Código de Ética do Profissional Esteticista Capítulo I Dos Princípios Gerais Art.

1º - O código de ética do Esteticista tem por objetivo estabelecer normas de conduta deste profissional. Art. 2º - Considera-se Esteticista o portador de diploma de Tecnólogo ou de Graduação na áera, expedido por instituições de ensino superior ou de diploma da Habilitação Profissional de Técno, em nível médio, expedido por instituições e cursos de nível médio, devidamente autorizadas. Art. 3º - O Esteticista, no exercício de suas funções, deve comprometer-se com as seguintes disposições: I. Realizar seu trabalho/atividade com responsabilidade, promovendo seu desempenho pessoal, profissional, científico e ético. II. Agir de forma a manter a honra e a dignidade de sua classe. III. Evitar qualquer posicionamento em que seus interesses entrem em conflito com suas responsabilidades. IV. Prevenir, corrigir e atenuar alterações estéticas. V. Reconhecer alterações patológicas e restrições a esses atendimentos. Art. 4º - A Associação dos Profissionais de Cosmetologia, Estética e Maquilagem do Estado de São Paulo - Assocemsp, como entidade de classe, zelará pelo cumprimento integral deste Código de Ética. Capítulo II Capítulo III Capítulo IV Capítulo V Capítulo VI Capítulo VII Capítulo VIII

Código de Ética do Profissional Esteticista Capítulo II Do Exercício Profissional Art. 5º - O Esteticista, no exercício de suas funções, tem o dever de: I. Realizar apenas os procedimentos permitidos ao seu nível de competência. II. Manter-se atualizado quanto aos conhecimentos técnico-científico relacionados à profissão. III. Exercer suas funções com elevado padrão de qualidade, zelo, discrição e honestidade. IV. Sugerir a clientes, sempre que detectar necessidades, serviços de profissionais

que ponha em risco a credibilidade da classe. 10º . no exercício de suas funções: I. Induzir pessoas a recorrerem aos sues serviços. Informar antecipadamente. Código de Ética do Profissional Esteticista Capítulo IV Das Relações com outros Profissionais Art. Código de Ética do Profissional Esteticista Capítulo III Do Respeito com Clientes Art. situações de exercício ilegal da profissão ou da conduta profissional em desacordo com esse código. Aplicar qualquer procedimento invasivo. incluindo o sigilo profissional. 9º . Enaltecer a atuação do Esteticista. Manter comportamento ético. no sentido de elevar o nível de respeito reconhecimento de sua categoria profissional. Prolongar desnecessariamente as sessões de procedimento estético. III. VI. III. Executar os procedimentos estando nos limites permitidos. IV. 8º . Colaborar com entidade representativas da profissão em suas atividades. Manter-se em dia com os avanços e as inovações do seu setor produtivo. Exercer com clareza e ética as atividades inerentes a sua profissão. IV.O Esteticista. Prescrever medicamentos ou aplicar/indicar tratamento relativos à saúde do indivíduo. Código de Ética do Profissional Esteticista . II. Colaborar com a entidade de classe. Divulgar resultados e métodos de pesquisas não realizadas por si. definindo as possibilidades e limites profissionais do esteticista. Atrair clientes mediante a propaganda falsa.O Esteticista receberá das entidades de classe a que estiver filiado. Art. deve: I. III. com relação aos clientes. V. Utilizar ou divulgar produtos que não estejam cientificamente comprovados. Código de Ética do Profissional Esteticista Capítulo V Das Relações com Entidades de Classe Art. deverá: I. dignidade e direitos fundamentais da pessoa humana. II. 7º . Comunicar às entidades competentes. 6º . devendo: I. Filiar-se às entidades de classe representativas da profissão. Respeitar a individualidade. Art. III. IV. no exercício de suas funções. II. III. Respeitar as convicções religiosas.É vedado ao Esteticista. políticas e filosóficas do cliente.O Esteticista no exercício de suas funções se relacionará com seus pares e outros profissionais de área afins e correlatas. Manter comportamento ético com seus pares evitando críticas ou praticando atos que prejudiquem seu trabalho ou sua reputação. IV. encaminhando clientes a tratamentos específicos. VII. ao cliente.O Esteticista. Reconhecer situações especiais que requeiram intervenção de especialista. Conseguir. Tornar a profissão reconhecida pelo mercado de trabalho. dentro de suas possibilidades. II. objetivando fortalecer o respeito pela profissão.especializados. excluir os profissionais que não possuam necessária formação e competência profissional. IV. o apoio necessário para: I. II. os procedimentos a serem aplicados.

