Você está na página 1de 156

REGISTRO GERAL DO QUE INTERESSA

à O 105
| EDIÇ
MAIO 0
R$ 10,9.com.br
w.s iterg
ww

CABALA Enjaulado
NA BERLINDA MIKE TYSON SE
Com ou sem FECHA PARA NÃO
Madonna
ENLOUQUECER

CHEFE
DA TRIBO
É HORA DE
USAR JEANS,
CASHMERE
E FRANJA!

ernanda
LIMA
ISSN 1678-9040
00105

9 771678 904006

A intimidade da mãe
mais bonita do Brasil
ENDEREÇOS SECRETOS DE NOVA YORK: SIM, É POSSÍVEL
ISSN 1678-9040

PATRICIA CARTA
Diretora Responsável
Diretora de Comunicação DORIS BICUDO
Editora-chefe PHYDIA DE ATHAYDE
Projeto Gráfico e Consultor Convidado STEVE WILLIAMS
Editor Executivo MARIO BOLZAN
Produtora Executiva MAYRA OMETTO
Set Designer TISSY BRAUEN
Arte BRUNO LENARDUCCI ANTONUCCI, CAMILA TOLEDO, MARCELLA KATZ UEHARA E ROGÉRIO DOMINGOS
Assistente de Redação MANOELA MEIRELLES
Colunista Convidada SUZY MENKES

Editor Especial Convidado DUDI MACHADO


Editor de Estilo Convidado FABRIZIO ROLLO
Editora de Beleza Convidada CASSIA AVILA
Diretor de Produção Gráfica PAULO SÉRGIO CASTILLO LOPES
Coordenador ROBERTO APOLINÁRIO
Produção Gráfica DANILO CARVALHO

Colaboradores
ALÊ DE SOUZA, ANDRÉ BRANDÃO, ANDRÉ PASSOS, ANTONIO TRIGO, BENJAMIN KANAREK, CAMILA ALAM, CLAUDIA WITTE, CRIS BIATO, CRIS LOPEZ,
DANIEL HERNANDEZ, DANIELA ARAÚJO, DAPHNE MERKIN, DAVI RAMOS, DAVID GODOY, DIEGO AMÉRICO, DIEGO GAIOTTI, DUDU PASTORE, FABIANA SKAFF,
FAUSTULO MACHADO, FLAVIA POMMIANOSKY, FRÉDÉRIQUE RENAUT, GUI PAGANINI, GUSTAVO LEITÃO, HELENA LUNARDELLI PRADO, J.R. DURAN, JULIA LEÃO,
KARLA MONTEIRO, KIKE MARTINS DA COSTA, LIA MARTINS, LIANA HAJE, LILI MARTINS, LUCIANO BOGADO, LUIZ HENRIQUE LIGABUE, MANU FIGUEIREDO,
MARIANA BONFATI, MARILDA RODELLA, MARÍLIA LEVY, MARILIA NEUSTEIN, MARK PETERSON, MIRELLA PENTEADO, PALOMA ZARAGOZA, PATRICIA BROGGI,
PAULA MENDES, PHILIPPE KLIOT, RAPHAEL BRIEST, RODRIGO PETRELLA, RODRIGO SCHMIDT, ROMULO FIALDINI, ROSANA RODINI E TEREZA KAWALL

Site RG
Diretor de Redação JEFF ARES Editora ROSANA RODINI Designer e Gerente de Mídias Sociais CAIO ZALC Assistentes de Arte ANNA LUISA DEL MAR E MARIANA FLEURY
Repórter MIRELLA PENTEADO DE CAMARGO Assistente de Redação VICTOR FRESI Fotógrafos ANDRÉ LIGEIRO E LIU LAGE

Assinaturas
assinaturas@cartaeditorial.com.br
Central de Atendimento ao Cliente, tels. (11) 3038-1488 e 0800-7771400 – fax 24 horas (11) 3038-1415
Serviço de Atendimento ao Cliente: sac@cartaeditorial.com.br
www.cartaeditorial.com.br

Marketing e Circulação
marketing@cartaeditorial.com.br. Números atrasados: bancas@cartaeditorial.com.br

Publicidade
Diretora de Projetos Especiais BEATRIZ MONTEIRO
Gerente Comercial ALESSANDRA OLIVEIRA
Contatos ALESSANDRA GHERARDI, CATARINA CARVALHO, LUCIANE GRASCIANO E THIAGO ARIKAWA
Contato Rio de Janeiro ISABEL MUNIZ (21) 8124-3205 isabelmuniz@cartaeditorial.com.br

Representantes Comerciais
Amazonas ELISABETH MAGALHÃES LUZ, tels. (92) 3642-9117 e (92) 9981-3922 – elisabethluz@gmail.com

Diretoria
Diretor Executivo IDEL ARCUSCHIN
Diretora Financeira e Administrativa ANA CRISTINA FERREIRA LEITE

RG é uma publicação mensal da Carta Editorial Ltda.


Avenida Brasil, 1.456, tel. (11) 3084-1400, fax (11) 3084-1401, CEP 01430-001, São Paulo, SP

Diretores PATRICIA CARTA E IDEL ARCUSCHIN


Fundador
LUIS CARTA (1975-1986)
ANDREA CARTA (1986-2003)

RG não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos assinados. As pessoas que não constam no expediente não têm autorização para falar em
nome da RG ou a retirar qualquer tipo de material se não tiverem em seu poder uma carta em papel timbrado assinada por qualquer pessoa que conste
do expediente. Registro nº 219.382, de 20/07/2004, no 1º Ofício de Registro de Títulos e Documentos, de acordo com a Lei de Imprensa.
FOTOLITOS: Bureau São Paulo e Digiscan DISTRIBUIÇÃO: FC Comercial e Distribuidora S/A. IMPRESSÃO: Gráfica Prol
TIRAGEM DESTA EDIÇÃO 40 MIL EXEMPLARES

FILIADA À

ASSINATURAS: NA GRANDE SÃO PAULO, TEL. (11) 3038-1488/DEMAIS LOCALIDADES, TEL. 0800-7771400
WWW.CLICKEASSINE.COM.BR, WWW.MULTIVERSO.COM.BR OU ASSINESHOP.COM.BR
SERVIÇO DE ATENDIMENTO AO CLIENTE: sac@cartaeditorial.com.br

WWW.SITERG.COM.BR
cartier.com

SP Shopp. Cidade Jardim - lj 15.2 - 11 3552 2828


Ballon Bleu de Cartier Brasília Park Shopping - lj 132 - 61 3361 5848
ÍNDICE

MAIO 2011 29 REGISTROS


EMICIDA E SEUS OBJETOS DE SONHO
O LIVRO DE JOUMANA HADDAD
VÁRIAS FACES DE MARINA RENAULT
AS DICAS E A PACHÁ DE MÁRIO BULHÕES
A LISTA DAS MÃES DESMIOLADAS

57 MODA
ALFAIATARIA COM CALÇA SKINNY
ENTENDA A MISTURA DO BOLD BOHO
ALIADOS DO VERMELHO
O MASCULINO SIMPLES E ELEGANTE

70 JOIAS PARA AS MÃES


MÃE É UMA SÓ, MAS RG SUGERE
OPÇÕES DE PRESENTES VARIADOS: DOS MAIS
INOVADORES AOS DIAMANTES

80 FERNANDA LIMA
NOSSA CAPA DE MAIO RECEBE RG EM CASA
EM CLIMA INTIMISTA PARA FALAR DOS
FILHOS, CARREIRA E DA VIDA

92 APACHE URBANA
MISTURE SEM MEDO.
É HORA DE USAR JEANS, CASHMERE, FRANJAS
E ACESSÓRIOS NAVAJO!

100 CABALA EM CHAMAS


COM OU SEM MADONNA, RG REVELA
OS SEGREDOS DA FILOSOFIA
QUE CONQUISTOU O HIGH

CAPA
Fernanda veste Giulia Borges

106
Foto J.R. Duran
Styling Flavia Pommianosky
FOTO ANDRÉ PASSOS

e Davi Ramos
Laura Neiva Beleza Alê de Souza
no editorial Produção de moda Well Santos
de moda girly Tratamento de imagem Photouch
ÍNDICE

MAIO 2011 112 TYSON PIANINHO


O DOSSIÊ RG MOSTRA A VIDA REGRADA E
SUBURBANA DA EX-FERA DOS RINGUES

116 A COZINHA DE GIGI


INVADIMOS A CASA DE GIGI SIH, E
ENTRE DIORS, BLAHNIKS E HERMÈS,
DESCOBRIMOS QUE A DESIGNER DE JOIAS
TEM TALENTOS CULINÁRIOS

130 POESIA EM CIMENTO


ISABELLA GIOBBI LEVA RG A UM TOUR
EXCLUSIVO PELA CASA DO NAMORADO,
PROJETADA POR PAULO MENDES DA ROCHA

143 NY TOP SECRET


SIM, É POSSÍVEL. RG APRESENTA UMA
SELEÇÃO DE ACHADOS GOURMET EM
PLENA MANHATTAN

116
Gigi em
130
Na casa,
Impressão cadeira de
Digital Frank Gehry
FOTOS ROMULO FIALDINI

O rapper EMICIDA indica cinco novos artistas que você precisa ouvir e
lista os seus dez clássicos formadores Galeria com obras em destaque na
SP-ARTE e uma entrevista com Fernanda Feitosa, a idealizadora da feira
WWW.SITE .COM.BR O making of do ensaio com a atriz e os top 10 filmes de LAURA NEIVA
COLABORADORES

KARLA MONTEIRO
Karlinha estreia na RG contando tudo sobre Fernanda Lima,
a mãe radiante que está no perfil de capa da edição. Em agosto,
a jornalista passa seis meses na Índia para escrever
um livro. “Será um misto de diário e de encontros com mestres
espirituais famosos no Ocidente. Mas não é autoajuda, hein!”
Jornalismo literário, isso sim, e sai pela Record em 2012.

HELENA LUNARDELLI PRADO


Há quase um ano, Helena começou o blog amiciperamici.com.br
Formada em Artes Plásticas, ela era designer gráfica e extravasava
a paixão pelo mundo da maquiagem e dos produtos de beleza
apenas na rede. Mas deu tão certo que agora ela é, oficialmente,
blogueira. E aceitou na hora o convite para compartilhar essa
paixão nas páginas de beleza da RG.

CAMILA ALAM
Ela logo avisa: nasceu no Acre, mas é paulistana de coração.
Camila ama jornalismo cultural, tem uma coluna no site da
revista CartaCapital e em breve será pós-graduada em História
da Arte, com uma monografia sobre Banksy. Nesta edição,
selecionou o que há de mais bacana na feira SP-Arte, além de
indicar os melhores filmes (e o melhor abdome) do mês.

FOTOS ARQUIVO PESSOAL, GUSTAVO PELLIZZON E VALÉRIA ALMEIDA

BENJAMIN KANAREK
O canadense já quis ser baterista de bandas punk e arquiteto (é
formado pela Carleton University, de Ottawa). Mas, para nossa sorte,
mudou drasticamente os planos e começou a fotografar. Autodidata,
tem a mulher, Frédérique Renaut, como braço direito e seu trabalho
pode ser visto em Harper’s Bazaar, L’Officiel, Cosmopolitan e, é claro,
na RG. Nesta edição, clicou Bárbara Elias, divina, no Palais de Tuileries.
FERNANDA LIMA BÁRBARA ELIAS

Fernanda na toca
O que será que uma moça linda e doce tem a ver com um
fortão truculento com cara de poucos amigos? Tudo. Sim,
estou tentando traçar um paralelo entre Fernanda Lima e
Mike Tyson. A atriz de vida regrada que é capaz de seduzir
com uma básica piscadela quase escondida por baixo de sua
franja displicentemente cortada. Bem resolvida e bem-amada,
Fernanda consegue se esconder em pleno Rio de Janeiro, onde
construiu seu refúgio em Vargem Grande. É por lá que leva a
máxima “um amor e uma cabana” ao limite. Mas, fora da toca,
é capaz de se transformar na mais provocante das mulheres
a ponto de falar de sexo na maior naturalidade na TV, entre
outros predicados. Chegamos ao ponto em que a história de
Fernanda se esbarra na de um dos maiores pugilistas de todos os
tempos. Usando de uma licença poética, os dois poderiam ter se
cruzado no meio do caminho: ela, segura de si, indo ao encontro
de seu sonho realizado, enquanto ele, no sentido inverso,
escolhe ir para uma cidade no interior dos Estados Unidos na
qual se isola das tentações mundanas. A seu modo, Tyson tenta
interpretar o papel da “boa mãe” que Fernanda assume com a
maior naturalidade na vida real. Esta mesma vida que sabemos
ser feita de altos e baixos. No caso, de belas e feras.
Patricia Carta MIKE TYSON
SUZY MENKES

Parabéns
mamãe
A retrospectiva de Yohji Yamamoto, em Londres, celebra
30 anos de desfiles em Paris, mas é, acima de tudo, uma
homenagem à mãe que o ensinou a costurar

Y ohji Yamamoto é um homem


com muitas facetas no design
e poucas palavras. Então,
quando falou na estreia de sua
retrospectiva no Victoria & Albert Mu-
seum, em março, a principal mensagem
foi: “Feliz aniversário para minha mãe”.
Fumi Yamamoto, a costureira que o ensi-
museu é informar e contextualizar a obra
de um artista. Quantos visitantes vão
saber que Issey Miyake também traba-
lhou intensamente com tecidos clássicos
japoneses e hipermodernos? Ou que Rei
Kawakubo, da Comme des Garçons,
produziu roupas igualmente inovadoras
que desafiaram o status quo? YAMAMOTO e
algumas das
nou a fazer alfaiataria e drapear, estava Ainda assim, Yamamoto se sai como criações expostas
presente na exposição de Londres, tanto um classicista em vez de iconoclasta. Há no Victoria &
Albert Museum,
em pessoa quanto no filme exibido na requinte em grande parte do trabalho, em Londres
linha do tempo multimídia que enrique- com a adoção deliberada da alta costura.
ce o display de 60 trajes. As roupas, A vantagem de ver as roupas de perto
exibidas em um fundo branco, represen- é apreciar o acabamento envolvido nas quanto isso, a Wapping Hydraulic Power
tam os 30 anos de desfiles em Paris, e o roupas ilusoriamente simples. Mas Ligaya Station trará o famoso vestido de noiva

SUZY MENKES É COLUNISTA DO INTERNATIONAL HERALD TRIBUNE FOTOS DIVULGAÇÃO


mais impressionante da exposição é que também agrupou algumas roupas em “di- com armação de Yamamoto de 1998
nada fica por trás de vidros: cada roupa álogos”: por exemplo, há um agrupamen- suspenso sobre água até 14 de julho.
pode ser tocada e acariciada, realçando to de diferentes vestidos feitos com as De volta ao V&A Museum, as criações
a crença da curadora Ligaya Salazar de técnicas japonesas shibori e yuzen de tin- de Yamamoto também podem ser en-
que “tecido é tudo”. gimento. Além disso, com um esforço contradas “conversando” com artefatos
As peças da mostra também não foram combinado, o visitante pode selecionar um alheios à moda: três trajes masculinos
organizadas cronologicamente. Isso reflete vestido em exposição – digamos, o verme- são exibidos entre estátuas clássicas em
o desejo de Yamamoto de que suas roupas lho assimétrico com armação – e então uma galeria de escultura e algumas rou-
sejam usadas por vários anos – portanto, assisti-lo em movimento na passarela, em pas vermelhas são expostas contra um
datas não são significativas. um dos muitos consoles de multimídia na fundo de ricas tapeçarias do século 15.
Mas os desfiles que tiveram um efeito parede da linha do tempo. Mas a combinação mais linda é um
marcante são mostrados nas telas da linha Há atualmente dois outros projetos de piano do século 19 e um vestido branco
do tempo: seu vestido de noiva inflado, o Yamamoto acontecendo em Londres, ostensivamente simples que o estilista criou
trabalho com a coreógrafa Pina Bausch e assim como uma nova flagship Y-3 na para Pina Bausch, com dobras delicadíssi-
sua coleção masculina de 1998, que teve Conduit Street comemorando a longa mas que descem pelas costas.
mulheres famosas como modelos, como colaboração do estilista com a gigante Como Yamamoto disse, em uma tenta-
Charlotte Rampling e Vivienne Westwood. dos esportes Adidas. tiva de definir seu approach: “Com meus
No entanto, não há referência na mos- Em South London, uma exposição olhos voltados ao passado, ando de cos-
tra aos colegas japoneses de Mr. Yama- de fotografias chamada Yohji’s Women tas em direção ao futuro”. A expo Yohji
moto. Por mais que ele não deseje ser está em cartaz na Wapping Project Yamamoto está em cartaz no Victoria &
colocado em um grupo, a tarefa de um Bankside Galleries até 14 de maio. En- Albert Museum até 10 de julho.

22
WWW.ANIMALE.COM.BR
PRIMEIRA PESSOA

AS MIL FACES
de Elza
Elza da Conceição Soares ou, simplesmente, Elza Soares.
Musa de Mané Garrincha, mulher de muitas
vidas e de novos projetos, ela conta a Cláudia Ramos
os altos e baixos de sua carreira

“S
no sabe que faz parte da minha vida, da
ou guerreira, passional, ciumen- minha história e não se importa. Nossa
ta, exagerada e muito mais. Já relação é maior do que isso.
me reinventei várias vezes. Agora estou em paz. Mas minha vida
Quando vi Elza, o documentário foi uma sucessão de tragédias inter-
que fizeram sobre mim, achei lindo. Agora calada por esses períodos mais tran-
estão preparando outro, um filme, com a quilos. Sou como uma fênix.
direção da Elisabeth Martins. Deve ser lan- Comecei aos 15 anos no programa do
çado no ano que vem e vai contar mais a Ary Barroso e ele, com aquele jeito
minha vida, será um longa... Tenho muitas desdenhoso, falou ao me ver mal vesti-
histórias, já dei muitos foras. Na minha juven- da, com uma saia da minha mãe: ‘Veio
tude, ser cantora não era bem visto. Minha de que planeta?’ A platéia riu e tive raiva.
mãe dizia: ‘Não sei onde você trabalha, mas se Então, falei na lata: ‘Do planeta fome, seu
chegar com barriga aqui, é rua’. Eu ia cantar na Ary’. Ficou todo mundo calado e eu me
boate e nem olhava para os lados. Mas, uma senti poderosa. Soltei a voz e venci. Ary
noite, vi uma mulher dançando muito, cantan- me abraçou, sem graça, e disse: ‘Senhoras
do comigo e me olhando. Depois, ela me e senhores, acaba de nascer uma estrela’.
chamou e disse: ‘Quando puder, senta aqui Naquele dia, saí triunfal, com o prêmio
com a gente’. Respondi na hora: ‘A senhora nas mãos. Andei até de táxi, um luxo
está enganada. Não sou paga para sentar com para mim na época. Com aquele dinhei-
cliente, mas para cantar’. A moça riu: ‘Não, não ro, comprei o remédio que meu filho
é nada disso, eu sou a Silvinha Telles e queria precisava para não morrer. Mas não sou
apresentar você a umas pessoas que podem de me lamentar, está tudo ótimo. Se eu
ajudá-la’. Imagina, que vergonha! for reclamar, não faço mais nada.
O filme vai falar também do meu casamen- Trago dentro de mim aquela menina nascida na
to com Mané (Garrincha). Já me chateei um favela Vila Vintém, no Rio, que carregava lata de
pouco com isso porque, apesar de toda a água na cabeça. É ela que me mantém viva. Mas não
minha história na música, todo mundo penso no passado, digo sempre: ‘My name is now’.
parece querer saber só do nosso relacio- Para subir em um palco você tem que ter atitude e eu
namento. Mas, faz parte. Ele, com certeza, tenho. Aprendi com a vida. Em 2000, fui eleita a
foi um grande amor, um dos maiores, melhor cantora do milênio pela BBC de Londres.
mas, não o único. Eu me permito amar, Quando soube, achei que fosse brincadeira. Nunca fui
meu lema é amar. Aliás, peco porque muito valorizada no Brasil e nem aparecia em pro-
FOTOS ARQUIVO PESSOAL

amo demais, gosto demais. Hoje, estou gramas de TV. Mas era verdade e fiquei emocionada.
TRÊS MOMENTOS DE ELZA
casada com o Bruno (Bruno Lecide). A PARTIR DO ALTO, CANTORA DO
Recebi o prêmio com um colete por causa de dores
Temos um relacionamento maravilhoso. RÁDIO, NO INÍCIO DA CARREIRA; na coluna. Eu tinha sofrido uma queda meses antes
Ele era fã do Mané e não se importa nem OVACIONADA NOS PALCOS ATÉ e quebrado quatro vértebras. Também cantei o hino
HOJE; E AO LADO DE GARRINCHA
por eu guardar um vestido feito em ouro NO TUMULTUADO CASAMENTO
na abertura dos Jogos Pan Americanos (no Rio, em
que o Mané comprou de um sheik. Bru- 2007), e espero voltar a cantá-lo na Copa de 2014.”

24
ETERNA

RIVIÈRE CONTEMPORÂNEA
A clássica rivière ganha ar
contemporâneo, diamantes cinzas
separados por fios de ouro e um
diamante redondo central de
9,50 quilates. Em ouro branco
18K com ródio negro.

SÃO PAULO iguatemi, nk | RIO DE JANEIRO fashion mall | NEW YORK madison avenue | www.jackvartanian.com
REGISTRO
A DUPLA POR TRÁS DA
DESIGN+ ARTE +CINEMA+LIVROS
FOTO VALENTINO FIALDINI

COLHEITA ESPECIAL,
PROJETO DE GARIMPO
E CONSULTORIA DE MODA
MAIS COOL DE SP
COLHEITAESPECIAL.COM.BR
BELEZA DAVID GODOY/ABÁ MGT SET DESIGNER TISSY BRAUEN

Renata Castro
usa Colheita
e bota Alaïa.
Marina
Sanvicente
de Colheita
e sandália
Juliana Romano
REGISTRO

UM GIRO PELO MUNDO!

TURFE, CHAPÉUS E CHÁ DAS CINCO


A ROYAL ASCOT, UMA DAS PISTAS DE TURFE MAIS FAMOSAS DA IN-
GLATERRA, FAZ 300 ANOS. MAS, MAIS DIVERTIDO DO QUE A CORRI-
DA EM SI, É A COMPETIÇÃO FORA DA PISTA: AS MULHERES SE DES-
CABELAM PELO MELHOR CHAPÉU. E HÓSPEDES DO
COWORTH PARK PODEM ESCOLHER UM DO ACERVO
COUTURE DE STEPHEN JONES (À ESQ.). PARA O CHÁ
DAS CINCO, BOLOS DO CHEF JOHN CAMPBELL (À DIR.).
CHEERS! WWW.COWORTHPARK.COM/ASCOT (MARIO BOLZAN)

30
Lagerfeld na
parceria
com a
Coca-Cola e
na coleção
Fall 2011
para Chanel

AMOR EM CUBA
Com uma indicação ao Jabuti por
seu primeiro romance, Longe de
Ramiro, CHICO MATTOSO comemo-
ra o lançamento de seu segundo
“filho”, Nunca vai embora. O livro
nasceu do projeto Amores Expres-
sos, idealizado por Rodrigo Teixei-
ra e João Paulo Cuenca. Na oca-
sião, 17 escritores foram enviados
para diferentes países com um
objetivo em comum: escrever uma história de amor.
Chico tirou a sorte grande. Partiu rumo à capital cuba-
na, Havana. “Fiquei animado. Não foi uma viagem para
alguma cidade óbvia”, conta o autor. (MARILIA NEUSTEIN)

CONCEITO MÉLANGE
A concept store COLETTE tem novidades. Super-
criativa, a curadora e diretora Sarah Lerfel coman-
da uma exposição inédita de fotos do DJ Moby, LANÇAMENTOS QUENTES NA
exibida até o começo de junho e o álbum Des-
troyed, com 15 faixas e um livro de 128 páginas COLETTE, TURFE DIVERTIDO
com fotos e histórias do artista, está marcada
para o dia 16 deste mês, na própria loja. Outra
novidade que Sarah modelou para a primavera é
EM ASCOT E ROMANCE
a segunda parceria com KARL LAGERFELD e Coca-
Cola light. São três garrafas glamurosas, inspira-
CUBANO NO AR
das nas musas da leveza, e à venda somente na
FOTOS DIVULGAÇÃO E GETTYIMAGES

Colette. www.colette.fr (JÚLIA LEÃO)

DESEMBAÇA!
Primeiro vieram esmaltes foscos para as meninas e, seguindo a onda, homens resolveram
adotar o “embaço” para seus possantes e circulam pela cidade sem brilho. A moda pegou
há algum tempo e já caiu no gosto geral. Sinal que é hora de tirar? A decisão é sua, mas
não custa dar dicas: se a boa e velha cera não resolver, uma cristalização restaura a
pintura depois que você, finalmente, remover o adesivo. (MARIO BOLZAN)
REGISTRO

BRILHO NO DÉCOR
E o nome DIOR continua a brilhar. Enquanto o
nome do novo diretor de criação não é anun-
ciado, descobrimos um segredinho. A Boutique
Dior Joaillerie, no número 8 da Place Vendôme
foi recém-inaugurada com interiores de estilo
francês do século 18 assinados por Peter Ma-
rino. Seguindo os padrões de cinza da marca,
as paredes são revestidas de tecido, emoldu-
radas por lizardas ou faixas de seda metaliza-
da em tons de grafite e prata, executadas aqui
no Brasil pela PASSAMANARIA CHACUR. Quem
diria que a capital mundial do décor, bem ali
na praça de maior quilate do planeta, esconde
esta joia brasileira? (FABRIZIO ROLLO)

OS ANOS GRACE KELLY


A ETERNA DIVA GRACE KELLY CHEGA AO BRASIL EM GRAN-
DE ESTILO. A EXPOSIÇÃO OS ANOS GRACE KELLY, PRINCESA
DE MÔNACO, NA FAAP ATÉ O DIA 10 DE JUNHO, TRAZ MAIS
DE 900 OBJETOS DO ÍCONE, INCLUINDO VESTIDOS,
JOIAS, FOTOGRAFIAS E CARTAS QUE TRAÇARAM SUA
TRAJETÓRIA PESSOAL E PROFISSIONAL. (MIRELLA PENTEADO)

FOTOS GETTYIMAGES E DIVULGAÇÃO FOTO STILL FAUSTULO MACHADO

MOTOBOY
JÉRÔME COSTE é o nome entre motoqueiros que amam moda tanto quanto as duas rodas. Isso por-
que é de sua marca, a Les Ateliers Ruby, o capacete usado por Keira Knightley na nova campanha
do perfume Coco Mademoiselle, da Chanel. Nele, a atriz interpreta uma motoqueira que circula por
Paris para chegar a um ensaio de moda. O modelo Belchever Marceau foi criado para a coleção de
verão de 2010. Mas o sucesso foi tamanho que Jérôme vai relançá-lo este ano. (LILI MARTINS)

32
costume.com.br
REGISTRO
Projeto da Box
House, do
escritório de
arquitetura
Matador

DESIGN
POR FABRIZIO ROLLO

O SONHO DA CAIXA PRÓPRIA


Desde que o homem ergueu os dolmens, arte, design e arquitetura elevam a beleza ga de arquitetura chamado Matador, per-
considerados as primeiras construções pré- de qualquer lar ao cubo. Isso pode dar um sonifica a tendência mundial de morar
históricas, o sweet home significa refúgio, nó nas mentes mais quadradas, mas tudo dentro de caixotes. Há outros exemplos,
conforto, proteção e, claro, poder: ter a faz sentido. Basta somar a arte óptica de como o projeto do estúdio japonês Tofu,
casa com elementos de design e, preferen- Vasarely, geométrica ou concreta, ao de- ou o da dupla de brasileiros Alan Chu e
cialmente, assinada por um bambambã, é o sign de caixotes que empilhados formam Cristian Kato, que utilizou material local
sonho de consumo de qualquer mortal. A nichos ou estantes, como fez Le Corbu- para criar a Casa Cubo, incrustada na ro-
equação deve ter requinte e complexida- sier – aliás, suas “tabelas” de madeira aca- cha próxima de Ilhabela, no litoral norte
des quase imorais: é uma soma em que bam de ganhar uma primeira edição tar- paulista. São todos sinais da invasão cú-
dia, tornada realidade pela italiana bica no metro quadrado.
Cassina, a mesma que produz a li-
nha quadradona de sofás e poltro-
nas LC. Para finalizar, encomende
um projeto residencial exclusivo da
Box House. Simples, pura e mascu-
lina, a Casa Caixa, do escritório bel-

DESEJO

A poltrona Obra óptica


quadradona LC de Vasarely
A Casa Cubo
construída com
material local,
em Ilhabela
Os caixotes
de Leka
Mendes

INCUBO CUBO
O CUBO ESTÁ SUPER IN O CUBO POSSUI SEIS FACES,
NA ARTE, NO DESIGN E 12 ARESTAS E OITO VÉR-
NA ARQUITETURA. MAS, TICES. DIFERENTEMENTE
EM ITALIANO, A PALA- DO CÍRCULO, UMA FORMA
VRA “INCUBO” SIGNIFI- FEMININA QUE REPRESENTA
CA PESADELO. IMAGINE CICLOS, OU DO TRIÂNGULO,
UMA PESSOA QUADRA- QUE DAS TRÊS FORMAS
DA, DONA DE UMA CASA PURAS É A DE MAIOR
CUBO, CONSTRUÍDA POR RESISTÊNCIA, O QUADRA-
UM ESTÚDIO CHAMADO DO OU PARALELOGRAMO
MATADOR? SERÁ SONHO REPRESENTA A RACIONA-
OU PESADELO? LIDADE MASCULINA.

O CUBO É TENDÊNCIA MUNDIAL: DE VERSÕES


TARDIAS DE CORBUSIER À BOX HOUSE, AS CAIXAS
AGORA SERVEM ATÉ PARA MORAR

CAIXA
ALTA

A versão de Le
Corbuiser feita
pela Cassina
FOTOS DIVULGAÇÃO
REGISTRO

O MEIO DE
TRANSPORTE dos
A VIAGEM dos
meus sonhos é um
meus sonhos
Lineage 1000,
é para a Amazônia
versão luxo

O dom de

RETRATO VALENTINO FIALDINI FOTOS DIVULGAÇÃO


O AGENTE dos
SUPER-HERÓI dos meus sonhos é
meus sonhos é Evandro Fióti
ficar invisível

O BRASIL dos meus


sonhos é um país sem
miséria, sem racismo,
sem preconceitos e com
oportunidades mais
semelhantes para todos

A CASA dos meus sonhos


tem janelas grandes,
vista para a natureza,
uma horta imensa e um
lago com peixes
A JAM SESSION
dos meus sonhos
é com Wilson das
Neves na bateria,
Johnny Alf ao
piano, Ron Carter
no baixo, Seu
Jorge nos vocais
e Mart’nália na
percussão e vocais,
com arranjo de
Arthur Verocai
A PARCERIA dos meus
sonhos é com Oswaldinho
da Cuíca e Nereu Gargalo

O SHOW dos
SONHO MEU O PISANTE dos
meus sonhos meus sonhos é o
é na Sala São POR PHYDIA DE ATHAYDE Nike Air Force 1
Paulo, com
orquestra e DJ
Depois de se tornar imbatível nas disputas de rimas (per-
deu “umas cinco” entre 300), o rapper com cara de
menino segue predestinado a extrapolar limites. EMICI-
DA, codinome de Leandro de Oliveira, não para. Depois
O CARRO dos meus sonhos de dar um rasante no festival Coachella, em abril, foi a
é um Rolls Royce Ghost
Nova York gravar um EP com K-Salaam & Beatnick, O TOCA
preto. Combina comigo
para o Creators Project da Intel. No fim deste mês ele DISCOS dos
meus sonhos
canta no Urban Legend, em São Paulo, e, em setembro, é um
vai rimar com Martinho da Vila – em pleno Rock in Rio. Numark
Para a RG, ele abriu sua caixa mágica de sonhos e elegeu PT01
seu mundo ideal. “Outro dia quase alugamos um heli- A FÃ dos
cóptero. Agora só estou esperando uma nova desculpa”, meus
sonhos é
promete. Olhe para cima: pode ser o Emicida. Rihanna
No www.siterg.com.br, Emicida indica cinco novos artistas que
você precisa ouvir e lista os seus dez clássicos formadores.
44
Tão bela quanto inteligente,
Joumana, autora de Eu Matei

LIVROS
Sherazade, é também
exemplo de coragem

POR ANTONIO TRIGO

MULHERES DO ORIENTE
O tema é áspero e delicado como uma momento de submissão vivido por Jouma- Paquistão. Já Corinne Souza é a autora
flor selvagem. Enquanto há tensão em na: o trauma da guerra civil libanesa, em de A Espiã de Bagdá (Landscape). Neste
Paris por conta da proibição do uso do 1975. Linda e subversiva, ela não usa véu livro com viés de ficção, Corinne, filha
véu muçulmano em locais públicos, na e ganha dinheiro de fazer inveja em mui- de um agente do Serviço Secreto de In-
literatura um movimento recente de mu- tos homens. Com sua prosa delicada, teligência da Grã-Bretanha entre 1958 e
lheres revela as mazelas dessa opressão. mostra que é possível insurgir-se contra a 2001, revela dados valiosos sobre a Bag-
O livro da vez é Eu Matei Sherazade (Re- uma vida sem liberdades. Mas, ainda as- dá da década de 1960, bem como rela-
cord), da libanesa Joumana Haddad. Aos sim, alerta que viver no Líbano é uma tos da Guerra do Golfo.
40 anos, a autora colhe elogios de Mario luta diária contra dificuldades políticas e De teor mais político, Mayada – Filha do
Vargas Llosa, que se refere a ela como a o machismo dominante. Iraque (Best Seller) conta a trajetória da
única expoente da liberdade feminina da Outra mulher que sabe exatamente o iraquiana Mayada al-Askari, presa pela
região. Se não for a única, é com certeza peso do fundamentalismo é Mukhtar polícia secreta de Saddam Hussein por
das maiores. Na obra, autobiográfica, o lei- Mai. Em relato chocante à jornalista imprimir propaganda contra o governo.
tor logo descobre que ficou guardado na francesa Marie-Thérèse Cuny revela, em Com texto de Jean P. Sasson, as páginas
FOTOS DIEGO GAIOTTI E GIORGIO PACE

infância Desonrada (Best Seller), sua experiência sobre Mayada são a grande vitória da ira-
o único ao ser condenada ao estupro coletivo no quiana, que comove os leitores. Homens

DE VÉU NO ROSTO
Enquanto algumas mulheres conseguem vencer a opressão, a Al-Qaeda revida e lança
uma revista feminina bem à sua moda. A Al-Shamikha (Mulher Majestosa) incentiva suas
leitoras à conduta rígida dos fundamentalistas. Entre temas do tipo “que rímel usar com
a burca”, enaltece o relato orgulhoso de uma viúva de homem bomba...
REGISTRO

“O mais interessante é
ter seu trabalho visto
por um número
grande de pessoas”,
diz Bruno Dunley.
Ao fundo, obra dele,
sem título, que estará
exposta na SP-Arte ARTE
POR CAMILA ALAM

O FABULOSO ENCONTRO DAS ARTES


Imagine reunir em um só local Anita ga, o visitante tem oportunidade de mer- Feitosa acredita que, assim como um
Malfatti, Damien Hirst, Alfredo Volpi, gulhar no universo de grandes nomes da grande museu, a feira é capaz de desper-
Leon Ferrari e muitos outros artistas. Este arte contemporânea ainda pouco vistos no tar nos visitantes uma paixão permanen-
casting dos sonhos torna-se real de 12 a país. É o caso do grego Jannis Kounellis ou te pela arte. “Gostar de arte é um exercí-
15 deste mês, quando acontece a sétima da fotógrafa americana Francesca Wood- cio constante. Ao longo da vida o gosto
edição da SP-Arte. Durante quatro dias, a man, ambos com espaço garantido na vai mudando e esse processo leva toda
capital paulista é transformada num epi- agenda da Tate Modern londrina. Ou ain- uma existência”, diz Feitosa, que ultima-
centro de criação, cores e beleza, com a da de Bunny Yeager, queridinha pin up mente tem se encantado com a vídeo
reunião do que há de melhor no mercado dos anos 1950 e amiga de Betty Page, arte dos brasileiros Eder Santos ou Leo-
da arte nacional e internacional. que naquela época abandonou as poses nora de Barros. Ela também chama aten-
O hot spot, mais uma, vez é o Pavilhão em frente às câmeras e se tornou “a foto- ção para os jovens pintores que movi-
Cicillo Matarazzo, o mesmo que recebe a grafa mais linda do mundo”. O escultor mentam o mercado nacional, como Ana
Bienal. Durante os quatro dias, 85 galerias norte-americano Richard Serra, único Sario ou Bruno Dunley. Bruno também
de arte compartilham o suntuoso espaço artista a possuir uma exposição perma- falou com RG. “Participar da SP-Arte é
e, assim, expõem a incrível marca de mais nente no Guggenheim de Bilbao, tam- uma oportunidade para expor em um lo-
de 2.500 obras. Uma celebração à arte e bém entra no hall dos imperdíveis, assim cal onde a circulação de artistas, colecio-
ao poderoso mercado que a sustenta. como o polêmico inglês Damien Hirst e nadores e diretores de instituições do
Além de passear por acervo tão amplo e a performer Marina Abramovic, que pre- mundo todo é constante. Esse talvez seja
entrar em contato com a obra de brasilei- tende estrear nos próximos meses a peça o aspecto mais interessante para o artista,
ros ilustres de diferentes gerações, como Life and Death of Marina Abramovic. conseguir que seu trabalho seja visto por
Cândido Portinari, Leonilson ou Luiz Bra- Idealizadora e diretora da feira, Fernanda um número grande de pessoas.”

38
Fotografia, 2006, de
Marina Abramovic.
A multiartista é um dos OS MAIS
destaques da feira
COBIÇADOS
A cada edição, a SP-Arte se
esmera em trazer obras de
artistas almejados por museus
de todo o planeta. Caso
dos três abaixo

RICHARD SERRA

O escultor norte-americano é o único


artista no mundo a ter uma
exposição permanente no
Guggenheim de Bilbao, na Espanha

VALORES OCULTOS
Na feira, os galeristas levam
o que é vendável, na faixa
dos milhares de reais. Uma
boa aposta fica em torno de
R$ 500 mil, mas esse valor
pode subir. Depende da
obra, do artista... de tudo!
Uma obra pode passar de
R$ 1 milhão, mas isso só o DAMIEN HIRST
galerista e o comprador
Casa e barco no Combú, O controverso e ao mesmo tempo
saberão. Para quem quer de Luis Braga aclamado artista londrino tem
investir em arte, Fernanda seu trabalho exposto no estande
esclarece que gosto pessoal da galeria Arte e Edições
é decisivo. “Além do valor
comercial, é necessário
manter um diálogo com a
obra que se deseja. A regra
número 1 é perceber o
sentimento e a emoção que
FOTOS MIRO/ARQUIVORG E DIVULAGAÇÃO

ela traz. Se você quer


apenas retorno financeiro, é
melhor ir pra bolsa”, brinca.
E Dunley, resume: “Quero
que as galerias façam bons
negócios e que o mercado Carapurú, da mesma série
cresça cada vez mais”. O JANNIS KOUNELLIS
(Nightvision) de Luis Braga
caminho é pela SP-Arte. A Tate Modern londrina reserva
uma sala especial ao pintor
Quer mais? No www.siterg.com.br fizemos uma galeria com outras obras também em destaque e escultor grego. Na SP-Arte é
na SP-Arte. Além de uma entrevista com a idealizadora e realizadora da feira, Fernanda Feitosa representado pela carioca Progetti

39
REGISTRO

Peito Aberto
Meninas, preparem-se! Com a
chegada do verão nos EUA,
fica aberta a temporada de
caça a Matthew McConaughey
descamisado. Em frente à sua
mansão em Malibu, e sempre
com peito descoberto, o ator
protagoniza cenas de família
feliz com a modelo brasileira
Camila Alves e os pimpolhos
Levi (2 anos) e Vida (1). Além
de mostrar o corpo bronzeado,
surfar e andar de skate, o
ator aproveita o verão
também para divulgar
McConaughey sério, trabalhos da sua
em O Poder e a Lei fundação, a J.K. Living
(Just Keep Living).
Farell (ao centro)
Trabalhando junto
em Caminho à escolas públicas
da Liberdade norte americanas,
a instituição
incentiva jovens
a manterem
uma vida
saudável, por
meio de
alimentação
regulada e
prática de
esportes. E inclui
ainda apoio à cultura.
Com o apoio da J. K.
Living, o músico Mishka
faz turnê neste mês
pelos Estados Unidos.

CINEMA Ah, nem precisava tanto...

POR CAMILA ALAM

SAIA DE CASA POR ELES


Longe das câmeras desde 2009, Mat- perigoso manipulador, capaz de revira- Louco e O Mundo Imaginário do Dr.
thew McConaughey dá o ar de sua bela voltas e de fazer Haller repensar muitas Parnassus, o irlandês encabeça o elenco
graça nos cinemas este mês. Em O Poder atitudes tomadas em sua carreira. Com do drama político Caminho da Liberdade,
e a Lei, interpreta o advogado porta de ágil direção de Brad Furman (quase no- que estreou dia 13. Outra que faz presença
cadeia Mick Haller. Pela primeira vez, o vato em Hollywood), O Poder e a Lei é a it girl Vanessa Paradis – ou devemos
queridinho das comédias românticas discute o sistema judicial americano e chamá-la de sortuda Senhora Johnny
McConaughey não tem medo de evi- seus tentáculos. Ao mesmo tempo, mos- Depp? – que, depois de quatro anos sem
denciar rugas e olheiras. O advogado tra a luta de Haller para, à sua maneira, filmar, está na comédia romântica Como
vivido por ele é um espertalhão, acostu- manter a integridade. Nas telas dia 27. Arrasar um Coração, ao lado do charmoso
mado a defender aqueles que não mere- Depois de ver a tentativa de McConaughey francês Romain Duris. Ainda este mês, a
FOTOS DIVULAGAÇÃO

cem perdão. Quando é contratado para para escapar do papel clichê de príncipe neovampirinha Kristen Stewart (de
defender o mimado Louis (Ryan Philli- encantado moderno, aproveite para Crepúsculo) protagoniza o drama familiar
pe) – acusado de agredir uma prostituta reencontrar alguns sumidos das telas. É o Corações Partidos. E para fechar, ainda tem
– quem parecia ser o cliente dos sonhos, caso de Colin Farrell. Após acumular Gerard Depardieu no simpático francês
inocente e rico, transforma-se em um alguns papéis secundários em Coração Minhas Tardes com Margheritte, dia 20.

40
INSETOS DE
ACRÍLICO DA
EVOLUTION DE NY

ANEL BY VERA BOB DYLAN


CORTEZ QUE PARA SE
HELENA TIRA PARA CONCENTRAR
TRABALHAR

JARDIM
SECRETO
MEU MUNDO
Boas ideias pairam sobre a
mesinha de centro na sala da
casa de HELENA LUNARDELLI.
FOTOS RAPHAEL BRIEST Florista requisitada das boas
festas de São Paulo, Helena di-
O CINZEIRO UMA AMIGA
TROUXE DE PARIS E AS vide seu tempo entre as flores
LOUÇAS FORAM e tesouras do ateliê, seu filho
HERDADAS DA BISAVÓ
Joaquim, um projeto social e
seu recanto particular. O can-
tinho aconchegante é pratica-
mente um retiro, onde, entre
uma muda de alecrim, orquí-
deas e uma taça de vinho, a
dona desta página prepara seu
novo livro. Foi durante nossa
visita que descobrimos que
Helena tem novidades flori-
das para breve. Com título
ROSAS,
ORQUÍDEAS
provisório Arranjos Possíveis, a
UM BOM E ALECRIM... segunda publicação de Lu-
VINHO AJUDA nardelli tem receitas simples
A RELAXAR
e quase interativas para mon-
tar arranjos e buquês que po-
dem mudar um cenário, um
casamento e um dia. Tudo
simplificado passo a passo, e
ilustrado como em livro de
culinária. Até as rosas vendi-
das nos faróis do trânsito da
LIVRO DE cidade não escapam do olhar
SET DESIGNER TISSY BRAUEN

RECEITAS SERVE
COMO INSPIRAÇÃO
da florista. Afinal, elas podem
transformar qualquer caos em
sorriso. Se bem arranjadas, vi-
ram arte. Com flores fomos
recebidos e da mesma manei-
ra nos despedimos. O dia fi-
cou mais cheiroso, então.
(MIRELLA PENTEADO)

41
S ã o Pa u lo • R io d e j a ne ir o • Be lo Hor i zon t e • S a lva d or • Br a síl i a
trousseau.com.br
REGISTRO

C arioca, bonito e
supercharmoso,
MÁRIO BULHÕES,
de 26 anos, nasceu numa ilha
cercada de livros de direito
MB: A cidade deixa a dese-
jar em termos de serviços.
Estacionamento, conforto,
produção... Existe, por
exemplo, um posiciona-
por todos os lados. Boa parte mento meio imediatista de
deles de autoria de seu avô, querer aumentar a margem
José Luiz Bulhões Pedreira, e de lucro e diminuir a verba
de seu pai, Carlos Eduardo de produção. Nosso merca-
Bulhões Pedreira. Com o so- do é o do luxo, queremos
brenome emoldurado na his- buscar a excelência.
tória do direito tributário do RG: A violência ainda é uma
país, o futuro advogado, de preocupação para quem tra-
diploma na mão e destino balha com a noite?
quase juramentado, decidiu MB: Desde que atuo nesse
pedir vistas do processo. Fes- mercado, há três anos, a noi-
teiro assumido, passou a pro- te perdeu esse estigma graças
duzir as próprias noitadas a a leis mais severas. A briga
pedido de amigos. Em 2008, acaba tendo um peso criminal
inaugurou a Pachá Búzios, no maior. Em Búzios, nunca tive-
balneário fluminense, um su- mos uma confusão. O aparato
cesso. A licenciatura no ramo de segurança conta, claro, mas
do entretenimento para o high como comecei produzindo fes-
foi sacramentada com o lança- tas em casa, acho que até hoje
mento da BBX, em janeiro. Ao
lado de Thor Batista (filho de RAIO X o que faço tem essa atmosfera.
RG: Continua saindo à noite?
Eike), Mário comanda a em- MB: Hoje saio só para as me-
presa que tem como primeiro POR GUSTAVO LEITÃO lhores festas. Não dá para
projeto a Pachá Jockey, na Gá- trabalhar no ramo de entre-
vea, um dos ícone da boemia tenimento e sair toda noite.

DA NOITE PRO DIA


carioca. A dupla vai investir Porque nosso trabalho é or-
R$ 6 milhões na casa, que co- ganizado e produzido de dia.
meça a brilhar em junho. Mas estou sempre atento ao
Sou bacharel, mas não cheguei a conse- que rola, procuro ir pelo menos uma vez
RG: Por que você abandonou o direito? guir minha licença. por ano para a Europa.
MB: Não tenho vocação. Desisti da RG: Como surgiu a parceria com Thor? RG: Está solteiro? Ser dono de clube des-
profissão, que não cheguei a exercer, MB: Ele era frequentador da Pachá de Bú- perta o interesse das mulheres?
quandosenti a responsabilidade que zios e tínhamos amigos em comum. Nós MB: Acabei de terminar um relaciona-
meu sobrenome carregava. E, para dois achávamos o mercado do Rio muito mento. Nessa profissão é difícil saber onde
mim, o mundo dos processos era um amador, faltava profissionalismo acaba a festa, onde começa a profissão. O
pouco repetitivo, com temas similares. RG: Onde estavam as falhas? complicado é achar alguém que entenda.

AS MELHORES
FOTO LUCIANO BOGADO E DIVULGAÇÃO

NOITES DO
MUNDO
O empresário Mário
Bulhões elege as baladas
mais bacanas do THE BOOM BOOM ROOM LES CAVES DU ROY PACHÁ
NOVA YORK SAINT-TROPEZ IBIZA
planeta: onde estão os
top DJs, gente bonita Com pé direito duplo e Para ver gente bonita. Tem os melhores DJs residentes:
paredes de vidro, a vista Os melhores meses David Guetta, Erick Morillo e
e espaços cool são maio e junho.
é espetacular! Swedish House Mafia.
44
De família
Réplica do
hidroavião
Jahú, do
aviador João
Ribeiro de
Barros

Enfeite
Pulseiras Butler
& Wilson

Para beber
Os porta-copos
direto da
Turquia

Para relaxar
O narguilé
descontrai os
convidados Preciosos
Os cremes com sais
do Mar Morto,
comprados em Israel

Estreia
PORTFÓLIO
Zero é primeira
obra da artista FOTOS RAPHAEL BRIEST
Minhau

DE BEM COM A VIDA Novos artistas


Obra de Zezão
A rotina de MARINA RENAULT é agita- entre galerias de arte ou garimpando que ela adora
da. Além de pilotar uma agência de peças de novos artistas mundo afora, o
marketing em fase de expansão, a em- que torna sua casa um retrato fiel No pé
presária ainda comanda um restauran- de sua personalidade: objetos trazi- O sapato Gucci
te japonês nos Jardins. E para dar con- dos de todos os continentes se é um dos
ta de tudo, cuida da espiritualidade misturam com seus gatos de es- preferidos
Energético
com meia hora de meditação diária. timação – a Penélope é a da Essências para
Fora do trabalho e de casa, diverte-se foto. (ANTONIO TRIGO) os chakras
REGISTRO

VIDA PRIVADA
FOTOS RAPHAEL BRIEST

ALTA VELOCIDADE
Há dois anos o ex-jogador de pólo – e gui- antes de abrir a loja no segundo semestre, de várias gerações. De onde vem essa pai-
SET DESIGNER TISSY BRAUEN

tarrista nas horas vagas – FÁBIO DINIZ prepara-se para uma nova trip em junho e, xão? “Desde a infância eu já tinha pôsteres
percorreu os Estados Unidos por 25 mil desta vez, vai desbravar os Estados Unidos de Harley, não é uma moto para correr, é
quilômetros em 50 dias. Na viagem, nas- e o Canadá. “O meu maior conselho para para aproveitar a vida”, explica o rapaz, que
ceu a ideia de sua próxima investida: a um motoqueiro é pesquisar estradas pe- aos 34 anos, não para: registra suas aven-
Rock’n Cycles, uma oficina especializada quenas e aproveitar a paisagem” aconselha turas no blog rockncycles.blogspot.com
em customização de motos novas e clássi- o neoempresário, que tem na garagem e já está de olho nas estradas da Europa,
cas – com direito à coleção de roupas de- quinze motos, compostas de duas possan- onde, muito em breve, será visto em nova
dicada aos amantes das duas rodas. Mas tes Triumph e cultuadas Harley-Davidson aventura radical. (ANTONIO TRIGO)

46
AMOR, SÓ DE MÃE, MAS, E QUANDO ELAS FAZEM DA VIDA
DOS FILHOS UM INFERNO? LISTAMOS ALGUMAS DESSAS E,
CLARO, TOMAMOS A LIBERDADE DE INDICAR TRATAMENTOS

MÃES PROBLEMA
POR MARIO BOLZAN

Mães “acusadas” e vítimas Diagnóstico Tratamento


JOAN CRAWFORD A filha adotiva diz que sofreu
até dizer chega e seus relatos deram origem ao Crise de estrela dos
filme Mamãezinha Querida, com gritaria e anos 40 associada a Aulas de
surras do início ao fim. Ficou célebre a cena doses de scotch muay thai
em que Joan grita: “No wire hangers!!!”.

CRISTINA MORTÁGUA O filho adolescente foi à delegacia. Crise de quase-estrela Presenças


Já tinha feito ensaio sensual com a mãe (oi?). Mas a semanais no
dos anos 80 associada
queixa foi pelos cascudos que levou da mãe.
a doses de anonimato Superpop

KERRY CAMPBELL A inglesa decidiu que a


filha de 8 anos vai ser superstar e, por isso, “Um boa mãe Camisa de
faz aplicações de botox, preenchimento e sempre previne!” força. Agora
depilação “preventiva” na menina.

ANNE RAMSEY O papel em Jogue a Mamãe


do Trem assustou uma geração. Quem a conhe- Instinto materno e Um empurrão
ce releva falhas da mãe que tem em casa (filhos testosterona em do trem
desta lista não precisam se sentir na obrigação). excesso

ADRIANA BOMBOM A dançarina deixou as filhas


Bagunça em casa: onde Uma
de 7 e 8 anos em um churrasco para pegar ca-
sacos para as meninas. Voltou no dia seguinte, às será que estavam os arrumadeira
10 da manhã. Sem os casacos. benditos casacos?!

NORMA O pobre Norman Bates, de Psicose,


FOTOS DIVULGAÇÃO

sofreu assédio moral da mãe até quando ela Síndrome


Sepultamento
partiu desta para uma melhor. Ela dizia que de Jocasta
nenhuma mulher era boa, exceto ela própria.

BRITNEY SPEARS Os filhos da cantora passaram a viver


sob a guarda do pai. O juíz atribuiu a sentença ao fato Fama e farra Rehab
de ela ter problemas com drogas e bebidas, e ainda esgotam qualquer forever
ordenou lições para aprender a boa maternidade. boa mãe, oras

MARGARETH WHITE A menina de Carrie, a Estra- Um pastor da...


nha foi acusada de ter o demo como pai e esca- Fanatismo religioso ops! Férias em
pou de um facão de açougueiro. Ainda foi cha- dos brabos Miami com
mada de “a estranha” aqui no Brasil. Sorte da vítima
muitos dólares
possuir poderes paranormais para se defender.
REGISTRO

IT GUY: FEDERICO, CHEF


M
otivos não faltam para
FEDERICO PADUAN
estar assim, rindo à
toa. Aos 22 anos, ele acaba de
entrar para um seleto grupo da
alta gastronomia: é o chef da Pe-
trossian que acaba de chegar ao
Brasil. A maison que sabe tudo
de caviar apostou suas fichas
neste paulista-italiano formado
pela Cordon Bleu, de Paris. Fede-
rico adaptou o menu internacio-
nal da casa e assina pratos e pe-
tiscos com o toque da especiaria.
“E eu nem gostava de comida”,
relembra. Mas o pé na cozinha é
hereditário – os avôs eram donos
de restaurante – e ele acabou ar-
riscando uma aula sobre o tema.
Tomou gosto e embarcou para a
capital francesa. Formado, foi
trabalhar na Itália e, de volta, co-
lecionou breves passagens pelo
Maní e pelo La Tambouille. Nes-
te, conheceu Adriana Tutund-
jian, uma das responsáveis pela
vinda da Petrossian para cá.
E fez-se o prato principal. “A pri-
meira vez que comi caviar tinha
16 anos, não me interessei”, di-
verte-se. Mais maduro, apaixo-
nou-se pela iguaria. “Dá aquele
sabor a mais ao prato.” Ah, Fede-
rico é comprometido. Fisgou
uma moça pelo estômago há
dois meses e meio. A receita?
“O bolo de chocolate da avó.”
(ROSANA RODINI)

PETROSSIAN
Federico, chef da primeira
maison Petrossian no Brasil,
no Shopping Cidade Jardim
FOTOS ANDRÉ BRANDÃO

50
REGISTRO

IT GIRL: LUIZA, BUYER


L
UIZA VON MUTIUS, 25
anos, tem o emprego dos
sonhos de toda it-garota
que se preze. Viaja dez vezes por
ano para Paris, Milão e Nova
York para comprar peças nada
básicas de marcas como Bal-
main e Givenchy. Seu cargo?
Compradora internacional da
Daslu. Mas sua formação não é
exclusivamente fashion. Garota
esperta, teve até incursão no
mercado financeiro. “Fiz econo-
mia na Columbia, em Nova
York”, relembra. Mas mudou de
rumo e foi para a conceituada
Parsons. “Fiz pós em moda.” De
bate pronto conseguiu um está-
gio como buyer da Bottega Ve-
neta. Formada, passou para a
equipe da Barneys (feito impor-
tante para o CV). Por um acaso
do destino, não conseguiu o vis-
to de trabalho, e isso encerrou
sua temporada de seis anos em
Manhattan. Por aqui, bastou
uma festa ao lado de Martha de
Souza Queiroz, sua mãe e co-
nhecida das boas rodas de São
Paulo, para receber o convite de
Eliana Tranchesi. Aceitou. A ro-
tina atual é frenética: viagens,
bares, noitadas na Disco. “Não
paro”, brinca. Percebe-se: Luiza
acaba de voltar de Milão. E,
quando a revista chegar às ban-
cas, estará em Paris. C’est la vie.
(ROSANA RODINI)

DASLU
Luiza von Mutius, a linda
it-garota a se prestar atenção
FOTOS RAPHAEL BRIEST E ARQUIVO PESSOAL

52
REGISTRO

Devendra & Oliver


Ícones do novo folk-pop, o cantor Devendra Banhart e
sua namorada Rebecca Schwartz são as estrelas da
nova campanha dos óculos da OLIVER PEOPLES. Além
das fotos, o casal estrela em um comercial de TV e já
está na lista dos melhores e mais cool do ano. Nas lojas,
chega a coleção inspirada nos óculos usados por
Gregory Peck no filme O Sol Nasce Para Todos, que
completa 50 anos agora. Comemoração em dose dupla.
EM JOGO
CONHECIDO POR FABRICAR
FRIVOLIDADE AS MALAS E ACESSÓRIOS DE

MÁXIMA COURO E PRATA MAIS COBIÇADOS DE


LONDRES, O DESIGNER THOMAS LYTE
POR DUDI MACHADO TAMBÉM É EXPERT EM PRODUZIR VERSÃO
DELUXE DE ACESSÓRIOS PARA ESCRITÓRIO
E KITS PARA JOGOS COMO O DA FOTO.
Hora Nooka
Com a ideia de mostrar as horas ELES PODEM SER ENCOMENDADOS SOB
de maneira mais intuitiva, o MEDIDA EM VERSÕES DE BOLSO, COM
designer Matthew Waldman
lançou a marca de relógios MATÉRIAS-PRIMAS RARAS E
NOOKA, febre das ruas de NY. SUPEREXCLUSIVAS.
Sem ponteiros, com design
orgânico criativo e uma
infinidade de modelos.

AIR LIVRE
ÚLTIMA NOVIDADE DA NIKE, O AIR FREE LEVA O CONCEITO DA ERGOMIA AO
EXTREMO. É TÃO FLEXÍVEL QUE PODE SER COMPLETAMENTE DOBRADO.
PERFEITO PARA CORREDORES OU PARA SIMPLES AMANTES DO CONFORTO,
OS “PISANTES” TÊM TUDO PARA SER O MAIS NOVO SUCESSO DA MARCA.

54
Quilate
Tradição e inovação sempre andaram e
mãos dadas na mais famosa e cobiçada
joalheria alemã, a HEMMERLE. Sem
medo de misturar e experimentar
materiais pouco óbvios como madeira,
aço e bronze com as pedras mais
preciosas da vez, a marca cria peças
únicas que são verdadeiros itens para
colecionar. Criada em 1879 para servir à
corte da Bavária, a grife chega à quarta
geração sob comando familiar e sem
perder a modernidade.

PULSO FIRME
Fundada em Florença, a
OFFICINE PANERAI ficou
PRIMEIRA-DAMA conhecida por seus modelos
BASTOU MICHELLE OBAMA
ultrarresistentes que
DESFILAR COM UMA BOLSA
participaram de todas as
DA REED KRAKOFF PARA
guerras nos pulsos da marinha
QUE ELA SE TORNASSE
italiana. O novo Luminor
OBJETO DE DESEJO
Submersible 1950 Bronzo tem
INSTANTÂNEO. COM
caixa feita de um tipo especial
DESIGN ELEGANTE E
de bronze – material pouco
DESPOJADO, AS KRAKOFF
usado na relojoaria – resistente
NÃO OSTENTAM LOGOS E A
à corrosão, mas adquire um
NOVA LOJA NA MADISON,
aspecto de gasto com o
EM NOVA YORK, É TAMBÉM
tempo. Em edição limitada,
PARA SER VISTA.
apenas mil felizardos terão
acesso ao mimo.

MCQUEEN
STYLE
FAMOSA PELOS CASACOS ENCERADOS
QUE VESTEM A FAMÍLIA REAL, A BARBOUR
FOTOS DIVULGAÇÃO E CHRIS MOORE/CATWALKING

É ÍCONE INGLÊS. O ATOR AMERICANO STEVE


MCQUEEN NÃO SAÍA DE CASA SEM UMA DE SUAS
JAQUETAS. A MARCA COMPLETA 75 ANOS E RELAN-
ÇA 19 MODELOS USADOS POR ELE. UMA HOMENA-
GEM AO “REI DO COOL”. DETALHES ESPECIAIS,
COMO FORRO COM A BANDEIRA AMERICANA
E FOTOS DO ATOR SÃO ALGUNS DOS
DETALHES QUE JÁ FAZEM DA
COLEÇÃO UM HIT.

