Você está na página 1de 32

cccccccccccccccccccccccccccccccc cc c c c 

 c
Ê   
 

U  
U 
 Îc Conjunto dos números naturais
Y = {0, 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, ... }
1.  Ê 

 O ponto de partida da teoria dos conjuntos consiste Îc Conjunto dos números inteiros
nos seguintes conceitos primitivos: ± = {... ± 3, ± 2, ± 1, 0, 1, 2, 3, ...}
±c conjunto
±c elemento de um conjunto Îc Conjunto dos números Racionais
±c igualdade de conjunto p
Q = {x / x = , p  ± e q ±*}
q
2.   Îc Conjunto dos números irracionais
I = IR ± Q
Considere os conjuntos A = {2, 3, 5}, B = {2, 3, 4, 5}
e C = {2, 3, 6, 7}. Observe que todo elemento de A é Îc Conjunto dos números reais
também elemento de B. Nessas condições, dizemos que R = {x / x é racional ou irracional}
A está contido em B e escrevemos A  B, dizemos ainda
que B contém A e escrevemos B A.
Observe também que nem todo elemento de A é
elemento de C, pois 5  A mas 5  C. Nessas condições, Y ± Q R
dizemos que A não está contido em C e escrevemos A 
C.

3.     


  

Considere, por exemplo, o conjunto A = {1,2}. Vamos Îc â   


escrever os subconjuntos de A:
Îc Com nenhum elemento: {; •c •c
5 8
Îc Com um elemento: {1}, {2};
Îc Com dois elementos: {1,2}. {x  R / 5  x  8} ou ]5, 8[
O conjunto cujo os elementos são todos os
subconjuntos de A é chamado de a   
   Îc â  % & 
e geralmente é indicado por P(A). (lê-se P de A).
P(A) = {{, {1},{2},{1,2}} Îc Îc
Observe que: 5 8
{  P(A); {1}  P(A); {2}  P(A) {x   / 5  x  8} ou [5, 8]

 Îc â  ' ()  


Então Ê !" , onde n é o nº de elementos

4.  #$   Îc •c


5 8

 União: A ´ B = {x / x  A ou x  B} {x  R / 5  x  8} ou [5, 8[

Intersecção: A  B = {x / x  A e x  B} Îc â  ' (*+ 


Diferença: A ± B = {x / x  A e x  B}
•c Îc
0 5 8
Complementar: ' 0
{x  R / 5  x  8} ou ]5, 8]

1
 b) Apenas a I é verdadeira
 c) Apenas a II é verdadeira
,- %Ê. Das afirmações abaixo, destaque a(s) d) Apenas a III é verdadeira
verdadeira(as). e) Todas são falsas

I ± Se   e são números naturais quaisquer, então   ± ,/Sendo A = {ë, a, {a,b}}; verifique se são falsas ou
é um número natural. verdadeiras cada uma das seguintes proposições:
II ± Se   é um número racional qualquer e um
número irracional qualquer, então   + é um a)c ëA( ) f) ë  A ( )
número irracional. b)c {ë}  A ( ) g) {ë}  A ( )
III ± Se   e são números reais tais que   m = 1, então c)c aA( ) f) {a}  A ( )
  = 1 ou = 1. d)c {a,b}  A ( ) h) {a,b}  A ( )
IV ± Se   e são números irracionais quaisquer, então e)c {{a, b}}  A ( ) i) {a, {a, b}}  A ( )
o produto  m é um número irracional. 
,5
36 Suponha os conjuntos
É (são) verdadeira(s) apenas:
a) II c) II e III e) I, II e IV A = [0, 3]
b) III d) I e IV B = ]± J, 3]
C = [± 2, 3]. O conjunto (B ± A)  C é:
,"  *%*',/ considerando a figura abaixo como
a) ë c) ]± 2, + J[ e) ]± 2, 3[
sendo uma representação dos conjuntos numéricos e
considerando a relação de inclusão entre os mesmos, é b) ]± J, 0[ d) [± 2, 0[
correto afirmar que os números 1, 2, 3, 4, e 5 podem
representar, nesta ordem, os conjuntos: ,7%
â 8'
9 Com relação a parte sombreada
do diagrama, é correto afirmar que:
a) IR, ±, IN, Q e C
a) A ± (B ± C)
b) ±, IN, Q, IR e C
b) A ± (B ´ C)
c) IR, IN, ±, Q e C
- " 0 2 4 c) A ± (B  C)
d) IN, ±, Q, IR e C
d) A ± (C ± B)
e) IN, ±, IR, Q e C e) Nenhuma das respostas
anteriores.
 
,0Ê '1 Sejam e a números reais, com    ,:%Ê*':5 Numa cidade de 10.000 habitantes são
a. O conjunto ]a, c[ ± ]b, c[ é igual ao conjunto: consumidas cervejas de dois tipos A e B. Sabendo que

45% da população tomam da cerveja A, 15% tomam
a) {x  R /   x  } d) {x  R /   x  a}
dos dois tipos de cerveja e 20% não toma cerveja,
b) {x  R /   x  } e) {x  R /   x  a} quantos são os habitantes que não tomam da cerveja
c) {x  R /   x  a} B?

,2 
3'Ê  Se A ={x  Y x é múltiplo de 11} e a) 3.500 c) 4.000 e) 2.000
B = {x  Y 15  x  187}, o número de elementos de b) 5.000 d) 4.500
A  B é: 
-,Ê ':7 Foram consultadas 1000 pessoas sobre as
a) 16 b) 17 c) 18 d) 19 e) 20 rádios que costumam escutar. O resultado foi o
 seguinte: 450 pessoas escutam a rádio A, 380 escutam
,4 %%'1 Dado o conjunto P = {{0}, 0 ,ë, {ë}}, a rádio B e 270 não escutam A nem B. O número de
considere as afirmativas pessoas que escutam as rádios A e B é

I. {0}  P a)c 100 b) 300 c) 350 d) 400 e) 450


II. {0}  P 
III. ë  P -- Ê '1 Numa empresa de 90 funcionários, 40 são
os que falam inglês, 49 os que falam espanhol e 32 os
Com relação a essas afirmativas conclui-se que: que falam espanhol e não falam inglês. O número de
a) Todas são verdadeiras

2
funcionários dessa empresa que não falam inglês nem -/ %Ê.',4 Três instituições de ensino, aqui
espanhol é: denominadas por A, B e C, oferecem vagas para
ingresso de novos alunos em seus cursos. Encerradas
a) 9 b) 17 c) 18 d) 27 e) 89 as inscrições dos candidatos, verificou-se que
exatamente 540 deles se inscreveram para cursos de A
-"%Ê.',5  Os 40 alunos de uma turma da 4ª série e B, 240 para cursos de A e C, e 180 para os cursos A,
de uma escola de Ensino Fundamental foram a um B e C. Quantos candidatos se inscreveram em cursos
supermercado fazer compras. Após 30 ›   no de A e também em cursos de B ou C?
supermercado, a professora reuniu os alunos e
percebeu que exatamente: a) 700 d) 500
b) 900 e) 600
Ɣ 19 alunos compraram biscoitos.
c) 950
Ɣ 24 alunos compraram refrigerantes.
c
Ɣ 7 alunos não compraram biscoitos nem refrigerantes.
-5%Ê.',: A prefeitura de certa cidade realizou dois
O número de alunos que compraram biscoitos e concursos: um para gari e outro para assistente
refrigerantes foi: administrativo. Nesses dois concursos, houve um total
de 6.500 candidatos inscritos. Desse total, exatamente,
a) 17 b) 15 c) 12 d) 10 e) 7 870 fizeram prova somente do concurso para gari.
Sabendo-se que, do total de candidatos inscritos,
-0 â'Ê  Denotemos por (X) o número de 4.630 não fizeram a prova do concurso para gari, é
elementos de um conjunto finito X. Sejam A, B e C correto afirmar que o número de candidatos que
conjuntos tais que (A ´ B) = 8, (A ´ C) = 9, (B fizeram provas dos dois concursos foi:
´ C) = 10, (A ´ B ´ C) = 11 e (A  B  C) = 2.
Então, (A) + (B) + (C) é igual a: a) 4.630 d) 1.740
b) 1.870 e) 1.000
a)11 b) 14 c)15 d) 18 e) 25 c) 1.300

-2%*â'Ê Um programa de proteção e preservação de -7%Ê.'",-, Antes da realização de uma campanha
tartarugas marinhas, observando dois tipos de de conscientização de qualidade de vida, a Secretaria
contaminação dos animais, constatou em um de seus de Saúde de um município fez algumas observações de
postos de pesquisa, que: 88 tartarugas apresentavam campo e notou que dos 300 indivíduos analisados 130
sinais de contaminação por óleo mineral, 35 não eram tabagistas, 150 eram alcoólatras e 40 tinham esses
apresentavam sinais de contaminação por dois vícios. Após a campanha, o número de pessoas
radioatividade, 77 apresentavam sinais de que apresentaram, pelo menos, um dos dois vícios
contaminação tanto por óleo mineral como por sofreu uma redução de 20%.
radioatividade e 43 apresentavam sinais de apenas um Com base nessas informações, é correto afirmar que,
dos dois tipos de contaminação. Quantas tartarugas com essa redução, o número de pessoas sem qualquer
foram observadas? um desses vícios passou a ser:

a) 144 b) 154 c) 156 d) 160 e) 168 a) 102 b) 104 c) 106 d) 108 e) 110
 
-4 %Ê.',- A secretaria da Saúde do Estado da -: % 9',/  Uma escola de Campina grande abriu
Paraíba, em estudos recentes, observou que o número uma inscrição para aulas de reforço nas disciplinas
de pessoas acometidas de doenças como gripe e Matemática, Física e Química do 2º ano do Ensino
dengue tem assustado bastante a população paraibana. Médio, sem que houvesse coincidência de horários, de
Em pesquisas realizadas com um universo de 700 modo que permitisse a inscrição simultânea em mais
pessoas, constatou-se que 10% tiveram gripe e dengue, de uma dessas três disciplinas. Analisando o resultado
30% tiveram apenas gripe e 50% tiveram gripe ou final das inscrições, o coordenador pedagógico
dengue. O número de pessoas que tiveram apenas constatou:
dengue é: Îc Dos 62 inscritos para as aulas de Física, 22
inscreveram-se exclusivamente para essas aulas;
a)c 350 d) 140 Îc 38 alunos se inscreveram para as aulas de
b)c 280 e) 70 Matemática;
c)c 210 Îc 26 se inscreveram para as aulas de Química;
3
Îc Nenhum aluno se inscreveu simultaneamente para meninas. Considere agora os seguintes subconjuntos
as aulas de Matemática e de Química; de U:
Îc O número de aluno inscritos exclusivamente para as
A: conjunto formado pelos meninos.
aulas de Matemática é o dobro do número de alunos
B: conjunto formado pelos alunos aprovados.
inscritos exclusivamente para as aulas de Química.
Assinale a alternativa que representa o conjunto A±B
O número de alunos simultaneamente para as aulas
de Matemática e de Física é: a) Meninas reprovadas. d) Meninos reprovados
b) Meninas aprovadas. e) Meninos aprovados.
a) 26 b) 20 c) 18 d) 24 e) 22 c) Alunos reprovados.

,4*Ê.':: Se e 0 são conjuntos quaisquer, então
podemos afirmar que:

 a) A  B = ë A = ë ou B = ë
,- *Ê.',,  Das alternativas abaixo, assinale a b) AB A´B=A
correta: c) AB=ë A´B=ë
d) AB=B BA
a) Como Q  R , segue-se que todo número racional e) A´B=B A=ë
é real.
b) Se  Q, então não é um quociente entre dois ,/*Ê.',, Dada a inclusão dos seguintes conjuntos:
número inteiros. {a, b, c}  X  {a, b, c, d, e}, podemos afirmar que o
c) Qualquer que seja   Y, temos que () Y
Y número de conjuntos X é:
d) Qualquer que seja    ±, com  ½ 0, então
a) 3 b) 4 c) 5 d) 6 e) 7
 ±.

,5 *Ê.',, Se A e B são disjuntos e não vazios,
e) 0,341341...  Q assinale a alternativa correta.
," *Ê.',-  Dentre as afirmações abaixo, assinale a a) A (A ´ B) d) ë  (A ´ B)
verdadeira:
b) B  (A  B) e) (A  B)  A
c) (A ´ A)  B ½ (B  B)  A
a) O produto de dois números irracionais é sempre
um número irracional. ,7*Ê.',, O conjunto definido por
b) A soma de dois números irracionais nem sempre é
( 1) 2  (   1) 2 2
um número irracional. {  /    ,  D ;} 
c) Todo número racional é representado por um 2
número decimal exato. pode ser traduzido como:
d) O quadrado de qualquer número irracional é um
número racional. a) o conjunto vazio.
e) O número real representado por 0,15625 é um b) o conjunto dos naturais não nulos.
número irracional. c) o conjunto dos números pares positivos.
 d) o conjunto dos números ímpares positivos.
,0*Ê.',- Se M = {   R / ± 1    4} e N = {   e) o conjunto dos quadrados dos números naturais.
R / 2     6}, qual das afirmativas abaixo é
verdadeira? ,: *Ê.',/  O quadro abaixo mostra o resultado de
d uma pesquisa realizada com 1.800 pessoas,
a) N ± M = ]4, 6[ d) = ]4, 6] entrevistadas a respeito da audiência de três programas
b) M ± N = ]±1, 2] e) (M ± N) ´ (N ± M) = 0 favoritos de televisão, a saber: Esporte (E), Novela (N)
c) M  N ½ N  M e Humorismo (H).

,2 *Ê.',0 Seja U o conjunto universo de todos os Programas E N H EeN NeH EeH E, N e H
alunos de uma classe composta por meninos e Nº de
400 1.220 1.080 220 800 180 100
Entrevistados

4
De acordo com os dados apresentados, o número de   c  
pessoas entrevistadas que não assistem a algum dos três
Dados dois conjuntos não vazios e 0, denomina-se
programas é:

  a
   (indica-se por A ! B) de por 0 o

conjunto formado pelos pares ordenados nos quais o
a) 900 c) 100 e) 400
primeiro elemento pertence a e o segundo pertence a 0.
b) 200 d) 300
A ! B = {(x, y)x  A e y  B}
-, *Ê.',- Numa pesquisa de rua sobre a prefe-
rência musical entre axé-music e forró, forma feitas c  c
duas perguntas: Você gosta de forró?Você gosta de Dados dois conjuntos e 0, dá-se o nome de rela-ção
axé? A coleta dos dados está apresentada no seguinte  de em 0 a qualquer subconjunto de A ! B.
histograma:  é uma relação de em 0    ! 0

    c cc
c

A função pode ser definida como um tipo especial de


relação:
Sejam dois conjuntos não vazios e ¬ uma relação de
em 0. Essa relação ¬ é uma função de em 0 quando a
cada elemento   do conjunto está associado a um e
somente um elemento do conjunto 0.
A definição acima nos diz que para uma relação ¬ de
 em 0 ser considerada uma função, é preciso satisfazer
Com base no gráfico, o total de pessoa que parti-cipou duas condições:
da entrevista foi: Lc Todo elemento de deve estar associado a algum
elemento de 0.
a) 572 pessoas. d) 1244 pessoas. Lc A um dado elemento de deve estar associado um
b) 610 pessoas. e) 884 pessoas. único elemento de 0.
c) 1206 pessoas.
 c c


--*Ê.',5 Uma determinada cidade organizou uma Quando temos uma função ¬ de em 0, podemos
olimpíada de matemática e física, para os alunos do 3º representa-la da seguinte forma:
ano do ensino médio local. Inscreveram-se 365 alunos. ¬ : 0 (lê-se: função de em 0)
No dia da aplicação das provas, constatou-se que 220 A letra ¬, em geral, dá o nome às funções, mas
alunos optaram pela prova de matemática, 180 pela de podemos ter também a função  ,  a. Assim, por
física, 40 por física e matemática; alguns, por motivos exemplo, escrevemos :  0 para designar a função
particulares, não compareceram ao local de provas. de em 0
Então, o número de alunos que não compareceram às Quando representamos a função pela sua fórmula (lei
provas foi: de associação), podemos ainda utilizar uma notação
diferente.
a) 35 b) 5 c) 15 d) 20 e) 10
Lc Se a fórmula for      + 5, podemos escrever
também ¬( ) =   + 5.
O símbolo ¬( ), lê-se ¬ de  , tem o mesmo significado
%<=* do e pode simplificar a linguagem. Por exemplo, em
c vez de dizermos:   
         2
c c c c
 c cc dizemos simplesmente   
   ¬(2). Assim, ¬(2)
 significa o valor de quando   é 2.
  Como, em geral, trabalhamos com funções numéricas 

e, podemos definir o que é uma função matemática  


 c   é o conjunto dos valores de x para os
utilizando a linguagem da teoria dos conjuntos. quais f(x) existe e é um número real.
Para isso, temos que definir antes o que é produto  â

c â
 é o conjunto dos valores de f(x)
cartesiano e o que é uma relação entre dois conjuntos.
associados a pelo menos um x, x  .

5
†cc
 c c
ccc

Quando definimos uma função, o domínio , que é o


conjunto de todos os valores possíveis da variável ",%@ Os pares ordenados (1,2), (2,6), (3,7), (4,8) e
independente  . A condição de existência de uma função (1,9) pertencem ao produto cartesiano A x B Sabendo-
real depende do tipo da função a ser analisada. Vamos se que A   B tem 20 elementos, é correto afirmar que a
analisar os casos de funções abaixo: soma dos elementos de A é:

Lc Função Polinomial a) 9 b) 11 c) 10 d) 12 e) 15
¬( ) =   +  c função polinomial do 1º grau. 
¬( ) = a 2 +  a c função polinomial do 2º grau. "-Ê 'Ê Os pares ordenados (2, 3), (3, 3) e (1, 4)
¬( ) = a 3 +  2a c função polinomial do 3º grau são elementos do conjunto A   B. Então:
O domínio  das funções polinomiais é sempre o
conjunto dos números. a)(1,3), (2,4) e (3,4) estão necessariamente em A  B
b) (1,1), (1,3), (2,2), (2,4) e (3,4) estão necessária-
Lc Função Fracionária mente em A x B.
d c)(1,1), (2,2) e (4,4) estão necessariamente em A  B
¬ (  )    ½ 0, ou seja, denominador deve d) (3,2) e (4,1) estão necessariamente em A x B.
 
e) Os elementos dados podem ser os únicos de AxB
ser diferente de zero.

"" %Ê.  Dado o conjunto A = {1, 2, 3, 4} qual das
Lc Função Irracional
relações abaixo, definida de A em A, representa uma
par
função?
¬ (  )       3 0, o radicando deve ser maior
ou igual a zero. a) {(1,1), (2,2), (2,3), (2,4)}
ímpar
b) {(1,2), (2,3), (3,2), (4,2)}
¬ (  )      = IR, o radicando pode ser qual- c) {(1,1), (1,2), (2,3), (4,1)}
quer número real. d) {(1,2), (3,4), (3,2), (4,4)}
 e) {(4,1), (3,2), (2,2), (2,3)}
¬ (  )  par    z 0, o radicando deve ser maior
  "0% * Sejam:
que zero.
d A = { 2, 4, 6, 8, 10, 12, ..., 62, 64} e
¬ (   ) ímpar   ½ 0, radicando deve ser diferente
  B = {(m, n)  A x A | m + n = 64}
O número de elementos de B é igual a:
de zero.
a) 31 b) 32 c) 62 d) 64 e) 128

 >?
"2Ê '
9 Dos gráficos, o único que representa uma
função de domínio Ö    ' ‘     ‘ e imagem
¬( ) =   ›   = IR
d ÖÎ   ‘  Î  ë é:
¬ (  )  = IR*
 
par
¬ (  )   = IR+
ímpar
¬ (  )    = IR

¬ (  )  par
= IR *«
 

¬ (  )  ímpar
 = IR*
 


6
"4 %Ê.',4 Sejam A = {x  IR / 0     2} e 0- %Ê'
9 Seja a função ¬ : IR  IR, dada por:
B = {x  IR / 0     3}. Quantos pares ordenados,
cujas coordenadas são todas inteiras, existem no 10   « 5 se x  ± 1
produto cartesiano A   B? 2
¬ (  )    ' 1 se ± 1    1
 5   se x z 1
a) 12 b) 10 c) 9 d) 8 e) 6 
  2
"/Ache o domínio das funções: Ž
Então, o valor de ¬ ' 2 « ¬ 2 2 « ¬ Ž2
 é um

x 1 1 7x  
a) f(x ) = 
x 3 4  x x 2 número:
1 2
b) y = a)cinteiro d) ímpar
x6 x 1 b)cpar e) irracional
 c)cracional
"5*1 Seja f : D  IR, D  IR, a função definida
1 0"%1 Dada a função f : ±  ±, definida para todo
por f(x) = 5  x . O domínio  da função intero n  ±, tal que f(0) = 1 e f(n +1) = f(n) + 2
x 1
podemos afirmar que o valor de f(200) é:
pode ser descrito por:
a) 201 b) 203 c) 401 d) 403 e) 602
a) [± 1, 5] d) ] ± 1,5]

b) [5, J] e) ]5, J[ ± {± 1} 00%Ê.',2 Na figura abaixo, está representado o
c) ]5, J[ gráfico de uma função ¬  [± , ]  IR.

"7 ÊA '1 O domínio da função
2    '1
¬ (  ) « é igual a:
4«    3
a)c {x  R  x  0} d) {x  R  x 3 1}
b)c {x  R  x 3 0} e) {x  R  x 3 ± 1
c)c {x  R  x  ± 1}

":%Ê.',0 Em uma viagem de carro de João Pessoa
a Recife, o motorista de lotação Sérgio sabe que, do
ponto de partida ao de chegada, o percurso total é de
150 6›, sendo que 120 6› são percorridos na estrada e
o restante, na cidade. Se o carro faz 10 6› por litros na
cidade, 12 6› por litro na estrada, e o preço do O número de soluções da equação ¬    é
combustível é de R$ 1,85 por litro, então Sérgio
gastará com o combustível, nessa viagem, a a) um c) três e) cinco
importância de: b) dois d) quatro
 
a) R$ 18,50 d) R$ 24,99 02 %Ê. Considere as funções ¬ e de IR em IR
b) R$ 23,12 e) R$ 27,75 definidas por:
c) R$ 24,05
  (   « 2),c c   p ¬ (   « 1)c c   p

0,*>'Ê1 Seja a função ¬( ) =  3 + .Se f(± 1) = 2 e ¬ (  )  ccccc (  )  , então
2   « 5,c c c3cp 
cccc  2 c c  3 p
f(1) = 4, então  e  valem, respectivamente:
¬(± 3) vale:
a) ± 1 e ± 3 d) 3 e ± 1
b) ± 1 e 3 e) 3 e 1 a) ± 2 b) 0 c) 5 d) ± 5 e) 1
c) 1 e 3 



7
04 Considere a função y = f(x), que tem como domínio o a) ¬( ) = 0,70 ± 12   d) ¬( ) = 0,70 + 12 
intervalo {x  : ± 2 < x ” 3} e que se anula somente b) ¬( ) = 12 ± 0,70  e) ¬( ) = 12   0,70 
em x = ±3/2 e x = 1, como se vê nesta figura: c) ¬( ) = 12 + 0,70 

,0 *Ê.'::  O diagrama abaixo representa uma
relação ¬de em 0.

Considere as afirmações abaixo sobre f:



 Para que a relação ¬ seja uma função de em 0,
I. f é crescente
basta:
II. f decresce com x  
III. f(1/2) = f(2) a) apagar a seta 4 e retirar o elemento K.
IV. f(x) • 0  x • ± 3/2 b) retirar os elementos K e T.
c) apagar a seta 2 e retirar o elemento K.
Então, a seqüência correta é: d) apagar as setas 2 e 4.
e) retirar o elemento K.
a) F F F F d) V F V F
b) F V V V e) F V V V ,2 *Ê.',,  O tanque de combustível de um
c) V V V V automóvel tem capacidade para 60 litros de gasolina,
entretanto dispomos apenas de 25% dessa capaci-dade
de combustível. Se esse automóvel tem um consumo
 médio de 4/5 litros de gasolina por quilômetro rodado,
 a fórmula que relaciona a quanti-dade Q, em litros, de
  combustível no tanque em fun-ção do quilômetro K
,-*Ê.',/ Dados os conjuntos rodado será representado por:

A = {-1, 0, 1, 2} e B = {-1, 0, 1, 2, 3, 5, 8) e as a) Q = 15 ± K d) Q = ¼ ± 0,8K


relações b) Q = 15 + 0,8K e) Q = 15 ± 0,8K
1 c) Q = ¼ + 0,8K
R = { ( , )  A   B / = }
  
S = { ( , )  A   B / =  ² } ,4 *Ê.',/  O número do telefone residencial de
T = { ( , )  A   B / =  ² + 1 } Rebeca é :052-7"e do comercial é tal que

U = { ( , )  A   B / =  ³ }  ,    z 7
 ¬ (  )  
a alternativa correta é:   ' 1,     7

a) apenas uma das quatro relações é função de A em B onde   é algarismo do telefone residencial. Dessa
b) apenas duas das quatro relações são funções de A forma, a soma dos algarismos que compõem o telefone
em B comercial será:
c) apenas três das quatro relações são funções de A em 
B a) 29 c) 27 e) 26
d) todas as quatro relações são funções de A em B b) 28 d) 30
e) nenhuma das quatro relações é função de A em B   1
,/ *Ê.',:  O domínio da função ¬ (   )  é
  1
,"*Ê.',0 Em uma indústria de autopeças, o custo
dado por:
de produção de peças é de R$ 12,00 fixo mais um
custo variável de R$ 0,70 por cada unidade produ-
zida. Se em um mês foram produzidas   peças, então a a) D = {x  IR  x • 1}
lei que representa o custo total dessas   peças é: b) D = {x  IR  x  ± 1ou x • 1}

8
c) D = {x  IR  x  ± 1ou x z 1} sucessivamente. Portanto, o aumento da população de
d) D = {x  IR  x ” ± 1ou x • 1} camarões, apenas no segundo ano, será de:
e) D = {x  IR  x z 1} a) 15750 cabeças por m3.
 b) 16000 cabeças por m3.
,5 *Ê.'::  Considere a função real   ¬ ( ), cujo c) 15500 cabeças por m3.
gráfico está representado a seguir. Assinale a d) 500 cabeças por m3.
alternativa correta: e) 250 cabeças por m3.

 %#Bâ 

Uma função f : A  B é dita injetora se, e somente se,


 1 ½  2 f( 1) ½ f( 2) para todo  1 e  2 do conjunto A.

a) A função é decrescente no intervalo [x3, x5]  %#B  


b) ¬ (0) = 0
c) A função é decrescente no intervalo [x3, x5] Uma função f : A  B é dita sobrejetora se, e somente
d) ¬ (x1) = ¬(x3) = ¬(x5) = 0 se, o seu conjunto imagem for igual ao seu
e) ¬ (x2) = ¬(x4) = 0 contradomínio, ou seja, â!.
 
,7 *Ê.',, Numa loja de artefatos de couro, o
salário mensal fixo de um vendedor é de um salário  %#B. 
mínimo (salário mínimo atual no país R$ 136,00). Por
cada unidade vendida, o vendedor ganha 3 reais de Uma função f : A  B é dita bijetora se, e somente se,
comissão. O número de unidades que o vendedor ela for injetora e sobrejetora.
deverá vender para atingir um salário mensal de 700 
reais será de :
 %#BÊ 
a) 290 b) 280 c) 272 d) 270 e) 188
As funções cujos gráficos formam figuras simétricas
,: *Ê.',:  Uma função real f(x) satisfaz às con- em relação ao eixo de simetria, no caso o eixo das
dições: f(x + y) = f(x) + f(y) para todo x e y reais, ordenadas (   ).
Ž
f(1) = 3 e f 5 = 4. O valor de f 2 5 é: Ž  
a) 9 b) 10 c) 8 d) 12 e) 16

-,*Ê.',: As funções f(x) = x2 + mx + 1 e g(x) = x2


+ 4x + n satisfazem à condição 4f(x) = g(2x) + 1 para    
todo x real. O valor de 3m + 2n é:
Função Par é uma função = ¬( ) tal que, ¬( ) = ¬(±  )
para todo   pertencente ao seu domínio.
a) 10 b) 13 c) 12 d) 14 e) 15

%#BC 
-- *Ê.'::  Estima-se que a população de camarões
confinados em um viveiro, para daqui a t anos, seja
As funções cujos gráficos formam figuras simétricas
dado por
em relação à origem, ponto , de coordenadas (0, 0).
2  «4 ' 1 
¬ ( ) m10 3 
2
3
cabeças por m do viveiro. A estimativa da população
de camarões ao final do primeiro ano será dada por  
 
¬(1), ao final do segundo ano por ¬(2), e assim

9
Função ímpar é uma função = ¬( ) tal que, ¬(±  ) = ± 
¬( ) para todo   pertencente ao seu domínio. 
 
  B 0/ %% Considere as funções ¬, e , todas definidas
de [m, n] em [p, q] representadas através dos gráficos
Se ¬( ) = ± ¬( ) ¬( ) é par. abaixo:
ccc¬(±  ) = ± ¬( ) ¬( ) é ímpar.
q Î q Î q
 ¬  ›
   ¬  
 ¬
 › ¬  › 
   a›   ¬   ›   Î

  p Î p Î p Î
m n m n m n
 %#Bâ   a) ¬ é injetiva, é sobrejetiva e  não é injetiva
b) ¬ é sobrejetiva, é injetiva e  não é sobrejetiva.
Se f : A  B é uma função bijetora, então existe uma c) ¬ não é injetiva, é bijetiva e  é injetiva.
única função g : B A tal que g(b) = a  f(a) = b para d) ¬ é injetiva, não é sobrejetiva e  é injetiva
todo a  A e b  B. A função g é chamada inversa de f e e) ¬ é sobrejetiva, não é injetiva e  é sobrejetiva.
será indicada por f ± 1.
Da definição decorre que os gráficos de f e de f ± 1 são 05Seja f : {1, 2, 3, 4, 5}  {1, 2, 3, 4, 5} uma função
simétricos em relação à bissetriz do 1º e 3º quadrantes. injetiva, satisfazendo:
Assim: f(1), f(2)  {1, 2}
f(3)  {2, 4}
f
f(4)  {1, 4, 5}.

Então f(5) é igual a:
a) 1 b) 2 c) 3 d) 4 e) 5

07%Ê. A={  3 , ± 2, ± 1, 0, 1, 2, 3 }, B = {1, 2,
4, 5} e ¬ A  B definida por ¬( ) =  2 + 1. pode-se
 afirmar que ¬ é uma função:

 %#B   a) injetora e ímpar d) injetora e par


b) sobrejetora e par e) sobrejetora e ímpar
Vamos pensar na função ¬ de IR em IR definida pela c) bijetora
lei f(x)=x + 1.Então ¬ leva cada x real ao número x + 1 
Em seguida, pensemos na função de IR em IR 0: Ê '  Seja f a função de IR em IR, dada pelo
definida pela lei g(x) = x2. Sabemos que leva cada x gráfico a seguir:
real ao número x2.
Qual será o resultado final se tomarmos em   real e a
ele aplicarmos a  ›  a lei de ¬ e a lei de ?

Teremos:
f g
x x+1 (x + 1)2
somar 1 quadrar
O resultado final é que   é levado a (x + 1)2. Essa
função  de IR em IR que leva   até (x + 1)2 é chamado É correto afirmar que:
a ›  de com ¬ .
Indica-se   ¬ (Lê-se g bola f´), tal que h(x) = a) f é sobrejetora e não injetora.
(g f)(x) = g(f(x)). b) f é bijetora.
 c) f(x) = f(± x) para todo x real.

10
d) f(x) > 0 para todo x real.   '1
e) o conjunto imagem de f é ] - J; 2 ]. b)c ¬(x) = 6x + 5 e) (x) =
2
 c)c (x) = 3 x + 2
2, Ê
9'",,- Considere a função f : IR  IR
definida por:
 cccc c  p
2/ '
9 Seja í uma constante real, ¬ e
funções definidas em IR tais que ¬(x) = íx + 1 e
f(x) =   
  cc c  p
. O valor da expressão (x) = 13x + í. Os valores de í que tornam a
igualdade ¬ = ¬ verdadeira é:
f[f(1)] ± f[f(3)] é:
a) ± 3 ou 3 d) ± 3 ou 4
a) 5 b) 6 c) 7 d) 8 e) 9 b) ± 4 ou 4 e) ± 4 ou ± 3
c) ± 4 ou 3
2-*1 As funções ¬ e são definidas por ¬(x) = x ±
1 e (x) = x2 ± 3x + 2. Calculando-se (¬(x)) tem-se: 25%'Ê Se ¬( ) =   ± 1e (¬ ± 1( )) = x + 2, então
(1) é igual a:
a) x2 ± 2x + 1 d) x2 ± 5x + 6
b) x2 ± 3x + 1 e) x3 ± 5x2 + 5x ± 2 a) 2 b) 1 c) ± 1 d) 0 e) ± 2
c) x2 ± 3x + 1
27â'1â A função inversa da função bijetora
2" %Ê.  Se ¬(x) = 2x + 5 e ¬( ( )) = 2 2 ± 6  + 5, 2x ' 3
então, pode-se afirmar que:  ¬ : IR ± {4}  IR ± {2} definida por ¬(x) = é:
x«4
a) ( ) =  2 ± 3   d) g(x) =  2 ± 3  + 1, a) ¬ '1
x«4
d) ¬ '1
4x « 3
2 2
b) ( ) =   ± 6  + 5 e) g(x) = 3x ± 2  2x « 3 x'2
c) ( ) = ¬( ) x«4 4x « 3
b) ¬ '1 e) ¬ '1
2x ' 3 x«2
20 Ê '
9 Dados (x) = 5x2 + 3 e ( o ¬)(x) =5x±7 o 4x « 3
domínio de ¬(x) é: c) ¬ '1
2' x
a) {x  IR x 3 2} d) {x  IR x  2}   «1
b) {x  IR 0  x  3 5 } e) {x  IR x  ± 2} 2: %1  O valor real de  para que ¬ (   )
2  « 
c) {x  IR x 3 7 5 } 1 ' 3 
possua como inversa a função ¬ '1 (  ) é:
 2  ' 1
22*Ê.',, Seja ¬ a função real definida por
2  1 a) 1 b) 2 c) 3 d) 4 e) 5
¬(x) = , com x ½ 2. Então ¬(¬(x)) é dada por: 
 2
2  
 2  2  « 1 2  1 4,
 F'Ê Se   z 1 e ¬( ) = , então o valor
a) b) 1 c) x d)   e)   '1
2  1   '2   2 de ¬(¬(  + 1) é igual a :
  
24 
D*Eâ* a)   + 1 d)
  '1
cc cc 1   «1
b) e)
xÎ Î Î   '1   '1
2x+1 6x+5 c)   ± 1

4- %Ê.',, Considere a função g : A  A, onde
No esquema acima, ¬ e são funções, A = {1, 2, 3, 4}. Sabendo-se que g(1) = 2, g(2) = 1 e
respectivamente, de A em B e de B em C. Então: que g possui inversa, então é correto afirmar:

a)c (x) = 6x + 5 d) ¬(x) = 8x + 6 a)c g(x) = x, ¹ x  A


b)c g(g(x)) = x, ¹ x  A
c)c g(g(x)) = g(x), ¹ x  A

11
d)c g(3) = 1 e g(4) = 2 representado na figura a seguir.
e)c g(g(1)) = 2 e g(g(2)) = 1
4"%Ê.',2 Na figura abaixo está representado o
gráfico de uma função ¬ : [  3 , 3 ]  [1 , 5 ] .

40%Ê.',4 Considere a função invertível ¬ : IR  IR


definida por ¬( ) 2   , onde  é uma constante
Sendo ¬ ±1( ) a sua inversa, qual o valor de , sabendo-
É verdade que se que o gráfico de ¬±1 passa pelo ponto A(1, ± 2)?

a) A função ¬     não possui inversa. a) ± 2 b) ± 1 c) 2 d) 3 e) 5


b) A função ¬     possui inversa, cujo gráfico está
representado na figura a seguir. 42%Ê.',/ Considere a função ¬      ;    ; ,
definida por:




   
¬  

   '       
A função inversa de ¬ está melhor representada no
gráfico:

c) A função ¬     possui inversa, cujo gráfico está  


representado na figura a seguir.

 
 

 
 

d) A função ¬     possui inversa, cujo gráfico está


representado na figura a seguir.

e) A função ¬     possui inversa, cujo gráfico está

12
,5 *Ê.',:  Se g e f são funções definidas por
' x «1
,- *Ê.'::  Sejam ¬ e funções reais, tais que g(x) , com x  ± 1, e f(x) = x ± 1, com x  0,
x «1
 
¬ (  ) 3 ' 1 e (  ) log 3 (   « 1) . Então, ( ¬)(x) é então g(f(x)) é igual a:
igual a:
a) f(g(x)) d) ± g(x)
b) f(x) e) ± f(x)
a) 3   c) log (x + 1) e) 3 log(   «1)
c) g(x)
b)    d)  2
,7*Ê.',: Uma função real f é par se f(x) = f(±x)
," *Ê.',"  Sejam ¬ e funções de R em R,
para todo x  R. Se f(x) = x4 + px3 + x2 + qx for par,
definidas por ¬( ) = 3  ± 4 e ( ) =  . Dizemos
teremos necessariamente:
que a função é a função inversa de ¬ se, e somente se:
a) p = q = 0 d) p + q = 1
a) 0 d) 4
b) p = 0 e q  0 e) p = ± q
 b) :1 e) m1 c) p  0 e q = 0
c) 
,0*Ê.',/ Sejam as funções de 1em 1, dadas por
f(x) = 2 + 1 e g(f( )) = 4 + 1. Calculando o valor de
g(0), teremos:
 %#$ -GA 

a) 2 c) ± 1 e) 3
¬ :   , ¬(x) = ax + b, a ½ 0.
b) 1 d) ± 2
(se a = 0, então ¬(x) = b é chamada função cons-
tante).
,2*Ê.',7 Uma função real f é ímpar se f(x) = ± f(± x)
para todo x no domínio de f. Qual das funções abaixo é
ímpar? O Gráfico de ¬(x) = ax + b, a ½ 0.

a) f(x) = x3 d) f(x) = 2 * se a z 0, então: * se a  0, então


b) f(x) = x2 e) f(x) = x6 + 2
c) f(x) = x4 + 1
È  c
bÎ È  c
1 bÎ
,4*Ê.',7 Sendo ¬ (   ) ,    1 e g(x) = 2x ± 4,
  '1
  1  Î Î
o valor de ¬ Ž Ž2  ¬    é igual a: 0 0
  2  

a) 1 b) ± 8 c) ± 9 d) ± 1 e) ± 2 

,/ *Ê.',7 A função definida para x • 1 por 

¬ (  )   ' 1 tem inversa ¬ 1 (   ) ; então a imagem de 44 % 1> 9'Ê A figura seguinte
¬ 1 (   ) será: representa a função y = mx + t. O valor da função no
1
ponto x = ' é:
a) {y  IR  y ” 0} 3
Î3
b) {y  IR  y ” 1} a)c 2,8
c) {y  IR  y • 0} b)c 2,6
d) {y  IR  y • 1} c)c 2,5
e) {y  IR  y • ± 1} d)c 1,8
e)c 1,7 Î
±2 0


13
4/â'1â Consideremos a função inversível ¬ cujo informações, é correto afirmar que a altura máxima
gráfico é visto ao lado. A lei que define ¬ ±1 é: permitida para um edifício que será construído a 100
3 metros da orla marítima é de:
a) y = 3x + 
2
a)c 18 m b) 19 m c) 20 m d) 21 m e) 22 m
3 4
b) y = 2x ± c
2 /, %Ê. No gráfico abaixo, estão representadas
3x as funções definidas por        e
c) y = ±3
2 2 ¬   6   . Os valores de 6 e c são,
2x respectivamente:
d) y = +2
3  
0 3 a) 1 2 e 0
3


e) y = ± 2x ±   
 ¬


2 b) ' 1 e0 


2



45 Ê '
9H,/ O gráfico representa a variação da c) 2 e 0
temperatura T, medida em graus Celsius, de uma barra d) ± 2 e 1
de ferro em função do tempo t, medido em minutos. e) 2 e 1    

/- *1  A promoção de uma mercadoria em um


supermercado está representada, no gráfico a seguir,
por 6 pontos de uma mesma reta.

Com base nas informações do gráfico, pode-se estimar


que a temperatura dessa barra atingiu 0° C no instante
t igual a:

a) 1 min 15 s c) 1 min 20 s Quem comprar 20 unidades dessa mercadoria, na


b) 1 min 25 s d) 1 min 30 s promoção, pagará por unidade, em reais, o
 equivalente a:
47% * A função ¬( ) = a  + b é tal que ¬(3) = 0 e
¬(4) z 0. Pode-se afirmar que: a) 4,50 b) 5,00 c) 5,50 d) 6,00 e) 6,50
c
a)c a0 c
b)c ¬ é crescente em todo seu domínio
c)c f(0) = 3
d)c ¬ é constante 
e)c ¬(2) z 0 ,- *Ê.',-  As funções -  e " definidas por
 1
4: %Ê.'",-,  Em certa cidade litorânea, a altura   '1 e   «  , respectivamente, estão
2
máxima (H) permitida para edifícios nas proximidades
representadas graficamente abaixo.
da orla marítima é dada pela função ñ() = ›  
onde › e c são constantes reais e  representa a Os valores de  e  são, res-
distância, em metros, do edifício até a orla marítima. pectivamente:
 De acordo com essa norma, um edifício localizado a) =2e=±1
exatamente na orla marítima tem a altura máxima b) =3e=3
permitida de 10 metros, enquanto outro edifício c) =±1e=3
localizado a 500 metros da orla marítima tem a altura d)  = ± 5/6 e  = 3
máxima permitida de 60 metros. Com base nessas e) =3e=±1
14
," *Ê.',/  A figura seguinte mostra o gráfico de V
uma função com domínio [-2, 1] e imagem [0, 2], Î
então o gráfico de será dado por: pc Î Î
 x1 x2
acÎ acÎ

Î Î
pc x1 Î x2
V

* se !,, então:

pc V
Î
acÎ

acÎ
Î
 pc V


* se ,, então:

pc
ac
Î V
Î
 Î
,0 *Ê.',2 Em um telefone residencial, a conta V acÎ
mensal para as ligações é dada pela função =  ,
pc
onde   é o número de chamadas mensais, com duração
máxima de 3 minutos, e é o total a ser pago em reais. Sabemos que @ é o vértice da parábola e suas
No mês de abril houve 100 chamadas e a conta mensal    
foi de 170 reais. Já no mês de maio houve 120 coordenadas são V  ' ,c' .
 2 G 
chamadas e a conta mensal foi de 198 reais. Qual o
Îc Se a z 0, então o vértice @ é ponto de mínimo.
total a ser pago no mês com 180 chamadas?
Îc Se a  0, então o vértice @ é ponto de máximo.
a) R$ 320,00 d) R$ 251,00
b) R$ 288,00 e) R$ 305,00

c) R$ 222,00

/" % Um gráfico que pode representar a função

¬ : IRIR , x¬(x) = ax2 + bx + c,em que a, b, c 
c %#$ "GA 
IR, e valem as condições b2 ± 4ac z 0, 2a z 0 e ac z 0,
 Seja ¬ :    tal que ¬(x) = ax2 + bx + c, (a ½ 0) é dado pela figura:
O gráfico de ¬(x) = ax2 + bx + c, a ½ 0. a) b)
* se z,, então:

15
c) d) // %Ê.I::  Considere a função ¬ : Õ1, 7  R
definida por ¬ (   )   2 ' 6   « 8 . Sejam
e  
respectivamente, o menor e o maior valor que ¬ (  )
pode assumir. A J   J entre
e  é igual

a) 6 b) 12 c) 7 d) 9 e) 8
 

 /5% Assinale a ÚNICA proposição COR-RETA.
/0 %Ê. Um míssil foi lançado acidentalmente do A figura a seguir representa o gráfico de uma parábola
ponta , como mostra a figura abaixo, tendo como cujo vértice é o ponto V. A equação da reta r é:
trajetória o gráfico da função ¬(x) = ± x2+ 70x onde x
é dado em km. Desejando-se destruí-lo num ponto .,
que está a uma distância horizontal de 40 km de ,
utiliza-se um outro
y
míssil que se movi-
y=¬
menta numa trajetória (x)
descrita, segundo o
gráfico da função .
(x) = 3x. Então, para y= a) y = ± 2x + 2 d) y = 2x + 2
que ocorra a destruí- (x)
ção no ponto determi- b) y = x + 2 e) y = ±2x ± 2
nado, deve-se tomar 3 c) y = 2x + 1
igual a:  4 x 
/7%Ê.',5 A função
0
a) 20 b) 30 c) 40 d) 50 e) 60          Y Y    Y  representa o lucro de
 uma empresa, em milhões de reais, onde   é a
/2 %Ê.  A função C(x) = 2x2 ± 400x + 10.000 quantidade de unidades vendidas. Nesse contexto,
representa o custo de produção de uma empresa para considere as seguintes afirmações:
produzir   unidades de um determinado produto, por
mês. Para que o custo seja mínimo, o valor de   será: I. Se vender apenas 2 unidades, a empresa terá lucro.
II. Se vender exatamente 6 unidades, a empresa terá
a) 400 b) 300 c) 200 d) 100 e) 50 lucro máximo.
 III. Se vender 15 unidades, a empresa terá prejuízo.
/4%Ê.',/ O gráfico da função
1 2 1 Está(ão) correta(s) apenas:
 ¬  '   «   , representado na figura
200 5
abaixo, descreve a trajetória de um projétil, lançado a a) I d) I e II
partir da origem. b) II e) II e III
c) III

/: %Ê.',2  A figura abaixo ilustra uma ponte
suspensa por estruturas metálicas em forma de arco
de parábola.

Sabendo-se que   e são dados em quilômetros, a


altura máxima ñ e o alcance do projétil são,
respectivamente,

a) 26› e 406›. d) 106› e 2 6›.


b) 40 6› e 2 6›. e) 26› e 20 6›.
c) 2 6› e 106›.

16
Com base nessas informações, identifique as
Os pontos , 0 , ,  e estão no mesmo nível afirmativas corretas:
da estrada e a distância entre quaisquer dois
consecutivos é  ›. Sabendo-se que os elementos I)c O nível máximo atingido pelo reservatório, ao
de sustentação são todos perpendiculares ao plano longo do período de observação, foi de 7 metros.
da estrada e que a altura do elemento central  é II)c O nível da água do reservatório, final do período
 ›, a altura de ñ é: de observação, era de 6 metros.
III)c O nível da água do reservatório, durante os
a) › d) › últimos quatro dias do período de observação, foi
b) › e) › sempre decrescente.
c) › IV)c O nível da água do reservatório, durante os
 primeiros dez dias do período de observação, foi
5,  *%*',/  De uma folha de cartolina com forma sempre crescente.
triangular, corta-se um retângulo como mostra na linha V)c O nível da água do reservatório, no quarto dia do
pontilhada da figura abaixo. Considerando-se que a período de observação, foi o mesmo do ultimo
área desse retângulo deve ser máxima possível, tem-se dia.
que o valor do seu perímetro mede: 
50 %Ê.  O conjunto solução da inequação (x  1)m
a) 18 cm (± x + 2)m(x ± 3) 3 0 é igual a:
b) 16 cm 8 cm a)c [1, 2] ´ [3, + J[ d) ]± J, 1] ´ ]2, 3[
c) 14 cm
b)c ]± J, 1[ ´ [2, 3] e) ]± J, 1] ´ [2, 3]
d) 12 cm
c)c ]2, 3[
e) 9 cm c
10 cm c

52  'Ê Dada a inequação (x ± 2)7m(x ± 10)4m (x +


5-  *%*',4 Na figura abaixo estão representados 5)3  0, o conjunto solução é:
dois montes através de dois gráficos das funções
¬( ) = ±  2 ± 6x ± 5 e ( ) = ±  2 + 10x ± 16 para y 3 0, a) {x  IR x  ± 5} d){x  IR ± 5  x  10}
como mostrado. Com o objetivo de dimensionar um b) {x  IR 2  x  10} e) ë
cabo de aço para um teleférico, deseja-se calcular a c) {x  IR ± 5  x  2}
distância D entre os pontos A e B que correspondem 
aos extremos das funções ¬( ) e ( ), respectivamente. 54 Ê ' 
Ê Considere as funções reais, dadas por
Nestas condições, o quadrado da distância procurada é ¬(x) = x, (x) = x2 ± 2x e(x) = ¬(x)m (x). A função 
igual a: tem valores positivos para todos os valores de x tais
 B que:
a) 79 a) x z 0 d) 0  x  2
b) 49 D
( ) b) x z 2 e) ± 2  x  0
c) 59
A c) x  0
d) 39

e) 89
5/ %Ê. O conjunto de todos os números reais que

¬( )   2 ' 2  « 1
satisfazem a inequação 3 0 é:
   2 « 2  « 1
 0
a) Y d) IR ± Y
  
b) IR ± {± 1} e) IR
5"%Ê.'",-, Para acompanhar o nível da água (ñ) c) IR ± {± 1, 1}
do reservatório que abastece certa cidade, foram feitas
medições desse nível em um período de 12 dias, com
apenas uma medição em cada dia. Após essas
medições, constatou-se que esse nível, medido em
metros, podia ser calculado por meio da função
1 2
ñ() = '  +  + 3, onde  é o número de dias
16
decorridos a partir do início do período de observação.
17
,/*Ê.',- Uma bola chutada de um ponto B atinge
o travessão no ponto T que dista 2 › do solo. Se a
equação da trajetória da bola em relação ao sistema de
,- *Ê.',-  A representação gráfica do trinômio coordenadas indicado pela fórmula y = x2 + (1 ±
y = ax2 + bx + c é a parábola abaixo: 2)x, então a altura máxima atingida pela bola é:

Assinale a alternativa correta: a) 2,5


b) 2,25
a) a > 0, b > 0 e c < 0 c) 2
b) a < 0, b < 0 e c < 0 d) 3
c) a < 0, b > 0 e c > 0 e) 2,75
d) a < 0, b < 0 e c > 0
e) a < 0, b > 0 e c < 0 

,"*Ê.',7 Sabendo que o gráfico de f(x) = ax2 + bx ,5 *Ê.',0 A temperatura em um frigorífico, em
+ 1 tangencia o eixo OX em um único ponto, x0 = 3, o graus centígrados, é regulada em função do tem , de
valor de a + b é igual a: acordo com a seguinte lei ¬ dada por
2 1 2
a) ' d) ' ¬ ( )   4 10 , com t 3 0. Nessas circuns-
9 3 2
9 1 tâncias:
b) ' e) '
27 27
a) a temperatura é positiva só para 0 < t < 5.
5 b) o frigorífico nunca atinge 0º.
c) '
9 c) a temperatura é sempre positiva.
,0*Ê.',/ ,/Um setor de uma metalúrgica produz d) a temperatura atinge o pico para t = 2.
uma quantidade N de peças dada pela função N( ) =  ² e) a temperatura máxima é 18º.
+ 10 ,   horas após iniciar suas atividades diárias.
Iniciando suas atividades às 6 horas, o número de peças ,7 *Ê.',2  Um foguete pirotécnico é lançado para
produzidas no intervalo de tempo entre as 7 e as 9 cima verticalmente e descreve uma curva dada pela
horas, será igual a: equação  = ± 40 + 200, onde  é a altura, em
 metros, atingida pelo foguete em  segundos, após o
a) 39 c) 25 e) 28 lançamento. A altura máxima atingida e o tempo que
b) 50 d) 16 esse foguete permanece no ar são respectivamente:

,2 *Ê.',"  Num jogo de futebol o goleiro repõe a a) 250› e 2,5s d) 150› e 2s
bola em jogo com um balão que descreve uma b) 300› e 6s e) 100› e 3s
 2 c) 250› e 0s
trajetória curva de equação ' « 5   . Se   e
3
são expressos em metros, a distância linear percorrida ,: *Ê.',/  Um fazendeiro dispõe de um rolo de
pela bola, medida do local do chute até o ponto onde arame com 2000 m de comprimento e quer construir
ela toca o solo é: uma cerca com 5 fios de arame de forma retangular,
aproveitando um muro existente. Dessa forma, a área
a) 20 metros d) 25 metros máxima obtida será:
b) 10 metros e) 30 metros 
2 2 2
c) 15 metros a) 20000 m c) 18750 m e) 22000 m
 b) 15000 m2 d) 16800 m2
,4 *Ê.',/  -/ Um jogador chuta uma bola que
descreve no espaço uma parábola dada pela equação: -,*Ê.',2 O conjunto de todos os valores reais de  
y = ±3t2 + 150t ± 288. Dizemos que a bola atinge o que satisfazem a desigualdade ' 2
5
3 0 é:
ponto mais alto de sua trajetória quando for igual a:   '4
 a) {x  R /   z 2}
a) 35 c) 30 e) 40 b) {x  R /    ± 2 ou   z 2}
b) 20 d) 25 c) {x  R /   ½ 2}
18
d) {x  R / ± 2     2} Observe o gráfico da função ¬ : IR  IR, definida por
e) vazio ¬( ) =   .

-- *Ê.',:  Seja a função f(x) = x2 ± 4x + a, a
¬(±2) = ±2 = 2
constante real. Qual das alternativas abaixo é a
¬(±1) = ±1 = 1
verdadeira? 2
¬(0) = 0 = 0
a) O gráfico de f ± 1(x) é uma parábola com eixo ¬(1) = 1 = 1 1
paralelo ao eixo y. ¬(2) = 2 = 2
b) Se x • 0, f é injetiva -2 -1 1 2
c) A função f(x) admite inversa f ± 1(x) para todo x real A função ¬( ) =   é definida por duas sentenças:
d) Se x • 2, f admite inversa f ± 1(x) Para   3 0  ¬( ) =  
e) Se a > 4, o gráfico de f ± 1 corta o eixo y. Para    0  ¬( ) = ±  
-" *Ê.',:  O conjunto-solução da inequação
x 2  5  6 
3 0 é igual a:
x2 5  6 
 
 a) S = {x  R / x < ± 3 ou ± 2 ” x ” 2 ou x > 3} 55 %Ê.',2 Para todos  ,  IR, é verdade que
b) S = {x  R / x < ± 3 ou ± 2  x ” 2 ou x > 3}
c) S = {x  R / x < ± 3 ou ± 2  x  2 ou x • 3} a) Žxy 2
 xy
d) S = {x  R / x < ± 3 ou ± 2  x ” 2 ou x • 3} b) ¿ x ¿ ¿ y ¿  ¿ x ¿ ¿ y¿
e) S = {x  R / x < ± 3 ou ± 2 ” x ” 2 ou x • 3}
c) x 2 y2  ¿ x ¿ ¿ y ¿

d) Žx  y 2
 ¿ x ¿¿ y¿

e) Žx  y 2
 ¿ x  y¿
 %#B
  


K  L 1  57 Ê '
9 O conjunto das soluções da equação

2x ± 1 = x ± 1 é:
 Sendo x um número real, indicamos o › de x (ou

  de x) por  x que é definido da seguinte
maneira:

a) = 0,
2
d) = {0, ± 1}
 3C
 x = x, se x 3 0 ou  x = ± x, se x  0
b) = ë

e) = 0,
4
Tem-se:  5C

1)  2  x , para todo x  IR.



c) = 0,
1
 3C

2) Sendo a um número real tal que a z 0, então:
5:%*â'Ê O produto das raízes da equação
a)  x = a x = a ou x = ± a
b)  x z a x z a ou x  ± a    '1   2 '   J
c)  x  a ± a  x  a 
a) 1 b) ± 1 c) 2 d) ± 2 e) 0
3) Seja ¬ : IR  IR, a função definida por ¬( ) =   ,
7,*>'Ê1 Seja  o produto doas soluções reais da
tal que:
equação   « 1 ' 2 2 . Então  é tal que:
 , se   3 0
¬ (  )  
'  , se    0
a) p  ± 4 d) 0  p  4
b) ± 2  p  0 e) p z16
c) 4  p  16

19
7-A solução da equação   «   '3 5 é igual a: 7/Ê '1 O gráfico que representa a função ¬ : IR
 IR definida por ¬ (   )     1 é:
a) {± 1, 4} c) {± 1} e) {4}
b) {± 1, 3, 4} d) {3, 4} a) d)

7" %Ê.  Sejam ¬(x) =    7 e g(x) =   + 5. O 1
conjunto solução da inequação (¬ g)(x) 3 1 é: 1 ±1
±1
a) {x  R; 1  x  2} d) {x  R; x  0}
b) {x  R; x 3 2} e) {x  R; x  0 ou x 31}
c) {x  R; x  1 ou x 3 3} b) e)

±1
70Ê '
9 O conjunto solução de 3  2   ' 1  5 em ±1 1
IR é dado por: ±1

a) {x  R / ± 2     3}
b) {x  R / ± 2     5}
c) {x  R / ± 2     ± 1 ou 2     3} c)
d) {x  R / ± 2     1 ou   z 2}
e) {x  R /    ± 1 ou 2     3}

72* * Dados os conjuntos


 A = {  ± /   ' 5  3} e
75 *%*',4 A função ¬ : IR  IR correspondente
B = {  ± /   ' 4 3 1}, a soma dos elementos de ao gráfico mostrado abaixo é dado por:
A  B é igual a: a) ¬( ) =   + 1

a) 19 b) 20 c) 21 d) 22 e) 23 b) ¬( ) =   « 1  
 c) ¬( ) = 1 ±  
74*
 O gráfico que representa a função y 1
d) ¬( ) = 1 '  
= x ± 2 é:
e) ¬( ) =   '1
a) d)
 ±1 0 1  
2 0 2
±2

±2
0 2 4

,-*Ê.',"  Se  e  são dois números reais positivos
b) e)
tal que  < , então podemos dizer que a equação x ±
2 1  =  tem:

0 2 3 a) uma raiz positiva e outra nula.


b) uma raiz positiva e outra negativa.
0 2 4 c) duas raízes negativas.
±2 d) duas raízes positivas.
±2 e) uma única solução.

c) ,"*Ê.',0 Dadas as sentenças:


2 4
0 â Ž 2 '2 2 2'2

±2 20
  2 1 %#B*M  
 ââ    1 para todo   real.
  1 Toda função ¬ : IR  IR, definida por ¬( ) =  , sendo
 âââ    1     1 para todo   3 1.  positivo e diferente de 1 é uma função exponencial.
Toda função ¬ : IR  IR, ¬( ) =  , com  z 1 é
Assinale a alternativa correta: crescente e sua imagem é ¬( ) z 0.

a) Somente a ââ é falsa. Ex: ¬( ) = 2 
8
b) Todas são verdadeiras.  c F
c) Somente a âââ é verdadeira. ±3 1/8
d) Todas são falsas. ±2 1/4
±1 1/2
e) Somente a â é verdadeira. 0 1
4
1 2 2
,0*Ê.',7 A solução de x + 1 = 3x + 2 é dado por: 2 4
 1 3 3 8
a) S = { } d) S = ' ,'
 2 4C ±3 ±2 ±1 0 1 2 3  
 2  1
b) S = ' e) S = '
 C 3  2C Toda função ¬ : IR  IR, ¬( ) =  , com 0   1 é
 3 decrescente e sua imagem é ¬( ) z 0.
c) S = '
 4C  
1 
Ex: ¬( ) =   
 2 8
 *+ #B*M    c F
±3 8
Equação exponencial é uma equação em que a ±2 4
incógnita apresenta-se no expoente da potência. ±1 2
4
A resolução de uma equação exponencial baseia-se em 0 1
1 1/2 2
dois casos importantes:
2 1/4
1º) transformar a equação em igualdade de potências 3 1/8
de mesma base.
Ex: 2  + 1 = 32 ±3 ±2 ±1 0 1 2 3  
2  + 1 = 25
  + 1= 5
  = 4
2º) as equações exigem transformações e artifícios. â+ #B*M  
Na resolução de inequações exponenciais, devemos
Ex: 22  ± 5m2  + 4 = 0 transformar as potências à mesma base e interpretar o
(2 )2 ± 5m2  + 4 = 0, substituir 2  = y sentido das desigualdades conforme os gráficos das
y2 ± 5y + 4 = 0 funções ¬( ) = a .
 = 25 ± 16 = 9
-G  z-  "G , -
53 y 4
y=  , como 2  = y, temos: 
a
 


2 y 1
Îc 2 = 4 2  = 22   = 2
 
a  1
a  2
Îc 2  = 1 2  = 20   = 0

= {0, 2} a  1 a  2
 1  2    1  2  

a   2 z a  1    2 z  1 a   2  a  1    2 z  1

O sentido da desigualdade O sentido da desigualdade


se conserva. se inverte.

21
 >A  %#B>A N 

Dados os números reais  e , ambos positivos com Toda função ¬ : IR  IR definida por ¬ (  )  log a  
 ½ 1, existe sempre um único real   tal que   = . O sendo a z 0 e a ½ 1 é uma função logarítmica.
expoente  , que deve ser colocado na base  para que o Vamos analisar os gráficos das funções logarítmicas
resultado seja , recebe o nome de  
› de  na base ¬ (  )  log a   , considerando a z 1 ou 0  a  1.
, ou seja:
a  0  -G  z-
  | 
log b V       V , para isso deve - se ter b  0, b  1
|x log a   
log a   2 
b  V
log a  1 
Ê    A 
 1  1  2  
Satisfeitas as condições de existência dos logaritmos,
tem-se:
* Conseqüência da definição:  log    Toda função logarítmica ¬ (  ) log a   , com   z 0 e
* log   1 a z 1 é crescente e sua imagem é IR.
* log a 1 0
 "G , -
* log  ( m d) log  « log  d 
 
* log    log  ' log  d
 
d
* log  Ž 6
6 m log  log a  1 
log a   2
* log  
log a   1 1  
log a   2 
* colog V ?   log V ? log a   

*+ #$>A N  Toda função logarítmica ¬ (  ) log a   , com   z 0 e


0  a  1 é decrescente e sua imagem é IR.
Equação logarítmica é uma equação na qual a inço-
gnita é logaritmando e/ou base de um logaritmo indicado. â+ #$>A N 
A resolução de uma equação logarítmica é efetuada
aplicando ou voltando as propriedades operatórias de Na resolução de inequações logarítmicas devemos
logaritmos e analisando a condição de existência dos transformar os logaritmos à mesma base e interpretar o
logaritmos indicados. sentido da desigualdade conforme os gráficos das
Ex: Resolver a equação log 2 (   1) log 2 (    1)  3 funções ¬ (  ) log a   .
    primeiro, devemos estudar a condição de
z-
existência. 
 +1z0 z±1  z- log a   
 ±1z0 z1 log a   2 
Para a sua resolução, vamos voltar à propriedade do log a  1 
logaritmo do produto.
log 2 (   « 1) « log 2 (   ' 1) 3 1  1  2  
2
log 2 (   « 1) m (   ' 1) 3 log 2 (    1)  3
 2 ± 1 = 23  2 = 9  =3 
  2 z  1  log a   2 z log a  1 
Pela condição de existência, a resposta é   = 3

c
 { 3 }
22
c :"%9 Os valores reais de  para os quais
c  cc   c#c  !c 2
(0,8) 4   '   z (0,8)3(   «1) são:

, - a) ± 1,5  x  1,5 d) ± 0,5  x  1,5


 b) ± 1,5  x  0,5 e) nda
c) x  0,5 ou x z 1,5

:0%9@'Ê A solução da inequação
log a  1 
 2 '4
1
 2    8   « 2 é o conjunto dos   reais tais que:
 1 1   2
log a   2  c
log a   
c a) ± 2  x  2 d) ± 2  x  ± 1
  2 z  1  log a   2  log a  1 
c b) x  ± 2 ou x 3 ± 1 e) x  ± 1 ou x 3 2
c c) ± 1  x  2
c  cc   c c !  "c 
c :2%
':: 
c




2    8 c c1
|
77 % Dado o sistema  pode-se dizer
9  3  cc9
|

que x + y é igual a:

a) 18 b) ± 21 c) 27 d) 3 e) ± 9
 A figura mostra um esboço do gráfico da função
7: %*Ê'Ê  O triplo do valor de   que satisfaz a y = ax + b, com a, b  IR, a z 0, a ½ 1 e b ½ 0. Então, o
  valor de a2 ± b2 é
4 2 2   '1 4
equação ' é:
2 3 3 a) ±3 b) ±1 c) 0 d) 1 e) 3

a) 2 b) 6 c) 0 d) 9 e) 3 :4 %1',- No plano cartesiano abaixo, estão


 representados o gráfico da função  2   , os núme-ros
:,Ê '
9 A soma dos zeros da função a, b, c e suas imagens.
¬( ) = 2   '1 ' 3 2   '1 « 2 é:

a) 1,5 b) 2,5 c) 3,0 d) 4,0 e) 5,0



:-  ).'
 O conjunto verdade da equação
22  13 m 2   ' 1
exponencial 2   « 1 é:
3 3  « 1
a)  ,

2 3
d) {1, 0}
3 2 C

2 3
b)  ,  e) {1, ± 1} Observando-se a figura, pode-se concluir que, ›
 3 2C ¬  a, os valores de b e c são, respectivamente:

2 3
c)  ,
 3 2C

23
a a -,, % 'Ê  A altura média do tronco de certa
a) e 4a c) 2a e espécie de árvore, que se destina à produção de
2 4
b) a ± 1 e a + 2 d) a + 1 e a ± 2 madeira, evolui, desde que é plantada, segundo o
 seguinte modelo matemático:
:/%Ê.',4 Sendo  e 6 constantes reais e sabendo-se h( t) = 1,5 + log 3 ( t 1) ,
que o gráfico da função ¬(x) = 26  passa pelos pontos com h(t) em metros e  em anos. Se uma dessas árvores
A(0, 5) e B(1, 10), o valor da expressão 26 é: foi cortada quando seu tronco atingiu 3,5 m de altura, o
tempo (em anos) transcorrido do momento da
a) 15 b) 13 c) 11 d) 10 e) 12 plantação até o do corte foi de:

:5 %Ê.'",-,  A vigilância sanitária, em certo a) 9 b) 8 c) 5 d) 4 e) 2


dia,constatou que, em uma cidade 167 pessoas estavam 
infectadas por uma doença contagiosa. Estudos -,- *>'Ê1 Quaisquer que sejam os números reais
mostram que, pelas condições sanitárias e ambientais positivos a e , a expressão:
dessa cidade, a quantidade (ß) de pessoas infectadas   a    
por essa doença pode ser estimada pela função  log 2   « log 2   « log 2   ' log 2   pode ser
 a    
167 .000
ß ( )  
, onde  é o tempo, em dias, reduzida a:
1 999 m 3 360

contado a partir da data de constatação da doença na    2 


a) log 2   c) 1 e) log 2  2 
cidade.      
 
 Nesse contexto, é correto afirmar que, 360 dias depois
que constatada a doença, o número estimado de   
b) log 2   d) 0
pessoas, nessa cidade, infectadas pela doença é de:  

a)c520 b) 500 c) 480 d) 460 e) 440


Õ Ž
-,"% '. O valor de a log 3 log 5 log 2 2 125 é:

a) 0 b) ± 1 c) 2 d) 3 e) 1
:7 *Êâ  Assinalar a alternativa falsa, sobre as 
propriedades dos logaritmos: -,0
 F'Ê Se log 5  V e log 3   , 0› ½ 1
3
então log 1 é igual a:
a) log  1 0 5
›
1
b) log  log    V
›
( ) › a) d)
V 
c) log a  log   m log a  b) V   e) V
d) log  ( « a) log   « log  a c) 3V ± 5
1
e) log  (  )  m log  
log
-,2  @* Seja ¬ (  ) 2 m   2 « 5 . Um quo-Ž
:: 'Ê Ao chegar na sala de aula, Joãozinho ciente das soluções da equação ¬(x) = 12x pode ser:
perguntou ao professor de matemática: Qual o valor
numérico da expressão x + y + z ?´. Este respondeu-lhe
a) 5 6 b) 5 c) 6 d) 1 3 e) 6 5
com certa ironia: Como queres saber o valor numérico
de uma expressão, sem atribuir valores às variáveis?´.
Agora, eu é que quero saber qual o valor numérico -,4 %Ê.',- Sabe-se que log10  1,6610 e que
daquela expressão quando x =  10 0001 ,
log160  3,6610 , m ½ 1. Assim o valor de m
y =  2 4 32 e z =  2 0 125 . Qual deverá ser a correspondente a:
resposta correta que Joãozinho deverá dar?
a) 4 b) 2 c) 9 d) 3 e) 5
9 3 3
a) ± 3 b) 3 c) d) e) '
2 2 2


24
-,/ %'> A expressão N(t) = 1500m20,2t permite o poligonal   , sendo os segmentos de reta   e
cálculo do número de bactérias existentes em uma 0 paralelos aos eixos   e Î , respectivamente.
cultura, ao completar  horas do início de sua
observação (t = 0). Após quantas horas da primeira
observação terá 250.000 bactérias nessa cultura?
 Dados: log 2 = 0,30 e log 3 = 0,48

a) 37 b) 35 c) 30 d) 27 e) 25

-,5% * Se log 7 875  V , então log 35 245 é igual
«2 «7
a) d)
«7 «2
«2 «5 Considerando-se que as distâncias são medidas em
b) e)  , é correto afirmar que esse carro percorreu:
«5 «7
«5
c) a) 176› c) 18,56› e) 21 6›
«2
b) 20 6› d) 20,56›

-,7 %
9 Observe a figura abaixo. Nessa figura está
---%Ê.',5 Um artista plástico pintou um painel na
1
representado o gráfico da função ¬ (  )  log 2 . fachada de um prédio, que está representado,
V   graficamente, pela parte hachurada da figura abaixo.
Então, ¬(1) é igual a: y
a)c ±3
b)c ±2
c)c ±1
d)c 1
2 5
e)c  1 3
Î
x
 ±4 Î


-,: %Ê.',2  Sabendo-se que, neste século, o
número de habitantes de uma determinada cidade,
Sabe-se que a região retangular 0  representa o
no ano  , é estimado pela função
painel. De acordo com a figura, pode-se concluir que
1000
 x - 2000  a área do painel, em ›, é:
h(x) 5000 « log 2   ,pode-se firmar
 10 
a) 
 c) 
e) 

que o número estimado de habitantes dessa cidade, no
ano de , estará entre b) 
 d) 


a) 4000 e 5000 d) 7000 e 8000 --" %Ê.',5  Sabe-se que a pressão atmosférica
b) 5000 e 6000 e) 8000 e 9000 varia com a altitude do lugar. Em Fortaleza, ao nível
c) 6000 e 7000 do mar, a pressão é 760 › › 
   ›
a

 (760 ››ñ ). Em São Paulo, a 820 › 


 de altitude,
--, %Ê.',7 O percurso de um carro, em um ela cai um pouco. Já em La Paz, capital da Bolívia, a
determinado rali, está representado na figura a seguir, 3.600 › 
 de altitude, a pressão cai para,
  aproximadamente, 500 ››ñ . Nessa cidade, o ar é
onde os pontos de partida  Î  e chegada mais rarefeito do que em São Paulo, ou seja, a
Y 
quantidade de oxigênio no ar, em La Paz, é menor que
(16 , 2) pertencem ao gráfico da função em São Paulo. (Adaptado de:
¬       Y   . O carro fez o percurso descrito pela <www.searadaciencia.ufc.br>. Acesso em: 02 ago.
2006).

25
--5 %'Ê  Seja f( ) = log 3 (3  4)  log 3 (2    1)
Esses dados podem ser obtidos a partir da equação Os valores de  , para os quais ¬ está definida e satisfaz
  
      , que relaciona a pressão
f( ) z 1, são:
 Ê 
atmosférica Ê dada em ››ñ , com a altura , em 7 4
a)    d) '  
metros, em relação ao nível do mar. 3 3
1 4 1
Com base nessa equação, considere as seguintes b)     e) '  
2 3 2
afirmações:
1 7
c)  
I. Quando   1840 › , a pressão será Ê = 76 ››ñ . 2 3
II. Quando P = 7,6 ››ñ , a altura será   !"0 ›. 
III. A pressão Ê é dada em função da altura  pela --7%
â 8'
9 Resolvendo a inequação
 log1/2 (x ± 1) ± log1/2 (x + 1) < log1/2(x ± 2) + 1
expressão Ê       . encontramos:

De acordo com as informações dadas, está(ão) a){x  IR / 0  x  3} d) {x  IR /2  x  3}


correta(s) apenas: b){x  IR / 0  x  3} e) Nenhuma das res-
c) {x  IR / 2  x  3} postas anteriores.
a) I d) I e II
b) II e) II e III
c) III
 
--0  *%*',4 Qual o maior valor real do conjunto 
 2 1 ,-*Ê.':: Considere a equação exponencial
solução da equação log 9      , na variável  ? 1
   2   4
9 2   1 . Com respeito a sua solução,

 1  
3
--2%
9 Sobre as raízes da equação podemos afirmar:
 Žlog 10   2 ' 5 m log 10   « 6 0 é correto afirmar que: a) a equação não possui raiz real.
b) a equação admite apenas uma raiz real e esse
a)cnão são reais valor real é igual a 3.
b)csão números irracionais  c) o produto das raízes é igual a 3.
c)csão números inteiros consecutivos d) a soma das raízes da equação é igual a 1.
d)csão opostas e) a soma das raízes da equação é igual a 0.
e)co quociente da maior raiz pela menor raiz é igual a
dez. ," *Ê.',-  A solução da equação exponencial
 2  m3  216 é:
--4 %'Ê  Seja f( ) = log 3 (3  4)  log 3 (2    1)
Os valores de  , para os quais ¬ está definida e satisfaz a) um número par d) um divisor de 8
f( ) z 1, são: b) um número primo e) um número irracional
c) um múltiplo de dois
7 4
a)    d) '   ,0*Ê.'," A equação exponencial
3 3
(   2 3   )
1 4 1 1
b)     e) '      81 admite duas soluções reais. Se  e 
2 3 2 9
1 7 representam essa solução, então:
c)  
2 3
a)   d) m0
--/ A solução da equação log 2    8 log 4 Ž   2  2 é:  b) 3 e) =
 c) m3

a)c12 b) 45 c) 10 d) 1 e) 0

26
  -,*Ê.',- Das cinco alternativas abaixo, qual delas
5
,2O valor de  na inequação exponencial   3 0,16 é sempre verdadeira?
 2
é dado por: a) log a + log b = log (a + b)
 b) log a m b = b log a
b
a)  3 ± 2 d)   2 c) log a = b log a
1 d) log a m log b = log (a m b)
a)   ± 2 a)  # e) log a ± log b = log (a ± b)
2
c)  3 2 
-- *Ê.',7  Sabe-se que log10 P + log10 Q = 0,

,4 *Ê.',7  Os valores reais de x para os quais assinale a única alternativa correta:

 2  4 a) P m Q  0
 0 serão:
  b) P e Q são nulos
3
c) P e Q têm sinais contrários
a) ± 3 < x < 3 d) x > ± 2 d) P e Q são números inteiros maiores que 1
b) x < ± 2 ou x > 2 e) ± 2 < x < 2 e) P é o inverso de Q
c) x > 2 
 -"*Ê.',7 O valor da expressão (log35) m (log510) m
,/ *Ê.',5  O conjunto solução da inequação (log310) é igual a:
  2 '2 
a) 5 b) 2 c) 3 d) 1 e) 10
(0,04) 2 z 0,008 é igual a: 
-0 *Ê.',, Sabendo que log   8 , então o valor da
a) S = { x  1 / x < 3}
 3 m  
b) S = { x  1 / x < ± 1 ou x > 3} expressão log será
3   m4  
c) S = { x  1/ 1 < x < 3}
d) S = { x  1 / x > 1 ou x < 3} a) 35 2 b) 35 4 c) 35 3 d)  35 3 e) 35
e) S = { x  1 / ± 1 < x < 3} 
-2 *Ê.',,  Uma população Ê de coelhos cresce de
,5 *Ê.',2  Na função exponencial ¬ (   ) 2   acordo com a fórmula Ê600m(2,51), onde  repre-
definida em R, o valor de ¬() m ¬() é sempre igual a: senta o tempo em anos. Dado que log(2,51) = 0,4,
serão necessários quantos anos para que essa
a) ¬(m) d) ¬()¬() população de coelhos atinja um total de 6 mil cabeças?
b) ¬()¬() e) ¬()
c) ¬() a) Dois anos e seis meses.
 b) Exatamente dois anos.
c) Três anos e quatro meses.
,7*Ê.',/ O valor de 8 0,666o ' log 2 0,5 é igual a: d) Dezesseis meses.
 e) Quatro anos.
a) 4 c) 1 e) 5 
b) 2 d) 3 -4 *Ê.',5  Os átomos de um elemento químico
 radioativo possuem uma tendência natural de se
,: *Ê.',/  A função f ( ) = logx (4 ±  ) tem desintegrarem, diminuindo, portanto, sua quantidade
domínio igual a: original com o passar do tempo. Suponha que certa
quantidade de um elemento radioativo, com massa
a) D(f) = {   /  > 0 e  ½ 1} inicial m0 (gramas), com m0  0, decomponha-se
b) D(f) = {    /  > 2} '

c) D(f) = {   * /   2 e   ½ 1} conforme o modelo matemático m(t) = m0 10 , em 10
d) D(f) = {   / 0 <  < 2 e  ½ 1} que m(t) é a quantidade de massa radioativa restante
e) D(f) = {   / 0 <  < 2} no tempo t(anos). Usando a aproximação log102 = 0,3,


27
a quantidade de anos para que esse elemento se b) ]2, + J[ e) IR
1 c) [2, + J[
decomponha até atingir da massa inicial será:
8 

a) 60 b) 62 c) 64 d) 63 e) 70  Ê191*=*c

-/*Ê.',0 Na equação logarítmica Ê A B  J  é uma sucessão de núme-
1 ros em que cada termo, a partir do segundo, é obtido pela
 log 4 [log 2 (log 3   )] o valor de   é: soma de seu antecessor com uma constante.
2
a) um múltiplo de 5 Essa constante da progressão aritmética (P.A.) é
b) um número divisível por 3 e 9. chamada de
$ , e é representada pela letra
.
c) um número par.
d) um número decimal.  Ê   
e) um número irracional. 
  O +P   M 
-5*Ê.',: Os números reais positivos m, n são tais (a1, a2, a3, ..., an-2, an-1, an) é PA, então:
que log 5 2 log 5   2 . O valor de m m n é: a1 + an = a2 + an-1 = a3 + an-2 = «
 O
J   J 

«a
a) 52 b) 25 c) 54 d) 53 e) 5 (a, b, c) é PA 2b = a + c b=
 2
-7*Ê.',2 Em 1614, o escocês Jonh Napier (1550-   9 
1617) criou a ferramenta de cálculo mais afiada´ que 

precedeu a invenção dos computadores,   


› .  an = a1 + (n ± 1).r, n  Y*
Se log32 ›  6 , então log 2 5 › vale:  
           Ê
6
a) 56 d) (a1 « a n ) m n
5 Sn = , n  Y*
5 2
b) 6 e) 6
c) 6 + 5
Ê A B 9J   é uma sucessão de nu-
 meros diferentes de zero, em que cada termo, a partir do
-: *Ê.'::  Com respeito à inequação logarítmica
segundo, é obtido pelo produto de seu antecedente com
log 2 (log 3  )  0 podemos afirmar que seu conjunto uma constante.
solução é: Essa constante da progressão geométrica (P.G.) é
chamada de
$ , e é representada pela letra Œ.
a) {   IR   ½ 3} d) {   IR    3} 
b) {   IR   z 1} e) â «* 
 Ê    J  AJ  
c) {   IR 1     3}

", *Ê.',:  A solução da inequação (a, b, c) é uma PG b2 = a m c


Ž0,05 log 2 (   '1) ' 1 3 0 é:   9 
 

  an = a1 m qn ± 1 , n  Y*
a) 1 < x ” 3 d) x ” 2
b) 1 < x ” 2 e) x > 1
c) 0 ” x ” 2        Ê9
 
Sn =  m (Œ  1) , com q ½ 1
"-*Ê. Dada a função real
Π1
2
¬ (  )  O domínio dessa função é
  1
3 3 2    108        Ê9 
representado por: 
S=
a) ]± J, 2[ d) ]± J, 2] c ' c

28
  -"4 Seja  a soma dos múltiplos de 7 compreendidos
 Ê        Ê9   entre 12 e 325. A soma dos dígitos de  é igual a:

m  1  a)c18 b) 15 c) 21 d) 12 e) 25
     (a1 )  m q 2  
 -"/c*> Interpolando-se 7 termos aritméticos entre os
números 10 e 98, obtém-se uma progressão aritmética
cujo termo central é:

a) 45 b) 52 c) 54 d) 55 e) 57



-"5Ã Ê ' 
Ê Um veículo parte de uma cidade A
--: 'Ê  A soma dos termos que são números
em direção a uma cidade B, distante 500km. Na 1ª
primos da seqüência cujo termo geral é dado por
hora do trajeto ele percorre 20km, na 2ª hora 22,5km,
an = 3n + 2, para  natural, variando de 1 a 5, é: na 3ª hora 25km e assim sucessivamente Ao completar
a 12ª hora do percurso, a distância que esse veículo
a) 10 b) 16 c) 28 d) 33 e) 36 estará de B é de:

-", 'Ê Os coelhos se reproduzem mais a)c115 km d) 155 km
rapidamente que as maiorias dos mamíferos. Considere b)c125 km e) 95 km
uma colônia de coelhos que se inicia com um único c)c135 km
casal de coelhos adultos e denote por an o número de 

casais adultos desta colônia ao final de  meses. Se a1 = -"7 â *'",,, Numa urna há 1.600 bolinhas.
1, a2 = 1 e, para n 3 2, an + 1 = an + an ± 1 o número de Retirando, sem reposição, 3 bolinhas na primeira vez,
6 bolinhas na segunda, 9 bolinhas na terceira e assim
casais de coelhos adultos na colônia ao final do quinto
mês será: sucessivamente, o número de bolinhas que restarão,
após a 32ª retirada é:
a) 13 b) 8 c) 6 d) 5 e) 4 a)c16 b) 26 c) 36 d) 46 e) 56

-"- Considere (a1, a2, a3, ..., an) uma progressão -": Uma bola de borracha cai de uma altura de 10
aritmética de razão r. Então: metros, elevando-se em cada choque com o piso a uma
a) ( ) a12 = a18 ± 6r altura de 80% da altura anterior. Podemos afirmar que
b) ( ) a28 = a8 + 20r o comprimento percorrido pela bola até parar é:
c) ( ) os termos ak + 1 e an ± k são eqüidistantes
dos extremos. a)c90 m d) 80 m
d) ( ) para n = 51 e a1+a51 = 28, tem-se a4+ a48 = 28 b)c50 m e) 70 m
c)c40 m
-""   Em uma progressão aritmética, é sabido
que a3 = 5 e a9 = 17. O valor de a12 é: -0, %Ê. Simplificando a expressão
 3   m 3 3   m 3 3 3   ... obtém-se:
a)c15 b) 17 c) 20 d) 23 e) 41
a) 1 b) 0 c) 3   d)   e) 34
-"0 %1 Numa progressão aritmética de termo geral c
3 ' 1 ' 8 -0-  ' *  Qualquer número que pode ser
an , tem±se que  . O primeiro termo representado como nas figuras abaixo é chamado
4 « 2 ' 12 número triangular.
dessa progressão é: Î
Î Î Î
a) 6 b) 5 c) 4 d) 3 e) 2 Î Î Î Î Î Î
Î Î Î Î Î Î Î Î Î Î
-"2 %Ê. Se o primeiro termo negativo da progressão Î Î Î Î Î Î Î Î Î Î Î Î Î Î Î
aritmética: 343, 336, 329, ... é an, então, o valor de n é 1 3 6 10 15
igual a: 
Seguindo esse padrão, é correto afirmar que o
a) 35 b) 29 c) 49 d) 50 e) 51 vigésimo número triangular é:
29
Î
Î
a) (n) é uma progressão geométrica e (n), uma
a) 176 d) 210 progressão aritmética.
b) 180 e) 240 b) (n) é uma progressão aritmética e (n), uma
c) 196 progressão geométrica.
c) (n) e (n) são progressões aritméticas.
-0" %Ê.',:  *m uma determinada plataforma d) (n) e (n) são progressões geométricas.
marítima, foram extraídos 39.960 barris de petróleo, e) Nenhuma dessas seqüências é progressão aritmética
em um período de 24 horas. Essa extração foi feita de ou geométrica.
maneira que, na primeira hora, foram extraídos 
  barris e, a partir da segunda hora,
barris a mais do -05%Ê.',/ Uma escada foi feita com 210 blocos
que na hora anterior. Sabendo-se que, nas últimas cúbicos iguais, que foram
9 horas desse período, foram extraídos 18.360 barris, colocados uns sobre os
o número de barris extraídos, na primeira hora, foi: outros, formando pilhas, de
 modo que a primeira pilha
 a) 1180 d) 1190 tinha apenas 1 bloco, a
b) 1020 e) 1090 segunda, 2 blocos, a terceira,
c) 1065 3 blocos, e assim
 sucessivamente, até a última
-00 %Ê.  Um sargento tentou colocar 130 soldados pilha, conforme a figura ao
sob seu comando, em forma de um triângulo, pondo lado.
um soldado na primeira fila, dois na segunda, três na
A quantidade de degraus dessa escada é:
terceira e assim por diante. No final, sobraram 10
soldados. O numero de filas formadas foi de: a) 50 b) 40 c) 30 d) 20 e) 10

a) 15 b) 23 c) 8 d) 10 e) 12 -07 %Ê.',/ Socorro apaixonada por Matemática,
propôs para seu filho, João: Você ganhará uma
-02 %Ê.',4  Em janeiro de 2003, uma fábrica de viagem de presente, no final do ano, se suas notas, em
material esportivo produziu 1000 pares de chuteiras. todas as disciplinas, forem maiores ou iguais à
Sabendo-se que a produção de chuteiras dessa fábrica, quantidade de termos comuns nas progressões
em cada mês de 2003, foi superior à do mês anterior geométricas (1, 2, 4, ..., 4096) e (1, 4, 16, ..., 4096)´.
em 200 pares, quantos pares de chuteiras essa fábrica De acordo com a proposta, João ganhará a viagem se
produziu em 2003? B tiver nota inferior a:
a) 30.000 d) 26.200 a) 6 b) 7 c) 8 d) 9 e) 10
b) 25.200 e) 20.000
c) 25.000 -0: % 9',4 Num período de 10 meses consecu-
tivos, uma fábrica deseja produzir 60.000 pares de
-04  *%*',4 Na apuração dos votos de uma calçados, de modo que a produção a cada mês (a partir
eleição, o candidato A obteve, na primeira divulgação, do segundo) seja 900 pares a mais, em relação ao mês
512 votos e a partir daí, a cada nova divulgação, teve o anterior. Nessas condições, a produção ao final do
total de seus votos duplicados. Por outro lado, o primeiro mês deve ser de:
candidato B obteve, na primeira divulgação, apenas 1
voto e, a partir daí, teve o total de seus votos a)c 1.980 pares d) 1.850 pares
quadruplicado a cada nova divulgação. Mantendo-se b)c 1.890 pares e) 1.910 pares
estas condições, quantas divulgações são necessárias c)c 1.950 pares
para que se verifique um empate na eleição, contando
inclusive com a primeira divulgação? -2, %Ê.  Seja (an) uma progressão geométrica cuja
 n
soma dos n primeiros termos é Sn= 3m(2) ± 3 O valor
-0/ %Ê.',4  Para    IR ± {0}, considere as fun- do quarto termo dessa progressão é:
ções ¬( ) = log 5   , ( ) = 53   ' 1 e ( ) = (¬ )( )
Se (n) e (n), n  Y ± {0}, são as seqüências a) 20 b) 24 c) 22 d) 17 e) 28
definidas, respectivamente, por ( (1), (2), (3), ... ) e 
((1), (2), (3), ... ) então: -2- Considere a seqüência (C1, C2, C3, ...) de infinitas
circunferências. Se o diâmetro de C1 é 80 cm e, a
30
partir da segunda, o diâmetro de cada circunferência a)  m(  + 1) d)  2m(  + 1)
é 1 4 do diâmetro da anterior. A soma dos perímetros b)  m(  ± 1) e)  m( 2 ± 1)
das infinitas circunferências é de: c)  m( 2 + 1)

320© 160© ,0*Ê.',, Devido à sua forma triangular, o refeitório


a) a› d) a›
3 3 de uma indústria tem 20 mesas na primeira fila, 24 na
150© segunda fila, 28 na terceira e assim sucessivamente. Se
b) a› e) 320© a› dispomos de 800 mesas, o número de fileiras de mesas
7
c) 230© a› nesse refeitório será de:

-2"  ' * O número real x que satisfaz a sen- a) 12 b) 14 c) 13 d) 16 e) 17
1 2 4 8
tença « « « « ... 1 é: ,2*Ê.',- Se numa progressão aritmética S10 = 15 e
   2  3  4 S16 = 168, então temos uma sucessão de números cuja
a) 1 b) 2 c) 3 d) 4 e) 5 razão r e o 1º termo a1 são iguais a:

-20  *%*',/ Calculando o limite da soma infinita a) r = ± 3 e a1 = 15 d) r = 3 e a1 = ± 12
  b) r = 2 e a1 = ± 11 e) r = ½ e a1 = 14
1 6 1 6 1 1 c) r = ± 2 e a1 = 13
1« 6 « « « « « o «   « 6 m   « o , onde
3 5 9 25  3 5
  IY, obtemos: ,4 *Ê.',"  Nos classificados de um jornal... Vendo
um Corsa, ano de fabricação 97, nas seguintes
a) 10 b) 9 c) 8 d) 7 e) 11 condições : uma entrada de 100 reais e 36 prestações
 mensais de valores crescentes de 200 reais, 210 reais,
-22 %Ê.  A soma das soluções distintas da equação 220 reais e assim por diante´. Nessas condições, qual o
4 2 4 2 4 2 4 valor da última prestação?
4  2 '   «   '   « ... « « ... 2 2 « 2  « 3 o
3 9 27 ('3)  '1
a) 450 reais d) 500 reais
nde   Y, é:
b) 650 reais e) 550 reais
a) 0 b) 1 c) 2 d) ± 1 e) 4 c) 600 reais

,/ *Ê.',0 Considerando quadrados de mesma área,


com 4 palitos de fósforos formamos um quadrado, com
 7 palitos de fósforos dois quadrados, com 10 palitos de
 fósforos 3 quadrados, ... Então com 40 palitos
,-*Ê.':: Um agricultor pretende plantar mudas de formamos:
laranja obedecendo o seguinte critério: planta-se uma
muda na primeira linha, duas na segunda, três na a) 15 quadrados d) 11 quadrados
terceira e assim sucessivamente. Assinale a alternativa b) 13 quadrados e) 10 quadrados
que apresenta a quantidade de linhas que serão c) 19 quadrados
necessárias para plantar 171 mudas de laranjas.
,5 *Ê.',2  Quantos números não divisíveis por 3
a) 21 existem no conjunto A = {   ± / 1    9000}?
b) 19
c) 20 a) 5.000 d) 6.000
d) 18 b) 3.000 e) 2.000
e) 22 c) 4.000

1 1 ,7 *Ê.',2  Interpolar, intercalar ou inserir › meios
," *Ê.':: Ao dividirmos a soma   « 1 « « « ... aritméticos entre os números  e  significa:
   2
1 1 1 1
por « « « « ... obtemos como resultado: a) Formar uma P.A. de (› + 2) termos entre  e .
3 5
       7 b) Formar uma P.A. de › termos, onde o 1º termo é
 e o último é .
31
c) Formar uma P.A. de (›+ 2) termos, onde o 1º
termo é  e o último é .
d) Formar uma P.A. onde todos os termos são
eqüidistantes de  e .
«
e) Formar uma P.A. ande é a soma dos 
2
primeiros termos.

,: *Ê.',/  Durante 160 dias consecutivos, a


programação de uma TV Educativa apresentará, dentre
outras atrações, aulas de  › a e aulas de
% 

, conforme indicam respectivamente as
progressões (2 , 5 , 8 , ..... , 158 ) e ( 7 , 12 , 17 , ..... ,
157 ), cujos termos representam as ordenações dos dias
no respectivo período. Nesse caso, o número de vezes,
em que haverá aula de  › ae aula de % 


no mesmo dia, é igual a:

a) 14 c) 11 e) 10
b) 9 d) 15

-, *Ê.',5  O Departamento Nacional de Infra-


estrutura de Transporte (DNIT) quer colocar radares de
controle de velocidade, ao longo de 500 km de uma
rodovia. Para isto, instalou o primeiro radar no km 10, o
segundo no km 50, o terceiro no km 90 e assim por
diante. O número de radares que será colocado no
trecho planejado é:

a) 14 b) 12 c) 16 d) 13 e) 11

-- *Ê.',5 Se a soma dos termos da P.G.


 1 1 
1, , 
   2 ,...  é igual a 4, com x > 1, o valor de x é
   
igual a:

7 3 5 6 4
a) b) c) d) e)
6 2 4 5 3

-" *Ê.',:  A soma de todos os múltiplos de 7,


compreendidos entre 600 e 800, é igual a:

a) 23.000 e) 20.003
b) 20.300 d) 30.002
c) 20.030

32