Você está na página 1de 138

13A-1

13A-1 GRUPO 13A INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7> ÍNDICE INFORMAÇÕES GERAIS ESPECIFICAÇÕES
13A-1 GRUPO 13A INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7> ÍNDICE INFORMAÇÕES GERAIS ESPECIFICAÇÕES

GRUPO 13A

INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7>

ÍNDICE

INFORMAÇÕES GERAIS

ESPECIFICAÇÕES GERAIS

ESPECIFICAÇÕES DE SERVIÇO

VEDADOR

FERRAMENTAS ESPECIAIS

DIAGNÓSTICO DE FALHAS

13A-2

13A-4

13A-5

13A-5

13A-6

13A-9

ESTRATÉGIAS DE EMERGÊNCIA E CORREÇÃO

DE FALHAS

TABELA DE INSPEÇÃO PARA OS CÓDIGOS DE

DIAGNOSTICO

VERIFICAÇÃO NOS TERMINAIS DA ECU DO

13A-104

TABELA DE VERIFICAÇÃO PARA RESISTÊNCIA E CONTINUIDADE ENTRE OS TERMINAIS . 13A-108

MOTOR

13A-13

13A-12

SERVIÇO NO VEÍCULO

13A-110

VERIFICAÇÃO DO SENSOR DE OXIGÊNIO

PROCEDIMENTO DE INSPEÇÃO UTILIZANDO UM

13A-110

OSCILOSCÓPIO

SENSOR DA POSIÇÃO DO EIXO DE COMANDO DE VÁLVULAS E SENSOR DO ÂNGULO DA

13A-112

ÁRVORE DE MANIVELAS

13A-114

INJETOR

13A-116

MOTOR DE PASSO

13A-117

BOBINA DE IGNIÇÃO E TRANSISTOR DE POTÊNCIA

13A-119

LIMPEZA DO CORPO DA BORBOLETA (ÁREA DA

VÁLVULA DA BORBOLETA)

AJUSTE BÁSICO DA ROTAÇÃO DA MARCHA

LENTA

TESTE DE PRESSÃO DO COMBUSTÍVEL 13A-123

13A-122

13A-121

DESCONEXÃO DO CONECTOR DA BOMBA DE

COMBUSTÍVEL (COMO REDUZIR A PRESSÃO NA

LINHA DO COMBUSTÍVEL)

VERIFICAÇÃO DA OPERAÇÃO DA BOMBA DE

COMBUSTÍVEL

VERIFICAÇÃO DA CONTINUIDADE DO RELÉ DA BOMBA DE COMBUSTÍVEL E DO RELÉ DO

CONTROLE

VERIFICAÇÃO DO SENSOR DA TEMPERATURA

DA ADMISSÃO DE AR

VERIFICAÇÃO DO SENSOR DA TEMPERATURA DO LÍQUIDO DE ARREFECIMENTO DO MOTOR . 13A-127

13A-127

13A-126

13A-126

13A-126

VERIFICAÇÃO DO SENSOR DA POSIÇÃO DA

BORBOLETA

13A-128

AJUSTE DO SENSOR DA POSIÇÃO DA BORBOLETA <MOTOR 3.5 L>

13A-128

VERIFICAÇÃO DO INJETOR

13A-129

VERIFICAÇÃO DO MOTOR DE PASSO DO

CONTROLE DE MARCHA LENTA (MOTOR DE

PASSO)

VERIFICAÇÃO DA VÁLVULA SOLENÓIDE DO

CONTROLE DE PURGA

VERIFICAÇÃO DA VÁLVULA SOLENÓIDE DO

CONTROLE DO SISTEMA DE RECIRCULAÇÃO

DOS GASES DE ESCAPE (EGR)

13A-131

13A-132

13A-132

INJETOR

REMOÇÃO E INSTALAÇÃO

CONJUNTO DO CORPO DA BORBOLETA

13A-133

13A-133

13A-135

REMOÇÃO E INSTALAÇÃO

13A-135

DESMONTAGEM E REMONTAGEM

13A-137

SENSOR DA POSIÇÃO DA BORBOLETA

13A-138

13A-2

INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7>

INFORMAÇÕES GERAIS

INFORMAÇÕES GERAIS

O Sistema de Injeção de Combustível Multi-

ponto é formado por sensores que detectam as condições do motor através da ECU do motor que controla o sistema de acordo com os sinais

de sensores, e atuadores que operam sob seu

comando. A ECU do motor executa atividades como o controle da injeção de combustível, o

controle da velocidade da marcha lenta e o con- trole do avanço de ignição. Além disso, a ECU

do motor é equipada com vários modos de diag-

nóstico que simplificam a resolução de proble- mas na ocorrência de alguma falha.

CONTROLE DA INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL

Os tempos de abertura do injetor são controla- dos de modo que a mistura máxima de ar/com- bustível seja fornecida ao motor para corres- ponder com as condições de operação em alteração contínua. Um injetor simples é mon- tado na entrada da admissão de cada cilindro.

O combustível é enviado sob pressão pela

bomba de combustível, sendo que a pressão é regulada pelo regulador da pressão de combus- tível. O combustível regulado é distribuído para cada um dos injetores.

A injeção de combustível é normalmente exe-

cutada uma só vez para cada cilindro, a cada duas rotações do eixo de árvore de manivelas.

A ordem de ignição é 1-2-3-4-5-6 que é cha-

mada de injeção de combustível seqüencial. A ECU do motor fornece uma mistura de ar/com- bustível mais rica executando o controle do “open loop” quando o motor está frio ou oper- ando sob condições de alta carga para manter o desempenho do motor. Além disso, quando o motor está aquecido ou operando sob condições normais, A ECU do motor controla essa mistura usando o sinal do sensor de oxigênio para executar o controle do “closed loop” para obter a relação teórica da mistura ar/ combustível proporcionando desempenho de limpeza ao máximo a partir do catalisador de três vias.

M1131000102622

CONTROLE DA MARCHA LENTA

A rotação da da marcha lenta é mantida no

valor máximo através do controle da quantidade de ar que passa pela válvula da borboleta de acordo com as alterações nas condições de carga do motor durante a marcha lenta. A ECU controla o motor de passo para manter o funcio- namento do veículo conforme as condições pré- ajustadas levando em consideração a tempera- tura de arrefecimento e a carga do ar condicio- nado. Além disso, quando o ar condicionado é ligado e desligado enquanto o motor está em marcha lenta, o motor ISC (Controle da marcha lenta) opera para ajustar a quantidade de ar que contorna a válvula da borboleta de acordo com as condições de carga do motor para evitar as flutuações na rotação do motor.

CONTROLE DO PONTO DE IGNIÇÃO

O transistor de potência localizado no circuito

primário de ignição liga e desliga para controlar o fluxo da corrente primária para a bobina de ignição. Isto controla o ponto de ignição para fornecer o ponto de ignição ideal em relação às condições de operação do motor. O ponto de ignição é determinado pela ECU do motor a partir da rotação do motor, volume de admissão de ar, temperatura do líquido de arrefecimento do motor e pressão atmosférica.

FUNÇÃO AUTO-DIAGNÓSTICO

1. Quando uma anormalidade é detectada em um dos sensores ou atuadores relacionados ao controle de emissões, a lâmpada de aviso do motor (verifique a lâmpada do motor) acende como um alerta para o motor- ista.

2. Quando uma anormalidade é detectada em um dos sensores ou atuadores, é produzido um código de diagnóstico correspondente.

3. Os dados de RAM dentro da ECU do motor que está relacionada aos sensores e atua- dores poderão ser lidos através do MUT-II/ III. Além disso, os atuadores podem ser acionados a força sob determinadas circun- stâncias.

INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7>

INFORMAÇÕES GERAIS

13A-3

DIAGRAMA DO SISTEMA DE INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI)

(MPI) <6G7> INFORMAÇÕES GERAIS 13A-3 DIAGRAMA DO SISTEMA DE INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI)

13A-4

INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7>

INFORMAÇÕES GERAIS

OUTRAS FUNÇÕES DE CONTROLE

1. Controle da Bomba de Combustível Ativa o relé da bomba de combustível para que a corrente seja fornecida para a bomba de combustível enquanto o motor está em funcionamento ou em movimento.

2. Controle do Relé do Ar Condicionado (A/C)

Liga e desliga a embreagem do compressor do ar condicionado (A/C).

3. Controle da Válvula Solenóide do Controle de Purga. Consulte o GRUPO 17.

4. Controle da Válvula Solenóide do Controle do Sistema de Recirculação dos Gases de Escapamento (EGR). Consulte o GRUPO 17.

ESPECIFICAÇÕES GERAIS

Itens

Especificações

Corpo da borboleta

Diâmetro da borboleta (mm)

60

Sensor da posição da borboleta

Tipo resistência variável

Motor de passo da rotação do motor

Tipo motor de passos (Motor de passos tipo sistema de controle de desvio de ar com limita- dor do volume de ar)

Interruptor de posição da marcha lenta

Tipo contato giratório, dentro do sen- sor da posição da borboleta

ECU do motor

No. de identificação do modelo

E6T36082H ou E6T36079H

Código da ECU (No. da peça)

8631A131 ou MN171080

Sensores

Sensor do fluxo do ar

Tipo Karman Vortex

Sensor da pressão barométrica

Tipo semicondutor

Sensor da temperatura da admissão de ar

Tipo termistor

Sensor de temperatura do líquido de arrefeci- mento do motor

Tipo termistor

Sensor de oxigênio

Tipo zircônio

Sensor de velocidade do veículo

Tipo elemento resistivo magnético

Sensor da posição da árvore de comando

Tipo elemento Hall

Sensor do ângulo da manivela

Tipo elemento Hall

Interruptor da pressão do fluido da direção hidráu- lica

Tipo interruptor de contato

Atuadores

Tipo relé de controle

Tipo interruptor de contato

Tipo relé da bomba de combustível

Tipo interruptor de contato

Tipo e número do injetor

Tipo eletromagnético, 6

Marca de identificação do injetor

EDH210

Regulador de pressão do combustível

Pressão do regulador em kPa

335

INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7>

ESPECIFICAÇÕES DO SERVIÇO

13A-5

ESPECIFICAÇÕES DE SERVIÇO

13100030513

Itens

Especificações

Rotação da marcha lenta básica em rpm

700 ± 50

Tensão do ajuste do sensor da posição da borboleta em mV

535 – 735 (10 a 15% de abertura)

Resistência do sensor da posição da borboleta em kΩ

3,5 – 6,5

Resistência da bobina do motor de passo da marcha lenta em Ω

28 – 33 (a 20°C)

Resistência do sensor da temperatura da admis- são de ar em kΩ

20°C

2,3 – 3,0

80°C

0,30 – 0,42

Resistência do sensor de temperatura do líquido de arrefecimento do motor em kΩ

20°C

2,1 – 2,7

80°C

0,26 – 0,36

Tensão de saída do sensor de oxigênio em V

0,6 – 1,0

Frente da resistência da bobina do aquecedor do sensor de oxigênio (a 20°C) em Ω

Dianteira

4,5 – 8

Traseira

11

– 18

Pressão do combustível e kPa

Desconexão da mangueira de vácuo

324 – 343 motor em marcha lenta

Conexão da mangueira de vácuo kpa

Aprox. 270 motor em marcha lenta

Resistência da bobina do injetor em Ω (a 20°C)

13

– 16

VEDADOR

13100060574

Item

Selante especificado

Observação

Parte com rosca do sensor de tem- peratura do líquido de arrefecimento do motor

3M Porca Travante Peça No. 4171 ou equivalente

Selante semi-seco

13A-6

INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7>

FERRAMENTAS ESPECIAIS

FERRAMENTAS ESPECIAIS

13100060574

Ferramenta

Número

Nome

 

Uso

MB991502 Sub-conjunto do MUT-II Leitura dos códigos de diag- nóstico •

MB991502

Sub-conjunto do MUT-II

Leitura dos códigos de diag- nóstico

Inspeção do sistema da Injeção de Combustível Multip- onto (MPI)

Medição da pressão do com- bustível

 

MB991955

Sub-conjunto MUT-III A: Interface de Comuni- cação do Veículo (V.C.I.) B: Cabo USB do MUT-III C: Chicote principal do MUT-III (Veículos com sistema de comunicação CAN) D: Chicote principal do MUT-III (Veículos sem sistema de comunicação CAN) E: Adaptador de medida do MUT-III F: Chicote de acionamento do MUT-III

Verificação da ETACS-ECU (dados de serviço e códigos de diagnóstico)

A: MB991824

A: MB991824

B: MB991827

C: MB991910

 

D: MB991911

E: MB991825

F: MB991826

 

MB991348

Conjunto de chicote de teste

• Ajuste do interruptor da posição da marcha lenta e sensor da posição da borboleta

MB991658

MB991658

 

• Inspeção

utilizando um oscil-

oscópio

INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7>

FERRAMENTAS ESPECIAIS

13A-7

Ferramenta

Número

Nome

Uso

 

MB991223

Conjunto de chicotes A: Chicote de teste B: Chicote do LED

Medição da tensão do terminal A: Inspeção da pressão do contato do pino conector

A: MB991219

A: MB991219

B: MB991220

C: MB991221

   

D: MB991222

C: Adaptador do chicote do LED D: Sonda

B: Inspeção do circuito de energia C: Inspeção do circuito de energia D: Conexão do medidor comercial

MB991709 Chicote de teste • Diagnóstico de Medição da tensão Falhas –

MB991709

Chicote de teste

• Diagnóstico de Medição da tensão

Falhas

Inspeção

• utilizando

um

oscil-

oscópio

MB991529 Chicote de verificação do código de diagnóstico • Leitura do código de diagnóstico

MB991529

Chicote de verificação do código de diagnóstico

• Leitura do código de diagnóstico

• Ajuste

da

rotação

da

marcha

 

lenta básica

MD998463 Chicote de teste (6 pinos, quadrado) • Inspeção do motor de passo da marcha

MD998463

Chicote de teste (6 pinos, quadrado)

• Inspeção do motor de passo da marcha lenta

Inspeção

• utilizando um oscil-

oscópio.

MD998464 Chicote de teste (4 pinos, quadrado) Inspeção do sensor de oxigênio  

MD998464

Chicote de teste (4 pinos, quadrado)

Inspeção do sensor de oxigênio

 
MD998709 Adaptador da mangueira Medição da pressão do combustível

MD998709

Adaptador da mangueira

Medição da pressão do combustível

13A-8

INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7>

FERRAMENTAS ESPECIAIS

Ferramenta

Número

Nome

Uso

MD998474 Chicote de teste (8 pinos, quadrado) Inspeção utilizando um osciloscó- pio

MD998474

Chicote de teste (8 pinos, quadrado)

Inspeção utilizando um osciloscó- pio

MD998478 Chicote de teste (3 pinos, triângulo)

MD998478

Chicote de teste (3 pinos, triângulo)

MB991637 Conjunto do medidor de pressão do combustível Medição da pressão do combustível

MB991637

Conjunto do medidor de pressão do combustível

Medição da pressão do combustível

MD998742 Adaptador da mangueira

MD998742

Adaptador da mangueira

MD998706 Conjunto de teste do injetor Verificar a condição do jato dos injetores

MD998706

Conjunto de teste do injetor

Verificar a condição do jato dos injetores

MB991607 Chicote de teste do injetor  

MB991607

Chicote de teste do injetor

 
MD998741 Adaptador do teste do inje- tor

MD998741

Adaptador do teste do inje- tor

MB991692 Presilha

MB991692

Presilha

INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7>

DIAGNÓSTICO DE FALHAS

13A-9

DIAGNÓSTICO DE FALHAS

FUNÇÃO DIAGNÓSTICO

LÂMPADA DE AVISO DO MOTOR (VERIFIQUE A LÂMPADA DE AVISO)

LÂMPADA DE AVISO DO MOTOR (VERIFIQUE A LÂMPADA DE AVISO) Se ocorrer uma falha em um

Se ocorrer uma falha em um dos itens abaixo relacionados ao sistema da Injeção de Combus- tível Multiponto (MPI), a lâmpada de aviso do motor irá acender ou piscar. Se a lâmpada per- manecer acesa ou se a lâmpada acender enquanto o motor estiver funcionando, verifique o código de diagnóstico produzido.

No entanto, a lâmpada de aviso irá acender como forma de verificação por cinco segundos sempre que a chave da ignição for girada para a posição ON (Ligado).

Itens de inspeção da lâmpada de aviso do motor

Código No.

Item de diagnóstico

ECU do motor-A/T <A/T>

P0100

Sistema do sensor do fluxo do ar

P0105

Sistema do sensor da pressão barométrica

P0110

Sistema do sensor de temperatura da admissão de ar

P0115

Sistema do sensor de temperatura do líquido de arrefecimento do motor

P0120

Sistema do sensor da posição da borboleta

P0125

Sistema de realimentação

P0130

Sistema do sensor de oxigênio (dianteiro) <Bank 1 sensor 1>

P0135

Sistema do aquecedor do sensor de oxigênio (dianteiro) <Bank 1 sensor 1>

P0136

Sistema do sensor de oxigênio (traseiro) <Bank 1 sensor 2>

P0141

Sistema do aquecedor do sensor de oxigênio (traseiro) <Bank 1 sensor 2>

P0150

Sensor de oxigênio (dianteiro) <Bank 2 sensor 1>

P0155

Aquecedor do sensor de oxigênio (dianteiro) <Bank 2 sensor 1>

P0156

Sensor de oxigênio (traseiro) <Bank 2 sensor 2>

P0161

Aquecedor do sensor de oxigênio (traseiro) <Bank 2 sensor 2>

P0170

Sistema de combustível anormal (Bank 1)

13A-10

INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7>

DIAGNÓSTICO DE FALHAS

(continuação)

Código No.

Item de diagnóstico

P0173

Sistema de combustível anormal (Bank 2)

P0201

Sistema do injetor No. 1

P0202

Sistema do injetor No. 2

P0203

Sistema do injetor No. 3

P0204

Sistema do injetor No. 4

P0205

Sistema do injetor No. 5

P0206

Sistema do injetor No. 6

P0300*

Falha da ignição detectada

P0301

Falha da ignição detectada no cilindro No. 1

P0302

Falha da ignição detectada no cilindro No. 2

P0303

Falha da ignição detectada no cilindro No. 3

P0304

Falha da ignição detectada no cilindro No. 4

P0305

Falha da ignição detectada no cilindro No. 5

P0306

Falha da ignição detectada no cilindro No. 6

P0335

Sistema do sensor do ângulo da manivela

P0340

Sistema do sensor da posição da árvore de comando

P0403

Sistema da válvula solenóide do controle do sistema de recirculação dos gases de escapamento (EGR)

P0421

Mau funcionamento do catalisador (Bank 1)

P0431

Mau funcionamento do catalisador (Bank 2)

P0443

Sistema da válvula solenóide do controle de purga

P0505

Sistema do controle da marcha lenta

P0510

Sistema do interruptor da posição da marcha lenta

P0551

Sistema do interruptor da pressão do fluido da direção hidráulica

NOTA:

1. Se a lâmpada de aviso do motor acender por causa de uma falha da ECU do motor, a comunicação entre eles é impossível. Neste caso, o código de diagnóstico não poderá ser lido.

2. Após a ECU do motor ter detectado um mau funcionamento do catalisador, a lâmpada de aviso do motor irá acender quando o motor estiver próximo de ser ligado e a mesma falha será detectada novamente. No entanto, para os itens marcados com “*” na coluna do número do código de diagnóstico, a lâmpada de aviso irá acender somente na primeira detecção da falha.