13º . IV. por prazo determinado.Os atos de suspensão e exclusão se tornarão públicos aos demais associados. Exclusão do quadro da entidade de classe.Capítulo VI Da Divulgação e Publicidade Art. Ética na Estética Respeito ao Cliente e Sucesso para o Profissional Conduta “A boa conduta ética faz do esteticista um profissional diferenciado e valorizado por clientes e colegas”. II. II.O profissional participará da entidade a que esta filiado. Embora os esteticistas ainda aguardem pela regulamentação da profissão. § 2º . Advertência. a apuração das faltas cometidas contra este código de ética e aplicações de penalidades. 11 . Propagar ou promover qualquer matéria que não contenha dados reais. Descumprir na divulgação de seu trabalho. buscam estabelecer critérios e padrões para o exercício pleno desta profissão cada vez mais valorizada e que requer constante aprimoramento técnico e .Qualquer desrespeito aos artigos desse código de ética. na jurisdição do esteticista infrator. Suspensão da inscrição ou matrícula.O Esteticista. III. já são praticadas normas técnicas e regras de conduta que norteiam as atividades dos profissionais de estética. Instituições de ensino.O Esteticista ao infringir as regras desse código de ética.Da aplicação de qualquer penalidade caberá recurso no prazo de 30 (trinta) dias. serão considerados como conduta sujeita à ação disciplinar.Compete à entidade de classe. Código de Ética do Profissional Esteticista Capítulo VII Das Penalidades Art. pagando as taxas anuais estipuladas. Divulgar informações confidenciais sobre clientes ou empresa que exerça suas funções. no exercício de suas funções sofrerá as seguintes: I. 16º .Este código de ética entrará em vigor a partir da sua data de publicação. entidades relacionadas à classe e os próprios esteticistas atuantes no mercado. Art. Participar apenas de eventos que sejam aprovados pela entidade de classe. 14º . Art. 15º . Código de Ética do Profissional Esteticista Capítulo VIII Das Disposições Finais Art. conforme processo em trâmite no Congresso Nacional. 17º . 12º . Art. III. na entidade de classe. no exercício de sua profissão.Os atos de advertência e censuras são atos confidenciais e reservados. Censura. Art. ou colocar qualquer atividade negativa em detrimento às entidades de classe ou à profissão. IV. não deve: I. § 1º . as normas do código de defesa do consumidor.

