Você está na página 1de 19

Material organizado pelo professor Sidney

Martins, integrante do GRUPO DO


BIGODE.
ACENTUAÇÃO GRÁFICA
1. (Ano: 2016 / Banca: CESPE / Órgão: FUB)
Julgue o item que se segue, pertinentes a aspectos linguísticos do texto CB4A1AAA.
A ausência de acento agudo em “ideias” ( .10) está em conformidade com as regras
ortográficas vigentes.
( )CERTO ( )ERRADO

Gabarito: Certo. O acento desaparece nos ditongos abertos


EI/OI nas PAROXÍTONAS, EXEMPLO: IDEIA, BOIA, ESTREIA, APOIA.
Permanece o acento nos OXÍTONOS E MONOSSÍLABOS
TÔNICOS TERMINADOS em EI/OI/EU (S), EXEMPLO: DÓI, HERÓI, TROFÉU,
CHAPÉU.

2. (Ano: 2016 / Banca: CESPE / Órgão: DPU)


Com referência às ideias e aos aspectos linguísticos do texto apresentado, julgue o
seguinte item.

Presentes no texto, os vocábulos “caráter”, “intransferível” e “órgãos” são acentuados em


decorrência da regra gramatical que classifica as palavras paroxítonas.

( )CERTO ( )ERRADO

Gabarito: Certo. CARÁTER - paroxítona terminada em R; INTRANSFERÍVEL -


paroxítona terminada em L; ÓRGÃOS - paroxítona terminada em ditongo.

3. (Ano: 2015 / Banca: CESPE / Órgão: Telebras)

Julgue o próximo item, a respeito das ideias e estruturas linguísticas do texto Os


territórios inteligentes.

A palavra “está” recebe acento gráfico em decorrência da mesma regra que determina o
emprego do acento no vocábulo “três”.

( )CERTO ( )ERRADO

Contato do professor SIDNEY MARTINS: @SIDCONCURSOS (INSTAGRAM)


Gabarito: Errado. ESTÁ - oxítona terminada em A e TRÊS - monossílabo tônico
terminado em E seguido ou não de S.

4. (Ano: 2015 / Banca: CESPE / Órgão: TCU)

No que se refere às ideias e aos aspectos linguísticos do texto acima, julgue o item.

As palavras “líquida”, “público”, “órgãos” e “episódicas” obedecem à mesma regra de


acentuação gráfica.

( )CERTO ( )ERRADO

Gabarito: Errado. LÍQUIDA - proparoxítona; PÚBLICO- proparoxítona; EPISÓDICA –


proparoxítona; ÓRGÃOS - paroxítona terminada em ditongo.

5. (Ano: 2015 / Banca: CESPE / Órgão: DEPEN)

Julgue o próximo item, relativo às ideias e às estruturas linguísticas do texto II.

As palavras “indivíduos” e “precárias” recebem acento gráfico com base em justificativas


gramaticais diferentes.

( )CERTO ( )ERRADO

Gabarito: Errado. Ambas são paroxítonas terminadas em ditongo.

6. (Ano: 2015 / Banca: CESPE / Órgão: MPU)

Com relação às ideias e às estruturas linguísticas do texto I, julgue o item que se segue.
A palavra “cível" recebe acento gráfico em decorrência da mesma regra que determina o
emprego de acento em amável e útil.

( )CERTO ( )ERRADO

Gabarito: Certo. São todas paroxítonas terminadas em L.

7. (Ano: 2015 / Banca: CESPE / Órgão: FUB)

Com relação às ideias e às estruturas do texto acima, julgue o item que se segue.
Os acentos gráficos das palavras “bioestatística" e “específicos" têm a mesma justificativa
gramatical.

( )CERTO ( )ERRADO

Contato do professor SIDNEY MARTINS: @SIDCONCURSOS (INSTAGRAM)


Gabarito: Certo. As palavras são proparoxítonas.

8. (Ano: 2014 / Banca: CESPE / Órgão: Polícia Federal)

Os termos “série” e “história” acentuam-se em conformidade com a mesma regra


ortográfica.

( )CERTO ( )ERRADO

Gabarito: Certo. Ambas são paroxítonas terminadas em ditongo.

9. (Ano: 2014 / Banca: CESPE / Órgão: ANTAQ)

O emprego de acento gráfico em “água”, “distância” e “primário” justifica-se pela mesma


regra de acentuação.

( )CERTO ( )ERRADO

Gabarito: Certo. São paroxítonas terminadas em ditongo.

10. (Ano: 2014 / Banca: CESPE / Órgão: ANATEL)

O emprego do acento gráfico em “indústria” e “rádio” justifica-se com base na mesma


regra de acentuação.
( )CERTO ( )ERRADO

Gabarito: Certo. São paroxítonas terminadas em ditongo.

