Você está na página 1de 33

Processo de Provisão Contábil:

Parte I
15.511 Contabilidade Empresarial
Verão 2004

Professor SP Kothari
Sloan School of Management
Massachusetts Institute of Technology

11 de junho de 2004
1
A função de um contador inclui:

ƒClassificar e sintetizar, facilitando a natureza repetitiva


das transações comerciais

ƒTodas as transações repetitivas de mesma natureza são


lançadas e sintetizadas em uma única conta

ƒUma conta é uma unidade de armazenamento usada para


classificar e sintetizar a quantificação dos meios de transa-
ção de uma atividade comercial de natureza semelhante

ƒCada conta possui um título


2
Conta em forma de T (T-Account)
ƒ Usada para fins ilustrativos e pedagógicos
ƒPossui dois lados
ƒ Débito significa Esquerda
ƒ Crédito significa Direita
ƒ Criada para cada tipo de
ƒ Ativo
ƒ Passivo
ƒ Patrimônio Líquido
3
Alteração nos lançamentos dos Ativos e
Passivos

ƒO aumento nos Ativos é lançado no lado esquerdo da conta em


forma de T
ƒA diminuição é lançada no lado direito da conta em forma de T
ƒEstorno dos passivos e patrimônio líquido
ƒAtivos = Passivos + Patrimônio Líquido

ƒAtivos ficam no lado esquerdo da Equação do Balanço Patrimonial


ƒPassivos e patrimônio líquido ficam no lado direito
4
Como a conta em forma de T se parece?

ƒComo um “T” maiúsculo

5
Resumo das Normas da Conta em Forma de T

Ativos (caixa, contas a receber, equipamentos)

Aumentos Diminuições

Passivos (empréstimos a pagar)


Diminuições Aumentos

Patrimônio Líquido (capital integralizado, lucros retidos)

Diminuições Aumentos
6
Sobre as Contas em Forma de T
ƒQual é o maior objetivo dos demonstrações financeiras?
ƒFornecer informações aos “usuários” em relação ao desempenho
financeiro de uma empresa
ƒQual conta em forma de T inclui a estimativa do desempenho financeiro
feita pelo contador durante um determinado período contábil?
ƒLucros retidos (inclui o lucro do período vigente)
ƒQual demonstração financeira fornece detalhes do desempenho
financeiro durante um determinado período contábil?
ƒDemonstração de resultados
ƒComo criamos uma demonstração de resultados da conta em forma de
T dos lucros retidos?

ƒ Não é muito fácil! Mas tentaremos.

7
Componentes do Patrimônio Líquido

Ações Ordinárias Lucros Retidos

Capital Despesas Receita


Adicional Dividendos

8
Por que lançar despesas e receitas
separadamente em várias contas em forma de T?

Lucros Retidos
Desp.Aluguel 800 1.000 Receitas de venda
Salários 650 1.100 Receitas de juros
Desp.Juros 450 3.000 Receitas de venda
Salários 1.000 200 Receitas de juros
Desp.Aluguel 400 4.500 Receitas de venda
Dividendos 2.000
Desp.Juros 350
Receitas de Venda (1.000 + 3.000 + 4.500) 8.500
Receitas de Juros (1.100 + 200) 1.300
Desp.de Aluguel (800 + 400) (1.200)
Desp.de Salários (650 + 1.000) (1.650)
Desp.de Juros (450 + 350) (800)
Lucro Líquido 6.150
9
Por que lançar despesas e receitas
separadamente em várias contas em forma de T?