tem como função atender e cuidar de seus clientes. mantendo conduta ética e moral irrepreensível. influenciando-os ao relaxamento e ao bem-estar físico do corpo e da mente. normativas e jurídicas. Comportamento Ético De acordo com o CIDESCO (Comitê Internacional de Estética e Cosmetologia). Leve as coisas positivas para dentro de seu local de trabalho e considere as negativas como exemplos a nunca serem seguidos.científico. o esteticista ou profissional da beleza. ponderando o que você considera certo e errado. sendo que suas conseqüências certamente também caminharão juntas. estar qualificado para exercer sua capacidade em âmbito internacional. a fim de acompanhar o ininterrupto crescimento da indústria cosmética mundial. estando apto a colaborar em outras áreas profissionais correlatas à estética. Vale lembrar que. E se à primeira vista o código de ética pode parecer um manual de regras rígidas. em nível de camada córnea. Além disso. tornar se um grande diferencial do trabalho oferecido pelo esteticista. . Confira. Em nossa vida pessoal e social. ou seja. hidratação ou revitalização da pele. valorizando a dignidade humana e a construção do bem-estar no contexto sócio-cultural da comunidade onde atua. em toda ação humana o “fazer” e o “agir” estão diretamente interligados. Além de todo o embasamento científico adquirido em cursos de níveis técnico e superior. Lembre do que comentamos anteriormente: o fazer e o agir estão sempre interligados. os esteticistas também possuem um código de ética a ser seguido. com domínio total de todos os setores que compõem a estética e a cosmetologia. por onde começar? Em primeiro lugar. A ética profissional está presente em todas as profissões e abrange questões morais. quando solicitado por profissional responsável. ainda. O segundo refere-se à sua conduta e ao conjunto de atitudes que o mesmo deve assumir no desempenho de sua atividade. em situações que requerem medidas de higienização. fazendo com que o profissional respeite seu semelhante. É seu papel prestar serviços de alta qualidade ao público. um dos grandes pilares de sustentação do trabalho do esteticista é o exercício da ética profissional: um conjunto de normas de conduta que devem ser aplicadas em qualquer atividade. diz respeito à competência e eficiência pertinente ao profissional. Deve. Como em todas as áreas profissionais. como para a própria classe. algumas das atribuições e proibições pertinentes ao exercício da profissão de esteticista: 1) O esteticista presta assistência de estética ao cliente. Devemos lembrar. pense nas situações que acontecem em seu dia-a-dia. sua implementação certamente vai facilitar o relacionamento com clientes e parceiros e pode. que o comportamento ético não se restringe apenas aos assuntos profissionais. garantindo segurança e qualidade tanto para clientes. contribuindo de maneira positiva (ou negativa) para a construção de sua imagem no mercado. aos parceiros. a conduta ética deve-se estender aos colegas de profissão. estamos sempre buscando nos comportar de maneira ética e moral. Sua Imagem Mas. com os objetivos de melhorar e manter a aparência externa e as funções naturais da pele. ainda. além de aplicada aos clientes. embasado em sólida formação técnica. que podem contribuir de maneira significativa para o sucesso do esteticista. fornecedores e aos profissionais de outras áreas. a partir de estatutos e códigos específicos. o primeiro. a seguir.

17) Praticar ou divulgar técnicas para as quais não esteja habilitado ou que não possuam comprovação científica. Marketing de serviços e conduta ética: trilhas para o sucesso Assim como em outras profissões que têm como atividade principal a prestação de serviços. 16) Tornar-se cúmplice de pessoas que exerçam ilegalmente atividades na área estética. acima de tudo. colocando em risco a saúde de seu cliente. a título de exemplificação ou sob qualquer outro pretexto. saúde e biossegurança. responsabilizando-se pela aplicação do mesmo. sindicatos). aplicando tratamentos inadequados ao cliente. aplicando princípios de higiene. salvo por força maior. palestras. de maneira particular e personalizada. o fazer e o agir mostram-se interligados. Além de antiético. sem prévia e expressa autorização do mesmo. Ao contrário dos produtos. que visem o bem-estar e o perfeito atendimento ao cliente. sala. slides. com sua própria imagem. 11) Conhecer e respeitar as atribuições pertinentes à sua atividade. sempre . 7) Assumir seu papel na determinação dos padrões desejáveis do ensino e do exercício das várias áreas da estética. 15) Prescrever medicamentos ou praticar atos exclusivos da classe médica.2) O profissional deve zelar pela provisão e manutenção adequada de seu local de trabalho (cabine. etc). d entro de parâmetros de absoluta segurança. filmes ou o próprio cliente em eventos públicos (conferências. romper os limites cabíveis ao esteticista. 18) Exibir. 8) Manter sigilo sobre fatos dos quais tome conhecimento em razão de sua atividade profissional e exigir o mesmo comportamento da equipe que está sob sua supervisão. Neste momento. imperícia ou imprudência. federações. 13) É proibido ao esteticista abandonar seu cliente em meio ao tratamento. fotos. 12) Indenizar prontamente. sem garantias de continuidade de assistência. que encantam consumidores por meio de apelos sensitivos. seminários. 6) Respeitar o direito do cliente em decidir sobre a conveniência ou não da realização e manutenção do tratamento estético indicado pelo esteticista. 14) Agir com negligência. os serviços profissionais conquistam e fidelizam clientes com ações relacionadas à qualificação técnica do profissional. não invadindo áreas de responsabilidade de outros profissionais. levando ao conhecimento das mesmas qualquer ato atentatório contra seus dispositivos. eventuais prejuízos causados por negligência. 10) Tratar colegas e profissionais com respeito e cortesia. 5) É dever do profissional respeitar o direito ao pudor e à intimidade do cliente. imagens. 9) Zelar pelo prestígio das entidades relacionadas à estética (associações. o esteticista vai conquistar o mercado com seu próprio trabalho. gabinete. É importante ressaltar que o consumidor está mais exigente. erro inescusável ou dolo. pode comprometer a segurança e a saúde do cliente. etc). conhecendo cada vez melhor os produtos e os serviços oferecidos pelo mercado e. na aplicação de tratamento de sua responsabilidade. 3) Cabe ao esteticista programar e coordenar todas as atividades e tratamentos de eletroestética. 4) O esteticista deve avaliar o tratamento estético adequado e necessário a cada cliente. ao atendimento oferecido e à credibilidade transmitida por ele. o posicionamento personalizado acaba se relacionando diretamente com a conduta ética e mais uma vez.

