P. 1
SUS - Leis nicas NOBs e NOAS

SUS - Leis nicas NOBs e NOAS

4.81

|Views: 88.585|Likes:
Publicado porapi-3731199

More info:

Published by: api-3731199 on Oct 15, 2008
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PPT, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

03/18/2014

pdf

text

original

SUS

PÚBLICO

ESTATAL

SISTEMA

PÚBLICO DE

SAÚDE

PRIVADO
LUCRATIVO

PRIVADO
NÃO
LUCRATIVO

O QUE É O SUS ?

O conjunto de ações e serviços de saúde,

prestados por órgãos e instituições públicas
federais, estaduais e municipais,
da Administração direta e indireta
e das fundações mantidas pelo Poder Público.

A iniciativa privada poderá participar do

Sistema Único de Saúde (SUS), em caráter
complementar

A gestação do SUS

Constituição de 1988

³A saúde é um direito fundamental do ser
humano

devendo o Estado prover as condições
indispensáveis ao seu pleno exercício.´

Deveres do Estado

Formulação

e

execução

de

políticas
econômicasesociaisquevisemàredução
deriscosdedoençasedeoutrosagravos

Estabelecimento

de

condições

que
asseguremacessouniversaleigualitárioàs
açõeseaosserviçosparaasuapromoção,
proteçãoerecuperação.

Odeverdo Estadonãoexcluiodas

pessoas,dafamília,dasempresaseda
sociedade

O nascimento do SUS

Lei 8.080

Instrumento que regula,

em todo o território nacional,

as ações e serviços de saúde,

executados isolada ou conjuntamente,

em caráter permanente ou eventual,

por pessoas naturais ou jurídicas

de direito público ou privado.

LEIS ORGÂNICAS

8.080 de 19 de setembro de 1990 -dispõe sobre

as condições para a organização e o
funcionamento dos serviços

8142 de 28 de dezembro de 1990 -dispõe sobre a

participação da comunidade e das transferências
intergovernamentais de recursos financeiros na
área da saúde

Objetivos

a identificação e divulgação dos

fatores condicionantes e
determinantes da saúde

formulação de política de saúde

assistência

Princípios e Diretrizes

Universalidade

Integralidade de assistência

Preservação da autonomia das pessoas na

defesa de sua integridade física e moral

Igualdade da assistência

Direito à informação sobre saúde /serviços

Utilização da epidemiologia

Participação da comunidade

Descentralização político-administrativa, com

direção única em cada esfera de governo

Capacidade de resolução

CRM ±2007

O SUS foi estabelecido pela Constituição Federal de
1998. Seus princípios são válidos para as três esferas de
governo (federal, estadual e municipal). Os princípios
fundamentais do SUS são:
a)universalidade, integralidade, descentralização e
hierarquização;
b)Descentralização, universalidade, participação e
hierarquização;
c) C) integralidade, equidade, descentralização e
regionalização;
d)Universalidade, integralidade, equidade e
participação;
e)Universalidade, integralidade, equidade e resolução.

UNIVERSALIDADE

A saúde é um direito de cidadania de

todas as pessoas e cabe ao Estado
assegurar este direito

O acesso às ações e serviços deve ser

garantido independentemente de sexo,
raça, renda, ocupação, ou outras
características sociais ou pessoais.

EQUIDADE

É a igualdade na diferença e, portanto,

significa tratar desigualmente os
desiguais. (identificando necessidades
singulares ou relativas a determinados
grupos sociais, compensando
desvantagens etc)

INTEGRALIDADE

A pessoa deve ser considerada

como um todo, considerando-se o
conjunto de suas necessidades, em
seu contexto social.

Articulação das ações de promoção,

prevenção, tratamento e reabilitação

Articulação com outras políticas

públicas (intersetorial)

Acesso a todos os niveis de atenção.

NORMAS OPERACIONAIS

JANEIRO DE 1991

NOB-SUS 01/91

FEVEREIRO DE 1992

NOB-SUS 01/92

MAIO DE 1993

NOB-SUS 01/93

AGOSTO DE 1996

NOB-SUS 01/96

JANEIRO DE 2001

NOAS 01/2001

FEVEREIRO DE 2002

NOAS 01/2002

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->