Você está na página 1de 18

CLIQUE O MOUSE PARA NOVAS INFORMAÇÕES

OLÁ !!!
Você deve utilizar este arquivo para:
1. Rever toda a matéria através deste resumo.
2. Resolver as questões contidas no final da apresentação.

Não fique nervoso.


Faça seus exercícios e estude tranqüilo, assim
você se sairá bem nas provas.

Mas ATENÇÃO!!!
Qualquer dúvida procure o seu professor,
ESTADO GASOSO
CARACTERÍSTICAS
• movimento caótico das moléculas, que
estão em alta velocidade.

• moléculas muito pequenas, se comparadas


com a distância entre elas.

• há colisões elásticas das moléculas entre


si e com as paredes do recipiente.
VARIÁVEIS DE ESTADO

VOLUME (V) TEMPERATURA (T)


oC + 273 = K
1 cm3 = 1 mL
1 L = 1 dm3 escala Celsius escala Kelvin

1 L = 1000 mL
o
100 C 373 K

tc T
0 oC 273 K
PRESSÃO (P)

1 atm = 760 mmHg = 760 Torr


-273o C 0K
TRANFORMAÇÕES GASOSAS
ISOTÉRMICA ISOBÁRICA ISOCÓRICA
(Lei de Boyle) (Lei de Gay-Lussac) (Lei de Charles)

P1.V1 = P2.V2 V1 V2 P1 P2
 
T1 T2 T1 T2
P
2
P2 Isoterma P
1 V
P1 Isobárica Isocórica
P2
V2
V V
2 1 V
P1
V1
P1

P2
V1
V2 T1 T2 T1 T2
(1) (2)
T T
Em resumo...
Transformações de uma certa
massa de gás, mantém a seguinte
relação para o estado inicial (1) e
estado final (2):

P1.V1 P2.V2
=
T1 T2

obs.: deve-se sempre utilizar temperatura absoluta (em Kelvin)!


EQUAÇÃO DE CLAPEYRON
• Sabemos que as variáveis de estado de um gás mantêm uma relação
sempre constante: P . V = constante
T
• Se n = 1 mol de gás, temos: P . V = 0,082
T
• Se n = 2 mol de gás, temos: P . V = 2 . 0,082
T
• Se temos n de gás, temos: P . V = n . 0,082
T
Logo: onde P…pressão
PV = nRT V…volume
n … quantidade (mol) de gás
R … constante universal dos gases
T …temperatura absoluta
Qual o valor da constante universal
dos gases R ?????
Se você utilizar a pressão em atm, use

0,082 atm.L/mol.K

Se você utilizar a pressão em mmHg, use

62,3 mmHg.L/mol.K
VOLUME MOLAR
É o volume ocupado por 1 mol de gás.

Como calcular?

PV = nRT

Considere 1 mol de gás a 0oC (273K) e pressão igual a 1 atm:

P V = nRT

1 . V = 1 . 0,082 . 273

V = 22,4 litros
PRINCÍPIO DE AVOGADRO
Volumes iguais de quaisquer gases, nas mesmas condições de
temperatura e pressão, contêm o mesmo número de moléculas

Considere os gases abaixo a 0oC (273K) e pressão igual a 1 atm:


H2 O2 CO2

22,4 L 22,4 L 22,4 L


MISTURA GASOSA
Na mistura há
70% do gás A,
logo a sua pressão
parcial será 70%
Gás A - da pressão total:
Gás B - PA = XA . Ptotal
PA = 0,7 . 2,0
PA = 1,4 atm

Na mistura há
30% do gás B,
logo a sua pressão
Ptotal = 2 atm parcial será 30%
da pressão total:
PB = XB . Ptotal
PB = 0,3 . 2,0
PB = 0,6 atm
DIFUSÃO E EFUSÃO GASOSA

DIFUSÃO : distribuição espontânea de um gás em outro.


EFUSÃO : difusão de um gás através de um orifício.

Velocidade de difusão ou de efusão, nas mesmas T e P ,


dependem da massa das moléculas
-

Lei de Graham: V A MB

VB MA

Quanto mais leve, maior é a velocidade.


DENSIDADE
Densidade Absoluta: d  mV
Pode-se determinar a densidade de um gás a partir da equação de Clapeyron:
m m P. M
P.V  n. R. T  P.V  . R. T  
M V R. T
P. M
Logo: d 
R. T
Densidade Relativa: é a densidade de um gás (A) em relação a outro gás (B)
P. M A
dA R. T MA
d A, B   d A, B   d A, B 
dB P. M B MB
R. T
M O2 32
Por exemplo: d O2 , H2    16
M H2 2
Exercícios
(As resoluções estão no final)

Agora que você já revisou toda a matéria, resolva as questões abaixo


colocando as resoluções em uma folha avulsa.

1. Uma certa amostra de gás encontra-se a 1520 mmHg


a uma temperatura de -73oC. Qual será sua nova tempe-
ratura, em graus Celsius, se numa transformação isocó-
rica, sua pressão passar para 1 atm?
R: -173oC

2. Dez litros de um certo gás está sob pressão de 3atm a 27oC. Qual será
o novo volume do gás a 1atm de pressão e 127oC?

R: 40 L
3. Um extintor de incêndio contém 4,4kg de CO2.
Qual o volume máximo de gás liberado na atmos-
fera, a 1atm e -173oC? (C=12; O=16)

R: 820 L

4. 240 g de um certo gás Xa ocupam um volume 41 litros


à pressão de 2 atm e -73oC. Sabendo-se que a massa
atômica de X é 16u, determine o número de a.

R: a = 3
5. (FAAP) Num recipiente fechado, de volume igual
a 15 litros, está contida uma mistura constituída por
20% molar de CH4 e 80% molar de C2H6, à tempe-
ratura de 27oC e pressão de 1,64 atm. Calcule as
massas dos componentes da mistura, bem como suas
respectivas pressões parciais. Dados: C=12; H = 1

R: 3,2g de CH4 e 24g de C2H6


0,328 atm de CH4 e 1,312 atm de C2H6

6. Nas mesmas condições de P e T, um gás X atravessa um


pequeno orifício a uma velocidade três vezes menor do que
o hélio. A massa molecular do gás X é: (Dado: He = 4)

a) 30 b) 32 c) 36 d) 40 e) 44
1. P1 P2 1520 760
    T2  100 K ou  173o C
T1 T2 200 T2

2. P .V P2 .V2 3.10 1.V2


1 1
    V2  40l
T1 T2 300 400

3. P.V  n.R.T
m 4400
P.V  .R.T  1.V  .0,082.100  V  820l
M 44
4. P.V  n.R.T  P.V  m .R.T  2.41  240 .0,082.200  M  48 g / mol
M M
X a  48u 16a  48  a  3

5. P.V  n.R.T  1,64.15  n.0,082.300  n  1mol


20% de CH 4  0,2mol ou 3,2g
1mol 
80% de C 2 H 6  0,8mol ou 24g
PCH4  X CH4 .PT  PCH4  0,2.1,64  PCH4  0,328atm
PC2 H 6  X C2 H 6 .PT  PC2 H 6  0,8.1,64  PC2 H 6  1,312atm

6. V VHe
M He 3  4 1 4
X
   
VHe MX VHe MX 3 MX
2
 1   4 
2
1 4
       M X  36u
3  MX  9 MX
ESPERO QUE TENHA
APROVEITADO BEM !!!