> Mantenha-se em constante atualização. Caso perceba que o programa previamente elaborado não está alcançando os objetivos principais. > Comunique-se com sua cliente. que não permitem inovações. a receita de sucesso para os profissionais de estética conta com ingredientes tradicionais (conhecimento técnico. > Seja flexível na conduta dos tratamentos. hidratação da pele do corpo e do rosto e outros procedimentos recomendados para potencializar os resultados de qualquer tratamento. aparelhos ou qualquer outro procedimento a ser usado. O conhecimento é evolutivo e a indústria cosmética está em permanente desenvolvimento. optando por serviços de qualidade. Novidades surgem no mercado diariamente e. >Tenha espírito crítico sobre tudo o que lê em revistas e periódicos especializados. Nas páginas seguintes. procure saber qual a dosagem de ativos utilizada em cada produto. Desde o início do tratamento. Evite as fórmulas prontas. Além disso. suas clientes querem ter acesso ao que há de mais novo e melhor no mercado. por meio da satisfação das necessidades de seus clientes e pelo reconhecimento do trabalho que oferecem ao mercado. Preocupados com a excelência dos serviços estéticos e procurando otimizar resultados. nutricionistas e outros profissionais que podem agregar valor ao seu trabalho e indicar novos clientes para sua carteira. Esclareça sobre as possíveis reações e/ou efeitos de produtos. como uso de filtro solar. Saiba o que ela deseja e sempre forneça explicações fundamentadas em conhecimento técnico e científico. relacionamos algumas questões relevantes que podem contribuir para o crescimento profissional do esteticista. A eficácia dos produtos depende de seus ativos e da quantidade dessas substâncias utilizadas. > Considere os resultados obtidos em seu programa de acordo com o tempo e a relação custo/benefício do tratamento. respeitando suas condições de saúde e registrando cada etapa do tratamento. estabeleça prazos e periodicidade para a realização de tratamentos e exija comprometimento do cliente.buscando valorizar seu tempo e seu dinheiro. Jamais prometa resultados impossíveis. dermatologistas. O preenchimento correto e completo da ficha de anamnese vai auxiliar o esteticista a elaborar o tratamento adequado para seu cliente. trabalhe em equipes multidisciplinares que contam com a participação de cirurgiões plásticos. com preços competitivos. > Crie rede de parceiros. Confira: > Avaliação completa do cliente é fundamental para o sucesso de qualquer tratamento. reavalie sua cliente e faça as adaptações necessárias. Assim como os produtos e materiais que você utiliza. > Conscientize seus clientes sobre a importância da manutenção diária. Desta forma. local de trabalho adequado. que devem se comprometer em cumprir horários previamente agendados. com certeza. Mantenha-se informado sobre os principais ativos existentes no mercado e conheça sua ação. . sua hora de trabalho também tem custo e deve ser respeitada pelos clientes. > Cuide-se!!! Você vende beleza e é o espelho de seu tratamento. veja modelo de uma completa ficha de anamnese (confeccionada pela primeira turma do curso de Técnico em Estética do IMEC/Martinus). > Ouça com atenção as necessidades de sua cliente. bons produtos) e com alguns toques especiais no relacionamento com seu cliente. > Saiba negociar. > Seja criativo! Personalize seus programas de tratamento.

