Você está na página 1de 2
CPqDCPqDCPqDCPqD GerênciaGerênciaGerênciaGerência dadadada PlantaPlantaPlantaPlanta InternaInternaInternaInterna

CPqDCPqDCPqDCPqD GerênciaGerênciaGerênciaGerência dadadada PlantaPlantaPlantaPlanta InternaInternaInternaInterna

 

A constante evolução do mercado de telecomunicações demanda que as operadoras otimizem a utilização de suas redes e diminuam custos de operação. A diversidade de equipamentos e tecnologias, bem como dos serviços por eles ofertados, demanda um controle rigoroso e integrado de informações sobre a planta interna, que subsidie a execução de atividades-chaves da operadora. Pensando nisso, o CPqD criou um sistema flexível de gerenciamento de informações sobre os recursos físicos e lógicos das redes das operadoras, com opções para modelagem de equipamentos, cadastro, apoio ao projeto de rede e aprovisionamento de recursos da planta instalada.

O

CPqD Gerência da Planta Interna auxilia os operadores em suas diferentes tarefas de administração da rede.

ModelagemModelagemModelagemModelagem dededede EquipamentosEquipamentosEquipamentosEquipamentos --- Suporta a especificação detalhada dos diversos equipamentos da planta interna, incluindo as características com que são comercializados pelos fabricantes --- como sua estrutura física: bastidores, sub-bastidores, slots, placas e portas. Além disso, permite definir as facilidades suportadas pelos modelos.

coexistência de vários equipamentos de diferentes fabricantes no mesmo banco de dados é fundamental para se formar um cadastro único.

A

CadastroCadastroCadastroCadastro --- Permite o registro de todos os elementos de planta interna relacionados às redes de transmissão, dados e wireless em dois grupos: físico e lógico. O cadastro físico abrange os equipamentos, os distribuidores e as conexões físicas entre eles. Os equipamentos são cadastrados a partir dos modelos previamente definidos, de modo que sua estrutura e suas funções são herdadas no momento do cadastro. Os componentes lógicos das redes são introduzidos sobre os recursos físicos, considerando as características técnicas, configurações e tecnologias. O CPqD Gerência da Planta Interna suporta redes PDH, SDH, xWDM, xDSL, rádio e IP. As informações lógicas são registradas e controladas a partir das hierarquias em camadas intrínsecas de cada rede. Equipamentos e redes não pertencentes à operadora também são suportados como pontos de interconexão com outras operadoras ou equipamentos de clientes.

ProjetoProjetoProjetoProjeto --- As alterações nas redes devem ser feitas de forma controlada, planejadas e implantadas através de um projeto. Só após

a

implementação em campo, seja in loco ou através de um sistema de gerência de rede ou mediador, passam a compor o

cadastro. O CPqD Gerência da Planta Interna suporta a criação de projetos de rede e análise de cenários, garantindo a integridade dos dados entre a rede existente e os elementos projetados.

AprovisionamentoAprovisionamentoAprovisionamentoAprovisionamento --- O cadastro atualizado permite fornecer serviços para os clientes com agilidade. Uma única base de dados centralizada preserva a integridade dos dados, independentemente de pessoas ou departamentos (operação, engenharia, etc.) envolvidos na atualização. O CPqD Gerência da Planta Interna permite acessar tais informações de forma a facilitar o aprovisionamento dos serviços. Com isso, pode-se definir o melhor modo de atender a cada cliente, designando os recursos de rede ideais.

RelatóriosRelatóriosRelatóriosRelatórios --- Relatórios pré-formatados estão disponíveis via Web. Pode-se criar novos relatórios personalizados conforme necessidades específicas.

IntegraçãoIntegraçãoIntegraçãoIntegração --- Informações complementares sobre a rede interna são necessárias como parte do processo de provisionamento fim-a-fim de um serviço. Portanto, integrá-las com outras aplicações de suporte à operação dentro da empresa é crucial para o fornecimento preciso de serviços.

O CPqD Gerência da Planta Interna possui uma interface Web altamente amigável. Disponibiliza uma visualização gráfica e esquemática da planta interna, em termos de topologia de rede, plano de face de equipamentos e conexões físicas e lógicas. O controle de acesso às funções é de fácil implementação pelo administrador do sistema, segundo a política interna da operadora. Além disso, conta com uma arquitetura modular que permite a evolução gradual de suas funcionalidades, bem como a composição de um sistema personalizado, totalmente alinhado às necessidades específicas de cada operadora.

bem como a composição de um sistema personalizado, totalmente alinhado às necessidades específicas de cada operadora.
bem como a composição de um sistema personalizado, totalmente alinhado às necessidades específicas de cada operadora.

CPqDCPqDCPqDCPqD GGerênciaGGerênciaerênciaerência dadadada PlantaPlantaPlantaPlanta ExternaExternaExternaExterna

É uma autêntica solução SIG (Sistema de Informações Geográficas) desenvolvida para automatizar os processos associados à rede externa em uma empresa de telecomunicações, desde as fases de planejamento, projeto e construção da rede, até o aprovisionamento de serviços e gerenciamento das facilidades da rede externa, bem como suporte para a equipe de manutenção desta. A base de dados corporativa de rede externa pode ser acessada a partir de um desktop baseado na ferramenta CAD ou por meio da Web. O CPqD Gerência da Planta Externa oferece um conjunto integrado de funcionalidades para o gerenciamento da rede externa.

CadastroCadastroCadastroCadastro --- Elementos como equipamentos, cabos, conectores, estações e headends são registrados e associados aos elementos de infraestrutura, como pedestais, caixas subterrâneas e postes. Os elementos de rede e infraestrutura são registrados geograficamente em relação ao mapeamento urbano (ruas, quadras e lotes), utilizando uma interface gráfica intuitiva. O sistema possui modelos para registro das redes metálica, óptica e coaxial, quer sejam aéreas ou subterrâneas, de acesso ou de transporte. A conectividade entre os elementos permite o registro fiel da topologia da rede, possibilitando a geração automática de esquemáticos e a execução de traces. A base de dados pode ser complementada com a associação de documentos de diferentes formatos aos elementos da planta, como detalhes construtivos, atas de reunião ou planilhas de testes.

ProjetoProjetoProjetoProjeto --- Suporte para criação de projetos de rede e análise de cenários, sendo capaz de relacionar os materiais e mão-de-obra necessários para a construção de cada elemento, possibilitando simular várias alternativas e selecionar a de menor custo. A integração com um ERP permite acompanhar todas as fases da rede, desde o projeto até a sua construção. O sistema garante a integridade dos dados entre a rede existente e os elementos projetados.

TraceTraceTraceTrace dededede rederederederede --- Utilizando-se dos registros de conectividade da rede, é possível percorrer sua topologia nos sentidos upstream e downstream para, por exemplo, localizar falhas detectadas por OTDRs ou para estimar a viabilidade de atendimento xDSL.

AprovisionamentoAprovisionamentoAprovisionamentoAprovisionamento --- Faz a gestão das facilidades de rede. Controla a capacidade dos equipamentos, a ocupação dos circuitos e a designação automática das melhores facilidades. A integração com o inventário e sua característica geoespacial garantem a alocação dos melhores recursos de rede para o provimento dos serviços. Integra-se com sistemas de gerenciamento de ordens de serviço, automatizando o aprovisionamento.

GeoAnáliseGeoAnáliseGeoAnáliseGeoAnálise --- Suporte para a tomada de decisões através da análise espacial de informações em mapas temáticos. São utilizados os dados de rede e outros que podem ser associados, tais como faturamento, demanda por novos serviços ou utilização dos já existentes.

RelatóriosRelatóriosRelatóriosRelatórios --- Relatórios pré-formatados estão disponíveis via Web. Pode-se criar novos relatórios personalizados conforme necessidades específicas.

IntegraIntegraçãoIntegraIntegraçãoçãoção --- Informações sobre a rede externa são necessárias como parte do processo de aprovisionamento fim-a- fim do serviço. Portanto, integrar estas informações com outras aplicações de suporte à operação dentro da empresa é crucial para fornecer serviços com agilidade.

com outras aplicações de suporte à operação dentro da empresa é crucial para fornecer serviços com