P. 1
Apostila - Tipos textuais e Gêneros Textuais

Apostila - Tipos textuais e Gêneros Textuais

|Views: 2.712|Likes:
Publicado porMila Titan

More info:

Published by: Mila Titan on Jun 12, 2012
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

08/05/2013

pdf

text

original

Sapiens

Acompanhamento Pedagógico
Tipos de Textos e Gêneros Textuais e Literários Tipos de Textos ou Tipologia Textual Tipologia Textual: Define-se como o conteúdo do texto e o formato padrão comum a ele. É o modo como a pessoa prefere escrever. Se divide em 6 tipos: Narração Modalidade em que se conta um fato, fictício ou não, que ocorreu num determinado tempo e lugar, envolvendo certos personagens. Refere-se a objetos do mundo real. Há uma relação de anterioridade e posterioridade. O tempo verbal predominante é o passado. Estamos cercados de narrações desde as que nos contam histórias infantis, como o Chapeuzinho Vermelho ou A Bela Adormecida, até as picantes piadas do cotidiano. a. Foco Narrativo e tipos de Narrador - Foco narrativo, ou ponto de vista, é basicamente, a posição a qual o narrador conta a história. Os pontos de vista mais conhecidos são dois: Narrador-Observador e Narrador-Personagem. * Narrador-Observador O Narrador-Observador é aquele que conta a história através de uma perspectiva de fora da história, isto é, ele não se confunde com nenhum personagens. Este foco narrativo se dá, predominantemente, em terceira pessoa e pode ser dividido em: • • Narrador-Observador Omnisciente: É o narrador que tudo sabe sobre o enredo, os personagens e seus pensamentos. A omnisciência do narrador pode ou não se limitar a apenas um dos personagens da história. Narrador-Observador Câmera: Este narrador não tem a ciência do que se passa nas mentes dos personagens da história, mas conhece tudo sobre o enredo e sobre qualquer outra informação que não sejam intimas da psique dos personagens.

* Narrador Personagem O Narrador-Personagem é aquele que conta a história através de uma perspectiva de dentro da história, isto é, ele, de alguma forma participa do enredo, sendo um dos personagens da história, usando a Primeira Pessoa (eu ou nós) para se contar historia. Pode-se classificar o Narrador-Personagem em: • • Narrador-Personagem Protagonista: Este narrador é a personagem principal da história, narrando-a de um ponto de vista fixo: o seu. Não sabe o que pensam os outros personagens e apenas narra os acontecimentos como os percebe ou lembra. Narrador-Personagem Testemunha: É o que vive os acontecimentos por ele descritos como personagem secundária. É um ponto de vista mais limitado, uma vez que ele narra a periferia dos acontecimentos, sendo incapaz de conhecer o que se passa na mente dos outros personagens.

* Narrador Intruso e Neutro Uma das características de ambos os focos narrativos é a possibilidade de fazer comentários sobre a sua vida e a vida dos personagens ou sobre o cenário da narrativa. O narrador que faz este tipo de comentário é chamado de Intruso; o que não o faz, de Neutro.

o texto dissertativo não está preocupado com a persuasão e sim. Argumentação nos textos dissertativos O que se faz num texto dissertativo é explicar o assunto. o relatório. o autor deve se posicionar diante do assunto e. A linguagem do texto dissertativo A linguagem neste tipo de texto é denotativa. através dos seus argumentos. O mais comum é trechos descritivos introduzidos em textos narrativos e dissertativos. 2. Não há relação de anterioridade e posterioridade. Se inverter a ordem dos relatos. etc). enfim . pela sua função caracterizadora. completando assim. 3. Lembrar-se da importância da postura crítica. portanto. sustenta. o artigo enciclopédico. ou seja. Os tempos verbais predominantes são o presente e o imperfeito. os do pretérito. 4. com emprego da forma culta e formal da língua. Numa abordagem mais abstrata. É um texto figurativo (composto por termos concretos). são predominantemente os tempos verbais do presente. preocupada com a informação. portanto. (ter. Todas as ocorrências são simultâneas. outras. com domínio da língua. para dar maior ênfase aos textos. são as literárias (subjetivas). Em princípio. Assim. A classe de palavras mais utilizada nessa produção é o adjetivo. o texto didático. da atualidade. pode-se até descrever sensações ou sentimentos. Até não se deve ter tanta preocupação em persuadir o leitor e sim. juntamente com o texto de apresentação científica. com a transmissão de conhecimento.aquelas que se limitam a mostrar apenas características e funções dos objetos. Não é importante a ordem dos relatos. organizando-os de forma coesa e manter coerência entre os assuntos. o ponto de vista inicial. pode-se usar tempos do mundo narrado. é discorrer sobre ele. o texto dissertativo pertence ao grupo dos textos expositivos. É fazer uma descrição minuciosa do objeto ou da personagem a que o texto se refere. Citar fatos históricos. mostrar o seu conhecimento de mundo com clareza. Não traz transformações nos seus relatos. isto é. estar. Significa "criar" com palavras a imagem do objeto descrito. é fazer uma exposição do tema. sendo. A isso é o que se chama de metáfora temporal. Diante do tema. Isto não significa que não se pode usar recursos poéticos. as que incluem emoções no conteúdo. Todo enriquecimento do texto é importante. discorrer sobre ele. ou até. geográficos. Dificilmente essa tipologia será predominante em um texto. 5. ou seja. Predominam verbos de estado. No entanto. os quais serão fechados na conclusão. Dissertação Dissertar é o mesmo que desenvolver ou explicar um assunto.tudo que possa enriquecer e ilustrar o ponto de vista tomado inicialmente pelo autor.passar conhecimentos verdadeiros. As características de um texto descritivo: 1. passar as informações que se pretende . As formas verbais do texto dissertativo Os tempos verbais dos textos dissertativos argumentativos.Descrição Um texto em que se faz um retrato por escrito de um lugar. não há progressão temporal. Deve ser uma linguagem impessoal e objetiva. ambientais. Quando o texto. um texto informativo. temos um texto dissertativo-argumentativo. nada muda. artísticos. ser. * Há descrições que são puramente técnicas (científicas) . selecionando os conteúdos pelos seus valores reais. além de explicar. do mundo comentado. São abordadas outras áreas no texto dissertativo? Sim. menor comprometimento. um animal ou um objeto. uma pessoa. . históricos e recursos linguísticos. também persuade o interlocutor e modifica seu comportamento.

avalia. regras. pois esta é característica do texto dissertativo. empregados no modo imperativo. etc. 3ª pessoa e predominío da linguagem clara. O texto expositivo apenas expõe ideias sobre um determinado assunto. Ex: ensaios. livro impresso Indústria-comércio (mercantil) Empresa indústria cliente CHEQUE Talão de cheque Bancária Cliente . manuais. leis. expõe ideias. Informação O Texto informativo tem a função de informar o leitor a respeito de algum fato. A mescla do texto expositivo com o texto narrativo. Características Básicas são: uso da função referencial da linguagem. literários ou não. (Fonte: Marina Kbssão) Injunção Indica como realizar uma ação. O texto informativo informa algo. de revista. porém nota-se também o uso do infinitivo e o uso do futuro do presente do modo indicativo. convenções. e pode apresentar uma análise desta informação implícita no texto. reflete. Ex: Aula. porém jamais faz uma análise imparcial nem defende alguma ideia. relato de experiências. receitas culinárias. propagandas. As práticas sociais é que determinam o gênero adequado pois são mecanismos de organização das atividades sociocomunicativas do dia-a-dia e circulam nos mais variados meios de comunicação. (analisa ideias). expõe uma informação. NOVELA Televisão Mídia televisiva Autores telespectadores CRÔNICA Seção coluna de jornal/revista Mídia impressa jornal/revista Escritor leitor de jornal/revista ROMANCE Livro Indústria literária Escritor leitor ENTREVISTA Revista Mídia escrita Jornalista e entrevistado/leitor CARTA OFÍCIO Folha papel timbrado e envelope Acadêmico escolar oficial Universidade/Escola Prefeitura BIOGRAFIA Livro Indústria Literária Escritor/Leitor MANUAL DE INSTRUÇÃO DE TV Folheto. folhetos informativos. é o texto de uma notícia de jornal. artigos científicos.Exposição Apresenta informações sobre assuntos. Também é utilizado para predizer acontecimentos e comportamentos. Os verbos são. etc. Utiliza linguagem objetiva e simples. Alguns podem ser caracterizados como textos dissertativos. notícia. Se refere às diferentes formas de expressão textual. Diferencia-se do texto expositivo por não expor ideias. na sua maioria.banco EDITORIAL Jornal /revista impressos Mídia jornal impresso . Gênero Textual Gênero Textual : São tipos específicos de textos de qualquer natureza. Não faz defesa de uma ideia. Ex: Previsões do tempo. explica. etc. obtem-se o que conhecemos por relato. folder.

envolvendo uma ou mais personagens. etc. crônicas. Gênero Épico ou Epopéia O texto épico relata fatos históricos realizados pelos seres humanos no passado. cultural. às narrativas podem ser histórias policiais. Fábula: é um texto de carácter fantástico que busca ser inverossímil (não tem nenhuma semelhança com a realidade). comportamental. lírico e dramático.). sendo ele imaginário ou não. enredo. com tempo. de Machado de Assis. As narrativas utilizam-se de diferentes linguagens: a verbal (oral ou escrita). na maioria das vezes. A distinções entre os gêneros e categorias são flexíveis. Como exemplos de novelas. contos. a visual (por meio da imagem). Gênero lírico Se faz. Caracteriza-se por personagens previamente retratados. expondo ideias. e a finalidade é transmitir alguma lição de moral. novelas. de ficção e etc. de Luís de Camões. breve. de Homero. pelo espaço e pelo tempo. os outros dois gêneros — o narrativo e o dramático — também podem ser escritos nessa forma. Entretanto. moral. Platão e Aristóteles. literário. que conta situações rotineiras. clímax e desfecho é classificado como narrativo. Ensaio: é um texto literário breve. 1. fábulas e ensaios. modalidades textuais pertencentes ao gênero narrativo. críticas e reflexões morais e filosóficas a respeito de certo tema. e os ficcionais inventam um mundo. É menos formal e mais flexível que o tratado. . A divisão clássica é feira em três grupos: narrativo ou épico. quando iniciaram estudos para o questionamento daquilo que representaria o literário e como essa representação seria produzida. sem que se paute em formalidades como documentos ou provas empíricas ou dedutivas de caráter científico. poemas épicos. onde os acontecimentos ocorrem coerentemente com o que se passa no enredo da história. ligada à vida cotidiana. além de outras. • • • • • Romance: é um texto completo. e assim o faz de diversas formas. A classificação das obras literárias pode ser feita de acordo com critérios relacionados ao tema abordado na obra e à estrutura com qual a obra é apresentada. de Kafka. Textos narrativos :Seguem. filosófico. e de ficção. Epopéia ou Épico: é uma narrativa feita em versos. Os não-ficcionais baseiam-se na realidade. As personagens principais são animais ou objetos. situado em tempo e lugar determinados. situado entre o poético e o didático.Empresa (jornal/revista) leitor NOTICIÁRIO Jornal tevê rádio Mídia Apresentador público NARRAÇÃO DE JOGO DE FUTEBOL Rádio/TV Mídia esportiva Narrador – ouvintes/telespectadores Gêneros Literários Gênero literário é uma categoria de composição literária. com linguagem coloquial. e A Metamorfose.de modo que não se pode determinar uma categorização de todas as obras seguindo uma abordagem comum.Todas as modalidades literárias são influenciadas pelas personagens. É relatar um enredo. embora modernamente prefira-se a prosa. Consiste também na defesa de um ponto de vista pessoal e subjetivo sobre um tema (humanístico. Inicialmente. Conto: é um texto narrativo breve. Todos os gêneros podem ser não-ficcionais ou ficcionais. político. Ilíada e Odisséia.Quanto à estrutura. O personagem se caracteriza existencialmente em poucas situações. Todo texto que traz foco narrativo. Essa divisão partiu dos filósofos da Grécia antiga. conflito. personagens. de amor. Novela: é um texto caracterizado por ser intermediário entre a longevidade do romance e a brevidade do conto. espaço e personagens bem definidos de carácter verossímil. num longo poema que ressalta os feitos de um herói ou as aventuras de um povo. a gestual (por meio de gestos). geralmente em prosa. Crônica: é uma narrativa informal. abaixo. • • . fazia parte da literatura oral e Boccaccio foi o primeiro a reproduzi-lo de forma escrita com a publicação de Decamerão. em versos e explora a musicalidade das palavras. com um toque de humor e crítica. tempo e espaço. pode-se classificar as obras narrativas em romances. Quanto à temática. podem ser citadas as obras O Alienista. anedotas e até folclores (conto popular). social. Três belos exemplos são Os Lusíadas. ao conteúdo e à extensão.

romance. conto. • • • • • • Elegia — é um texto de exaltação à morte de alguém. Uma piada é um bom exemplo de sátira. carta de leitor. novela fantástica. autobiografia. conferência.Gênero Dramático É um gênero essencialmente ligado a representação de um aconteciemto. ou seja. comunicação oral. ensaio ou tempo perfil biográfico. narrativa de ficção cientifica. noites românticas com poemas e cantigas. noticia. sendo que a morte é elevada como o ponto máximo do texto. No entanto. ensaio Texto expositivo. estrutura-se em dois tipos de textos: rubrica e o discurso direto. entrevista de especialista. palestra. refutação e debate regrado. relatório científico. piada Cultura Ficcional Literária Narrar (Narração) Documentação e Relatar memorização das (Descrição ações humanas informação) Relato de experiência vivida. regulamento. já que existe uma tendência atual muito grande em teatralizar qualquer tipo de texto. biografia Textos de opinião. de posição resenha crítica. romance histórico. É muito difícil ter definição de texto dramático que o diferencie dos demais gêneros textuais. podendo ser também uma crítica indireta a algum fato ou a alguém. Poesia de cordel . que informa os atores e o leitor sobre a dinâmica do texto principal. narrativa mítica. reportagem. diário Representação pelo íntimo. regras de jogo.texto tipicamente brasileiro em que se retrata. testemunho. relato histórico. editorial. composto pela parte do texto que deve ser dito pelos atores na e pelo texto secundário. relato de viagem. situadas no crônica esportiva. crônica social. Sustentação. Epitalâmia — é um texto relativo às noites nupciais líricas. Conto de Fadas. verbete. Sátira — é um texto de caráter ridicularizador. biografia romanceada. resenha. seminário. fábula. deliberação informal. tomada de notas. texto explicativo. resumo de textos expositivos e explicativos. Tragédia — representa um fato trágico e tende a provocar compaixão e terror. discurso de defesa negociação de tomadas (advocacia). a principal característica do texto dramático é a presença do chamado texto principal. comandos diversos. fatos diversos da sociedade e da realidade vivida beijos por aquele povo Gêneros Orais e Escritos na Escola Domínios sociais Aspectos de comunicação tipológicos Capacidade de Exemplo de gêneros orais e escritos linguagem dominante Mimeses de ação através da criação da intriga no domínio do verossímil [Conto Maravilhoso]. discurso de acusação (advocacia). com forte apelo linguístico e cultural nordestinos. adivinha. anedota ou caso. sketch ou história engraçada.narrativa de aventura. artigos de opinião ou assinados. Farsa — é um texto onde os personagens principais podem ser duas ou mais pessoas diferentes e não serem reconhecidos pelos feitos dessa pessoa. histórico. discurso de experiências e curriculum vitae. receita. de William Shakespeare. relatório oral de experiência Instruções de montagem. carta de solicitação. lenda. instruções de uso. crônica literária. artigo enciclopédico. textos prescritivos Discussão de problemas sociais controversos Argumentar (Dissertação) Transmissão e construção de saberes Expor (Exposição) Apresentação textual de diferentes formas dos saberes Instruções e prescrições Descrever ações (injunção) Regulação mútua de comportamentos . exposição oral. Um bom exemplo é a peça Roan e Yufa. Um bom exemplo de epitalâmia é a peça Romeu e Julieta nas Noites Nupciais. Apresenta qualquer tema. diálogo argumentativo. assembleia. narrativa de enigma. vividas.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->