Você está na página 1de 7

Exposição Perfis Ucranianos

de Raurício Barbosa
Sala O Arquipélago
De 18 de março a 20 de abril

Exposição Pessankas de Páscoa - tradições e ritos em terras brasileiras


de Romulo Lubachesky
1891 - 2011 Sala Memorial Erico Verissimo
De 30 de março a 20 de abril

Contação de Histórias Ucranianas


com Olga Schtscherbyna.
Público Infantojuvenil
Dia 16/04
Sala O Arquipélago - às 16h
Entrada Franca - Parceria com Projeto Cidade das Crianças

Alma da Ucrânia
Apresentações de Dança do Grupo Solovey
Dia 16 de abril (sábado), às 19h
Ingressos a R$ 10,00
Auditório Barbosa Lessa

Oficina de Pessankas
com Oliana Reszetiuk
Dia 15 de abril, sexta-feira
Sala O Retrato - das 18h às 21h
25 vagas
Inscrições a R$ 40,00 (com direito ao material)

Mesa-Redonda
Painel História Arte e Cultura - 120 anos de imigração Ucraniana no Brasil
Com Raurício Barbosa, Rômulo Lubachesky, Luiz Timm dos Reis, Leonid Cvirkun
e Tatiana Manczenko.
Dia 16/04
Sala O Retrato - 14h
Entrada Franca

Mostra de filmes
Made In Ucrania - Os Ucranianos no Paraná
O Casamento de Dalila
Quem tem medo do Popoyosky
Ivan – de volta para o passado (imagens e making of)
Dia 09/04, às 13h30
Auditório Barbosa Lessa

Sarau com Ritmo, edição especial A poesia de Helena Kolody


Exibição do documentário “Helena de Curitiba”
organização de Benedito Saldanha, com Angélica Rizzi
Dia 20/04
Sala O Retrato - às 19h
Exposição Perfis Ucranianos
de Raurício Barbosa
Sala O Arquipélago
De 18 de março a 20 de abril

O trabalho foi estruturado em pesquisa realizada no interior paranaense pelo artista plástico Rauricio
Barbosa, que resultou em obras com dimensões que variam entre 80cm x 60cm e 2m x 1,7m,
pautadas em narrativa cronológica, utilizando as técnicas de tinta acrílica sobre tela e crayon (pastel
seco sobre papel miteinte preto). As percepções primárias da cultura são refletidas nas telas que
premiam a diversidade de cores, a presença factual da cor preta, a lealdade à liberdade, a alegria e a
religiosidade.

As linhas geométricas dos motivos encontrados nas Pêssankas são a base principal para o
desenvolvimento das obras, preservando a variedade de traçados coloridos e a riqueza de
significados. Raurício ressalta que “as Pêssankas são ovos com símbolos específicos, com imagens e
geometria ricas em significado”. Pintados com técnica específica que utiliza cera de abelha, chama de
vela e soluções pigmentadas, servem como presentes a parentes e amigos, especialmente na Páscoa.
“É uma forma de mostrar-lhes apreço”, conclui o artista plástico.

Curiosidades retratadas em telas


A diversidade cultural do país, aliada à abordargem pouco recorrente em Perfis Ucranianos, é um
convite a uma viagem elucidativa pelas obras de Rauricio Barbosa. Conheça um pouco desta história
tão rica em curiosidades que será apresentada nas telas dispostas cronologicamente, desde os
primeiros passos deste povo em território brasileiro.

Durante o mês de março até o término da Páscoa, em abril, quem visitar a sala O Arquipélago, no 1°
andar do CCCEV, irá saber que a Ucrânia tornou-se um estado independente em 24 de agosto de
1991, finalizando séculos de dependência política e econômica da então antiga União Soviética e,
anteriormente, do Principado de Kiev. Na cidade de Lvyv, por exemplo, poderia se imaginar um casal
que nasceu na Áustria, cresceu na Alemanha, casou na Polônia, morreu na Ex-União Soviética e, hoje,
jaz na Ucrânia, apesar de sempre terem morado na mesma cidade, sem nunca ter se mudado.

