CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA IZABELA HENDRIX

Regiane Moreira Albuquerque

O PLANEJAMENTO FAMILIAR COMO INSTRUMENTO DE PREVENÇÃO ÀS EXPRESSÕES DA QUESTÃO SOCIAL

Belo Horizonte 2011

Professora: Jaqueline Lago .2 Regiane Moreira Albuquerque O PLANEJAMENTO FAMILIAR COMO INSTRUMENTO DE PREVENÇÃO ÀS EXPRESSÕES DA QUESTÃO SOCIAL Projeto de Intervenção apresentado ao curso de Serviço Social como requisito parcial para a aprovação na disciplina de Estágio Supervisionado II.

.................REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS..................................................................................ANEXOS E APÊNDICES.......12 12 ......................................................8 8 – PARCEIROS.................................................................................OBJETIVOS 3..............................2 – ESPECÍFICOS........3 Belo Horizonte 2011 SUMÁRIO 1 – APRESENTAÇÃO...........................................................1 – GERAL....................7 7 – METAS................................................................................................................................................11 11 .........6 3.........................................................7 6 ....................................................................................8 9 – CRONOGRAMA.............................................................RECURSOS 6...........................................................................................................................6 4 ..........................................................................................9 10 – AVALIAÇÃO..............................................................................1 – HUMANOS..................................................................................................................2 – MATERIAIS....................PÚBLICO ALVO..............................4 2 – JUSTIFICATIVA...............7 5 – METODOLOGIA..............7 6....................................5 3 .....................................................................................................13 .....................................................

tendo-se em vista que a importância deste permanece vinculada ao espaço de formação do indivíduo. contribuindo para a sua inserção como cidadãs que possuem direitos e deveres. prostituição. abortos.4 1 – APRESENTAÇÃO O Centro de Reeducação Social São Jerônimo é uma instituição que acolhe adolescentes autoras de ato infracional e visa à promoção para o desenvolvimento integral destas adolescentes. Do contrário. entre outros. o presente projeto visa contribuir para que as adolescentes e suas famílias apropriarem-se da prevenção como instrumento de combate e/ou enfrentamento à questão social e suas refrações. número da prole superior a 03 filhos. DST’s. faz-se imprescindível construir tanto com as adolescentes quanto com seus familiares um projeto que vislumbre reduzir as múltiplas expressões da questão social presentes no ambiente familiar destas adolescentes. criminalidade. renda inferior a 02 salários mínimos e baixo nível de escolaridade. trabalho infantil. visto que essas famílias em sua maioria. gravidez na adolescência. vivem em situação de vulnerabilidade social. onde estas adolescentes reproduzirão o mesmo comportamento que lhes foi apresentado durante o seu convívio familiar. drogadição. Dessa forma. Face ao exposto é possível perceber que fatores como: evasão escolar. formar-se-á um círculo vicioso. Assim sendo. a promoção das adolescentes e suas famílias para o exercício da cidadania através de relações participativas. solidárias e autônomas. fazem parte do cotidiano dessas adolescentes. O perfil familiar da maioria das adolescentes é constituído por: ausência da figura paterna. . Também é objetivo do trabalho na instituição.

1985. assim como. não têm acesso às informações que tornam o planejamento familiar essencial para a qualidade de vida da entidade familiar.. na perpetuação do ciclo de pobreza. fator contribuinte para que as adolescentes iniciassem a vida infracional.. torna-se relevante a elaboração deste projeto. visto que. falta de perspectiva de vida. Costa et al. devido aos aspectos sócio-econômicos e culturais. Molina & Romero. Sendo assim. tendo sido muitas vezes a ausência desse planejamento. Sant'Anna. emocional e social para o desenvolvimento da adolescente. educação precária. compromete a estabilidade conjugal e o estado de saúde da gestante e seu filho. baixa escolaridade e dificuldade de inserção no mercado de trabalho. A instabilidade econômica contribui para a evasão escolar. assim como. Frisancho et al. tanto as adolescentes acauteladas quanto suas famílias e/ou familiares.5 2 – JUSTIFICATIVA Pesquisas relatam que a gravidez precoce e não planejada pode acarretar sobrecarga psíquica. 1984. 1995. principalmente na ausência do suporte da família (Pinto & Silva. 2000). lazer e emprego. contribuindo para modificações no seu projeto de vida futura. 1983. .

