Você está na página 1de 14

Geomancia, Runas e LOST | Sedentário & Hiperativo Page 1 of 14

 Blog
 Culpados

Busca
Procurar por: Google Search

Geomancia, Runas e LOST


26 mai 2009 | por Marcelo del Debbio em Teoria da Conspiração às 2:02 • editar

Olá crianças,

10 Partiu, pois, Jacob de Berseba, e foi a Harä;


11 E chegou a um lugar onde passou a noite, porque já o sol era posto; e tomou uma das pedras
daquele lugar, e a pós por seu travesseiro, e deitou-se naquele lugar.
12 E sonhou: e eis uma escada posta na terra, cujo topo tocava nos céus; e eis que os anjos de Deus
subiam e desciam por ela;
13 E eis que o SENHOR estava em cima dela, e disse: Eu sou o SENHOR Deus de Abraão teu pai, e o
Deus de Isaac; esta terra, em que estás deitado, darei a ti e à tua descendência;
Genesis 28:10-13

Aproveitando o final da quinta temporada de LOST e seu enigmático personagem Jacob, o Teoria da
Conspiração decidiu fazer um post especial sobre Oráculos. Para começarmos o texto, nada mais justo
que explicarmos o simbolismo contido na Escada de Jacob e as bases para quase todas as Ordens
Esotéricas Antigas (incluindo o próprio templo no qual o enigmático Jacob reside). A partir da
estrutura do Templo, temos as bases dos primeiros Oráculos.

Jacob
A Bíblia nos relata que Jacob (ou Jacó, para os brasileiros), em sua viagem para Harã, precisou
repousar e utilizou-se de uma pedra como travesseiro. Em seus sonhos, ele viu uma escada que avançava da Terra até o Reino dos Céus, e que
os Anjos subiam e desciam através dela, levando e trazendo as mensagens até Deus.
Como sabemos que toda a Gênesis é simbólica e ocultista, cujos textos são alegorias para textos herméticos e iniciáticos relacionados com a
Kabbalah, precisamos primeiro entender quem foi Jacó e qual sua importância para as principais religiões mundiais.
Jacó é neto de Abraão, filho de Isaac e irmão de Esaú. Jacó teve doze filhos e uma filha de suas duas mulheres, Léia e Raquel, e de suas duas
concubinas, Bila e Zilpa. Ele foi o antepassado das doze tribos de Israel. Seus filhos são Rúben, Simeão, Levi, Judá, Dã, Naftali, Gade, Aser,
Issacar, Zebulom, José e Benjamim e sua filha era Diná. As doze tribos de Israel tem relação direta com os Doze Signos do Zodíaco, mas isso é
assunto para outra coluna.

A Escada de Jacó
A Escada de Jacob é uma alegoria para a estrutura completa da Árvore da Vida, entrelaçada em seus quatro mundos
(Atziluth, Briah, Yetzirah e Assiah), formando uma complexa estrutura que se assemelha aos degraus de uma escada
em espiral.
Os 72 anjos da Kabbalah, ou “Emanações do Nome de Deus” são os anjos que aparecem simbolicamente no sonho de
Jacob, trazendo as perguntas e respostas dos magistas que utilizam-se deste sistema oracular. A Escada também
simboliza a subida iniciática do Mundo Material até O Mundo Primordial.
Esta pedra usada por Jacob é tão importante esotericamente que até os dias de hoje, NENHUM soberano é coroado na
Inglaterra se não estiver sentado sobre ela. A chamada “Stone of Scone” (atualmente localizada na abadia de
Westminster) é usada desde tempos imemoriais, tendo registros anteriores ao século VIII de seu uso na coroação dos
reis britânicos. Como eu já havia falado em outro Post, ela faz referência à pedra na qual a espada do Rei Arthur está

http://www.sedentario.org/colunas/teoria-da-conspiracao/geomancia-runas-e-lost-2-16... 06/08/2009
Geomancia, Runas e LOST | Sedentário & Hiperativo Page 2 of 14

cravada e serviu como um dos exemplos para os textos originais da lenda do rei (além, claro, do seu simbolismo
tradicional como Malkuth e o ponto de partida para a Iniciação à Escada de Jacó).
A Escada passa pelos quatro mundos: o Mundo Material (representado pelo elemento Terra, pelo naipe de ouros e pela távola redonda), o
Mundo Mental (representado pelo elemento ar, pelo naipe de Espadas e por excalibur), o Mundo Emocional (representado pelo elemento água,
pelo naipe de copas e pelo Santo Graal) e finalmente pelo Mundo Espiritual (representado pelo elemento fogo, pelo naipe de paus e pelo Cajado
de Merlin).