Também são abordadas nas telas temas como a religiosidade ortodoxa e greco-católica, cujos os
preceitos são praticados pela maioria no país, bem como a simbologia da dança, como a Povzumetz e
a Zaporojetz, que nos remetem aos cossacos camponeses.
Exposição Pessankas de Páscoa
tradições e ritos em terras brasileiras
de Romulo Lubachesky
Sala Memorial Erico Verissimo
De 30 de março a 20 de abril
Sala Memorial Erico Verissimo, 3º andar.
Entrada franca

São 20 imagens expostas que retratam, de forma minuciosa, o que de mais importante ocorre na
semana que antecede a Páscoa dos imigrantes radicados na cidade de Prudentópolis, no Estado do
Paraná. Entre os registros do fotógrafo, destaque para a fé e a beleza da Igreja Ortodoxa Ucraniana, o
processo de criação das Pessankas, a simplicidade do povo e da região onde vivem, a organização e
os rituais típicos do Leste Europeu. Lubachesky, conta que “a ideia surgiu principalmente pela minha
descendência ucraniana". Romulo costuma dizer que “nas imagens registradas e em toda a relação
mantida com as pessoas acabei descobrindo um povo simples, com uma sabedoria pura e profunda
sobre a sua forma de viver com serenidade”.

Perfil do artista:
Natural e morador de Cascavel no Paraná, residiu em Porto Alegre-RS por oito anos. É formado em
Geologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Trabalha principalmente com
modelos e editoriais, mas tem como paixão os documentários fotográficos.
Foi pioneiro no Brasil na obtenção de fotografias infravermelho com câmera fotográfica digital.
Ministrou aulas e palestras no Núcleo de Fotografia (Fabico) na Universidade Federal do Rio Grande
do Sul (UFRGS), Senac-RS, Universidade Luterana do Brasil (ULBRA), nas escolas de fotografia Imagem
e Câmera Viajante. Publicou vários artigos em revistas especializadas do Brasil e da Europa. Exibiu
dezenas de trabalhos em exposições individuais principalmente no Rio Grande do Sul.
Oficina de Pessankas
com Oliana Reszetiuk
Dia 15 de abril, sexta-feira
das 18h às 21h
25 vagas
Inscrições a R$ 40,00 (com direito ao material)

A oficina aborda aspectos teóricos e práticos da arte milenar ucraniana de colorir os ovos, conhecidos
como pessankas (derivado do verbo pessaty, o qual significa escrever), que se tornou uma prática
muito comum entre os descendentes, no período da Páscoa.
Oliana falará da simbologia presente nos desenhos e nas cores além de ensinar, na prática, a técnica
de confecção da pessanka.
Destinada para interessados a partir dos 14 anos, a oficina oferece o material para confecção dos
ovos pascais além de material didático.

Mesa-Redonda
Painel História Arte e Cultura - 120 anos de imigração Ucraniana no Brasil
Com Raurício Barbosa, Romulo Lubachesky, Luiz Timm dos Reis, Leonid Cvirkun e Tatiana Manczenko
Dia 16/04
Sala O Retrato - 14h
Entrada Franca

Sobre os painelistas:
Raurício Barbosa
O artista plástico maranhense Raurício Barbosa fala sobre a experiência vivida no Paraná, em 200X(?)
quando em contato com a cultura dos imigrantes ucranianos da região, a estética e a simbologia das
pessankas, as histórias de imigrantes e a chegada no Paraná, a dor do holodomor e como essa
vivência influenciou sua obra, sobretudo a presente em “Perfis Ucranianos”, exposição em cartaz no
CCCEV.

Romulo Lubachesky
O fotógrafo paranaense Romulo Lubachesky relata a experiência vivida em 2006, na cidade de
Prudentópolis, no Paraná, no período que antecede o Domingo de Páscoa e que resultou na
exposição fotográfica documental “Pessankas de Páscoa: tradições e ritos em terras brasileiras”, em
cartaz no CCCEV

Luiz Timm dos Reis


Descendente teuto-ucraniano, Luiz é um pesquisador e entusiasta da cultura daquele país. No painel,
trará aspectos históricos e etnográficos da imigração.

