P. 1
Medicina Legal - Mapeamento Teórico

Medicina Legal - Mapeamento Teórico

|Views: 622|Likes:
Publicado porAlbano Fidalgo
Medicina Legal - Mapeamento Teórico
Medicina Legal - Mapeamento Teórico

More info:

Categories:Types, Resumes & CVs
Published by: Albano Fidalgo on Feb 23, 2013
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOCX, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

12/17/2013

pdf

text

original

1. Estabelecer o diagnostico diferencial entre enforcamento e estrangulamento pelo
exame do sulco

2.
Sulco de enforcamento

Sulco de estrangulamento

Mais alto

Mais baixo ( topografia da laringe ou
entre ela e o hióide )

Oblíquo

Horizontal

Nó fixo ou corrediço

Nó fixo

Sulco mais profundo na área pressionada
pela alça

Profundidade regular e uniforme

1. fazer diagnostico diferencial entre enforcamento e estrangulamento pelo exame do
cadáver

No enforcamento o corpo costuma apresentar outros sinais de violência além dos
causados pelo laço, enquanto no esganamento há outros sinais de violência, além disso, o
primeiro apresenta geralmente, livores hipostáticos em membros inferiores e nas
extremidades doas membros superiores e nas regiões do pescoço acima do laço ( quando
completo ). Enquanto no segundo, os livores não seguem a tendência

1. Dar as características do sulco causado pelo enforcamento tipico completo

Oblíquo, ascendente (da alça ao nó) incompleto. Localização entre a borda

superior da laringe e a topografia do hióide

1. Dar o valor médico- legal das fraturas do osso hióide nos casos de enforcamento

Confirma o enforcamento

1. Explicar os mecanismos de morte possíveis nos casos de enforcamento típico

• respiratória: elevação e deslocamento da base da língua para trás e para cima,
impedindo a passagem de ar na faringe
• circulatório: isquemia cerebral consequente ao fechamento das carótidas
• nervoso: compressão dos pressorreceptores dos seios carotídeos que resulta em uma
descarga de pulsos parassimpáticos causam parada cardíaca

1. Dar os elementos periciais que podem caracterizar a reação vital nos casos de
enforcamento

Estase venosa na cabeça, infiltração equimótica na pele adjacente, presença de
hemorragia em torno do foco da fratura, tumefação da língua e dos lábios, edemas e
petéquias conjuntivais e cutâneos, equimose retrofaríngea de Browardel

1. Dar as lesões internas mais frequentes nas três modalidades de constrição cervical

• enforcamento: fratura do osso hioide, luxação e /ou fratura ao nível de C2-C3-C4,
rutura das artérias carótidas primitivas
• esganadura: equimoses profundas, lesões viscerais ( decorrente da luta ), focos de
infiltração equimótica na base da língua
• estrangulamento: manchar de Tardieu, liquido espumoso serossanguinolento na árvore
brônquica, focos de hemorragia na laringe

1. distinguir o enforcamento tipico do atípico e o completo do incompleto

enforcamento completo o corpo está totalmente suspenso, no incompleto está
parcialmente apoiado sobre o solo. No enforcamento típico o nó está para trás, na nuca, e
a alça para diante .Fora dessa posição será atípico

1. Listar as diferenças entre o sulco de enforcamento tipico com nó fixo e o sulco deixado
por enforcamento atípico lateral com nó corrediço, ambos completos

No 1º, o sulco é mais profundo do que no 2º, no 1º se situa na metade anterior, no
2º na metade lateral. No 1º situa-se estre a borda superior da laringe e a topografia do
osso hióide

1. Explicar os mecanismo de morte nos casos de estrangulamento

Associação dos fatores respiratório e vascular, tendo sua participação dependendo

da forma de estrangulamento

1. Uma pessoa é encontrada morta, enforcada em uma árvore de um terreno baldio. Dar
os sinais cadavéricos que permitem afastar a hipótese de se ter suspendido um
cadáver

O exame do ponto de suspensão e da orientação dos fiapos da corda pode dizer se
houve suspensão, apoio total dos pés no solo, presença de livores hipostáticos
distribuídos pelo corpo

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->