P. 1
Vantagens e desvantagens Telemoveis

Vantagens e desvantagens Telemoveis

|Views: 58.391|Likes:
Publicado porefacdm27983
Cultura Lingua e Comunicaçao
Cultura Lingua e Comunicaçao

More info:

Published by: efacdm27983 on Oct 01, 2009
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

11/02/2015

pdf

text

original

As Vantagens e Desvantagens do Telemóvel

Vantagens
A possibilidade de estarmos sempre contactáveis. Comunicação em tempo real, com possibilidades de visualizar imagens, sem estar pendente de fios. Se na altura do seu aparecimento, o telemóvel apenas dava para receber/fazer chamadas, mandar mensagens e pouco mais, hoje em dia está mais ergonómico e com um número vasto de funcionalidades e aplicações: câmara fotográfica, máquina de filmar, câmara de vídeo, rádio, Internet, etc. A principal vantagem dos telemóveis é a de que eles nos tornam a vida mais facilitada. Comunicar atrasos, pedir reboques em avarias numa estrada, deixar de alimentar telefones públicos com moedas ou cartões que nunca estão disponíveis, tratar de certos assuntos sem estar presente, eis algumas das situações possíveis. Permite aos pais ter acesso imediato aos seus filhos onde quer que eles se encontrem. Muitos pais compram o primeiro telemóvel aos seus filhos entre os 7 e os 10 anos e o principal motivo é garantir que as crianças estejam acessíveis ao contacto a toda a hora.

Desvantagens
Na sociedade actual há uma desresponsabilização dos pais em relação ao comportamento dos adolescentes. A família, por vezes, demite-se de impor limites, principalmente em ambiente escolar. Desculpam inclusivamente, graves faltas de disciplina em relação ao uso indiscriminado do telemóvel. São os próprios pais que promovem a cultura do consumismo e o mau uso destes instrumentos. O uso dos telemóveis deveria ser proibido em ambientes escolares. Hoje em dia, uma criança de 7 anos já tem um telemóvel e conta muito para a sua imagem entre os colegas a posse desse equipamento, mesmo que não esteja ciente do seu funcionamento ou utilidade. Já discutem marcas, cores, modelos e até funções.

Nós, pais, esquecemo-nos que as escolas têm telefone e quando acontece alguma coisa entram em contacto connosco, assim como ligam, para nos informar que o telemóvel foi tirado ao nosso filho, porque durante a aula estava a enviar mensagens. Praticamente todas as crianças em idade escolar têm um telemóvel. As crianças e adolescentes usam o telemóvel com muito mais frequência do que no passado. É utilizado indiscriminadamente, com horas de jogo e chamadas ( a falar com o amigo que está mesmo ao lado). Muitas vezes estamos a jantar e por baixo da mesa estão a enviar mensagens, passam mais tempo a enviar mensagens do que a conversar connosco. Os telemóveis criaram uma nova forma de linguagem: as palavras são encurtadas, por vezes são utilizados símbolos e códigos, fazendo lembrar a escrita primitiva. Torna-se viciante. Em termos de saúde não é aconselhável a sua utilização, porque pode afectar o desenvolvimento cerebral. É utilizado nas aulas, causando faltas de concentração, gerando conflitos e indisciplina. Não nos parece que o uso do telemóvel seja o mais correcto, tanto por parte dos adultos como pelos jovens. Por ser um objecto multifuncional, o telemóvel acaba por ter um uso excessivo e desequilibrado, criando na maioria das pessoas uma dependência quase doentia e afastando-as do contacto físico. A facilidade com que se pode registar imagens e divulgá-las em tempo real para todo o mundo tem trazido inúmeros problemas de ordem social, tais como a violência e perca de privacidade. O telemóvel acaba por ser um espelho e uma extensão de quem o usa.

Carreiras profissionais e até mesmo vidas familiares, são destruídas com uma facilidade e impunidade assustadora. Tal como outras tecnologias, o telemóvel imprime aos dias de hoje uma maior velocidade à vida de cada um, exigindo de nós uma adaptação contínua. O não conhecimento destes novos símbolos de escrita torna os utilizadores ultrapassados. Somos interrompidos em diversas situações pelo seu toque ou curiosidade em saber quem chama. Quebra-se o diálogo directo, já que é mais fácil mandar uma mensagem ou telefonar. Desrespeitam-se as pessoas que evitam este meio de comunicação, e não são obrigadas a ser bombardeadas com este tipo de radiações.

Celeste Pereira CDM, EFA, TURMA 2

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->