Leonid Cvirkun
Imigração Ucraniana no Rio Grande do Sul.
Nascido na Ucrânia em 1936, Leonid Cvirkun morou na Romênia, Polônia, Áustria, Alemanha e Itália
até sua vinda definitiva ao Brasil. No Rio Grande do Sul passou, também, por várias cidades até
estabelecer residência em Porto Alegre, onde hoje vive. Guarda consigo documentos, fotografias e
histórias. Testemunhos da imigração ucraniana no RS.

Tatiana Manczenko
Descendente de ucranianos, Tatiana traz o relato da família de imigrantes.
Contação de Histórias Ucranianas
com Olga Schtscherbyna
Público Infanto-Juvenil
Dia 16/04, às 16h00
Sala O Arquipélago
Entrada Franca
Parceria com Projeto Cidade das Crianças

Alma da Ucrânia
Apresentações de Dança do Grupo Solovey
Dia 16 de abril (sábado), às 19h
Ingressos a R$ 10,00
Auditório Barbosa Lessa

Com 20 anos de história, o Grupo Solovey realiza cerca de 30 espetáculos anuais, em diversas cidades
e estados brasileiros. Contando com uma equipe de bailarinos e simpatizantes desta milenar cultura,
apresenta shows de cores e músicas vibrantes, além das danças e do figurino bordado do folclore
ucraniano. Os diferentes figurinos apresentam ao público diversas regiões deste país, suas músicas,
trajes típicos, usos e costumes.

Integrantes

Alexandre Machado de Oliveira Katielly Kene


Alexis Cvirkun Urbanskyy Larissa Cvirkun Urbanskyy
Ana Torres Leonardo da Fonseca Rocha
Angela do Canto Szalek Leonardo Remboldt de Mello
Bernardo Ribeiro Rocha Luiz Evandro Muller Ribeiro
Brenda Schtscherbyna Fontoura Luiz Fernando Ferreira Carvalho
Carlos Iwan Muller Ribeiro Luiz Mauricio Timm dos Reis
Cassiano da Fonseca Rocha Mariana Silva Huffel
Claudiolanda de Oliveira Martin Rajeh Rosin
Daniano Ricardo Engers Oliana Tecla Reszetiuk
David Fabiano da Silva Marchiori Patrique Giuseppe Bagatini
Felipe Kenne Paulo Alexandre
Francine Muller Ribeiro Rajla Bresan Simonetti
Gian Vianna da Silva Rodrigo Boa Vista Ribeiro
Gloria Torres Sandra Mônica de Oliveira
Guilherme de Oliveira Slobodaniuk Sofia Maria Reszetiuk Cheveste
Halina Cvirkun Urbanskyy Úrsula Remboldt Mello
Isaias Gabriel da Silva Marchiori Vinicius Fontoura de Moraes
Ivan Velychko Walentyna Oliveira Slobodniuk
Janifer Adrian da Silva Marchiori

Mostra de filmes
e debate com o diretor
Made In Ucrania - Os Ucranianos no Paraná
O Casamento de Dalila
Quem tem medo do Popoyosky
Ivan – de volta para o passado
Dia 16/04, às 13h30
Auditório Barbosa Lessa
Made In Ucrania - Os Ucranianos no Paraná – de Guto Pasko
2006.
O enredo do longa aborda a história ucraniana desde a chegada dos primeiros imigrantes, há 110
anos, até os dias de hoje, nos quais os descendentes mantém vivas as tradições e costumes como a
língua, o folclore, a religiosidade, o artesanato e a arquitetura – elementos que foram preservados e
influenciaram diretamente a formação da cultura paranaense.
Além da história dos imigrantes no Paraná, o filme mostra um panorama da Ucrânia e dos
acontecimentos políticos marcantes em sua história, que definiram as fases da imigração.
102 minutos

O Casamento de Dalila – de Guto Pasko


Apaixonado pelo tema da imigração, Guto Pasko tem produzido episódios de ficção para a RPCTV.
Este episódio aborda conflitos étnicos entre ucranianos e poloneses em Prudentópolis (PR), cidade
natal do diretor.
10 minutos. 2009.

Quem tem medo de Popoyoski? – de Guto Pasko


Uma história para celebrar a inocência e a fantasia das crianças
10 minutos. 2009.

Ivan – de volta para o passado – de Guto Pasko


Exibição de imagens e making off do novo longa metragem de Guto Pasko, em fase de Finalização,
sobre a vida de um único imigrante ucraniano refugiado de segunda guerra mundial que vive em
Curitiba.
Guto Pasko conta o retorno de Iván Boiko, ucraniano naturalizado brasileiro, à sua aldeia natal, quase
70 anos após ser levado dali pelas tropas nazistas, durante a Segunda Guerra Mundial.

Sarau com Ritmo, edição especial


A poesia de Helena Kolody
e Exibição do documentário “Helena de Curitiba”
organização de Benedito Saldanha, com Angélica Rizzi
Dia 20/04
Sala O Retrato - às 19h
Entrada Franca

Sarau poético-musical com os poemas de Helena Kolody com o escritor Benedito Saldanha e a
cantora Angélica Rizzi.
Helena de Curitiba – de Josina Melo
A vida e obra da poeta Helena Kolody estão no documentário da produtora e jornalista Josina Melo.
O documentário traz imagens e depoimentos inéditos da poetisa coletados um mês antes de seu
falecimento, em fevereiro de 2004. O filme traz detalhes da vida de Helena, falecida aos 92 anos, sua
infância nos municípios de Cruz Machado e Três Barras, suas raízes ucranianas, sua dedicação ao
magistério e a paixão pela poesia.
O filme com duração de 32 minutos tem 27 poemas; nove extraídos do CD Helena Kolody por Helena
Kolody, de Paulinho Lima (RJ). Muitos são recitados pela própria poeta, outros gravados pela
narradora Cristiane Macedo.
32 minutos. 2005.
Mapa dos Eventos no CCCEV

Dia Auditório Sala O Retrato Memorial Sala O Arquipélago


Pessankas de
Páscoa - tradições
e ritos em terras Perfis Ucranianos de Raurício
30/3 QUA
brasileiras, de Barbosa
Romulo
Lubachesky
31/3 QUI ‘’ ‘’
1/4 SEX ‘’ ‘’
2/4 SÁB ‘’ ‘’
3/4 DOM ‘’ ‘’
4/4 SEG ‘’ ‘’
5/4 TER ‘’ ‘’
6/4 QUA ‘’ ‘’
7/4 QUI ‘’ ‘’

8/4 SEX ‘’ ‘’

13h30 - Mostra de Cinema 120


anos de imigração ucraniana no
Brasil - "Made In Ucrania - Os
Ucranianos no Paraná”
9/4 SÁB "O Casamento de Dalila" ‘’ ‘’
"Quem tem medo do
Popoyosky", "Ivan – de volta
para o passado", com Guto
Pasko
10/4 DOM ‘’ ‘’
11/4 SEG ‘’ ‘’
12/4 TER ‘’ ‘’
13/4 QUA ‘’ ‘’
14/4 QUI ‘’ ‘’
das 18h às 21h Oficina de
Pessankas, com Oliana
15/4 SEX Reszetiuk - 8115-1580 - 25 ‘’ ‘’
vagas - Inscrições a R$ 40,00
(com direito ao material)
- 14h - Mesa-Redonda
Painel História Arte e Cultura
Perfis Ucranianos de Raurício
- 120 anos de imigração
Barbosa - 16h - Contação de
19h - Alma da Ucrânia Ucraniana no Brasil
Histórias Ucranianas
16/4 SÁB Apresentações de Dança do Com Raurício Barbosa, ‘’
com Olga Schtscherbyna Público
Grupo Solovey - R$ 10,00 Romulo Lubachesky, Luiz
Infanto-Juvenil
Timm dos Reis, Leonid
Entrada Franca
Cvirkun e Tatiana Manczenko
- Entrada Franca
18/4 SEG ‘’ ‘’
19/4 TER ‘’ ‘’

19h - Exibição do
documentário Helena de
Curitiba (32 min. 2005) – de
Josina Melo - A vida e obra
da poeta Helena Kolody
O documentário traz imagens
e depoimentos inéditos da
20/4 QUA ‘’ ‘’
poetisa coletados um mês
antes de seu falecimento.
19h30 - Sarau com Ritmo -
Edição Especial -
Homenagem a Helena
Kolody - com Benedito
Saldanha e Angélica Rizzi

Interesses relacionados