Você está na página 1de 6

MANEIO DE EQUINOS

CUIDADOS E TRATAMENTO

Índice de conteúdos Cavalo Recolhido Na Cavalariça

Deve ser a ambição de todo o homem de cavalos propocionar o


CUIDADOS E TRATAMENTO.............................1 melhor tratamento ao seu animal, no funcionamento interno da
Cavalo recolhido na cavalariça...........................1 cavalariça, nos cuidados de alimentação e na limpeza das
O Cavalo no Pasto..............................................3 instalações. A limpeza è particularmente importante. Os germes, as
doenças e as infecções proliferam nas más condições de higiene.
Boxes e Baias
Boxes - fornecem as acomodações mais satisfatórias. O
cavalo tem maior liberdade de movimentos, é encorajado a deitar-se
e a repousar e está assim mais confortável.
Para acomodar um cavalo numa boxe, esta tem de ter
aproximadamente 4,3m por 3,6m para um cavalo e 3,6m por 3m
para um Pónei.
O acesso à boxe é feito por uma porta que a liga directamente ao
pátio ou a um corredor interior da Cavalariça. No primeiro caso a
porta deverá ser dividida em duas partes de modo a que a de cima
possa ser aberta permitindo ao cavalo olhar para o exterior. As
portas devem ter uma largura mínima de 1,25m, portas muito
estreitas são perigosas e é importante que abram para fora para
não incomodar o cavalo que pode estar deitado.
Baias - tem a vantagem de permitir a acomodação de um
maior número de cavalos e gastar assim menos espaço para os
acomodar poupando trabalho e material.
As desvantagens são que os cavalos estão sempre voltados para o
mesmo lado, podem aborrecer-se por não olharem para o exterior.
Quanto ao piso é essencial que este seja de superfície
antiderrapante, impermeável e de longa duração. Há grande
variedade de materiais a disposição. O cimento é barato e fácil de
colocar. Se o usar, certifique-se que o acabamento é rugoso. O
chão deve ter uma ligeira inclinação para permitir uma boa
drenagem. Os ralos devem ficar num canto da boxe, longe do local
onde fornece a alimentação e das portas.
Ventilação - Este assunto e bastante importante. Se estiverem num
ambiente arejado os cavalos mantém-se saudáveis e estão menos
propensos a a tosses e constipações. Deve ser garantida uma
temperatura ambiente moderada, evitando correntes de ar mas
nunca tirando a circulação de ar. A maneira mais simples é deixar
aberta a bandeira da porta (postigo) da cavalariça, tanto de dia
como de noite de Verão e de inverno. E importante que a cavalariça
seja virada a sul. Também deve existir uma janela de preferência do
mesmo lado da porta de forma a evitar correntes de ar.

Manjedouras - Devem ser colocadas a altura do peito do cavalo


quer num canto quer ao longo da parede, a manjedoura tem de ser
pouco profunda para evitar que o cavalo fique com o focinho
entalado mas que tenha a profundidade suficiente para não
espalhar a ração. Manjedouras de plástico amovíveis penduradas
sobre a porta ou fixas na parede são mais vantajosas e fáceis de
limpar. As manjedouras fixas podem ter um compartimento
separado para o feno.

Bebedouros - Bebedouros automáticos, alimentados por gravidade


ou por alavancas accionados pela boca do cavalo devem ser
vigiados regulamente visto que podem ficar sujos e não fornecer
água fazendo com que o cavalo passe sede o que não é nada bom.
Nalguns estábulos fixam-se argolas grandes articuladas á parede e
aproximadamente 1,2m do chão para aí se prenderem os baldes de
água e de comida para não serem entornados. Quando não são
precisas dobram-se as argolas de encontro a parede.

Pág. 1 de 6
MANEIO DE EQUINOS
Quando a alimentação é fornecida no chão proporciona ao cavalo protecções).
uma posição mais natural, para este caso usa-se uma tina de metal, Quando se prende um cavalo é muito importante que se utilize um
plástico ou borracha dura ou uma manjedoura de madeira; latas nó fácil de desfazer, que seja familiar a todos os que lidam com o
circulares de 46cm de diâmetro e caixas de madeira com bordos cavalo. A corda de prisão deve ser passada por dentro de uma
descaídos de aproximadamente 38cm de altura e 46cm quadrados argola de fio (cordel comum e nunca de nylon), a qual, por sua vez,
no topo, são de grande duração e fáceis de limpar. O feno é dado passa por dentro da argola de metal.
no chão ou para maior economia, através de uma rede pendurada Assim, em vez de se prender o cavalo directamente a argola que
na argola de prender o cavalo. está,fixa a parede, deve-se fazê-lo à argola de fio, Se por qualquer
razão o cavalo entrar em pânico e começar a lutar, pode sempre
Utensílios soltar-se sozinho: de outro modo poderia rebentar a cabeçada ou
arrancar a argola da parede magoando-se.
São essenciais os seguintes: Uma maneira simples e eficiente de fazer um nó é mostrada na fig.
Para alimentação - Uma tigela de plástico ou balde para aí se poder 42.
misturar a ração e levá-la para a manjedoura, uma lata ou caixa
pata dar a ração; uma rede para o feno; baldes de plástico.

Recolha dos estrumes - Um carrinho de mão, uma pá de estábulo,


uma vassoura, uma forquilha, um ancinho, todos eles com os bicos
rombos, saco para excrementos, mangueira, material de tipo saca
ou serapilheira para carregar palha, um rodo, caso se use turfa ou
aparas.
Todos os utensílios devem ser guardados limpos, fora da boxe ou
baía, de preferência resguardados ou num abrigo próximo, de
maneira a evitar que os animais se magoem. O ideal será tê-los Como fazer a cama
todos pendurados, excepto o carrinho de mão.
Para um cavalo que está recolhido é necessário algo que lhe possa
Prender um cavalo na cavalariça servir de cama, permitindo-lhe deitar-se e repousar, encorajando-o a
urinar e criando-lhe condições de isolamento contra o frio e a
Os cavalos devem estar presos com uma cabeçada de prisão e esta humidade e evitando que os membros se lesionem fruto de uma
ligada à argola detrás da focinheira. longa permanência numa superfície dura.

Prender um cavalo com "Bola" A PALHA DE TRIGO - É, no geral, a melhor para servir de cama
sendo fácil de obter. É também fácil de guardar em fardos, dá uma
A corda da cabeçada passa através da argola da manjedoura e aparência agradável à cavalariça, faz .uma cama quente e
também por dentro de uma bola de madeira, que faz de peso confortável e de fácil manuseaneto e permite uma boa drenagem.
tocando no solo quando o cavalo está à manjedoura. Deste modo, a
corda de prisão estará sempre esticada, evitando que o cavalo PALHA DE AVEIA - Também pode ser usada, mas como é mais
enrole as mãos e fique preso (fig. 41). saborosa, especialmente se for de uma ceifa de Primavera ou tiver
erva misturada, os cavalos tem tendência a comê-la. Também
acontece que como é mais porosa fica molhada com as urinas
formando uma pasta.

A PALHA DE CEVADA - E melhor que a palha de aveia desde que a


ceifa tenha sido feita por uma debulhadora que remova as praganas
que ficam e irritam a pele. É muitas vezes de maior duração e
melhor textura que a palha de trigo e e, geralmente, menos Cara no
entanto' os cavalos têm o hábito de a comer.

CUIDADOS A TER COM AS CAMAS DE PALHA

O cavalo preso curto A primeira coisa a fazer de manhã e limpar as boxes ou baías:
Apanhe todo o estrume e separe com uma forquilha as
Prenda o cavalo com uma corda curta a uma argola na parede a partes molhadas e sujas das que estão limpas, deitando
aproximadamente 1,5 m de altura. Isto deve ser feito sempre que for fora só o que está sujo bem como o estrume.
necessário restringir os movimentos do cavalo, para evitar que ele
se volte e morda enquanto estiver a ser tratado ou que se deite Atire a palha seca para os cantos da boxe ou baía e
depois de tratado. ponha em sacos ou no carrinho de mão, que devem estar
à entrada, aquilo que for para deitar fora. Isto permite
Prender o cavalo com duas cordas (laterais) de prisão limpar, arejar e secar o chão.

Volte-o na boxe, de costas para a manjedoura, e prenda-o de cada Depois do trabalho diário do cavalo, volte a cobrir o chão
lado da cabeçada. Este modo de prender o cavalo e usado com palha de maneira a que ele se possa deitar e/ou
especialmente para o manter controlado quando já está aparelhado também urinar, o que raros cavalos farão num chão
(por exemplo, enquanto se colocam as ligaduras ou outro tipo de descoberto, pelo risco de escorregarem e por não
Pág. 2 de 6
MANEIO DE EQUINOS
gostarem de se salpicar. for limpo periodicamente e a
A tardinha faça de novo a cama juntando mais palha, se e a obtenção de uma cama quente e espessa que não necessita ser
necessário. O chão deve ser totalmente varrido e virada e desempastada todos os dias. Com uma ventilação
esfregado com desinfectante todas as semanas ou de adequada, adição de material novo e a remoção frequente de
quinze em quinze dias. estrume nunca haverá nenhum cheiro mais intenso que o habitual.

Quando se refaz a cama, a palha que já foi usada deve ser posta Dependendo da da altura da cavalariça, toda a cama deve ser
primeiro e a palha nova adicionada a esta. Ou, caso o cavalo tenha removida e refeita quando atingir mais de 40 cm de espessura -
tendência para comer a sua cama, será melhor misturar a palha quer dizer, de três a quatro rneses de duração. A não ser que tenha
nova e velha. bastante ajuda ou que possa utilizar um tractor ou uma forquilha,
Quando se utiliza palha enfardada, ela deve ser bem aberta e esta tarefa e bastante pesada e demorada.
espalhada. Como precaução extra contra correntes de ar ou para Quando. são usadas aparas ou turfa, as zonas húmidas podem ser
evitar que o cavalo se magoe, é normal fazer a cama mais espessa removidas periodicamente e a cama pode ser assim mantida a uma
perto das paredes da boxe ou dos lados da baia. Uma cama boa e espessura constante.
espessa e mais confortável e a longo
prazo mais económica. Se o cavalo comer uma dose excessiva de Armazenamento e distribuição de estrume
palha da cama, deve salpicar-se a palha com desinfectante ou
substitui-la por aparas ou turfa. Como alternativa pode açaimar o Para avaliar dos bons cuidados que se têm numa cavalariça' veja o
cavalo, mas isto não e solução, a não ser por um pequeno período, monte de estrume., Os métodos negligentes e vagarosos reflectem-
como, por exemplo, a noite anterior a uma caçada. se na pilha da palha meia usada que ainda podia servir. Um dono
O estrume deve ser removido sempre que se for à cavalariça. lsto e ou tratador que trata correctamente das camas dos seus animais e
feito apanhando a palha por baixo e atirando o estrume para um provavelmente cuidadoso e enérgico com os seus outros deveres.
cesto ou lata. Um cesto grande de plástico pode ser um bom Se o estrume e guardado numa estrumeira perto da cavalariça,
substituto. devem ser feitas diligências para que a sua limpeza seja feita
Turfa frequentemente ou que o estrume seja vendido.
Se o estrume for amontoado, escolha um lugar a alguma distância
E bastante popular e faz uma cama excelente, sendo bastante da cavalariça e acomode-o em três montes: o monte mais antigo,
valiosa num sítio onde possa haver perigo de incêndio. As partes constituído de estrume já pronto para uso num jardim' um segundo
molhadas e sujas devem ser removidas rapidamente e a cama monte já em meio processo de apodrecimento e um terceiro onde
virada e arejada. Isto ajuda a manter a turfa macia e fofa, evitando se vai amontoando o estrume fresco.
que fique empastada e húmida. Tal como com a palha, o estrume
deve ser removido sempre que se for à cavalariça. Quando posta de O Cavalo no Pasto
novo, a turfa tem tendência para ser poeirenta, mas, depois de
utilizada, pode por vezes ser difícil dar-se-lhe destino, No entanto, Vantagens
quando já estiver meio apodrecida é muito boa para melhorar a
terra de jardins. São necessários muito menos cuidados neste sistema natural. Se
for bem administrado, muitos cavalos lucram com isso e há uma
Aparas e serradura poupança considerável de tempo e dinheiro.
O cavalo mantido na pastagem faz por ele próprio o exercício
Usadas juntas ou separadamente, aparas e serradura fazem uma suficiente para se manter saudável, mas não para se manter em
boa cama, limpa, agradável, confortável e normalmente mais forma para se manter em forma necessita da mesma quantidade de
económica. Quando usadas em conjunto, a serradura deve formar a exercício que o da cavalariça.
primeira camada (a de baixo). Como cama, as aparas e serradura por estar em liberdade, o cavalo mantido no pasto estará
requerem os mesmos cuidados da turfa. provavelmente menos "enrolado" no início do trabalho montado.
A erva, alimento natural, torna-se o principal elemento da sua dieta
Antes de usar turfa, serradura ou aparas todos os canais de enquanto for suficientemente rica normalmente de Maio a Setembro
drenagem devem ser tapados, para que se não entupam mas tem de ter um suplemento durante o inverno e durante o Verão,
quando o cavalo trabalha mais.
Aparas de Papel Desde que seja sujeito ao exercício apropriado para o trabalho que
lhe e pedido, um cavalo mantido na pastagem está menos exposto
As aparas de papel são utilizadas para fazer a cama aos cavalos as intempéries e a sofrer dos membros que um cavalo recolhido, já
que se dão mal com poeiras no estábulo. Este método não é nada que as suas mãos e pés e, em certa medida, os pulmões estão
dispendioso. É necessário fazer uma cama alta e limpá-la normalmente exercitados.
regularmente. o papel não e tão absorvente quanto a palha ou as
aparas de madeira, por isso e necessário evitar que as aparas de Inconvenientes
papel se espalhem pelo estábulo.
Cama Permanente Os cavalos nem sempre estão acessíveis quando são precisos e
nessa altura podem estar sujos e molhados. A pastagem pode ficar
Este método de preparar as camas e usado por muitos proprietários longe ou o cavalo pode não se deixar apanhar. Se não se dispuser
de cavalos. Com este processo, onde tanto se usa palha como de pastagem própria, pode ser difícil encontrar uma para alugar ou
aparas ou turfa o estrume deve ser retirado sempre que possível ao um agricultor disposto a aceitar outro cavalo nas suas pastagens.
mesmo tempo que se vai adicionando mais material, aumentando-
se assim a espessura da cama. As vantagens são: uma pequena
economia de material, economia de trabalho - excepto quando tudo
Pág. 3 de 6
MANEIO DE EQUINOS
Procedimento geral mantidos como suplemento até haver alimento suficiente na
pastagem - o que geralmente não acontece antes do fim de Março.
Um cavalo que esteja no pasto deve ser visto pelo menos uma vez princípio do Verão - Alguns cavalos, e muitos póneis, principalmente
por dia, para verificar se não está magoado nos membros e se são os pequenos, têm tendência para engordar muito durante os meses
normais as indicações gerais de saúde - cabeça levantada, olhos de Verão. Isto não deve ser permitido já que o pónei muito gordo
bem abertos, orelhas atentas, movimentos vivos em passadas não e agradável para montar, além de que o peso excessivo e
iguais e, quando parado, com o peso distribuído igualmente pelos perigoso por poder resultar daí um ataque de laminites. Um cavalo
quatro membros ou mais sobre os posteriores, sem sobrecarregar ou pónei que tenha tendência para engordar muito, deve ser levado
qualquer dos anteriores. para um sítio onde só haja tufos de erva, bem separados, de
O pêlo deve estar macio e com o tempo quente deve apresentar-se maneira que tenha menos que comer, tendo de andar mais para a
brilhante. procurar. As moscas são o grande problema desta época do ano.
Se o cavalo estiver em pé e com o olhar parado (isto e, triste), Se possível, o cavalo deve ter perto a protecção de um telheiro.
estaremos em presença de algum mal ou constipação ou, por Caso não haja esta possibilidade, pode substituir-se por: sombra e a
vezes, de ambos. companhia de outro cavalo, de maneira a que possam estar lado a
Se for a primeira vez, procure um veterinário, se for a segunda, lado, cabeça com rabo, para sacudirem as moscas mutuamente.
ponha-lhe um cobrejão. Existe também um sem-número de repelentes de insectos no
Um cavalo no pasto deve ser visto e observado ao menos uma vez mercado. No entanto, as moscas podem ser o meio de que a
por dia, mesmo que não esteja a ser montado. natureza se serve para manter um cavalo activo obrigando-o a
Seria bom que fosse recolhido todos os dias para que se habitue a movimentar-se em vez de apenas se encher de erva.
deixar apanhar sempre que necessário. Alguma aveia, cubos de
açúcar, maçãs, etc.,.numa lata tipo balde, atrairão o cavalo. O espojar
Aproxime-se calmamente em direcção à espádua ou espere que ele
se aproxime a si, evitando movimentos Um cavalo mantido no pasto tem uma grande vantagem sobre o seu
que o possam assustar. A lama deve ser removida antes de companheiro de cavalariça: e que pode espojar-se sempre que lhe
começar o trabalho; as marcas de suor, após o trabalho e quando apetecer, mas por que se espojam os cavalos?
bem enxutas, devem ser desempastadas; os olhos, focinhos e As razões não estão muito claras, o esponjar, no Verão, é, sem
cauda devem ser limpos dúvida, feito para acelerar a queda do pêlo de inverno, também
com uma esponja. Evitar esfregar demais o cavalo, pois isso retira- depois do trabalho, acredita-se que as partes da pele sujeitas a
lhe a gordura do pêlo, protecção natural contra a humidade. Um pressão do arreio necessitam de ser coçadas, o que o animal
cavalo não tosquiado leva mais tempo a enxugar, por isso e mais consegue espojando-se.
prudente passeá-lo e/ou esfregá-lo com palha até estar seco, após O objectivo também pode sei o de enxugar as zonas húmidas do
o que se deverá recolhê-lo à cavalariça. Assim, evitar-se-á um pêlo através da poeira; uma camada de lama protege do frio e do
possível resfriado. vento e conserva o calor. E óbvio que o esponjar é também uma
manifestação de alegria e deve ser bem tolerado por ser natural,
As estações do ano saudável e relaxante.

Fim do Verão - Um Verão anormalmente seco pode fazer com que a Pastagem
erva escasseie mais do que noutro período do ano. Em casos
extremos, o pasto pode ficar tão seco ou mesmo queimado que Extensão
deixa de ser alimento para os animais. Quando isto acontece, o
cavalo deve ser levado para outro sítio onde haja melhor pasto ou E impossível estabelecer uma regra fixa e expedita acerca da área
ser alimentados a feno temporariamente. necessária ao sustento de um cavalo, já que em muito depende
também não se deve esquecer que durante um Verão seco pode do tipo de solo, qualidade da erva, drenagem do campo, etc. Mas,
haver um abaixamento do fornecimento natural de agua, devendo se o cavalo estiver no pasto durante o ano, aproximadamente 0,4
então ser utilizados outros meios para suprir essa falta. hectares por animal pode ser considerado o mínimo, 0,8 hectares
como já sendo muito bom, desde que o terreno esteja bem
Meados do inverno - Nos meses de inverno chega uma altura em preparado.
que é necessário acrescentar uma ração de feno à erva. Não se
deve tardar em pôr este sistema extra em prática para que o cavalo Conservação
não perca a boa forma com que vinha do Verão. Um cavalo magro e
também um cavalo resfriado. A manutenção de um cavalo numa pastagem requer um uso
Com o tempo frio os cavalos tendem mais a proteger-se e abrigar- cuidado e inteligente da terra. Os cavalos fazem parte do grupo
se do que a procurar alimento. Nestas alturas deve ser dada uma de animais que mais desperdiçam erva, pois, enquanto procuram
ração adicional de feno ou mesmo uma ração de produtos as ervas mais saborosas, pisam e destroem as que em potência
concentrados, cevada, produtos vitaminados, etc. A ração deve ser seriam bom alimento. Alem disso, com o decorrer do tempo,
dada no local da pastagem onde o cavalo se costuma abrigar. A algumas zonas de pastagem ficam tão cheias de estrume que a
neve, apesar de não constituir um grande incomodo para o cavalo, erva fica rançosa e impropria para consumo. Para que o pasto seja
não lhe permite a procura de erva, por isso a quantidade de feno bem administrado e essencial que se adopte um plano a longo
deve ser aumentada. prazo. As seguintes são apenas algumas das maneiras que
Nos primeiros meses do ano, quando o pêlo está maior, e a época podem evitar o desperdício.
das epidemias de piolhos. Estes devem ser catados e devem ser
tomadas outras medidas preventivas. A remoção diária do estrume com uma pa, em carrinho de mão, é
talvez o mais eficaz meio de conservação. Os benefícios são
Princípio da Primavera - O feno e os concentrados devem ser inegáveis. Não se podendo fazer isto, dever-se-á espalhar
Pág. 4 de 6
MANEIO DE EQUINOS
periodicamente o estrume; o próprio cavalo pode colaborar neste Abrigos
serviço puxando uma grade.
Se se deixarem os cavalos em liberdade por toda a pastagem em Quebra-ventos - A chuva pode fazer com que os cavalos deixem
meados de Junho, já haverá pouco pasto em crescimento. temporariamente de comer, mas de qualquer modo não os
incomoda muito. A neve também não tem muita importância para
Dividindo uma parcela do pasto em três partes vedadas, e pondo eles. E de um abrigo contra o vento que eles têm necessidade.
o cavalo numa de cada vez, duas partes podem ser postas em Quebra-ventos ou biombos formados por mata espessa ou mesmo
recuperação ou tratadas, enquanto se usa a terceira. Este método uma sebe alta ao longo do lado do vento predominante oferecem
tem ainda a vantagem de permitir semear uma parte de Abril a uma protecção excelente e os cavalos geralmente preferem-na a
Junho de cada ano, fazendo-se uma ceifa de feno, que minimizara um telheiro.
o problema da alimentação durante o inverno.
Neste caso tem de providenciar três zonas de água e abrigos.
Como alternativa, pode limitar o seu cavalo a uma parte do
paddock de fins de Abril até que o Feno seja ceifado, fazendo um
suplemento de feno dos stocks existentes sempre que isso seja
necessário à alimentação do cavalo. A pastagem no mesmo sítio,
durante um certo período, por outros animais, como, por exemplo,
ovelhas ou vacas, e também um plano excelente. Eles comem a Telheiro ou cabana de abrigo - O cavalo pode utilizá-los em
erva rejeitada pelos cavalos e reduzem também os parasitas da qualquer altura e constituem protecção contra todos os elementos.
mesma A experiência mostra, contudo, que os cavalos pouco recorrem a
que são perigosos para os cavalos, mas inofensivos para eles. Se eles no inverno; procurando-os mais durante o Verão, já que
não houver a possibilidade de ter outro gado, o corte frequente da apreciam mais a sua protecção contra as moscas. O ideal para a
erva não comida torná-la-á mais saborosa e desta maneira sua localização será num canto da pastagem de costas para o
aumentará a sua área de pastagem. vento dominante, e de acesso fácil para alimentação. Se o abrigo
for construído de forma circular ou com duas portas, é menos
Vedações provável que quando dois cavalos estão juntos fiquem entalados
ou que sejam magoados um pelo outro. As teias de aranha não
A maneira de vedar o terreno onde há cavalos é diferente da devem ser limpas dos abrigos já que são uma armadilha bastante
maneira como e feita para outros tipos de gado em dois aspectos útil para moscas.
essenciais: primeiro: o risco de um cavalo se magoar e maior;
segundo, há sempre a possibilidade de um cavalo saltar uma Limpeza do cavalo
vedação.
A limpeza diária é um cuidado necessário ao pêlo, pele, crina e
Posfes e traves cauda e também dos cascos do cavalo que está recolhido. No caso
do cavalo de prado são necessárias algumas modificações, apesar
Estas têm a preferência especialmente quando postas dentro de de o método utitizado ser o mesmo.
uma sebe que já exista. No entanto, o custo de montagem e
manutenção são elevados. Estojo de Limpeza (ver figura)

Sebes BRUSSA - Para a remoção de poeira e caspa do pêlo, crina e


cauda.
Se Íorem espessas, fortes e bem tratadas, as sebes vêm em
segundo lugar na lista de escolha e têm a vantagem adicional de ALMOFAÇA - Feita de meiat para limpar,a brussa. De plástico ou
constituírem protecção contra o vento e abrigo de um modo geral. de borracha para tirar a lama agarrada a um cavalo de prado.
Com a excepção da sebe de teixo e beladona, as sebes dos
campos náo contêm nada venenoso para os cavalos. CARDOA (DE PIAÇABA) - Para tirar a sujidade maior, lama
agarrada e poeira, tendo bastante aplicação no cavalo de prado.
Vedação de arame
FERRO DE CASCOS - Para limpar os cascos (especialmente a
Bem esticado entre os postes, o arame tambem faz uma boa ranilha).
vedação.
O uso de arame farpado e muito perigoso, a não ser que esticado UNTURA PARA OS CASCOS - Para untar os cascos do cavalo.
e de preferência com madeira por trás. O arame mais baixo não
deve estar a menos de 0,3 m do solo, de contrário o cavalo pode PENTE DE CRINA
passar as mãos por cima dele.
ESPONJAS - Para limpar os olhos, nariz, focinho e ânus.
Cerca de vimes e paliçadas não são indicadas para vedação.
PANOS DE REDE OU MANDIL - Para um polimento final depois
Vedações electricas da limpeza.

Têm a vantagem de ter fácil montagem e desmontagem para BONECA DE PALHA - Para melhorar a circulação e massagar.
serem utilizadas noutro local. E sem dúvida um metodo eÍiciente
e os cavalos aprendem a respeitá-las. ESCOVA - Para usar humedecida na crina, cauda e membros.

Pág. 5 de 6
MANEIO DE EQUINOS

Pág. 6 de 6