.

necessidades e que. contém na matéria. Além disso. no ano de 2003. certamente teremos nossa profissão reconhecida pelo grande público e por outros profissionais atuantes nas áreas de saúde. de Curitiba. a lei da ação e reação também interfere em nossa convivência social e profissional. nós. elaborada por mim e por minhas colegas do curso Técnico em Estética do IMEC/Martinus. Sucesso para todos!!! Isabel Luiza Piatti Nota da Autora do Artigo: Queridas Colegas. estética e beleza. Paraná. sob a supervisão da Professora Marilise Pinheiro Cunha. A correta utilização deste documento vai facilitar seu trabalho e fornecer as principais informações necessárias para conhecer sua cliente e acompanhar os resultados obtidos durante seu tratamento.Conclusão Como pudemos observar. esteticistas. que possuem seus valores. merecem respeito e competência. sobretudo. não existem grandes segredos e não são necessários esforços dispendiosos para seguirmos a conduta ética. desejos. Agindo desta forma. Devemos lembrar que trabalhamos diretamente com pessoas. Para sermos bem sucedidos profissionalmente e financeiramente. não devemos nos ater apenas às imagens e aos conceitos exibidos pela mídia. Bom trabalho!!! . Precisamos aproveitar de maneira positiva o constante crescimento da indústria da beleza. sugestão de ficha de anamnese (avaliação).

e conhecimentos científicos e anatômicos do corpo humano.Fonte: Revista Personalité – ed. tratamentos para queimados etc)" Fonte: Dicionário Michaelis O que é ser esteticista? É o profissional de estética e responsável por cuidar da saúde do corpo e da pele. nº46 – pág. Características desejáveis: • • • • • • • • • • • • • • • responsabilidade atualização constante de novas tecnologias e métodos através de especializações boa comunicação boa aparência boa coordenação motora boa disposição física boa saúde boa visão autocontrole atenção a detalhes agilidade flexibilidade ética profissional concentração postura profissional . nutrição e correção de pequenas imperfeições. pré e pósoperatórios. Além de noções de cosmetologia e princípios ativos de cada cosmético. é necessário que o profissional tenha gosto pelo que faz. Caracterizadas por lidar com mulheres ou homens. Por isso. para muitos. voltando-se para o bem-estar físico. antes de qualquer coisa. Quais as características necessárias para ser esteticista? Uma esteticista deve ter plena consciência da importância que tem para seus pacientes. Esse profissional pode se especializar e atuar em diversas áreas diferentes. é sinal de bem-estar consigo mesmo.2006. estético e mental das pessoas. dos cabelos. hidratação. pêlos em geral e das unhas. já que a beleza. por meio de esfoliação. maquiagem. 52/55 . esteticistas se preocupam com limpeza da pele do rosto e do corpo. Autora: Isabel Luiza Piatti .Professora de Estética (IMEC/Martinus Curitiba/PR) Esteticista "Especialista em tratamentos de beleza e saúde (limpeza de pele.

Isso depende do local de trabalho e da preferência da profissional. é necessário fazer cursos técnicos. como a anatomia. materiais e produtos mais recentes a serem comprados e utilizados. economia e administração. ter conhecimento dos instrumentos. As especialidades da estética são: . cuidar corretamente das infecções e doenças dermatológicas possíveis da pele. bioética. sempre com acompanhamento médico. psicologia e marketing. As esteticistas podem atuar nas mais variadas áreas dentro da profissão.• • • • • • • • desejo de ajudar disciplina habilidade manual interesse pelo corpo humano método paciência perfeccionismo noção de tendências da moda Qual a formação necessária para ser esteticista? Para atuar na carreira de estética. reunir-se com outros profissionais da área de saúde para elaborar programas de saúde preventiva. cabelo e/ ou rosto. porém. Existe o curso técnico de graduação. voltados especificamente para essa área. nutrição. selecionar. é necessário que se conheçam todas as técnicas. para que possa ser acompanhado em todas as sessões aplicar os procedimentos estéticos de maneira a recuperar e manter a saúde do corpo. tratamentos e equipamentos que são utilizados e realizados. a esteticista terá as mais diversas atividades. cosmetologia. tecnólogos. Esses cursos oferecem matérias que envolvem a estética. indicar e aplicar cosméticos e produtos de tecnologia avançada de acordo com a preferência e/ou necessidade do paciente. as atividades serão diferentes. Dependendo de sua especialidade. Por ser uma profissão regulamentada. ou do salão de beleza. é exigido a carteira de trabalho pela CLT. as principais são: • • • • • • • • limpeza de pele do rosto e do corpo a serem tratados elaboração de cronograma do paciente. spa e academias. ou superiores oferecidos e reconhecidos pelo MEC. Principais atividades Dentro da clínica de estética. procurar saber sempre a eficácia e contra-indicações dos produtos. ou autorização por escrito (de acordo com a necessidade de cada paciente). com 1920 horas em média e duração de 2 anos. química. curativa e reabilitadora. abrir um salão de estética e beleza ou trabalhar em salões de beleza. Áreas de atuação e especialidades Uma esteticista pode trabalhar como autônoma. biologia.

cada vez mais as pessoas procuram se tratar com essas especialistas. o conceito de beleza associado à estética existe. Platão e Plotino. tratamento de perda de medidas) termoterapia ( bandagem terapêutica quente de relaxamento. mas nas artes também. dependendo da festa realizada. hoje. integrando os conceitos de que o bom. de percepção e sensação. Curiosidades A origem da palavra "estética" vem do grego. Além disso. de modo que ficassem mais "bonitos" ou "atraentes". aisthésis. a estética passou a ser estudada juntamente com a lógica e a ética. tratamento para retenção de líquido e perda medidas) depilação (com cera descartável quente ou fria.• • • • • • • • • • • • • • • • • • • hidratação do rosto e do corpo limpeza de pele peelings terapia capilar terapia nos pés massagem estética de levantamento dos glúteos (massofilaxia) massagem anti-estress crioterapia (bandagem terapêutica fria de relaxamento. restauração e re-hidratação) drenagem linfática (do rosto e do corpo) drenagem linfática pré e pós-operatória tratamentos estéticos para queimados (reestruturação da pele) Mercado de trabalho Para uma profissional de estética. Além disso. que a saúde e a beleza são fundamentais para o bem-estar pessoal. clareador e anti-sinais lifting manual (hiper-nutrição. A moda dita. Para a época. a estética era a filosofia que estudava a capacidade das coisas de serem belas e da reação do homem diante dessas belezas (arte no geral . literatura. e roll on) tratamento de gordura localizada tratamento de celulite. Os egípcios são outra prova de que a estética não se resignava somente nas pinturas corporais. escultura. e. As pirâmides e os templos criados na época serviam não somente de mausoléus para os faraós.pintura. Com Aristóteles. Desde os tempos mais remotos da existência do ser humano. Os povos primitivos de todos os lugares do mundo pintavam o corpo e o rosto em ocasiões de celebração. levando em conta determinados valores morais). suas esculturas e pirâmides são monumentos históricos de grande beleza e grandiosidade. como também de embelezamento das . o consumidor exige ser tratado por quem entenda do assunto profissionalmente. flacidez e mamas tratamento de rejuvenescimento e rugas tratamento de acne inflamatória tratamento de manchas. portanto. o mercado de trabalho está em constante crescimento. o belo e o verdadeiro formavam uma unidade (a essência do belo só seria alcançada identificando-a com o que é bom. etc).

. A estética foi levada adiante em todos os cantos do globo terrestre como uma forma de expressão de arte. mesmo na época em que a beleza não era fundamental (período Bizantino. que foram evoluindo para o que conhecemos hoje como moda e estética. na Idade Média) e forma de ornamentos de rituais de beleza.paisagens do deserto.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful