germain – ou qualquer que fosse seu nome patronímico – tinha direito a
seu nome e título, por que havia comprado uma propriedade chamada San
Germano, no Tirol italiano, tendo pagado ao Papa pelo título. Era de uma
galhardia e finura incomuns; sua imensa erudição e suas faculdades
lingüísticas eram inegáveis, pois falava o inglês, o italiano, o francês, o
espanhol, o português, o alemão, o russo, o sueco, o danes e muitas línguas
eslavas e orientais, com a mesma facilidade de sua língua nativa. Era
imensamente rico; jamais recebia uma moeda de nada – em realidade não
aceitou nunca um copo d’água de pessoa alguma – antes, ao contrário, dava
os mais extraordinários presentes de soberba joalheria a todos os seus amigos
e ainda às famílias reais da Europa.

Seu talento como músico era maravilhoso; tocava todos os instrumentos,


porém o violino era seu favorito. ‘Saint Germain rivalizava com o próprio
Paganini’, dizia um belga octogenário, em 1835, depois de ouvir a ‘genoese
maestro’. ‘É Saint Germain ressuscitado que toca o violino no corpo de um
esqueleto italiano’, exclamava um barão lituano que ouvira a ambos tocar.
Nunca pretendeu possuir poderes espirituais, porém deu provas de ter direito a
tais pretensões. Costumava ficar em um êxtase profundo de 37 a 40 horas sem
despertar, e então sabia tudo quanto tinha de saber, e demonstrava o fato
vaticinando o porvir sem jamais equivocar-se.

Foi ele quem profetizou diante dos reis Luis XV e Luis XVI e à infortunada
Maria Antonieta. Dos numerosos testemunhos viventes havia um no primeiro
quarto deste século (19) que atestava sua maravilhosa memória, pois podia
Saint Germain ler uma folha de papel pela manhã, ainda que não fizesse mais
do que passar ligeiramente os olhos nela, e repetir seu conteúdo, alguns dias
depois, sem se equivocar numa única palavra. Sabia escrever com ambas as
mãos ao mesmo tempo, (como, por exemplo) redigindo com a direita um verso
poético e com a esquerda um documento diplomático de suma importância. Lia
cartas seladas sem necessidade de tocá-las, mesmo elas estando nas mãos
de um portador

Foi o maior adepto a ponto de transmutar metais, fazendo ouro e


diamantes mais prodigiosos; arte que, segundo afirmavam, houvera aprendido
de certos brâmanes da Índia, que o haviam ensinado a cristalização – ou
vivificação – artificial do carbono puro. Como expressa nosso irmão Kenneth
Mackenzie, ‘em 1780, tendo ido visitar o embaixador francês em Haia, fez em
pedaços, com o martelo, a um soberbo diamante de sua própria manufatura, e
cuja duplicação fabricada por ele mesmo, acabara de vender a um joalheiro
pela soma de 5.500 luises de ouro (moedas de Luis, cunhadas durante o
reinado de Luis XVI).

Em 1772, em Viena, era amigo e confidente do conde Orloff, a quem havia


socorrido e salvado em San Petersburgo, em 1762, quando se achava
comprometido nas famosas conspirações políticas daquela época; chegando
também a ser amigo íntimo de Federico, o Grande, da Prússia. Como é de
supor-se, teve inúmeros inimigos; portanto não é de admirar-se que todas as
habilidades inventadas acerca dele, sejam agora atribuídas às suas próprias
confissões. Por exemplo: que contava mais de 500 anos de idade; que
pretendia ter tido intimidade pessoal ‘com o Salvador e seus doze apóstolos, e
repreendeu a Pedro por seu mau gênio’, o que estaria algo em desacordo com
a afirmação anterior na questão do tempo, se pretendesse ter somente 500
anos de idade.
Se Saint Germain disse ‘ter nascido na Caldéia e declarou possuir os
segredos dos sábios e magos egípcios’, teria dito a verdade sem ter havido
qualquer reivindicação milagrosa. Há iniciados, e não os mais elevados,
precisamente, que se acham em condições de recordar mais de uma de suas
vidas passadas. Porém, temos boas razões para saber que Saint Germain não
podia jamais pretender ter tido ‘intimidade pessoal’ com o Salvador. Seja como
for, o conde de Saint Germain foi indubitavelmente o maior Adepto oriental que
a Europa tenha visto durante os últimos séculos. No entanto, a Europa não o
conheceu. Talvez alguns o reconheçam no próximo Terror que afetará toda a
Europa quando venha, e não unicamente uma nação (é provável a autora se
ter referido à primeira guerra mudial). [Este personagem apareceu na Europa
no século XVIII e no princípio do século XIX, na França, Inglaterra e outros
países]”.

A Coroação de Saint Germain

“Cada dois milênios a Terra ingressa em novo raio. A Roda Cósmica


necessita, para uma rotação completa, de catorze mil anos. O Chohan
escolhido como representante do novo raio é coroado e investido de autoridade
cósmica, para continuar a evolução do planeta e de seus povos dentro desse
espaço de tempo. O Sexto Raio, que estava sob a direção de Mestre Jesus,
terminou seu ciclo no dia 1º. de janeiro de 1954. Depois de um intervalo de
poucos meses começou, oficialmente, a irradiação cósmica do Sétimo Raio. O
tempo decorrido de 1930 até 1954 é visto como um período preparatório
semelhante ao trabalho desenvolvido pelo precursor São João Batista.

No dia 1º. de maio de 1954 celebrou-se em Shamballa, a cerimônia festiva


da transmissão da coroa, cetro, espada e manto do Mestre Jesus ao novo
Chohan, Mestre Saint Germain. A coroa, símbolo da autoridade, cingia a
cabeça do Arcanjo Miguel quando aqui chegou com os primeiros homens que
encarnaram na Terra; e desde então vem sendo usada pelos Chohans dos
Sete Raios que assumem o poder a cada dois milênios. Completaram-se,
portanto, catorze mil anos da coroação do último Chohan do Sétimo Raio, que
foi precedido pelo Sexto que, por sua vez, recebeu a coroa do Chohan do
Quinto Raio, prosseguindo desse modo a sequência dos Chohans e
respectivos Raios, até o primeiro deles, no início dos ciclos.

O próprio Bem-Amado Mestre Jesus colocou nas mãos de Saint Germain o


cetro, investindo-o de poderes sobre as evoluções angélica humana e
elemental da presente Era. O Maha Chohan entregou-lhe a espada que
simboliza o poder do Espírito Santo; e o primeiro ato de Saint Germain foi
coroar a sua Chama Gêmea, a Bem-Amada Pórtia, Deusa da Oportunidade e
Justiça. Cada membro da Hierarquia aproximou-se, observando a respectiva
graduação e todos, genuflexos, prestaram juramento ao novo Rei Saint
Germain, oferecendo-lhe as bênçãos de suas próprias emanações de vida.
Anjos e Seres Elementais seguiram o exemplo, derramando suas vibrações
naqueles que estavam cientes deste grande acontecimento cósmico e sobre os
homens em geral”. (Livro Haja Luz – FEEU)
Deusa Pórtia

PRINCIPAL APELO DA CHAMA VIOLETA

Chama Violeta do Grande Sol Central (3X)


Desce em meu coração,
Desce em minha alma,
Em minha aura desce;
Desce, desce, desce.
AYAM-AYAM-AYAM
AYAM-AYAM-AYAM
Deus Todo-Poderoso, Eu Sou AYAM!
Controla, controla, controla,
Sustém-me, sustém-me, sustém-me,
Prende-me, prende-me, prende-me,
Envolve-me, envolve-me, envolve-me,
Dá-me a vitória, dá-me a vitória,
Espalha-te, espalha-te, espalha-te,
Liberta-me, liberta-me, liberta-me.
Eu estou em ti, eu estou em ti, eu estou em ti!
AYAM-AYAM-AYAM
AYAM-AYAM-AYAM
Deus Todo-Poderoso, Eu Sou AYAM!
Eu Sou a Presença de Deus em ação,
Eu peço que este apelo seja manifestado fisicamente,
Eu ordeno que ele seja manifestado fisicamente,
Eu Sou o poder que o faz aparecer sobre o plano físico!

[Este apelo pode ser feito para o benefício de outrem, da seguinte forma:
visualiza-se a pessoa envolta por uma fogueira de chama violeta, dos pés à
cabeça, e faz-se o apelo, como – Chama violeta...., sobre fulano desce: desce,
desce, desce... etc, usando o pronome na terceira forma nos pedidos, por se
tratar dele ou dela. Entretanto, “quem manda é o emissor”, logo ele afirmará
sempre, Eu Sou AYAM, Eu estou em ti, Eu Sou A Presença, Eu peço, Eu ordeno,
etc...]
Diz Saint Germain:

“Pensai em nós que isoladamente ou acompanhados de outras almas


conseguimos a conquista da liberdade e da vitória. Séculos após séculos
procurávamos refúgios em cavernas, grutas ou lugares onde pudéssemos nos
abrigar; por que precisávamos entrar em contato com as Legiões de Luz.
Tínhamos o desejo de receber os seus ensinamentos e de fazer experiências
com os raios de luz, atraindo-os através de apelos. Não havia ninguém que nos
pudesse dizer que estávamos no caminho certo. Não possuíamos outro guia,
senão a Chama de nossos corações.

Se permitíssemos que o medo nos abalasse, estaríamos ainda hoje


vivendo entra a massa de ortodoxos. Digo-vos com toda a sinceridade: se
quereis resultados reais, deveis ser resolutos e confiar em vós mesmos. Em
vossa câmara secreta, decidireis se tencionais ou não cooperar com os
Ascensionados. Se hesitardes em auto-realizar-vos agora, tereis de aguardar
outra oportunidade. Avaliai tudo aquilo que vos temos ensinado com relação à
lei da verdade, do equilíbrio, da pureza, da sabedoria e do amor. Se já vos
decidistes, então permanecei firmes e ide em direção à Luz da Liberdade.

O Maior exercício do mundo é usar a Chama da Liberdade e manter


constantemente o equilíbrio – permanecendo no centro da própria Chama
Divina. A alquimia divinal da Chama Violeta é, realmente, análoga às demais
ciências abstratas ou concretas do mundo exterior. Nada resulta do acaso.
Viveis na era das pesquisas e estais no mesmo ponto em que eu também
estive (durante a encarnação anterior à Minha Ascensão) quando
experimentava diversas combinações de pensamentos, sentimentos e
afirmações. Presentemente, vos encontrais num período de transformações do
mundo atual e pessoal e, em poucos anos, planetário! Essas fases provocam
inquietações nos corpos mentais e emocionais dos povos e, por fim,
despertam-lhes o medo.

Nas transformações mundiais vindouras, ocorrerão dias difíceis, um


grande número de pessoas mergulhará na miséria e provação. Todas elas
irão necessitar, urgentemente, de vossos apelos à poderosa e
transmutadora Chama Violeta. Não deveis limitar a vossa divina e
gloriosa Presença ‘Eu Sou’! Meus amados, reconhecei novamente, como
quando fostes criados, o Seu ilimitado poder e boa-vontade de agir em vós e
através de vós a cada hora. Pessoalmente, não podeis sequer fazer uma
tentativa de converter a raça humana ao estado de pureza que possuía
primitivamente, mas vossa Presença pode fazê-lo.
A vossa ou a minha Presença, de modo algum, são limitadas! Elas são
oniscientes e bem capazes de projetar milhões de raios de luz em qualquer
condição, lugar ou pessoa necessitada. Estamos no começo de uma nova era,
cujo Chohan, pela bondade e amor de Deus, foi determinado ser Eu mesmo.
Quero estar ao vosso lado nas cerimônias e rituais (atribuições do Sétimo Raio
e que fazem parte dos serviços prestados). Esses atos religiosos de adoração,
cuja beleza ainda não podeis avaliar, permitem que anjos, homens e seres
elementais novamente unidos, percorram o caminho da evolução. Juntos eles
irão servir e juntos erguerão, aqui na Terra, o reino do céu.

Um dia, antes de minha ascensão, encontrava-me em profunda meditação,


diante de Minha Presença Eu Sou e sob o misericordioso, indulgente e
transformador Fogo Violeta, quando houve uma explosão visual interna e,
momentaneamente, vi um lavrador que andava semeando sua lavoura. O
homem guardava pesada mágoa no coração e, com a cabeça inclinada,
prosseguia triste seu trabalho. Repentinamente, vi um raio do Fogo Violeta de
minha própria Presença ser projetado em direção a ele, envolvendo-o
completamente; instantaneamente a mágoa foi transmutada. Aquele desgosto
fora causado por mim, em outra ocasião, e, portanto, cabia-me o dever de
repará-lo. Desta forma, expiei a culpa anterior para com aquela emanação de
vida. O semeador ergueu a cabeça; sentiu-se livre da pressão de sua dor
íntima e vi, então, com que alegria e felicidade regressou à sua casa.
Naturalmente, aquele lavrador nunca soube a razão de seu alívio, mas eu
sabia que sua mágoa fora desfeita, e que em meu carma mais um erro havia
sido resgatado. Acredito que isso vos interesse, meditai, pois, sobre o que foi
relatado.

Quero agradecer a vossa total e espontânea dedicação à causa da


liberdade e os vossos esforços e lealdade em manter este estandarte ao longo
de tantas encarnações, quase sempre nas mesmas épocas em que fomos
contemporâneos. Agora, que abrimos a porta para um novo dia, irei lembrar-me
de cada um que, alguma vez, esteve ao meu lado, e todos passarão a
pertencer à corte espiritual que existirá para todo o sempre. Há ainda muitas
coisas que desejaria dizer e, em muitas delas, ressaltar cada pormenor
referente a vós. Guardadas no fundo do meu coração existem recordações
pessoais que constituem uma aliança universal. São lembranças muito
queridas, laços que ligam o Céu a Terra.

Os compromissos que ainda vos mantém atraídos a Terra permitem que


permaneçais em trevas – se bem que por um pequeno período de vossas vidas
– impedindo, entretanto, que vós, os ‘libertos em Deus’, possais gozar das
bênçãos divinas. Espero e confio que desfruteis a felicidade proporcionada pelo
advento do Sétimo Raio, alegrando-vos com a beleza do reino celeste e suas
radiações. É realmente maravilhoso o que podemos alcançar e, ao mesmo
tempo, libertar, através de vós, o restante da humanidade.

Agradeço aos incentivos singelos e despretensiosos que acrescentam


tanta alegria à vida. Deus abençoe a cada um de vós!”
(Livro Haja Luz – FEEU)
PARTE III

Volta Saint Germain a nos trazer nova e encorajante mensagem. Volta a


nos incentivar à luta por nossos ideais, claros e lídimos, de uma nova ordem de
valores e de cristalino entendimento sobre a Nova Era. Como ele diz, e não nos
faz ignorar, das ações dos Dragões e outros inúmeros falangeados do mal, que
sabemos, agem nos submundos do astral e no nebuloso mental dos
escravizados e invigilantes homens.

Sabemos das incursões dessas inteligentes mentes extraterrestres, de seus


núcleos milenares na Terra, e de seus representantes encarnados em todos os
setores das atividades humanas das nações.

Sabemos como espalham idéias falsas e pensamentos céticos para eivar,


infiltrar venenos e corromper a fé dos homens de Deus. Muitos se fingem
compreensivos, atestam valores das crenças, mas logo em seguida deixam
mensagem de contraponto, levantando dúvidas e incertezas para semear a
discórdia e o ceticismo linear no íntimo dos ainda vacilantes. São mensagens
subliminares diversas que de outros modos, por outros veículos ao alcance
popular, também acionam fortemente o subconsciente das massas, num tic-tac
perigoso e permanente, atraindo e armazenando energias negativas prontas
para eclodirem a qualquer instante, guiando-os para ações coletivas perversas
ou violentas.

Mas sabemos também o quanto trabalham as plêiades luminares sob as


ordens deste Avatar da Era de Aquários, sob o reinado de Sanat Kumara em
Shamballa. E são incansáveis no labor de dissolver os laços e liames que
prendem os corpos etérico-astrais e mentais de crianças, homens e mulheres,
subjugados e programados para exercerem na Terra, de várias maneiras e
ocasiões, a dissolução dos valores familiares, educacionais, filosóficos,
religiosos e paradigmas verdadeiros da ciência.

Saint Germain que sempre esteve ativamente alinhado em grandes


momentos de transformações cíclicas do pensamento e consciência dos povos,
foi também decisivo na Revolução Francesa que acabou com a monarquia
cruel e elitista, inspirando novos rumos econômicos, políticos e religiosos para
todas as nações. E com grande clareza de pensamento, ditou aos estadistas a
carta magna da independência da América do Norte. Antes, fora ou comandara
a personalidade de Cristovão Colombo, a viajar para um terceiro mundo em
busca de novas e arejadas terras, que viessem materializar novos valores para
homens libertos do jugo cármico de cristalizadas doutrinas da igreja e impérios
faustuosos e escravistas, plenos dos domínios feudais que nunca se
dissipavam.

Hoje, Saint Germain, juntamente com demais mestres e seres de luz dos
primeiros escalões de Shamballa, assentam as bases de uma nova civilização,
justamente no Brasil, onde há várias décadas já o grande médium Francisco
Cândido Xavier lançava ao mundo a voz arautica de seus mentores sobre a
realidade de o Brasil vir a se tornar o “Coração do Mundo e a Pátria do
Evangelho”, profecia esta corroborada por Ramatís que começa a se cumprir
nesta Nova Era.

A mensagem abaixo foi passada telepaticamente para Rosane Amantea,


ontem, 12-03-2011, em Londrina, no Paraná, e vem coroar com inexcedível
brilho as postagens anteriores, aqui por nós elaboradas sobre ele mesmo, o
Avatar da Era de Aquário – o Bem-Amado Mestre Ascensionado Saint
Germain.

"EIA AVANTE, EXÉRCITOS DE DEUS !!!


EU SOU SAINT GERMAIN e vos falo porque vos amo !

Hosanas ao Pai na Bondade da Sua Contemporização da Grande


Provação Asiática e Planetária! Em chamas divinas de misericórdia venham
anjos do céus e aplacai a grande fúria ignominiosa dos vossos ancestrais em
atrozes movimentos da suas alçadas infames! Não somente a Terra geme,
mas o soluço dos inocentes pela sangria dos vis.

Eia avante todos as falanges da luz celestial, das jazidas de glórias e


perdões de nosso Pai Amantíssimo! Acodi em vosso abraço glorioso as
carreatas de vossos filhos, e tirai-os do turbilhão da injuriosa desdita urdida nos
antros da iniquidade!

Espreitavam-vos os algozes dos povos não remidos, antecipando a


angústia vívida nos seus desafetos rivais, imolando a estabilidade das rochas
oceânicas, na covarde consolidação em surpreender-vos, facilitada pela vossa
desatenção com as vossas próprias almas, avassaladas pelo descaso e
desmazelo com vossas responsabilidades como almas em expansão de
potenciais e de consciência cósmica .

Não será ainda a vil e pretensiosa arruaça das cortes de brilhos fétidos
enojantes, que maculam de venenos inaceitáveis o orbe em que Cristo ainda
amaina seus cordeiros noviços e ainda intende sobre seus apelos de mais rigor
de nossos amados para com suas escolhas em vida terráquea.

Eia avante, exércitos da Chama Violeta Sagrada, em manifestação da sua


imbatível autoridade em alquimia galáctica, detendo o fervor estarrecedor da
febre do mal em recônditos das nações que não poderão ainda perecer! Eia
avante, exércitos regentes das essências, dos fluidos, dos éteres e das forças
miraculosas e preciosas dos manaciais de todos os recônditos estelares de
poderes inconcebíveis, para a destruição das acobertadas minas insanas, onde
mancomunam as plêiades infernais, no acionamento da desordem, da
programação de lamentação humana improfícua!

Eia avante, exércitos da Paz dos arcanjos e dos cerceamentos energéticos


que comandam as vossas suntuosas personalidades expoentes intergalácticas,
em torno daqueles em que e onde ainda não condiz estarem entre as
labaredas dos macabros, nos abisssais reinos dos seres primários da Terra!
Não sejam sem os reais fundamentos das eclosões da força natural desse
globo em majestade de transferência ascensioonal que venham esses se
arrojarem na provocação aos poderes divinos e mais abater os rebentos
nascidos nesta fase terráquea sem o seu assentimento!

Em preito de honra aos desígnios divinos, dos púlpitos nobres em que se


assinam os laudos dos eventos planetários, que sejam arrastados para o
interior da Chama Violeta Sacramentada pelos próprios poderes de Gaia, em
purgação efetiva, as hostes dos malfeitores renitentes de vossos tempos de
redenção paulatina,onde somente houve aquilo que poderia ser o menor dos
males, embora tanta dor! Seja o tempo do 'ranger de dentes da Terra' nas
medidas da Sua inquestionável e augusta sinalização!

Eia avante, todos os devas, anjos e seres de luz de nossa confraria


sagrada concedida pelo Maior dos Seres, o Indevassável Criador, por
podermos nos manifestar na Terra e semear nela nossos recursos de vossa
Fonte esplendorosa, onde o Cristo e os Kumaras se estreitam, em meio aos
abrolhos de jornadas de bilhões de eras, a fim de resgatarem da seiva do
esquecimento e do desvirtuamento evitável, os seres universais em carne
humana, em apuros indizíveis, nas horas em que o pêndulo planetário tem
vindo apontar para o ícone que marca a hora das contrações de Gaia.

Somente serão elas as concedidas, se vós, amados irmãos, não vos


deixardes ser arrastados pela correnteza da indiferença e do desprezo às leis
de nosso Criador! Que não venham vos perturbar o ritmo evolutivo os influxos
terríveis dos adversários do Amor e do Cristo! Que a honradez e a marca da
assunção dos homens de bem, que faz baixar a fronte esquizóide dos
fragorosos e dementes seres da escuridão, permeie o confronto entre as
polaridades de equilibração do planeta Terra.
Urdiram, em irresistivel ânsia de aplicação do convite das bestas à
propulsão hostil de artimanhas tecnovis aos povos da Terra, esses pertinazes
descendentes das eras de opróbrio de globos do universo de vossa dimensão,
chagando, ainda cedo, o vosso orbe, de dores em que o desconsolo de
milhares viria aos vossos olhos, como cenas ainda mais desoladoras das
tragédias postergáveis. Em nome de misericordiosas bênçãos divinas,
chegaram as Hostes em ação exemplar, contendo maiores desditas, a bem da
evolução do seres!

Chegando em passos de controles universais, na era consumação dos


tempos do mal, eis que a luta apocalíptica iniciou-se entre abusos dos que vos
sacodem de vossas invigilantes horas de desamor. Antecipam-se e nos
propulsionam acordos entre guerreiros do Cosmos em prol de vossa morada.

As espadas se travam entre os Céus e a Terra!

Eia avante, exércitos de seres da luz do infinito, e que dos raios do amor
puro da virgem santa dos portais das eras, Nossa Senhora Aparecida, façam
se abrir os pórticos dimensionais de novos alicerçamentos das conquistas
eternas dos seres humanos conscientes e remidos! Eia avante, falanges puras
do Amor Imaculado, na dizimação das potestades dos submundos da
intemperança! A atrocidade ainda rege os filhos da escuridão, em carne e em
espírito, e jaz escondida sob os véus dos desavisados e dos poderosos sobre a
superfície de vosso globo, distanciados da manifestação e direção de suas
potencialidades latentes!

Acordai, humanidade, ante a derradeira oportunidade de vossa absolvição!

Despertai de vosso sono profundo ante o cenário tenebroso das investidas


das feras bestiais que se alimentam de vossas lacunas de brios e virtudes!

Avante, exércitos de Deus, e aplacai a sede da vingança e a sede de


poder impossível ante a Onipresença do Criador Absoluto e de Seus ditames
em torno de Sua Augusta Obra como Urantia ressurreta! Não sucumbais,
humanidade da luz, ao peso do fardo desta era da reconciliação do homem
com seu espírito, nem ante o grito planetário do pavor quando vivenciardes os
dias imprevistos das desonras aos vossos já sensíveis corações!

Os absolutos poderes do Pai que a tudo comanda e rege, não impedirá


sempre a ação de vossas próprias incalculadas agressões à morada e aos
hóspedes do orbe onde viveis. Disso tomai consciência ainda!

Eia avante, exércitos da luz que habita em todos os seres de consciência


desperta! Proclamai a vossa independência das armadilhas dos enfurecidos
dragões, que vos roubam a pacificidade e serenidade de vossas vidas em
ascensão! Não vos diferenciais, no entanto, de vossos irmãos adormecidos em
vosso chão consanguíneo e vossa parentela espiritual em vários cantos de
vossas cidades e nações. Deles tende piedade e o ensejo da fraternidade!
Despertai-os da ignorância e avançai no exercício da concórdia e da
solidariedade planetária!

Eia, avante, filhos meus, todos vós, dentre seitas e doutrinas que esposais,
e filhos do Cristo, em preces gloriosas de intervenção amorosa pela minima
selvageria em vossos seres, em vossos tempos de agora, para que a guerra
entre sombra e luz, que se deflagra a cada instante, não passível de
mensuração por vós, não vos empalideça de terror nas horas dos vossos
testemunhos e participação na redenção da Terra!

Eia avante, exércitos de amoráveis seres que fazem explodir seus peitos já
simbióticos com as emanações arcangélicas em sublimidade e pureza de
vossos seres, em uníssono com a vontade de Deus, sobre Sua obra bondosa
em vos acolher, em contrações de seu renascimento como obra prima que
caminha para a hora adulta dos seus fundamentos na Criação!

Dai de toda a pujança de vosso amor exalado da vossa experiência


vitoriosa em Urantia, em patamares diversos de ações de vossos poderes
próprios, todo o manancial de vossos tesouros pessoais, aplicados como
doações aos rendimentos morais e espirituais de toda a civilização terráquea!

Invoquemos as mais sacrossantas aptidões de nossas essências virginais


e pleiteemos ao Pai Criador e a todos os Elohins das Chamas da Vida, em toda
a natureza terráquea e em todas as instâncias correlatas do Cosmos Unificado
na trama única da identidade universal de 'Filhos de Deus', e a todas as cortes
de seres divinos, em carne terrena, merkabas de elevação, em véiculos
cósmicos, etéricos, astrais, búdicos ou átmicos, por tempos menos vorazes de
burilação dos diamantes humanos em transição dimensional no planeta Terra!

Hosanas ao Pai por não ter permitido a desordem dos átomos em


expansões de maior gravidade nas plagas dos nossos e vossos irmãos
planetários! Hosanas ao Pai por ser a última palavra em meio ao Caos, como
resultado das absurdidades de vossos feitos, de vossa civilização recalcitrante,
nas garras dos séquitos da barbárie telúrica por sintonia que pode ainda ser
abortada!

Hosanas ao Pai por ter contido a boca da vilipendiosa contramão da


evolução terrena de seus donos dragões, em maiores intentos e desastres para
a nossa lástima eterna! Hosanas ao Pai por sermos UM, entre os socorros de
todos os seres das estrelas, levando a efeito as suas tecnologias de contenção
de irregularidades maiores! Hosanas ao Pai pela Terra poder optar, ainda, e
galgar, ainda, degraus de aprimoramentos espirituais que nos seja a causa de
alegria celestial, pela minimização das agruras humanas!

Hosanas ao Pai pela Grande Família Universal que todos somos!

Obrigado a vós, por vos estreitardes conosco em orações e cânticos de


apaziguamento das lágrimas dos vossos iguais! Obrigado a vós, que lutais com
todas as vossas forças pelo bem e pelo avanço de vossa humanidade!
Obrigado, mentes e corações humanos, por serdes elos de luz da Era de Ouro,
na corrente sagrada do Amor Universal!

Eia, avante! A cada dia basta o seu mal! Ainda é tempo de vossas
resoluções e vitórias! Que hoje, amanhã e sempre, o Amor sempre vos
promova, vos embeveça e vos liberte!

Glória a Deus ! Bençãos na Terra! Eu vos convoco à Era da Luz!

EU SOU SAINT GERMAIN!"

[ http://rosane-avozdoraiorubi.blogspot.com/ ]

“O presente trabalho é o compilamento de páginas mostradas em


http://arcadeouro.blogspot.com.br/ por Rayom Ra”

Interesses relacionados