Você está na página 1de 6

Babies recebeu o prémio Truly Moving Picture Award, uma alta distinção dada aos filmes que

revelam o vasto potencial do espírito humano e nos permitem ter acesso a histórias de cora-
gem, integridade e esperança, levando o entretenimento a níveis de elevada qualidade.

O poder de um filme

A Heartland Truly Moving Pictures é uma organização não lucrativa, que premeia filmes e reali-
zadores cujo trabalho explora a natureza humana, e expressam a esperança e o respeito pelos
valores positivos da vida. Um filme pode levar-nos ao riso, às lágrimas ou fazer a diferença.
Babies é um filme que demonstra isso mesmo.

Sinopse

A aventura de uma vida começa…

Dirigido pelo realizador galardoado Thomas Balmès, a partir de uma ideia original do produtor
Alain Chabat, Babies segue, simultaneamente, quatro bebés em sítios diferentes do mundo,
desde o nascimento ao fim do primeiro ano de vida: Ponijao, que vive perto de Opuwo,
Namíbia; Bayarjargal, que reside na Mongólia, perto de Bayanchandmani; Mari, que vive em
Tokyo, Japão; e Hattie, que reside nos Estados Unidos, em São Francisco.

Usando o formato de documentário, Babies capta singularmente os estádios iniciais da via-


gem da humanidade que são, ao mesmo tempo, originais e universais em todos nós.

Ficha técnica: A Focus Features presentation of a Chez Wam/StudioCanal co-production with


the participation of Canal +. Executive Producers, TBC Productions, Chez Wam. Original Idea,
Alain Chabat. Adapted by Thomas Balmès. Edited by Craig McKay, A.C.E., Reynald Bertrand.
Produced by Alain Chabat, Amandine Billot, Christine Rouxel. Music by Bruno Coulais. Direc-
ted by Thomas Balmès. A Focus Features Release.

Se não conseguir visionar o filme (ele está disponível no mercado e também pode ser adquirido em
diversos sites) entre no site http://focusfeatures.com/babies onde encontra partes dele disponíveis,
bem como uma série de pequenos documentários sobre o mesmo.
Babies introduz quatro bebés de quatro países diferentes e mostra a experiência universal de
crescer. Apresenta, também, as diferenças que lugares e culturas actuais, produzem na edu-
cação das crianças.

Ponijao vive na Namíbia com a família, que inclui os pais e oito irmãos e irmãs. A família per-
tence à tribo Himba, e vive numa pequena aldeia, Opuwao. A Namíbia é um país africano,
banhado pelo oceano Atlântico, localizado entre Angola e a África do Sul. Situa-se num alto
planalto, com o deserto da Namíbia ao longo da costa e o deserto do Kalahari a este. As
colheitas permanentes e a terra arável são apenas 1% do uso do solo na Namíbia. A população
é de cerca de 2 milhões de habitantes.

Movie Art © 2010 Focus Features. All Rights Reserved.

Mari vive com a mãe e o pai em Shibuya, uma agitada área metropolitana de Tokyo, no centro
do ruído e da agitação da cidade. Mari é filha única e tem um estilo de vida urbano contempo-
râneo. O Japão situa-se na Ásia oriental, numa cadeia de ilhas dispostas entre o oceano Pacífi-
co norte e o mar do Japão. Encontra-se a leste da península da Coreia. O país é predominan-
temente acidentado e montanhoso. As colheitas permanentes e a terra arável constituem
12% do uso do solo. A população está estimada em 127 milhões de habitantes.

Movie Art © 2010 Focus Features. All Rights Reserved.


Bayarjargal, a quem chamam Bayar, vive na Mongólia, com a mãe, o pai e um irmão mais
velho Delgerjargal («Degi») numa pequena quinta da família. A Mongólia fica situada no norte
da Ásia, entre a China e a Rússia. É um vasto território desértico e semi-desértico, com este-
pes gramíneas e montanhas a oeste e sudoeste. O deserto de Gobi fica situado na zona cen-
tro-sul. As colheitas permanentes e a terra arável constituem menos de 1% do uso do solo. A
população é de cerca de 3 milhões de habitantes.

Movie Art © 2010 Focus Features. All Rights Reserved.