11. (Ano: 2014 / Banca: CESPE / Órgão: ICMBIO)

Acerca dos aspectos estruturais e interpretativos do texto acima, julgue os itens a


seguir.
A mesma regra de acentuação gráfica se aplica aos vocábulos “Brasília”, “cenário” e
“próprio”.
( )CERTO ( )ERRADO

Gabarito: Certo. São paroxítonas terminadas em ditongo.

12. (Ano: 2014 / Banca: CESPE / Órgão: ICMBIO)

Contato do professor SIDNEY MARTINS: @SIDCONCURSOS (INSTAGRAM)


Julgue os itens seguintes, relativos às ideias e aos aspectos estruturais do texto acima.
A mesma regra de acentuação gráfica se aplica aos vocábulos “homogênea” (l.9),
“médio” (l.18) e “bromélias” (l.19).

( )CERTO ( )ERRADO

Gabarito: Certo. São paroxítonas terminadas em ditongo.

13. (Ano: 2014 / Banca: CESPE / Órgão: SUFRAMA)

No que diz respeito ao texto, julgue o item.


A palavra “prejuízos” recebe acento gráfico porque todas as proparoxítonas devem
ser acentuadas.

( )CERTO ( )ERRADO

Gabarito: Errado. A palavra PREJUÍZOS é acentuada pela regra do HIATO.


14. (Ano: 2014 / Banca: CESPE / Órgão: SUFRAMA)

No que se refere a elementos textuais e linguísticos do texto acima, julgue o item


seguinte.
O emprego de acento nos vocábulos “amazônicas”, “altíssimas” e “pássaros” atende
à mesma regra de acentuação gráfica.

( )CERTO ( )ERRADO

Gabarito: Certo. São todas proparoxítonas.

15. (Ano: 2014 / Banca: CESPE / Órgão: MDIC)

Com relação a aspectos linguísticos e aos sentidos do texto acima, julgue os itens a
seguir.
O emprego do acento gráfico nos vocábulos “índice” e “período” justifica-se com base
na mesma regra de acentuação gráfica.

( )CERTO ( )ERRADO

Gabarito: Certo. São proparoxítonas.

CRASE
Contato do professor SIDNEY MARTINS: @SIDCONCURSOS (INSTAGRAM)
16. (Ano: 2017 / Banca: CESPE / Órgão: SEDF)

Com relação às ideias do texto CB1A1BBB e aos seus aspectos linguísticos, julgue
o item a seguir.

A supressão do acento grave, indicativo de crase, no trecho “que Claparède compara


à que Copérnico realizou na astronomia” (l. 5 e 6), prejudicaria a correção gramatical
do texto, dada a impossibilidade de omissão do artigo definido no contexto.
( )CERTO ( )ERRADO

Gabarito: Certo. Há divergência entre os autores no tocante ao emprego de a, as, o e


os antes de pronomes relativos. A grande maioria dos gramáticos entende que o
emprego desses vocábulos antes dos relativos é um pronome demonstrativo,
substituível por aqueles, aquelas. Contudo, Bechara e Luft dizem que a, as, o e os
(antes de substantivo elíptico) são artigos definidos. Dessa forma, percebemos que o
CESPE adota a visão de Bechara e Luft nesse aspecto.
17. (Ano: 2017 / Banca: CESPE / Órgão: SEDF)

Julgue o próximo item, referente a aspectos linguísticos do texto CB1A1AAA e à sua


tipologia.

A correção gramatical do texto seria prejudicada caso se empregasse o sinal grave


indicativo de crase no “a” em “fuja a determinações” ( . 22 e 23).
( )CERTO ( )ERRADO

Gabarito: Certo. O termo A na sentença é apenas uma preposição, portanto não pode
haver crase. Dica: A no singular + palavra no plural = crase nem a pau.
18. (Ano: 2016 / Banca: CESPE / Órgão: TCE-SC)

Com relação às estruturas linguísticas do texto CB2A2AAA, julgue o item a seguir.

No trecho “a uma ampla interação” (l. 23 e 24), a inserção do sinal indicativo de crase
no “a” manteria a correção gramatical do período, mas prejudicaria o seu sentido
original.

( )CERTO ( )ERRADO

Contato do professor SIDNEY MARTINS: @SIDCONCURSOS (INSTAGRAM)


Gabarito: Errado. Não há crase antes do termo UMA quando for pronome indefinido ou
artigo indefinido. Diante do termo UMA só haverá crase quando for uma hora
especificada, exemplo: Cheguei à uma hora da tarde. Nesse caso, o UMA funciona como
numeral.
19. (Ano: 2016 / Banca: CESPE / Órgão: DPU)

Acerca dos aspectos linguísticos e das ideias do texto acima, julgue o item seguinte.
No trecho “respostas às demandas” (l.20), o emprego do sinal indicativo de crase
justifica-se pela regência do substantivo “respostas”, que exige complemento
antecedido da preposição a, e pela presença de artigo feminino plural que determina
“demandas”.
( )CERTO ( )ERRADO

Gabarito: Certo. É uma questão de crase típica do CESPE, pois foi exigida aqui do
candidato a noção da regra geral de crase. Ou seja, o termo anterior RESPOSTAS exige
a preposição A e o termo posterior DEMANDAS admite o artigo AS.

20. (Ano: 2016 / Banca: CESPE / Órgão: DPU)

Com referência às ideias e aos aspectos linguísticos do texto apresentado, julgue o


seguinte item.
No trecho “Anteriormente à primeira Constituição pátria” (l.4), o emprego do acento
indicativo de crase é facultativo.
( )CERTO ( )ERRADO

Gabarito: Errado. A crase é obrigatória na sentença. Para que a crase seja facultativa
gramaticalmente é preciso aparecer NOME PRÓPRIO FEMININO, PREPOSIÇÃO ATÉ
E PRONOME POSSESSIVO FEMININO ADJETIVO.

21. (Ano: 2015 / Banca: CESPE / Órgão: Telebras)


No que se refere às estruturas linguísticas do texto acima e às ideias nele
desenvolvidas, julgue o item a seguir.

O sinal indicativo de crase em “proteção às redes” (l. 5 e 6) justifica-se pela contração


da preposição a, exigida pelo substantivo “proteção”, com o artigo definido
feminino as, que determina o vocábulo “redes”.

Contato do professor SIDNEY MARTINS: @SIDCONCURSOS (INSTAGRAM)


( )CERTO ( )ERRADO

Gabarito: Certo. O termo PROTEÇÃO exige a preposição A e o termo REDES admite o


artigo AS.
22. (Ano: 2015 / Banca: CESPE / Órgão: STJ)

Julgue o item que se segue, relativos às estruturas linguísticas do texto Estado social
e princípio da solidariedade.
A correção gramatical do texto seria prejudicada caso se empregasse o sinal indicativo
de crase no vocábulo “a” em “dá suporte a exigências recíprocas” (l.20).
( )CERTO ( )ERRADO

Gabarito: Certo. Quando o termo A está no singular acompanhado de uma palavra


feminina no plural, não há crase. Isso mostra que o termo A é apenas uma preposição.
23. (Ano: 2015 / Banca: CESPE / Órgão: Instituto Rio Branco)

Com relação às ideias, às estruturas linguísticas e à tipologia do texto anterior, de


Luiz Ruffato, julgue o item que se segue.

Na expressão “de paratifo a tuberculose" (l.28), o uso do sinal indicativo de crase no


termo “a" não prejudicaria a correção gramatical do texto, pois, nesse caso, tal uso
tem caráter facultativo.
( )CERTO ( )ERRADO

Gabarito: Errado. Prejudicaria sim, pois não pode haver crase no caso em questão por
conta do paralelismo sintático. E também não temos nenhuma situação que permita a
crase facultativa.
24. (Ano: 2015 / Banca: CESPE / Órgão: MPOG)

Acerca das estruturas linguísticas do texto A gestão pública adaptada ao novo


paradigma da eficiência, julgue o item subsecutivo.
Na linha 28, a correção gramatical do trecho seria mantida, caso se inserisse acento
indicativo de crase no vocábulo “a" que compõe a locução “a cabo".
( )CERTO ( )ERRADO

Contato do professor SIDNEY MARTINS: @SIDCONCURSOS (INSTAGRAM)


Gabarito: Errado. A crase é obrigatória nas locuções adverbiais compostas por palavras
femininas; Já nas locuções adverbiais com palavras masculinas, como: a pé, a caminho,
a cavalo, a frio, a gás, a gosto, a lápis, a prazo, a vapor, não se acentua o a, que é uma
simples preposição.

25. (Ano: 2015 / Banca: CESPE / Órgão: TCU)

Com relação a aspectos linguísticos do texto, julgue o próximo item.

O emprego do sinal indicativo de crase no trecho “somadas à compilação de costumes


tradicionais” (R.24) é facultativo, razão por que sua supressão não acarretaria
prejuízo para o sentido nem para a correção do período.
( )CERTO ( )ERRADO

Gabarito: Errado. A crase é obrigatória na sentença. Para que a crase seja facultativa
gramaticalmente é preciso aparecer NOME PRÓPRIO FEMININO, PREPOSIÇÃO ATÉ
E PRONOME POSSESSIVO FEMININO ADJETIVO.

26. (Ano: 2015 / Banca: CESPE / Órgão: FUB)

A respeito das ideias e das estruturas linguísticas do texto II, julgue o item
subsecutivo.

