Você está na página 1de 56

Formulário

Matemática A

DIMENSÕES

O Projeto Dimensões de Matemática A

destinado ao 12. o ano de escolaridade, do Ensino Secundário, é uma obra coletiva, concebida e criada pelo Departamento de Investigações e Edições Educativas da Santillana, sob a direção de Sílvia Vasconcelos.

EQUIPA TÉCNICA Chefe de Equipa Técnica: Patrícia Boleto Modelo Gráfico e Capa: Carla Julião Ilustrações: Paulo Oliveira Paginação: Leonor Ferreira Revisão: Catarina Pereira

EDITORA

Paula Inácio

Ferreira Revisão: Catarina Pereira EDITORA Paula Inácio © 2017 Rua Mário Castelhano, 40 – Queluz de

© 2017

Rua Mário Castelhano, 40 – Queluz de Baixo 2734-502 Barcarena, Portugal

APOIO AO PROFESSOR Tel.: 214 246 901 apoioaoprofessor@santillana.com

APOIO AO LIVREIRO Tel.: 214 246 906 apoioaolivreiro@santillana.com

Internet: www.santillana.pt

LógicaLógIca Ee TeoriaTEorIa deDE conjuncoNjuNTToSoS

cálculo proposicional

Operações com proposições

Dadas duas proposições p e q , tem-se que:

EquivalênciaNegação  

Equivalência Negação  

Negação

 

p

q

p

+ q

p + p V F F V
p
+
p
V
F
F
V

V

V

 

V

V

F

 

F

F

V

 

F

Lei da dupla negação

F

F

 

V

+ ( + p) + p

Conjunção  Disjunção  

 
Conjunção   Disjunção  

Disjunção

 

p

q

p

/ q

 

p

q

p 0 q

V

V

 

V

 

V

V

V

V

F

 

F

 

V

F

V

F

V

 

F

 

F

V

V

F

F

 

F

 

F

F

F

   

Lógica e Teoria de conjunToS

          Lógica e Teoria de conjunToS Implicação p q p & q

Implicação

p

q

p & q

V

V

V

V

F

F

F

V

V

F

F

V

Propriedades das operações lógicas

Dadas três proposições p , q e r , tem-se que:

Comutativa

Comutativa

p

/ q + q / p

p 0 q + q 0 p

Associativa

Associativa

(p

/ q) / r + p / (q / r)

(p

0 q) 0 r + p 0 (q 0 r)

Existência de elemento neutro

Existência de elemento neutro

p / V + V / p + p

p 0 F + F 0 p + p

neutro p / V + V / p + p p 0 F + F 0

Existência de elemento absorvente

p / F + F / p + F

p 0 V + V 0 p + V

DIMENSÕES  •  MATEMÁTICA A  •  SANTILLANA 3

Lógica e Teoria de conjunToS

Lógica e Teoria de conjunToS Distributividade da conjunção em relação à disjunção p / ( q

Distributividade da conjunção em relação à disjunção

p / (q 0 r) + (p / q) 0 (p / r)

Distributividade da disjunção em relação à conjunçãop / ( q 0 r ) + ( p / q ) 0 ( p

p 0 (q / r) + (p 0 q) / (p 0 r)

Primeiras Leis de De Morganp 0 ( q / r ) + ( p 0 q ) / ( p

+(p / q) + +p 0 +q

+(p 0 q) + +p / +q

Propriedades da implicação

Transitividadeq + ( p 0 q ) + + p / + q Propriedades da implicação

(p & q) / (q & r) & (p & r)

Relação com a disjunção e negação( p & q ) / ( q & r ) & ( p & r

p & q + +p 0 q

Negação +(p & q) + p / +q

q + + p 0 q Negação + ( p & q ) + p /

Implicação contrarrecíprocaq + + p 0 q Negação + ( p & q ) + p /

(p & q) + (+ q & + p)

   

Lógica e Teoria de conjunToS

condições e conjuntos

Quantificador universal

6x, p(x) + V se, e somente se, p(x) for universal.

Quantificador existencial

7x: p(x) + V se, e somente se, p(x) for possível.

Segundas leis de De Morgan

+ ( 6x, p(x)) + 7x: + p(x) + (7x: p(x)) + 6x, + p(x)

Operações com conjuntos

Dados os conjuntos

definidos por p(x) e q(x) , tem-se:

A = { x : p ( x )}

e

B = { x : q ( x )}

Interseção A + B = { x : p ( x ) / q ( x A + B = {x: p (x) / q (x)}

Diferença A\B = { x : p ( x ) / + q ( x )} A\B = {x: p (x) / + q (x)}

A\B = A + B

União

A , B = {x: p (x) 0 q (x)}

Complementar

A = {x: + p (x)}

DIMENSÕES  •  MATEMÁTICA A  •  SANTILLANA 5

Lógica e Teoria de conjunToS

Propriedades das operações com conjuntos

Dados A , B e C subconjuntos de U , tem-se:

Comutativa

Comutativa

A

+ B = B + A

A , B = B , A

Associativa

Associativa

(A + B) + C = A + (B + C)

(A , B) , C = A , (B , C)

= A + ( B + C ) ( A , B ) , C =

Existência de elemento neutro

A + U = A

A , Q = A

) Existência de elemento neutro A + U = A A , Q = A Existência

Existência de elemento absorvente

A , U = U

A + Q = Q

de elemento absorvente A , U = U A + Q = Q Propriedade distributiva da

Propriedade distributiva da interseção em relação à união

A + (B , C) = (A + B) , (A + C)

Propriedade distributiva da união em relação à interseção

A , (B + C) = (A , B) + (A , C)

A , ( B + C ) = ( A , B ) + ( A

   

Lógica e Teoria de conjunToS

Inclusão de conjuntos

A 1 B + A + B = A + A , B = B

Leis de De Morgan para conjuntos

A + B = A , B

A , B = A + B

Produto cartesiano

Dados conjuntos A e B , o produto cartesiano de A por B é o conjunto definido por:

A × B = {(x , y): x ! A / y ! B}

Propriedades do produto cartesiano

Dados conjuntos A , B e C , tem-se:

produto cartesiano Dados conjuntos A , B e C , tem-se: Propriedade distributiva do produto cartesiano

Propriedade distributiva do produto cartesiano em relação à união de conjuntos

A × (B , C) = (A × B) , (A × C)

(B , C) × A = (B × A) , (C × A)

DIMENSÕES  •  MATEMÁTICA A  •  SANTILLANA 7

Geometria analítica

geometria analítica no plano

Sejam A(x A , y A ) e B(x B , y B ) dois pontos de um plano:

Coordenadas do ponto médio de [AB]

d

x

A

+

x

B

2

,

y

A

+

y

B

2

n

Distância entre dois pontos

d(A, B) =

(x

B

 

x )

A

2

+

(y

 

y )

A

2

-

B

-

Equação da mediatriz do segmento de reta [AB]

(x - x B ) 2 + (y - y B ) 2 = (x - x A ) 2 + (y - y A ) 2

Equação reduzida

da circunferência

de centro

A

e raio

r

(x - x A ) 2 + (y - y A ) 2 = r 2

y r A y A x A O x
y
r
A
y A
x A
O
x

   

Geometria analítica

Inequação reduzida

do círculo de centro A

e raio

r

(x - x A ) 2 + (y - y A ) 2 G r 2

y r A y A x A O x
y
r
A
y A
x A
O
x

Equação reduzida da elipse centrada na origem:

•   Focos no eixo  Ox, F 1 (c, 0) e F 2 (-c, 0)

e eixo maior  2a

y b a b - a c a F 2 O x F 1 -
y
b
a
b
- a
c
a
F 2
O
x
F 1
- b
2
2
x y
2
2
+
= 1 ,
b =
a
-
c
2
2
a b

2a  — eixo maior;   2b  — eixo menor;   2c — distância focal.