Hattie vive em São Francisco, numa família que se considera ecológica. Ambos os pais se
envolvem, equitativamente, nos cuidados quotidianos prestados à criança, preparando as
refeições, levando-a ao parque e brincando com ela. Os Estados Unidos situam-se na América
do Norte e são limitados a este pelo oceano Atlântico e a oeste pelo oceano Pacífico. A norte
está o Canadá e a sul, o México. Pela sua vasta área, os Estados Unidos apresentam uma
grande variedade topográfica e climatérica. São constituídos por uma extensa planície cen-
tral, altas montanhas, montes e montanhas baixas a leste. As colheitas permanentes e a terra
arável constituem cerca de 18% do uso do solo. A sua população está estimada em 307
milhões de habitantes.

Movie Art © 2010 Focus Features. All Rights Reserved.


Apresentar o retrato íntimo de cada família, num momento tão sensível da sua vida, foi o
principal desafio do realizador Thomas Balmès e do produtor Alain Chabat. Durante dois anos,
mais de 400 dias foram utilizados em filmagens, e cerca de 80% das imagens foram captura-
das directamente por Balmès. Mas nem sempre a equipa estava a trabalhar. Foi gasto muito
tempo simplesmente a interagir com a família, certificando-se que registavam os momentos
mais originais e com mais impacto.

Use os seguintes pontos para confrontar a sua experiência pessoal com as imagens do filme.

Questões para discussão

• O filme mostra o contexto de vida de cada um dos bebés. Embora cada história seja
original, podemos identificar questões universais?

• De que maneira este filme teve impacto em si? Que questão considerou primordial e
ficou a pensar depois de ter visto o filme?

• Pessoas diferentes ficam com perspectivas diferentes do filme. Discuta o filme com
outros que o tenham visionado.

• Há uma grande variedade de perspectivas sobre a educação de crianças. Após ter


visionado o filme, as suas ideias sobre a educação de bebés alterou-se? Como e por
que razão?

• Na análise do filme, que impacto teve em si a não introdução de diálogo ou de legen-


das? Como é que a narrativa alterou a sua apreciação?

• Para além de explorar os primeiros estádios de vida de quatro bebés, em que é que
este filme contribuiu para a sua compreensão dos seres humanos e do seu processo de
desenvolvimento?

• Gostava que o filme tivesse explorado/mostrado outra cultura? Por que razão?

Pode consultar o artigo: Dawson, Nick. (2010) Bringing up Babies: Director Thomas Balmès and Producer
Alain Chabat Talk. Web site:
www.focusfeatures.com/article/bringing_up_babies__director_thomas_balm__s_and_producer_alain
Maternidade

Babies fornece um olhar aprofundado sobre o modo como as mães se relacionam com os seus
bebés em diferentes culturas. Podemos aprender bastante observando as interacções entre
ambos. Sobre este assunto, podemos encontrar mais informação sobre cada uma das famílias
acedendo a entrevistas em www.BabiesTheMovie.com.

Após ter visionado o filme e ter explorado o artigo Babies: Meet the Parents em
www.BabiesTheMovie.com, discuta as suas ideias sobre a maternidade usando os pontos de
que a seguir se apresentam.

Questões para discussão

• Que linhas comuns existem em todas as mães do filme?

• Que estádios todos os bebés e mães experimentam no filme?

• Sente que podia relacionar-se mais facilmente com uma mãe e criança particulares do
que com as outras? Por que razão?

• Este filme fê-lo reconsiderar ou avaliar o modo como prestou cuidados e educou a sua
criança? De que modo diferem os sistemas de cuidados de cada criança?

• As famílias de cada um dos bebés foram seleccionadas antes do nascimento da crian-


ça, e o seu sexo foi uma surpresa não somente para as famílias, mas também para a
equipa de filmagens. Sendo que as crianças são três meninas e um menino, identificou
diferenças entre o seu desenvolvimento conforme o sexo?

• Como mãe ou pai, quais são as experiências partilhadas com a(s) sua(s) criança(s) que
mais valoriza?

• No artigo, Babies: Meet the Parents, algumas das reacções das mães ao filme sur-
preendeu-o? Como?