“Constitui alento a informação de que sete universidades brasileiras figuram


entre as doze melhores da América Latina.”

Na linha 1, é facultativo o emprego de sinal indicativo de crase no “a” que antecede


“informação”, devido à regência nominal do vocábulo “alento”.
( )CERTO ( )ERRADO

Gabarito: Errado. O termo A é apenas um artigo, pois INFORMAÇÃO é o núcleo do


sujeito. Colocando na ordem direta, teríamos: A informação de que sete universidades
brasileiras figuram entre as doze melhores da América Latina constitui alento.
Portanto, não há crase.

27. (Ano: 2015 / Banca: CESPE / Órgão: FUB)

Com base nas ideias e estruturas linguísticas do texto I, julgue o item subsecutivo.

Contato do professor SIDNEY MARTINS: @SIDCONCURSOS (INSTAGRAM)


O emprego do acento indicativo de crase em “Candidatou-se à Academia Brasileira
de Letras” (l.25) é obrigatório, devido à fusão da preposição que segue a forma verbal
com o artigo definido feminino singular que precede o termo “Academia”.

( )CERTO ( )ERRADO

Gabarito: Certo. Típica questão do CESPE utilizando a regra geral da CRASE. O termo
anterior exigiu a preposição A e posterior admitiu o artigo A.
28. (Ano: 2015 / Banca: CESPE / Órgão: FUB)

Com base nas ideias e estruturas linguísticas do texto I, julgue o item subsecutivo.
Em “à criança" (L.14), caso o vocábulo “criança" fosse empregado no plural, o acento
indicativo de crase deveria ser mantido.

( )CERTO ( )ERRADO

Gabarito: Errado. Não existe possibilidade de crase com A no singular diante de palavra
no plural.

29. (Ano: 2015 / Banca: CESPE / Órgão: FUB)

A respeito das ideias e estruturas linguísticas do texto II, julgue o próximo item.

A correção gramatical do texto seria prejudicada caso se inserisse acento indicativo


de crase no “a”, em “a homenagear o especialista” (l. 16 e 17).
( )CERTO ( )ERRADO

Gabarito: Errado. Não existe crase diante de verbo.


30. (Ano: 2015 / Banca: CESPE / Órgão: Instituto Rio Branco)

Com relação a aspectos gramaticais do texto acima, julgue (C ou E) o próximo item.

Em razão do arranjo sintático na expressão “na geração anterior à nossa” (R.2), torna-
se obrigatório o emprego do sinal indicativo de crase, apesar de esta preceder um
pronome possessivo.
( )CERTO ( )ERRADO

Contato do professor SIDNEY MARTINS: @SIDCONCURSOS (INSTAGRAM)


Gabarito: Certo. O termo ANTERIOR exige a preposição A e o termo posterior NOSSA
é um pronome possessivo feminino substantivo. Portanto, a crase é obrigatória.

TRANSITIVIDADE VERBAL
31. (Ano: 2016 / Banca: CESPE / Órgão: TCE-PA)

Julgue o item que se segue, a respeito das ideias e dos aspectos linguísticos do texto
CB5A1AAA.

“Tratando-se do dever de prestar contas anuais, cabe, inicialmente, verificar


como tal obrigação está preceituada no ordenamento jurídico. A Const ituição
Federal prevê que cabe ao presidente prestar contas anualmente ao Poder
Legislativo. Por simetria, tal obrigação estende-se ao governador do estado e aos
prefeitos municipais.”

O termo “ao Poder Legislativo” (l.4) exerce a função de complemento da forma


verbal “prevê” (l.3).
( )CERTO ( )ERRADO

Gabarito: Errado. "ao Poder Legislativo" é OI do verbo prestar (VTDI). Quem presta,
presta algo a alguém. OD = contas; OI = ao Poder Legislativo. Enquanto "prevê" é VTD,
tendo como complemento verbal (OD) a oração "...que cabe ao presidente prestar contas
anualmente ao Poder Legislativo"

32. (Ano: 2016 / Banca: CESPE / Órgão: TCE-PA)

Com relação aos aspectos linguísticos do texto CB1A1BBB, julgue o seguinte item.

“O verdadeiro problema é a dificuldade do setor público de adaptar suas despesas


às receitas em queda por causa da crise.”

O emprego do acento grave em “às receitas” (l.27) decorre da regência do verbo “adaptar”
(l.26) e da presença do artigo definido feminino determinando o substantivo “receitas”.

( )CERTO ( )ERRADO

Contato do professor SIDNEY MARTINS: @SIDCONCURSOS (INSTAGRAM)


Gabarito: Errado. "{...} O verdadeiro problema é a dificuldade do setor público de
(adaptar) suas despesas às receitas em queda por causa da
crise." V.T.D.I. O.D. O.I.

