Você está na página 1de 28

Gestão Empreendedora

Estruturas Organizacionais

Professor Luigi Mota


email@luigi.pro.br
Estruturas Organizacionais
“Projetar a estrutura de uma organização é mais do que dar
nomes, organizar e preencher os quadros do organograma.
Embora relacionamentos hierárquicos claros sejam
administrativamente essenciais, a obtenção de produtos e
serviços para os clientes exige uma estrutura organizacional
que focalize a natureza e o fluxo do trabalho. Para esse fim, a
primeira providência é decidir qual trabalho deve ser feito. O
próximo passo é compreender como o trabalho é feito
atualmente e projetar como ele deve ser executado. Depois, e
somente então, um organograma útil pode ser criado. Em
nossa opinião, a forma (estrutura) vem depois da função
(processos).”
Rummler e Brache
Conceitos Sobre Estrutura Organizacional
„ Estrutura Organizacional
„ Representação gráfica ou descritiva das grandes áreas ou
macro funções que compõem a Administração Superior,
Unidades e Órgãos, distribuídas de forma hierárquica

„ Instâncias de Atuação
„ estratégica ⇒ elabora a estratégia, decisão

„ tática ⇒ mediadora ou gerencial

„ operacional ⇒ execução cotidiana e eficiente das tarefas e


operações da organização
„ Níveis Hierárquicos
„ instâncias decisórias representadas na estrutura
organizacional que determinam a sua dimensão vertical
Conceitos Sobre Estrutura Organizacional

Níveis Hierárquicos
„ Nível 1
„ grau significativo de diversidade quanto ao planejamento e organização
⇒ formulação de políticas e diretrizes.
„ Nível 2
„ grau significativo de diversidade quanto ao planejamento e
organização ⇒ formulação de políticas e diretrizes que orientem
as ações do dia a dia dos níveis 3 e 4, quando houver
„ Nível 3
„ estudo das restrições, necessidades e conveniências associadas ao
objeto de sua gestão ⇒ esquematiza a ação de suas atividades e
participa na definição de diretrizes em conjunto com o Nível 2 ou
com níveis superiores
„ Nível 4
„ supervisão direta da execução de um determinado conjunto de
atividades
Conceitos Sobre Estrutura Organizacional
Níveis de Níveis
Atuação Hierárquicos

A
A 1

Estratégico

A1
A1 A2
A2 A3
A3 2

Tático/Gerencial

A2.1
A2.1 A3.1
A3.1 A3.2
A3.2 3

Operacional

célula
célula de
de 4
A1.1
A1.1 A1.2
A1.2 A2.2
A2.2 A4
A4 A3.2.1
A3.2.1 A3.2.2
A3.2.2 trabalho
trabalho
Conceitos sobre Estrutura Organizacional

„ Área de competência
„ objetivo maior ou ramo de atividade da Unidade/Órgão envolvido

„ Processo
„ série de etapas criadas para produzir um serviço ou um produto

„ Macro-Função
„ conjunto de atividades com o objetivo de atender demanda definida por
usuários/clientes, através de um ou mais produtos / serviços
reconhecidamente necessários para manutenção e busca dos objetivos da
instituição como um todo

„ Célula de Trabalho
„ agrupamento de pessoas com atividades voltadas a um fim específico,
orientadas por uma com maior qualificação técnica, maior experiência ou
maturidade profissional, com capacidade de manter o funcionamento da
equipe, porém sem necessidade de delegação formal para atuar sobre o
planejamento e gerenciamento dos recursos materiais e/ou orçamentários
ao seu alcance
„ não se justifica como uma instância decisória
Componentes da Estrutura
Organizacional

ª Sistema de Responsabilidade

ª Sistema de Autoridade

ª Sistema de Comunicações
Componentes da Estrutura Organizacional
Sistema de responsabilidade:

Resultado da alocação de atividades, constituído


por:
ª Departamentalização
ª Linha e assessoria e
ª Especialização do trabalho

Quanto maior a quantidade de responsabilidade,


maior a quantidade de autoridade delegada.
Componentes da estrutura Organizacional

Sistema de autoridade:

Resultado da distribuição do poder, constituído por:


ª Amplitude administrativa ou de controle;

ª Níveis hierárquicos;

ª Delegação; e

ª Centralização ou descentralização.

Ela pode ser o direito de tomar decisões, de dar ordens e


requerer obediência, ou simplesmente o direito de
desempenhar um trabalho que foi designado.
A autoridade pode ser formal ou informal.
Componentes da estrutura Organizacional
Sistema de comunicações

Resultado da interação entre as unidades organizacionais,


constituído por:
ª O quê, como, quando, de quem e para quem
comunicar.

Comunicação é o processo mediante o qual uma


mensagem é enviada por um emissor, através de
determinado canal, e entendida por um receptor.
ESTRUTURA FORMAL

“Processo através do qual a autoridade é


distribuída, as atividades desde o nível mais baixo
até a alta administração são especificadas e um
sistema de comunicação é delineado permitindo
que as pessoas realizem as atividades e exerçam
a autoridade que lhes compete para o atingimento
dos objetivos organizacionais”. (Vasconcellos,
1983: 3)
ESTRUTURA FORMAL

“É aquela deliberadamente planejada e


formalmente representada, em alguns de
seus aspectos, pelo organograma”.
(Rebouças, 2002: 86)
ESTRUTURA FORMAL - CARACTERÍSTICAS

ªAlto nível de formalização;


ªUnidade de comando;

ªEspecialização elevada;

ªComunicação vertical;

ªUtilização de formas tradicionais de


departamentalização.
ESTRUTURA FORMAL - CARACTERÍSTICAS

Retrata tanto as cadeias de comando como a


hierarquia da companhia, os órgãos de linha e os
órgãos de assessoria.

