Você está na página 1de 4

Aula 5 – Gases perfeitos

1) (UFU-MG) As grandezas que definem completamente o estado de um gás são:


a) Somente pressão e volume.
b) Apenas o volume e a temperatura.
c) Massa e volume.
d) Temperatura, pressão e volume.
e) Massa, pressão, volume e temperatura.

2) (UFU-MG) Um recipiente rígido de volume 4,1 litros é dotado de uma válvula de


segurança, cuja abertura ocorre quando a pressão interna atinge 40 atm. Se o
recipiente contém 5 mols de um gás perfeito, a máxima temperatura no seu interior
é:
a) 400ºC
b) 277ºC
c) 473ºC
d) 527ºC
e) 127ºC
atm.l
Dado: R= 0,082
mol.K

3) (UNISA-SP) Um volume de 8,2 litros é ocupado por 64g de gás oxigênio à


temperatura de 27ºC. Qual é a pressão no interior do recipiente? Considere o
oxigênio um gás perfeito.
(1 mol de O2 = 32g)
atm.l
(R = 0,082 )
mol.K
a) 2,0 atm
b) 3,0 atm
c) 4,0 atm
d) 6,0 atm
e) 8,0 atm

4) (Unicamp) Um cilindro de 2,0 litros é dividido em duas partes por uma parede
móvel fina, conforme o esquema abaixo. O lado esquerdo do cilindro contém 1,0
mol de um gás ideal. O outro lado contém 2,0 mols, do mesmo gás. O conjunto está
atm.l
à temperatura de 300 K. Adote R= 0,08
mol.K

a) Qual será o volume do lado esquerdo quando a


parede móvel estiver equilibrada?
1 mol 2 mols b) Qual é a pressão nos dois lados, na situação de
equilíbrio?
5) (Mackenzie) Uma massa de certo gás ideal, inicialmente nas CNTP, está contida
num recipiente provido com uma válvula de segurança. Devido ao aquecimento
ambiental, para se manter constante a pressão e o volume no interior do recipiente,
foi necessário abrir a válvula de segurança e permitir que 9% dessa massa gasosa
escapasse. A temperatura do gás, nesse instante, é de:
a) 3033ºC
b) 2760ºC
c) 300ºC
d) 100ºC
e) 27ºC

6) (Fuvest) Uma certa massa de gás ideal sofre uma compressão isotérmica muito
lenta, passando de um estado A para u estado B. As figuras representam diagramas
TP e TV, sento T a temperatura absoluta, V o volume e a pressão do gás.

Nesses diagramas, a transformação descrita acima só pode corresponder às curvas:


a) I e IV
b) II e V
c) III e IV
d) I e VI
e) III e VI

7) (Fuvest) Um gás contido em cilindro, à pressão atmosférica, ocupa um volume Vo, à


temperatura ambiente To (em kelvin). O cilindro contém um pistão, de massa
desprezível, que pode mover-se sem atrito e que pode até, em seu limite máximo,
duplicar o volume inicial do gás. Esse gás é aquecido, fazendo com que a temperatura
do gás atinja quatro vezes To. Na situação final, a pressão do gás no cilindro deverá ser:

a) Metade da pressão atmosférica d) Três vezes a pressão atmosférica


b) Igual à pressão atmosférica e) Quatro vezes a pressão
c) Duas vezes a pressão atmosférica atmosférica
8) (Fuvest) Um cilindro com comprimento de 1,5m, cuja base inferior é constituída por
um bom condutor de calor, permanece semi-imerso em um grande tanque industrial, ao
nível do mar, podendo ser utilizado como termômetro. Para isso, dentro do cilindro, há
um pistão, de massa desprezível e isolante térmico, que pode mover-se sem atrito.
Inicialmente, com o ar e o líquido do tanque à temperatura ambiente de 27ºC, o cilindro
está aberto e o pistão encontra-se na posição indicada na figura 1. O cilindro é, então
fechado e, a seguir, o líquido do tanque é aquecido, fazendo com que o pistão atinja
uma nova posição, indicada na figura 2.

Supondo que a temperatura da câmara superior A permaneça sempre igual a 27ºC,


determine:
a) A pressão final P1, em Pa, na câmara superior A.
b) A temperatura final T1 do líquido no tanque, em ºC ou em K.

9) (Fuvest) Um cilindro contém uma certa massa Mo de um gás a To = 7ºC (280K)


e pressão Po. Ele possui uma válvula de segurança que impede a pressão interna de
alcançar valores superiores a Po. Se essa pressão ultrapassar Po, parte do gás é
liberada para o ambiente. Ao ser aquecido até T = 77ºC (350K), a válvula do
cilindro libera parte do gás, mantendo a pressão interna no valor Po. No final do
aquecimento, a massa de gás que permanece no cilindro é, aproximadamente, de:
a) 1,0Mo
b) 0,8Mo
c) 0,7Mo
d) 0,5Mo
e) 0,1Mo
10) (Fuvest) O gasômetro G, utilizado para o armazenamento de ar, é um recipiente
cilíndrico, metálico, com paredes laterais de pequena espessura. G é fechado na sua
parte superior, aberto na inferior que permanece imersa em água e pode se mover na
direção vertical. G contém ar, inicialmente à temperatura de 300K e o nível da água
no seu interior se encontra 2,0m abaixo do nível externo da água. Nessas condições,
a tampa de G está 9,0m acima do nível externo da água, como mostra a figura ao
lado. Aquecendo-se o gás, o sistema se estabiliza numa nova altura de equilíbrio,
com a tampa superior a uma altura H, em relação ao nível externo da água, e com a
temperatura do gás a 360K.
Supondo que o ar se comporte como um gás ideal, a nova altura H será,
aproximadamente, igual a
a) 8,8m
b) 9,0m
c) 10,8m
d) 11,2m
e) 13,2m

Gabarito:
1) e
2) e
3) d
4)