(1) Quando a ECU do motor monitorou a falha do sistema motor/transmissão três vezes* e encontrou as exigências das condições estabelecidas, nenhuma falha foi detectada. (2) Para falha da ignição, quando as condições de condução (rotação do motor, temperatura do líquido de arrefec- imento do motor, etc.) são semelhantes àquelas de quando a falha foi detectada pela primeira vez. 4. O sensor 1 indica o sensor instalado na posição mais próxima do motor e o sensor 2 indica o sensor instalado na segunda posição mais próxima do motor.

INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7>

DIAGNÓSTICO DE FALHAS

13A-11

MÉTODO DE LEITURA E CANCELAMENTO DE CÓDIGOS DE DIAGNÓSTICO Consulte o GRUPO 00 – Como Utilizar o Diagnós- tico de Falhas/Pontos de Serviço de Inspeção.

DIAGNÓSTICO

DIAGNÓSTICO 2

1. Mude o modo de diagnóstico da unidade de controle do motor para DIAGNOSIS 2 MODE (Modo de Diagnóstico 2) usando o MUT-II/III.

2. Efetue um teste de estrada.

3. Faça uma leitura do código de diagnóstico e efetue o reparo do local do problema.

4. Gire a chave da ignição para a posição OFF (Desligado) e, em seguida, de volta para a posição ON (Ligado) novamente. NOTA: Ao girar a chave da ignição para a posição OFF (Desligado), a ECU do motor irá mudar o modo DIAGNOSIS 2 para modo DIAGNOSIS 1.

5. Cancele os códigos de diagnóstico.

UTILIZANDO

O

MODO

DE

Lista de itens da tela

INSPEÇÃO DE SISTEMA PARA TESTE DOS ATUADORES E LISTA DE DADOS USANDO MUT-II/III

1. Efetue a inspeção através da lista de dados

e da função teste do atuador. Se houver

uma anormalidade, verifique e repare os componentes e chicotes do chassi.

2. Após efetuar o reparo, verifique novamente

usando o MUT-II/III e verifique se a entrada

e a saída anormais voltaram ao normal

como resultado dos reparos efetuados.

3. Apague a memória dos códigos de diagnóstico.

4. Remova o MUT-II/III e, em seguida, dê a partida no motor novamente e efetue um teste de estrada para confirmar se o prob- lema desapareceu.

DADOS CONGELADOS Quando a ECU do motor detecta uma falha e armazena um código de diagnóstico, também é armazenado o status atual do motor. Esta função é chamada "Dados Congelados". Com a análise destes "Dados Congelados" com o MUT-II/III pode-se efetuar um diagnóstico de falha eficiente. Os itens da tela dos Dados Congelados são mostrados abaixo.

 

Itens de dados

Unidade

Sensor da temperatura do líquido de arrefecimento do motor

°C

Rotação do motor

rpm

Velocidade do veículo

Km/h

Compensação de combustível de longa duração (regulagem de longa duração de combustível)

%

Compensação de combustível de curta duração (regulagem de curta duração de combustível)

%

Condição de controle do combustível

“Open loop”

OL

"Closed loop"

CL

"Open loop" devido à condição de condução

OL-DRV.

"Open loop" devido à falha do sistema

OL-SYS.

"Closed loop" baseado em um sensor de oxigênio

CL-H02S.

Cálculo do valor da carga

%

Código de diagnóstico durante a gravação dos dados

NOTA: Se foi detectado um mau funcionamento nos sistemas múltiplos, armazene somente um mau funcionamento que foi detectado primeiro.

13A-12

INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7>

DIAGNÓSTICO DE FALHAS

STATUS DE TESTE DE LEITURA

A ECU do motor monitora os principais itens de diagnóstico abaixo, análisa se estes itens estão em boas condições ou não, e armazena seu histórico. Este histórico poderá ser lido utili- zando o MUT-II/III. (Se a ECU analisou um item anteriormente, o MUT-II/III exibe "Complete" ("Concluí-do"). Além disso, se os códigos de diagnóstico forem apagados ou o cabo da bate- ria for desconectado, este histórico também será apagado (a memória será reinstalada).

• Catalisador: P0421, P0431

• Sensor de oxigênio: P0310, P0150

• Aquecedor do sensor de oxigênio: P0135, P0141, P0155, P0161

ESTRATÉGIAS DE EMERGÊNCIA E CORREÇÃO DE FALHAS

Quando as falhas do sensor principal são detectadas pela função diagnóstico, o veículo é contro- lado através da lógica de controle pré-definido para manter as condições de segurança para dirigir.

Item da falha

Conteúdo do controle durante a falha

Sensor do fluxo do ar

1. Utiliza o sinal do sensor da posição da borboleta e o sinal da rotação do motor (sinal do sensor do ângulo da árvore de manivelas) para fazer a leitura do tempo de acionamento do injetor e ponto de ignição básico do mapeamento pré-definido.

2. Fixa o motor de passo na posição especificada, desse modo o controle da marcha lenta não é efetuado.

Sensor de temperatura da admissão de ar

Controla como se a temperatura da admissão de ar estivesse a 25°C.

Sensor da posição da borboleta (TPS)

Sem aumento da quantidade de injeção de combustível devido ao sinal do sensor da posição da borboleta.

Sensor de temperatura do líquido de arrefecimento do motor

Controla como se a temperatura do líquido de arrefecimento do motor fosse 80°C.

Sensor da posição da árvore de comando

1. Controla mantendo a condição que antes foi determinada como falha.

2. O combustível será cortado 4 segundos após a detecção da falha. (No entanto, somente se o TDC do cilindro No. 1 nunca tiver sido detectado após a chave da ignição ser girada para a posição ON (Ligado).

Sensor da pressão barométrica

Controla como se a pressão barométrica fosse 101 kPa.

Sensor de detonação

Muda o ponto de ignição de gasolina aditivada para ponto de ignição para gasolina comum.

Sensor de oxigênio do banco direito (dianteiro) e sensor de oxigênio do banco esquerdo (dianteiro)

O controle da realimentação da proporção ar/combustível (controle "closed loop") não é efetuado.

Sensor de oxigênio do banco direito (traseiro) e sensor de oxigênio do banco esquerdo (traseiro)

Efetua o controle da realimentação (controle "closed loop") da proporção de ar/combustível utilizando somente o sinal do sensor de oxigênio (dianteiro) instalado na frente do catalisador.

Falha de ignição

Se falha de ignição detectada causar danos ao catalisador, o cilindro com falha será desligado.

INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7>

DIAGNÓSTICO DE FALHAS

13A-13

TABELA DE INSPEÇÃO PARA OS CÓDIGOS DE DIAGNOSTICO

Código No.

Item de diagnóstico

Página de

referência

P0100

Sistema do sensor do fluxo de ar

13A-15

P0105

Sistema do sensor da pressão barométrica

13A-17

P0110

Sistema do sensor da temperatura da admissão de ar e peças relacionadas

13A-20

P0115

Sistema do sensor da temperatura do líquido de arrefecimento do motor

13A-21

P0120

Sistema do sensor da posição da borboleta

13A-23

P0125

Sistema de realimentação

13A-26

P0130

Sistema do sensor de oxigênio (dianteiro) <Bank 1 sensor 1>

13A-28

P0135

Sistema do aquecedor do sensor de oxigênio (dianteiro) <Bank 1 sensor 1>

13A-30

P0136

Sistema do sensor de oxigênio (traseiro) <Bank 1 sensor 2>

13A-31

P0141

Sistema do aquecedor do sensor de oxigênio (traseiro) <Bank 1 sensor 2>

13A-33

P0150

Sensor de oxigênio (dianteiro) <Bank 2 sensor 1>

13A-34

P0155

Aquecedor do sensor de oxigênio (dianteiro) <Bank 2 sensor 1>

13A-36

P0156

Sensor de oxigênio (traseiro) <Bank 2 sensor 2>

13A-37

P0161

Aquecedor do sensor de oxigênio (traseiro) <Bank 2 sensor 2>

13A-39

P0170

Sistema de combustível anormal (Bank 1)

13A-41

P0173

Sistema de combustível anormal (Bank 2)

13A-42

P0201

Sistema do injetor N. 1

13A-43

P0202

Sistema do injetor N. 2

13A-43

P0203

Sistema do injetor N. 3

13A-43

P0204

Sistema do injetor N. 4

13A-43

P0205

Sistema do injetor N. 5

13A-43

P0206

Sistema do injetor N. 6

13A-43

P0300*

Falha da ignição aleatória detectada

13A-44

P0301

Falha da ignição detectada do cilindro N. 1

13A-46

P0302

Falha da ignição detectada do cilindro N. 2

13A-46

P0303

Falha da ignição detectada do cilindro N. 3

13A-46

P0304

Falha da ignição detectada do cilindro N. 4

13A-46

P0305

Falha da ignição detectada do cilindro N. 5

13A-46

P0306

Falha da ignição detectada do cilindro N. 6

13A-46

P0335

Sistema do sensor do ângulo da manivela e peças relacionadas

13A-47

P0340

Sistema do sensor da posição da árvore de comando e peças relacionadas

13A-49

P0403

Sistema da válvula solenóide do controle do sistema de recirculação dos gases de escapamento (EGR)

13A-51

P0421

Falha do catalisador (Bank 1)

13A-53

13A-14

INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7>

DIAGNÓSTICO DE FALHAS

Código N.

Item de diagnóstico

Página de

referência

P0431

Falha do catalisador (Bank 2)

13A-54

P0443

Sistema da válvula solenóide do controle de purga

13A-55

P0500

Sistema do sensor de velocidade do veículo

13A-56

P0505

Sistema do controle da marcha lenta

13A-57

P0510

Sistema do interruptor da posição da marcha lenta e peças relacionadas <3.5 lts.>

13A-59

P0551

Sistema do interruptor da pressão do fluido da direção hidráulica

13A-60

P1603

Mal funcionamento da linha de reforço da bateria

13A-61

P1610

Sistema do imobilizador <Se equipado>

13A-62

NOTA:

1. Não substitua a ECU do motor até uma veri- ficação completa revelar que não há nen- hum curto-circuito ou circuito aberto.