DIMENSÕES  •  MATEMÁTICA A  •  SANTILLANA 9

Geometria analítica

•   Focos no eixo  Oy, F 1 (0, c) e F 2 (0, -c)

e eixo maior  2a 2 x y 2 + = 1 , 2 2 b a 2 2
e eixo maior  2a
2
x
y 2
+
= 1 ,
2
2
b
a
2
2
b =
a
-
c

2a  — eixo maior;  

2b  — eixo menor; 

2c — distância focal.

y F 1 a c O b x F 2
y
F
1
a
c
O
b
x
F
2

Retas paralelas aos eixos

Equação da reta paralela a Ox que contém Ox que contém

o ponto A(a, b) :

y = b

Equação reduzida da reta paralela a Oy que contém Oy que contém

o ponto A(a, b) :

x = a

 

y

  y    
   

y = b

b

b

A

       
       
 

O

 

a

 

x

 

x = a

   

Geometria analítica

geometria analítica no espaço

Sejam A(x A , y A , z A ) e B(x B , y B , z B ) dois pontos do espaço:

Coordenadas do ponto médio de [AB]

d

x

A

+

x

B

2

,

y

A

+

y

B

2

,

z

A

+

z

B

2

n

Distância entre dois pontos

d(A, B) =

(x

B

 

x )

A

2

+

(y

 

y )

A

2

+

(z

 

z )

A

2

-

B

-

B

-

Equação do plano mediador do segmento de reta [AB]

(x - x B ) 2 + (y - y B ) 2 + (z - z B ) 2 =

= (x - x A ) 2 + (y - y A ) 2 + (z - z A ) 2

Equação reduzida da superfície esférica de centro A e raio r

(x - x A ) 2 + (y - y A ) 2 + (z - z A ) 2 = r 2

Inequação reduzida da esfera de centro A e raio r

(x - x A ) 2 + (y - y A ) 2 + (z - z A ) 2 G r 2

DIMENSÕES  •  MATEMÁTICA A  •  SANTILLANA 11

Geometria analítica

Planos paralelos aos planos definidos pelos eixos coordenados

Equação de um plano que contém o ponto A(a 1 , a 2 , a
Equação de um plano que contém o ponto
A(a 1 , a 2 , a 3 ) e é paralelo ao plano:
xOy: z = a 3
xOz: y = a 2
yOz: x = a 1
z
y = a 2
x = a 1
z = a 3
O
y
x

Retas paralelas aos eixos coordenados

Sistema de equações de uma reta que contém o ponto A ( a 1 , a 2 , a 3 ) e é paralela ao A(a 1 , a 2 , a 3 ) e é paralela ao eixo:

Ox: y = a 2 / z = a 3 Oy: x = a 1 / z = a 3 Oz: x = a 1 / y = a 2

   

Geometria analítica

cálculo vetorial no plano

Vetor como diferença de dois pontos

AB = B - A(x B - x A , y B - y A )

AB = B - A ( x B - x A , y B - y

Condição de colinearidade de dois vetores

Os vetores u(u 1 , u 2 ) e

colineares se, e somente se, existe  k ! IR , tal que u 1 = kv 1 / u 2 = kv 2

ou, dito de outro modo, as coordenadas de u e v são diretamente proporcionais.

v(v 1 , v 2 ) ,

v ! 0

são

Norma de um vetorproporcionais. v ( v 1 , v 2 ) , v ! 0 são = 2

=v ( v 1 , v 2 ) , v ! 0 são Norma de um

2 2 u + u 1 2
2
2
u
+
u
1
2

Equações da reta que contém o ponto A(x A , y A ) e a direção do vetor u (u 1 , u 2 )

Equação vetorial (x, y) = (x A , y A ) + k(u 1 , u 2 ), k ! IR

x A , y A ) + k ( u 1 , u 2 ), k

DIMENSÕES  •  MATEMÁTICA A  •  SANTILLANA 13

Geometria analítica

Sistema de equações paramétricasGeometria analítica * x y = = x y A A + + ku ku 1

*

x

y

=

=

x

y

A

A

+

+

ku

ku

1

2

, k ! IR

Equação reduzidaparamétricas * x y = = x y A A + + ku ku 1 2

y = mx + b, m = u 2 e b = y A - mx A

u

1

Produto escalar de dois vetores= mx + b , m = u 2 e b = y A - mx

u $ v = u × v × cos_ u T v i Dados u(u
u $ v =
u
×
v
× cos_ u T v i
Dados u(u 1 , u 2 ) e
v(v 1 , v 2 )
u $ v = u 1 v 1 + u 2 v 2
Condição de perpendicularidade
de dois vetores
Dados vetores u(u 1 , u 2 ) e v(v 1 , v 2 )
u = v + u 1 v 1 + u 2 v 2 = 0

Declives de retas perpendiculares Duas retas r e s de declives m e m l , respetivamente, são perpendiculares Duas retas r e s de declives m e ml , respetivamente, são perpendiculares se, e somente se, mml = -1 .

   

Geometria analítica

cálculo vetorial no espaço

Vetor como diferença de dois pontos

AB = B - A(x B - x A , y B - y A , z B - z A )

- x A , y B - y A , z B - z A )

Condição de colinearidade de dois vetores:

Os vetores

são colineares se, e somente se, existe  k ! IR ,

tal que

u 1 = kv 1 / u 2 = kv 2 / u 3 = kv 3 ou, dito de outro modo, as coordenadas de u e v são diretamente proporcionais.

u(u 1 , u 2 , u 3 )

e

v(v 1 , v 2 , v 3 ) ,

v ! 0

Norma de um vetor

=v 1 , v 2 , v 3 ) , v ! 0 Norma de um

 

1 2 +

 

2

2 +

 

2

u

u

u

3

Equações da reta que contém o ponto A(x A , y A , z A ) e a direção do vetor u (u 1 , u 2 , u 3 )

Equação vetorial (x, y, z) = (x A , y A , z A ) + k(u 1 , u 2 , u 3 ), k ! IR

z A ) + k ( u 1 , u 2 , u 3 ), k

DIMENSÕES  •  MATEMÁTICA A  •  SANTILLANA 15

Geometria analítica

Sistema de equações paramétricasGeometria analítica * x y z = = = x y z A A A +

*

x

y

z

=

=

=

x

y

z

A

A

A

+

+

+

ku ku , k ! IR ku

1

2

3

Produto escalar de dois vetores* x y z = = = x y z A A A + + +

Dados u(u 1 , u 2 , u 3 )

e

v(v 1 , v 2 , v 3 ) :

u $ v = u 1 v 1 + u 2 v 2 + u 3 v 3

Condição de perpendicularidade de dois vetores$ v = u 1 v 1 + u 2 v 2 + u 3 v

Dados vetores u(u 1 , u 2 , u 3 ) e

v(v 1 , v 2 , v 3 ) :

u = v + u 1 v 1 + u 2 v 2 + u 3 v 3 = 0

Equações de planos no espaço

Uma equação cartesiana do plano normal ao vetor u(a, b, c) que contém o ponto A(x A , y A , z A ) é ax + by + cz + d = 0

em que

d = - ax A - by A - cz A .

   

Geometria analítica

Dados um plano a , o ponto A(x A , y A , z A )

de a e dois vetores,

não colineares paralelos a a :

Uma equação vetorial do plano a é (x, y, z) = (x A , y A , z A ) + s(u 1 , u 2 , u 3 ) + + t(v 1 , v 2 , v 3 ), s, t ! IR

Um sistema de equações paramétricas do plano a é

u(u 1 , u 2 , u 3 )

e

v(v 1 , v 2 , v 3 ) ,

*

x

y

z

=

=

=

x

y

z

A

A

A

+

+

+

s

s

s u

u

1

u

2

3

+

+

+

t v t v , s, t ! IR t v

1

2

3

DIMENSÕES  •  MATEMÁTICA A  •  SANTILLANA 17

Estatística

Somatórios

Dados p ! IN e uma sequência de números reais (x 1 , x 2 , …, x p ) , tem-se que:

p

/ x i = x 1 + x 2 + + x p

i = 1

Propriedades dos somatórios

Dados

tal que n < p e sequências de números reais

p ! IN , m ! IR ,

um número natural n ,

(x i ) 1 G i G p e

( y i ) 1 G i G p , tem-se que:

Associativap e ( y i ) 1 G i G p , tem-se que: p n

p n p / x k = / x k + / x k k
p
n
p
/
x k = / x k +
/ x k
k
= 1
k
= 1
k
=
n
+ 1
Homogénea
p
p
/
(m x i ) = m
/ x i
i
= 1
i
= 1
Aditiva
p
p
p
/
(x i + y i ) = / x i +
/ y i
i = 1
i = 1
i = 1

   

Estatística

amostras de dados univariados

Sejam n ! IN e uma amostra + = (x 1 , x 2 , … , x n ) .

x

Média

Dados não agrupados+ = ( x 1 , x 2 , … , x n ) . x

x =

n

/

= 1

i

x i

n

Dados agrupados m / n x K j j j = 1 x = n
Dados agrupados
m
/
n x
K
j
j
j = 1
x =
n

K 1 ,

x

x K 2 , … , x K m são os m elementos de x

K

e n 1 , n 2 , … , n m as respetivas frequências

absolutas e j

m

/

= 1

n j = n o .

Propriedades da médiafrequências absolutas e j m / = 1 n j = n o . A amostra

A amostra

tem média:

+ y = (ax 1 + h, ax 2 + h, … , ax n + h )

y = a x + h (a, h ! IR) .

Desvios em relação à média… , ax n + h ) y = a x + h ( a ,

d i = x i - x , i ! {1, 2, … , n}

DIMENSÕES  •  MATEMÁTICA A  •  SANTILLANA 19

Estatística

Propriedades dos desvios em relação à média

Dados não agrupadosEstatística Propriedades dos desvios em relação à média Dados agrupados n / ( x i -

dos desvios em relação à média Dados não agrupados Dados agrupados n / ( x i

Dados agrupados

n

/ (x i - x) = 0

i

= 1

m

/ n j (x K j - x) = 0

j

= 1

Soma dos quadrados dos desvios) = 0 i = 1 m / n j ( x K j - x

 

n

SS x =

/

(x i - x) 2

i

= 1

Dados não agrupadosn SS x = / ( x i - x ) 2 i = 1 Dados

Dados agrupados/ ( x i - x ) 2 i = 1 Dados não agrupados   n

 

n

m

SS x =

/ x i 2 - nx 2

SS x =

/

n j (x K j - x) 2

i

= 1

j

= 1

Propriedades da soma dos quadrados dos desviosn j ( x K j - x ) 2 i = 1 j = 1

Se

SS y = SS x (resp.

y

+

= + + h

x

(resp. + = ax y + ) , então, SS y = a 2 SS
(resp. + = ax
y
+ ) , então,
SS y = a 2 SS x )
(a, h ! IR)
Desvio-padrão
SS
x
S x =
n - 1

Variânciaa 2 SS x ) (a, h ! IR) Desvio-padrão SS x S x = n

S x 2 =

SS

x

n - 1

SS x S x = n - 1 Variância S x 2 = SS x n

Propriedades do desvio-padrão •  S x = 0 se, e somente se, x 1 = x 2 = = x n . •   y + + h (respetivamente y = a + ) , então,

+

S x = S y (respetivamente, S y = |a|S x ) (a, h ! IR)

= x

x

+

   

Estatística

Percentis

Percentil de ordem k , P k ,  é o valor máximo  da amostra se k = 100 , a média dos elementos

+ 1 na amostra ordenada

kn

kn

de ordem

100 e 100

kn

100

e

casos, o elemento de ordem na amostra ordenada.

se

k ! 100

for inteiro, e, nos restantes

<

<

kn

100

F + 1

Percentis para dados agrupados em classes

Dados números naturais m, n

uma sequência crescente de números reais (a 1 , a 2 , … , a m ) e um conjunto de dados

quantitativos organizados nos intervalos de classe [a i , a i + 1 [ , que se supõem de igual amplitude

h > 0 ,

e

k ,

k G 100 ,

tem-se P k , o número real x , tal que

L

- 1

/

i

= 1

(a i + 1 - a i )n i + (x - a L )n L = k

L

- 1

100

i

m

= 1

/ (a i + 1 - a i )n i

kh n

isto é, tal que

100 , em que n i é a frequência absoluta do intervalo

de classe

/ n i + (x - a L )n L =

i

= 1

[a i , a i + 1 [

e L é o maior número

natural, tal que

L - 1

/ n i G

i = 1

kn

100 .