O verbo "adaptar" é bitransitivo no sentido de "ajustar(-se), acomodar(-se) ou encaixar(-


se) [uma coisa a outra]", ou seja, V.T.D.I., pede assim dois complementos, pois quem
adapta, adapta algo a alguma coisa ou a alguém, e também, no sentido pronominal, quem
se adapta, adapta-se a algo ou a alguém.

Adaptou o quê? = suas despesas (O.D.); A quê? = às receitas (O.I.)

33. (Ano: 2016 / Banca: CESPE / Órgão: TCE-PA)

Com relação a aspectos linguísticos do texto CB8A1BBB, julgue o item subsequente.

Ocorre crase em “represália à aliança” (l.29) porque “represália” exige complemento


regido pela preposição a e “aliança” está antecedido do artigo a.

( )CERTO ( )ERRADO

Gabarito: Certo. Quem faz represália faz represália a alguém ou a alguma coisa. Logo
represália vai precisar da preposição a, já aliança é um substantivo feminino, seguindo a
regra básica do uso da crase que sempre virá antes de palavras femininas. Ou podemos
ainda optar pela dica de trocar a palavra aliança por outra no masculino e ver se irá
aparecer ao - a (preposição) + o (artigo).

Ex: ... em represália ao acordo da Espanha com a França napoleônica.

34. (Ano: 2016 / Banca: CESPE / Órgão: TCE-PA)

Acerca de aspectos linguísticos do texto, julgue o item a seguir.

“O Sr. Dr. Estêvão Soares levou a sua amabilidade ao ponto de pedir a comédia
para ler segunda vez, e ontem ao encontrar-se na rua com o Sr. Oliveira, de tal
entusiasmo vinha possuído que o abraçou estreitamente, com grande pasmo dos
numerosos transeuntes.”

Na linha 23, o termo introduzido pela preposição “para” exerce a função de


complemento do verbo “pedir”.

( )CERTO ( )ERRADO

Contato do professor SIDNEY MARTINS: @SIDCONCURSOS (INSTAGRAM)


Gabarito: Errado. O termo introduzido pela preposição “para” é a oração adverbial
reduzida de infinitivo “ler segunda vez”. Ela indica a finalidade do pedido, não é o
complemento do verbo. O termo “a comédia” é o complemento do verbo “pedir”.
Cabe salientar que A COMÉDIA no texto é a obra de Dante Alighieri.

REGÊNCIA
35. (Ano: 2016 / Banca: CESPE / Órgão: INSS)

Julgue o seguinte item, a respeito de aspectos linguísticos do texto I.

A correção gramatical e o sentido do texto seriam preservados, caso se substituísse o


trecho “lembrei-me de que” (l.18) por lembrei que.

( )CERTO ( )ERRADO

Gabarito: Certo. O verbo LEMBRAR acompanhado do pronome é transitivo indireto


regido pela preposição DE. Exemplo: “lembrei-me de que”, mas o verbo LEMBRAR
sem o pronome é transitivo direto. Exemplo: lembrei que. Portanto, a correção e o
sentido do texto são preservados com a troca.

No caso da questão: reduziu (o tratado) a artigos. Logo, reduziu-o a artigos.

36. (Ano: 2016 / Banca: CESPE / Órgão: TJ-DFT)

A respeito das estruturas linguísticas do texto precedente, julgue o item subsequente.

“Art. 1.º Reeditar o Programa de Responsabilidade Socioambiental do TJDFT Viver


Direito, cuja base é a Agenda Socioambiental do TJDFT que, em permanente
revisão, estabelece novas ações sociais e ambientais e as integra às existentes no
âmbito do Poder Judiciário do Distrito Federal e Territórios, visando à preservação
e à recuperação do meio ambiente, por meio de ações sociais sustentáveis, a fim de
torná-lo e mantê-lo ambientalmente correto, socialmente justo e economicamente
viável.”

O termo “à recuperação do meio ambiente" (l. 12 e 13) desempenha a função de


complemento verbal na oração em que ocorre.

Contato do professor SIDNEY MARTINS: @SIDCONCURSOS (INSTAGRAM)


( )CERTO ( )ERRADO

Gabarito: Certo. O verbo VISAR no sentido de almejar exige a preposição A. O trecho


“à recuperação do meio ambiente" funciona como complemento indireto do verbo
VISAR. Portanto, desempenha a função de complemento verbal.

37. (Ano: 2016 / Banca: CESPE / Órgão: TCE-RN)

Em relação às ideias e às estruturas linguísticas do texto Exercício da cidadania, julgue


o item seguinte.

