Você está na página 1de 33

03- Qual é o principal fluido utilizado para

propulsão em todos os tipos de


motores, exceto foguetes?
TEORIA E CONSTRUÇÃO DE a) Gasolina.
MOTORES DE AERONAVES b) Querosene.
(MOTORES ALTERNATIVOS) c) Ar.
d) Água.
01- O que é preciso para que uma aeronave
permaneça em vôo e com velocidade O ar é o principal fluido utilizado para
constante? propulsão em todos os tipos de motores
a) Deve existir um empuxo igual e em exceto foguetes, nos quais apenas
direção oposta ao arrasto subprodutos da combustão são
aerodinâmico dessa aeronave. acelerados e deslocados. (1-1)
b) Deve existir um empuxo maior e
na mesma direção do arrasto 04- A potência do motor alternativo é
aerodinâmico da aeronave. medida em:
c) Deve existir um empuxo menor e a) FHP(cavalo de força ao freio).
em direção contrária ao arrasto b) BHP(cavalo de força ao freio).
aerodinâmico da aeronave. c) Libras de empuxo.
d) Deve existir um arrasto maior e em d) CFF(cavalo de força ao freio).
direção contrária ao empuxo.
Sendo a potência do motor alternativo
Para que uma aeronave permaneça em medida em BHP(cavalo de força ao
vôo e com velocidade constante, deve freio), e a potência do motor de turbina
existir um empuxo igual e em direção a gás medida em libras de empuxo, não
oposta ao arrasto aerodinâmico dessa pode ser feita uma comparação direta.
aeronave. (1-1) (1-2)

05- O parâmetro básico para descrever a


02- O que todos os motores térmicos têm economia de combustível de motores
em comum? aeronáuticos é, geralmente:
a) A capacidade de converter energia a) O consumo.
mecânica em energia calorífica, por b) O consumo específico.
meio do fluxo de uma massa de c) O fluxo.
fluido através desse motor. d) O desperdício de combustível.
b) A capacidade de converter energia
calorífica em energia mecânica, por O parâmetro básico para descrever a
meio do fluxo de uma massa de economia de combustível de motores
fluido através desse motor. aeronáuticos é, geralmente, o consumo
c) A capacidade de converter energia específico. (1-3)
cinética em energia mecânica, por
meio do fluxo de uma massa de 06- Quando um motor pode manter seu
fluido através desse motor. desempenho dentro de uma
d) A capacidade de converter energia classificação específica, em variações
de térmica em energia química, por amplas de atitudes de vôo, sob
meio do fluxo de uma massa de condições atmosféricas extremas, pode
fluido através desse motor. se dizer que é um motor:
a) Robusto.
Todos os motores térmicos têm em b) Durável.
comum a capacidade de converter c) Confiável.
energia calorífica em energia mecânica, d) Flexível.
por meio do fluxo de uma massa de
fluido através desse motor. (1-1) Um motor de aeronave é confiável
quando pode manter seu desempenho
dentro de uma classificação específica,

1
em variações amplas de atitudes de suavemente, e apresentar o desempenho
vôo, sob condições atmosféricas desejado a cada regime de operação,
extremas. (1-3) desde a marcha lenta até a potência
máxima. (1-4)
07- Um cavalo-força é igual a 33.000 lb pé
por minuto ou: 11- Para que hajam linhas de fluxo
a) 275 libras-milha por hora. apropriadas e balanceamento da
b) 370 libras-milha por hora. aeronave, a forma e o tamanho do
c) 325 libras-milha por hora. motor têm que ser:
d) 375 libras-milha por hora. a) Afilados e compridos.
b) De forma cilíndrica.
Um cavalo-força é igual 33.000 lb pé c) Tão compactos quanto possível.
por minuto ou 375 libras-milha por d) Largos e pesados.
hora. (1-2)
Para que hajam linhas de fluxo
08- É o tempo de vida do motor, enquanto apropriadas e balanceamento da
mantém a confiabilidade desejada: aeronave, a forma e o tamanho do
a) Robustez. motor têm que ser tão compactos
b) Confiabilidade. quanto possível. (1-4)
c) Flexibilidade.
d) Durabilidade. 12- Para aeronaves cujas velocidades de
cruzeiro não excederão 250 m.p.h., o
Durabilidade é o tempo de vida do motor usualmente escolhido é o motor:
motor, enquanto mantém a a) Alternativo.
confiabilidade desejada. (1-3) b) Turboélice.
c) Turbojato.
d) Turboeixo.
09- Varia com as condições de operação do
motor, tais como temperaturas, duração Para aeronaves cujas velocidades de
do tempo em que o motor é operado em cruzeiro não excederão 250 m.p.h., o
alta potência e manutenção recebida: motor usualmente escolhido é o motor
a) THP(cavalo força de empuxo). alternativo. (1-4)
b) TBO(intervalo entre revisões).
c) BHP(Cavalo força ao freio). 13- Para alcançar velocidades de cruzeiro
d) BS(boletins de serviço). de 180 até 350 m.p.h., o motor que
apresenta melhor desempenho que o
O TBO (intervalo entre revisões), varia apresentado por outros tipos de motores
com as condições de operação do é o:
motor, tais como temperaturas, duração a) Alternativo.
do tempo em que o motor é operado em b) Turboélice.
alta potência e manutenção recebida. c) Turbojato.
(1-3) d) Estatojato.

10- É a capacidade de um motor funcionar Para alcançar velocidades de cruzeiro


suavemente, e apresentar o desempenho de 180 a 350 m.p.h., o motor turboélice
desejado a cada regime de operação, apresenta melhor desempenho que o
desde a marcha lenta até a potência apresentado por outros tipos de
máxima: motores. (1-4)
a) Robustez.
b) Durabilidade. 14- Aeronaves que pretendam operar entre
c) Confiabilidade. altas velocidades subsônicas e Mach
d) Flexibilidade. 2.0 são equipadas com motores:
a) Alternativos.
Flexibilidade de operação é a b) Turboélices.
capacidade de um motor funcionar c) Turbojatos.

2
d) Turboeixos. b) Baixa razão peso/cavalo-força,
estreita silhueta e baixa vibração.
Aeronaves que pretendam operar entre c) Baixa razão peso/cavalo-força,
altas velocidades subsônicas e Mach larga silhueta e baixa vibração.
2.0 são equipadas com motores d) Alta razão peso/cavalo-força, larga
turbojatos. (1-4) silhueta e alta vibração.

15- Motores alternativos podem ser Os motores opostos têm uma baixa
classificados de acordo com a razão peso/cavalo-força, e sua estreita
montagem dos cilindros com relação silhueta o torna ideal para instalação
ao__________ ou de acordo com o horizontal em asas de aeronaves. Outra
método de ________. vantagem é a sua relativamente baixa
a) Balancim, fixação. vibração. (1-5)
b) Suporte, montagem.
c) Eixo de manivelas, refrigeração. 19- Nos motores em “V” os cilindros são
d) Eixo de comando, lubrificação. montados em duas carreiras em linha,
geralmente a quantos graus?
Motores alternativos podem ser a) 90o.
classificados de acordo com a b) 75o.
montagem dos cilindros com relação ao c) 60o.
eixo de manivelas (em linha, em V, d) 45o.
radial e opostos) ou de acordo com o
método de refrigeração (a líquido ou a Nos motores em “V” os cilindros são
ar). (1-4 e 1-5) montados em duas carreiras em linha,
geralmente a 60o. (1-5)
16- Se um motor for projetado para operar
com os cilindros abaixo do eixo de 20- O que significa o número colocado
manivelas, será denominado motor: após o “V” nas designações de motores
a) Oposto. (ex.: V-1710)?
b) Invertido. a) A potência do motor em HP.
c) Radial. b) O consumo do motor em galões.
d) Convencional. c) O “deslocamento” do pistão em
polegadas cúbicas.
Se um motor for projetado para operar d) A rotação do motor (RPM).
com os cilindros abaixo do eixo de
manivelas, será denominado motor Os motores são designados por um “V”
invertido. (1-5) seguido de um traço, e pelo
“deslocamento” do pistão em polegadas
17- Embora os motores possam ser cúbicas, por exemplo, V-1710. (1-5)
refrigerados a líquido ou ar, a versão
utilizada predominantemente em 21- Consistem de uma carreira ou carreiras
aviação é a: de cilindros dispostos ao redor de um
a) Refrigerada a líquido. cárter central:
b) Refrigerada a ar. a) Motores opostos.
c) Refrigerada por ventoinha. b) Motores em “V”.
d) Não refrigerada. c) Motores em linha.
d) Motores radiais.
Embora o motor possa ser refrigerado a
líquido ou a ar, a versão refrigerada a ar Os motores radiais consistem de uma
é utilizada predominantemente em carreira ou carreiras de cilindros
aviação. (1-5) dispostos ao redor de um cárter central.
(1-5)
18- São vantagens dos motores opostos:
a) Alta razão peso/cavalo-força,
estreita silhueta e baixa vibração.

3
22- Dentro de cada cilindro está um pistão 26- Como se chama uma pequena câmara
móvel conectado ao eixo de manivelas localizada no fundo da seção do nariz
por: para a coleta de óleo, usada em alguns
a) Um tucho. dos grandes motores?
b) Uma válvula. a) Cárter superior ou reservatório.
c) Uma biela. b) Cárter inferior ou coletor de óleo.
d) Um anel. c) Cárter superior ou coletor de óleo.
d) Cárter inferior ou reservatório.
Dentro de cada cilindro está um pistão
móvel conectado ao eixo de manivelas Em alguns dos grandes motores, uma
por uma biela. (1-6) pequena câmara está localizada no
fundo da seção do nariz para a coleta de
23- Contém os rolamentos nos quais o eixo óleo. Essa seção é chamada de cárter
de manivelas se apoia: inferior ou coletor de óleo. (1-7)
a) Biela.
b) Cárter. 27- Como são chamadas as superfícies
c) Balancim. usinadas, sobre as quais os cilindros são
d) Pistão. montados?
a) Saia dos cilindros.
A base de um motor é o seu cárter. Ele b) Corpo dos cilindros.
contém os rolamentos nos quais o eixo c) Frente dos cilindros.
de manivelas se apoia. (1-6) d) Base dos cilindros.

24- São ligas fundidas ou forjadas, As superfícies usinadas, sobre as quais


geralmente usadas na construção de os cilindros são montados, são
cárter devido à sua leveza e resistência: chamadas base dos cilindros.
a) Ligas de ferro.
b) Ligas de magnésio. 28- A seção do difusor ou compressor é
c) Ligas de alumínio. geralmente uma liga fundida de:
d) Ligas de aço. a) Alumínio ou ferro.
b) Ferro ou magnésio.
Ligas de alumínio, fundidas ou c) Alumínio ou magnésio leve.
forjadas, são geralmente usadas na d) Cromel ou magnésio leve.
construção de cárteres, devido à sua
leveza e resistência. (1-6) A seção do difusor ou compressor é
geralmente fundida em liga de
25- Por que a seção do nariz de um motor alumínio, muito embora, em alguns
radial é geralmente cônica ou casos, a liga de magnésio mais leve seja
arredondada? utilizada. (1-8)
a) Para manter o metal sob tensão ou 29- Que componente é a espinha dorsal dos
compressão, ao invés de esforços motores alternativos?
cisalhantes. a) O eixo de comando.
b) Para evitar o arrasto aerodinâmico. b) O cilindro.
c) Para manter o metal sob esforços c) O pistão.
cisalhantes ao invés de esforços de d) O eixo de manivelas.
tensão e compressão.
d) Para evitar arrasto parasita. O eixo de manivelas é a espinha dorsal
dos motores alternativos.
As formas da seção do nariz variam
consideravelmente. Em geral, elas são 30- Qual é o objetivo principal do eixo de
cônicas ou arredondadas, de forma a manivelas?
manter o metal sob tensão ou a) Sustentar os pistões.
compressão, ao invés de esforços b) Transformar o movimento
cisalhantes. (1-7) alternativo do pistão e da biela em

4
movimento rotativo, para b) Moente.
acionamento da hélice. c) Braço.
c) Ser um elo entre o pistão e a biela. d) NDA(nenhuma das anteriores).
d) Desenvolver a potência do motor.
O moente é a seção à qual a biela está
O objetivo principal do eixo de conectada ao eixo de manivelas. (1-11)
manivelas é transformar o movimento
alternativo do pistão e da biela em 35- O que constitui uma manivela de um
movimento alternativo, para eixo de manivelas?
acionamento da hélice. (1-10) a) Dois braços da face e um moente.
b) Dois braços da face e um munhão.
31- Os eixos de manivelas são geralmente c) Dois moentes e um munhão.
forjados em ligas de: d) Dois moentes e um munhão.
a) Ferro – cromo – níquel – estanho.
b) Aço – cromo – níquel – Dois braços da face e um moente
molibidênio. constituem uma manivela. (1-11)
c) Aço – níquel – ferro – molibidênio.
d) Aço – chumbo – níquel – ferro. 36- Marque a alternativa errada:
- O moente de um eixo de manivelas é
Tendo em vista que os eixos de geralmente oco porque:
manivelas têm que ser muito a) Reduz o peso total do eixo de
resistentes, eles são geralmente forjados manivelas.
em ligas muito resistentes, tais como b) Proporciona a passagem para a
aço – cromo – níquel – molibidênio. (1- transferência do óleo de
10) lubrificação.
c) Alivia a carga de compressão.
32- Quais são as três partes principais de d) Serve como uma câmara para a
um eixo de manivelas? coleta de borra, depósitos de
a) Braço, moente e munhão. carbono e outras matérias
b) Pino, moente e munhão. estranhas.
c) Munhão mordente e braço.
d) Contrapeso, moente e munhão. O moente é geralmente oco. Isso reduz
o peso total do eixo de manivelas e
Independente do número de manivelas proporciona a passagem para a
que ele tenha, cada eixo tem três partes transferência do óleo de lubrificação.
principais: munhão, pino da O moente oco também serve como
manivela(moente) e braço da manivela. uma câmara para a coleta de borra,
(1-10) depósitos de carbono e outras matérias
estranhas. (1-11)
33- .São ligados ao eixo de manivelas para
reduzir as vibrações do motor: 37- São incorporados ao eixo de manivelas
a) Contrapesos e alavancas. para reduzir ao mínimo a vibração
b) Alavancas e bielas. durante o funcionamento do motor:
c) Contrapesos e amortecedores. a) Contrapesos estáticos.
d) Mancais e contrapesos. b) Amortecedores dinâmicos.
c) Bielas.
Muito embora não façam parte do eixo d) Amortecedores estáticos.
de manivelas, contrapesos e
amortecedores são geralmente ligados a Para reduzir ao mínimo a vibração
ele para reduzir as vibrações do motor. durante o funcionamento do motor,
(1-10) amortecedores dinâmicos são
incorporados ao eixo de manivelas. (1-
34- Em um eixo de manivelas, qual é a 11)
seção em que a biela está conectada?
a) Munhão.

5
38- São elos que transmitem forças entre o b) São fabricadas em ligas de aço
pistão e o eixo de manivelas: forjado, com seção reta na forma de
a) Anéis. I ou H.
b) Cilindros. c) São fabricadas em ligas de titânio,
c) Balancins. com seção reta na forma de Y.
d) Bielas. d) São fabricadas em liga de ferro,
com seção reta na forma de V.
As bielas são elos que transmitem
forças entre o pistão e o eixo de As bielas articuladas são fabricadas em
manivelas. (1-11) liga de aço forjado, com seção reta na
forma de I ou H. (1-12)
39- Existem três tipos de bielas. Quais são?
a) Plana, garfo e tesoura. 43- As bielas planas são usadas nos
b) Plana, forquilha e pá, e mestra e motores:
articulada. a) Radiais.
c) Forquilha, lâmina e garfo. b) Em “V”.
d) Forquilha e pá, articulada e rígida. c) Opostos e em linha.
d) Turboélices.
Existem três tipos de biela: (1) Tipo
plana; (2) Tipo forquilha e pá e; (3) As bielas planas são usadas nos
Tipo mestra e articulada. (1-12) motores opostos e em linha. (1-13)

40- Em um motor radial, o pistão do 44- As bielas tipo forquilha e pá, são usadas
cilindro número um em cada carreira, é em que tipo de motor?
conectado ao eixo de manivelas por a) Nos motores radiais.
meio do(a): b) Nos motores em “V”.
a) Biela articulada. c) Nos motores opostos.
b) Pino da manivela. d) Nos motores em linha.
c) Biela plana.
d) Biela mestra. A biela tipo forquilha e pá, é um
conjunto usado inicialmente nos
Em um motor radial, o pistão do motores tipo em “V”. (1-13)
cilindro número um em cada carreira, é 45- A face superior do pistão, ou cabeça,
conectado ao eixo de manivelas por pode ser:
meio da biela mestra. Todos os outros a) Biplana, saturada e côncava.
pistões da fileira são conectados à biela b) Trabalhada, lisa e áspera.
mestra por meio de uma biela c) Plana, convexa ou côncava.
articulada. (1-12) d) Plana, deslizante ou principal.

41- O conjunto de biela mestra e articulada A face superior do pistão, pode ser
é comumente usado em que tipo de plana, convexa ou côncava. (1-14)
motores?
a) Motores radiais. 46- Onde são instalados os anéis de
b) Motores opostos. compressão do pistão?
c) Motores em linha. a) Nas três ranhuras superiores.
d) Motores em “V”. b) Imediatamente acima do pino do
pistão.
O conjunto de biela mestra e articulada c) Na base da parede do pistão.
é comumente usado em motores radiais. d) Em qualquer ranhura.
(1-12)
Os anéis de compressão estão
42- Como são fabricadas as bielas instalados nas três ranhuras superiores,
articuladas? os anéis de controle de óleo estão
a) São fabricadas em duralumínio, instalados imediatamente acima do pino
com seção curva na forma de T. do pistão. (1-14)

6
b) Regular a espessura do filme de
47- Qual é a função do anel raspador de óleo sobre a parede do cilindro.
óleo instalado na base da parede do c) Evitar o escapamento dos gases
pistão ou saia? através do pistão, durante a
a) Evitar a passagem de óleo. operação do motor.
b) Facilitar a passagem de óleo. d) Evitar a passagem de óleo.
c) Evitar o consumo excessivo de
óleo. Os anéis de controle de óleo regulam a
d) Evitar o escapamento de gases espessura do filme se óleo sobre a
através do pistão. parede do cilindro. (1-15)

Um anel raspador de óleo está instalado 51- Qual é a parte do motor alternativo
na base da parede do pistão ou saia, onde a potência é desenvolvida?
para evitar o consumo excessivo de a) No pistão.
óleo. ( 1-14) b) No eixo de manivelas.
c) Nas válvulas.
48- Por que o pino do pistão usado nos d) No cilindro.
motores de aeronaves modernas é
chamado de “completamente A parte do motor alternativo na qual a
flutuante”? potência é desenvolvida, é chamada
a) Porque o pino está livre para girar cilindro. (1-15)
nos mancais do pistão.
b) Porque o pino está livre para girar 52- Cada cilindro é um conjunto de duas
nos mancais da biela. partes principais. Quais são?
c) Porque o pino está livre para girar a) Cabeça e corpo.
nos mancais, tanto do pistão quanto b) Saia e corpo.
da biela. c) Saia e cabeça.
d) Porque os mancais giram em torno d) Face e cabeça.
do pino que é fixo.
Cada cilindro é um conjunto de duas
O pinos dos pistões usados nos motores partes principais: (1) a cabeça do
de aeronaves modernas são do tipo cilindro, e (2) o corpo do cilindro. (1-
“completamente flutuante”. São assim 15)
chamados porque os pinos são livres
para girar nos mancais, tanto do pistão 53- Como é feita a montagem da cabeça do
quanto da biela. (1-14) cilindro com o corpo?
a) Com cola especial para metais.
49- Evitam o vazamento de gases sob b) Através de juntas.
pressão e, reduzem ao mínimo, a c) Por processo antagônico(quente e
infiltração de óleo na câmara de frio).
combustão: d) São soldados.
a) Cilindros.
b) Ranhuras. Na montagem, a cabeça do cilindro é
c) Anéis de segmento. expandida através de aquecimento, e
d) Válvulas. então roscada no corpo do cilindro que
foi resfriado. Então, quando a cabeça
Os anéis de segmento evitam o esfria e se contrai e o corpo é aquecido
vazamento de gases sob pressão e, e se expande, resulta em uma junta
reduzem ao mínimo, a infiltração de hermeticamente fechada. (1-15)
óleo na câmara de combustão. (1-14)
54- Em geral, o corpo do cilindro é
50- Qual é a função dos anéis de controle fabricado de que material?
de óleo? a) De aço.
a) Evitar o consumo excessivo de b) De ferro.
óleo. c) De alumínio.

7
d) De titânio. b) Da parte superior do motor.
c) Da parte lateral esquerda do motor.
Em geral, o corpo do cilindro no qual o d) Da parte lateral direita do motor.
pistão trabalha, tem que ser fabricado
de um material de alta resistência, Os cilindros de motores radiais com
geralmente aço. (1-16) uma só carreira de cilindros, são
numerados no sentido horário, quando
55- A face interna do cilindro é endurecida vistos da parte traseira. O cilindro nº 1 é
para resistir ao desgaste provocado pelo o da parte superior do motor. (1-17)
pistão e pelos anéis, os quais deslizam
apoiados nele. Esse endurecimento é 58- Qual é o objetivo da ordem de fogo nos
feito expondo-se o aço enquanto está motores alternativos?
muito quente, a quais componentes? a) Proporciona o balanceamento e
a) Á amônia ou ao cianureto. elimina a vibração ao máximo
b) Ao ácido acético ou ao benzol. possível.
c) À acetona ou ao dibrômido etileno. b) Proporciona melhor rendimento ao
d) Ao cianureto ou ao amianto. motor.
c) Proporciona pouca necessidade de
O corpo do cilindro é fabricado de liga manutenção.
de alumínio forjado, com a face interna d) Proporciona pouco consumo de
endurecida para resistir ao desgaste combustível.
provocado pelo pistão e pelos anéis, os
quais deslizam apoiados nele. Esse A ordem de fogo é projetada para
endurecimento é, geralmente feito, proporcionar o balanceamento, e para
expondo-se o aço à amônia ou ao eliminar a vibração ao máximo
cianureto, enquanto ele estiver muito possível. (1-17)
quente. O aço absorve nitrogênio, o
qual forma ferro nitrurado sobre a 59- Os motores em linha de seis cilindros,
superfície exposta. Como resultado geralmente têm a ordem de fogo:
desse processo, o metal passa a ser a) 1-5-3-6-2-4.
chamado de nitretado. (1-17) b) 1-4-2-5-3-6.
c) 1-2-3-4-5-6.
56- Como determinamos o sistema de d) 1-6-2-5-3-4.
numeração correto de um motor Os motores em linha de seis cilindros,
oposto? geralmente têm a ordem de fogo 1-5-3-
a) A numeração segue sempre um 6-2-4. (1-17)
padrão. 60- A ordem de fogo dos motores opostos
b) Basta olhar no motor. de seis cilindros é:
c) Recorremos ao manual apropriado a) 1-6-2-5-3-4.
do motor. b) 1-4-5-2-3-6.
d) Os cilindros são contados de frente c) 1-3-2-4-5-6.
para trás. d) 1-5-2-6-3-4.

A numeração dos cilindros de motores A ordem de fogo dos motores opostos


opostos não segue um padrão. Alguns de seis cilindros é 1-4-5-2-3-6. (1-17)
fabricantes numeram seus cilindros a
partir da traseira, e outros, da parte 61- Nos motores radiais de cinco cilindros,
dianteira do motor. Recorremos sempre a ordem de fogo é:
ao manual apropriado do motor, para a) 1-5-2-4-3.
determinar o sistema de numeração b) 1-2-3-4-5.
correto usado pelo fabricante. (1-17) c) 1-3-5-2-4.
d) 1-4-2-5-3.
57- Em um motor radial o cilindro de nº 1 é
sempre o: Nos motores radiais de uma só fileira
a) Da parte inferior do motor. de cilindros, primeiramente todos os

8
cilindros ímpares queimam em escapamento, retificado para um ângulo
sucessão numérica, depois queimam em de 45o. (1-18)
sucessão numérica, os cilindros pares.
Nos motores radiais de cinco cilindros, 65- Quais são os dois tipos de materiais
por exemplo, a ordem de fogo é 1-3-5- freqüentemente aplicados às faces das
2-4, e nos motores radiais de sete válvulas para aumentar a durabilidade?
cilindros é 1-3-5-7-2-4-6. A ordem de a) Cobalto e alumínio.
fogo em um motor radial de nove b) Aço e ferro.
cilindros é 1-3-5-7-9-2-4-6-8. (1-18) c) Níquel e aço.
d) Estelita e nicromo.
62- As válvulas utilizadas em motores de
aeronaves são do tipo: As faces das válvulas são
a) Disparo automático. freqüentemente mais duráveis por meio
b) Catapulta. da aplicação de um material
c) Gatilho convencional. denominado estelita, cerca de 1/16”
d) Espoleta. dessa liga é soldada à face da válvula, e
retificada para o ângulo correto. A
As válvulas utilizadas em motores de estelita é resistente à corrosão por altas
aeronave são do tipo gatilho temperaturas e, também resiste ao
convencional. As denominações dos choque e desgaste, associados à
tipos de válvulas são também em operação da válvula. Alguns fabricantes
função de sua forma e, ainda, chamadas de válvulas usam um revestimento de
de cogumelo ou tulipa, devido a sua nicromo. O nicromo é utilizado com a
semelhança com a forma dessas mesma finalidade da estelita. (1-18)
plantas. (1-18)
66- A ranhura usinada na haste da válvula,
63- As válvulas de admissão são próxima à extremidade, recebe o(a):
geralmente fabricadas de: a) Pino do pistão.
a) Aço-cromo-níquel. b) Braçadeira.
b) Aço-cromo-molibidênio. c) Arruela de retenção.
c) Aço-cromo-zinco. d) Anel freno.
d) Aço-cromo-latão.
A extremidade da válvula é endurecida
Devido ao fato das válvulas de para resistir ao martelamento do
admissão trabalharem em temperaturas balancim, quando ele abre a válvula.
mais baixas que as temperaturas das Uma ranhura usinada na haste, próxima
válvulas de escapamento, elas podem à extremidade, recebe o anel freno dela.
ser fabricadas de aço-cromo-níquel. As Esse mecanismo forma uma trava para
válvulas de escapamento são prender a arruela da mola de retenção
geralmente fabricadas de nicromo, no lugar. (1-19)
silcromo ou aço cobalto-cromo. (1-18)
67- Algumas válvulas de admissão e
64- A face da válvula é geralmente escapamento são ocas e parcialmente
retificada para um ângulo de: cheias com:
a) 30o ou 45o. a) Água.
b) 45o ou 60o. b) Sódio líquido.
c) 35o ou 45o. c) Sódio metálico.
d) 35o ou 45o. d) Álcool.

A face da válvula é geralmente Algumas válvulas de admissão e de


retificada para um ângulo de 30o ou 45o. escapamento são ocas e, parcialmente,
Em alguns motores, a face da válvula cheias com sódio metálico. Esse
de admissão é retificada para um material é utilizado porque é um
ângulo de 30o e a face da válvula de excelente condutor de calor. (1-19)

9
68- Por que não deve-se cortar ou perfurar A parte do ressalto que pouco a pouco
uma válvula que contém sódio metálico dá início ao mecanismo de operação da
internamente? válvula é chamada de rampa ou degrau.
a) Porque o sódio pode causar
cegueira. 71- É uma peça circular de aço, com uma
b) Porque o sódio pode causar tontura. série de ressaltos ou lóbulos na
c) Porque a exposição do sódio ao ar superfície externa:
exterior resultará em fogo ou a) Eixo de ressaltos.
explosão com possíveis ferimentos b) Anel de ressaltos.
no pessoal. c) Came estático.
d) Porque pode causar confusão d) Came centrífugo.
mental.
O anel de ressaltos é uma peça circular
Sob nenhuma circunstância deve uma de aço, com uma série de ressaltos ou
válvula cheia de sódio ser cortada, ou lóbulos, na superfície externa. (1-20)
sujeita a tratamento, o qual possa causar
ruptura. A exposição do sódio dessas 72- Como é conhecida a superfície dos
válvulas, ao ar exterior, irá resultar em lóbulos do anel de ressaltos e o espaço
fogo ou explosão com possíveis entre eles(sobre o qual o rolete do tucho
ferimentos no pessoal.(1-19) desliza)?
a) Curva mestra.
69- Em um instante particular, ambas as b) Curva adjacente.
válvulas ficam abertas ao mesmo c) Curva eletromotriz.
tempo(fim do escapamento e início da d) Curva motriz.
admissão). Como é chamado este
momento? A superfície dos lóbulos do anel de
a) Reparo. ressaltos e o espaço entre eles(sobre o
b) Claro de válvula. qual o rolete do tucho desliza) é
c) Espasmo. conhecida como curva motriz. (1-20)
d) Passo de válvula.
73- Se as engrenagens de redução
As válvulas de admissão são abertas engrenam-se com a parte externa do
antes do êmbolo ou pistão atingir o anel de ressaltos, ele irá girar:
ponto morto superior, e as válvulas de a) Na direção oposta a do eixo de
escapamento permanecem abertas após manivelas.
o ponto morto superior. b) Na direção de rotação do eixo de
Em um instante particular, contudo, manivelas.
ambas as válvulas são abertas ao c) Na direção oposta a da hélice.
mesmo tempo(fim do escapamento e d) N.D.A.
início da admissão).
Esse claro da válvula permite melhor Se as engrenagens de redução
eficiência volumétrica e mais baixas engrenam-se com a parte externa do
temperaturas de operação de cilindros anel, ele irá girar na direção de rotação
mais baixas. do eixo de manivelas. Se o disco for
acionado pelo lado interno, o anel de
70- Em um eixo de ressaltos, a parte do ressaltos irá girar na direção oposta a do
ressalto que pouco a pouco dá início ao eixo de manivelas. (1-20)
mecanismo de operação da válvula é
chamada: 74- Qual a razão de giro entre o eixo de
a) Rampa ou degrau. manivelas e o eixo de ressaltos,
b) Degrau ou rolete. respectivamente?
c) Rampa ou rolete. a) 2:1
d) Lóbulo ou rolete. b) 1:1
c) 1:2
d) 2:2

10
é empregada devido à sua leveza e
O eixo de ressaltos sempre gira com resistência. (1-23)
metade da velocidade do eixo de 78- Qual é a função dos balancins?
manivelas, portanto há uma razão de a) Transmitir a força de levantamento
2:1. (1-21) do tucho para o balancim.
b) Ocupar a folga entre o balancim e a
75- Sua função é converter o movimento de extremidade da válvula para reduzir
rotação do lóbulo do anel de ressaltos o impacto quando a válvula for
em movimento alternativo, e transmitir aberta.
esse movimento para a haste impulsora, c) Fechar as válvulas e prendê-las
e balancim, e então para a extremidade seguramente em suas sedes.
da válvula, abrindo esta no tempo d) Transmitir a força de acionamento
apropriado: do ressalto para as válvulas.
a) Mola do tucho.
b) Biela. Os balancins transmitem a força de
c) Eixo de ressaltos. acionamento do ressalto para as
d) Conjunto de tuchos. válvulas.

A função do conjunto de tuchos é 79- Por que cada válvula é fechada por
converter o movimento de rotação do meio de duas ou três molas helicoidais?
lóbulo do anel de ressaltos em a) Para evitar oscilação e vibração em
movimento alternativo, e transmitir esse certas velocidades.
movimento para a haste impulsora, e b) Para proporcionar melhor
balancim, e então para a extremidade da assentamento das válvulas.
válvula, abrindo esta no tempo c) Para proporcionar maior velocidade
apropriado. (1-22) de movimento.
d) Para evitar calço de óleo.
76- Tem o propósito de ocupar a folga entre
o balancim e a extremidade da válvula, Cada válvula é fechada por meio de
para reduzir o impacto quando a duas ou três molas helicoidais. Se
válvula for aberta: apenas uma mola fosse utilizada,
a) Tucho. haveria vibração ou oscilação em
b) Trava. determinadas velocidades. (1-23)
c) Mola do tucho.
d) Conjunto de tuchos. 80- É qualquer superfície que suporta , ou é
suportada, por outra superfície:
O propósito da mola do tucho, é ocupar a) Mancal.
a folga entre o balancim e a b) Balancim.
extremidade da válvula, para reduzir o c) Haste impulsora.
impacto quando a válvula for aberta. (1- d) Engrenagens.
22)
Um mancal é qualquer superfície que
77- Por que as hastes impulsoras são de suporta, ou é suportada, por outra
forma tubular? superfície. (1-23)
a) Devido à sua maior leveza e
resistência. 81- Quais são os três tipos de mancais em
b) Devido à sua maior capacidade uso geral?
interna. a) Lisos, retos e axiais.
c) Devido à sua maior rigidez. b) Lisos, de rolete e de esferas.
d) Devido à sua maleabilidade. c) Coaxiais, axiais e radiais.
d) Compressivos, expansivos e
As hastes impulsoras de forma tubular, oblíquos.
transmitem a força de levantamento do
tucho para o balancim. A forma tubular Os três tipos de mancais, em uso geral,
são lisos, de rolete e de esferas. (1-23)

11
tanto às cargas de empuxo, quanto às
82- São tipos de mancais utilizados radiais. (1-24)
geralmente nos eixos de manivelas,
anéis de ressaltos, bielas e eixo de 86- Os sistemas de engrenagens de redução
acionamento de acessórios. (1-23) do tipo planetário são usados com
a) Lisos. motores:
b) De roletes. a) Em “V” e radiais.
c) De esferas. b) Opostos e em linha.
d) N.D.A. c) Em linha e radiais..
d) Radiais e opostos.
Os mancais lisos são utilizados
geralmente nos eixos de manivelas, Os sistemas de engrenagens de redução
anéis de ressaltos, eixo de comando de do tipo planetário são usados com
ressaltos, bielas e eixo de acionamento motores radiais e opostos; e os de
de acessórios. (1-23) dentes retos e pinhão cilíndrico são
usados com motores do tipo em linha e
83- Mancais de esferas especiais(Deep em “V”. (1-24)
grove) são usados em motores de
aeronaves, para: 87- Os sistemas de engrenagens de redução
a) Eixos de manivelas. do tipo de dentes retos e pinhão
b) Eixos de comando de válvulas. cilíndrico são usados com motores:
c) Transmitir o empuxo da hélice para a) Em linha e em “V”.
a seção do nariz do motor. b) Opostos e radiais.
d) Transmitir a rotação do eixo de c) Radiais e em linha.
manivelas para a hélice. d) Opostos e em ”V”.