Receitas de venda
Lucros Retidos
1.000
Desp.de Alug. 800 1.000 Receitas de venda 3.000
Salários 650 1.100 Receitas de juros 4.500
Desp.de Juros 450 3.000 Receitas de venda Receitas de Juros
Salários 1.000 200 Receitas de juros
Desp.de Alug. 400 1.100
4.500 Receitas de venda
Dividendos 2.000 200
Desp.de Juros 350
Desp.de Aluguel
Desp. de Juros
800
450 400
350 Desp.de Salários
Dividendos
650
2.000 1.000 10
Por que lançar despesas e receitas
separadamente em várias contas em forma de T?
Lucros Retidos Receitas de Venda
8.500 Receitas de venda 1.000
Desp.de Alug. 1.200 1.300 Receitas de Juros 3.000
Desp.Salários 1.650 4.500
Desp.de Juros 800
Dividendos 2.000 Receitas de Juros
1.100
200
Desp. de Juros Desp. de Aluguel
450 800
350 400
Dividendos
2.000 Desp. de Salário
650
1.000 11
Por que lançar despesas e receitas
separadamente em várias contas em forma de T?
Resumo:
ƒReceitas, despesas e dividendos ficam temporariamente nas
contas em forma de T
ƒAs informações sobre alterações nos lucros retidos - referentes
a um único período contábil - são reunidas nessas contas
temporárias
ƒNo final do período contábil, os saldos dessas contas em forma
de T são transferidos para Lucros Retidos
ƒAs contas temporárias são zeradas no final de um período
contábil, a fim de iniciar a coleta de informações do próximo
período
ƒContas de receitas, despesas e dividendos são contas de fluxo
ƒLucros retidos é uma conta de provisão
ƒNa verdade, todos os saldos das contas de balanço patrimonial são contas de provisão
12
Lançando Despesas: Um Resumo

ƒDespesas diminuem os lucros retidos.

ƒA diminuição nos lucros retidos é lançada


no lado esquerdo

ƒDespesas são lançadas no lado esquerdo

13
Lançando Receitas: Um Resumo
ƒReceitas aumentam os lucros retidos.

ƒO aumento nos lucros retidos é lançado


no lado direito

ƒ(Aumento nas) receitas são lançadas no


lado direito

ƒA diminuição nas receitas são lançadas no


lado esquerdo
14
Lançando Dividendos: Um Resumo

ƒDividendos diminuem os lucros retidos

ƒPortanto, tratada de forma semelhante à despesa,


mas os dividendos não são uma despesa

ƒOs dividendos são lançados no lado esquerdo

15
Despesas e Receitas: Débitos
e Créditos

ƒLucros retidos (em geral) possuem um saldo credor.


ƒReceitas possuem saldo credor porque
ƒelas aumentam os lucros retidos
ƒDespesas e dividendos possuem saldo devedor porque
ƒelas diminuem os lucros retidos
ƒOs lucros retidos podem ter um saldo devedor?
ƒSim, quando os lucros acumulados forem menor que os
dividendos acumulados

16
Recap.: Conta em forma de T
Possui dois lados
ƒ Débito significa Esquerda
ƒ Crédito significa Direita

17
Recap.: Resumo das Normas das
Contas em forma de T

Ativos (caixa, contas a receber, equipamentos)

Aumentos Diminuições

Passivos (empréstimos a pagar)


Diminuições Aumentos

Patrimônio Líquido (capital integralizado, lucros retidos)

Diminuições Aumentos
18
O Razão

ƒAs contas são conjuntamente referidas como razão


ƒTipos de contas
ƒContas do balanço patrimonial ou contas reais ou
contas permanentes
ƒContas de demonstrações de resultado ou contas
nominais ou contas temporárias,
ƒOu seja, receita, despesas e dividendos - todos são
subdivisões dos lucros retidos

19
O Processo de Lançamento

ƒLançamentos diários
ƒTrancrição para contas em forma de T
ƒBalancete de Verificação
ƒAjuste de entradas (próxima aula)
ƒPreparação da demonstração financeira