Mantém-se a correção gramatical do texto se o trecho “informar ao Tribunal de Contas


do Estado do Rio Grande do Norte (TCE/RN) os atos ilegítimos” (L. 4 e 5) for reescrito
da seguinte forma: informar ao Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Norte
(TCE/RN) sobre os atos ilegítimos.

( )CERTO ( )ERRADO

Gabarito: Errado. O verbo INFORMAR na questão é TRANSITIVO DIRETO E


INDIRETO. Portanto, pede dois complementos. Um sem preposição e outro com
preposição. A reescritura proposta apresenta dois complementos com preposição. Não
podemos ter dois objetos indiretos na sentença apresentada, já que o nome do verbo é
TRANSITIVO DIRETO E INDIRETO.

38. (Ano: 2015 / Banca: CESPE / Órgão: TCE-RN)

Com relação às ideias e às estruturas linguísticas do texto O controle das contas


municipais, julgue o item que se segue.

O texto permaneceria gramaticalmente correto caso o trecho “vinculava a cobrança de


tributos à existência de uma lei" (L. 13 e 14) fosse reescrito da seguinte forma: vinculava
à cobrança de tributos a existência de uma lei.

( )CERTO ( )ERRADO

Gabarito: Certo. Como pediu gramaticalmente: Apenas trocou OI/OD de lugar. O


sentido obviamente mudou, mas continua gramaticalmente correta a sentença.

Contato do professor SIDNEY MARTINS: @SIDCONCURSOS (INSTAGRAM)


COLOCAÇÃO PRONOMINAL
39. (Ano: 2016 / Banca: CESPE / Órgão: FUNPRESP-EXE)

Com relação às ideias e aos aspectos linguísticos do texto Um amigo em talas, julgue o
item que se segue.
A substituição do pronome “o", em “reduziu-o a artigos" (l. 11 e 12), por lhe preservaria
a correção gramatical do texto.

( )CERTO ( )ERRADO

Gabarito: Errado. O pronome O representa um objeto direto e não pode ser substituído
pelo pronome LHE que representa um objeto indireto.

O, A, OS, AS → COMPLEMENTO DIRETO

LHE, LHES → COMPLEMENTO INDIRETO

EX.: Comprei um carro para minha mãe

Comprei-o para minha mãe (trocando o objeto direto por um pronome)

Comprei-lhe um carro (trocando o objeto indireto por um pronome)

No caso da questão: reduziu (o tratado) a artigos. Logo, reduziu-o a artigos.

VOZES VERBAIS
40. (Ano: 2016 / Banca: CESPE / Órgão: Telebras)

No que se refere às estruturas linguísticas e às ideias do texto A reestruturação do setor


de telecomunicações no Brasil, julgue o item seguinte.

“A reestruturação do setor de telecomunicações no Brasil veio acompanhada da


privatização do Sistema TELEBRAS”

“A privatização, ao contrário do que ocorreu em diversos países em


desenvolvimento e mesmo em outros setores de infraestrutura do Brasil, foi
precedida da montagem de detalhado modelo institucional,”

Contato do professor SIDNEY MARTINS: @SIDCONCURSOS (INSTAGRAM)


“a reestruturação do setor de telecomunicações brasileiro foi precedida de reformas
setoriais em vários outros países.

Sem prejuízo para a correção gramatical do texto, nas estruturas “da privatização” (L.2),
“da montagem” (L.17) e “de reformas setoriais” (L.22), os elementos sublinhados podem
ser substituídos, respectivamente, pelas formas pela, pela e por.

( )CERTO ( )ERRADO

Gabarito: Certo. Devemos nos lembrar de que o agente da passiva pode ser precedido
da preposição “por” ou “de”. A questão quis chamar atenção quanto a isso, pois, no
texto, esses três termos ocupam a função de agente da passiva e são iniciados pela
preposição “de”, a qual pode ser trocada pela preposição “por”.

Concordância Verbal
41. (Ano: 2017 / Banca: CESPE / Órgão: SEDF)

Em relação às ideias e aos aspectos linguísticos do texto precedente, julgue o item que se
segue.

Seriam mantidos a correção gramatical e o sentido original do texto se o trecho “São duas
gramáticas distintas” (l.8) fosse reescrito da seguinte forma: Tratam-se de duas
gramáticas diferentes.

( )CERTO ( )ERRADO

Gabarito: Errado. Grave erro gramatical comete quem diz/escreve “Tratam-se de pessoas
sérias”. O verbo "tratar" em construções como essa não varia. É um caso de sujeito
indeterminado, que ocorre sempre com verbos transitivos indiretos acompanhados do índice
de indeterminação do sujeito "se". Além do mais, nunca devemos achar que o sujeito de uma
oração é um elemento introduzido por preposição, como “de pessoas sérias”. Isso porque, na
língua portuguesa, não devemos usar sujeito preposicionado. Assim, em orações como
"Necessita-se de motoristas", "Precisa-se de músicos", o verbo fica no singular porque o
sujeito está indeterminado.