2. Verifique se o circuito de aterramento da ECU do motor está normal antes de verificar a causa do problema.

3. Após a ECU do motor ter detectado uma falha, um código de diagnóstico é gravado na próxima vez que o motor for acionado e a mesma falha será detectada novamente. No entanto, para os itens marcados com "*" o código de diagnóstico é gravado na primeira detecção da falha.

4. O Sensor 1 indica o sensor instalado na posição mais próxima do motor, e o sensor 2 indica o sensor instalado na segunda posição mais próxima do motor.

INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7>

DIAGNÓSTICO DE FALHAS

13A-15

PROCEDIMENTO DE INSPEÇÃO CLASSIFICADO PELO CÓDIGO DE DIAGNÓSTICO

Código N. P0100 Sistema do sensor do fluxo de ar

Causa provável

Gama de verificação:

• Falha do sensor do fluxo de ar

Rotação do motor: 500 rpm ou mais

• Curto-circuito ou circuito aberto no circuito do sensor do fluxo de ar ou contato do conector solto.

Condições estabelecidas:

A freqüência de saída do sensor é 3,3 Hz ou menos durante quatro segundos.

• Falha da ECU do motor

• A freqüência de saída do sensor é 3,3 Hz ou menos durante quatro segundos. •

13A-16

INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7>

DIAGNÓSTICO DE FALHAS

13A-16 INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7> DIAGNÓSTICO DE FALHAS

INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7>

DIAGNÓSTICO DE FALHAS

13A-17

Código No. P0105 Sistema do sensor da pressão barométrica

Causa provável

Condição de verificação

• Falha do sensor da pressão barométrica

Transcorrer dois segundos desde que a chave da ignição foi

• Curto-circuito ou circuito aberto no circuito do sensor da pressão barométrica ou folga no contato do conector

ligada ou que o processo de acionamento do motor foi concluído.

Tensão da bateria: 8 V ou mais Condições estabelecidas

• Falha da ECU do motor

A tensão de saída do sensor é 4,5 V ou mais durante quatro segundos (equivalente a 114 kPa de pressão barométrica) Ou

A tensão de saída do sensor é 0,2 V ou menos (equivalente a 53 kPa de pressão barométrica)

13A-18

INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7>

DIAGNÓSTICO DE FALHAS

13A-18 INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7> DIAGNÓSTICO DE FALHAS

INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7>

DIAGNÓSTICO DE FALHAS

13A-19

INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7> DIAGNÓSTICO DE FALHAS 13A-19

13A-20

INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7>

DIAGNÓSTICO DE FALHAS

Código No. P0110 Sistema do sensor da temperatura da admissão de ar

Causa provável

Condição de verificação

• Falha do sensor de temperatura da admissão de ar

Transcorrer dois segundos desde que a chave da ignição foi ligada ou que o processo de acionamento do motor foi concluído. Condições estabelecidas

• Curto-circuito ou circuito aberto no circuito do sensor de temperatura da admissão de ar ou folga no contato do conector

A tensão de saída do sensor é 4,6 V ou mais durante quatro seg- undos (equivalente a -45°C de temperatura da admissão de ar) Ou

• Falha da ECU do motor

A tensão de saída do sensor é 0,2 V ou menos durante quatro seg- undos (equivalente a 125°C de temperatura da admissão de ar)

de saída do sensor é 0,2 V ou menos durante quatro seg- undos (equivalente a 125°C

INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7>

DIAGNÓSTICO DE FALHAS

13A-21

(MPI) <6G7> DIAGNÓSTICO DE FALHAS 13A-21 Código No. P0115 Sistema do sensor de temperatura do

Código No. P0115 Sistema do sensor de temperatura do líquido de arrefecimento do motor

Causa provável

Condição de verificação

• Falha do sensor de temperatura do líquido de arrefecimento do motor

Motor: dois segundos após o motor ter sido acionado.

Condições estabelecidas

• Curto-circuito ou circuito aberto no circuito do sensor de temperatura do líquido de arrefeci- mento do motor ou folga no contato do conec- tor

• Falha da ECU do motor

A tensão de saída do sensor é 4,6 V ou mais durante quatro segundos (equivalente a -45°C de temperatura do líquido de arrefecimento do motor) Ou

A tensão de saída do sensor é 0,1 V ou menos durante 2 seg- undos (equivalente a 140°C de temperatura do líquido de arrefecimento do motor)

 

Condição de verificação

Motor: após acionamento

Condições estabelecidas

A temperatura do líquido de arrefecimento do motor abaixar para menos de 40°C e essa condição ter a duração de cinco minutos ou mais.

13A-22

INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7>

DIAGNÓSTICO DE FALHAS

13A-22 INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7> DIAGNÓSTICO DE FALHAS

INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7>

DIAGNÓSTICO DE FALHAS

13A-23

(MPI) <6G7> DIAGNÓSTICO DE FALHAS 13A-23 Código No. P0120 Sistema do sensor da posição da

Código No. P0120 Sistema do sensor da posição da borboleta

Causa provável

Condição de verificação

• Falha do sensor da posição da borboleta

Posição da chave da ignição: ON (Ligado).

• Contato incorreto do conector, curto-circuito ou circuito aberto no cabo do chicote

Transcorreram dois segundos após a chave da ignição ter sido ligada ou imediatamente após o acionamento do motor. Condições estabelecidas

• Condição imprópria da posição "ON" (Ligado) do interruptor da posição da marcha lenta

Quando o interruptor da posição da marcha lenta está na posição ON (Ligado), a tensão de saída do sensor é 2 V ou mais. Ou

• Curto-circuito da linha de sinal do interruptor da posição da marcha lenta

• Falha da ECU do motor

A tensão de saída do sensor é 0,2 V ou menos durante dois segundos.

 

Condição de verificação

• Transcorreram dois segundos ou mais desde o acionamento do motor.

• A rotação do motor está abaixo de 3.000 rpm

• A eficiência volumétrica está abaixo de 30%.

Condições estabelecidas

A tensão de saída do sensor da posição da borboleta contin- uou a ser 4,6 volts ou superior durante dois segundos.

Condição de verificação

• Transcorreram dois segundos ou mais desde o acionamento do motor.

• A rotação do motor está abaixo de 2.000 rpm

• A eficiência volumétrica está abaixo de 60%.

Condições estabelecidas

A tensão de saída do sensor da posição da borboleta contin- uou a ser 0,8 volts ou superior durante dois segundos.

13A-24

INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7>

DIAGNÓSTICO DE FALHAS

13A-24 INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7> DIAGNÓSTICO DE FALHAS

INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7>

DIAGNÓSTICO DE FALHAS

13A-25

INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7> DIAGNÓSTICO DE FALHAS 13A-25

13A-26

INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7>

DIAGNÓSTICO DE FALHAS

Código No. P0125 Sistema de realimentação

Causa provável

Gama de verificação

• Falha do sensor de oxigênio (dianteiro)

• A temperatura do líquido de arrefecimento do motor é de aproximadamente 80°C ou superior.

• Curto-circuito ou circuito aberto no circuito do sensor de oxigênio do banco direito (dianteiro) ou folga no contato do conector

• Durante o controle de realimentação estequiométrico

O veículo não está sendo desacelerado. Condições estabelecidas

• Curto-circuito ou circuito aberto no circuito do sensor de oxigênio do banco esquerdo (dianteiro) ou folga no contato do conector

• A tensão de saída do sensor de oxigênio do banco

direito (dianteiro) esteve abaixo ou acima de 0,5 V durante pelos menos trinta segundos.

• Falha da ECU do motor

• A tensão de saída do sensor de oxigênio do banco esquerdo (dianteiro) esteve abaixo ou acima de 0,5 V durante pelos menos trinta segundos.

do sensor de oxigênio do banco esquerdo (dianteiro) esteve abaixo ou acima de 0,5 V durante

INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7>

DIAGNÓSTICO DE FALHAS

13A-27

INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7> DIAGNÓSTICO DE FALHAS 13A-27

13A-28

INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7>

DIAGNÓSTICO DE FALHAS

Código No. P0130 Sistema do sensor de oxigênio do banco direito (dianteiro) <Bank 1 sensor 1>

Causa provável

Condição de verificação

 

• A tensão do sinal do sensor de oxigênio do banco direito (dianteiro) continuou a ser 0,2 volt ou inferior durante três minutos ou mais após a seqüência de acionamento ser concluída.

• A temperatura do líquido de arrefecimento do motor é superior a aproximadamente 82°C.

• Falha do sensor de oxigênio do banco direito (dianteiro)

• Curto-circuito ou circuito aberto no circuito do sensor de oxigênio do banco direito (dianteiro) ou folga no contato do conector

• Falha da ECU do motor

• A rotação do motor é superior a 1.200 rpm.

• A eficiência volumétrica é superior a 25%.

Tempo de monitoração: 7 segundos Condições estabelecidas

• A tensão de entrada para o circuito da interface da ECU do motor é superior a 4,5 V quando são aplicados 5 volts na linha de saída do sensor de oxigênio do banco direito (dianteiro) através de um resistor.

• Somente um monitor durante o ciclo de acionamento.

Condição de verificação

• A temperatura do líquido de arrefecimento do motor é superior a

50°C.

• A rotação do motor está entre 1.250 e 3.000 rpm.

• A eficiência volumétrica está entre 25 e 60%.

• A temperatura da admissão de ar é superior a -10°C.

• Sob controle "closed loop" de ar/combustível.

• A velocidade do veículo é de 30 km/h ou superior.

O ângulo de abertura da válvula da borboleta (tensão de saída do sensor da posição da borboleta) flutua em 0,117 volts a cada 250 milésimos de segundo. Condições estabelecidas

Quando a proporção de ar/combustível é alterada forçadamente (de pobre para rica), o sinal do sensor de oxigênio do banco direito (dianteiro) não fornece resposta em 1,1 segundos Ou

O sensor de oxigênio do banco direito envia sinais "não alterar" e "fortes" alternadamente onze vezes ou menos durante 12 segundos.

INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7>

DIAGNÓSTICO DE FALHAS

13A-29

INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7> DIAGNÓSTICO DE FALHAS 13A-29

13A-30

INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7>

DIAGNÓSTICO DE FALHAS

Código No. P0135 Sistema do aquecedor do sensor de oxigênio (dianteiro)

Causa provável

Condição de verificação

• Falha do aquecedor do sensor de oxigênio do banco direito (dianteiro)

• Transcorreram 60 segundos desde o inicio da monitoração anterior.

• A temperatura do líquido de arrefecimento do motor é mais de

• Curto-circuito ou circuito aberto no circuito do aquecedor do sensor de oxigênio do banco direito (dianteiro) ou folga no contato do conector

 

20°C.

• Enquanto o aquecedor do sensor de oxigênio aquecido do banco direito (dianteiro) está ligado.

Tensão da bateria é de 11 – 16 V. Condições estabelecidas

• Falha da ECU do motor

A corrente do aquecedor do sensor de oxigênio do banco do banco direito (dianteiro) continuou a ser inferior a 0,16 A ou superior que 7,5 A durante 4 segundos.

do banco do banco direito (dianteiro) continuou a ser inferior a 0,16 A ou superior que

INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7>

DIAGNÓSTICO DE FALHAS

13A-31

Código No. P0136 Sistema do sensor (traseiro) de oxigênio do banco direito <Banco 1 – Sensor 2>

Causa provável

Condição de verificação

• Mau funcionamento do sensor (traseiro) de oxigênio do banco direito.

• Curto-circuito ou circuito aberto no circuito do sensor (traseiro) do oxigênio do banco direito ou perda de contato do conector.

• A tensão do sinal do sensor (traseiro) de oxigênio aquecido do banco direito foi continua em 0,15 volts ou menos durante três minutos ou mais, após a seqüência de partida ter sido comple- tada.

• A temperatura de arrefecimento do motor é maior do que aproxi- madamente 82ºC.

• Mau funcionamento da ECU do motor

• A rotação do motor é maior do que 1.200 rpm.

• A eficiência volumétrica é maior do que 25%.

• Tempo de monitoramento: 7 segundos

Condições estabelecidas

• A tensão de entrada fornecida para o circuito de interface do ECU do motor é maior do que 4,5 volts quando forem aplicados 5 volts na linha de saída do sensor (traseiro) de oxigênio aquec- ido do banco direito via resistor.

• Somente um monitor durante um ciclo de acionamento.

Condição de verificação

• A tensão do sinal do sensor (traseiro) de oxigênio aquecido do banco direito se mantém em 0,15 volts ou menos ar, no mínimo, três minutos após o motor dar partida.

• A temperatura de arrefecimento do motor é maior do que aproxi- madamente 82ºC.

• A velocidade do motor é maior do que 1.200 rpm.

• A eficiência volumétrica é maior do que 25%.

• A freqüência de saída do sensor de volume de fluxo de ar é de 100 Hz ou mais.

• Passaram-se, no mínimo, vinte segundos desde que o controle de interrupção de fornecimento de combustível foi cancelado.

• As saídas do sensor de oxigênio aquecido do banco direito são de 0,5 volts ou superior.

• Tempo de monitoramento: 10 segundos

Condições estabelecidas

• Fazer com que a taxa de 15 por cento de ar/combustível mais rica por 10 segundos não resulte em elevação da tensão de saída do sensor (traseiro) de oxigênio aquecido do banco direito além de 0,15 volts.

• Somente um monitor durante um ciclo de acionamento.

Condição de verificação

• A temperatura de arrefecimento do motor é maior do que aproxi- madamente 82ºC.

• A pressão barométrica é maior do que 76 kPa.

O sensor (traseiro) de oxigênio aquecido do banco direito está ativo. Condições estabelecidas

A tensão de saída do sensor (traseiro) de oxigênio aquecido do banco direito, antes da interrupção de forncimento de combus- tível ser iniciada, foi de 0,4 volts ou mais e, durante a interrupção, demorou um segundo ou mais para a tensão de saída do sensor (traseiro) de oxigênio aquecido do banco direito cair de 0,4 para 0,15 volts. ou

A tensão de saída do sensor (traseiro) de oxigênio aquecido do banco direito, a interrupção de fornecimento de combustível ser iniciada, foi de 0,15 volts ou mais e, durante a interrupção, demorou três segundos ou mais para a tensão de saída do sen- sor (traseiro) de oxigênio aquecido do banco direito cair para menos de 0,15 volts.

13A-32

INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7>

DIAGNÓSTICO DE FALHAS

13A-32 INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7> DIAGNÓSTICO DE FALHAS

INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7>

DIAGNÓSTICO DE FALHAS

13A-33

Código No. P0141 Sistema do aquecedor do sensor de oxigênio (traseiro) <Bank 1 sensor 2>

Causa provável

Condição de verificação

• Falha do aquecedor do sensor de oxigênio do banco direito (traseiro)

• Transcorreram 60 segundos desde o inicio da monitoração anterior.

• A temperatura do líquido de arrefecimento do motor é superior à

• Curto-circuito ou circuito aberto no circuito do aquecedor do sensor de oxigênio do banco direito (traseiro) ou folga no contato do conector

 

20°C.

• Enquanto o aquecedor do sensor de oxigênio aquecido do banco direito (traseiro) está ligado.

• Tensão da bateria é de 11 – 16 V.

• Falha da ECU do motor

Condições estabelecidas

A corrente do aquecedor do sensor de oxigênio do banco direito (traseiro) continuou a ser inferior a 0,16 A ou superior que 5,0 A durante 4 segundos.

de oxigênio do banco direito (traseiro) continuou a ser inferior a 0,16 A ou superior que

13A-34

INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7>

DIAGNÓSTICO DE FALHAS

Código No. P0150 Sistema do sensor de oxigênio do banco esquerdo (dianteiro) <Bank 2 sensor 1>

Causa provável

Condição de verificação

• Falha do sensor

de

oxigênio do

banco

• A tensão do sinal do sensor de oxigênio aquecido do banco esquerdo (dianteiro) continuou a ser 0,2 volts ou inferior durante três minutos ou mais após dar a partida no motor.

• A temperatura do líquido de arrefecimento do motor é superior a aproximadamente 82°C.

esquerdo (dianteiro)

• Curto-circuito ou circuito aberto no circuito do sensor de oxigênio do banco esquerdo (dianteiro) ou folga no contato do conector

• Falha da ECU do motor

• A rotação do motor é superior a 1.200 rpm.

• A eficiência volumétrica é superior a 25%.

Tempo de monitoração: 7 segundos Condições estabelecidas

• A tensão de entrada fornecida para o circuito da interface da ECU do motor é superior a 4,5 V quando são aplicados 5 volts na linha de saída do sensor de oxigênio do banco esquerdo (dianteiro) através de uma resistor.

• Somente um monitor durante o ciclo de acionamento.

Condição de verificação

• A temperatura do líquido de arrefecimento do motor é superior a

50°C.

• A rotação do motor está entre 1.250 e 3.000 rpm.

• A eficiência volumétrica está entre 25 e 60%.

• A temperatura da admissão de ar é superior a -10°C.

• A pressão barométrica é superior a 76 kPa.

• Sob controle "closed loop" de ar/combustível.

• A velocidade do veículo é de 30 km/h (18,7 mph) ou superior.

O ângulo de abertura da válvula da borboleta (tensão de saída do sensor da posição da borboleta) flutua em 0,117 volts a cada 250 milésimos de segundo. Condições estabelecidas

Quando a proporção de ar/combustível é alterada forçadamente (de pobre para rica), o sinal do sensor de oxigênio do banco esquerdo (dianteiro) não fornece resposta em 1,1 segundos Ou

O sensor de oxigênio do banco direito envia sinais "pobres" e "ricos" alternadamente onze vezes ou menos durante 12 segundos.

INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7>

DIAGNÓSTICO DE FALHAS

13A-35

INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7> DIAGNÓSTICO DE FALHAS 13A-35

13A-36

INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7>

DIAGNÓSTICO DE FALHAS

Código No. P0155 Sistema do aquecedor do sensor de oxigênio (dianteiro) <Bank 2 sensor 1>

Causa provável

Condição de verificação

• Falha do aquecedor do sensor de oxigênio do banco direito (dianteiro)

• Transcorreram 60 segundos desde o inicio da monitoração anterior.

• A temperatura do líquido de arrefecimento do motor é mais de

• Curto-circuito ou circuito aberto no circuito do aquecedor do sensor de oxigênio do banco direito (dianteiro) ou folga no contato do conector

 

20°C.

• Enquanto o aquecedor do sensor de oxigênio aquecido do banco direito (dianteiro) está ligado.

Tensão da bateria é de 11 – 16 V. Condições estabelecidas

• Falha da ECU do motor

A corrente do aquecedor do sensor de oxigênio do banco do banco direito (dianteiro) continuou a ser inferior a 0,16 A ou superior que 7,5 A durante 4 segundos.

do banco do banco direito (dianteiro) continuou a ser inferior a 0,16 A ou superior que

INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7>

DIAGNÓSTICO DE FALHAS

13A-37

Código No. P0156 Sistema do sensor de oxigênio do banco esquerdo (dianteiro) <Bank 2 sensor 2>

Causa provável

Condição de verificação

• Falha do sensor

de

oxigênio do

banco

• A tensão do sinal do sensor de oxigênio aquecido do banco esquerdo (dianteiro) continuou a ser 1,5 volts ou inferior durante três minutos ou mais após a seqüência de acionamento ser concluída.

• A temperatura do líquido de arrefecimento do motor é superior a aproximadamente 82°C.

esquerdo (dianteiro)

• Curto-circuito ou circuito aberto no circuito do sensor de oxigênio do banco esquerdo (dianteiro) ou folga no contato do conector

• Falha da ECU do motor

• A rotação do motor é superior a 1.200 rpm.

• A eficiência volumétrica é superior a 25%.

Tempo de monitoração: 7 segundos Condições da verificação

• A tensão de entrada fornecida para o circuito da interface da ECU do motor é superior a 4,5 V quando são aplicados 5 volts na linha de saída do sensor de oxigênio aquecido do banco esquerdo (traseiro) através de uma resistor.

• Somente um monitor durante o ciclo de acionamento.

Condição de verificação

• A tensão do sinal do sensor de oxigênio aquecido do banco esquerdo (traseiro) permanece 0,15 volts ou inferior durante pelo menos três minutos após dar a partida no motor.

• A temperatura do líquido de arrefecimento do motor é superior a

82°C.

• A rotação do motor é superior a 1.200 rpm.

• A eficiência volumétrica é superior a 25%.

• A freqüência da saída do sensor do volume do fluxo de ar é 100 Hz ou superior.

• Transcorreram pelo menos vinte segundos desde que o controle de corte de combustível foi cancelado.

• O sensor de oxigênio aquecido do banco esquerdo produz 0,5 volts ou superior

Tempo de monitoração: 10 segundos Condição da verificação

• Tornar a proporção de ar/combustível 15% mais forte em 0 seg- undos não resulta em aumento da tensão de saída do sensor de oxigênio aquecido do banco esquerdo acima de 0,15 volt.

• Somente um monitor durante o ciclo de acionamento

Condição de verificação

• A temperatura do líquido de arrefecimento do motor é superior a aproximadamente 82°C.

• A pressão barométrica é superior a 76 kPa.

O sensor de oxigênio aquecido do banco esquerdo (dianteiro) está ativo. Condição da verificação

A tensão de saída do sensor de oxigênio aquecido o banco do banco esquerdo (traseiro), antes de iniciar o corte do combustível, era 0,4 volts ou superior, e durante o corte, demorou um segundo ou mais para a tensão de saída do sensor de oxigênio aquecido do banco esquerdo (traseiro) cair de 0,4 para 0,15 volts. Ou

A tensão de saída do sensor de oxigênio aquecido o banco do banco esquerdo (traseiro), antes de iniciar o corte do combus- tível, era 0,15 volts ou superior, e durante o corte, demorou três segundos ou mais para a tensão de saída do sensor de oxigênio aquecido do banco esquerdo (traseiro) cair abaixo de 0,15 volts.

13A-38

INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7>

DIAGNÓSTICO DE FALHAS

13A-38 INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7> DIAGNÓSTICO DE FALHAS

INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7>

DIAGNÓSTICO DE FALHAS

13A-39

Código No. P0161 Sistema do aquecedor do sensor de oxigênio (dianteiro) <Bank 2 sensor 2>

Causa provável

Condição de verificação

• Falha do aquecedor do sensor de oxigênio do banco esquerdo (traseiro)

• Curto-circuito ou circuito aberto no circuito do aquecedor do sensor de oxigênio do banco esquerdo (traseiro) ou folga no con- tato do conector

• Falha da ECU do motor

• Transcorreram 60 segundos desde o início da monitoração ante- rior.

• A temperatura do líquido de arrefecimento do motor é superior a

 

20°C.

• Enquanto o aquecedor do sensor de oxigênio aquecido do banco esquerdo (traseiro) está ligado.

• Tensão da bateria é de 11 – 16 V.

 

Condições estabelecidas

A corrente do aquecedor do sensor de oxigênio do banco esquerdo (traseiro) continuou a ser inferior a 0,16 A ou superior a 5,0 A durante quatro segundos.

13A-40

INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7>

DIAGNÓSTICO DE FALHAS

13A-40 INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7> DIAGNÓSTICO DE FALHAS

INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7>

DIAGNÓSTICO DE FALHAS

13A-41

Código No. P0170 Sistema de combustível anormal (Bank 1)

Causa provável

 

Condição de verificação

• Pressão do combustível incorreta

 

Motor: Proporção ar / combustível sendo informada

• Falha do sistema de alimentação de com- bustível

Condições estabelecidas

Transcorreram dez segundos ou mais enquanto o valor da com- pensação da quantidade da injeção de combustível é muito baixo. Ou

• Falha

do sensor

de

oxigênio

do

banco

direito (dianteiro)

 

• Falha do sensor de temperatura da admis- são de ar

Transcorreram dez segundos ou mais enquanto o valor da com- pensação da quantidade da injeção de combustível é muito alto.

• Falha do sensor da pressão barométrica

• Falha do sensor do fluxo de ar

 
 

• Falha da ECU do motor

 
da pressão barométrica • Falha do sensor do fluxo de ar     • Falha da

13A-42

INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7>

DIAGNÓSTICO DE FALHAS

Código No. P0173 Sistema de combustível anormal (Bank 2)

Causa provável

Condição de verificação

• Pressão do combustível incorreta

 

Motor: Proporção ar e combustível sendo informada

• Falha do sistema de alimentação de com- bustível

Condições estabelecidas

Transcorreram dez segundos ou mais enquanto o valor da com- pensação da quantidade da injeção de combustível é muito baixo. Ou

• Falha do sensor

de

oxigênio do

banco

esquerdo (dianteiro)

• Falha do sensor de temperatura da admis- são de ar

Transcorreram dez segundos ou mais enquanto o valor da com- pensação da quantidade da injeção de combustível é muito alto.

• Falha do sensor da pressão barométrica

• Falha do sensor do fluxo de ar

 
 

• Falha da ECU do motor

 
da pressão barométrica • Falha do sensor do fluxo de ar     • Falha da

INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7>

DIAGNÓSTICO DE FALHAS

13A-43

Código No. P0201 Sistema do injetor N. 1 Código No. P0202 Sistema do injetor N. 2 Código No. P0203 Sistema do injetor N. 3 Código No. P0204 Sistema do injetor N. 4 Código No. P0205 Sistema do injetor N. 5 Código No. P0206 Sistema do injetor N. 6

Causa provável

Condição de verificação

• Falha do injetor

• A rotação do motor é de aprox. 50 – 1.000 rpm

• Contato impróprio do conector, circuito aberto ou curto-circuito no cabo do chi- cote do circuito do injetor.

• A tensão de saída do sensor da posição da borboleta é 1,15 V ou inferior

• O teste do atuador pelo MUT-II/III não foi efetuado.

• Falha da ECU do motor

• O pulso de tensão da bobina do injetor não é detectado durante 4 segundos.

• Falha da ECU do motor • O pulso de tensão da bobina do injetor não

13A-44

INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7>

DIAGNÓSTICO DE FALHAS

Código No. P0300 Falha da ignição aleatória detectada

Causa Provável

Condição de verificação

• Falha do sistema da ignição

• Rotação do motor 440 – 6.000 rpm.

• Falha do sinal do sensor do ângulo

da

• A temperatura do líquido de arrefecimento do motor é -10°C ou superior.

• A temperatura da admissão de ar é -10°C ou superior.

árvore de manivelas (sensor de rotação).

• Falha do sistema de controle da proporção ar/combustível

• A pressão barométrica é 76 kPa ou superior.

• Compressão anormal

• O aprendizado auto-adaptativo estará completo através da ger- ação de sinais da placa de posição da árvore de manivelas (sen- sor de rotação).

• Enquanto o motor está em funcionamento, excluindo a mudança de marchas, aceleração/desaceleração repentina e acionamento do compressor ar condicionado (A/C).

• A correia dentada pulou um dente

• Falha da válvula do sistema de recirculação dos gases de escapamento (EGR) e da vál- vula do sistema de recirculação dos gases de escapamento (EGR).

• Falha da ECU do motor

A variação da borboleta está entre -0,059 V/10 ms e 0,059 V/10 ms. Condições estabelecidas (Mudança na aceleração angular da árvore de manivelas é usada para detecção de falha da ignição).

• A falha da ignição ocorreu com mais freqüência do que o permit- ido durante as últimas 200 rotações (quando a temperatura do catalisador é superior a 950°C)

• A falha da ignição ocorreu em 20 ou mais nas últimas 1.000 rotações (correspondendo a 1,5 vezes o limite de emissões padrão).

INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7>

DIAGNÓSTICO DE FALHAS

13A-45

INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7> DIAGNÓSTICO DE FALHAS 13A-45

13A-46

INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7>

DIAGNÓSTICO DE FALHAS

Código No. P0301 Falha da ignição detectada no cilindro No. 1 Código No. P0302 Falha da ignição detectada no cilindro No. 2 Código No. P0303 Falha da ignição detectada no cilindro No. 3 Código No. P0304 Falha da ignição detectada no cilindro No. 4 Código No. P0305 Falha da ignição detectada no cilindro No. 5 Código No. P0306 Falha da ignição detectada no cilindro No. 6

Causa provável

Condição de verificação

• Falha do sistema da ignição

• Transcorreram 5 segundos ou mais após o acionamento do motor.

• Falha do sinal do sensor do ângulo da árvore de manivelas

• A rotação do motor é 440 – 6.000 rpm

• A temperatura do líquido de arrefecimento do motor é -10°C ou superior.

• Falha do sistema do controle da pro- porção ar/combustível

• A temperatura da admissão de ar é -10°C ou superior.

• Falha do injetor

• A pressão barométrica é 76 kPa ou superior.

• Falha da ECU do motor

• O aprendizado auto-adaptativo estará completo através da geração de sinais da placa de posição da árvore de manivelas (sensor de rotação).

• Enquanto o motor está em funcionamento, excluindo a mudança de marchas, desaceleração, aceleração/desaceleração repentina e acionamento do compressor do ar condicionado (A/C).

• Variação da borboleta está entre -0,059 V/10 ms e 0,059 V/10 ms.