É representada através de Organogramas (forma


gráfica) e/ou de Descrição de Cargos (forma
descritiva).
ESTRUTURA INFORMAL-CARACTERÍSTICAS

Não aparece em lugar algum, mas pode ser mais poderosa


que qualquer outro tipo.

É formada através do relacionamento do dia-a-dia entre


todos os funcionários da empresa. (Lerner, 1992:32-33)

É a rede de relações sociais e pessoais que não é


estabelecida ou requerida pela estrutura formal. Surge da
interação social das pessoas.....usualmente não aparecem no
organograma. (Rebouças, 2002:86)
ESTRUTURA INFORMAL- CARACTERÍSTICAS

Fatores que condicionam o aparecimento


de grupos informais (Rebouças de
Oliveira, 1995:78):

ªInteresses comuns;
ªDefeitos na estrutura organizacional;
ªFlutuação de pessoal dentro da empresa;
ªPeríodos de Lazer; e
ªDisputa do poder
COMPARAÇÃO ENTRE A ORGANIZAÇÃO
LINEAR E A LINHA-STAFF

L L L L S S
L L L L
S S

Estrutura Linear Estrutura Linha-Staff


DIFERENÇA ENTRE A ORGANIZAÇÃO
LINEAR E A ORGANIZAÇÃO FUNCIONAL

Organização Linear Organização Funcional

9Princípio da Autoridade Linear 9Princípio Funcional


9Autoridade única ou Unidade 9Autoridade funcional ou dividida
de comando ou variedade de comando
9Generalização 9Especialização
Estruturas Tradicionais - Colegiada
Modelo
Conselho de
Administração

Comissão Comissão
Consultiva Técnica.

Presidente

Vice-Pres. Vice-Pres. Vice-Pres. Produtos Y


Serviços Produtos X

Depto. “A” Depto. “B” Depto. “C”


AS CARACTERÍSTICAS DA LINHA E DO STAFF

Aspectos Linha Staff

Papel Principal É Quem Decide É Quem Assessora

É Quem Cuida da É Quem Dá


Atuação
Execução Consultoria
Recomendação
Comando
Alternativas
Tipo de Atividade Ação
Trabalho de
Trabalho de Campo
Gabinete
Pela Operação Pelo Planejamento
Responsabilidade
Pelos Resultados Pelas Sugestões
Gerente de
Exemplo Gerente de Staff
Departamento
DIFERENÇA ENTRE AS ESTRUTURAS
LINEAR, FUNCIONAL E LINHA-STAFF

Estrutura Linear Estrutura Funcional Estrutura Linha-Staff

Diretor Diretor Diretor

Gerência Gerência Gerência Gerência Gerência Gerência

Execução Execução Execução Execução Execução Execução

Predomínio da Predomínio da Combinação da


Autoridade Linear Autoridade Funcional Autoridade Linear e
Autoridade Funcional
Estruturas Modernas – Departamentalização
por função - Modelo

Presidência

Diretoria produção Diretoria finanças Diretoria marketing


Estruturas Modernas -Departamentalização
por produtos ou serviços - Modelo

Diretoria

Divisão Divisão Divisão


farmacêutica veterinária química

Características

„ A empresa é dividida em função dos produtos que fabrica


ou dos serviços que comercializa;
„ Exemplo: Philips, que tem diversas divisões por tipo de
mercado e não por produto.
Estruturas Contemporâneas –
Matricial - Modelo

Principais Características Gerência


Geral
„ Multidimensional, pois
utiliza características
de estruturas perma-
nentes, por função, Diretoria de Diretoria de Diretoria de
produtos e por proje- Projetos Marketing Produção
tos;
„ Permanente, sendo
temporários apenas Projeto Grupo de MK Grupo de PD
os grupos de cada A p/ o Projeto A p/ o projeto A
projeto;
„ Adaptativa e flexível;
„ Combina a estrutura Projeto Grupo de MK Grupo de PD
hierárquica tradicional B p/ o Projeto B p/ o projetoB
com uma estrutura
superposta, horizon-
tal, de coordenadores Projeto Grupo de MK Grupo de PD
de projetos C p/ o Projeto C p/ o projeto C
Estruturas Contemporâneas
Departamentalização por projeto
Modelo
Diretoria
técnica

Projeto A Projeto B Projeto C


Características da estrutura:
„ Unidimensional – voltada para o desenvolvimento de um único projeto e
chefiada por um único gerente;
„ A base da estrutura é o projeto;
„ Objetivos e prazos bem definidos;
„ Prazo relativamente curto – natureza temporária;
„ Depende de inovação de produto, que se torna obsoleto em pouco tempo;
„ Sua departamentalização interna é funcional.
OS TRÊS NÍVEIS DE ORGANIZAÇÃO

Abrangência Tipo de Desenho Conteúdo Resultante

Desenho A empresa como uma


Nível Institucional Tipos de organização
Organizacional totalidade

Desenho Cada departamento Tipos de


Nível Intermediário
departamental isoladamente departamentalização

Desenho de cargos e Cada tarefa ou Análise e descrição


Nível Operacional
tarefas operação apenas de cargos
OS TRÊS NÍVEIS DE DIREÇÃO

Níveis de
Níveis de Direção Cargos Envolvidos Abrangência
Organização

Diretores e altos A empresa ou áreas


Institucional Direção
executivos da empresa

Cada departamento
Gerentes e pessoal do
Intermediário Gerência ou unidade da
meio do campo
empresa

Supervisores e Cada grupo de


Operacional Supervisão
encarregados pessoas ou tarefas
AS QUATRO FASES DO CONTROLE

Estabelecimento de
padrões

Ação Observação do
corretiva desempenho

Comparação do
desempenho com o
padrão estabelecido