42. (Ano: 2016 / Banca: CESPE / Órgão: FUB)

Julgue o item que se segue, pertinentes a aspectos linguísticos do texto CB4A1AAA.

Contato do professor SIDNEY MARTINS: @SIDCONCURSOS (INSTAGRAM)


“Darcy e Anísio convidaram cientistas, artistas e professores das mais
tradicionais faculdades brasileiras para assumir o comando das salas de aula da
jovem UnB.”

Nas linhas 11 e 12, a forma verbal “convidaram” está no plural porque concorda com
os termos “cientistas”, “artistas” e “professores”.

( )CERTO ( )ERRADO

Gabarito: Errado. O verbo está concordando com o sujeito composto “Darcy e Anísio”.

43. (Ano: 2016 / Banca: CESPE / Órgão: ANVISA)

Acerca dos sentidos e de aspectos linguísticos do texto, julgue o item que se segue.

“Ao combater a febre amarela, Oswaldo Cruz enfrentou vários problemas.


Grande parte dos médicos e da população acreditava que a doença se transmitia
pelo contato com roupas, suor, sangue e secreções de doentes.”

A forma verbal “acreditava” (l.3) está flexionada no singular para concordar com a
palavra “parte” (l.2), mas poderia ser substituída sem prejuízo à correção gramatical
pela forma verbal acreditavam, que estabeleceria concordância com o termo
composto “dos médicos e da população” (l.2).

( )CERTO ( )ERRADO

Gabarito: Certo. Diante de sujeito formado por elemento partitivo (grande parte de, a
maior parte de, parte de, uma porção de, a maioria de) seguido de palavra no plural (a
questão trouxe o termo composto "dos médicos e da população"), o verbo pode ficar
no singular, concordando com o núcleo do sujeito (parte, porção, maioria), ou ir para
o plural, concordando com o termo especificador.

44. (Ano: 2016 / Banca: CESPE / Órgão: TCE-PA)

Julgue o item que se segue, a respeito das ideias e dos aspectos linguísticos do texto
CB5A1AAA.

“Por essa razão, é necessário que haja a separação das contas — que devem,
inclusive, ser processadas em autos distintos — quando ocorrer de o cargo de
prefeito ser ocupado por mais de uma pessoa durante o exercício financeiro. ”

Contato do professor SIDNEY MARTINS: @SIDCONCURSOS (INSTAGRAM)


Sem prejuízo do sentido original e da correção gramatical do texto, o trecho “é
necessário que haja a separação das contas” (l. 21 e 22) poderia ser reescrito da
seguinte forma: é necessário que hajam contas separadas.

( )CERTO ( )ERRADO

Gabarito: Errado. O verbo HAVER no sentido de existir caracteriza uma oração sem
sujeito e deve ficar no singular.

45. (Ano: 2016 / Banca: CESPE / Órgão: TCE-PA)

Em relação aos elementos linguísticos do texto CB8A1AAA, julgue o item a seguir.

“É por meio dessas audiências que o responsável pela decisão tem acesso às
diversas opiniões sobre a matéria debatida e abre a oportunidade para as pessoas
que irão sofrer os reflexos da deliberação se manifestarem antes de seu desfecho. ”

A forma verbal “manifestarem” (l.23) está flexionada no plural para concordar com
“as pessoas” (l.22).

( )CERTO ( )ERRADO

Gabarito: Certo. Basta perguntar ao verbo quem é o seu sujeito. Exemplo: Quem irá se
manifestar? Resposta: as pessoas. Então, realiza-se uma concordância gramatical. Ou
seja, uma concordância natural de qualquer falante comum da língua portuguesa.

46. (Ano: 2016 / Banca: CESPE / Órgão: TSE-SC)

Ainda com relação a aspectos linguísticos do texto CB2A2BBB, julgue o item


subsequente.

“Além disso, a OCDE compreende um sistema de integridade como um conjunto


de arranjos institucionais, de gerenciamento, de controle e de regulamentações
que visem à promoção da integridade e da transparência e à redução do risco de
atitudes que violem os princípios éticos.”

A coesão e a correção gramatical do trecho “e à redução do risco de atitudes que


violem os princípios éticos” (l. 20 e 21) seriam mantidas caso a forma verbal “violem”
fosse flexionada no singular, passando, então, a concordância a restringir-se ao termo
“risco”.

( )CERTO ( )ERRADO

Contato do professor SIDNEY MARTINS: @SIDCONCURSOS (INSTAGRAM)


Gabarito: Errado. “e à redução do risco de atitudes que violem os princípios éticos” Toda vez
que o ''que'' exercer a função de pronome relativo, o verbo posposto a ele deverá
concordar com a palavra anterior, ou seja, Atitudes.