gravidez de risco) Informar o público-alvo sobre os direitos reprodutivos garantidos constitucionalmente (artigo 226.Prevenir os riscos relacionados à saúde das adolescentes (DST’s.2 – ESPECÍFICOS . .6 3 . espaçamento entre os nascimentos. . . .Sensibilizar as adolescentes no que tange a auto-estima para que possam perceber a importância do cuidado consigo mesmas. . .OBJETIVOS 3. com o próprio corpo. momento mais oportuno para se ter um filho).Mostrar que a vida sexual e afetiva não está necessariamente relacionada à reprodução e que a mesma pode ser desfrutada de forma consciente e responsável. para que a mesma venha a apropriar-se do planejamento familiar como um instrumento de fundamental relevância no que tange a qualidade de vida da entidade familiar. abrangendo todo o planejamento necessário ao pleno desenvolvimento e amparo da família. fortalecendo o sentimento de valorização das mesmas enquanto ser humano.Introduzir nas famílias o hábito de se realizar um controle do orçamento doméstico para que possam se organizar quanto às despesas e/ou distribuição dos gastos.Sensibilizar as famílias quanto à importância da regulação de fecundidade (limitação ou aumento de prole. abortos.Trabalhar os aspectos sexuais e afetivos das adolescentes. parágrafo 7º da Constituição Federal de 1988). 3.1 – GERAL Apresentar o Planejamento Familiar numa perspectiva que ultrapasse a escolha dos métodos contraceptivos.Proporcionar questionamentos e reflexão sobre os temas relacionados à prática de paternidade e maternidade e consciente responsabilidade sobre o número de filhos. .

Já com relação às famílias. participativa e informativa. através de palestras expositivas. orientação na realização de planilha de orçamento familiar.1 .RECURSOS 6.PÚBLICO ALVO Adolescentes do sexo feminino com idade de 12 a 18 anos em cumprimento de medida socioeducativa de internação e suas respectivas famílias. a metodologia será desenvolvida de forma participativa. 4 .03 Auxiliares educacionais .01 Médico . Esse trabalho será realizado em conjunto com alguns dos atuais parceiros da unidade. debates e discussões sobre os temas abordados e atendimento individual à essas famílias.7 .HUMANOS .01 Estagiária de Serviço Social . exibição de vídeos e filmes. discussões. através de palestras expositivas.Incentivar a inserção das famílias nos programas de planejamento familiar oferecidos pela rede pública de saúde. informativa e individual. 5 – METODOLOGIA A proposta vislumbra uma metodologia de trabalho que será desenvolvida com as adolescentes de forma lúdica. atividade pedagógica e apresentação de esquetes pelas adolescentes.02 Psicólogos . 6 . debates e bate-papos sobre os temas a serem abordados.02 Assistentes Sociais .02 Auxiliares de Enfermagem .

Diminuir/prevenir a incidência de gravidez e DST’s entre as adolescentes e consequentemente os riscos advindos das mesmas. DIU.Métodos contraceptivos (camisinhas masculina e feminina.Computador /impressora . .Aumentar a adesão e/ou inserção das famílias nos programas de planejamento familiar oferecidos pela rede pública de saúde. etc.Despertar e instigar questionamentos nas adolescentes acerca de sua família.Colas .Centro de Saúde Marco Antônio Menezes .Papel kraft .Roupas e acessórios (bonés.Planilhas para controle do orçamento doméstico que serão distribuídas .Lanche (último dia do projeto) 7 – METAS .Data show . . limitação do número de filhos. pílula) . colares.Brinquedos . espaçamento entre as gravidezes) .2 – MATERIAIS .Tesouras . 8 – PARCEIROS .Atingir uma melhoria na qualidade de vida das entidades familiares das adolescentes através do planejamento (controle de gastos.Modelos anatômicos em acrílico .DVD’s de filmes .Revistas . do planejamento familiar que esta realizou até o presente momento e qual será o seu projeto para o futuro a partir da perspectiva apresentada.GUDDS – Grupo Universitário em Defesa da Diversidade Sexual .) .Folhas de ofício .8 6.