Mancais de esferas especiais (Deep Os sistemas de engrenagens de redução


grove) são usados em motores de do tipo planetário são usados com
aeronaves, para transmitir o empuxo da motores radiais e opostos; e os de
hélice para a seção do nariz do motor. dentes retos e pinhão cilíndrico são
(1-24) usados com motores do tipo em linha e
em “V”. (1-24)
84- Mancais de roletes retos resistem
apenas a cargas: 88- Os eixos de hélices podem ser de três
a) De compressão. tipos principais. Quais são?
b) Radiais. a) Cônico, estriado ou flangeado.
c) Axiais. b) Afilado, longo ou pontiagudo.
d) Radiais e axiais. c) Flangeado, chanfrado ou reto.
d) Reto, curvilíneo ou estriado.
Mancais de roletes retos, são utilizados
onde esse mancal está sujeito apenas a Os eixos de hélice podem ser de três
cargas radiais. (1-24) tipos principais: cônico, estriado ou
flangeado. (1-25)
85- Os mancais de roletes cônicos resistem
a cargas: 89- A maioria dos motores alternativos de
a) Axiais. aeronaves opera com o ciclo de:
b) Radiais. a) Dois tempos.
c) De empuxo. b) Três tempos.
d) De empuxo e radiais. c) Quatro tempos.
d) Cinco tempos.
Nos mancais de roletes cônicos,
conforme o próprio nome sugere, as A maioria dos motores alternativos de
superfícies interna e externa têm a aeronaves opera com o ciclo de quatro
forma de cone. Esses mancais resistem tempos, às vezes chamado de ciclo
Otto. (1-26)

12
Em todos os motores de aeronaves de
90- A distribuição de ignição e abertura das alta potência, as válvulas de admissão e
válvulas são sempre especificadas em: escapamento estão fora de suas sedes
a) Graus, com relação às bielas. no ponto morto superior, no início do
b) Números, com relação ao pistão. tempo de admissão. A válvula de
c) Graus, com relação ao eixo de admissão abre antes do ponto morto
manivelas. superior no tempo de escapamento
d) Graus, com relação ao pistão. (avanço de válvula). Esse tempo é
denominado claro de válvula, e é
A distribuição de ignição e a abertura projetado para ajudar na refrigeração do
das válvulas são sempre especificadas cilindro, internamente, por meio da
em graus, com relação ao eixo de circulação da mistura ar/combustível
manivelas. (1-27) que está fria na admissão, para
aumentar a quantidade de mistura
91- Durante o tempo de admissão, o introduzida no cilindro e para ajudar na
êmbolo é puxado para baixo no expulsão dos sub-produtos da
cilindro, através da rotação do(a): combustão. (1-27)
a) Biela.
b) Eixo de manivelas. 94- Geralmente, no tempo de potência ou
c) Eixo de ressaltos. motor, qual é a força imposta à cabeça
d) Hélice. do cilindro?
a) Por volta de 15 quilos.
Durante o tempo de admissão, o b) Por volta de 15.000 libras.
êmbolo é puxado para baixo no c) Por volta de 15 toneladas.
cilindro, através da rotação do eixo de d) Por volta de 15 libras.
manivelas. (1-27)
Quando o êmbolo se move para o ponto
92- A válvula de admissão é aberta muito superior, no fim do tempo de
antes do êmbolo atingir o ponto morto compressão, e começa a descer no
superior, no tempo de escapamento. tempo de potência, ele é forçado para
Qual é a razão disto? baixo pela rápida expansão dos gases,
a) Aumento de potência. queimando na cabeça do cilindro com
b) Expulsão dos gases. uma força que pode ser maior que 15
c) Finalizar o tempo motor. toneladas, à potência máxima de saída
d) N.D.A. do motor. (1-28)

A válvula de admissão é aberta muito 95- O trabalho é medido em diversos


antes do êmbolo atingir o ponto morto sistemas. A unidade mais comum é
superior no tempo de escapamento, de chamada:
modo a provocar a entrada de maior a) Quilo/metro.
quantidade de carga ar/combustível no b) Libra/pé.
cilindro, aumentando dessa forma, sua c) P.S.I.
potência. (1-27) d) Polegadas de mercúrio.

O trabalho é medido em diversos


93- Como é chamado o espaço de tempo sistemas, a unidade de medida mais
em que as válvulas de admissão e de comum é chamada libra/pé. (1-28)
escapamento ficam abertas ao mesmo
tempo, no início do tempo de 96- Qual é a unidade comum de potência
admissão? mecânica?
a) Recuo de válvula. a) HP.
b) Claro de válvula. b) BHP.
c) Atraso de válvula. c) SHP.
d) Gatilho de válvula. d) WHP.

13
A unidade comum de potência O compressor interno acionado por
mecânica é o HP. (1-29) motor(ventoinha), e o compressor
externo acionado pelos gases de
97- O volume de fluido deslocado pelo escapamento(turbo), são geralmente
pistão é chamado de: compressores do tipo centrífugo. (1-30)
a) Massa de fluido.
b) Massa de potência. 101- É a potência desenvolvida na
c) Cilindrada. câmara de combustão sem referência à
d) Taxa de compressão. perdas por atrito no interior do motor:
a) Potência indicada.
O volume deslocado pelo pistão é b) Potência real.
conhecido como cilindrada, e é c) Potência ao freio.
expresso em polegadas cúbicas para a d) Potência de atrito.
maioria dos motores de fabricação
americana, e centímetros cúbicos para Potência indicada é a potência
os outros. (1-29) desenvolvida na câmara de combustão
sem referência à perdas por atrito no
98- É uma comparação de volume de um interior do motor. (1-31)
cilindro quando o êmbolo está no ponto
morto inferior, e o volume quando ele 102- A diferença entre potência indicada
está no ponto morto superior: e potência ao freio é conhecida como:
a) Compressão. a) Potência dinâmica.
b) Razão de compressão. b) Potência real.
c) Eficiência compressiva. c) Potência de atrito.
d) Claro de válvula. d) Potência absoluta.

A razão de compressão de um motor é A diferença entre potência indicada e


uma comparação de volume de um potência ao freio é conhecida como
cilindro quando o êmbolo está no ponto potência de atrito, a qual é a potência
morto inferior, e o volume quando ele requerida para vencer as perdas
está no ponto morto superior. (1-30) mecânicas, tais como a ação de
bombeamento e atrito dos êmbolos e de
99- É a pressão média absoluta da carga de todas as partes móveis. (1-32)
ar ou ar/combustível na entrada, e é
medida em polegadas de mercúrio: 103- É o produto de uma força pela
a) Pressão barométrica. distância dessa força, ao eixo sobre o
b) Pressão de saída. qual ela atua:
c) Pressão de admissão. a) Potência.
d) Pressão aluvial. b) Rotação.
c) Trabalho.
Pressão de admissão é a pressão média d) Torque.
absoluta da carga de ar ou
ar/combustível na entrada, e é medida Torque é o produto de uma força pela
em polegadas de mercúrio. (1-30) distância dessa força, ao eixo sobre o
qual ela atua. (1-32)
100- O compressor interno acionado por
motor(ventoínha), e o compressor 104- Pode ser considerada como
externo acionado pelos gases de resultado do trabalho conjunto do motor
escapamento(turbo), são geralmente e da hélice:
compressores do tipo: a) Potência de atrito.
a) Axial. b) Potência ao freio.
b) Semi-axial. c) Potência indicada.
c) Centrífugo. d) Potência de empuxo.
d) Semi-centrífugo.

14
Potência de empuxo pode ser cilindros e o deslocamento total do
considerada como resultado do trabalho êmbolo do motor:
conjunto do motor e da hélice. (1-35) a) Rendimento térmico.
b) Rendimento volumétrico.
c) Rendimento mecânico.
d) Rendimento propulsivo.
105- O que significa BTU?
a) Bulbo de temperatura uniforme. Rendimento volumétrico é uma
b) Unidade inglesa de medição de comparação entre volume da carga
calor. ar/combustível (corrigida pela
c) Unidade de torque ao freio. temperatura e pressão) introduzida nos
d) N.D.A. cilindros e o deslocamento total do
êmbolo do motor. (1-36)
O BTU (unidade inglesa de medição de
calor) é a quantidade de calor requerida 109- É a razão entre a potência de empuxo
para aumentar a temperatura de uma e a potência ao freio:
libra de água de 1o F. Isso é equivalente a) Rendimento térmico.
a 778 Lb.pé de trabalho mecânico. (1- b) Rendimento volumétrico.
35) c) Rendimento mecânico.
d) Rendimento propulsivo.
106- A razão de trabalho útil produzido
por um motor, em relação à energia Rendimento propulsivo é a razão entre
calorífica do combustível que ele a potência de empuxo e a potência ao
utiliza, expressa em unidades de freio. (1-37)
trabalho e calor é chamada de:
a) Rendimento absoluto.
b) Rendimento térmico.
c) Rendimento relativo.
d) Rendimento real.

A razão de trabalho útil produzido por


um motor, em relação à energia
calorífica do combustível que ele
utiliza, expressa em unidades de
trabalho e calor é chamada de
rendimento térmico. (1-35)
107- É a taxa que mostra o quanto da
potência desenvolvida pelos gases
expandidos no cilindro são realmente
entregues na saída do eixo:
a) Rendimento mecânico. TEORIA E CONSTRUÇÃO DE
b) Rendimento térmico. MOTORES DE AERONAVES
c) Rendimento propulsivo. (MOTORES A REAÇÃO)
d) Rendimento de aceleração.

Rendimento mecânico é a taxa que 110- Uma vantagem significante do motor


mostra o quanto da potência de turbina a gás, é que existem seções
desenvolvida pelos gases expandidos separadas para cada função, e todas as
no cilindro são realmente entregues na funções ocorrem:
saída do eixo. (1-36) a) Por etapas.
b) Por fases.
108- É uma comparação entre volume da c) Simultaneamente, sem interrupção.
carga ar/combustível (corrigida pela d) Simultaneamente, com intervalos.
temperatura e pressão) introduzida nos

15
Uma vantagem significante do motor de d) Com entrada dividida e fluxo
turbina a gás, é que existem seções axial.
separadas para cada função, e todas as
funções ocorrem simultaneamente, sem Geralmente é mais vantajoso utilizar
interrupção. (1-37) um motor com entrada simples com
fluxo axial, para se obter a máxima
111- O fator que mais influencia as pressão de impacto, através do fluxo
características de construção de um direto. (1-38)
motor de turbina a gás é:
a) O tipo da turbina. 115- É um lugar de acúmulo de ar de
b) O tipo da câmara de combustão. impacto, geralmente associado com a
c) O tipo de combustível usado. instalação da fuselagem:
d) O tipo do compressor. a) Câmara de impacto.
b) Câmara flutuante.
O fator que mais influencia as c) Câmara plena.
características de construção de um d) Câmara seca.
motor de turbina a gás é o tipo do
compressor (de fluxo axial ou A câmara plena é um lugar de
centrífugo) para o qual o motor é acúmulo de ar de impacto, geralmente
projetado. (1-37) associado com a instalação da
fuselagem. (1-38)
112- A parte dianteira do compressor de
fluxo axial é utilizada como: 116- Sua função principal é prover espaço
a) Seção de acessórios. para instalação dos acessórios
b) Seção de combustão. necessários à operação e controle do
c) Seção da turbina. motor:
d) Entrada de ar. a) Entrada de ar.
b) Seção de acessórios.
A parte dianteira do motor de fluxo c) Seção do compressor.
axial é utilizada como entrada de ar; d) Seção de combustão.
consequentemente, os acessórios
deverão estar localizados em outra A seção de acessórios de um motor
parte. (1-38) turbojato tem diversas funções. A
função principal é prover espaço para
113- Existem dois tipos básicos de entrada instalação dos acessórios necessários à
de ar em uso: operação e controle do motor. (1-39)
a) Senoidal e reta.
b) Curva e chata. 117- As funções secundárias da seção de
c) Simples e dividida. acessórios incluem:
d) Simples e composta. a) Controle de peso e balanceamento
e lastro.
Existem dois tipos básicos de entrada b) Utilização como alojamento de
de ar em uso: a entrada simples e a combustível e óleo.
entrada dividida. (1-38) c) Utilização como reservatório de
óleo e alojamento de engrenagens.
114- Para se obter a máxima pressão de d) Controle da hélice e trem de
impacto, através do fluxo direto, pouso.
geralmente é mais vantajoso utilizar
um motor: As funções secundárias da seção de
a) Com entrada dividida e fluxo acessórios incluem a utilização como
centrífugo. reservatório e/ou coletor de óleo e
b) Com entrada dividida e fluxo alojamento de engrenagens,
axial. acionadoras de acessórios e
c) Com entrada simples e fluxo engrenagens de redução. (1-39)
centrífugo.

16
118- Provêem velocidade adequada para aumentar a pressão da massa de ar
cada acessório ou componente do recebida do duto de entrada, e então
motor: descarregá-la para os queimadores em
a) Caixa de acessórios. quantidade e pressão requeridas. (1-
b) Trem de engrenagens. 40)
c) Engrenagens de redução, na caixa
de engrenagens.
d) Conjunto de potência.
121- Qual é a função secundária do
As engrenagens de redução, na caixa compressor?
de engrenagens provêem velocidade a) Girar as turbinas.
adequada para cada acessório ou b) Suprir ar em quantidade suficiente
componente do motor. (1-39) às necessidades dos queimadores
de combustão.
119- Dois fatores afetam a localização das c) Suprir ar de sangria para as
caixas de engrenagens. Quais são esses diversas finalidades no motor e na
fatores? aeronave.
a) O diâmetro e a instalação do d) Fornecer combustível para a
motor. câmara de combustão.
b) O funcionamento e o consumo do
motor. Uma função secundária do compressor
c) O tipo de entrada de ar e tipo de é suprir ar de sangria para as diversas
duto de escapamento. finalidades no motor e na aeronave.
d) O tipo de combustível utilizado e a (1-40)
velocidade da aeronave.
122- No motor de fluxo centrífugo, o
Muito embora o estreito compressor está localizado:
relacionamento entre a caixa de a) Entre a seção de acessórios e a
engrenagens de acessórios e a de seção de combustão.
potência de decolagem necessitem b) Entre o duto de entrada de ar e a
estar localizadas, uma próxima a outra, seção de combustão.
dois fatores afetam a localização das c) Entre a seção da turbina e o duto
caixas de engrenagens. Esses fatores de entrada de ar.
são o diâmetro do motor e a instalação d) Entre a seção de acessórios e o
do motor. (1-40) duto de entrada de ar.

120- Qual é principal função da seção do No motor de fluxo centrífugo, o


compressor de um motor de turbina a compressor está localizado entre a
gás? seção de acessórios e a seção de
a) Suprir ar em grande velocidade combustão; no motor de fluxo axial, o
para a câmara de combustão. compressor está localizado entre o
b) Suprir ar em quantidade suficiente duto de entrada de ar e a seção de
às necessidades dos queimadores combustão. (1-41)
de combustão.
c) Fornecer ar com pouca pressão 123- No motor de fluxo axial, o compressor
para os queimadores. está localizado:
d) Girar as turbinas. a) Entre a seção de acessórios e a
seção de combustão.
A seção do compressor de um motor b) Entre o duto de entrada de ar e a
de turbina a gás tem muitas funções. A seção de combustão.
principal delas é suprir ar em c) Entre a seção da turbina e o duto
quantidade suficiente às necessidades de entrada de ar.
dos queimadores de combustão. d) Entre a seção de acessórios e o
Especialmente para cumprir sua duto de entrada de ar.
finalidade, o compressor tem que

17
No motor de fluxo centrífugo, o
compressor está localizado entre a O impulsor, cuja função é captar e
seção de acessórios e a seção de acelerar o ar em direção ao difusor,
combustão; no motor de fluxo axial, o pode ser de dois tipos: entrada simples
compressor está localizado entre o ou dupla. (1-41)
duto de entrada de ar e a seção de
combustão. (1-41)

124- Os dois tipos principais de 128- Admitem ar para o compartimento do


compressores, sendo utilizados motor durante a operação no solo,
correntemente em motores turbojatos quando o ar requerido para o motor
de aeronaves são de fluxo: excede o fluxo que passa através dos
a) Centrífugo e Radial. dutos de entrada:
b) Radial e axial. a) Entradas de ar auxiliares.
c) Centrífugo e axial. b) Separadores inerciais.
d) Reverso e direto. c) Câmaras auxiliares.
d) Aletas de admissão.
Os dois tipos de compressores, sendo
utilizados correntemente em motores Incluídas em algumas instalações,
turbojatos de aeronaves, são de fluxo como peça essencial da câmara plena,
centrífugo e axial. (1-41) estão as entradas de ar auxiliares
(blow-in-doors). Essas entradas
125- O compressor centrífugo consiste auxiliares admitem ar para o
basicamente de: compartimento do motor durante a
a) Rotor, estator e tambor. operação no solo, quando o ar
b) Disco, roda e impulsor. requerido para o motor excede o fluxo
c) Impelidor, rotor e palhetas. que passa através dos dutos de entrada.
d) Impulsor, difusor e coletor (1-42)
compressor.
129- É uma câmara anular provida de uma
O compressor de fluxo centrífugo quantidade de aletas formando uma
consiste basicamente de um série de passagens divergentes no
impulsor(rotor), um difusor(estator) e coletor:
um coletor compressor. (1-41) a) Impelidor.
b) Câmara de combustão.
126- O conjunto (difusor e coletor) é c) Difusor.
freqüentemente chamado de: d) Indutor.
a) Coletor.
b) Impelidor. O impelidor é uma câmara anular
c) Impulsor. provida de uma quantidade de aletas
d) Difusor. formando uma série de passagens
divergentes no coletor. (1-42)
Embora o difusor seja uma unidade,
separada e instalada, interiormente 130- Dirigem o fluxo de massa de ar a fim
presa por parafusos ao coletor; o de reter a máxima quantidade de
conjunto (difusor e coletor) é energia imprimida pelo impulsor:
freqüentemente chamado de difusor. a) Aletas difusoras.
(1-41) b) Aletas restritoras.
c) Aletas coletoras.
127- Sua função é captar e acelerar o ar em d) Aletas compressoras.
direção ao difusor:
a) Impulsor. As aletas difusoras dirigem o fluxo de
b) Estator. massa de ar a fim de reter a máxima
c) Aletas. quantidade de energia imprimida pelo
d) N.D.A. impulsor. Elas também distribuem o ar

18
para o coletor a uma velocidade e b) Lâminas estatoras.
pressão satisfatórias para uso nas c) Lâminas guias de entrada.
câmaras sw combustão.(1-42) d) Palhetas do rotor.

131- O compressor de fluxo axial tem dois As palhetas do compressor são


elementos principais. Quais são? geralmente precedidas por um
a) Difusor e rotor. conjunto de lâminas guias de entrada.
b) Impulsor e rotor. As lâminas guias direcionam o fluxo
c) Coletor e impulsor. de ar para as palhetas do primeiro
d) Rotor e estator. estágio do rotor a ângulos apropriados
e imprimem um movimento em forma
O compressor de fluxo axial tem dois de redemoinho ao ar que entra no
elementos principais: o rotor e o compressor. (1-43)
estator. O rotor tem lâminas fixas a um
eixo. Essas lâminas impelem o ar para 134- Suporta as lâminas estatoras e provê a
trás da mesma forma que uma hélice, parede externa do caminho axial que o
devido aos seus ângulos e perfil de ar segue, e também provê os meios
aerofólio. O rotor, girando a alta para extração de ar do compressor para
velocidade, toma o ar na entrada do os diversos propósitos.
compressor e o impele através de uma a) Moldura traseira.
série de estágios. A ação do rotor b) Moldura dianteira.
aumenta a compressão do ar em cada c) Carcaça do compressor.
estágio, e o acelera para trás através d) Eixo principal.
dos diversos estágios. (1-42)
A carcaça do compressor de fluxo
132- Atuam como difusores em cada axial não apenas suporta as lâminas
estágio, convertendo parcialmente alta estatoras e provê a parede externa do
velocidade em pressão: caminho axial que o ar segue, mas
a) Palhetas do rotor. também provê os meios para a
b) Lâminas rotoras. extração de ar do compressor para os
c) Lâminas estatoras. diversos propósitos. (1-43)
d) Paredes do compressor.
135- As lâminas estatoras do compressor
As lâminas estatoras atuam como são geralmente fabricadas de:
difusores em cada estágio, convertendo a) Aço comum.
parcialmente alta velocidade em b) Aço resistente à corrosão e à
pressão. Elas são projetadas para erosão.
receber ar do duto de entrada ou de c) Aço-cromo-molibidênio.
cada estágio precedente do d) Alumínio.
compressor, e distribuí-lo para o
estágio seguinte ou para os As lâminas estatoras são geralmente
queimadores, à pressão e velocidade fabricadas de aço, resistente à corrosão
trabalháveis. Elas também controlam a e à erosão. (1-43)
direção do ar para cada estágio do
rotor, para obterem a máxima
eficiência possível das palhetas do
compressor. (1-43) 136- As palhetas do rotor do compressor
axial são geralmente fabricadas em:
133- Geralmente precedem as palhetas do a) Aço inoxidável.
primeiro estágio do compressor e, b) Aço resistente à corrosão e à
direcionam o fluxo de ar a ângulos erosão.
apropriados, imprimindo um c) Aço-cromo-molibidênio.
movimento em forma de redemoinho d) Inconel.
ao ar que entra no compressor:
a) Lâminas rotoras.

19
As palhetas do rotor do compressor todos os motores de alta velocidade
axial são fabricadas geralmente em atuais.
aço inoxidável. (1-43)
140- Existem duas configurações do
137- O rotor pode ser de construção: compressor axial correntemente em
a) Tipo tambor ou tipo disco. uso:
b) Tipo carretel ou tipo almotolia. a) Rotor simples e duplo.
c) Tipo reto ou tipo ondulado. b) Rotor contra-rotativo e pró-
d) Tipo direto ou indireto. rotativo.
c) Rotor tipo tambor e tipo disco.
O rotor pode ser de construção tipo d) Rotor inteiriço e partido.
tambor ou tipo disco. (1-44)
Existem duas configurações do
138- Rotor que consiste de anéis flangeados compressor axial correntemente em
para fixar um contra o outro, em que o uso, o rotor simples e o rotor duplo, as
conjunto pode então ser preso através vezes chamado de compressor tipo
de parafusos: carretel sólido e carretel bipartido,
a) Rotor tipo tambor. respectivamente. (1-44)
b) Rotor tipo disco.
c) Rotor tipo palheta. 141- Sua função principal é queimar a
d) Rotor tipo ventoinha(fan). mistura ar/combustível, adicionando
dessa forma energia calorífica ao ar:
O rotor do tipo tambor consiste de a) Seção do compressor.
anéis flangeados para fixar um contra o b) Seção de combustão.
outro, em que o conjunto pode então c) Seção de admissão.
ser preso através de parafusos. Esse d) Seção de acessórios.
tipo de construção é satisfatório para
compressores de baixa velocidade A função principal da seção de
onde as tensões centrífugas são baixas. combustão é queimar a mistura
(1-44) ar/combustível, adicionando, dessa
forma, energia calorífica ao ar. (1-45)
139- Rotor que consiste de uma série de
discos usinados de alumínio forjado, 142- A posição da seção de combustão é
encaixados por contração em um eixo entre:
de aço, com palhetas do tipo cauda de a) A seção de acessórios e a seção de
andorinha, nas bordas dos discos: turbinas.
a) Rotor tipo tambor. b) A seção do compressor e a seção
b) Rotor tipo disco. de acessórios.
c) Rotor tipo palheta. c) O compressor e as seções da
d) Rotor tipo ventoinha(fan). turbina.
d) A seções da turbina e a seção de
O rotor tipo disco consiste de uma escape.
série de discos usinados de alumínio
forjado, encaixados por contração em A posição da seção de combustão é
um eixo de aço, com palhetas do tipo entre o compressor e as seções da
cauda de andorinha, nas bordas dos turbina.
discos. Outro método de construção do (1-45)
rotor é usinar os discos e uma eixo de
forjamento de alumínio, e então 143- Câmara de combustão típica dos
aparafusar eixos curtos de aço nas modelos usados, tanto nos motores de
partes dianteira e traseira do conjunto fluxo centrífugo quanto nos de fluxo
para prover superfícies suportes de axial:
mancais e estrias para fixação do eixo a) Caneca ou câmara múltipla.
da turbina. Os rotores tipo disco são b) Anular.
usados quase que exclusivamente em c) Canelar.

20
d) Tipo cesta. energia mecânica, para acionar o
compressor e acessórios:
A câmara de combustão tipo caneca é a) Camisa.
típica dos modelos usados, tanto nos b) Câmara de combustão.
motores de fluxo centrífugo, quanto c) Turbina.
nos de fluxo axial. (1-46) d) Difusor.

144- Por que são construídos furos em volta A turbina transforma uma quantidade
dos injetores, na cúpula ou de energia cinética dos gases de
extremidade de entrada da camisa do escapamento em energia mecânica,
combustor tipo caneca? para acionar o compressor e
a) Para economizar combustível. acessórios. Essa é a única finalidade
b) Para evitar pré-queima. da turbina e, essa função, absorve
c) Para evitar pós-queima. aproximadamente 60 a 80% da energia
d) Para ajudar na atomização do total da pressão dos gases de
combustível. escapamento. 1-49)

Para ajudar na atomização do 148- O conjunto da turbina consiste de dois


combustível, são construídos furos em elementos básicos:
volta dos injetores, na cúpula ou a) Difusor e coletor.
extremidade de entrada da camisa do b) Difusor e estator.
combustor tipo caneca. (1-47) c) Rotor e impulsor.
d) Rotor e estator.
145- Distribuem o combustível na camisa
numa forma finamente atomizada de O conjunto da turbinas consiste de
borrifo: dois elementos básicos: o estator e o
a) Combustores. rotor.
b) Atomizadores. (1-49)
c) Velas.
d) Borrifadores. 149- Sua função é preparar o fluxo da
massa de ar para acionamento do rotor
Os atomizadores distribuem o da turbina e defletir os gases para um
combustível na camisa numa forma ângulo específico na direção de
finamente atomizada de borrifo. rotação da roda da turbina:
Quanto mais fino o borrifo, mais a) Rotor.
rápido e eficiente é o processo de b) Câmara de combustão.
queima. (1-47) c) Queimador.
d) Estator(aletas guias da turbina).
146- Quais são os dois tipos de
atomizadores de combustível O estator é conhecido por uma
correntemente usados em diversos variedade de nomes, como: aletas
tipos de câmaras de combustão? guias dos bocais da turbina e aletas
a) Simples e duplos. guias. A função das aletas guias da
b) Fechados e abertos. turbina é preparar o fluxo da massa de
c) Secos e encharcados. ar para acionamento do rotor da
d) Circulares e ovais. turbina e defletir os gases para um
ângulo específico na direção de
Dois tipos de atomizadores de rotação da roda da turbina. (1-49) e (1-
combustível correntemente usados em 50)
diversos tipos de câmara de combustão
são os atomizadores simples e os 150- Consiste de um anel de contenção
atomizadores duplos. (1-47) interno e outro externo, entre os quais
são fixadas as aletas:
147- Transforma uma quantidade de energia a) Conjunto de bocais ejetores.
cinética dos gases de escapamento em b) Conjunto de queimadores.

21
c) Conjunto de combustores. enquanto os motores de compressor
d) Conjunto de palhetas. axial podem usar qualquer um dos
métodos descritos.(1-51)
O conjunto de bocais ejetores consiste
de um anel de contenção interno e 154- Existem diversos meios de fixar as
outro externo, entre os quais são palhetas da turbina. O método mais
fixadas as aletas. (1-50) satisfatório usado, é o formato:
a) Bulbo.
151- O rotor da seção da turbina consiste b) Pinheiro.
essencialmente de: c) Antena.
a) De um pino e um disco. d) Cebola.
b) De um eixo e uma roda.
c) De um arco e uma roda. Existem diversos meios de fixar
d) De duas rodas em um eixo. palhetas, alguns similares à fixação
das aletas do compressor. O método
O rotor da seção da turbina consiste mais satisfatório usado, é o formato
essencialmente de um eixo e uma pinheiro. (1-51)
roda. (1-50)
155- As palhetas da turbina são presas às
152- O disco da turbina consiste na roda: suas respectivas ranhuras por uma
a) Com as palhetas. variedades de métodos. Dentre os
b) Sem as palhetas. seguintes, qual não é um método
c) Com o eixo. comumente usado?
d) Sem o eixo. a) Martelagem.
b) Soldagem.
Referimo-nos ao disco da turbina, c) Rebitagem.
como se elas estivessem sem as d) Contra-pinagem.
palhetas. Quando as aletas da turbina
são instaladas, então o disco torna-se a As palhetas da turbina são presas às
roda desta. suas ranhuras por uma variedade de
(1-51) métodos; alguns dos mais comuns são
martelagem, soldagem, frenagem e
153- Como é feita a ligação do eixo da rebitagem. (1-51)
turbina ao cubo do rotor do
compressor, geralmente? 156- Um estágio de turbina consiste de:
a) Por parafuso. a) Uma fileira de lâminas rotativas
b) Por rebitagem. seguida de uma fileira de aletas
c) Por um rasgo de chaveta na parte estacionárias.
dianteira do eixo ou encaixe b) Uma fileira de aletas estacionárias
estriado. seguida de uma fileira de lâminas
d) Por encaixe tipo pinheiro. rotativas.
c) Uma fileira de lâminas rotativas
O eixo da turbina deve ter alguns seguida de outra.
meios para ligação ao cubo do rotor do d) Uma fileira de aletas estacionárias
compressor. Isso é geralmente feito seguida de outra.
por um rasgo de chaveta na parte
dianteira do eixo. A chaveta encaixa Um estágio de turbina consiste de uma
no entalhe entre o compressor e o eixo fileira de aletas estacionárias, seguida
da turbina. Se não for utilizado esse de uma fileira de lâminas rotativas. (1-
método, a extremidade estriada do 52)
eixo da turbina pode ser presa ao
encaixe ranhurado no cubo do rotor do 157- São incluídos como componentes da
compressor. Esse arranjo estriado é seção de escapamento:
utilizado quase que exclusivamente a) O compressor, a câmara de
nos motores de compressor centrífugo, combustão e o bocal de escape.

22
b) A seção das turbinas, os ignitores tirantes para ajudar as longarinas a
e o cone difusor. suportar o cone interno do duto. (1-53)
c) O cone, o tubo de saída(se
requerido) e bocal de jato ou 160- O revestimento externo, ou duto, é
escape. geralmente fabricado de:
d) O tubo de saída, o compressor e a a) Aço inoxidável.
seção de potência. b) Aço-cromo-molibidênio.
c) Alumínio.
A seção de escapamento está d) Magnésio.
localizada atrás da seção de turbina, e
termina quando os gases são ejetados O revestimento externo, ou duto, é
na parte traseira, na forma de um jato geralmente fabricado de aço
de alta velocidade. Já incluídos como inoxidável, e é preso ao flange traseiro
componentes da seção de da carcaça da turbina. (1-53)
escapamento, o cone, o tubo de
saída(se requerido) e o bocal ou jato 161- O conjunto do cone de escapamento
de escape. (1-53) completa o motor básico. Os
componentes restantes(bocal de
158- Coleta os gases descarregados da descarga e bocal ejetor) são
palheta da turbina e, gradualmente, considerados componentes do(a):
converte esses gases num jato sólido: a) Trem de pouso.
a) Cone de escapamento. b) Admissão.
b) Bocal de escape. c) Fuselagem..
c) Estatores. d) Empenagem.
d) Coletor.
O conjunto do cone de escapamento
O cone de escapamento coleta os gases completa o motor básico. Os
descarregados da palheta da turbina e, componentes restantes(bocal de
gradualmente, converte esses gases descarga e bocal ejetor) são
num jato sólido. Durante esse considerados componentes da
processo, a velocidade dos gases é fuselagem. (1-54)
ligeiramente diminuída, e sua pressão
aumentada. Isso se deve à passagem 162- Existem diversos métodos disponíveis
divergente entre o duto externo e o para proteção da estrutura da
cone interno, ou seja, a área anular fuselagem, sendo os dois mais
entre as duas unidades aumenta para comuns:
trás. (1-53) a) Fluxo de colchão de ar e injeção
de refrigerante.
159- Consiste de um revestimento externo b) Manta de isolamento e proteções
ou duto, um cone interno, três ou de isolamento.
quatro longarinas radiais ocas ou c) Bocal divergente e bocal
aletas, e a quantidade necessária de convergente.
tirantes para ajudar as longarinas a d) Trocadores de calor e radiadores.
suportar o cone interno do duto:
a) Bocal de descarga. Existem diversos métodos disponíveis
b) Mantas de isolamento. para proteção da estrutura da
c) Difusor. fuselagem, sendo os dois mais comuns,
d) Conjunto do cone de escapamento. a manta de isolamento e as proteções
de isolamento. (1-54)
O conjunto do cone de escapamento
consiste de um revestimento externo 163- Consiste de um invólucro de aço
ou duto, um cone interno, três ou inoxidável contornando todo o sistema
quatro longarinas radiais ocas ou de escapamento:
aletas, e a quantidade necessária de a) Manta de isolamento.
b) Proteção do calor.

23
c) Bocal de resistência. 167- É uma combinação dos rotores do
d) Fuselagem. compressor e da turbina em um eixo
comum:
A proteção do calor consiste de um a) Rotor do motor.
invólucro de aço inoxidável b) Eixo principal.
contornando todo o sistema de c) Mancais.
escapamento. (1-55) d) Grupo motopropulsor.

164- Existem dois tipos de projetos de bocal O rotor do motor é uma combinação
ejetor. Quais são? dos rotores do compressor e da turbina
a) Fechado e aberto. em um eixo comum, o eixo comum
b) Fixo e móvel. liga os eixos da turbina e do
c) Divergente e convergente. compressor por um método
d) Convergente e convergente- conveniente. (1-56)
divergente.
168- Têm a função crítica de suportar o
Existem dois tipos de projetos de bocal rotor principal do motor:
ejetor: convergente, para velocidades a) Eixos principais.
subsônicas dos gases; e convergente- b) Eixos de manivelas.
divergente, para velocidades c) Cabeçotes.
supersônicas dos gases. A abertura do d) Mancais principais.
ejetor pode ser de área fixa ou área
variável. (1-55) Os mancais principais têm a função
crítica de suportar o rotor principal do
165- Sua função é preparar o ar para entrar motor. (1-56)
nos queimadores à baixa velocidade,
de forma que irá queimar sem que se 169- Geralmente os mancais de esferas são
apague: posicionados no eixo do compressor
a) Difusor. ou no da turbina, de forma que possam
b) Estator. absorver cargas:
c) Rotor. a) Radiais.
d) Compressor. b) Axiais.
c) Axiais ou radiais.
O difusor é a seção divergente do d) Paralelas.
motor. Tem a importante função de
trocar a alta velocidade do ar de Geralmente os mancais de esferas são
descarga do compressor para pressão posicionados no eixo do compressor
estática. Isso prepara o ar para entrar ou no da turbina, de forma que possam
nos queimadores à baixa velocidade, absorver quais quer cargas(trações)
de forma que irá queimar sem que se axiais ou radiais. (1-56)
apague. (1-56)
166- Seu propósito é distribuir o ar do 170- O selo de óleo dos mancais pode ser:
difusor para as câmaras de combustão a) Compressivo, cinético ou
individuais tipo caneca: labirinto.
a) Difusor. b) Anti-helicoidal, seco ou laminado.
b) Venturi. c) Seco, lubrificado ou estelita.
c) Dutos de saída de ar. d) Labirinto, fio helicoidal ou
d) Ejetor. carbono.

O propósito dos dutos de saída de ar é O selo dos mancais pode ser o


distribuir o ar do difusor para as labirinto ou o tipo fio helicoidal. Outro
câmaras de combustão individuais, tipo de selo de óleo utilizado em
tipo caneca. (1-56) alguns dos motores mais recentes é o
selo de carbono. (1-57)

24
171- Que tipo de motor de turbina a gás está entrada do compressor e a eficiência
se tornando o mais usado? dos queimadores. (1-61)
a) Turbojato.
b) Turboélice. 174- Um aumento na pressão na entrada do
c) Turbofan. motor, acima da pressão atmosférica,
d) Turboeixo. como resultado da velocidade da
aeronave, é denominado:
O turbofan, algumas vezes chamado a) Impacto.
de jatofan está se tornando o motor de b) Pressão súbita.
turbina a gás mais usado. O turbofan é c) Ar estático.
um compromisso entre a operação d) Depressão.
eficiente, uma alta capacidade de
empuxo de um turboélice, e a alta Um aumento na pressão na entrada do
velocidade e capacidade de grande motor, acima da pressão atmosférica,
altitude de um turbojato. (1-59) como resultado da velocidade da
aeronave, é denominado impacto. (1-
172- Qual é o fator principal no 63)
desempenho de uma turbina a gás?
a) Eficiência térmica.
b) Eficiência propulsiva.
c) Eficiência cinética.
d) Eficiência termodinâmica.
SISTEMAS DE ADMISSÃO E DE
A eficiência térmica é o fator principal ESCAPAMENTO
no desempenho de uma turbina a gás. (MOTORES ALTERNATIVOS)
É a razão entre o trabalho líquido
produzido pelo motor e a energia
química suprida na forma de 175- O sistema de admissão de um motor
combustível. (1-61) convencional de aeronave consiste em:
a) Um duto de entrada de ar, um
173- Os três fatores mais importantes que compressor e um duto de escape.
afetam a eficiência térmica são: b) Um carburador, uma tomada de ar
a) A temperatura da saída da turbina, e uma tubulação de admissão.
a razão de compressão e as c) Uma unidade controladora de
eficiências componentes da combustível e uma tubulação de
turbina. admissão.
b) A temperatura da entrada da d) Um carburador, um compressor e
turbina, a temperatura da entrada um FCU.
do compressor e eficiência dos
queimadores. O sistema de admissão de um motor
c) A temperatura da entrada da convencional de aeronaves consiste
turbina, a razão de compressão e em: um carburador; uma tomada de
as eficiências componentes do ar(ou duto que conduz o ar ao
compressor e da turbina. carburador); e uma tubulação de
d) A temperatura da saída da turbina, admissão. Essas unidades formam um
a eficiência dos queimadores e a longo canal curvo, que conduz o ar e a
razão de compressão. mistura ar/combustível aos cilindros.
(2-1)
Os três fatores mais importantes que
afetam a eficiência térmica são: a 176- Os três elementos que compõem um
temperatura da entrada da turbina, a sistema de admissão típico, são
razão de compressão; e as eficiências geralmente suplementados por:
componentes do compressor e da a) Um sistema controlador de fluxo e
turbina. Outros fatores que afetam a uma unidade acionadora.
eficiência térmica são a temperatura da

25
b) Um sistema indicador e por uma 179- Por que os aquecedores do carburador
unidade de controle de não deverão ser utilizados durante a
temperatura. partida do motor?
c) Um sistema arrefecedor e um a) Por que pode causar afogamento
sistema de injeção de refrigerante. do motor.
d) Um sistema de monitoração de b) Por que pode causar corrosão.
umidade e uma unidade c) Para impedir que haja danos às
controladora de densidade. válvulas do aquecedor no caso de
retorno de chama.
Os três elementos que compõem um d) Para evitar depósitos de carbono.
sistema de admissão típico(carburador,
tomada de ar e tubulação de Para impedir que haja danos às
admissão), são geralmente válvulas do aquecedor no caso de
suplementados por um sistema retorno de chama, os aquecedores do
indicador e por uma unidade de carburador não deverão ser utilizados
controle de temperatura, apresentados durante a partida do motor. (2-2)
na forma de uma válvula de ar
alternativa e de uma fonte de 180- Em algumas aeronaves, o sistema
aquecimento do carburador. básico de degelo é suplementado por
Adicionalmente pode haver um um sistema de:
sistema para compressão da mistura a) Pressurização.
ar/combustível. (2-1) b) Pós-aquecimento.
c) Pré-aquecimento.
177- Muitos motores instalados em d) Degelo fluido.
aeronaves leves não usam nenhum tipo
de compressor ou superalimentador, Em algumas aeronaves, o sistema
porém os sistemas de admissão para básico de degelo é suplementado por
motores convencionais podem ter uma um sistema de degelo fluido. Esse
classificação genérica de motores: sistema auxiliar consiste em um tanque,
a) Turbinados e compressivos. uma bomba, bicos de vaporização
b) Superalimentados ou adequados instalados no sistema de
não(naturalmente aspirados). admissão e de uma unidade de controle
c) Turbos e turbinados. na cabine de vôo. (2-2)
d) Resfriados ou refrigerados.
181- Que produto é utilizado como agente
Muitos motores instalados em descongelante nos carburadores?
aeronaves leves não usam nenhum tipo a) Benzina.
de compressor ou superalimentador, b) Querosene.
porém os sistemas de admissão para c) Álcool.
motores convencionais podem ter uma d) Diesel.
classificação genérica de motores
superalimentados ou não(naturalmente O uso de álcool como agente
aspirados). descongelante tende a enriquecer a
mistura de combustível, e em regime
178- O motor superalimentado é de alta potência esse leve
comumente utilizado em aeronaves: enriquecimento é desejável; por outro
a) Pesadas. lado, em regime de baixa potência, o
b) Multimotoras. uso do álcool poderá superenriquecer a
c) Leves. mistura. Por esta razão, a aplicação do
d) De grande porte. álcool deverá ser feita com muito
cuidado. (2-3)
O motor não superalimentado é
comumente utilizado em aeronaves 182- A formação de gelo no sistema de
leves. (2-1) admissão é geralmente classificada em
três tipos:

26
a) Gelo de impacto, gelo da 185- Cada aumento na pressão do ar ou na
evaporação do combustível e gelo pressão da mistura ar/combustível em
na válvula de aceleração. um sistema de admissão significa:
b) Gelo de batimento, gelo de a) Uma fase.
compressão e gelo de densidade. b) Um tempo.
c) Gelo de depressão, gelo de c) Um ciclo.
impacto e gelo no cárter. d) Um estágio.
d) Gelo de sustentação, gelo de
almotolia e gelo de compressão. Cada aumento na pressão do ar ou na
pressão da mistura ar/combustível em
A formação de gelo no sistema de um sistema de admissão significa um
admissão é geralmente classificada em estágio. (2-6)
três tipos: gelo de impacto, gelo da
evaporação do combustível, e gelo na 186- Os turboalimentadores são quase que
válvula de aceleração. (2-3) exclusivamente, utilizados por
motores:
183- Durante todas as inspeções periódicas a) Aspirados de alta potência.
de rotina do motor, o sistema de b) Turbinados de baixa potência.
admissão deve ser checado para c) Aspirados de baixa potência.
constatar a existência ou não de: d) Turbinados de alta potência.
a) Mossas e trincas.
b) Queimaduras e dilatações. Os turboalimentadores são quase que
c) Rachaduras e vazamentos. exclusivamente, utilizados por motores
d) Gelo e combustível. aspirados de alta potência. (2-6)

Durante todas as inspeções periódicas


de rotina do motor, o sistema de 187- Em um sistema superalimentador de
admissão deve ser checado para estágio único e duas velocidades a
constatar a existência ou não de operação conhecida como “high
rachaduras e vazamentos. (2-4) blower”, é empregada acima de uma
altitude especificada, entre:
184- Os sistemas de a) 7.000 e 12.000 pés.
superalimentação(supercharging) b) 7.000 e 12.000 metros.
utilizados nos sistemas de c) 6.000 e 10.000 pés.
admissão(indução) de motores d) 6.000 e 10.000 metros.
alternativos são normalmente
classificados como sendo de Nos sistemas superalimentadores de
acionamento: estágio único e duas velocidades o
a) Elétrico ou mecânico. impulsor pode ser acionado em duas
b) Cinético ou elétrico. velocidades diferentes por meio de
c) Externo ou interno. embreagens. Esta unidade é equipada
d) Excêntrico ou concêntrico. com um dispositivo que permite
acionar o impulsor diretamente do
Os sistemas de eixo de manivelas a uma razão de
superalimentação(supercharging) torque de 10:1, ação esta que é
utilizados nos sistemas de realizada ao mover-se o controle
admissão(indução) de motores correspondente na cabine de vôo, desta
alternativos são normalmente forma aplicando pressão de óleo
classificados como sendo de através da embreagem de alta
acionamento externo ou interno velocidade, travando com isso todo o
{motores turboalimentados conjunto de embreagens
(turbosupercharged)}. (2-6) intermediárias. Tal operação é
conhecida pelo nome de “high
blower”, sendo empregada acima de

27
uma altitude especificada, entre 7.000 b) Um impelidor, um venturi e um
e 12.000 pés. (2-9) alojamento.
c) Um dissipador, um venturi e uma
188- Destinam-se a entregar ar comprimido carcaça.
à entrada do carburador ou da unidade d) Um impulsor, um dissipador e
de controle de ar/combustível de uma uma carcaça.
aeronave:
a) Superalimentadores acionados Em um sistema
internamente. turbosuperalimentador, o conjunto de
b) Suparalimentadores acionados compressão é formado por um
externamente. impulsor, um difusor e uma carcaça.
c) Superalimentadores acionados (2-12)
eletricamente. 191- Qual é a fonte de força do atuador da
d) Superalimentadores acionados válvula de desvio(waste gate) e dos
pneumaticamente. controladores em um sistema
turboalimentador?
Os superalimentadores acionados a) Energia elétrica.
externamente destinam-se a entregar ar b) Gases de escapamento.
comprimido à entrada do carburador c) Óleo do motor.
ou da unidade de controle de d) Rotação do motor.
ar/combustível de uma aeronave.
Esses superalimentadores retiram sua O atuador da válvula de desvio(waste
força da energia dos gases de gate) e os controladores utilizam óleo
escapamento do motor, direcionados do motor como sua fonte de força. (2-
contra algum tipo de turbina. Por este 14)
motivo, são comumente chamados
turbosuperalimentadores ou 192- Há um sistema turboalimentador
turboalimentadores. (2-11) reforçado ao nível do mar que é
automaticamente regulado por três
189- Um turbosuperalimentador típico é componentes:
composto de três partes principais: a) Conjunto de válvula de desvio de
a) O conjunto de acionamento, o escapamento, controlador de
reostato e a roldana mestra. densidade e controlador de pressão
b) O eixo principal, o balancim e o diferencial.
conjunto de tuchos. b) Controladores de temperatura,
c) O conjunto de turbinas, o turbo e o válvula de acionamento direto e
restritor. controlador de pressão absoluta.
d) O conjunto do compressor, o c) Conjunto de válvulas atuadoras,
conjunto de turbina de gás e a controlador de umidade e
carcaça da bomba e dos controlador de depressão.
rolamentos. d) Fonte de gases, fluxo de ar e
carburador.
Um turbosuperalimentador típico é
composto de três partes principais: Há um sistema turboalimentador
(1) O conjunto do compressor; reforçado ao nível do mar que é
(2) O conjunto de turbina de gás; automaticamente regulado por três
(3) A carcaça da bomba e dos componentes: o conjunto de válvula de
rolamentos. (2-12) desvio de escapamento, o controlador
de densidade e o controlador de
190- Em um sistema pressão diferencial. (2-14) e (2-15)
turbosuperalimentador, o conjunto de
compressão é formado por: 193- Os foles sensores de pressão e
a) Um impulsor, um difusor e uma temperatura do controlador de
carcaça. densidade são cheios com:
a) Nitrogênio líquido.

28
b) Oxigênio. para um determinado motor e pode,
c) Hélio. por este motivo, causar sérios danos:
d) Nitrogênio seco. a) Anti-reação.
b) Overshoot.
Os foles sensores de pressão e c) Overboost.
temperatura do controlador de d) Contra-reação.
densidade reagem às mudanças de
pressão e temperatura, entre a entrada Às vezes o fenômeno “contra-
do injetor de combustível e o reação”(bootsrapping) é confundido
compressor do turboalimentador. Os com uma condição conhecida por
foles, cheios com nitrogênio seco, “overboost”(sobrecarga) , mas a
mantêm uma densidade constante, contra-reação não é uma condição que
permitindo que a pressão aumente à comprometa a vida do motor. Uma
medida que há um aumento de condição de sobrecarga(overboost) é
temperatura. (2-15) aquela em que a pressão da tubulação
excede aos limites prescritos para um
194- É um ciclo indesejável de eventos de determinado motor e pode, por este
turboalimentação que leva a pressão motivo, causar sérios danos. (2-16)
da tubulação a flutuar na tentativa de
alcançar um estado de equilíbrio: 197- Um movimento rápido da manete de
a) Overboost. potência pode causar uma certa
b) Anti-reação. variação de pressão no duto em um
c) Flutuação. motor turboalimentado. Essa condição,
d) Contra-reação. menos grave que a contra-reação é
conhecida como:
A contra-reação é um ciclo indesejável a) Overbost.
de eventos de turboalimentação que b) Bootsrapping.
leva a pressão da tubulação a flutuar na c) Overshoot.
tentativa de alcançar um estado de d) Overload.
equilíbrio.
(2-16) Um movimento rápido da manete de
potência pode causar uma certa
195- Às vezes o fenômeno “contra-reação” variação de pressão no duto em um
é confundido com uma condição motor turboalimentado. Essa condição,
conhecida como: menos grave que a contra-reação é
a) Anti-reação. conhecida como (“overshoot”). Mesmo
b) Flutuação. não sendo uma condição de perigo, ela
c) Overboost. pode ser um motivo de preocupação
d) Superboost. para o piloto, ou operador, que
selecione um determinado ajuste de
Às vezes o fenômeno “contra- pressão no duto, verificando, poucos
reação”(bootsrapping) é confundido segundos depois, que essa pressão
com uma condição conhecida por oscilou e necessita de novo ajuste. (2-
“overboost”(sobrecarga) , mas a 16)
contra-reação não é uma condição que
comprometa a vida do motor. Uma
condição de sobrecarga(overboost) é
aquela em que a pressão da tubulação
excede aos limites prescritos para um 198- Consiste em um motor convencional,
determinado motor e pode, por este no qual turbinas movimentadas por
motivo, causar sérios danos. (2-16) gases de escapamento encontram-se
acopladas ao eixo de manivelas:
196- É uma condição em que a pressão da a) Turbocomposto (composto com
tubulação excede aos limites prescritos turbo).
b) Supercharged (superalimentado).

29
c) Turbocharged (turboalimentado). sistema coletor. O sistema aberto é
d) Turbosupercharged geralmente utilizado em motores não
(turbosuperalimentado). superalimentados e motores de baixa
potência, onde o nível de ruído não é
O motor composto com turbo alto demais. O sistema coletor é
(turbocomposto) consiste em um motor utilizado na maioria dos grandes
convencional, no qual turbinas motores não superalimentados e em
movimentadas por gases de todos motores turbosuperalimentados e
escapamento encontram-se acopladas instalações em que esse sistema
ao eixo de manivelas. Esse sistema de poderia melhorar o fluxo aerodinâmico
obtenção de força adicional é, as vezes, da nacele, ou ainda oferecer uma
denominado sistema de turbina de manutenção mais fácil na área da
recuperação de força(PRT – Power nacele. (2-23)
recovery turbine). Não é um sistema de
superalimentação, e não está conectado
de qualquer maneira (de modo algum) 201-É um conjunto de peças feitas de
ao sistema de admissão de ar da aço resistente à corrosão e manufaturado
aeronave. (2-18) em
5,7,9,etc seções, cada peça coletando o
escapamento de dois cilindros:
199-É fundamentalmente um sistema de a) Prato de exaustão.
limpeza, que coleta e envia para a b) Anel coletor de escapamento.
atmosfera c) Exaustor cilíndrico.
gases de alta temperatura e nocivos: d) Anel difusor.
a) Sistema de escapamento de
motores convencionais. O anel coletor de escapamento é um
b) Sistema de escapamento de conjunto de peças feitas de aço
motores turbojato. resistente à corrosão e manufaturado
c) Sistema de escapamento de em 5,7,9,etc(motor radial) seções, cada
motores turbofan. peça coletando o escapamento de dois
d) Sistema de escapamento de cilindros. (2-24)
motores estatojato.
202-São projetados para produzir um
O sistema de escapamento dos motores efeito de tubo de venturi para formar um
convencionais é fundamentalmente um fluxo de
sistema de limpeza, que coleta e envia ar aumentado sobre o motor,
para a atmosfera gases de alta intensificando seu resfriamento:
temperatura e nocivos. (2-23) a) Aumentadores.
b) Intensificadores.
200-Existem dois tipos básicos de c) Coletores.
sistemas de escapamento em uso nos d) Chicotes.
motores de
aeronaves: Os intensificadores são projetados para
a) O sistema aberto e o sistema produzir um efeito de tubo de venturi
fechado. para formar um fluxo de ar aumentado
b) O sistema coletor e o sistema sobre o motor, intensificando seu
difusor. resfriamento. (2-25)
c) O sistema fechado e o sistema
difusor. 203-Qualquer pane no sistema de
d) O sistema aberto e o sistema escapamento deve ser encarada como:
coletor. a) Um problema sério.
b) Um problema secundário.
Existem dois tipos básicos de sistemas c) Um problema não imediato.
de escapamento em uso nos motores de d) Um problema negligenciável.
aeronaves: O sistema aberto e o

30
Qualquer pane no sistema de metal na área em que foi feita a marca,
escapamento deve ser encarada como causando rachaduras; e finalmente uma
um problema sério. Dependendo da pane. (2-26)
localização e do tipo de pane, uma
falha no sistema de escapamento pode 206-Se o ajuste feito pelo torque
resultar em envenenamento da especificado não chega a eliminar as folgas,
tripulação e passageiros, por ingestão em um
de monóxido de carbono, perda parcial sistema de escapamento:
ou completa da potência do motor, ou a) Deve-se substituir tanto os
ainda fogo na aeronave. (2-25) parafusos quanto as porcas.
b) Deve-se substituir as peças do
sistema.
204-As panes do sistema de c) Deve-se apertar até alcançar um
escapamento geralmente atingem um aperto suficiente e seguro.
índice máximo de d) Deve-se tornear as peças e
ocorrência quando a aeronave atinge a parafusos.
marca de:
a) 50 a 100 horas de operação. Se o ajuste feito pelo torque
b) 100 a 200 horas de operação. especificado não chegar a eliminar as
c) 200 a 300 horas de operação. folgas de um sistema de escapamento,
d) 300 a 400 horas de operação. deve-se substituir tanto os parafusos
quanto as porcas, pois esses devem
As panes do sistema de escapamento provavelmente ter sofrido
geralmente atingem um índice máximo alongamento. (2-26)
de ocorrência quando a aeronave
atinge a marca de 100 a 200 horas de 207-Em sistemas de escapamento, os
operação. Mais de 50% de todas as tubos com revestimento cerâmico devem
panes de sistema de escapamento ser
ocorrem até 400 horas. (2-26) limpos:
a) Com um desengordurante.
205-Ferramentas galvanizadas ou com b) Com jato de areia.
revestimento de zinco, e marcações com c) Com querosene.
lápis d) Com solvente.
grafite:
a) Podem ser utilizados no sistema de Os tubos com revestimento cerâmico
escapamento. devem ser limpos apenas com um
b) Devem ser utilizados no sistema de desengordurante, e nunca devem ser
escapamento. limpos com jato de areia ou produtos
c) Nunca devem ser utilizados no alcalinos. (2-25 e 2-26)
sistema de escapamento.
d) Nenhuma correta. 208-Qual é a maior fonte de ruído de uma
aeronave com motor convencional?
Nunca devem ser utilizadas no sistema a) O escapamento.
de escapamento, ferramentas b) O motor.
galvanizadas ou com revestimento de c) A hélice.
zinco, e as peças do sistema de d) Os pneus.
escapamento nunca devem ser
marcadas com lápis grafite(por causa A hélice, que é a maior fonte de ruído
do chumbo). na aeronave de motor convencional,
As marcas de chumbo, zinco ou tem um padrão de ruído que se eleva
galvanizadas podem ser absorvidas drasticamente para o seu ponto
pelo metal do sistema de escapamento máximo assim que o seu plano passa
quando aquecido, criando com isso por um indivíduo no solo. (2-32)
uma alteração distinta em sua estrutura
molecular. Essa alteração amolece o

31
SISTEMAS DE ADMISSÃO E DE b) Entradas nas raízes das asas, ou
ESCAPAMENTO uma em cada lado da fuselagem.
(MOTORES A REAÇÃO) c) Entradas na parte inferior da
fuselagem, ou nas pontas das asas.
d) Entradas embaixo das asas, ou na
209-Proporciona um suprimento de ar de empenagem.
alta energia, relativamente livre de
distorção, e O duto de admissão de entrada
na quantidade requerida para o dividida pode apresentar suas entradas
compressor: nas raízes das asas, ou uma de cada
a) Escapamento. lado da fuselagem. (2-20)
b) Turbina.
c) Duto de admissão. 213-Para aeronaves supersônicas, são
d) Turbo. utilizados dutos de admissão que são
modificados, dependendo do aumento
A admissão de um motor convencional ou diminuição da velocidade da
e o duto de admissão de um motor a aeronave. Um duto desse tipo é
turbina proporcionam um suprimento geralmente conhecido por duto de
de ar de alta energia, relativamente admissão:
livre de distorção, e na quantidade a) De enflechamento.
requerida para o compressor. (2-18) b) Tipo suspenso.
c) De geometria variável.
210-Há dois tipos básicos de duto de d) Eletro-mecânico.
admissão:
a) Entrada linear e entrada curvilínea. Um difusor sua área progressivamente
b) Entrada simples e composta. diminuída no sentido da continuação
c) Entrada homogênea e entrada do fluxo de ar. Desta forma, um duto
heterogênea. de admissão supersônico seguirá a
d) Entrada única e entrada dividida. configuração geral até que a
velocidade do ar admitido seja
Há dois tipos básicos de duto de reduzida para Mach 1.0. A partir daí, a
admissão: o duto de entrada única e o seção posterior do duto começará a ter
duto de entrada dividida. (2-19) sua área aumentada, uma vez que esta
parte deva funcionar como um difusor
211-Qual é o duto de entrada de ar mais subsônico.
eficiente? Para aeronaves de velocidade muito
a) É o duto de entrada única. alta, a área interna da configuração do
b) É o duto de entrada convergente. duto será modificada por dispositivos
c) É o duto de entrada composta. mecânicos, dependendo do aumento ou
d) É o duto de entrada dividida, diminuição de velocidade da aeronave.
Um duto desse tipo é geralmente
O duto de entrada única é o mais conhecido por duto de admissão de
simples e eficiente, devido à sua geometria variável. (2-20)
entrada ficar localizada diretamente à
frente do motor e da aeronave, 214-Consiste em um ou mais estágios de
podendo assim, captar um fluxo de ar palhetas rotativas e aletas
livre de turbulência. (2-19) estacionárias, todas bem maiores que
os estágios dianteiros do compressor,
212-O duto de admissão de entrada ao qual estão ligados:
dividida pode apresentar suas entradas de a) Hélice.
duas b) Fan.
maneiras. Quais são? c) Turbina.
a) Entradas em frente aos motores, ou d) Coordenador.
por baixo das asas.

32
O fan consiste em um ou mais estágios b) Bocal de escapamento.
de palhetas rotativas e aletas c) Duto de admissão.
estacionárias, todas bem maiores que d) Pós-combustor.
os estágios dianteiros do compressor,
ao qual estão ligados. (2-23) Dá-se o nome de bocal de
escapamento, a abertura posterior do
215-Aplica-se a tubulação de duto de escapamento da turbina de um
escapamento do motor, ou duto do cone de motor. O bocal atua como um orifício
cauda, o qual cujo diâmetro determina densidade e
conecta a saída da turbina ao bocal velocidade dos gases de escapamento
de jato de escapamento de um motor que quando esses deixam o motor.(2-29)
não
apresenta pós-combustor: 218-Sempre que a razão de pressão do
a) O termo “Bocal”. motor for bastante alta para produzir
b) O termo “Entrada”. velocidades de escapamento, que
c) O termo “Admissão” possam exceder a Mach 1 no bocal de
d) O termo “Duto de escapamento”. escapamento do motor, mais empuxo
pode ser ganho com o uso de um bocal
O termo “duto de escapamento” do tipo:
aplica-se a tubulação de escapamento a) Convergente.
do motor, ou duto do cone de cauda, o b) Divergente.
qual conecta a saída da turbina ao c) Divergente/convergente.
bocal de jato de escapamento de um d) Convergente/divergente(CD).
motor que não apresenta pós-
combustor. Sempre que a razão de pressão do
motor for bastante alta para produzir
216-Imediatamente após a saída da turbina, velocidades de escapamento, que
e usualmente logo à frente do flange, onde possam exceder a Mach 1 no bocal de
o escapamento do motor, mais empuxo
duto de escape é conectado, pode ser ganho com o uso de um bocal
encontram-se: do tipo convergente/divergente(CD).
a) Os sensores flutuantes de (2-29)
temperatura.
b) Os bocais de saída.
c) Os sensores de pressão de descarga
da turbina.
d) Os intensificadores.

Imediatamente após a saída da turbina,


e usualmente logo à frente do flange,
onde o
Duto de escape é conectado,
encontram-se os sensores de pressão de
descarga da
turbina. Uma ou mais sondas são
inseridas no duto de escapamento para
que
possam fornecer uma amostragem
adequada da pressão dos gases de
escapamento.
(2-29)
217-É a abertura posterior do duto
de escapamento da turbina de um
motor:
a) Escapamento.

33