O Templo de Hermes-Toth
A partir da escada de Jacob, podemos estruturar os templos antigos segundo a própria Árvore da Vida. Como já discutimos em posts anteriores,
a Construção dos Templos (e posteriormente das catedrais, igrejas templárias e finalmente templos maçônicos) reflete a Árvore da Vida.
Em LOST, quando é mostrado o Templo de Tauret (creio que a estátua seja da deusa hipopótamo
Tauret, a deusa protetora dos renascimentos, que auxilia Horus em sua luta contra Set), ele segue o
mesmo padrão dos templos iniciáticos (bola dentro da equipe do J.J. Abrahams). Fiz uma montagem
ao lado para que vocês possam acompanhar.
Nos templos antigos, o centro do templo refletia TIPHERET, a chama dos Illuminati (não vou mais
explicar nem o que é Tipheret nem o que é Illuminati, vocês que procurem nos posts antigos). Nos
primeiros templos, era representado por uma fogueira; nos templos simbólicos mais modernos
(rosacrucianos, maçônicos, templários e thelêmicos) é representado pelo livro da Lei (uma bíblia nos
templos maçônicos). Da mesma maneira, a estrutura central do templo era escorada por quatro pilares
(representando Mercúrio, Vênus, Marte e Júpiter – Hod, Netzach, Geburah e Chesed).
Nos templos modernos, estes pilares não precisam mais necessariamente exercer a função de
sustentação, e finalmente, o teto aberto, que permite a observação das estrelas (e que hoje
normalmente é apenas pintado simbolicamente nas lojas).
A partir da estrutura dos templos e dos quatro pilares, os Iniciados estudavam o primeiro de todos os
Oráculos, chamados de Geomancia. A escolha do nome Jacob parece muito apropriado para uma
entidade que parece estar no passado, presente e futuro tudo ao mesmo tempo agora; como os
Oráculos.

A Geomancia
Suas origens remontam à África, embora tenham MUITAS semelhanças com o I-Ching chinês. O próprio Jesus
Cristo (Yeshua) é retratado em diversos Apócrifos como tendo “escrito nas areias” antes de responder aos
questionamentos de alguns homens que o procuravam. Como Essênio, é muito claro que ele era também um
Mestre de Geomancia.
Não vou explicar os detalhes de como a Geomancia funciona. Quem quiser ler a respeito eu fiz um post
específico sobre Geomancia no meu blog. Basicamente, consiste em se riscar traços na areia em um estado
alterado de consciência e depois decodificar a mensagem recebida.
A Geomancia tradicional funciona com base na estrutura simbólica da Árvore de Jacob, ou seja, utiliza-se quatro
níveis qu,e através da meditação, resultam em símbolos que podem ser codificados como “zeros” ou “uns”. A
partir destas combinações temos desde (1-1-1-1 – Via) até (2-2-2-2 – Populus), cada um associado aos sete
planetas tradicionais (mercúrio, vênus, marte, júpiter, saturno, lua e sol) e o dragão (cauda e cabeça) que
representa a própria escada de Jacob. Cada planeta aparece em seu aspeco solar (yang) ou lunar (yin), totalizando
16 combinações possíveis.
Como a seqüência divinatória completa envolve também os quatro mundos (espiritual, emocional, mental e físico), temos um total de 16 x 4 =
64 combinações (curiosamente e “coincidentemente” o mesmo resultado dos trigramas do I-ching…). Mesma coisa, nomes diferentes…

Urim e Tumim
De acordo com a visão judaica, o Urim e Tumim remonta ao Sumo Sacerdote de Israel. A placa peitoral que utilizava
era dobrada ao meio, formando um bolso onde ficava um pergaminho contendo o nome de Deus. Este nome fazia
com que certas letras gravadas sobre as pedras preciosas acendessem de acordo com as questões perguntadas. Aquele
que desejava uma resposta (apenas questões de relevância dentro da comunidade israelita poderiam ser perguntadas)
ia ao sumo sacerdote . Este virava-se para a arca da aliança, e o inquiridor de pé atrás do Sumo-Sacerdote fazia a
pergunta em voz baixa. O sumo sacerdote, olhando para as letras que se acendiam, era inspirado para decifrar a
resposta de Deus. Estes utensílios foram utilizados até a destruição do Primeiro Templo, quando pararam de funcionar.
Geralmente os cristãos crêem que Urim e Tumim fossem duas pedras colocadas no peitoral do Sumo Sacerdote de Israel, contendo em uma face
resposta positiva e em outro resposta negativa. Fazendo-se a pergunta, jogavam-se as pedras, e de acordo com os lados que caissem era
confirmado uma resposta negativa, positiva ou sem resultados.
Alguns personagens bíblicos e, posteriormente, diversos rabinos, utilizavam-se de duas pedras, uma branca e uma negra, que ficavam em um
saco especialmente preparado, para fazer as vezes de oráculo. Podemos encontrar diversas referências bíblicas a respeito deste antigo método
oracular (Exodo 28:30, Levítico 8:8, Números 27:21, Deuteronômio 33:8, Samuel 28:6, Esdras 2:63 e Neemias 7:65).

As pedras brancas e negras faziam também o papel dos traços na areia, e por sua praticidade, começaram a ser usadas também como um auxílio
à Geomancia. Ao invés de riscar os traços na areia, o consulente pegava em um saco pedras brancas ou negras e fazia as combinações
necessárias (de maneira semelhante às moedas do I-ching).
Com a associação das letras e números do alfabeto hebraico (também chamada Gematria), os Pitagóricos e alguns Oráculos utilizavam ossos
esculpidos para representar estas letras (que por sua vez também representavam planetas, signos e elementos, e todas as gazilhões de informação
que cada elemento desses simboliza).

Os Dados e os Dominós
Muita gente se pergunta qual seria o elo de ligação entre o Urim e Tumim, as Runas e o Tarot. A
resposta, por mais prosaica que pode parecer, sempre remete aos inocentes e singelos jogos (e nunca
vamos nos esquecer dos vícios dos Jogos de Azar… “seres humanos, profanando tudo o que encontram
pela frente desde 4.000 AC”). Dados como oráculos e utilizados como jogos de azar são registrados
desde o Mahabharata até os Salmos (salmo 22:18, “repartem entre si minhas vestes, e sobre minha túnica
lançam sortes”). Para substituir as duas pedras de Urim e Tumim, eram arremessados dois dados,
numerados de 1 a 6. O número de combinações possíveis é de 21 (1-1, 1-2, 1-3, 1-4, 1-5, 1-6, 2-2, 2-3, 2-
4, 2-5, 2-6 e assim por diante) totaliza 21 (com algumas jogadas com maiores possibilidades do que
outras, os chamados “duplos”, entre eles o famigerado “Snake eyes”, equivalente ao arcano do Diabo).
Os dominós nada mais são do que estas 21 jogadas de dados colocadas lado a lado. Posteriormente,

http://www.sedentario.org/colunas/teoria-da-conspiracao/geomancia-runas-e-lost-2-16... 06/08/2009
Geomancia, Runas e LOST | Sedentário & Hiperativo Page 3 of 14

alguns jogos de dominó passaram a contar também com uma das casas vazias, para simular o lançamento
de apenas um dado, elevando o total de possibilidades para 28.
Tudo o que restou desta transição nos baralhos modernos foi justamente as figuras da corte, que aparecem “divididas” ao meio, tal qual as peças
de dominó.

As Runas
Das 16 pedras originais, os celtas e os nórdicos desenvolveram a estrutura que ficou conhecida como
“Elder Futhark”. As primeiras referências que temos do uso de runas datam de 150 DC. Composta de
24 letras, parcialmente adaptadas do alfabeto grego e do romano. Todo mundo pensa que runas eram
exclusividades nórdicas, mas pouca gente sabe que existiam também jogos de runas baseadas no
alfabeto Etrusco, composto de 20 símbolos. As runas, chamadas não por acaso de “folhas de
Yggdrasil”, foram os segredos passados para Odin durante os nove dias que ficou espetado pela
própria lança na “Árvore dos Mundos” (nove dias, nove esferas descontando Malkuth…)
Cada uma das 24 runas representa um Caminho dentro da Árvore da Vida, mais duas runas que
representam Yesod e Malkuth. Além disso, cada conjunto de runas possui sua própria mitologia
envolvendo diversos deuses nórdicos.
Os celtas tinham sua própria versão das runas, que usavam também para confeccionar talismãs. O
problema é que as runas celtas eram tradicionalmente esculpidas em galhos cortados de macieiras, o
que fez com que pouquíssimos exemplares ficassem preservados nos museus. Os nórdicos entalhavam
suas runas em pedras, o que fez com que exemplares intactos chegassem até os dias de hoje.
A Magia prática rúnica se assemelha muito à magia ritualística cabalista, sendo (na minha opinião)
mais simples para um magista iniciante de trabalhar.

Geomancia, Gematria e Tarock


No Egito, especialmente Alexandria, estava o berço dos Illuminati e os maiores avanços esotéricos e científicos.
Quando os Mamelucos tomaram o controle daquela região (vamos ver isso mais em detalhes quando eu chegar
nas Cruzadas), eles tomaram muitos dos conhecimentos dos Sufis (os místicos islâmicos), especialmente seus
conhecimentos de Astrologia e Oráculos (que já vinham sendo desenvolvidos desde o século XI, com al-
Ghazali). Este conhecimento passou posteriormente para os Templários, Cátaros e Rosacruzes.
Da combinação da Gematria (as 22 letras e números do alfabeto hebraico) somados ao conceito dos 4 Mundos
(que eram representados simbolicamente pelos 4 elementos, como já vimos anteriormente) e as dez esferas,
temos as primeiras impressões de um oráculo que era chamado de “Tarock Mamluk”. Os protótipos dos
primeiros conjuntos de Tarot.
O primeiro registro a respeito de um deck de tarot consta de 1376, em Bern, na Suíça (justamente os católicos
banindo qualquer tipo de “adivinhações” da cidade). Os decks mais antigos que se tem exemplares são os
Visconti-Sforza (produzido por volta de 1450-1490 e já com os tradicionais 78 Arcanos, embora nenhum museu
do mundo tenha mais do que trinta deles em sua coleção), da família de ocultistas italianos que foram patronos
de ninguém menos que o Grão Mestre Leonardo daVinci (1452-1519); o tarot de Visconti de Modrone
(produzido por volta de 1466) e o Brera-Brambilla, confeccionado por Francesco Sforza em 1463 (Francesco
Sforza foi mencionado no “Príncipe”, de Maquiavel e serviu como modelo para uma das mais famosas estátuas
do Leonardo DaVinci).

O Tarot de Marselha
Ao contrário da crença popular, o “Tarot de Marselha” não faz parte da primeira leva de tarots que apareceram no ocidente nos séculos XIV e
XV. Seu nome origina-se no capítulo XI do livro “O Tarot dos Boêmios” em 1889, escrito por ninguém menos que o dr. Gerard Encausse
(Papus) e baseado nos tarots de Noblet (1650) e Dodal (1701). Uma das características principais deste tarot é conter a Papisa Joana no lugar da
Sacerdotisa.
E do século XVIII até o dia de hoje, milhões de tipos diferentes de tarot foram criados. Uns bons, a imensa maioria cópia ou plágio dos
tradicionais e um monte de porcaria… mas isso é assunto para uma coluna só de tarot, e voltarei a abordar este tema quando chegarmos à Arthur
Waite, Aleister Crowley e a Golden Dawn.

————
Textos novos no blog Teoria da Conspiração e no Blog da Daemon.

- DMT e a Glândula Pineal


- A “Aposta de Pascal” no Richard Dawkins
- Resultados da Hospitalaria – Abril/2009
- Maçonaria Regular e Lojas Expúrias
- Os Illuminati e o Dia do trabalho
- Básicos de Alquimia
- Puzzle Cabalístico
- A Metáfora, por Joseph Campbell
- São Jorge, o Dragão e a princesa
- Escotismo e Maçonaria

————
Cursos
31/05 – Runas e Magia Prática Rúnica (SP)

06/06 – Kabbalah (Brasília)


07/06 – Chakras, Kundalini e Magia Sexual (Brasília)

11/06 – Kabbalah (SP)


12/06 – Astrologia Hermética (SP)
13/06 – Tarot (Arcanos Menores) (SP)
14/06 – Chakras e Magia Sexual (SP)

Informações no email marcelo@daemon.com.br

http://www.sedentario.org/colunas/teoria-da-conspiracao/geomancia-runas-e-lost-2-16... 06/08/2009
Geomancia, Runas e LOST | Sedentário & Hiperativo Page 4 of 14

 33 Protestos
 Compartilhe

Comentários

1. Leandro
26 de maio • Editar

Estive em um museu em Edinburgo, onde estão as jóias da coroa escocesa. E lá tem uma pedra, representando essa que seria a utilizada
para a coroação dos reis escoceses. Diz a lenda que ela está em posse dos britânicos, para que os escoceses não consigam nunca sua
independência…

2. Douglas
26 de maio • Editar

Só um adendo: A Stone of Scone, mais conhecia como Stone of Destiny, é escocesa, foi roubada pelos ingleses e colocada sob o assento
da cadeira da coroação de Westminster, foi roubada e quebrada por um grupo de estudantes escoceses nos anos 50, foi devolvida aos
ingleses, e por fim, devolvida aos escoceses, hoje se encontrando no castelo de Edinburgh.

3. Tinfoden
26 de maio • Editar

first aehheaueauheha

vlw o post super legal

4. Guilherme
26 de maio • Editar

Tio DD,
eu acho que você já falou sobre isso mas não me lembro onde.
Será que dava para precisar qual a diferença entre mundo emocional e mundo mental?

Obrigado

5. Inaldson santos
26 de maio • Editar

Tio Marcelo DD, nada a ver com o assunto, mais vc falará pra gente algum dia sobre as crianças Indigo??? Tem algo “por trás”… mto
Axé p/ o Sr.

6. Diogo
26 de maio • Editar

Sempre achei que na Escada de Jacob, Keter da arvore anterior fosse Malkuth da próxima, mas nessa ilustração parece diferente;

Tipheret da 1ª árvore é Malkuth da 2ª


Daath da 1ª árvore é Yesod da 2ª
Keter da 1ª árvore é Tipheret da 2ª que é Malkuth da 2ª

e seguinto, Hod tambem é Geburah e Binah assim como Netzach tambem é Chesed e Hochmah – variando de acordo com a árvore em
questão.

certo, meio certo, ou nada a ver?

http://www.sedentario.org/colunas/teoria-da-conspiracao/geomancia-runas-e-lost-2-16... 06/08/2009
Geomancia, Runas e LOST | Sedentário & Hiperativo Page 5 of 14

7. Hugo Lima"
26 de maio • Editar

Ué, Tio, não mencionou o Autêntico? Com direito a Louca, Sacerdotisa da Noite, Corcel e… era Colheita? Não lembro agora. Hahahaha

Já disse, o problema todo é que você não está sintonizado com as vibrações necessárias para compreendê-lo. No seu Mapa, Lilith deve
estar em quadratura com Quiron hahahahahahaha

8. Argenta
26 de maio • Editar

“…and she’s buying a stairway to heaven…”

9. filipe
26 de maio • Editar

(Francesco Sforza foi mencionado no “Príncipe”, de Maquiavel e serviu como modelo para uma das mais famosas estátuas do Leonardo
DaVinci).

2 perguntas:
1 – DaVinci não tinha uma certa ressalva em esculpir, por achá-lo um trabalho menor?
2 – Talvez a resposta à primeira pergunta mate a segunda, mas “estátuas DO Leonardo DaVinci.” Ele que fez? se sim, Não seria “estátuas
de Leonardo DaVinci”?

@MDD – É… “de” mesmo. Já corrigi, thanks.

10. Varlei
26 de maio • Editar

Quando vi o episodio final de Lost, de cara vi que tinha MUUITAS influências de Templos Rosacruzes (e outros) qdo o Locke encontra o
Jacob… tinha aquela trama no tecido que deve ter muita coisa em comum também. Sendo Rosacruz reconheci de imediato. Legal essa do
diretor J.J

11. Joan
26 de maio • Editar

Falando em Lost, foi confirmado pela ABC no resumo do último episódio da temporada que a estatua era de Taweret. Achei incrível de
quantas referencias egipcias existe na série. De como a deusa se relaciona com as mulheres não poder ter filhos na ilha. Gostaria muito de
uma explicação seria sobre as referências ocultistas na série. Mas realmente ficaria mais pertinente quando os mistérios se desvendassem
mais na frente.
Agora falando em Francesco Sforza e Maquiavel o tio tinha prometido de falar de Cezar Bórgia em post futuros sobre sociedades secretas.
Adoraria saber pois estou fazendo um trabalho sobre o Principe.

12. yuri
26 de maio • Editar

Ei DD,
Sempre leio a coluna, mas é a primeira vez que posto aqui.

Creio que em breve perguntarei muitas coisas interessantes…


Mas por hoje gostaria de saber se existe alguma referencia ocultista nas musicas do Pink Floyd!

@MDD – Várias. Eu não costumo colocar estas referências no SH, só no meu blog pessoal http://www.deldebbio.com.br/

http://www.sedentario.org/colunas/teoria-da-conspiracao/geomancia-runas-e-lost-2-16... 06/08/2009
Geomancia, Runas e LOST | Sedentário & Hiperativo Page 6 of 14

13. Flavio Watsob


26 de maio • Editar

93!

Marcelo, em geral gosto bastante de seus textos, embora às vezes apareçam umas inconsistências históricas/mitológicas (com todo o
respeito, acontece com todo mundo que trabalha com esses assuntos). Mas de qq forma, acho sua coluna muito importante para a
“desmistificação” do místico ao mostrar o quanto de raciocínio, história e ciência existe por trás de que existe de fantástico e muitas vezes
é apenas tratado como mera supertição.

E por falar em ciência, acho que é justamente aí que sua coluna peca. Talvez nunca tenha sido esta a sua proposta, mas o que acha de
empregar um cunho um pouco mais acadêmico aos seus artigos? Nada de muito severo, mas acho que faz muita falta, muita mesmo, as
referências de suas pesquisas, como o Kentaro Mori faz no Dúvida Razoável. Por exemplo, quando você cita um mito e trabalha sua
interpretação e suas referências cruzadas, seria muito mais crível se você citasse autores e obras que corroboram com a sua exposição.
Assim como deixar claro o que é interpretação sua e o que é de outro autor. Acho que isso por si só traria mais seriedade e tornaria a
coluna ainda mais interessante, não apenas por colaborar com a construção coletiva do conhecimento (citando autores e obras relevantes
aos temas) como tornando-a ainda mais sólida para aqueles que acham que mitologia, psicologia, filosofia e ocultismo são balaios
distintos que não devem ser misturados. Jung, Eudoro de Souza, Mircea Eliade, Bataille e outros nomes sérios da ciência e humanidades
mostram que o balaio é realmente o mesmo.

@MDD – depois de dez anos tendo de fazer referência de cada parágrafo de uma Enciclopédia de Mitologia com 7.200 verbetes (o
maior trabalho em língua portuguesa sobre o assunto), eu simplesmente fiquei de saco cheio disso. A proposta da coluna não é
essa e não vou me desgastar pra ficar esmiuçando minhas estantes atrás de cada referência ou símbolo que coloco aqui, já que os
assuntos abordados aqui são o básico do básico… E, para ser totalmente honesto, eu não dou a mínima se os textos são “críveis”
ou não… muito menos se o autor X ou Y concorda ou não comigo.
Se quer referências, entra as palavras chaves no google e aprende sozinho a separar o joio do trigo, eu não sou mestre de ninguém
nem dito no que as pessoas devem ou não acreditar.

No mais, lembremo-nos que o objetivo é o da religião, mas o método é o da ciência.

Em L.L.L.L.L.
Flavio Watson

14. Melquisedec
26 de maio • Editar

Muito Interessante!!

Mais está super condensado. Parece aqueles resumão de cursinho. Valeu a aula. agora quero aprender a usar os oráculos para melhores
decisões.

abraços.

15. A.K.
26 de maio • Editar

“Houve um tempo em que o Egito, não podendo mais lutar contra os seus invasores, teve de preparar-se para morrer dignamente. Foi
então que os sábios egípcios (diz sempre o meu misterioso confidente) formaram uma grande assembléia para saberem da destruição a
ciência, reservada até então aos homens considerados dignos de possuí-las.

Discutiu-se que parece, primeiramente para saber se os segredos seriam confiados a homens virtuosos recrutados secretamente uns pelos
outros para transmitirem estas sublimes verdades, de geração em geração. Porém, um padre tendo observado que a virtude é a coisa mais
frágil e difícil de encontrar, ao menos de um modo contínuo, propôs a confiar a tradição científica ao vício.

Este conselho foi, pelo que parece, adotado e o jogo foi escolhido como vício preferido. É então que se gravaram, em pequenas lâminas,
misteriosas figuras que ensinavam outrora os maiores segredos da ciência e , desde então, os jogadores transmitem de geração em geração
este Tarô, melhor ainda do que o teriam feito os honestos mais virtuosos da Terra”.

Texto retirado de um livro de Tarot, atribuído a Papus.

16. Caio Bonatti


26 de maio • Editar

http://www.sedentario.org/colunas/teoria-da-conspiracao/geomancia-runas-e-lost-2-16... 06/08/2009
Geomancia, Runas e LOST | Sedentário & Hiperativo Page 7 of 14

Adorei o post!! E o quê é aquela escada de Jacob? Árvore da Vida supercomplicada… XD


Geomancia, runas, dados, dominó, tarot… Aguardo ansiosamente mais informações enquanto pesquiso mais. \o
Vlw de novo, DD!

17. Cheshire Cat


27 de maio • Editar

Olá MDD!!! Ótimo post e bastante esclarecedor como sempre!!!!

Uma dúvida: eu não consegui encontrar mas existe alguma relação direta entre os 16 símbolos da geomancia e as 16 runas do “younger
futhark”??

@MDD – são apenas “coincidencias”… hehehe

Outra coisa, o que você acha do sistema rúnico armênico do Guido von List??? Você acha que as interpretações e o sistema dele são
pertinentes ou ele tava viajando com as idéas dele??

@MDD – O oráculo funciona. Ele só viajava nas idéias anti-semitas dele. Apesar de ter estudado o oráculo rúnico de List, não
gosto da egrégora a qual ele está conectado.

18. Marcio
27 de maio • Editar

Blz??

eu tenho o livro do Papus, o tarot dos bohemios, comprei com as laminas junto, recomendo para quem quer conhecer melhor esse oraculo.
Ele especifica bem a funcionalidade do Tetragrama na sequencia das laminas, facilita bem o entendimentodas mesmas.

Marcelo, voce ficou de postar algo sobre aneis de poder, nao me recordo se esta em algum post anterior, dei uma olhada por cima e não
achei. Se nao tiver prepara algo pra nos. (anel de nibelungo, etc)…

Abç

19. Duende
27 de maio • Editar

papus no livro dos boemios.

“se quiser que algo perdure, faça com que os profanadores o usem”

ahaeheuaeaua

ps: nao com essas palavras. mas assim absorvido por mim =]

20. Vinicius Lira


27 de maio • Editar

Massa as palavras-chave pro google achar. Angels & Demons acabou de sair e o tio jah colocou um bocado de “Iluminati” no texto =D

21. Flavio Watson


27 de maio • Editar

Poxa, foi só uma sugestão.


Não precisava ser tão ríspido na resposta.

No mais, nem sou eu que quero as referências. Não tenho tanta estrada quanto você, mas também já estudo e pratico ocultismo há uns 10
anos, já passei pelos livros básicos e autores essenciais. Pensei apenas nos outros que lêem a coluna e não têm tais referências. Poderia ser
útil a eles ao invés de ter que recorrer à internet, que você sabe, é uma enorme arca de bobagens em sua maior parte. Enfim, achei que

http://www.sedentario.org/colunas/teoria-da-conspiracao/geomancia-runas-e-lost-2-16... 06/08/2009
Geomancia, Runas e LOST | Sedentário & Hiperativo Page 8 of 14

enriqueceria o trabalho, só isso.

Mas tudo bem, não é a proposta da coluna.


Bastava dizer isso.

@MDD – Ah, perdão, frater, eu estava de mau humor… Quem já conhece esoterismo já sabe que o que coloco aqui é tão básico,
mas tão básico que deveria ser ensinado nas escolas, por isso não vejo necessidade de referências… qualquer um que estude
ocultismo com mais seriedade por apenas um ano, ao reler as MESMAS colunas, me escreve depois dizendo que enxergou muitas
coisas que não estavam ali na primeira leitura (veja os comentários nos posts que eu coloco repetidos do S&H no
http://www.deldebbio.com.br/
Os textos são escritos sempre em três camadas… uma para leigos e curiosos, para pegar o google com as palavras chaves… a
segunda para quem já conhece um pouco e quer uma base para aprofundar, que chega até a coluna através do google pelas
pesquisas das palavras chaves, e finalmente para os iniciados que já sabem do que se trata o texto e conhecem as referencias por
trás das palavras.
Minha função não é ser Mestre, é ser Portal

93,93/93
F.

22. Élder
27 de maio • Editar

Ótimo texto Marcelo!

Um dos melhores dos últimos tempos!

Teria uma referência à figura da Árvore de Jacó em melhor resolução? Procurei e não encontrei…

Cara, Lost é do caramba! Sabia que tinha coisa por lá! O monstro, viagem no tempo, tempo sobreposto… E quem seria o “inimigo” de
Jacob?

Falando em séries, não sei se conhece Twin Peaks, a referência ao Black e White Lodge, não pode ser coincidência…

Só uma pequena correção: é J.J. Abrams, sem “ha”.

Mais uma vez obrigado pela excelente leitura e informação!

Abraço!

23. AD&D
27 de maio • Editar

Já estava sentindo falta desse tipo de texto por aqui..


e não é aprimeira vez que a escada de jacob aparece por aqui,
até a imagem já se repetiu ,D

Abraços

24. Max
27 de maio • Editar

Sabe dizer se a “Ordem de Santiago” ainda esta ativa?

25. Vitor Bolis"


27 de maio • Editar

=D …muito interessante….interessante entender um pouco mais sobre os templos… xD ….auahuauhauhahua….

Abraço”

http://www.sedentario.org/colunas/teoria-da-conspiracao/geomancia-runas-e-lost-2-16... 06/08/2009
Geomancia, Runas e LOST | Sedentário & Hiperativo Page 9 of 14

26. vinicius
28 de maio • Editar

Só queria dizer que visitei o Saindo da Matrix que vc havia recomendado e acho que já viciei, principalmente por aqueles… não sei dizer
o nome… as palavras em roxo;
Se alguém ainda não foi lá recomendo que não deixe de ir
Dúvida: Os caras do site sõ teus Fraters?

27. aniii
28 de maio • Editar

comecei ler esse ano, mas já acompanhei a turma..

boa tio tenhu uma pergunta

teve um dia q fui durmir de tarde dae acordei, mas não acordei, meus olhos não abriam, por mais que eu forçasse, tentei me mexer mas
tava tudo travado, pensei q eu tinha morrido, meus olhos não abriam mas eu conseguia enxergar tudo no meu quarto meio embaçado mas
enxergava… dae pensei não morri, fechei os olhos e tentei ficar calma, dai consegui acordar… isso aconteceu bem antes de eu começar a
ler os post’s, eu nen sabia da existencia do sedentário,a pergunta é:
SERÁ QUE ESSE ACONTECIMENTO FOI A PROJEÇÃO, que vc citou antes em post’s antigos, ou um o que???

por favor me responde aguardo anciosa, faz tempo que queria falar sobre esse assunto

@MDD – O que voce teve é conhecido como catalepsia projetiva. O corpo fica paralisado quando você começa a se projetar.

28. sepultado
31 de maio • Editar

MDD, lendo um dos comentários não pude deixar delembrar um post seu sobre anagramas, daí te pergunto à que remete esse conjunto de
palavras:
ríspido, estrada,10, essenciais, arca, trabalho
??

29. Edson Santos


01 de junho • Editar

Pura semelhança com um tal de jogar búzios…

30. Tilion
01 de junho • Editar

(Cuidado, comentário com Spoiler de LOST)

Se o Jacob é quem caminha pelas Sephirot, o Inimigo dele, aquele que queria destruí-lo e, aparentemente conseguiu, é quem caminha
pelas Qliphoth?

31. Leonardo
04 de junho • Editar

Tio Marcelo, qual a explicação pra Yesod e Makulth nos Templos? Makulth seria fora da porta, antes das colunas? E Yesod?

@MDD – Yesod é a Iniciação e os Sacerdotes que conduzem a Iniciação.

http://www.sedentario.org/colunas/teoria-da-conspiracao/geomancia-runas-e-lost-2-16... 06/08/2009
Geomancia, Runas e LOST | Sedentário & Hiperativo Page 10 of 14

32. ader
21 de junho • Editar

interesante vç citar essa pedra,e muita coincidência ela estar sob posse da inglaterra, isso serve pra reforçar ainda mais sobre o que se tem
dito que o anticristo
vira da inglatera mais especificamente principe willian

33. Jacob
04 de agosto • Editar

“Alguns personagens bíblicos e, posteriormente, diversos rabinos, utilizavam-se de duas pedras, uma branca e uma negra, que ficavam em
um saco especialmente preparado, para fazer as vezes de oráculo.”
Coincidência ou não, Lost faz referência a isso, as pedras brancas e pretas, no primeiro episódio quando Locke ensina Walt a jogar
Gamão e mostra as duas pedras, num sonho da Claire quando Locke aparece com um olho branco e outro preto e no final da 5ª
temporada , quando aparece Jacob junto com o “Jacob do mal” um vestido de branco e outro de preto..

Participe

Faça seu protesto

1. Deixe seu comentário (obrigatório)

Enviar

cforms contact form by delicious:days

Colunas

Ocioso

Cúmplices

http://www.sedentario.org/colunas/teoria-da-conspiracao/geomancia-runas-e-lost-2-16... 06/08/2009
Geomancia, Runas e LOST | Sedentário & Hiperativo Page 11 of 14

http://www.sedentario.org/colunas/teoria-da-conspiracao/geomancia-runas-e-lost-2-16... 06/08/2009
Geomancia, Runas e LOST | Sedentário & Hiperativo Page 12 of 14

Orkut

info

BlogBlogs.Com.Br

Adicione o S&H:
<a
href="http://ww
w.sedentario.or
g"
target="_blank"

alt="Sedentário

total de visitantes

Contato

 Comercial
 Parcerias
 Dicas de Post

feed

http://www.sedentario.org/colunas/teoria-da-conspiracao/geomancia-runas-e-lost-2-16... 06/08/2009
Geomancia, Runas e LOST | Sedentário & Hiperativo Page 13 of 14

Blogs Hiperativos

 Megabalaio
 Sac Divino
 Smelly Cat
 Copi-Cola
 Jogos Gratis
 Procurando Vagas
 Kibe Loco
 Recebi por e-mail
 Curto e Grosso
 Degraça é mais gostoso
 Wiki Doido
 Asttro
 Buscar Jogos
 Siriloko
 Jogos
 Preguiza
 Pilândia
 Interney
 OMEdi
 Acidez Mental
 Dormiu

Categorias

 animações
 Arte/Design
 artigos
 Cinema/séries/TV
 colunas
 comics addicted
 Dúvida Razoável
 delicinhas
 Dicionário das Marcas
 diversos
 Galeria
 games
 HQ
 humor
 imagens
 Informe Publicitário
 Internet
 inutíl
 lógica mente
 músicas
 O Comedor de Lixo
 publicidade
 Sarjeta dos Quadrinhos
 tecnologia
 Teoria da Conspiração
 Tosco / Bizarro
 toys
 utilitários
 vídeos

http://www.sedentario.org/colunas/teoria-da-conspiracao/geomancia-runas-e-lost-2-16... 06/08/2009
Geomancia, Runas e LOST | Sedentário & Hiperativo Page 14 of 14

Tema por Tropus Comunicação na Internet • Design por Evel Ryu


Monetização otimizada por Gestão Ativa WebDesign

Monetize o seu blog com HOTWords utilizando o plugin WP-HOTWords 4.4.1.

http://www.sedentario.org/colunas/teoria-da-conspiracao/geomancia-runas-e-lost-2-16... 06/08/2009

Avaliar