a importância do respeito às escolhas” . 5ª semana Sessão pipoca – filme Preciosa .filme Every Day – debate e discussão acerca do conteúdo do filme 2ª semana Oficina pedagógica a ser desenvolvida através do tema: “Quem eu sou e o que eu quero?” 3ª semana Apresentação do trabalho desenvolvido na oficina sobre o tema proposto 2ª semana Palestra – Tema: “Doenças Sexualmente Tramissíveis” 3ª semana Vídeo: “Planejamento Familiar para adolescentes” – debate e discussão sobre o conteúdo do vídeo 4ª semana 4ª semana 4ª semana Palestra – Tema: Palestra – Tema: “Métodos Encerramento do Projeto “Gravidez na Contraceptivos” – As adolescentes adolescência .debate e discussão acerca do conteúdo do filme 5ª semana GUDDS .seus deverão desenvolver riscos e suas implicações” esquetes sobre o conteúdo do projeto e realizar uma redação.9 9 – CRONOGRAMA Adolescentes – Programação semanal Agosto Setembro Outubro 1ª semana Sessão PipocaIntrigas Filme 1ª semana 1ª semana Palestra – Tema: “Sexo e GUDDS – Trabalhar o Sexualidade” tema “Sexualidade e afetividade” 2ª semana GUDDS – Trabalhar tema: “Homossexualidade e adolescência curiosidade ou realidade?” 3ª semana Sessão Pipoca.Trabalhar tema “Virgindade .

Lanche 02/08 – Palestra – 13/09 – Apresentação e Tema: “Planejamento discussão sobre as Familiar – o que é?” planilhas de Agosto Atendimento individual às famílias 16/08 – Vídeo – Tema: “Orçamento familiar – como controlar os gastos” – discussão e debate sobre o conteúdo do vídeo Distribuição de planilhas de controle do orçamento familiar 30/08 – Debate e discussão sobre o tema: “ O papel do homem e da mulher no planejamento familiar” Distribuição das planilhas referentes ao mês de setembro 27/09 – Palestra – Tema: “Métodos contraceptivos” Distribuição das planilhas referentes ao mês de outubro __ __ .10 Famílias – Programação Quinzenal – 3ª feiras (dia de visita à unidade) Agosto Setembro Outubro 11/10 – Apresentação e discussão sobre as planilhas de Setembro Atendimento individual às famílias 25/10 – Encerramento do projeto. Debate sobre os resultados do projeto.

visto que as adolescentes encontram-se acauteladas e não será possível realizar outra forma de avaliação advinda do cotidiano das mesmas. a avaliação somente poderá ser realizada através da participação e interesse das mesmas durante os debates e discussões que serão realizados no decorrer da programação e através dos esquetes e redação que serão realizadas ao final do projeto. através da apresentação e discussão sobre a planilha de controle do orçamento familiar e através dos atendimentos individuais que serão realizados às famílias.11 10 – AVALIAÇÃO Com relação às adolescentes. durante o encerramento do projeto. Já com relação às famílias a avaliação será realizada sempre ao final de cada mês. . as mesmas deverão expor de que forma estão aplicando em seu cotidiano as informações transmitidas durante o decorrer do projeto e quais as mudanças têm sido realizadas ao longo do mesmo e/ou quais pretendem realizar para a melhoria da qualidade de vida da entidade familiar. Para finalizar.

Revista Brasileira em Promoção da Saúde. nº 09. Leila Campagnac. . . Ana Claudia. Um novo olhar em busca da saúde preventiva junto aos adolescentes: projeto de saúde integral adolescência e sexualidade. 2003. 2. ano/vol.19.LIMA./jun. 2010 83 BERLOFI. p. Lorena Costa. Direitos Sexuais e Direitos Reprodutivos. . RedeFax. número 003.Texto: Planejamento familiar sexualidade. .Rede Nacional Feminista de Saúde. pp-125-130.VALVERDE. Akrópolis.BIÉ.br. 18. 83-95.redesaude. n. aborto e inclusão social.LUBENOW. v. Prevenção da reincidência de gravidez em adolescentes: efeitos de um Programa de Planejamento Familiar. abr. 2005. .12 11 – REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS . Luciana Mendes. Março. Adolescência e o ato infracional: um estudo sobre a percepção da família. Disponível em www. Planejamento Familiar: o que os adolescentes sabem sobre este assunto? 2006. A mulher e o Planejamento Familiar: uma discussão de gênero. Umuarama. Ana Paula Alexandre. Acesso em 10 de nov. - .org.

ANEXOS E APÊNDICES .13 12 .

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful