Você está na página 1de 7

Nota:_______

AVALIAÇÃO

N OME DO A LUNO : P RONT .: T URMA :


2MT ( A ) (B)
N O .____
C OMPONENTE C URRI CULAR : B I OLOGI A D ATA : ___/11/2009

P ROFESSOR : C AROLI NE V I LASBOAS D I B ENEDETTE


CURSO: M ECATRÔNICA ( ) I NFORMÁTICA ( )
INSTRUÇÕES:
1. As questões podem ser resolvidas a lápis, porém a resposta final deverá ser sempre a tinta.
2. Se você achar que algum dado foi omitido, arbitre-o e justifique.
3. Para as questões de alternativas, assinale apenas uma das respostas sugeridas.
4. O aluno deverá numerar as folhas de respostas e escrever o seu nome em cada uma delas.
5. É permitido o uso de: corretivo calculadora dicionário

6. Não é permitido: material de consulta calculadora


o empréstimo de material tirar grampo das folhas
rasura nas questões de alternativas

7. Forma de avaliação: individual


8. Duração: uma aula duas aulas

Bases científicas / tecnológicas avaliadas:Relações evolutivas entre os invertebrados;


Artrópodes, moluscos e equinodermos.
QUESTÃO 1-Indique a explicação correta para o fenômeno observado acima.

a) O sal provoca uma


reação alérgica no caramujo, resultando na sua desintegração.
b) A pele do caramujo reage com o sal, formando um composto instável que rompe as células.
c) O sal é absorvido pelas células da pele do caramujo, cujo citoplasma se torna mais
concentrado, provocando perda de água pelas células.
d) O sal provoca a desintegração das membranas celulares do caramujo.
e) O sal se dissolve no muco que recobre o corpo do caramujo, tornando-se uma solução
hipertônica, o que provoca a saída de água do corpo por osmose.

QUESTÃO 2-O esquema abaixo representa uma das hipóteses


para explicar as relações evolutivas entre grupos de animais.
A partir do ancestral comum, cada número indica o aparecimento
de determinada característica. Assim, os ramos anteriores a um
número correspondem a animais que não possuem tal
característica e os ramos
posteriores, a animais que a possuem. As características
“exoesqueleto de quitina” e “celoma ” correspondem,
respectivamente, aos números

a) 1 e 6
b) 2 e 4
c) 4 e 5
d) 5 e 4
e) 3 e 5

1
Leia a notícia abaixo:
Desequilíbrio ecológico faz com que algumas espécies, letais ao homem, deixem o
fundo dos oceanos e ocupem a costa de diversos países
Luciana Sgarbi
Exemplares de lulas gigantes estão aterrorizando mergulhadores e banhistas em San Diego, nos
EUA

A cena atípica aconteceu num final de tarde em Oceanside,


praia de San Diego, na Califórnia. Banhistas saíram amedrontados
do mar. Mergulhadores profissionais nadaram fortemente para
alcançar a areia - e estampavam no rosto assombro e preocupação.
Surfistas recuaram de um momento para outro. "Estava sobre a
prancha quando percebi a movimentação das pessoas. Mergulhei e
vi uma criatura marinha de quase dois metros de comprimento", diz
o americano John Guilmette. Ele se deparou, naquela abafada tarde,
com uma lula gigante que pesa cerca de 45 quilos, pertence à
espécie Humboldt e ataca o que encontra pela frente.
Segundo biólogos dos EUA, mais de duas mil Humboldt foram
vistas na costa da Califórnia na semana passada, e a surpresa está
no fato de que elas viviam, até então, nas profundezas do oceano
Pacífico. Também nas Ilhas Balneares e em diversos pontos do litoral
da Catalunha a cena se repetiu: a medusa caravela-portuguesa, cujo
veneno é um dos mais letais que se conhece, apavorou os banhistas.
Na costa norte da Austrália, os "monstros" também se fizeram
presentes sob a forma da água-viva "vespa do mar". Mas há mais:
no Japão uma quantidade incalculável de águas-vivas gigantes se espalhou pela água. Cabe a
questão: por que esse fenômeno? Biólogos marinhos são unânimes: ele é fruto do desequilíbrio
ambiental.

Estamos sendo invadidos por um número gigantesco de águas-vivas. São mais de 300
milhões delas e esse movimento migratório prova que o oceano está doente.
Elas estão à procura de alimento", diz o
biólogo e oceanógrafo japonês Shinichi Eu, da
Universidade de Hiroshima. A água-viva gigante
que está atacando os pescadores no Estreito de
Tsushima chega a medir dois metros de diâmetro
e pesa cerca de 200 quilos. A indústria pesqueira
japonesa estima que o ataque causará um
prejuízo de US$ 320 milhões.
Na mesma situação, e com alto risco de
morte, estão os australianos que habitam áreas
costeiras. Lá há o avanço da água-viva vespa do
mar. Ela é linda. E agressiva. A ação de seu
veneno é tão rápida e potente que a vítima não
tem tempo de nadar para a praia, morre no mar.
Quem mergulha na Grande Barreira de Corais
australiana, um dos cartões-postais do país, sabe
da existência de um pequenino "monstro" de 12
centímetros de comprimento chamado polvo de
anéis azuis. Inversamente proporcional ao seu
tamanho é a potência de seu veneno: aniquila 20 homens.
O fato é que a morte de muitos corais, devido à acidez do mar, quebrou a cadeia alimentar -
desapareceram caranguejos e camarões e, com isso, o polvo de anéis azuis aproxima-se cada vez mais
da costa para suprir suas necessidades. O governo da Austrália acaba de mon tar um plano de
emergência tentando proteger os banhistas.

MIGRAÇÃO A falta de nutrientes causada pela acidez dos oceanos obriga os animais a mudar
de hábitat

2
Na paradisíaca Península Ibérica o ataque em massa da caravela-portuguesa atraiu pesquisadores
de toda a comunidade científica europeia. "O aquecimento global é a esfera maior. Em uma de suas
camadas está o desequilíbrio ambiental", diz o analista geográfico da Universidade de Alicante Jorge
Olcina. "Fizemos diversos estudos e comprovamos que há uma série de desequilíbrios no ecossistema do
mar. Isso se traduz na proliferação de medusas que estão invadindo praias da Catalunha." Foi o mesmo
fenômeno que se deu na Califórnia. Milhares de lulas com mais de um metro de comprimento, dotadas
de cortantes tentáculos, invadiram as águas de San Diego. "Todos ficaram assustados por nadar lado a
lado com um monstro das profundezas.
Nossas máscaras foram envolvidas por tentáculos", diz o biólogo marinho americano John Hyde.
Ele acrescenta que essa espécie de lula é conhecida como "diabo vermelho" e que seu comportamento
se alterou: "Sempre viveram em águas profundas da América Central, mas agora passaram a invadir o
sul da Califórnia. Temos de prestar atenção a esses sinais da natureza." Em outras palavras, o sinal dado
por esse movimento migratório é o da falta de alimentos e do declínio no número de predadores
naturais.
http://www.terra.com.br/istoe/edicoes/2072/artigo144925-1.htm, 24 Jul 2009

QUESTÃO 3- Os filos aos quais pertencem os animais relatados no texto são:


a) Mollusca e Porifera
b) Annelida e Cnidaria
c) Apenas Mollusca
d) Mollusca e Cnidaria
e) Apenas Cnidaria

QUESTÃO 4- Com relação à questão anterior, destaque 3 características evolutivas presentes


no filo mais complexo e que são ausentes no filo menos complexo.
________________________________________________________________________________________________
_
________________________________________________________________________________________________
_
________________________________________________________________________________________________
_

QUESTÃO 5- De acordo com o texto e com conhecimentos correlatos, quais motivos


encontram-se relacionados com a migração das lulas observada na costa da Califórnia?
Explique-os e contextualize-os com relação à ação antrópica.

________________________________________________________________________________________________
_
________________________________________________________________________________________________
_
________________________________________________________________________________________________
_
________________________________________________________________________________________________
_
________________________________________________________________________________________________
_
________________________________________________________________________________________________
_

QUESTÃO 6- Uma pessoa tem alergia a moluscos. Em um restaurante onde são servidos
“frutos do mar”, ela pode comer, sem problemas, pratos que contenham:
a) lula e polvo
b) polvo e caranguejo

3
c) lula e camarão
d) mexilhão e lagosta
e) camarão e lagosta.

QUESTÃO 7- (UFPE) Na figura a seguir é ilustrada a organização geral de um molusco gastrópode, em


que se observa um corpo constituído por cabeça, massa visceral (onde se concentram os órgãos) e pé.

Com relação ao filo Mollusca, é correto afirmar que:

a) apresenta respiração exclusivamente branquial.


b) os cefalópodes são os únicos moluscos a apresentarem
sistema circulatório fechado e com hemoglobina.
c) a excreção é feita através dos túbulos de Malpighi e de
glândulas localizadas na base dos pés.
d) não apresenta sistema digestivo completo, de forma
que a digestão é processada através de uma bolsa
enzimática.

QUESTÃO 8- Considere as seguintes afirmativas:


I. Os cnidários foram os primeiros animais da escala zoológica a apresentar um sistema nervoso,
sendo do tipo ganglionar.
II. Os platelmintos apresentam pela primeira vez na escala evolutiva cefalização e simetria bilateral.
III. No filo dos artrópodes encontramos apenas respiração traqueal e filotraqueal.
IV. Os moluscos são animais de corpo mole que possuem concha e circulação aberta em todos os
representantes.
Estão corretas as afirmativas:

a) I e II b) I, II, III e IV c) II, III e IV d) apenas II e) apenas I

QUESTÃO 9- (UEL) A respiração e a circulação nos insetos sustentam a alta demanda metabólica
desses animais durante o vôo. Além disso, a respiração traqueal é uma importante adaptação dos insetos
para a vida terrestre. Sobre as relações fisiológicas entre os processos respiratório e circulatório nos
insetos, é correto afirmar:

a) O sistema circulatório aberto contém hemocianina, pigmento respiratório que facilita o transporte de
oxigênio do sistema traqueal par os tecidos.
b) O sistema traqueal conduz oxigênio da hemolinfa para os tecidos, o que torna a respiração
dependente de um sistema circulatório.
c) O sistema traqueal conduz oxigênio diretamente para os tecidos e o dióxido de carbono em direção
oposta, o que torna a respiração independente de um sistema circulatório.
d) O sistema circulatório aberto, apesar de não conter pigmentos respiratórios, é fundamental para o
transporte de oxigênio do sistema traqueal para os tecidos.

QUESTÃO 10- (UEL) "Dois focos da lagarta Lonomia obliqua, cujo contato com a pele pode levar a
morte, foram encontradas nos últimos dias em Londrina. Essas lagartas, conhecidas como lagarta-de-
fogo, têm hábitos noturnos e se alimentam de vários tipos de folhas."
(Folha de Londrina,02 abr.2001.)

De acordo com o trecho acima, os animais citados são:

a) Anelídeos jovens
b) Insetos holometábolos (metamorfose completa)
c) Insetos hemimetábolos (metamorfose incompleta)
d) Anelídeos adultos
e) Nematóides jovens

QUESTÃO 9 - (EFOA) O "bichinho" representado abaixo foi retirado do couro


cabeludo de um aluno. Mas, na escola, não faltaram palpites, entre os colegas,
para descrever o tal organismo encontrado.

Assinale o "palpite" que corresponde à alternativa biologicamente CORRETA:

a) Pelo número de patas e tipo de corpo, não concordo que seja um aracnídeo.

4
b) Observando que o organismo é áptero (sem antenas) , afirmo que é mesmo um aracnídeo.
c) Trata-se de um ácaro, pois apresenta as características de um aracnídeo.
d) Se olharmos bem para a sua morfologia, aposto que é um tipo de carrapato.
e) Também concordo que se trata de um aracnídeo, mas ele é mesmo um piolho.

QUESTÃO 10 -(UFPI) A excreção é um fenômeno presente em todos os animais ao longo da escala


evolutiva. Assinale a alternativa que relaciona corretamente o animal ao tipo de estrutura excretora

a) Minhoca - células-flama.
b) Aranha - glândulas coxais.
c) formiga – glândulas antenais.
d) Camarão - túbulos de Malpighi.

QUESTÃO 11 - (UNAERP) Os animais A, B e C apresentam as seguintes características:

A: pés ambulacrários, espinhos no corpo e simetria radial.


B: cefalotórax, quelíceras e exoesqueleto de quitina.
C: presença de rádula, massa visceral e concha.

A, B e C podem ser, respectivamente:

a) pepino-do-mar, minhoca e polvo.


b) aranha, pepino-do-mar e polvo.
c) estrela-do-mar, aranha e caracol.
d) estrela-do-mar, aranha e minhoca.

QUESTÃO 12 - Considere os seguintes grupos de animais:


I- Animais aquáticos fixos, com poros na superfície do corpo e que englobam partículas de alimento da
água que circula através de sua cavidade interior.
II- Animais parasitas que se alojam no intestino de vertebrados e que se alimentam de substâncias
geradas pela digestão realizada pelo hospedeiro.
III- Animais aquáticos, de corpo mole, revestidos por concha calcária e que se alimentam de organismos
do plâncton.
Esses animais obtêm nutrientes orgânicos, como aminoácidos e monossacarídeos, por:

QUESTÃO 13 -(UNESP) As figuras a seguir representam dois animais invertebrados, o nereis, um


poliqueto marinho e a centopéia, um quilópode terrestre.

Apesar de apresentarem algumas características comuns, tais como, apêndices locomotores e


segmentação do corpo, estes animais pertencem a filos diferentes. Assinale a alternativa correta.

a) O nereis é um anelídeo, a centopéia é um artrópode


e ambos apresentam circulação aberta.
b) O nereis é um artrópode, a centopéia é um anelídeo
e ambos apresentam circulação fechada.
c) O nereis é um anelídeo, a centopéia é um artrópode.
Apenas a centopéia apresenta exoesqueleto e
circulação aberta, o nereis apresenta circulação
fechada.
d) O nereis é um anelídeo, a centopéia é um artrópode
e ambos apresentam exoesqueleto.
e) O
nereis

5
é um asquelminto, a centopéia é um platelminto e
ambos não apresentam sistema circulatório.

QUESTÃO 14 - (UFPR) A análise de caranguejos coletados na Antártida por uma expedição brasileira
revelou que eles representam a primeira evidência de introdução, provavelmente mediada pelo homem,
de espécies marinhas invasoras, originárias de outras partes do globo, no oceano austral. Trata-se da
espécie Hyas araneus, que recebe o nome popular de caranguejo-aranha. Ele só havia sido encontrado
em trechos de mar situados acima do Tropico de Câncer.
Nunca encontrado no oceano austral, do outro lado do globo, muito próximo do Circulo polar Antártico,
nas bordas do continente mais inóspito, menos poluído e de acessos mais difícil. A fauna endêmica do
oceano austral esteve isolada por pelo menos 25 milhões de anos e agora está sendo exposta ao contato
com espécies exóticas. Baseado no texto e em conhecimentos sobre zoologia assinale a alternativa
INcorreta.

a) A expressão "espécie exótica" designa uma forma de vida, animal ou vegetal, introduzida em um
habitat diferente de seu local de origem, na qual a espécie, pode ser incluída.
b) A organização Marítima internacional (IMO) estima que cerca de sete mil espécies viajam na água de
lastro dos navios na forma de larva, invadindo assim habitats distantes do seu ambiente natural. Essa
situação não pode explicar a entrada dos caranguejos na Antártida, pois eles possuem desenvolvimento
direto, sem estagio de larva, de modo que não ocorrem nos lastros do navio.
c) A entrada de espécies em água de lastro de navio pode ser considerada uma grande ameaça para a
Baía de Paranaguá, devido ao grande trânsito de navios de varias partes do mundo por causa do porto.
d) O termo endêmico, no texto, significa que espécies como o caranguejo citado são restritas somente ao
Hemisfério norte e não ocorrem em nenhuma outra parte do globo.
e) O caranguejo-aranha, pertence aos cretáceos, caracteriza-se por ter exoesqueleto quitinoso, assim
como o tatuzinho-de-jardim, que é um crustáceo terrestre.

QUESTÃO 15-(UFV) Os carrapatos são insetos geralmente pequenos, com cabeça, tórax e abdome
fundidos. Na maioria das espécies desses artrópodes, a eclosão do ovo origina uma larva que se
transforma em ninfa e, posteriormente, em adulto com quatro pares de patas.
Quando adultos, são ectoparasitas e alimentam-se de sangue. Este texto sobre o carrapato apresenta
ERRO ao:

a) referir-se à sua classe taxonômica.


b) referir-se aos seus estádios de desenvolvimento.
c) referir-se ao número de patas do adulto.
d) descrever a sua divisão do corpo.
e) descrever seu hábito alimentar.

QUESTÃO 16-(UNICAMP) Os invertebrados como, por exemplo, borboletas, planárias, esponjas, minhocas,
baratas, hidras e estrelas-do-mar, podem ser agrupadas de acordo com características relativas à excreção.

a) Dentre os animais citados, quais não apresentam estruturas especializadas para a excreção? Explique como é
realizada a excreção nestes casos.

________________________________________________________________________________________________
_

b) Cite a estrutura excretora dos demais animais

Hyas
araneus
________________________________________________________________________________________________
_

QUESTÃO 17- (PUC-SP) Realizou-se uma coleta de animais que, em seguida, foram distribuídos em três
grupos, cada um com quatro representantes, conforme é mostrado no quadro abaixo:

6
a) Indique qual (is) os grupos em
que todos os animais ou representantes pertencem ao mesmo filo.

________________________________________________________________________________________________
_

b) No (s) grupo (s) você indicado(s), cite duas características que sejam comuns aos seus quatro
representantes.

________________________________________________________________________________________________
_
________________________________________________________________________________________________
_

QUESTÃO 18- (UFV) Os invertebrados prepararam uma grande festa zoológica. Entretanto, para manter os bons costumes e
evitar confusão, os convites continham a seguinte advertência: "Aqueles que apresentarem fecundação externa, não entram".
Assim, dos invertebrados abaixo, aquele que não poderá participar da festa é:

a) o gafanhoto.
b) a bolacha do mar
c) a aranha
d) a lombriga.
e) o caracol-de-jardim.

QUESTÃO 19- De acordo com a formação embriológica do sistema digestório, o professor YOSHIO é
mais parecido evolutivamente com:
a) Uma água viva das profundezas dos mares do Japão;
b) Uma sépia;
c) Uma libélula;
d) Uma estrela do mar;

JUSTIFIQUE SUA RESPOSTA