DIMENSÕES  •  MATEMÁTICA A  •  SANTILLANA 21

Estatística

Amostras de dados bivariados

Seja ( x, y)

+

estatísticas (x n , y n )) .

a amostra bivariada das variáveis

x

e

y

dada por ((x 1 , y 1 ), (x 2 , y 2 ), …

Regressão linear

Desvio vertical do ponto P i ( x i , y i ), 1 G i G n e P i (x i , y i ), 1 G i G n e i = y i - ax i - b (a, b ! IR)

Reta dos mínimos quadradosG n e i = y i - ax i - b ( a , b

y = ax + b ,

com

e b = y - ax .

a =

n

/

i = 1

x y

i

i

-

nx y

SS

x

Propriedadee b = y - ax . a = n / i = 1 x y

n

/ e i = 0 + y - ax - b = 0

i = 1

Coeficiente de correlação linearn / e i = 0 + y - ax - b = 0 i =

22 22

r =

n

/ ( x - x ) ( y - y ) i i i =
/
( x
-
x ) ( y
-
y
)
i
i
i = 1
SS SS
x
y

SS

x

ou r = SS

y

DIMENSÕES  •  MATEMÁTICA A  •  SANTILLANA

DIMENSÕES  •  MATEMÁTICA A  •  SANTILLANA

  

  

  

  

  

CálCulo Combinatório

Factos elementares da combinatória

Dados dois conjuntos A e B , •   Se  A + B = Q , então, #(A , B) = #A + #B

•   Se  #A ! IN

= #A × #B Dado um conjunto A finito com n ! IN

elementos, existem:

•    l = n p arranjos com repetições (sequências

e

#B ! IN ,

então,

#(A × B) =

n A p

ordenadas de p elementos de A , repetindo elementos ou não — extrações com reposição);  

!

n A p = (

n arranjos sem repetição

n

-

p

)!

( sequências ordenadas de p elementos de A ,

sem repetição de elementos — extrações  sem reposição); •   P n = n! permutações de n (formas distintas de ordenar os n elementos de A )

• 

de p elementos de A (número de subconjuntos

de A com p ! IN, p G n ,  elementos); •   # P(A) = 2 n subconjuntos de A P(A) — conjunto das partes de A .

DIMENSÕES  •  MATEMÁTICA A  •  SANTILLANA 23

n

A

p ! p =

n

!

n C p =

! (

p n

-

p

)!

combinações distintas

CálCulo Combinatório

Triângulo de Pascal — Propriedades

Dados

n C p = n C n - p

n, p ! IN, n H p :

n

/ n C k = 2 n

k = 0

n + 1 C p + 1 = n C p + 1 + n C p

 

1

 

1

1

 

1

2

1

 

1

3

3

1

 

1

4

6

4

1

1

5

10

10

5

1

n

C 0

n C 1

n C 2

n C n -2

n C n -1

n C n

Binómio de Newton

(a + b) n = a n + n C 1 a n - 1 b + +

+ n C n - 1 ab n - 1 + b n

24 24

DIMENSÕES  •  MATEMÁTICA A  •  SANTILLANA

DIMENSÕES  •  MATEMÁTICA A  •  SANTILLANA

  

  

  

  

  

Probabilidades

Probabilidades

Dados um conjunto finito E e uma probabilidade no conjunto P(E) e dois subconjuntos A e B de E , tem-se:

•   P(E) = 1 •   0  G P(A) G P(B)

•   P( A) = 1 - P(A) •   P( Q ) = 0

•   P(A\B) = P( A + B) = P(A) - P(A + B) •   P(A , B) = P(A) + P(B) - P(A + B)

Regra de Laplace

Dada uma experiência aleatória cujos casos 

possíveis sejam equiprováveis e finitos, define-se probabilidade de um acontecimento A

o quociente entre o número de casos favoráveis

a A (#A) e o número de casos possíveis (#E) :

P(A) =

# A

#

E

DIMENSÕES  •  MATEMÁTICA A  •  SANTILLANA 25

Probabilidades

Probabilidade condicionada

Dados uma probabilidade P e dois acontecimentos

A

e

B ,

com P(B) ! 0 , tem-se:

P(A|B) =

(

P A

+

B

)

P ( B )

Regra do produto

P(A + B) = P(A)P(B|A) = P(B)P(A|B)

e

P(A + B) =

Acontecimentos independentes

Dois acontecimentos A e B são independentes se, e somente se, P(A + B) = P(A)P(B) .

Teorema da probabilidade total

Seja E um conjunto finito, tal que:

E = B 1 , B 2 , , B n ,

B i + B j = Q ,

em que

A 1 E

e P uma probabilidade:

 

n

P(A) =

/

P(B i )P(A|B i )

i

= 1

26 26

DIMENSÕES  •  MATEMÁTICA A  •  SANTILLANA

DIMENSÕES  •  MATEMÁTICA A  •  SANTILLANA