Concordância Nominal
47. (Ano: 2016 / Banca: CESPE / Órgão: FUB)

Julgue o item que se segue, pertinentes a aspectos linguísticos do texto CB4A1AAA.

“A estrutura administrativa e financeira era amparada por um conceito novo nos


anos 60 e até hoje menina dos olhos dos gestores universitários: a autonomia.”

No último parágrafo do texto, a expressão “era amparada” está no singular para concordar
com a palavra “estrutura”, que é núcleo do sujeito.

( )CERTO ( )ERRADO

Gabarito: Certo. A questão é autoexplicativa. Veja: A estrutura administrativa e


financeira era amparada. Portanto, a estrutura concorda de fato com o núcleo do sujeito
ESTRUTURA.

48. (Ano: 2016 / Banca: CESPE / Órgão: FUB)

Julgue o item seguinte, relativos aos sentidos e a aspectos linguísticos do texto


CB4A1BBB.

No terceiro parágrafo, o adjetivo “respeitadas” ( .16) encontra-se no plural porque


concorda com os termos “ética”, “valorização”, “identidades” e “culturas”.

“Sua missão é ser uma instituição inovadora, comprometida com a excelência


acadêmica, científica e tecnológica, e formar cidadãos conscientes do seu papel
transformador na sociedade, respeitadas a ética e a valorização de identidades e
culturas com responsabilidade social.”

( )CERTO ( )ERRADO

Gabarito: Errado. Na verdade, o termo "respeitadas" está flexionado para concordar


apenas com "ética" e "valorização". Percebam que as expressões "de identidades e
culturas" são apenas complementos nominais do substantivo "valorização".

Contato do professor SIDNEY MARTINS: @SIDCONCURSOS (INSTAGRAM)


PRIMEIRA MARATONA DE ESTUDOS DA LÍNGUA PORTUGUESA PRESENCIAL E ON-LINE

A ideia da Maratona de Estudos de Língua Portuguesa (MELP) surgiu no Grupo do Bigode, um grupo
do WhatsApp idealizado e criado pelo professor Fernando Pestana. Nele, vários professores de
Português de todo o Brasil se reúnem todos os dias, com diversos fins: discutir questões de concursos,
compartilhar estudos, debater tópicos gramaticais polêmicos, ajudar uns aos outros em diversos
assuntos e... dar boas risadas – afinal, é um grupo do WhatsApp!

Pois bem... Um dia, surgiu a ideia de juntar esses grandes talentos do magistério num só palco, com a
finalidade de ministrar aulas sobre diversos pontos dentre os mais cobrados em concursos públicos.
Imaginou?

Como serão muitas horas de estudo em dois dias de evento (13 e 14 de janeiro), com muitas pessoas
reunidas, somente certos maratonistas conseguiriam esse feito: concurseiros e professores de cursos
preparatórios. Sim, é só para os fortes!

Por isso, aguardamos você!

LOCAL: FACULDADE UNIVERITAS – FLAMENGO (PRESENCIAL).

INVESTIMENTO: R$ 50,00 PELO EVENTO INTEIRO.

CRONOGRAMA DAS AULAS SÁBADO

8h às 9h20 - Luciane Sartori e Aline Aurora (Interpretação e textualidade)


9h20 às 10h40 - Sidney Martins e Diogo Arrais (Coesão)

10h40 às 11h50 - Sérgio Rosa e Caio Laranjeira (Semântica)


11h50 às 13h - Denis Romagnoli e Claudia Kozlowski (Verbo)
13h às 14h - ALMOÇO
14h às 15h20 - Caio Moura e Felipe Oberg (Análise sintática)
15h20 às 16h40 - Diego Abreu e Andre Ben Noach (Acentuação e Pontuação)
16h40 às 18h - Geneide Ferreira e Antônio Duarte (Regência e Crase)

DOMINGO 8h às 10h -Amauri Franco, Rosane Reis e Rômulo Bolivar (Redação dissertativa)
10h às 11h30 - Pablo Jamilk e Glícia Kelline (Redação Oficial)
11h30 às 13h - Jean Aquino e Alexandre Luz (Pronome)

13h às 14h - ALMOÇO


14h às 15h20 - Arnaldo Filho e Leonardo Martins (Partículas QUE e SE)
15h20 às 16h40 - Willer Lira e Fabrício Dutra (Concordância)
16h40 às 18h - Roberto Lota e Fernando Pestana (Reescritura e Correção/Questões híbridas).

FAÇA SUA INSCRIÇÃO EM NOSSO SITE:


https://www.grupodobigode.com.br/

Contato do professor SIDNEY MARTINS: @SIDCONCURSOS (INSTAGRAM)