20
O Diário

ƒO diário contém um registro cronológico das


transações de uma empresa

21
Padaria da Emily
Emily contribui com $10.000 em dinheiro

ƒ Ativos = Passivos + Patrimônio Líquido

ƒ Caixa Capital Integralizado

ƒ +$10.000 +$10.000

Lançamento de Diário
Dr Caixa (+A) 10.000
Cr Capital Integralizado (+CI) 10.000

22
A empresa toma emprestado $3.000 do
banco

ƒ Ativos = Passivos + Patrimônio Líquido

ƒ Caixa Empréstimos a Pagar

ƒ +$3.000 +$3.000

Lançamento de Diário
Dr Caixa (+A) 3.000
Cr Empréstimo a Pagar (+P) 3.000
23
A empresa compra equipamentos por
$5.000 em dinheiro

ƒ Ativos = P + PL

ƒ Caixa Equipamentos

ƒ -$5.000 +$5.000

Lançamento de Diário
Dr Equipamentos (+A) 5.000
Cr Caixa (-A) 5.000

24
A empresa executa serviços por $12.000. O
cliente paga $8.000 em dinheiro e promete pagar
o saldo devedor em data posterior.
ƒ Ativos = P + Patrimônio Líquido

ƒ Caixa Contas a Receber Lucros Retidos

ƒ +$8.000 +$4.000 +$12.000

Lançamento de Diário
Dr Caixa (+A) 8.000
Dr Contas a Receber (+A) 4.000
Cr Receita de Serviços (+LR) 12.000
25
A empresa paga $9.000 de despesas (salários,
juros e manutenção)

ƒ Ativos = Passivos + Patrimônio Líquido

ƒ Caixa Lucros Retidos

ƒ -$9.000 -$9.000

Lançamento de Diário
Dr Despesas (-LR) 9.000
Cr Caixa (-A) 9.000

26
A empresa paga um dividendo de $1.000

ƒ Ativos = Passivos + Patrimônio Líquido

ƒ Caixa Lucros Retidos

ƒ -$1.000 -$1.000

Lançamento de Diário
Dr Dividendos (-LR) 1.000
Cr Caixa (-A) 1.000

27
Transcrição

ƒAs transações de lançamento do diário são transcritas para


o razão (nós ignoraremos esta etapa)

28
Balancete de Verificação

ƒBalancete de Verificação é uma lista de todas as contas e


seus saldos, nesta ordem:
ƒ Ativos
ƒ Passivos
ƒ patrimônio líquido
ƒ Receitas
ƒ Despesas
ƒ Criado antes da preparação das demonstrações financeiras
ƒDualidade é uma importante verificação da exatidão aritmética
ƒEntretanto, a igualdade de débitos e créditos em um balancete de
verificação não significa que a contabilidade não seja passível de erro
ƒ Completa omissão de uma transação
ƒ Fazer um lançamento na conta errada
ƒ Compensação de erros 29
Padaria da Emily
Balancete de Verificação

Débito Crédito
Caixa 6.000
Contas a Receber 4.000
Equipamentos 5.000
Empréstimos a Pagar 3.000
Capital Integralizado 10.000
Lucros Retidos 0
Receita de Serviços 12.000
Despesas 9.000
Dividendos 1.000
Total 25.000 25.000
30
Prepare Demonstração de Resultados
para o ano que termina em 31 de dezembro de 1997

Receitas: Honorários ganhos por serviços $12.000

Despesas: Salários, juros e manutenção $ 9.000

Lucro Líquido $ 3.000

31
Demonstrativo de Lucros Retidos
para o ano que termina em 31 de dezembro de 1997

Saldo Inicial dos Lucros Retidos 0

Mais: Lucro líquido 3.000

Menos: Dividendos para o acionista 1.000

Saldo Final dos Lucros Retidos $ 2.000

32
Resumo
ƒ Contas em forma de T
ƒ Débito fica à Esquerda
ƒ Crédito fica à Direita
ƒ Aumentos em Ativos – Débitos
ƒ Aumentos em Passivos – Créditos
ƒ Aumentos no patrimônio líquido – Créditos
ƒ Despesas são Débitos
ƒ Receitas são Créditos
ƒ Use os saldos das contas em forma de T para preparar
as demonstrações financeiras ao fim do período fiscal

33