Condições estabelecidas

• A falha da ignição ocorreu com mais freqüência do que o permitido durante as últimas 200 rotações (quando a temperatura do catalisa- dor é superior a 950°C)

• A falha da ignição ocorreu em 20 ou mais das últimas 1.000 rotações (correspondendo a 1,5 vezes o limite de emissões padrão).

ignição ocorreu em 20 ou mais das últimas 1.000 rotações (correspondendo a 1,5 vezes o limite

INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7>

DIAGNÓSTICO DE FALHAS

13A-47

Código No. 0335 Sistema do sensor do ângulo da árvore de manivelas

Causa Provável

Condição de verificação

• Falha do sensor do ângulo da árvore de manivelas.

Motor em funcionamento.

Condições estabelecidas

• Curto-circuito ou circuito aberto no circuito do sensor do ângulo da árvore de manivelas ou folga no contato do conector.

A tensão de saída do sensor não se altera durante 4 segundos (sem entrada de sinal de pulso).

 

• Falha da ECU do motor.

13A-48

INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7>

DIAGNÓSTICO DE FALHAS

13A-48 INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7> DIAGNÓSTICO DE FALHAS

INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7>

DIAGNÓSTICO DE FALHAS

13A-49

Código No. P0340 Sistema do sensor da posição do comando de válvulas

Causa Provável

Condição de verificação

• Falha do sensor da posição do comando de válvulas

Após dar a partida no motor

Condições estabelecidas

• Curto-circuito ou circuito aberto no circuito do sensor da posição do comando de válvu- las ou folga no contato do conector

A tensão de saída do sensor não muda durante 4 segundos (sem entrada de sinal de pulso)

 

• Falha da ECU do motor

13A-50

INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7>

DIAGNÓSTICO DE FALHAS

13A-50 INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7> DIAGNÓSTICO DE FALHAS

INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7>

DIAGNÓSTICO DE FALHAS

13A-51

Código No. P0403 Sistema da válvula solenóide do controle do sistema de recirculação dos gases de escapamento (EGR)

Causa Provável

Condição de verificação

• Falha da válvula solenóide do controle do sistema de recirculação dos gases de escapamento (EGR)

• Posição da chave da ignição: ON (Ligado)

• A tensão da bateria é 10 V ou superior

Condições estabelecidas

• Curto-circuito ou circuito aberto no circuito da válvula solenóide do sistema de recircu- lação dos gases de escapamento (EGR) ou folga no contato do conector

O pulso de tensão da bobina solenóide (tensão da bateria + 2 V) não é detectado quando a válvula solenóide do controle de purga é desligada.

 

• Falha da ECU do motor

13A-52

INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7>

DIAGNÓSTICO DE FALHAS

13A-52 INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7> DIAGNÓSTICO DE FALHAS

INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7>

DIAGNÓSTICO DE FALHAS

13A-53

Código No. P0421 Falha do catalisador (Bank 1)

Causa Provável

Condição de verificação

• Falha do catalisador lateral do banco direito

• A rotação do motor é de 3.000 rpm ou superior.

• Falha do sensor direito (dianteiro)

de

oxigênio do

banco

• Durante a condução

 

• Durante o controle da realimentação da proporção ar/combustível

• Falha do sensor

de

oxigênio do

banco

Condições estabelecidas

direito (traseiro)

As freqüências de saída da proporção entre o sensor de oxigênio do banco direito (traseiro) e o sensor de oxigênio do banco direito (dianteiro) alcançam 0,8 a cada 12 segundos em média.

• Falha da ECU do motor

 
oxigênio do banco direito (dianteiro) alcançam 0,8 a cada 12 segundos em média. • Falha da

13A-54

INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7>

DIAGNÓSTICO DE FALHAS

Código No. P0431 Falha do catalisador (Bank 2)

Causa Provável

 

Condição de verificação

• Falha

do

catalisador

lateral

do

banco

• A rotação do motor é de 3.000 rpm ou superior.

esquerdo

 

• Durante a condução

• Falha

do sensor

de

oxigênio

do

banco

Durante o controle da realimentação da proporção ar/combus- tível Condições estabelecidas

esquerdo (dianteiro)

 

• Falha

do sensor

de

oxigênio

do

banco

esquerdo (traseiro)

 

As freqüências de saída da proporção entre o sensor de oxigênio do banco direito (traseiro) e o sensor de oxigênio do banco esquerdo (dianteiro) alcançam 0,8 a cada 12 segundos em média.

• Falha da ECU do motor

 
oxigênio do banco esquerdo (dianteiro) alcançam 0,8 a cada 12 segundos em média. • Falha da

INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7>

DIAGNÓSTICO DE FALHAS

13A-55

Código No. P0443 Sistema da válvula solenóide do controle de purga

Causa Provável

Condição de verificação

• Falha da válvula solenóide do controle

de

• Posição da chave da ignição: ON (Ligado).

purga

• Tensão da bateria é de 10 V ou superior.

• Curto-circuito ou circuito aberto no circuito da válvula solenóide do controle de purga ou folga no contato do conector

Condições estabelecidas

O pulso de tensão da bobina solenóide (tensão da bateria + 2 V) não é detectado quando a válvula solenóide do controle de purga é desligada.

• Falha da ECU do motor

+ 2 V) não é detectado quando a válvula solenóide do controle de purga é desligada.

13A-56

INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7>

DIAGNÓSTICO DE FALHAS

Código No. P0500 Sistema do sensor de velocidade do veiculo

Causa Provável

Condição de verificação

• Falha do sensor de velocidade do veiculo

• 2 segundos após dar a partida no motor.

• Curto-circuito ou circuito aberto no circuito sensor de velocidade do motor ou folga no contato do conector

• Rotação do motor é 2.100 – 4.000 rpm.

• Eficiência volumétrica é 40 – 70 %.

Condições estabelecidas

• Falha da ECU do motor

A tensão de saída do sensor de velocidade do veículo não muda por 2 segundos (sem entrada do sinal de pulso)

• A tensão de saída do sensor de velocidade do veículo não muda por 2 segundos

INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7>

DIAGNÓSTICO DE FALHAS

13A-57

Código No. P0505 Sistema do controle da rotação da marcha lenta (ISC)

Causa Provável

Área de verificação

• Falha do motor de passo de controle da rotação da marcha lenta (ISC)

A velocidade do veículo chegou a 1,5 km/h pelo menos uma vez.

Sob o controle "closed loop" da rotação da marcha lenta. Critérios de avaliação

• Contato impróprio do conector, curto-cir- cuito ou circuito aberto no cabo do chicote

A rotação da marcha lenta real continuou a ser superior a rotação da marcha lenta, aproximadamente 300 rpm ou superior por 10 segundos. Área de verificação

• Falha da ECU do motor

• A velocidade do veículo chegou a 1,5 km/h pelo menos uma vez.

• Durante o controle "closed loop" da rotação da marcha lenta.

• A temperatura mais elevada no ultimo acionamento é 45°C ou inferior.

• A temperatura do líquido de arrefecimento do motor é de aproxi- madamente 80°C ou superior.

• Tensão da bateria é 10 V ou superior.

• Temperatura da admissão de ar é -10°C ou superior.

Critérios de Avaliação

A rotação da marcha lenta mínima foi superior à rotação da mar- cha lenta aproximadamente 200 rpm ou superior por 10 segun- dos. Área de verificação

• Durante o controle "closed loop" da rotação da marcha lenta.

• A temperatura do líquido de arrefecimento do motor é de aproxi- madamente 80°C ou superior.

• Tensão da bateria é 10 V ou superior.

• O interruptor da direção hidráulica está desligado.

• A pressão do tubo da admissão de ar 53 kPa ou inferior.

Temperatura da admissão de ar é -10°C ou superior. Critérios de Avaliação

A rotação da marcha lenta

mínima real é 100 rpm superior do

que a rotação da marcha lenta por aproximadamente 10 segun- dos

13A-58

INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7>

DIAGNÓSTICO DE FALHAS

13A-58 INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7> DIAGNÓSTICO DE FALHAS

INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7>

DIAGNÓSTICO DE FALHAS

13A-59

Código No. P0510 Sistema do Interruptor da Posição da Mar- cha Lenta <6G7> <3.5 lts.>

Causa Provável

Área de verificação

• Falha do interruptor da posição da marcha lenta

A tensão de saída do sensor da posição da borboleta é 2,0 V ou mais. Critérios de avaliação

• Curto-circuito ou circuito aberto no circuito do interruptor da posição da marcha lenta ou contato frouxo.

O interruptor da posição da marcha lenta foi ativado. Área de verificação

• Repita *1 drive (acionar) e *2 stop (parar) 15 vezes.

• Falha da ECU do motor

* 1 drive (acionar): Velocidade do veículo é mais de 30 km/h (19 mph) durante dois segundos ou superior.

2 stop (parar): A velocidade do veículo é superior 1,5 km/h (0,93 mph). Critérios de avaliação

*

O interruptor da posição da marcha lenta permanece desligado.

km/h (0,93 mph). Critérios de avaliação * • O interruptor da posição da marcha lenta permanece

13A-60

INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7>

DIAGNÓSTICO DE FALHAS

Código No. P0551 Sistema do interruptor da pressão do fluido da direção hidráulica

Causa Provável

Condição de verificação

• Falha do interruptor da pressão do fluido da direção hidráulica

• Curto-circuito ou circuito aberto no circuito do interruptor da pressão do fluído da direção hidráulica ou folga no contato do conector

• A temperatura do líquido de arrefecimento do motor é 30°C ou superior.

• Acionar por 4 segundos ou mais com a velocidade do veículo a 50 km/h ou superior.

Desligar o veículo (velocidade do veículo é 1,5 km/h ou inferior). Repetir 10 vezes ou mais. Condições estabelecidas

• Falha da ECU do motor

O interruptor da pressão do fluido da direção hidráulica continua ligado.

• Falha da ECU do motor • O interruptor da pressão do fluido da direção hidráulica

INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7>

DIAGNÓSTICO DE FALHAS

13A-61

Código No. P1603 Falha na linha de reforso da bateria

Causa Provável

Condição de verificação

Curto-circuito ou circuito aberto na linha de reforso da bateria ou folga no contato do conector

• A seqüência de acionamento do motor foi concluída.

• A tensão da bateria é 10 V ou superior.

Condições estabelecidas

Falha da ECU do motor

A tensão da linha de reforso da bateria é inferior de 2 V.

NOTA: Ao por o motor em funcionamento, caso o fio de alimentação (backup) esteja interrompido, a ECU do motor irá detectar a anomalia e fará com que se ilumine a lâm- pada de advertência (check engine) e arma- zene um código de diagnóstico.

a anomalia e fará com que se ilumine a lâm- pada de advertência (check engine) e

13A-62

INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7>

DIAGNÓSTICO DE FALHAS

Código No. P1610 Sistema do imobilizador <se equipado>

Causa Provável

Condição de verificação

• Curto-circuito ou circuito aberto ou folga no contato do conector

Posição da chave da ignição: ON (Ligado).

Condições estabelecidas

• Falha da ECU do imobilizador

Comunicação imprópria entre a ECU do motor e ECU do imobili- zador

• Falha da ECU do motor

motor e ECU do imobili- zador • Falha da ECU do motor NOTA: (1) Se as

NOTA:

(1) Se as chaves da ignição estiverem próximas uma da outra ao dar a partida no motor, a interfer- ência de radio pode causar a exibição deste código. (2) Este código poderá ser exibido ao registrar o código de identificação das chaves.

INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7>

DIAGNÓSTICO DE FALHAS

13A-63

TABELA DE INSPEÇÃO PARA OS SINTOMAS DA FALHA

Sintoma da falha

Procedimento de inspeção No.

Página de

referência

Não é possível a comunicação com o MUT-II/III

Não é possível a comunicação com todos os sistemas

 

1 13A-64

Não é possível a comunicação somente com a ECU do motor

2 13A-64

 

Lâmpada de advertência do motor e peças relacionadas

A

lâmpada de advertência do motor não acende logo após

3 13A-65

 

girar a chave da ignição para a posição ON (Ligado).

A

lâmpada de advertência do motor permanece acesa e não

4 13A-65

 
 

apaga.

Partida no motor

Sem combustão inicial (impossível dar a partida no motor)

5 13A-66

 

Combustão inicial, mas sem combustão completa (impossível dar a partida no motor)

6 13A-67

 

Muito tempo para dar a partida (partida do motor imprópria)

7 13A-68

 

Estabilidade da

Marcha lenta instável (marcha lenta difícil, alternante)

8 13A-69

 

marcha lenta

     

(marcha lenta

imprópria)

A

imprópria)

rotação da marcha lenta está alta (rotação da marcha lenta

9 13A-71

 

A

rotação da marcha lenta está baixa (rotação da marcha

10 13A-71

 

lenta imprópria)

Estabilidade da

Quando o motor está frio, o motor pára na marcha lenta ("Morre")

11 13A-72

 

marcha lenta

     

(parada do

Quando o motor aquece, ele pára na marcha lenta ("Morre")

12 13A-73

 

motor)

O

motor pára ao dar a partida. ("Morre")

13 13A-75

 

O

motor pára ao desacelerar.

14 13A-75

 

Dirigindo

Aceleração irregular, perda da firmeza ou trepidação

15 13A-76

 

Sensação de impacto ou vibração ao acelerar

16 13A-78

 

Sensação de impacto ou vibração ao desacelerar

17 13A-78

 

Aceleração insuficiente

18 13A-79

 

Instabilidade da marcha lenta

19 13A-81

 

Detonação

20 13A-82

 

Efeito Diesel, Funcionamento Errático Após o Desligamento da Ignição

21 13A-82

 

Alta concentração de CO e HC ao funcionar em marcha lenta

22 13A-83

 

Marcha lenta imprópria quando o ar condicionado (A/C) está operando

23 13A-85

 

Ventiladores (ventilador do radiador, ventilador do condensador do ar condicio- nado (A/C)) estão inoperantes

24 13A-85

 

Sistema do circuito do aterramento e alimentação de energia da ECU do motor

25 13A-86

 

Sistema da alimentação de energia e sistema da chave de ignição-IG

26 13A-87

 

Sistema da bomba de combustível

27 13A-88

 

Sistema da chave da ignição-ST

28 13A-89

 

Sistema do relé do interruptor do ar condicionado (A/C)

29 13A-91

 

Sistema do circuito da ignição

30 13A-91

 

13A-64

INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7>

DIAGNÓSTICO DE FALHAS

PROCEDIMENTO DE INSPEÇÃO PARA OS SINTOMAS DA FALHA

PROCEDIMENTO DE INSPEÇÃO 1

Não é possível a comunicação com o MUT-II/III (Não possível a comunicação com todos os sistemas)

Causa provável

A

causa provavelmente é um defeito no sistema de alimentação de

• Falha do conector

energia (incluindo o aterramento) para a linha de diagnóstico.

• Falha do cabo do chicote

a linha de diagnóstico. • Falha do cabo do chicote PROCEDIMENTO DE INSPEÇÃO 2 Não é

PROCEDIMENTO DE INSPEÇÃO 2

Não é possível a comunicação do MUT-II/III com a ECU do motor

Causa Provável

Pode ser uma das causas abaixo.

• Falha do circuito da alimentação de energia da ECU do motor.

• Sem alimentação de energia para a ECU do motor.

• Circuito do aterramento defeituoso da ECU do motor.

• Falha da ECU do motor.

• ECU do motor defeituosa.

• Falha da ECU do motor.

• Linha de comunicação imprópria entre a ECU do motor e o MUT- II/III.

• Circuito aberto entre a ECU do motor e o conector de diagnóstico.

entre a ECU do motor e o MUT- II/III. • Circuito aberto entre a ECU do

INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7>

DIAGNÓSTICO DE FALHAS

13A-65

PROCEDIMENTO DE INSPEÇÃO 3

A lâmpada de advertência do motor não acende logo após girar

Causa Provável

 

a chave da ignição para a posição ON (Ligado).

 

Porque há uma lâmpada queimada. A ECU do motor faz a lâmpada de advertência do motor acender durante cinco segundos imediata- mente após girar a chave da ignição para a posição ON (Ligado). Se a lâmpada de advertência não acender imediatamente após girar a chave da ignição para a posição ON (Ligado), provavelmente ocorreu uma das falhas listadas à direita.

• Lâmpada queimada

 

Circuito

• da

lâmpada

de

advertência

defeituoso

• Falha da ECU do motor

 
defeituoso • Falha da ECU do motor   PROCEDIMENTO DE INSPEÇÃO 4 A lâmpada de advertência

PROCEDIMENTO DE INSPEÇÃO 4

A

lâmpada de advertência do motor permanece acesa e não

Causa Provável

apaga.

Em casos como o acima, a causa provavelmente é que a ECU do motor está detectando um problema no sensor ou atuador ou ocor- reu uma das falhas listadas à direita.

• Curto-circuito entre a lâmpada de advertên- cia e a ECU do motor

• Falha da ECU do motor

à direita. • Curto-circuito entre a lâmpada de advertên- cia e a ECU do motor •

13A-66

INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7>

DIAGNÓSTICO DE FALHAS

PROCEDIMENTO DE INSPEÇÃO 5

Sem combustão inicial (impossível dar partida no motor)

Causa Provável

Em casos como o acima, a causa provavelmente é uma vela de ignição defeituosa ou que a alimentação de combustível para a câmara de combustão está defeituosa. Além disso, materiais estra- nhos (água, querosene, etc.) podem estar misturados com o com- bustível.

• Falha do sistema de ignição

• Falha do sistema da bomba de combustível

• Falha dos injetores

• Falha da ECU do motor

• Falha do sistema do imobilizador

 

• Materiais estranhos no combustível

• Falha da ECU do motor • Falha do sistema do imobilizador   • Materiais estranhos

INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7>

DIAGNÓSTICO DE FALHAS

13A-67

PROCEDIMENTO DE INSPEÇÃO 6

Combustão inicial, mas sem combustão completa (impossível dar a partida no motor)

Causa Provável

Em casos como o acima, a causa provável é que as velas de ignição estão gerando faíscas, mas essas faíscas são fracas, ou a mistura inicial para a partida não é apropriada.

Falha do sistema da ignição

Falha do sistema do injetor

Materiais estranhos no combustível

 

Compressão insuficiente

Falha da ECU do motor

• Materiais estranhos no combustível   • Compressão insuficiente • Falha da ECU do motor

13A-68

INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7>

DIAGNÓSTICO DE FALHAS

PROCEDIMENTO DE INSPEÇÃO 7

Muito tempo para dar a partida (partida do motor imprópria)

Causa Provável

Em casos como o acima, a causa provavelmente é que a faísca está fraca e ignição difícil, a mistura inicial para a partida não é apropriada, ou a pressão da compressão suficiente não está sendo obtida.

• Falha do sistema da ignição

• Falha do sistema do injetor

• Uso de gasolina imprópria

• Compressão insuficiente

da ignição • Falha do sistema do injetor • Uso de gasolina imprópria • Compressão insuficiente

INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL MULTIPONTO (MPI) <6G7>

DIAGNÓSTICO DE FALHAS

13A-69

PROCEDIMENTO DE INSPEÇÃO 8

Marcha lenta instável (Marcha lenta difícil, alternante)

Causa Provável

Em casos como acima, a causa provavelmente é que o sistema da ignição, mistura ar/combustível, controle da marcha lenta (ISC) ou pressão da compressão está defeituosa. Como a condição de causas possíveis é ampla, a inspeção está resumida a itens básicos.

• Falha do sistema da ignição

• Falha do sistema do controle da proporção ar e combustível

• Falha do sistema ISC

• Falha do sistema da válvula solenóide do controle de purga

 

• Falha do sistema da válvula do sistema de recir- culação dos gases de escapamento (EGR)

• Compressão insuficiente

• Entrada de ar no sistema de exaustão

culação dos gases de escapamento (EGR) • Compressão insuficiente • Entrada de ar no sistema de