O PROCESSO DE COMUNICAÇÃO E SEUS ELEMENTOS

Os componentes básicos do processo de comunicação que você deve conhecer são: y y y y y y y y Emissor Receptor Mensagem Código Canal Feedback Ruído Contexto

Emissor = o emissor, locutor ou destinador é aquele que está emitindo a mensagem num determinado momento. O emissor parte de uma intenção de significação e com isso produz uma série de significantes. Alguns fatores a serem considerados com relação ao emissor são: y y y 1. motivação 2. credibilidade 3. Desempenho

Receptor = o destinatário ou ouvinte é a pessoa ou grupo de pessoas situadas na outra ponta da cadeia de comunicação (alvo da comunicação). O receptor recebe a mensagem e a interpreta internamente, manifestando externamente essa interpretação. O receptor faz o caminho inverso, isto é: parte dos significantes até alcançar a intenção de significação. Mensagem = elo entre o emissor e o receptor; objeto da comunicação; tradução de idéias, objetivos e intenções; é precisamente o que se diz. A mensagem deve ser preparada em termos de: y y y 1. conteúdo 2. estilo 3. estrutura

Código = conjunto de signos e regras de combinação desses signos que geram compreensão. O emissor lança mão do código para elaborar sua mensagem, realizando a operação de codificação. O receptor identificará esse sistema de signos, fazendo a operação de decodificação, somente se o seu repertório for comum ao do emissor. Portanto, é importante que você analise bem o seu público alvo para ter certeza de que ele conhece o código utilizado. Exemplos de código: as diferentes línguas, o vocabulário técnico utilizado por profissionais de diferentes áreas, o "código" braile, o "código" de sinais, etc. Canal = veia de circulação da mensagem; via escolhida pelo emissor, através da qual a mensagem circula. Quando você faz uma apresentação, sua mensagem pode ser transmitida de diferentes formas, por exemplo: y visual- gestos, movimentos do corpo, expressões faciais postura ; y auditiva - tom de voz, variação de altura e intensidade vocal; y verbal - palavras, (4) sensorial - manipulação de objetos; y pictórica - gráficos, diagramas e figuras. A comunicação ocorre, então, através dos órgãos dos sentidos: audição, visão, tato, olfato e paladar. A seleção inadequada do canal pode levar à ineficácia da comunicação. O emissor deve se perguntar: essa mensagem deve ser escrita? Devo comunicá-la pessoalmente ou pelo telefone? Fatores que determinam a escolha do meio: y y y Disponibilidade: você deve verificar qual canal está disponível e acessível; · rapidez; verifique em que canal sua mensagem transita mais rapidamente; Conhecimento: certifique-se de que você domina a forma de apresentação escolhida e que o receptor consegue decodificála; Conteúdo e Objetivo: o canal escolhido deve estar em sintonia com a mensagem que transporta.

Feedback = conjunto dos sinais perceptíveis que permitem ao emissor conhecer o resultado de sua mensagem: se foi recebida ou não; se foi compreendida ou não. Funciona como intercâmbio entre emissor e receptor; faz com que a comunicação torne-se um processo bilateral; inclui a reação do receptor à mensagem transmitida.

ou interno.Ruído = qualquer interferência no processo comunicativo. na palidez ou rubor de sua face. riso. tosse. ou ainda poderá incluir algum tópico extra de interesse dos presentes em sua mensagem. tendo essa informação. Contexto = constituído pelo local e ocasião da apresentação. Emissor. Inter relação entre todos eles= A forma como os componentes básicos de uma apresentação foram descritos até aqui pode sugerir uma visão simplista e mecanicista do processo comunicativo. código. É importante. ruído e contexto foram apresentados separadamente. canal. então. procure conhecer o local da apresentação com antecedência. feedback. ou a platéia. Assim começará a super dimensionar suas reações negativas. etc. ventilação ou iluminação ruins. na temperatura de suas mãos e pés. que resulte em distorção da mensagem. Sempre que possível. A interferência que se origina externamente pode se apresentar sob forma de um som: pessoas falando. do corredor ou do trânsito. que o emissor consiga controlar-se para poder minimizar os efeitos dos ruídos internos negativos. No entanto. onde todos os elementos interagem e interferem uns nos outros. isto é a concentrar-se no suor de suas mãos e rosto. isto é pelo ambiente físico e psicológico onde a comunicação está ocorrendo. O sucesso de uma apresentação depende da inter relação entre todos esses elementos. barulho das cadeiras ou nos equipamentos. O ruído interno pode aparecer se o emissor não conhecer bem o assunto. Nesse momento a platéia começa a perceber o descontrole emocional do emissor e o resulta do provavelmente não será o mais favorável. O ruído pode ser externo e de natureza física. receptor . etc. Você poderá planejar sua movimentação na sala. Dessa forma. você poderá fazer referência à importância da ocasião durante sua apresentação. Algumas dessas interferências estão fora do controle do emissor e o máximo que você pode fazer é tentar adaptar-se a elas. a utilização do microfone. tendo sua origem no receptor ou ainda no próprio emissor. A ocasião refere-se ao propósito que traz as pessoas. você poderá fazer algumas alterações que julgar necessárias. na maioria das vezes esses ruídos poderão ser evitados se você fizer uma visita ao local com antecedência. acústica. ruídos da sala ao lado. se sentir-se inseguro ou muito tenso e se focar sua atenção totalmente em si mesmo durante a apresentação. . além de sentir-se mais seguro no momento da apresentação. mas na realidade fazem parte de um todo harmônico e simultâneo que caracteriza o que chamamos de Circuito da Comunicação. a posição correta dos equipamentos. mensagem.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful