Você está na página 1de 2

A colheita começa pelo sacerdócio.

“E eu suscitarei para mim um sacerdote fiel, que procederá segundo o meu coração e a minha alma, e eu
lhe edificarei uma casa firme, e andará sempre diante do meu ungido.” (I Samuel 2:35)

A Bíblia diz que a sua casa terá a face do Messias. Você terá uma família sacerdotal. Ela terá a face do
Messias e andará face a face com Ele, o que significa que sua família terá a face de Deus.

Jesus morreu por nós e nos salvou para que tenhamos vida em abundância e isso envolve também a família.
Deus não trabalha com projetos isolados. Todos os Seus projetos envolvem família.

O mundo está vivendo uma disfunção, um desrespeito aos princípios da Palavra. Mas isso não pode fazer
parte da nossa vida, afinal somos nascidos de novo, homens e mulheres que têm o caráter do Messias. Então,
ainda que as coisas pareçam difíceis, ainda que pareçam ter fugido do controle, somos cidadãos dos céus
vivendo na Terra.

Se os valores estão corrompidos, se as pessoas não sabem se respeitar, se filhos não tomam mais a bênção
dos pais, se criaram uma rota particular e estão trilhando caminhos que não são os de Deus, é hora de
pararmos e ouvirmos a voz do Senhor, pois há um grito do Céu para que cada casa viva de acordo com a
vontade de Deus.

SUA CASA VIVERÁ O SACERDÓCIO;

Quando o Senhor levanta um sacerdote, ninguém pode quebrar o princípio do sacerdote porque entra em
maldição. De igual modo, o princípio da sacerdotisa também é um princípio inquebrável.

O que resta a nós, como Igreja de Jesus, é voltarmos aos princípios da Palavra. Todo princípio quebrado
deve ser restaurado e Deus quer que a sua casa tenha a face do Messias. A face do Messias na sua casa
significa que o marido terá o caráter do Messias, a esposa e os filhos terão o caráter do Messias e toda a sua
família viverá em plenitude.

Não é fácil encontrar um sacerdote equilibrado, não é fácil encontrar uma sacerdotisa saudável, não é fácil
encontrar filhos obedientes... Não é fácil, mas é possível. Não é fácil porque o mundo caminha com uma
série de educadores na TV através de novelas, programas que não trazem nenhuma construção e estrutura da
mente de Cristo.

Fazemos parte de um século em que esses educadores ocuparam o lugar do sacerdócio. Como família
sacerdotal, precisamos começar a trabalhar uma nova mentalidade, uma nova estrutura de família.

SUA CASA SERÁ ESTÁVEL;

A Bíblia diz que a sua casa será chamada de casa estável, parecerá com o Messias e andará face a face com
Ele. Isso significa que o Senhor governará a sua casa, Ele usará o método e o jeito dEle.

Na casa que está faltando um sacerdote ou sacerdotisa não faltam instrutores para destruir a mente dos
filhos, a mente da família. A mente da família não deve estar comprometida. Sua família será provada como
uma família de bom caráter, na qual os educadores e as instruções seculares não ocuparam o lugar do
sacerdócio.

A formação de um sacerdote de êxito que conquistará a sociedade se dá pela família e pelos Princípios
Bíblicos. A Bíblia diz que se o filho tiver conhecimento, ele viverá. O maior legado que uma família pode
dar ao filho é uma educação equilibrada por Princípios Bíblicos.
A família é a responsável por gerar filhos saudáveis e fazer deles profetas que mudam gerações. Isso não
serve apenas para os filhos, mas para toda a descendência e deve ser uma preocupação para nós, porque os
princípios de Deus não podem ser quebrados. É melhor morrer do que não cumprir os princípios do Pai,
porque somos a geração que faz a diferença.

SUA CASA ANDARÁ SOBRE A ROCHA;

Este é o tempo da sua família, de você entender que a sua família deve ser uma família sacerdotal edificada
na Rocha, em Jesus. Essa é a forma de cancelar todos os pontos de contato da família e de todos os
demônios hereditários baterem em retirada.

O que a sociedade precisa é de orientação familiar. Uma família consolidada muda seu histórico e o
histórico daqueles que estão ao seu redor.

Nós somos homens e mulheres chamados para não errar. A sociedade admite que qualquer outra classe, seja
ela religiosa ou não, erre, mas não admite que o cristão erre, sabe por quê? Porque ainda que não admitam
diretamente, indiretamente eles são obrigados a admitirem que conhecemos a Deus. E quem conhece a Deus
não pode errar.

Observe que se cometemos qualquer erro, por menor que seja, os familiares, os colegas de trabalho, as
pessoas de perto e de longe, com ou sem intimidade conosco, dizem logo: ‘Mas você não é crente?!’

Crente tem que andar corretamente, pois é referência. Se erramos, então quem mais acertará, se só o nosso
Deus tem as palavras de vida eterna? Somos a esperança para este mundo. Por onde passarmos, somos a
diferença para fazer diferença. Somos a geração da mudança.