55
O melhor que a vida tem a oferecer
para quem não tem limites no cartão de crédito

www.blogdoluxo.com
MODA
TENDÊNCIAS+ESTILO+JOIAS+BELEZA
FOTO BENJAMIN KANAREK

BÁRBARA
ELIAS É
CIDADÃ DO
MUNDO. MAS
TAMBÉM É
COISA NOSSA
CO-DIRETORA CRIATIVA FRÉDÉRIQUE RENAUT

Bárbara Elias, a musa


de Pedro Lourenço, foi
clicada especialmente
para RG, no Palais de
Tuileries, com uma das
criações do estilista
MODA
Duza, SKINNY
R$ 198
CHIC
ALIADA DA ALFAIATARIA
A CALÇA SKINNY GANHA
EM ELEGÂNCIA.
A HORA É AGORA!
POR PAULA MENDES

Bo.Bô,
R$ 548

Lenny e Cia,
R$ 1.960

AUBREY Forum,
PLAZA R$ 268

CAROLINE
SIEBER

Cris Barros,
R$ 1.285

GETTYIMAGES.COM E MARC PIASECKI/GETTYIMAGES.COM

QUER
FOTOS STILL VICTOR ALMEIDA FOTOS JASON LAVERIS/
ASSISTENTE DE PRODUÇÃO DE MODA LIANA HAJE

Hector
Albertazzi,
R$ 465

TVZ,
R$ 300
Osklen,
R$ 347
Forum,
R$ 925
58
MODA
Marc Jacobs,
R$ 4.200
Camila
Klein,
R$ 854

QUER

OUSADIA
BOHO
DÊ ADEUS AOS TONS
NEUTROS DO OUTONO: A
PEGADA AGORA SÃO CORES
VIBRANTES COM UM QUÊ
BOHEMIAN. MISTURE E USE
Roxane
POR PAULA MENDES Dreams,
R$ 65

Studio TMLS,
R$ 455

Lool,
R$ 972

FOTOS STILL VICTOR ALMEIDA FOTOS TULLIO M. PUGLIA/GETTYIMAGES.COM,


Bo.Bô,
LOUISE ROE

VALERY HACHE/GETTYIMAGES.COM E VENTURELLI/GETTYIMAGES.COM


R$ 1.688

MARGHERITA FENDI
MISSONI
ASSISTENTE DE PRODUÇÃO DE MODA LIANA HAJE

INSERIU CORES
NO LOOK
CLÁSSICO

Maria
Madu,
ACESSÓRIO R$ 170
DE COR VIVA
LEVANTA O
ASTRAL DO LOOK

60
MODA Jack
Vartanian,
R$ 2.100

LADY
IN RED
ELEITO PELAS ANTENADAS,
O VERMELHO CONVERSA
COM CAMELO E CARAMELO.
O DOURADO TAMBÉM
ENTRA NA DANÇA
POR PAULA MENDES
NK Store,
R$ 1.090

QUER
Cori,
R$ 1.550

Schutz,
R$ 230 Isabela Giobbi,
VALENTINO, R$ 659
SPRING 2011

284,
R$ 129

Shop 126,
R$ 516

Carla Amorim,
R$ 9.320

GUCCI,
FALL 2011
FOTOS STILL VICTOR ALMEIDA FOTOS ANTONIO DE MORAES
BARROS/GETTYIMAGES.COM, MARCIO MADEIRA E AGNEWS
ASSISTENTE DE PRODUÇÃO DE MODA LIANA HAJE

My Shoes,
R$ 450 BÁRBARA PAZ

VICE-VERSA
TAMBÉM VALE BOLSA OU
SAPATO VERMELHO PARA
COMPOR AS PRODUÇÕES
COM BEGES E AFINS Duza,
R$ 1.390
62
TATIANA PILÃO powered by CIRCOLARE.COM.BR

CORELLO.COM.BR
MODA Louis
Vuitton,
R$ 1.070
Rockstter,
R$ 585
Gant,
R$ 1.654

BEM-VINDO,
PALETÓ
PARA FICAR ELEGANTE VALE
APOSTAR NOS BLAZERS:
ATÉ COM CAMISETA E
TÊNIS ELES CAEM BEM
POR MARIO BOLZAN

Daslu,
R$ 890 Ellus,
R$ 129

Ellus,
R$ 89

Audemars
Piguet na

ASSISTENTE DE PRODUÇÃO DE MODA LIANA HAJE FOTOS STILL VICTOR ALMEIDA E DIVULGAÇÃO
Frattina,
sob consulta

Rockstter,
R$ 109

Alexandre Herchcovitch,
R$ 89
Z ZEGNA
GUCCI D&G

FOTOS MARCIO MADEIRA E DIVULGAÇÃO

QUER Forum,
R$ 392

GANT

Renner,
R$ 169
64
ESTILO
ABIGAIL SPENCER
FOI DE MANGA
LONGA E VOLUMOSA,
SUPER SEVENTIES

VIVA A
OS 10+ NATUREZA
POR MARÍLIA LEVY DA AURA DE “PAZ E AMOR” À SOFISTICAÇÃO
DO RED CARPET, A ESTAMPA FLORAL DÁ SHOW
DE VERSATILIDADE EM MAXI COMPRIMENTOS
LOUISE ROE USA O
VESTIDO DE ALGODÃO E
ESTAMPA BAGUNÇADINHA
COM SANDÁLIA RASTEIRA
DE COURO E JAQUETA

BELLA THORNE
QUEBROU O
ASPECTO GIRLIE
DO FLORAL
CLARINHO COM
CINTO DE COURO

MICHELLE
TRACHTENBERG
OPTOU PELO
TRADICIONAL
LIBERTY EM
DECOTE BEM
FLOWER POWER FRESCO

AS FLORES E O COMPRIMENTO SÃO DE-


NOMINADORES COMUNS. ALGODÃO, CIN-
EVA MENDES INVESTIU
TOS DE COURO E MANGAS BUFANTES
NO LONGO COM LENÇO
NA CINTURA AMARRADO DÃO AR BOHEMIAN, ENQUANTO SEDA E
FINALIZADO COM LAÇO PELE ANUNCIAM SOFISTICAÇÃO.

66
FEMINILIDADE AO QUADRADO
EM TEMPOS DE ANDROGINIA NA MODA,
CELEBRAR O FEMININO É DIGNO DE NOTA.
NIEVES ALVAREZ INVISTA EM LONGOS E FLORAIS: DO MAIS
SOBREPÔS TÍMIDO DOS LIBERTIES AOS GRANDÕES MA-
BOLERO DE PELE XIMALISTAS, A PROPOSTA DE QUEM VESTE
COM LONGO DE
SEDA E ESTAMPA É A MESMA: SER MULHER É O MÁXIMO.
DISCRETA

KAREN ELSON
FLORAL MAXIMALISTA
COM CASAQUETO DE
TWEED E CINTO PARA
UM LOOK MAIS
MODERNO

ESTAMPA
FLORAL É PARA
SENHORAS? A
ESTRELA TEEN
MILEY CYRUS
PROVA O
CONTRÁRIO
FOTOS WIREIMAGE, GETTYIMAGES.COM E FILMMAGIC

ULTRACOLORIDO, O
MODELO ESCOLHIDO
POR FRANCESCA
FISHER-EASTWOOD
É PRATICAMENTE OUTRO EXEMPLAR
UM HAPPINESS DE REQUINTE,
STATEMENT KRYSTEN RITTER
OPTOU POR
MODELO DE TOM
ONÍRICO EM SEDA

67
ESTILO
OLÍVIA PALERMO
FAZ PRODUÇÃO
SOFISTICADA COM
A FLARE DE TOM
SUAVE E CASACO
NA CINTURA

FLAGRA
POR MARÍLIA LEVY

DE BOCA
ABERTA
COM PERFUME RETRÔ
MAS SEM CHEIRO DE
NAFTALINA, AS CALÇAS
DE BARRA LARGA VOLTAM
À CENA REPAGINADAS

68
DE CINTURA BEM
NOVO NOME
ALTA E BOLSO NOS 70’s, ERA BOCA DE SINO
DIANTEIRO, OU PATA DE ELEFANTE, MAS
O MODELO CAIU
AGORA ELA RESPONDE PELO
BEM COM CAMISA
E CASACO DE CODINOME FLARE PANTS. AS
PELE FAKE CALÇAS DE BARRAS EXTRA
LARGE ESTÃO MAIS CONTEM-
PORÂNEAS DO QUE NUNCA E
CHEIAS DE CHARME. LENÇOS,
ECHARPES E CACHECÓIS TOR-
NAM O LOOK INFALÍVEL.

CLAUDIA SCHIFFER
INVESTIU NO LENÇO
DE SEDA PARA
COLORIR A
PRODUÇÃO DE
FEARNE COTTON FLARE + BLAZER
COMPÔS VISUAL
ARRUMADINHO
PORÉM CASUAL,
APOSTANDO NO
BLAZER E LENÇO
VOLUMOSO

APOSTE!

ALESSANDRA
AMBRÓSIO SE JOGOU
NA TRÍADE FLARE +
T-SHIRT + JAQUETA.
FOTOS BUZZFOTO/FILMMAGIC E IMAXTREE

CACHECOL NEUTRO
ARREMATA O BÁSICO

ATENÇÃO:
QUANTO MENOS SE VÊ
DO SAPATO, MELHOR. O
COMPRIMENTO DA CALÇA
ALICIA
É MESMO ESBARRANDO KUCZMAN
NO CHÃO. BOTAS DE SOMOU A
SALTO CONFORTÁVEL SÃO FLARE COM
AS ALIADAS PERFEITAS CAMISETA,
BOTAS GASTAS
E CASACO
DE PELE FAKE 69
JOIA KRISTIN KREUK
USA BRINCO DE
OURO AMARELO
E GOTAS DE
TURQUESA

PODER
Camila Klein,
R$ 908

TURQUESA
A ONDA FOLK CHEGA EM
JOIAS VOLUMOSAS COM
ESTILO ÉTNICO E ELEMENTOS
DE COR PARA O DIA A DIA
POR MARÍLIA LEVY

Accessorize,
R$ 32

TUDO AZUL
A turquesa é a pedra
da vez. Joias
poderosas com ouro
e diamantes vão às Ana Tinelli,
festas, enquanto as QUER R$ 15.900

bijouxs de miçangas
e cristais fazem boa
dupla com jeans

Silvia Furmanovich,
sob consulta

FOTOS FRED HAYES/GETTYIMAGES.COM, MARCIO MADEIRA E


PROENZA PHOTODISC/GETTYIMAGES.COM FOTOS STILL DIVULGAÇÃO
SCHOULER

Inspiração Navajo
Menos conhecidos do que seus Camila Klein,
R$ 692
conterrâneos apaches e dacotas, os
índios norte-americanos navajos
ficaram famosos pela criação de joias
com prata e turquesa – que segundo
eles atrai boa sorte, proteção e saúde.
A estética navajo continua a ser
reproduzida por joalheiros de todo o
mundo e servindo de inspiração para
joias de aspecto hippie chic.
JOIA
MOMMY DE ANJA,
ALESSANDRA FILHOS SÃO Antonio
Bernardo,

ETERNOS
AMBRÓSIO USA
R$ 1.570
BRINCOS, PULSEIRA
E ANEL DE
DIAMANTES JOIAS DE OURO E
DIAMANTES SÃO
EXCELENTES PRESENTES
PARA O DIA DAS MÃES
POR MARÍLIA LEVY

Assim como o laço que une mães


e filhos, joias são eternas. E exercem

FOTOS JEAN BAPTISTE LACROIX /GETTYIMAGES.COM, CARLOS ALVAREZ/GETTYIMAGES.COM,


verdadeiro fascínio sobre as mulheres.
Existe presente melhor para
homenagear a mulher mais especial
da sua vida do que um adorno de
metal nobre e pedras preciosas?
Em formato de laço, coração ou
palavras de afeto, são declarações
de amor em muitos quilates.

ARQUIVO RG E DIVULGAÇÃO, FOTOS STILL DIVULGAÇÃO


Talento,
R$ 4.065
Emar Batalha,
Vivara, R$ 4.900
R$ 450 cada e
separador R$ 250

Cartier,
R$ 11.420

Tiffany & Co.,


R$ 3.160

PINGENTES
REPRESENTANDO OS
FILHOS FORAM FEBRE
NOS ANOS 80 E CONTI-
NUAM NO MERCADO COM
H.Stern,
DESIGN RENOVADO. PARA
R$ 1.180 QUEM GOSTA DE LEVAR
Jack Vartanian, OS FILHOS NO COLO, Pandora,
NA PELE
sob consulta
LITERALMENTE sob consulta Mães famosas têm tatuagens
em homenagem a seus filhos.
A apresentadora ANGÉLICA,
tem no pulso as iniciais dos
pimpolhos Benício e Joaquim.
MOM’S BEST FRIENDS No ombro de LUIZA BRUNET,
“Mães têm que ganhar diamantes”, prefere os nomes de Yasmim e Antonio
JACK VARTANIAN. O top joalheiro diz que fazem companhia às rosas. E
pulseiras ou colares são as peças ideais. “Nada ANGELINA JOLIE tatuou uma
melhor do que uma joia que a faça se sentir linha em sânscrito para cada
importante e mais bonita. Diamantes fazem isso. um de seus rebentos. O início
E representam muito bem a ideia do eterno que de uma sétima linha em
é um filho” enfatiza Jack. Atemporalidade é língua morta daria indícios de
palavra-chave para não errar na escolha. uma nova adoção.

72
WWW.SITE RG.COM.BR

NEWS, FESTA, MODA, BELEZA, RG QUER, APOSTA, VIAGEM, RGTV E LINKS.


CLIQUE TODA HORA. RG NONSTOP.

SIGA: WWW.TWITTER.COM/RGSITE
BELEZA

SOMBRA ALL THE WAY


TUDO SOBRE O HIT DESSE INVERNO: SOMBRA
ATÉ A SOBRANCELHA PARA OLHOS PODEROSOS

Uma releitura bem 80’s está com tudo nas passarelas: sombra
na pálbebra inteira. Fica lindo e diferente. Mas cuidado com
algumas regrinhas básicas. De preferência, use duas cores,
para dar profundidade e para seus olhos, principalmente os
pequenos, não ficarem “chapados”. As laterais externas dos
olhos ficam ótimas com um tom mais escuro. Se quiser um
côncavo discreto pode usar a mesma cor. E, claro, não faça
quase nada mais no resto do rosto, pois uma sombra inteira
já é bem forte, o papel principal do make. De resto é só ousadia
para experimentar. Se joga! (CASSIA AVILA)

VICTORIA
BECKHAM ETRO PRADA CHANEL

Givenchy,
R$ 187

MAC,
R$ 71

B Side,
R$ 41

B side,
R$ 49

Contém 1g,
Avon,
R$ 21
R$ 13
FOTOS BEN HASSET/TRUNKARCHIVE E MARCIO MADEIRA

DICA PARA O MAKE FUNCIONAR


Com tanta atenção sendo chamada para os
FOTOS STILL DIEGO GAIOTTI E DIVULGAÇÃO

olhos com esse tipo de make, é essencial que


toda a região ao redor dele também esteja
perfeita! Para isso você precisa garantir
MAC, três coisas: boa fixação da sombra, sobran-
R$ 79 celhas arrumadas e olheiras bem longe! Um
primer aplicado em toda pálpebra e também
embaixo dos olhos, vai fazer tanto a sombra
quanto o corretivo, permanecerem intactos,
sem acumular nas dobrinhas. Já um lápis
Yes
apropriado e um rímel incolor vão assegurar
Cosmetics, sobrancelhas sem falha e com os pelinhos
R$ 22 no lugar. (HELENA LUNARDELLI PRADO)
Dior,
74 R$ 244
BELEZA

PRONTO
SOCORRO
CABELO PODRINHO?
SÓ NO ESTILO. NA REAL,
TEM DE SER SAUDÁVEL!
POR PATRÍCIA BROGGI

Cabeleiras maltratadas
pedem Fiberceutic, da L’Oreal
Professionnel. É uma espécie de
injeção reconstrutora, que penetra
na fibra capilar, criando uma
estrutura que preenche e sustenta
o fio. O tratamento deve ser feito SEVENTIES:
no salão e pode ser apenas nas TÁ NA MÃO
áreas danificadas. Para fios em A NOVA COLEÇÃO DE
queda livre, algo mais drástico: ESMALTES IMPALA É UMA
pílulas antiqueda. No Brasil, HOMENAGEM AOS ANOS 70.
experimente Inneov Nutri Care. EXPERIMENTE O EFEITO DAS
Na Europa, longe das restrições COBERTURAS FLOCADAS:
da Anvisa, compre: Oenobiol LOVE STORY E
Anti-Chute, Inneov Trico-Masse PAZ E AMOR
ou Imedeen Hair & Nails.
ANOIL,
FALAR DO MOROCC
CHEGA DE OS
RIMENTAM
NÓS EXPE
a empresa
a b o ca é poderoso, a.
O bo ca il que o dig
n ad en se Moroccano m en te AROMA PRA VER
ca r da se
feito a parti o das
O produto, n o go st Entre no site da Maison
q u in a d e Argan, caiu m o Martin Margiela e
marro ndo, mes
nhou o mu
FOTOS ARQUIVOS CARTA EDITORIAL E DIVULGAÇÃO

lh eres e ga lm en te assista ao vídeo de


mu o. Oficia
d e n ão er a distribuíd m u ita lançamento do primeiro
o n –m as
Brasil agora oa perfume da marca, ele
chegou ao e ca rtei rinha, com
já er a fie l d ri st a diz tudo. Andrógina,
gente e a ga le
C ar o lin a Dieckmann en to fui até a fragrância mistura
atri z m
ri to . D iret o do lança mo
Luciana B – afinal, co madeira, notas verdes
o ex perimentar or
FOTOS STILL DIEGO GAIOTTI

ei re ir Calero, d iret e florais, agrada às


o cabel
p lic o u A ntonio Corral o in te ri o r do meninas e aos meninos
me ex
ca , “o óleo age n
artístico da
m ar que pro ge te também. O frasco,
an d o u ma película o
cabelo, fo rm sei antes d minimalista, parece
d e fo n te s de calor”. U u os fios, manchado de tinta.
os fios mestico
s, tr o u xe brilho e do em go sta O nome? UNTITLED.
babyl is q u
co d em ais. Para
talvez um p
o u , use só um A ideia é que o perfume
co m o eu , ele abaixa ote.
de volum e os lisos: ad fale por si.
h o. P ar a quem ama
pouqu in
76
1MAIS1.COM.BR
Segurança se faz.
Confiança se conquista.

SEGURANÇA PESSOAL • SEGURANÇA PATRIMONIAL • SERVIÇOS


WWW.GRUPOTITANIUM.COM.BR TEL.: (11) 3053.4463
serena e
natural
“Fala pra Fernanda Lima que eu faço tudo que ela quisser”,
sotaqueou J.R. Duran ao telefone. Que Rodrigo Hilbert não o
ouvisse, mas o supertop fotógrafo estava apenas dizendo que
aceitava o convite de RG para clicar a beleza espontânea dessa
gaúcha que, diga-se, ficou ainda mais linda com a ajudinha dos
stylists Flavia Pommianoski e Davi Ramos. E os dois mantiveram
o mood natural para conceber o editorial de moda – mistura de
jeans, franjas e joias navajo – registrado magistralmente por Gui
Paganini. Divino. E esta minha primeira edição (muito prazer!) traz
ainda uma reportagem sobre o que torna a Cabala tão atraente
para as stars e o high. Tem também um relato tocante de como
Mike Tyson criou um mundo “livre de pressões” a fim de manter-
se sereno. Algo que, cá pra nós, ele conseguiria se morasse na
casa sublime, projetada por Paulo Mendes da Rocha, que Isabella
Giobbi nos apresenta com exclusividade. Ou se frequentasse os
recantos floridos por onde Laura Neiva tem passeado. Pra resumir:
se lesse mais a RG! Acho que ele acaba de ganhar uma assinatura...

editora-chefe
79
Camisa
Carlos Miele
A escolha de
ernanda Ser rica, famosa, bonita e perseguida por paparazzi
foi só o começo. Casada com um galã e mãe de gêmeos, na
intimidade, Fernanda Lima é uma bela dona de casa
POR KARLA MONTEIRO FOTOS J.R. DURAN EDIÇÃO DE MODA FLAVIA POMMIANOSKY E DAVI RAMOS
ete da manhã, que vai para a terceira temporada, com mais dez
trânsito intenso episódios, no segundo semestre. Também apre-
no sentido Barra senta Por Toda Minha Vida, no ar desde 2006.
da Tijuca, com re- “Graças a Deus, o Amor & Sexo foi superbem de
tenções – justamente Ibope nas duas primeiras temporadas. O Ricar-
– dentro dos enfumaça- do (Waddington, diretor de núcleo da Globo) sem-
dos túneis que ligam a zona pre acha que vai ser a última. Fico torcendo para
sul carioca à zona oeste. Duas ho- que não, né? É isso que eu tenho agora, né?”, diz,
ras de viagem, 40 quilômetros depois, e chego ao com o charmoso sotaque gaúcho. Fernanda apa-
paraíso de Fernanda Lima: uma casa rústica, de ma- receu na Globo pela primeira vez em 2005, no
deira e cimento queimado, rodeada por um imenso Video Show: “Um dia me ligam para substituir a
jardim. No meio do gramado, um pula-pula gigante, Angélica. Olha a vida: Globo, né? Bem onde eu
cheio de brinquedos coloridos. Fernanda, diga-se, queria. Tinha saído da MTV. Estava há um ano
mora na roça, aonde o Rio acaba, no último suspiro na espera.” No mesmo 2005, protagonizou Bang
da cidade, no final do Recreio dos Bandeirantes. Ela Bang. Levou porrada da crítica por todos os la-
me recebe à vontade: minivestido, descalça, descabe- dos. “Na época da MTV, a Patrícia Kogut (colu-
lada, linda. Como sempre, gata. Não parece vida real. nista de TV do jornal O Globo) me dava um mon-
Em poucos minutos, surge o marido, o ator Rodrigo te de 10. Ela me deu um zero na primeira
Hilbert: bermudão, camiseta, descalço, descabelado, semana de novela. Esse zero desencadeou críti-
lindo. Como sempre, gato. A essa hora da manhã, o cas horríveis. Era nego chutando cachorro mor-
casal já está na função, plantando o jardim. Uma to. Fiquei com o emocional destruído.” Em 2006,
meia dúzia de homens carrega plantas para cá, plan- sacudiu a poeira com Pé na Jaca, recebeu um 10
tas para lá, sob o comando da bela. “Vamos ter um da Kogut pela atuação: “Fiz a novela para tirar o
pouco de silêncio. As crianças saíram para o parqui- fantasma da cabeça”. Foi a última: “Durante
nho”, avisa Fernanda. Penso: ‘Poxa, os pimpolhos Bang Bang, me separei do Rodrigo. Namorei o
lourinhos, os gêmeos João e Francisco, de três ani- diretor. Uma confusão. Depois que voltei para o
nhos, complementariam o cenário comercial de Rodrigo, conversei com o Ricardo. Hoje somos
margarina’. Quando, enfim, ela se senta para conver- amigos, ele vem na minha casa, e estabelecemos
sar, com as pernas para cima, na varanda, uma sur- uma parceria profissional. Criamos, com uma
presa: Fernanda Lima é tão vida real. Na vida irreal, galera bacana, do zero, os programas Por Toda
está à frente do programa Amor & Sexo, da Globo, Minha Vida e Amor & Sexo.

82
Blusa de
moleton
Doc Dog
“Na noite que
engravidei,
sabia que tinha
engravidado.
Foi louco.
Muito amor.
A gente tinha Calcinha
e sutiã

recém-voltado”
vintage
Trash Chic

84
realidade chama. ‘Cara, tu ti lembra como era quando solteiro?
O telefone toca e o Como é que era? Eu esqueci.’” Ela levanta as
jardineiro contrata- mãos para o céu e agradece o parceiro que tem:
do para a empreitada “O Rodrigo é um puta parceiro, se não fosse não
do dia, Felipe, quer saber seria meu marido. Acho uma covardia homem
onde plantar as quaresmeiras, que abandona mulher com filho pequeno. A mu-
roseiras, pés de açaí... lher fica gorda e estressada e o cara se manda?
– Amor, amor... Atende ao telefone... Me ajuda, Filho da puta. Os caras querem sexo logo depois
amor – berra Fernanda. que o filho nasce: qual é, vai esperar. O Rodrigo
Rodrigo vem faceiro, lá do fim do jardim, dá um segurou a onda dele”.
beijinho na mulher: Fernanda conheceu Rodrigo há oito anos, em
– Não fala assim comigo, não. Vou ajudar. Estou uma festa na praia. Na mesma noite, começaram
fazendo o meu imposto de renda. a namorar. “Eu me lembro de no dia seguinte cru-
Fernanda faz cara de manha e vai resolver zar a praça General Osório, lá em Ipanema, de
os pepinos: mão dada com ele. Puta sinal de namoro. Eu: ‘Ca-
– Felipe, qual que é a quaresmeira mesmo? Dei- raca, a gente tá de mão dada’. Eu sempre soube
xa eu te explicar: a grama é para botar do lado do que ia dar nisso. Mas foi aos trancos e barrancos”,
banheiro novo. A árvore maior, tu bota ali, naque- comenta. Em 2007, depois de Pé na Jaca, ela en-
le buraco. A outra, deixa eu pensar? Te falo daqui gravidou: “Na noite que engravidei, sabia que ti-
a pouco. Pode? nha engravidado. Foi louco. Muito amor. A gente
A versão “administradora de empresa” de Fer- tinha tipo recém-voltado”. A gravidez coincidiu
nanda Lima está, digamos, no pico da carreira. Ela com o término da construção da casa nova. “Um
conseguiu uma cozinheira, a Luzia; tem o Adilson, período lúdico. Ficava em casa, plantando, deco-
que cuida do jardim e também faz às vezes de mo- rando. Eu que pus todas essas trepadeiras no te-
torista; e existe a Didi, a mais importante na hie- lhado. O Rodrigo batia fotos para mandar para o
rarquia, a babá. “A cozinheira cozinha e limpa a médico: ‘Olha, ela tá subindo em escada...’”, di-
sala. A Didi, quando os meninos estão na escola, verte-se. “Construímos os quartos das vovós,
cuida do banheiro, do quarto das crianças e do afastadinhos para a gente não se matar aqui den-
quarto de brinquedos. Eu e o Rodrigo limpamos o tro. No final da gravidez veio toda a família, a
nosso quarto”, relata Fernanda. “Esse negócio de minha e dele. Eu ficava deitada no sofá, que nem
dona de casa tinha que ser remunerado, uns qua- uma porca”. Quando fala dos nove meses espe-
tro paus por mês. É enlouquecedor: controlar rando os gêmeos, Fernanda não mitifica. Viveu a
compras, ligar para Cedae (a estatal de água e es- dor e a delícia de ser mulher: “Insônia para cara-
gosto do Rio) consertar o relógio de água que es- lho, azia para caralho. Enjoo quatro meses segui-
tragou, ir à reunião da escola... Tudo tem de fun- dos, vomitava as tripas. Começo de gravidez é
cionar. Outro dia eu estava falando com o Rodrigo: depressão, inferno. Nada poético.
“Lembro do
dia que
saímos do
hospital, em
dois carros.
Fui dirigindo e
olhando pelo
retrovisor os
bebês, no
banco de
trás. Caraca,
responsa”

Blusa de cetim
e renda Lia
Souza, e shorts
jeans Chanel
no Trash Chic
88
meio é uma curtição. O final,
meu Deus, muita, muita insônia,
preocupação, ansiedade: será
que vão nascer bem? Será que
vou dar conta de gêmeos? Será
que vou conseguir uma babá?”.
A babá, Didi, telefona do parqui-
nho. Fernanda sai gritando pela casa:
– Adilson, amor, cadê o Adilson? Amor,
manda o Adilson lá no parquinho rebocar
os meninos. O carrinho acabou a bateria.
Rodrigo responde de longe:
– Adilson, a Fernanda tá chamando. Amor,
onde eu coloco as roseiras?
Com a chegada das duas gracinhas, chamando pela mãe e
correndo para o pai, a realidade cede passagem para o comer-
cial de margarina, para o conto de fadas. Era uma vez uma
menina linda de Porto Alegre, que se achava o patinho feio da
escola, filha de uma família classe-média, dois irmãos mais ve-
lhos, Rodrigo e Rafael, que começa a vida – por acaso – num
concurso de modelos. Vira apresentadora de TV, faz sucesso
na MTV, migra para a TV Globo, encontra o príncipe encan-
tado, forma uma família... E vivem felizes para sempre. Aos 33
anos, Fernanda, para quem olha, assim, de fora, chegou ao
paraíso. Para ela, não é bem o caso. “Durmo dez e meia, acor-
do sete. Faço yoga três vezes por semana. Tô conseguindo. As
coisas agora estão funcionando. A empresa tá funcionando.
Lembro do dia que saímos do hospital, em dois carros, eu na
frente e o Rodrigo atrás. Fui dirigindo olhando pelo retrovisor
os bebês, no banco de trás. Caraca, responsa. Dirigindo tensa:
‘Vai dar tudo certo, vou chegar em casa’. A família inteira aqui
esperando. No primeiro mês as avós ficaram me ajudando.
Depois passei um tempo sozinha, sem babá. Aí, minha filha,
Set designer Tissy Brauen
cuida: noites e noites em claro, mama aqui, mama ali. Cansa-
Beleza Alê de Souza da, sem dormir, sem comer. Eu acordava de noite zonza, tro-
Produção de moda Well Santos cava as fraldas, passava Hipoglós na bundinha deles e aprovei-
Assistentes de fotos Guilherme
Arruda e Frederico Assunção
tava o resto nas minhas olheiras. Daí os bichinhos começaram
Tratamento de imagem Photouch a crescer. E tudo foi ficando muito bom. Cada vez melhor.”

90
Apache
URBANA
Jeans lavados em sintonia com tons
de camelo em couro, cashmere e camurça,
franjas, turquesas exuberantes
e pratas compõem o look da vez
FOTOS GUI PAGANINI EDIÇÃO DE MODA
FLAVIA POMMIANOSKY E DAVI RAMOS
BELEZA DANIEL HERNANDEZ

92
Jaqueta Carolina
Herrera, R$ 2.016;
camisa Daslu, R$ 660;
e calça MCD, R$ 349.
Brinco, usado como
broche, Ruth Grieco,
preço sob consulta;
bolsa Schutz, R$ 520;
cinto com pedras,
Diferenza, R$ 689;
cinto de franjas Juisy
by Licquor de acervo;
pulseira de ouro com
turquesa e de ouro
amarelo, pedra
turquesa rajada e
libélula Silvia
Furmanovich, preço
sob consulta
Pelerine Juisy by Licquor
de acervo; cashmere
Ballantyne na Petulan,
R$ 3.490; shorts John
John na Jeans Hall, R$
320; e camiseta usada na
cintura Isabela Giobbi, R$
280. Colar Diferenza, R$
1.389; cinto, R$ 40
(aluguel); gargantilha,
R$ 150 (aluguel);
bracelete com pedras
azuis, R$ 80 (aluguel);
e de prata, R$ 60
(aluguel) Brechó Minha
Avó Tinha e bracelete de
ouro amarelo Silvia
Furmanovich,
preço sob consulta
Colete Hermès,
R$ 19.272; camisa
Puramania, R$ 209; calça
Celine na NK Store,
R$ 2.620, cardigan, usado
na cintura, Marisa Ribeiro,
R$ 1.281. Gargantilha,
R$ 120 (aluguel),
e pulseiras de prata, R$ 60
cada (aluguel) Brechó
Minha Avó Tinha; colar de
franjas Diferenza,
R$ 1.623, bolsa Maria
Garcia, R$ 585; cinto de
tresse Corello, R$ 79;
relógio Rolex na
Montecristo, preço sob
consulta; pulseira de ouro
amarelo Silvia
Furmanovich,
preço sob consulta;
e sapatos Christian
Louboutin, R$ 3.000
Jaqueta Cris Barros,
R$ 3.286; suéter Marisa
Ribeiro, R$ 1.644;
e calça Forum, R$ 337.
Colar, R$ 40 (aluguel),
e braceletes, R$ 60 cada
(aluguel) Brechó Minha
Avó Tinha; bolsa Salvatore
Ferragamo, R$ 4.990; cinto
Diferenza, R$ 1.789; cinto
de tresse Corello, R$ 79;
anel Izabel Esteves; e
sapatos Schutz, R$ 340
Colete Ellus, R$ 2.100;
jaqueta Dopping, R$ 320;
suéter Julia Aguiar,
R$ 1.029; e bermuda Luigi
Bertolli, R$ 80. Cinto,
R$ 1.145, e fivela, R$ 527,
Hermès; brinco usado como
colar Diferenza, R$ 602;
relógio Rolex na Montecristo,
preço sob consulta; pulseiras,
R$ 60 cada (aluguel) e
gargantilha,
R$ 150 (aluguel) Brechó
Minha Avó Tinha
Cardigan Bianca Ranucci,
R$ 227; camisa Carlos
Miele, R$ 220; legging
Colcci, R$ 364. Cinto
Salvatore Ferragamo,
R$ 1.390; bolsa Carolina
Herrera, R$ 1.990; brinco
usado como broche,
R$ 569, e colar, R$ 929,
Diferenza; relógio Rolex na
Montecristo; pulseira de
ouro amarelo e turquesa,
e de ouro amarelo, tucum
e turquesa Ruth Grieco,
todos preço sob consulta
Blusa Isabela Giobbi,
R$ 280; jardineira Levi’s,
R$ 399; trench-coat,
usado na cintura, Reinaldo
Lourenço, R$ 1.496.
Cinto D&G, R$ 840;
c olar Diferenza; pingente
e pulseiras de ouro
amarelo e turquesa Ruth
Grieco; pulseira de safira
e turquesa Izabel Esteves;
pulseira de ouro branco
e turquesa Momussk;
todos preço sob consulta,
e sapatos Arezzo, R$ 260

Produção de moda
Well Santos
Produção de joias
Patricia Grunheidt
Assistentes de fotos
Jonathan Chicaroni
e Renato Costa
Assistente de beleza
Randré Martins
Assistente de produção
de joias Ariane Oda
Tratamento de imagens
Photouch
DOSSIÊ RG

O que é
que a Cabala
TEM?
Com ou sem Madonna, não importa. A mensagem de paz dessa
filosofia, juram os adeptos, mudou para melhor vidas que já
eram boas. Será só isso? E isso é pouco? RG desvenda o mistério
POR DANIELA ARAÚJO RETRATO VALENTINO FIALDINI

banqueteira Maria Alice Solimene é pura es- casa já estava lá meio gasta. O mundo até
piritualidade. Sua casa é repleta de budas, quis ser budista nos anos 80 em busca de
imagens orientais, mas a Cabala fica em algum tipo de paz espiritual. Quem não
destaque. Ao falar com a RG, ela fez ques- deu conta de ir fundo na história pelo me-
tão de carregar um volume do Zohar. nos guardou o fofinho de olhos puxados
“Estive muito doente nesse início de como talismã.
ano. Não vou te dizer que estar ao la- Maria Alice procurou a filosofia no iní-
do do livro me cura, mas me conecta cio dos anos 2000 como quem resolve
com esse lado da espiritualidade”. espanar a poeira. “Tinha acabado de me
Ela diz que sua vida mudou com- separar de um casamento de 20 anos. E
pletamente. A relação com a mãe, você sempre procura uma coisa nova:
que já foi quase nenhuma, hoje é corta o cabelo, emagrece, entra numa aula
pacífica e carinhosa. E as noita- de dança. Assim foi a cabala para mim.”
das reduziram a ponto de ela O primeiro shabat aconteceu só em
preferir o dia às tacinhas de 2004, numa pausa em Londres depois de
champagne que em outras uma viagem à China. E aí era aquela roti-
épocas não recusava. na – passeio pela london city, comprinhas
Foi em 1995 que o israe- com as amigas. Vamos num shabat? “Che-
lita Yonatan Shani apre- guei no centro de cabala e um amigo de
sentou a sabedoria para uma amiga me perguntou: ‘Você esperan-
a tropicália pela pri- do a tua amiga? Aquela que começa com
meira vez. A esta altu- Ma e termina com donna’.”
ra aquela onda bu- Madonna foi assídua nos centros de
dista dos carecas Cabala pelo mundo nos últimos 15 anos.
gordinhos no Nos últimos dias, porém, tablóides come-
altar de çaram a insinuar que a cantora iria trocar

100
ANTENA
A banqueteira
Maria Alice
Solimene vive
rodeada dos
livros sagrados.
“Sinto conexão
com o lado da
espiritualidade”
DOSSIÊ RG

a filosofia pela Opus Dei (a vertente super- fique bem claro) que remonta ao homem Shmuel Lemle, da Casa da Kabbalah, ba-
conservadora do catolicismo). Mas, mes- primitivo. Coisa de Adão e Eva mesmo. seada no Rio de Janeiro. “Não é uma coisa
mo se a Cabala perder sua frequentadora Sabe aqueles dois seres bíblicos? Certo dia, judaica, é uma lei universal. Ela nos dá o
mais ilustre, o fato é que não será difícil eles receberam um livro de um anjo, o pri- caminho para um processo de crescimen-
encontrar uma substituta: Demi Moore e meiríssimo, muito antes desse negócio de to e transformação obtendo melhores re-
Gwyneth Paltrow seriam as primeiras de Bíblia, que já carregava o conhecimento sultados e vivendo com mais plenitude.”
uma lista repleta de stars. cabalista. De um em um, de Adão para São conceitos como: nada acontece por
É... Isso porque existem certos momen- Noé e Abraão, essa filosofia que parece até acaso; você colhe o que planta; é essencial
tos em que as chamadas very important meio bruxa, meio mágica, chamada Caba- compartilhar e ajudar o próximo.
people, os VIPs, que só viajam em jatos par- la frutificou dentro do Judaísmo, do Isla- Também dá dicas de como lidar, por
ticulares e que não compram, ganham, a mismo e do Cristianismo. exemplo, com situações adversas. A ci-
última coleção da Louis Vuitton, são ape- Ou seja, a Cabala (como escreveremos ência do viver – e aqui ciência faz senti-
nas people. No momento íntimo das ora- por aqui) veio muito antes da Madonna. do mesmo. “A física quântica abriu a
ções, Madonna, Demi ou Gwyneth são, Assim como a fitinha vermelha na mão cabeça das pessoas para uma nova reali-
todas, apenas gente como a gente. É co- esquerda, aquele bibelô que virou fashion dade, a de que o fato de eu observar o
mo são tratadas em um shabat, esta espé- por conta da popstar mas, vejam só, é a universo já faz com que ele exista, e o
cie de cerimônia da Cabala. O shabat nossa cara. Tem, e muito, a ver com a fita observador é parte da observação”, ensi-
acontece em um “momento de energia do Nosso Senhor Bonfim. “Do mesmo na Lemle. “Não há nenhuma contradi-
em que, através de diferentes conexões, a jeito que a gente usa antivírus nos compu- ção entre a Cabala e a ciência.”

O rabino Shmuel defende que só agora


o homem moderno “ficou pronto” para
desvendar a sabedoria milenar da Cabala
pessoa pode se alimentar espiritualmen- tadores, também é legal contar com uma Shmuel relaciona essa superexposição
te”, define o rabino Yonatan Shani, do proteção contra energia negativa, espe- da Cabala dos anos 90 para cá com a ma-
Kabbalah Centre do Brasil. cialmente para olho gordo”, explica Shani. turidade do ser humano. Ou seja, o ho-

C RETRATO YONATAN RAPHAEL BRIEST FOTOS FOLHAPRESS E GETTYIMAGES


Muitos famosos já foram fotografados mem moderno está pronto para desven-
indo e vindo de encontros cabalísticos, omo é que é? Antivírus? A Ca- dar uma sabedoria que por muito tempo
certamente em busca desse tipo de cone- bala, tão antiga quanto Adão e ficou restrita aos rabinos. “Nós não está-
xão com o sublime. Além dos hollywoo- Eva, vem sendo desvendada vamos prontos. A Cabala fala de concei-
dianos (Aston Kutcher incluso, é claro), o com códigos que reconhecemos facilmen- tos que só agora, na nossa época, e até
time nada modesto de cabala stars brasi- te no mundo de hoje. Todo mundo enten- com essa história na internet, consegue-
leiros inclui Ronaldo e Bia Anthony, Ellen de quando se fala de trânsito, amor, di- se compreender”, afirma.
Jabour, Marina Lima, Wanessa e Paulo nheiro. Temas como estes são abordados “Para entender a Cabala a pessoa ti-
Ricardo, além de nomes da sociedade co- em aulas, pois Cabala se estuda. Há cursos nha de ter a mente muito à frente do seu
mo Glória Coelho, Dorinha Zarzur, Ma- que ensinam os preceitos, e, ao longo da tempo.” Se a Cabala veste bem o ho-
ria Alice Solimene, Raquel Silveira... Uma frequência você, digamos, passa de fase. mem e a mulher modernos, é quase na-
esmagadora maioria de mulheres. Mu- Cabala 1, Cabala 2, Cabala 3, Cabala 4. tural que a internet seja um forte meio
lheres, não. Mulherões. Chiques e bem Não é que receba uma medalha, mas, à de comunicação. Tanto o Kabbalah
de vida mas que, ainda assim, buscam al- medida que se vai além do conceito de Centre do Brasil quanto a Casa da Kab-
go para ficar bem com a vida. que todos somos um e o mundo é feito de balah alimentam constantemente seus
Mas vamos do começo: Kabbalah, Ca- energia, a coisa fica tão complexa quanto endereços eletrônicos, usam mailing e
bala, Quabbala, Kabalah? Tanto faz como a física quântica. até fazem vídeos ou transmitem pales-
se escreve, dizem os disseminadores de “A Cabala é uma sabedoria que nos en- tras e encontros para os alunos virtuais.
uma sabedoria (e não uma religião, que sina as leis espirituais da vida”, descreve Interatividade que favorece a conexão.

102
NEM SÓ O PAPA É POP
A partir do alto, em sentido
horário: o casal cabalístico
Ashton Kutcher e Demi
Moore na saída de um
Kabbalah Center, nos EUA;
a modelo e apresentadora
Ellen Jabour; Jesus Luz
(cabalista fiel ao Kabbalah
Centre de Nova York
enquanto namorou Madonna);
o rabino Yonatan Shami no
Kabbalah Centre do Brasil, nos
Jardins; paparazzis confirmam
o quanto a Cabala está pop; o
cantor Paulo Ricardo e Marina
Lima (ao centro), que estão
entre muitos adeptos da Cabala
em versão nacional

103
DOSSIÊ RG

“Já fui para a Índia, Bu- ‘Nossa, e aquela lá que tá malvestiiida”’, Ainda que assegurem que a Cabala na-
tão. Estudei um pouco exagera. Dorinha diz que a Cabala mudou da mais é do que um conhecimento, uma
de budismo. Desde que esse modus operandi. “Um dos princípios filosofia, a aproximação com a religiosi-
o meu marido morreu, da Cabala é não ficar falando mal dos ou- dade é inegável. Os cabalistas comemo-
há 17 anos, comecei a tros. É incrível como a gente acaba con- ram datas religiosas como o Pessash, a
buscar um pouco mais versando só sobre filosofia e coisa boa.” Páscoa judaica. Nos shabats semanais há
dessas partes espirituais pa- Assim tem crescido a Cabala no Brasil. a leitura do Torá, base do judaísmo. A
ra entender o que acontece”, Lemle diz que suas classes são compostas agenda também inclui outros eventos em
conta a empresária Dorinha Zar- de um forte mulherio – 80% delas, 20% que a conexão astral é favorável, como a
zur, 57 anos, dona do hotel Regent deles em média, e na faixa etária dos 40 lua nova e a lua cheia. Dorinha Zarzur
Park, que abriga as aulas de Lemle em anos. “A maioria vem de família católica, participou de um Rosh Hashaná, que co-
São Paulo. Ela diz que há mais ou menos mas não liga muito para isso.” A explica- memora o ano novo judaico, em Dallas,
quatro anos começou a ouvir falar ção é simples: se Cabala não é uma reli- Estados Unidos. Quer ver ficar mais chi-
muito de Cabala. O zumzumzum gião, vale para qualquer um, seja católico, que? Donna Karan estava lá. “E fica no
invadiu um momento feminino judeu, budista, praticante ou filósofo. Essa meio da gente”, conta Dorinha.
prá lá de reservado. “Uma desconexão com os limites nos quais as “Isso é uma coisa que me bloqueou
amiga no cabeleireiro disse: religiões se baseiam funciona como atrati- em uma certa altura”, diz Raquel, que
‘Aí, tem um negócio super vo. A arquiteta Raquel Silveira, 50 anos, foi chegou a frequentar as aulas de Cabala
legal de Cabala!”’ Dorinha batizada, casou na igreja, mas nunca teve com o ex-marido, o cantor Paulo Ricar-
foi a uma aula, gostou e co- uma busca espiritual. Raquel não procu- do. “Eles têm muita cerimônia no Kab-
meçou a convidar as amigas rou o budismo quando estava in, nem fre- balah Centre, muita reza. Não faço essa
para o regabofe cabalístico. E se os quentou os encontros de candomblé que linha.” Ela prefere a musculação espiritu-
universitários terminam o dia de es- também viraram moda nos anos 90. Até al no dia a dia. “É um exercício diário de
tudos com uma chopada, as moçoilas da que topou checar a Cabala à convite da viver bem, tentar harmonizar, não ser
sociedade preferem a mesa de jantar. E aí, amiga e empresária Isabella Prata, que co- reativo”, explica Raquel.
aquela mulherada toda, longe da reprova- manda a Escola São Paulo. “O que me Já para a estilista Glória Coelho,
ção masculina, acaba confirmando o ve- conquistou foi o princípio de fazer o bem. cujo filho, Pedro Lourenço, e o ex-ma-
lho estigma de que a ala feminina reunida Porque a vida é um dominó. Você sai de rido Reinaldo Lourenço também fre-
adora um mexerico. “Em geral, quando um táxi malcriada, briga com o motorista quentaram a Cabala, os encontros e
junta mulher, só sai futrica. por qualquer coisa, ele já fica irritado...” eventos são revigorantes. Ela conta

LIBERDADE DE TER
Dorinha Zarzur: “Na
Cabala você não se

Dorinha Zarzur
envergonha de ter
dinheiro. Não pode
é ser escravo, viver em
função disso”. Abaixo, a
fitinha “do Bonfim” típica
dos cabalistas
participou de um
Rosh Hashaná,
que comemora o
ano novo judaico,
em Dallas. Donna
Karan estava lá
que, na semana que conversou com a
RG, sentia um pouco de tensão no cor-
É PRECISO FÉ
po. “Fui para o Kabbalah Centre, fiquei Madonna, até então
rezando das 11h às 13h, e acordei no pupila da guru Karen
dia seguinte sem dor nenhuma.” Berg (à dir.), pode estar

N
de saída. Repetirá Kaká
e Caroline (abaixo), que
ão é que a Cabala fale em sacri- deixaram a Renascer, da
fício, mas ela exige algum esfor- bispa Sônia, após
denúncias de
ço. E também um certo aporte irregularidades?
financeiro. A começar pelo estacionamen-
to, no caso do Kabbalah Centre do Brasil,
situado no coração da pauliceia mais chi-
que. Os cursos podem chegar a R$ 400, e
A haute-spiritualité
a coleção de 23 volumes do Zohar, que O jornalista Luiz Henrique Ligabue
disseca o Torá, bate os R$ 900.
A doação é espontânea e, no caso do
discorre, afiado, sobre o que é in
Kabbalah Centre, tem contribuído para os ou out nas filosofias da moda
projetos sociais da entidade. Um deles é

G
ambicioso: distribuir 100 mil cópias do li- ente, os ingleses são fogo! Estão espalhando que Madonna vai dei-
vro O Poder da Cabala entre jovens caren- xar a Cabala. Que horror! Cruz credo. Imagina. Não é porque a
tes e universitários. A instituição também nossa yogue loiríssima cinquentona já fez travessuras com o cruci-
trabalha atividades filantrópicas.
fixo, se engalfinhou com (e dispensou) Jesus Iluminado – um peca-
“Quem procura a Cabala em geral é da
do em forma de homem – que ela vai deixar a patota. Mentira! Ingleses invejo-
classe B para cima, B para A”, diz Lemle.
sos, fofoqueiros. Vão ver só... Kate Middleton os espera. Aquele par de olhos
“Uma pessoa que já está com uma certa
estabilidade no plano material e pode bus- azuis não engana ninguém: cabalista de primeira, of course, aposto!
car coisas mais profundas.” Mesmo assim, Mas fé é fé e isso não se discute. Ainda mais quando vem com milênios de
Shani reforça: Cabala é para todos. “É pa- tradição. Ou, convenhamos, quando os encontros da filosofia do momento
ra quem quer. Outro dia recebi um e-mail também são eventos sociais nos quais, até, se pratica algo espiritual. Nada
de uma pessoa que nem sei se era da C, D contra. Afinal, nesse mundo-mundano em que vivemos todos precisam de
ou E, mas disse que O Poder da Cabala uma fezinha e ficar só no materialismo ninguém aguenta. É sempre bom equi-
RETRATO DORA ZARZUR VALENTINO FIALDINI FOTOS GETTYIMAGES E DIVULGAÇÃO

mudou a sua vida.” librar as novidades da haute-couture com as da haute-spiritualité.


E se o assunto é dinheiro, a Cabala, diz Mas não custa perguntar a quem eventualmente se jogou na Caba-
Dorinha Zarzur, não amaldiçoa a conta la graças à rainha do pop se a ideia é seguir a tendência onde quer
bancária. “Eles não falam mal de quem é
que ela vá... Porque, dizem as línguas ferinas, Maddie estaria
rico. A Igreja Católica sim. Pobre é bom,
afim de um pulo radical para a vida centro-direita católica
rico é ruim. Você fica até com vergonha de
da Opus Dei. Teria ela se interessado pelo cilício (aquele
ter dinheiro”, confessa. “Eles dizem que é
ótimo você ter seu carrão, sua joia, seu ne- bracelete de ferro que essa turma usa como autoflagelo)?
gócio enorme, o luxo.” Não que aí não es- Ou será que está apenas se punindo pelo constrangimen-
teja uma questão fundamental. “Não pode to de ver o Kabbalah Centre de Nova York, da sua guru
é viver em função disso, ser escravo.” Karen Berg, sob investigação de desvios financeiros?
Também não pega bem ostentar. Se for isso, não posso deixar de lembrar do astro futebo-
Exemplo mais bem-acabado disso vem lesco Kaká e sua senhoura Caroline Celico, que
do relato de Maria Alice em seu shabat também se viram encabulados (um tanto tar-
com a rainha do pop. Guy Ritchie mar- diamente) com os negócios escusos dos bis-
cava uma presença, aliás, muito mais es- pos Estevam e Sônia Hernandes, da Igreja Re-
fuziante do que a blonde ambition. Ele
nascer. Eles bandearam, mas afirmando que
dançava e ficava batucando na mesa do
“a busca é somente por Deus”. Vai ver cansa-
jantar. “Ela era muito discreta. Não vi se-
ram de intermediários. Será este o caminho?
gurança, paparazzo. Não foi tão very,
very special”. Sentiu a conexão? E se Madonna inventar a própria religião? Uia!

105
Laura
DIVA
e
A pré-adolescente estrela de À Deriva, Laura Neiva
começa a deixar o status de garota... Mas só um
tiquinho. O suficiente para o encanto não quebrar
POR ROSANA RODINI FOTOS ANDRÉ PASSOS EDIÇÃO DE MODA VANDA JACINTHO/ABÁ MGT

ra manhã de sábado num lugar lon- Foi estudar, “porque esta é a base de tudo”, e quer
ge o bastante de São Paulo para ter fazer uma faculdade. Entre as opções, pensou em
um céu muito azul, e flores por to- aportar na comunicação, na arquitetura e, no mo-
do o lado. “Só dormi cinco horas”, mento, a “escolha da semana” é a psicologia. “Gos-
aparece e confidencia Laura. Nossa to de entender a mente das pessoas. E minha mãe
Cinderela pós-moderna aparenta zero também estudou isso”, diz, e acrescenta que a mãe
cansaço no rostinho de 17 anos que, aos vem a ser sua melhor amiga. Laura explica. “Ela me
14, debutava no cinema como Filipa, prota- teve aos 15 anos. Nós já brigamos muito, mas hoje
gonista do elogiado longa À Deriva, de Heitor é para ela que conto meus pensamentos, meus se-
Dhalia. Jovem de tudo, dividiu o set com gigantes gredos.” Conta dos namorados também? “Sim, mas
como Vincent Cassel e Deborah Bloch. Na con- agora estou solteira.” A gente duvida que por mui-
tramão das milhares de garotas que correm atrás to tempo... Pausa brusca no papo. “Desculpa, só es-
da fama, à Laura coube apenas o acaso. “Me acha- tou resolvendo um assunto aqui”, justifica-se, en-
ram no Orkut. Fiquei com medo, minha mãe di- quanto tecla freneticamente o celular. A cena se re-
zia para não dar confiança a estranhos.” Ela deu, petiria inúmeras vezes aquela manhã. Tecla feito
mas só depois de muita insistência. E o resto des- menina enquanto tem o cabelo puxado e os olhos
se filme você já conhece, com direito até a uma pintados feito mulher. Do outro lado do telefone
passagem no festival de Cannes, em 2009. estão as amigas do colégio Waldorf, uma escola “ti-
Desde o tapete vermelho, algumas coisas mu- po cabeça”, como a própria explica. “Estou fazen-
daram. Ela não tem mais Orkut. Está usando o do um trabalho que visa entender a mente de crian-
Facebook, mas vai deletar o perfil na rede social. ças que matam crianças”, diz, na maior naturalida-
“Perde-se muito tempo lendo bobagens.” E tem- de. Meio macabro, não? “É que eu me interesso por
po é artigo de luxo para essa adolescente pau- pessoas.” E a gente se interessa por você, Laura.
listana que divide as horas entre o roteiro típico Queremos saber tudo dessa moça que se diz “uma
da idade (escola, festas, férias, garotos) e a peça virginiana de chatices ponderadas” e cheia de pla-
Ligações Perigosas, na qual contracena com Ma- nos. O mais próximo é deixar-se levar. “Quero via-
ria Fernanda Cândido – vive uma ninfeta, ora jar antes de entrar numa faculdade.” O foco é Nova
ora. Este é apenas o segundo trabalho da jovem York, mas com passadinha em Los Angeles. Tá com
atriz, que preferiu não fazer Malhação (ufa!) e pinta de Hollywood essa história, a dela.
nem pensou em horário nobre. “Seria muita ex-
posição para alguém da minha idade”, pondera. O making of do ensaio e os top 10 filmes de Laura Neiva
Deixou a Globo à deriva e fincou os pés no chão. você vê no www.siterg.com.br

106
Body Dzarm,
R$ 99, e casaco
de Angorá Isabel
Marant, R$ 2.160
Blazer Marc Jacobs,
R$ 7.280, blusa
Patachou, R$ 178,
saia Tufi Duek,
R$ 1.639. Meia-
calça, R$ 200, e
cap, R$ 380
Wolford, e sapato
Corello, R$ 299

Depois da estreia
no cinema, a
jovem atriz disse
não à Malhação e
nem pensou em
horário nobre.
“Seria muita
exposição para
alguém da
minha idade.”
Casaco Cecília
Prado, R$ 529
Vestido Coven,
preço sob consulta.
Lenço Hermès,
preço sob consulta,
e meia-calça
Wolford, R$ 200
Regata Vitor Zerbinato,
R$ 168, saia Fernando
Frisoni, preço sob consulta.
Meia-calça acervo

Beleza Diego Américo/Abá Mgt


Produção de moda
Mariana Bonfanti
e Dudu Farias
Assistente de fotos
Erico Toscano
Assistente de produção
executiva Liana Haje
Tratamento de imagem Leo Vaz
Agradecimentos
Entreposto, Jardim do Itaim e
Quinta da Baroneza
DOSSIÊ RG

O PEQUENO

Tyson Conheça a rotina regrada do


antes incontrolável Mike Tyson.
“Aprendi a levar uma vida
entendiante e adoro”, ele jura
POR DAPHNE MERKIN

s dentes cobertos de ouro sumiram, as-


sim como as frenéticas armadilhas da
vida de celebridade: festas sem fim, car-
ros, joias, bebidas e o tigre de estimação.
Mike Tyson – que já foi viciado “em tudo”,
como ele mesmo diz – agora vive em um am-
biente totalmente controlado, que ele mesmo
criou. O ex-campeão dos pesos pesados, de 44 anos,
dorme às 8h da noite e costuma se levantar ainda às 2h da
manhã, aí vai caminhar sozinho ouvindo R&B no iPod pelo
condomínio fechado, no subúrbio de Las Vegas, onde vive.
Tyson, então, lê (é ávido por história, filosofia e psicologia),
assiste a filmes de caratê e fica no viveiro da garagem cui-
dando de seus pombos-correio, até às 6h. É quando sua
esposa Lakiha (que chama de Kiki) se levanta. Os dois vão
malhar em um spa nos arredores e muitas vezes também
fazem uma massagem antes de começar a rotina e cuidar da
filha de 2 anos, Milan, e do recém-nascido Morocco. Eles
também cuidam da Tyrannic, a empresa de produção do
casal. Vivem uma vida intencionalmente discreta enquanto,
pessoalmente, cabe à porção sensata do cidadão Tyson a
missão de manter sob controle sua faceta selvagem.
A impressionante disciplina e empenho que um dia ele
usou para prosperar no mundo do boxe, agora está canali-
zada para o propósito de levar uma existência ordinária,
até monótona. Ao contrário de Ozzy Osbourne, que

112
CONTEÚDO THE NEW YORK TIMES MAGAZINE FOTO MARK PETERSON/REDUX

NA COZINHA DE CASA, TYSON


ENCARNA O PACATO CIDADÃO
AO LADO DA ESPOSA KIKI
E DA PEQUENA MILAN

99
DOSSIÊ RG

“Eu era insano... Tudo aconteceu rápido


demais. Eu sabia como chegar ao topo,
só não sabia o que fazer em seguida”
escancarou sua rotina pós-rehab na TV, mais calmo são seus pombos. Ele os cria banana. Pessoalmente, sua voz é mais gra-
Tyson recusou-se a fazer um reality show, desde que era um menino gordinho de ve e rouca do que parece na TV, e sua figu-
mas aceitou, com gosto, falar de seus pom- óculos, perseguido, que vivia nos bairros ra é muito mais alongada e bem conserva-
bos, na série Taking on Tyson, desde março pobres do Brooklyn com uma mãe alcoó- da do que se poderia esperar. Ele está com
exibida no Animal Planet (dos EUA). latra e com tendência a acessos de raiva. uma camiseta escrito TYSON nas costas e
É impossível não se perguntar se tanto O pequeno Tyson voltou-se para os pás- tênis de corrida bem brancos. A cabeça
esforço vai durar para sempre. Se é possí- saros tanto como um hobby quanto como está raspada, e o lado esquerdo de seu ros-
vel remoldar os contornos de uma perso- uma fuga. Foi em defesa dos pombos que to ostenta a tatuagem dos guerreiros mao-
nalidade simplesmente por um ato de von- a criança tímida, chamada de “mulherzi- ri que fez em 2003. Mas ele parece mais
tade. Mas não há dúvidas de que Tyson se nha” e “bichinha”, socou alguém pela pri- tímido do que feroz.
comprometeu com uma renovação geral. meira vez na vida. Anos depois, quando À medida que as horas passam, Tyson
Hoje ele passa parte do tempo envolvido saiu da prisão em 1995 após cumprir pena fica mais à vontade para dizer o que pensa.
em atividades domésticas, e outra promo- de três anos pelo estupro de Desiree Wa- Autodidata, gosta de discutir personagens
vendo sua carreira pós-boxe, fazendo ses- shington, foi visitar seus viveiros na região sobre os quais leu, desde Alexandre o
sões de autógrafos, e vislumbrando novas de Catskill Mountains (a noroeste de No- Grande a Constantino e Tom Sawyer, e
oportunidades com seu agente. Ainda que va York). Tyson mantém aves em Las tem especial afeição por Maquiavel. Co-
não consiga cachês muito altos na publici- Vegas, Jersey City e Bushwick, e até hoje nhece a história do boxe de cabo a rabo,
dade, ele ganha para “fazer presença” em ele vai visitá-las quando seu humor fica assiste a filmes de Muhammad Ali e outros
eventos nos Estados Unidos e na Europa. sombrio e agitado. “A primeira coisa que boxeadores (incluindo a si próprio) quase
Também fez uma ponta, memorável, no amei na minha vida foi um pombo”, diz. todas as noites, voltando repetidas vezes
blockbuster Se Beber Não Case, e estará na “De uma forma estranha, isso é uma para Touro Indomável. Ele gosta de tempe-
continuação, Se Beber Não Case Parte II. constante em minha sanidade.” rar a conversa com frases de efeito: “O
Como parte de sua estratégia para se maior dos valentões no fundo só quer ser

A
purificar, ele segue uma dieta estritamente primeira coisa que chama a aten- amado”. Mas mantém áreas inteiras de sua
vegana há quase dois anos e explica que ção na sala de estar de Tyson é vida firmemente isoladas, principalmente
não quer dentro de si “nada que vá me en- uma cadeirinha de carro de plush os dias de “Kid Dynamite” enraivecido:
furecer. Nada de alimentos processados, roxa, da Disney, sobre uma cadeira. Há “Fui louco por um longo tempo da minha
nada de carne”. Diz que não suporta mais também uma mesinha e cadeiras infantis. vida. Eu era insano mesmo... Tudo aconte-
o cheiro de carne e que emagreceu 67 qui- A casa de estuque branco (comprada do ceu rápido demais. Eu não entendia a di-
los desde que se pesou, em 2009, quando jogador da NBA Jalen Rose, por US$ 1,7 nâmica na época. Sabia como chegar ao
tinha 150 quilos. “Aprendi a levar uma vida milhões) fica no condomínio Seven Hills e topo, só não sabia o que fazer em seguida”.
entendiante e adoro”, declara, parecendo parece ligeiramente desabitada como todo Pergunto se ele tem algum arrependimen-
mais determinado do que certo. “Antes eu condomínio fechado. A entrada ostenta to. “Sou jovem demais para isso. Não estou
deixava entrar de tudo em minha vida, e um lago com carpas e o extenso interior é no túmulo ainda”, responde, meio irritado.
veja só o que aconteceu... Eu vivia rodeado decorado em um estilo que poderia ser Durante a entrevista, o telefone não toca
de mulheres, cheio de drogas ao alcance descrito como utilitário (em ameixa, bege nenhuma vez, e o silêncio durante pausas
da mão. Um monte de gente à minha vol- e marrom) com toques rococó – há um na conversa é quebrado apenas por uma
ta, pirando, sem controle algum.” enorme candelabro contemporâneo, bem crise de choro ocasional de Morocco ou
A vida que ele criou, quase do nada, nos como dois espelhos de latão dourado so- pela voz de Milan, vinda do segundo an-
últimos dois anos foi lapidada tanto pelo bre uma lareira envidraçada que orna com dar. “Isso aqui parece uma funerária”, ele
que Tyson quer evitar – antigos antros, an- os frisos das portas de entrada. deixa escapar, como se estivesse pensando
tigos hábitos, antigas tentações e antigos Tyson está sentado à minha frente, num em voz alta. Foi uma das poucas vezes em
aproveitadores – quanto pelas coisas que sofá de couro preto. Entre nós, uma mesa que se referiu ao que parece ser uma vida
quer abraçar. Uma das poucas ligações en- de centro de vidro sobre um tapete persa. de renúncia por opção, aos limites onde
tre seu tumultuado passado e seu presente Ele toma chá com mel e mordisca uma ele e Kiki chegaram para manter sua

114
privacidade livre de qualquer estímulo ou
pressão externa. Tudo para preservar uma
serenidade um tanto quanto frágil.

T
yson sabe muito bem o efeito das
más influências, já que foi suscetível
a muitas delas na vida. Logo após
um breve período de glória no final dos Atrás dessa calma deliberada, e de um certo À ESQUERDA, EM CENA EM SE BEBER
NÃO CASE, NO QUAL FAZ UMA PONTA
anos 80 – quando era talvez o atleta mais charme, há algo aparentemente perdido em
DE LUXO REPRESENTANDO A SI
popular do mundo, garoto-propaganda da Tyson. Ele fala de si mesmo como um “garoti- MESMO. ACIMA, CAMINHA PELA
Pepsi, Nintendo, Kodak e outras – ele co- nho” que “nunca teve uma chance para ama- VIZINHANÇA COM O FILHO MIGUEL, A
PEQUENA MILAN E A ESPOSA KIKI NO
meçou a ficar fora de controle. Os padrões durecer”. E acredita que essa carência, durante
CONDOMÍNIO FECHADO EM QUE VIVE
autodestrutivos, que ficavam sob controle um período tão crucial de seu desenvolvimen- “SEM ESTÍMULOS NEM PRESSÃO”
com Cus D’Amato (seu primeiro treinador), to, é o que alimenta seu objetivo de vida atual.
vieram à tona de novo, com ajuda e incen- “É isso”, resume: “As pessoas simplesmente es-
tivo do promoter de boxe Don King, que peram que você cresça e faça a coisa certa.
persuadiu Tyson a acordar sua fera interior Têm a expectativa de que você seja capaz de se
e fazer história (Tyson entrou com uma tornar um ser humano melhor. Mas, quando
ação contra King em 1998, alegando que o você vai fazer isso?”.
promoter roubou milhões dele). Outrora Pergunto se ele sente falta do glamour de sua
uma máquina de fazer dinheiro que valia antiga vida: “Não sou mais aquela pessoa”. Um
US$ 400 milhões no auge, Tyson entrou cético poderia perguntar se esse Tyson mais
com pedido de falência pessoal em 2003. gentil e suave é apenas mais uma atuação, uma
Tinha US$ 27 milhões em dívidas. invenção tão deliberada quanto ele alega que
Em dezembro de 2006, foi preso no Ari- sua persona “Iron Mike” invencível era – “um
zona sob a acusação de posse de droga e por tigre feroz”, diz, “que sai de casa para matar”.
dirigir embriagado, e em fevereiro de 2007 Há, de fato, algo de ator em Tyson, preparan-
ele deu entrada na Wonderland Center, uma do-se para o novo papel de homem modesto,
FOTOS MARK PETERSON/REDUX E REPRODUÇÃO

clínica de rehab em Hollywood Hills, para se um gigante meigo com seus pássaros. Mas há
tratar de vários vícios. também um tipo de heroísmo nesse esforço
Como é próprio de alguém que já foi, al- para construir uma pessoa mais responsável,
ternadamente, idolatrado e demonizado pe- deixando para trás décadas de excesso e vol-
la imprensa, Tyson é desconfiado em rela- tando aos dias disciplinados em Catskills, com
ção ao interesse contínuo do público em sua Cus D’Amato. Agora, no entanto, o foco não é
saga. Ele diz que ser uma celebridade o tor- mais se manter invencível no ringue, nem ser o
nou “desiludido” e que foi preciso nada me- maior do mundo, mas sim o objetivo mais di-
nos que uma “mudança de paradigma” para fuso de manter sua fúria sob controle e tentar
que colocasse os pés no chão: “Temos de dominar seus impulsos selvagens – em vez de
nos manter fieis àquilo que somos. Sempre deixá-los controlarem sua vida. Com certeza,
fico no meu lugar. Conheço meu lugar”. uma luta e tanto.

115
IMPRESSÃO DIGITAL

Gigi
de dar água na boca!
A designer de joias Gigi Sih é apaixonada por moda
e pela família, mas gosta mesmo é de se arriscar na
culinária. Cheia de estilo, viaja o mundo de Nova York
a Xangai, e volta sempre com um tempero a mais
POR ANTONIO TRIGO FOTOS ROMULO FIALDINI
SET DESIGNER TISSY BRAUEN BELEZA CRIS BIATO

loquente tal- administra com sucesso a marca de joias ca Parker no saudoso Sex and The City, ele
vez seja a pa- que leva seu nome. “Acabei de voltar de ficou encabulado, achando que devia ter
lavra exata para um trunk show das minhas joias em Nova pensado em algo diferente.
definir a designer de York. Gosto de manter isso para um uni- Mas Gigi – que viveu onze anos em
joias Gigi Sih. Não são verso pequeno e exclusivo. Mas já penso Nova York – talvez realmente se pareça
necessários nem dez minutos de entrevista em me envolver em um novo projeto pro- com Carrie, não? “Sou um pouco, sim, pois
para que ela revele o quanto é cidadã do fissional que ainda não defini, é uma fase amo moda e falo muito. Mas também sou
mundo: acaba de voltar de Nova York e se de transição”, explica Gigi. meio Charlotte (a personagem vivida por
programa para uma nova ida à China. A Seus últimos anos no Brasil foram bri- Kristin Davis), a comportada, clássica, que
paixão pelas viagens é explicável: saiu de lhantes: aqui ela conheceu o atual marido, ama cuidar da casa.” Pausa na entrevista: o
São Paulo aos 13 anos para morar com os Daniel Arippol. E com direito a pedido de celular toca. Ouve-se Cyndi Lauper, e ela
pais em Atlanta. Retornou quatro anos de- casamento no lugar que ela mais ama: o entrega: “Foi ao som de Girls Just Want to
pois, ficou um único ano em São Paulo e closet. “Foi emocionante porque Daniel é Have Fun que joguei o buquê no meu casa-
nunca mais parou: já morou na Suíça, na um homem racional e fez o pedido entre mento”. As bodas aconteceram em novem-
França e nos Estados Unidos. as roupas, com a casa inteira decorada por bro último e, como planejado, reuniram
De volta ao Brasil desde 2008, nunca flores,” suspira. Quando ela contou ao todos os fãs que Gigi fez pelo mundo. Só do
deixou de viajar: só no ano passado foi agora marido que a cena era similar à vivi- exterior vieram 50 convidados, incluindo
oito vezes aos Estados Unidos. Por aqui, da por Carrie, personagem de Sarah Jessi- amigos de outrora, da época da Suíça.

116
IMPRESSÃO DIGITAL

“O casamento foi
uma grande
realização. E veio
junto de uma boa
fase profissional”

118
n
o território neutro suíço, aliás, Gigi foi bem mais
Charlotte do que Carrie. Em Glion-sur-Montreux, fre-
quentou a tradicional finishing school Institut Villa
Pierrefeu, onde teve aulas de decoração, etiqueta e,
claro, culinária. Com poucos meses de casada, é na
cozinha que ela exercita seu mais novo hobby. Além
de massas e risotos, as mais recentes experiências re-
sultaram em pratos mais light, como peixes e saladas
tailandesas. “Só não cozinho melhor que meu irmão,
que arrasa sem nunca ter feito um curso”, diz, com os
olhos brilhando. O irmão mais novo, Kiko, talvez seja
seu grande ídolo e parceiro. Eles já dividiram um
apartamento em Nova York e adotaram, juntos, o
yorkshire Manolo, hoje fiel escudeiro de Gigi. O
período na Big Apple também foi útil para a formação
profissional de Gigi: após cursar os dois primeiros
anos de Fashion Design na Parsons em Paris, foi para
unidade nova-iorquina concluir o curso. Acabou fi-
cando por lá, onde trabalhou no departamento de SAPATOS E CULINÁRIA, DUAS
PAIXÕES DA DESIGNER. AO LADO O
moda da BCBG e de Marc Jacobs, até “se encontrar” GUARDA ROUPA DE INVERNO QUE
no departamento de joias da Christie’s. MONTOU NOS ANOS QUE MOROU
E o apelido Gigi? “Meu nome é Giselle, mas só sou NO EXTERIOR. ABAIXO O CÃO
MANOLO, QUE ADOTOU COM O
chamada assim quando alguém está muito bravo co- IRMÃO KIKO QUANDO AINDA
migo”, gargalha a designer, que também poderia se MORAVA EM NOVA YORK
chamar Gigi pelo célebre filme homônimo de Vincen-
te Minelli, onde a Gigi interpretada por Leslie Caron
sempre aparecia com um vestido de cair o queixo. O
closet da nossa Gigi é alegre, colorido, e de fazer inve-
ja a muita estrela de cinema: são incontáveis pares
Manolo Blahnik, Ferragamo, Miu Miu e Louboutin.
As bolsas? Chanel e algumas Birkin, da Hermès, que
ela já não usa tanto por considerar que virou uma fe-
bre. “Gosto do vintage. A roupa tem que demonstrar
a personalidade do dono, não pode ser só um objeto
de desejo”, finaliza a moça, que expressa a sua própria
com peças de seu estilista favorito, Azzedine Alaïa, ao
lado de outras de Balmain, Herve Leger, Dior e Ale-
xander McQueen. Um bom gosto eclético, de quem
pode estar em qualquer lugar do mundo.
IMPRESSÃO DIGITAL

Pingue-Pongue
Maquiagem: Yves Saint Laurent
e gloss By Terry
Um segredo de beleza: toda a linha
Moroccanoil é fantástica para os cabelos
Cosméticos: loção corporal da Botherm
e o autobronzeador St. Tropez
Perfume: Vetyverio, da Diptyque
Uma cidade: Paris
Uma viagem: Turquia, fui várias vezes
Livro: Brideshead Revisited,
de Evelyn Waugh
Um filme: Io Sono L’amore,
de Luca Guadagnino
Uma obra de arte: O Nascimento
de Vênus, de Sandro Botticelli

PRODUÇÃO DE OBJETOS MANUELA FIGUEIREDO AGRADECIMENTOS ARTMIX,


BY KAMY, ESPAÇO SANTA HELENA, ESTHER GIOBBI E LE LIS BLANC

O CRIADO-MUDO E UMA SAPATILHA


DE CASHMERE; À DIREITA, UM
VESTIDO ROULAND MOURET
CARTEIRAS DA CHANEL E UM
MODELO VINTAGE DA DÉCADA DE 40
AS JOIAS QUE DESENHA PARA UM
PÚBLICO SELETO FORAM
IDEALIZADAS COM A SÓCIA E
GRANDE AMIGA DANIA REITER
FLASHES FOTO RODRIGO SCHMIDT

Tatiana Pilão,
com longo
incrível da
marca, faz a
linha voyeur

FLAGRAS DO
JANTAR AO REDOR
DE LAUDOMIA, A
HERDEIRA DA PUCCI
FLASHES

PUCCI
TROPICAL
MARIANA E ZECO AURIEMO RECEBEM
LAUDOMIA PUCCI PARA CELEBRAR
A CHEGADA DA MARCA COM UM JANTAR
NO BELO JARDIM DE CASA
POR DUDI MACHADO FOTOS RODRIGO SCHMIDT
OS ANFITRIÕES
HERDEIRA DA GRIFE QUE ESTAMPA O JET SET HÁ DÉCADAS,
LAUDOMIA FAZ RASANTE EM SÃO PAULO PARA ABRIR
A NOVA LOJA NO SHOPPING CIDADE JARDIM
FLASHES

RENATA DE
MORAES

MIMOS NA
SAÍDA

ANDERSON E
MAYTHE BIRMAN

SANDRINE
MARCOS E BETE
NASS
ARBAITMAN

CHRIS
PITANGUY
ROSANE BEHAR E
MELISSA MORAES

CARLOS MIELE E
ANA GEQUELIN

DENTRE MODELOS ATUAIS OU VINTAGE,


REINARAM AS RENDAS, OS AZUIS
E O PRETO E BRANCO
127
FLASHES

PAPO SÉRIO
NO LIVING

ANNA E SALOMÃO PAULA


SCHVARTZMAN MORONI

128
TANIA WAGNER
E KIKA RIVETTI

BUONA SERA

Laudomia pertence a uma das mais aristocráticas


famílias da moda florentina, e é ela quem comanda
a marca, sinônimo do jet set imortalizado nas praias
e ruas de Capri, St. Tropez, Marbella e Portofino.
Afinal, era com os caftans e ensembles chiques
Pucci que as ricas e famosas desfilavam para os
paparazzi nos anos 50 e 60. O mundo mudou, a
marca hoje pertence ao conglomerado LVMH e
hoje tem direção criativa de Peter Duntas. Os prints
podem não ser mais tão óbvios, mas a magia e o
glamour do nome continuam.
Isso ficou claro no jantar oferecido a ela na bela
casa dos Auriemo, no Jardim América. Em home- TROCA DE...

nagem a Mrs. Pucci, que inaugurou recentemente


loja no Shopping Cidade Jardim, o casal recebeu
...FIGURINHAS
um grupo eclético e elegante. Mulheres de diferen-
tes idades apostaram em modelos vintage ou atuais:
a anfitriã Mariana, Maythe Birman, Marina al Makul
e Renata Queiroz Moraes eram as mais mais dali.
Emilio Pucci, catapultado à fama graças a uma foto
de suas roupas de ski, em St. Moritz, publicadas por
Diana Vreeland na Harper’s Bazaar há mais de 50
anos, teria ficado feliz com a noite.

129
VIDA CONCRETA
Muito além de ferro e cimento, a casa projetada por
Paulo Mendes da Rocha é uma caixa de surpresas
de arquitetura e arte. Uma viagem
artsy cheia de boas sacadas
POR MARIO BOLZAN FOTOS ROMULO FIALDINI
SET DESIGNER TISSY BRAUEN
NA PÁGINA OPOSTA,
O CANTO DA SALA DE
JANTAR COM PALMEIRA
E OBRA DE RICARDO
VALENTIM. AO LADO,
OBRA DE ESPELHOS
DE HENRY KROKATSIS

A INSTALAÇÃO DE
DAVID BATCHELOR
ILUMINA O LIVING

arte original da Mata Atlântica, o bosque


que hoje forma o Parque Alfredo Volpi,
em São Paulo, é um oásis urbano, quase
utópico, no pé da ponte da Cidade Jar-
dim. Jatobás, jacarandás e cedros são cir-
cundados pela rua onde o arquiteto e ur-
banista Paulo Mendes da Rocha escolheu
para erguer uma de suas obras na década
de 70. Justamente porque ali, em um de-
clive, a casa feita de concreto armado, um
oposto ao verde, fica anônima, camuflada
para quem passa pelo lado de fora.
A construção é de cimento aparente,
marca registrada de Mendes da Rocha,
e, se encanta os olhos de quem gosta
de arquitetura, pode assustar os que es-
peram um lar acolhedor. Trata-se de
um projeto típico da Escola Paulista —
desenho limpo, grandes vãos e muito,
muito concreto—, e do qual Mendes da
Rocha é entusiasta e professor. A pre-
sença da mata fechada na vizinhança
não é à toa. Dela vêm a brisa, os verdes
e a sensação de respiro para o projeto
concretista, e é uma grande sacada. Em
contraponto à brutalidade dos mate-
riais, a casa respira através de elemen-
tos como a água, o verde, o céu. Logo
na entrada, seguindo o muro, o paisa-
gismo original e igualmente simples
tem três palmeiras majestosas cuidado-
samente escolhidas para o espaço.
Cores, texturas,
arte e natureza
quebram a dureza
do concreto. Com
esses elementos a
casa respira vida
No início dos anos 2000, o dono
atual (o nome é segredo, ele é super
low profile) conheceu a casa, antes
ocupada pelo (também) galerista An-
dré Millan. Na época, não havia por-
tão, era aberta para a rua e o piso do
interior totalmente recoberto por as-
falto. Preferiu trocar a cozinha de lu-
gar e, para fazer essas intervenções
sem macular a obra, chamou o pró-
prio arquiteto para projetar o portão,
trocar o piso por cimento queimado e
fazer, no lugar onde antes ficava a co-
zinha, uma lareira. Dessas ideias sur-
giram uma amizade e outros projetos
conjuntos, inclusive a famosa Galeria
Leme. E depois a casa foi preenchida
com arte. A namorada, a estilista Isa-
bella Giobbi, trouxe a bossa.
Já na garagem, usada como entrada
principal, um par de bicicletas fica
pendurado na parede. Uma delas, de
vime, é obra de Jarbas Lopes. A outra,
supercharmosa, é de Paulo Nenflidio.
Elas ficam como que ao acaso sobre
skates dos filhos do casal. E é essa a
regra do jogo: o que parece estar dis-
posto en passant foi meticulosamente
planejado para aguçar o olhar de quem
visita e revelar, a cada momento, uma
O PINÓQUIO PRESO À
surpresa. Funciona. Ali, arte é parte do
PAREDE POR UM PREGO
cotidiano. “Eu consigo enxergar femi- QUASE PASSA
nilidade no concreto, acho que conse- DESPERCEBIDO. ABAIXO,
A CLÁSSICA CHAIR DE
gui trazer mais luz para a casa”, expli-
WARREN PLATNER.
ca. Apaixonada por luminárias, Isabella
insistiu para que o namorado arrema- NA PÁGINA AO LADO,
AS BICICLETAS DE
tasse a escultura multicolorida do es-
JARBAS LOPES E PAULO
cocês David Batchelor. Quando acesa, NENFLIDIO PENDURADAS
dá um clima alegre ao living. NA GARAGEM

134
PAR DE POLTRONAS DE FLÁVIO DE
CARVALHO. AS PEÇAS SÃO REFERÊNCIA
DE CRIAÇÃO DO MOBILIÁRIO BRASILEIRO

NA PÁGINA AO LADO, ISABELLA NA


SALA DE JANTAR: AO FUNDO, A OBRA
DA CHINESA LIN TIANMIAO

urante o dia, a imensa clarabóia se encar- super tricky, porque nem acende,” ela ri. Ou-
rega dessa tarefa e enche o espaço de luz. tro contrapeso para a sobriedade é um canto
Logo abaixo do vidro, a obra de espelhos com vão aberto e uma pequena clarabóia
recortados reflete o céu e as nuvens em onde repousa uma palmeira lindíssima.
constante movimento, arte sobre arte. Afinal, são essas pequenas soluções que
Do chão, uma escada em semicírculo fazem com que o fato de a casa aparente-
parece brotar em direção ao mezanino mente não ter janelas passe despercebido.
dos quartos. Do lado externo, ela é tam- A vida está nos detalhes. A lareira (aquela
bém de cimento, como todo o resto do onde antes ficava a cozinha), não funcio-
ambiente. Mas, do lado de dentro, os de- na para aquecer o inverno: é uma instala-
graus foram recobertos por resina branca ção cheia de peças de quebra-cabeças
e parecem o leito de um rio sinuoso. Para coloridas que fazem as vezes de cinzas.
ajudar a refletir a luminosidade, uma Um caixote de madeira, que um dia
enorme tela tríptica branca de Sandra Ga- transportou uma obra importante, virou
marra fica posicionada em um lado estra- mesa lateral para o sofá. Em uma parede,
tégico, aliada aos sofás do mesmo tom. pequinininho, está um mini Pinóquio
BELEZA CRIS LOPEZ/ABÁ MGT

A sala de jantar, anexa ao living, tem mesa com um nariz que se enrola em forma de
e cadeiras imponentes de laca preta. Em um raiz. Ah, e tem as orquídeas coloridas,
dos cantos, desce do teto uma lâmpada que Isabella traz toda semana, e os ami-
cheia de água, peça divertida por si só, mas gos, sempre por ali.
que Isabella fez questão de ajeitar, acrescen- A casa, uma viagem artística, é superfle-
tando uma máscara de papel com ares sado- xível. Portanto, a visita pode (e deve) ser
maso. “Essa é uma de nossas preferidas: é um passeio muito bem-humorado.

136
The Residence Tunis
Lugares que todo mundo tem chance de conhecer.
Alguma chance.

Top Destinos.
A 1 ª revista de turismo
de luxo no Brasil.
Todos os meses, nas bancas.
ePiSÓdioS iNÉditoS. todA quiNtA, àS 22h.
detroit 187
Detroit 1-8-7 © 2010 ABC Studios. All Rights Reserved. AXN is a registered trademark of Sony Pictures Entertainment Inc.
GUIA
DICAS+DESTINOS+DRINQUES

QUE ÍNDIA,
QUE NADA.
UM ROTEIRO
SECRETO
DESCOBRE O
FOTO DAVID BURTON/TRUNK ARCHIVE

MUNDO DAS
ESPECIARIAS
EM PLENA
MANHATTAN!
DIA DE CHEF
Anote (e guarde) os endereços!

DIPALO DAIRY
PARAÍSO DOS QUEIJOS

DESTINO 200 Grand St., at Mott St.


212 226-1033

POR PALOMA ZARAGOZA

ROTA SECRETA GOURMET


MUITO ALÉM DE WALL STREET E DA QUINTA AVENIDA, FOODS OF INDIA
CHUTNEYS MARAVILHOSOS
RG MOSTRA O CAMINHO PARA A BOA GASTRONOMIA
121 Lexington Ave. 28th St.

N
212 683-4419
ova York é a cidade do cosmopoli- dos por finalização, aromatizantes... Você irá
tan no fim da tarde — e no começo se perder por horas entre alguns excêntricos
dela também. Mas é também o cen- como pinot noir (receita secreta), defuma-
tro das delis judias, restaurantes escondidos dos — que acreditem, combina com melan-
atrás de portas minúsculas e, claro, onde há cia, frutados, em flocos, em infusões... Além
comida, há especiarias. Com a chegada dos disso, chocolates gourmets e uma tábua feita
imigrantes aos montes, vieram sabores do de sal bruto te farão ceder aos encantos. If
mundo: kebabs, pastas, curry, dumplings... the salt bug bites you, compre o livro Salted,
A cada aroma, NY parece dizer: “Decifra-me escrito por Mark Bitterman (suspiros a par- THE MEADOW
VARIEDADES DE SAIS
ou devoro-te”. Devore-a primeiro, então, te) um dos sócios e amantes do ouro branco.
e faça um passeio de descobertas. Em Little Índia, fica a Foods of India, 523 Hudson Street
No Soho, vá ao DiPalo, loja que existe desde uma loja lotada de produtos importados in- 212 645-4633
FOTOS RAYMOND MEIER/TRUNK ARCHIVE E DIVULGAÇÃO

1925 e é comandada pelas mãos de Salvattore, dianos. Dentre temperos e cremes de bele-
o filho do filho do filho... Lá dentro, pequenas za, o mais bacana deles são os chutneys.
joias como creme de aceto branco, orégano O Lime Sweet Pickle ou o Turmeric Chut-
EM HARMONIA
Quintessência da região
selvagem em ramos, manteigas feitas à mão e ney fazem o passeio valer a pena. Nem li- de Cahors, na França, o
azeites trufados fazem conjunto a toda a sorte gue para o mau humor dos atendentes: Domaine de Lagrézette
de temperos e molhos italianos. São experts compre Methi Khakhra (biscoito indiano) Cuvée Dame Honneur
em queijos importados com denominação de ou comece uma coleção de curries. 2003 acaba de de-
sembarcar no Brasil.
origem, então reserve vinte minutos de seu Para finalizar o roteiro, vá ao Truffette O malbec é a menina
tempo e Salvattore lhe dará uma breve aula e Aka SOS Chef, loja de especiarias franco- dos olhos de Alain Do-
alguns samples de seus queijos, como ou um marroquina onde é possível encontrar tru- minique Perrin — dono
gorgonzola dulce curtido no vinho. fas negras, cogumelos japoneses e tempe- da Cartier que dirige
também o poderoso
A The Meadow é uma loja especializada ros sortidos. Não vacile nos cosmopolitans, conglomerado de luxo
em sais. Sabe o que isso significa? Que o seu a loja (que abastece grandes cozinheiros in Richemont.
conceito de “sal lebre” já era. Eles são dividi- town) fecha cedo, às 4 da tarde. www.decanter.com.br.
GUIA

DESTINO
POR DUDI MACHADO
FOTOS PHILIPPE KLIOT

O PARAÍSO É AQUI
CENTRO ARTÍSTICO, BOTÂNICO E
ARQUITETÔNICO MAIS COMPLETO
DO PAÍS, INHOTIM É UM BANHO DE
CULTURA PARA CORPO E ALMA

L
ocalizado no pequeníssimo muni-
cípio de Brumadinho, a uma hora
de Belo Horizonte, Inhotim é um
misto de museu a céu aberto com jardim
botânico e arquitetônico: poderia ser de-
finido como os Jardins Suspensos da Ba-
bilônia no século 21. E provoca emoções
até no mais blasé dos visitantes. Passada
a entrada, o visitante só precisa manter
os olhos atentos. O calçamento, que for-
ma um mosaico perfeito com pedras ra-
ras brasileiras, já denuncia um pouco do
que está por vir. Diversos pavilhões, cada
um com seu próprio conceito arquitetô-
nico, dedicado a um único artista e suas
obras. Tudo entremeado pelo maior jar-
dim botânico da América Latina, proje-
to do mestre Burle Marx, iniciado há
mais de 30 anos e que continua a cres-
cer harmoniosamente, ano após ano. Nosso editor especial
Dudi Machado
144
ROTEIRO
Para comer, se hospedar e ler

Na página ao lado, COMIDA


a incrível galeria de CASA DE ABRAHÃO
Adriana Varejão e a
obra espelhada de Localizado numa região de rara
Olafur Eliasson. beleza nos arredores de Inhotim
Acima, esferas de o melhor da cozinha árabe preparado
Yayoi Kusama. pela família Abrahão.
À direita, prédio da www.casadeabrahao.blogspot.com
True Rouge e, à
esquerda, escultura
de Edgard de Souza

HOSPEDAGEM
POUSADA FAZENDA NOVA ESTÂNCIA

É a pousada com localização


mais próxima à Inhotim. Serviço
e hospitalidade caseiros são um
charme a mais.

“A VISITA É PROGRAMA PARA SE FAZER www.pousadafazendanovaestancia.com.br

A SÓS, A DOIS OU EM GRUPO. O


IMPORTANTE É FAZÊ-LO SEM PRESSA”
Dedicado exclusivamente à arte con- mos bancos esculpidos em troncos
temporânea, o acervo de Inhotim gigantes de Hugo França e deixar
abriga mais de 500 obras dos maiores as horas passar. Um fim de semana
expoentes da cena nacional e interna- é o tempo ideal. A organização e
cional. Tunga, Cildo Meireles, Helio infraestrutura têm padrões suíços.
Oiticica, Matthew Barney, Adriana São 400 funcionários que cuidam
Varejão, Chris Burden, Janett Cardiff até dos vasinhos de flores frescas
e muitos outros fizeram da instituição das mesas. Dois ótimos (e despre-
sua morada e, uma vez instalados, fi- tensiosos) restaurantes oferecem LIVRO
ATRAVÉS: INHOTIM CENTRO
cam permanentemente. A visita é comida caseira com charme, tem- DE ARTE CONTEMPORÂNEA
programa para se fazer a sós, a dois pero e hospitalidade do interior mi- Através é o primeiro livro da
ou em grupo. O importante é fazê-lo neiro. Coloque Inhotim em sua lista coleção de arte de Inhotim,
sem pressa para poder desfrutar de de prioridades. O paraíso é aqui na vendido com exclusividade na
tudo, até sentar em um dos belíssi- terra mesmo. www.inhotim.org.br loja do próprio museu.

145
DOIS DRINQUES
À BASE DE RUM
Criações do mestre Derivan

GATUN
CLÁSSICO PANAMENHO

• 50 ml de rum Zacapa 23
• 10 ml de xarope
de baunilha Kaly
• 20 ml de aperitivo
Lillet Blanc
• Um palito de cana de açúcar

Mexa os ingredientes em um
mixing glass com 6 pedras de
gelo, depois coe e sirva numa
taça de martini bem gelada.
Decore com o bastão de cana

DESTINO
POR KIKE MARTINS DA COSTA

VIVA ZACAPA!
A
final, de onde da em tonéis de carvalho PLAYA BONITA
vem o me- RUM FEITO NA GUATEMALA utilizados na produção de MOJITO COM ABACAXI

lhor rum do CHEGA AO BRASIL COM A uísques Tennessee. Passa-


planeta? Para muitos FAMA DE SER A FERRARI dos alguns anos, o rum • 50 ml de rum Zacapa 23
experts, Cuba ficou DESSE TIPO DE DESTILADO vai para barricas usadas • 3 cubos de abacaxi
para trás e agora a pri- por vinhos espanhóis e • 6 folhas de hortelã
mazia é de Jamaica, Martinica, Haiti, Bar- jerez. Por fim, descansa em tonéis de carva- • uma colher de
bar de açúcar
bados e República Dominicana. lho francês que já guardaram conhaque. • água com gás
Para apimentar ainda mais a discussão, chega Cada uma dessas etapas aumenta a com- para completar
este mês ao Brasil o rum superpremium Zaca- plexidade de sabores e aromas do produto
FOTOS RAPHAEL BRIEST E DIVULGAÇÃO

pa, produzido na Guatemala, com característi- final, e o resultado é um rum rico, de cor Em um copo long drink,
cas que a destacam de suas “hermanas”: en- âmbar e um paladar suave e persistente. macere com um
pilão o abacaxi, o açúcar
quanto todos os outros runs são feitos a partir O Zacapa é ideal para ser consumido e as folhas de hortelã.
do melaço (um subproduto da indústria açuca- puro, ao final da refeição, na compa- Adicione gelo picado,
reira), o Zacapa é obtido a partir do mel virgem nhia de um puro charuto cubano, mas o rum e complete com
de cana, um concentrado do puro caldo resul- também pode ser usado na elabora- a água gasosa.
Misture e finalize
tante da moagem dos toletes de cana. Outro ção de coquetéis, como ensina o mes- com um ramo de
diferencial é o processo de envelhecimento: tre Derivan de Souza, bar-chef do hortelã e um cone de
primeiro a bebida recém-destilada é armazena- paulistano Bar Número, nos Jardins. abacaxi na borda

147
HORÓSCOPO

CLIMA DE ROMANCE NO AR
MUITOS PLANETAS NO SIGNO DE TOURO INDICAM QUE ESTAREMOS EM SINTONIA FINA
COM O ELEMENTO TERRA, QUE NA ASTROLOGIA ESTIMULA A ENERGIA DO TRABALHO,
REALIZAÇÕES COM BONS RESULTADOS, EFICIÊNCIA E PRODUTIVIDADE. PARA OS
TAURINOS, SERÁ UM PERÍODO EXCELENTE PARA NOVOS ENCONTROS, CLIMAS
ROMÂNTICOS E, QUEM SABE, ALGUMA PAIXÃO IMPOSSÍVEL, MAS COM FINAL FELIZ!
POR TEREZA KAWALL

TOURO 21 Abril – 20 Maio


Certamente você terá motivos para se orgulhar de seus feitos e conquistas
neste período. Marte, Mercúrio e Vênus próximos aumentam a sua autoestima,
então nada de ficar na retaguarda amorosa. A dica é: relaxe, dance, cante,
namore, usufruindo o melhor da vida. A felicidade é, antes de mais nada, um
estado de espírito! RAQUEL ZIMMERMANN, taurina estonteante, que o diga. Anel
A pedra do mês é a esmeralda. Dryzun

ÁRIES de superar as contrariedades e de se pliando sua eficiência e criatividade. O im-


21 Março – 20 Abril encantar com oportunidades amorosas portante agora é solidificar as novidades e
Até os meados deste mês, Vênus e Mer- que possam surgir. As decepções nos não partir para investimentos muitos caros
cúrio em seu próprio signo estão impul- tornam mais fortes e flexíveis, e o exer- e grandiosos. Seus bons aliados serão o dis-
sionando sua vida amorosa e sobretudo cício de perdoar e esquecer só faz bem! cernimento e uma ação justa e moderada.
uma boa comunicação com o seu par-
ceiro. Você pode iniciar uma fase mais VIRGEM CAPRICÓRNIO
pacífica e, assim, trate de deixar tudo em 23 Agosto – 22 Setembro 22 Dezembro – 20 Janeiro
pratos limpos, pois o clima de ciúmes e Início de um ciclo de confiança e amor As possíveis dificuldades da vida amoro-
controle nunca fez bem a ninguém. próprio. Nada como a sensação de que o sa já estão terminando, iniciando um ci-
universo está a seu favor e de que os cami- clo mais animado e criativo. Delicadeza
GÊMEOS nhos estão abertos. O conhecimento espi- das palavras é um exercício valioso, que
21 Maio – 20 Junho ritual ou filosófico, e as práticas de medita- denota a sua crescente maturidade. Há
Depois de uma fase de vida social acele- ção, darão um upgrade em sua vida. uma ótima fase, entre 16 e 26 de maio,
rada, este mês deve se definir como um para a vida social e cultural.
período de mais reflexão e ponderação. LIBRA
É hora de deixar as coisas fluírem na- 23 Setembro – 22 Outubro AQUÁRIO
turalmente, de acordo com o ritmo das Interatividade é a palavra deste mês, 21 de janeiro a 19 de fevereiro
pessoas e do que é possível. Atenção especialmente para quem privilegia o Ainda que encontre alguma divergên-
com a saúde: invista em frutas, saladas e equilíbrio de tudo e todos. Porém, esse cia de opiniões ou rupturas entre você e

FOTO ANTONIO DE MORAES BARROS FILHO/ WIREIMAGE E DIVULGAÇÃO


alimentos leves, bons para desintoxicar. bem estar exige boa dose de conheci- seus amigos, siga em frente. É impossível
mentos estratégicos e determinação. agradar a todos! As mudanças positivas
CÂNCER Assuma as rédeas de sua vida, não deixe que esperava em seu trabalho já estão a
21 Junho – 22 Julho a sua felicidade na mão dos outros! caminho. Acredite nas suas potenciali-
Mercúrio, que representa a comunica- dades e na sua intuição que você vai se
ção, e Vênus, que representa a emoção e ESCORPIÃO surpreender consigo mesmo!
afeto, estão lado a lado no céu deste mês. 23 Outubro – 21 Novembro
O período é positivo para a assimilação Neste mês seu potencial criativo e PEIXES
de novas ideias e para a compreensão de transformador está em alta, e esta ener- 20 de fevereiro a 20 março
que afinal o amor tem, sem dúvida, vá- gia se reflete tanto no trabalho como Período auspicioso para focar e se con-
rias faces. E a família, que é o seu porto na forma de encarar a vida. Uma vez centrar em seus projetos intelectuais
seguro, lhe dará a proteção que precisa. que pensamento é energia, aquilo que e profissionais. O bom humor e a es-
desejar chegará para você. pontaneidade sempre abrem caminho
LEÃO em meio às adversidades do cotidiano.
23 Julho – 22 Agosto SAGITÁRIO Deixe o medo e a negatividade em casa,
Deixe de lado o julgamento mais severo 22 Novembro – 21 Dezembro confie mais em seus talentos, ouse, seja
das coisas e pessoas. Essa será a forma O Sol ilumina seu setor de trabalho, am- mais interessada e interessante!

150
Onde
ENCONTRAR
MODA
284, AV. CHEDID JAFET, 131, TEL. (11) 3841-4555, SP.
JACK VARTANIAN, TEL. (11) 3097-8693, SP
PANDORA, TEL. (11) 3081-3301, SP.
SILVIA FURMANOVICH, TEL. (11) 3552-1460, SP.
HERMÈS, AV. MAGALHÃES DE CASTRO, 12.000,
SHOP. CIDADE JARDIM, TEL. (11) 3552-4500, SP.
ISABELLA GIOBBI, AV. MAGALHÃES DE CASTRO,
ALEXANDRE HERCHCOVITCH, R. HADDOCK TALENTO, TEL. (11) 3081-9000, SP. 12.000, SHOP. CIDADE JARDIM, TEL. (11) 3061-
LOBO, 1.151, TEL. (11) 3063-2888, SP. VIVARA, SAC 0800 7744 999. 2001, SP.
BO.BÔ, R. HADDOCK LOBO, 1.702, TEL. (11)
IZABEL ESTEVES, AV. CHEDID JAFET, 131, TEL. (11)
3081-0469, SP.
CAMILA KLEIN, TEL. (11) 5189-4908, SP. BELEZA
AVON, SAC 0800 708 2866.
3841-4388, SP.
JOHN JOHN NA JEANS HALL, AV. BRIG. FARIA LIMA,
CORI, AV. BRIG. FARIA LIMA, 2.232, SHOP.
B SIDE, SAC (11) 3031-2878, SP. 2.232, SHOP. IGUATEMI, TEL. (11) 3813-8483, SP.
IGUATEMI, TEL. (11) 3038-2524, SP.
CONTÉM 1G, SAC (11) 3660-0378, SP. JUICI BY LICQUOR, AL. TIETÊ, 43, TEL. (11)
CRIS BARROS, TEL. (11) 3082-3621, SP.
DIOR, SAC 0800-170506. 3063-5766, SP
D&G, AV. BRIG. FARIA LIMA, 2.232, SHOP.
GIVENCHY, SAC 0800-170506. JULIA AGUIAR, R. OSCAR FREIRE, 1.182, TEL. (11)
IGUATEMI, TEL. (11) 3815-8387, SP.
IMPALA SAC 0800 5412595 3088-6750, SP.
DASLU, AV. CHEDIDT JAFET, 131, TEL. (11) 3841-
INNEOV SAC 0800 727 4412 LUIGI BERTOLLI, AV. BRIG. FARIA LIMA, 2.232,
4000, SP.
L’OREAL PROFESSIONNEL SAC 0800 7017237 SHOP. IGUATEMI, TEL. (11) 3038-2824, SP.
DUZA, R. PEIXOTO GOMIDE, 1.787, TEL. (11)
MAC, SAC 0800 772 2777. MARIA GARCIA, AV. BRIG. FARIA LIMA, 2.232,
3063-0523, SP.
MOROCCANOIL SAC 0800 8889091 SHOP. IGUATEMI, TEL. (11) 3813-5556, SP.
ELLUS, R. OSCAR FREIRE, 990, TEL. (11) 3061-
YES COSMÉTICOS, SAC. 0800 970-0444 MARISA RIBEIRO, R. OSCAR FREIRE, 1.182, TEL.
2900, SP.
(11) 3088-6750, SP.
EMPÓRIO NAKA, R. BANDEIRA PAULISTA, 662,
TEL. (11) 3079-9905, SP.
ESPAÇO FASHION, AV. ROQUE PETRONI JR.,
PERSONAGEM
AMERICAN APPAREL, R. OSCAR FREIRE, 433, TEL.
MCD, R. MATARAZZO, 268, TEL. 3525-0544, SP.
MIELE, AV. MAGALHÃES DE CASTRO, 12.000,
SHOP. CIDADE JARDIM, TEL. (11) 3488-1301, SP.
1.089, TEL. (11) 5181-2334, SP.
(11) 3894-3888, SP. MOMUSSK, AL. SANTOS, 1.437, TEL. (11) 3885-8935, SP.
FORUM, R. OSCAR FREIRE, 916, TEL. (11) 3062-
CORELLO, R. OSCAR FREIRE, 935, TEL. (11) 3061- MONTE CRISTO, AV. BRIG. FARIA LIMA, 2.232, SHOP.
8007, SP.
2115, SP. IGUATEMI, TEL. (11) 3031-8180, SP.
FRATTINA, RUA OSCAR FREIRE, 588, TEL. (11)
DIANE VON FUSTENBERG, AV. BRIG. FARIA LIMA, NK STORE, R. SARANDI, 34, TEL. (11) 3897-2600, SP.
3062 3244, SP.
2.232, SHOP. IGUATEMI, TEL. (11) 3034-4720, SP. PETULAN, AV. BRIGADEIRO FARIA LIMA, 2.232,
GANT, R. BELA CINTRA, 2.203, TEL. (11) 3083 3574, SP.
DOC DOG, AV. BRIG. FARIA LIMA, 2.232, SHOP. SHOPPING IGUATEMI, TEL. (11) 3812-9573, SP.
HECTOR ALBERTAZZI, TEL. (11) 2292-9178, SP.
IGUATEMI, TEL. (11) 3031-2444, SP. PURAMANIA, RUA OSCAR FREIRE, 1.072, TEL. (11)
LENNY E CIA, R. OSCAR FREIRE, 789, TEL. (11)
LIA SOUSA, R. PEIXOTO GOMIDE, 1.801, TEL. (11 ) 2936-4229, SP.
3085-8361, SP.
3062-3877, SP. REINALDO LOURENÇO, RUA BELA CINTRA, 2.167,
LOOL, AV. BRIG. FARIA LIMA, 2.232, SHOP.
MIELE, AV. MAGALHÃES DE CASTRO, 12.000, TEL. (11) 3085-8150, SP
IGUATEMI, TEL. (11) 3037-7244, SP.
SHOP. CIDADE JARDIM, TEL. (11) 3488-1301, SP. RUTH GRIECO, TEL. (11) 3085-9777, SP
MARIA MADU, R. MELO ALVES, 227, TEL. (11)
TRASH CHIC, R. CAPITÃO PRUDENTE, 223, TEL. SALVATORE FERRAGAMO, R. HADDOCK LOBO,
3667-9680, SP.
(11) 3815-3202, SP. 1.583, TEL. (11) 3081-5324 , SP.
MIXED, AV. BRIG. FARIA LIMA, 2.232, SHOP.
SCHUTZ, R. OSCAR FREIRE, 944, TEL. (11) 3063-

MODA APACHE
IGUATEMI, TEL. (11) 3031-7268, SP.
3701, SP.
MY SHOES, AV. ROQUE PETRONI JR., 1.089,
SILVIA FURMANOVICH, AV. MAGALHÃES DE
TEL. (11) 5181-3269, SP.
RENNER, AV. ROQUE PETRONI JR., 1.089, TEL.
(11) 2165-2800, SP.
URBANA
AREZZO, R. OSCAR FREIRE, 808, TEL. (11) 3081-
CASTRO, 12.000, SHOP. CIDADE JARDIM, TEL. (11)
3552-14760, SP.

MODA LAURA
ROCKSTTER, R. DA CONSOLAÇÃO, 3.350, TEL. 8594, SP.
(11) 3088-5296, SP. BIANCA RANUCCI, R. OSCAR FREIRE, 236. TEL.
ROXANE DREAMS, AL. LORENA, 1.635, TEL. (11)
3088-4292, SP.
SCHUTZ, R. OSCAR FREIRE, 944, TEL. (11)
(11) 3083-7805, SP.
BRECHÓ MINHA AVÓ TINHA, R. ITAPICURU, 760,
TEL. (11) 3865-1759, SP.
DIVA
CECÍLIA PRADO, TEL. (11) 3823-3728, SP.
4508-1499, SP. CHRISTIAN LOUBOUTIN, AV. BRIG. FARIA LIMA, CORELLO, AV. BRIG. FARIA LIMA, 2.232, SHOP.
SHOP 126, AV. ROQUE PETRONI JR., 1.089, TEL. 2.232, SHOP. IGUATEMI, TEL. (11) 3032-0233, SP. IGUATEMI, TEL. (11) 3819-8650, SP.
(11) 5181-1372, SP. COLCCI SAC (47) 3247-3000, SC. COVEN, R. SÃO PAULO, 2.159, TEL. (31) 3292-6898, MG.
STUDIO TMLS, R. MELO ALVES, 549, TEL. (11) CORELLO, R. OSCAR FREIRE, 935, TEL. (11) 3061- DZARM, SAC 0800-47-3114.
3063-5352, SP. 2115, SP. FERNANDO FRISONI, WWW.FERNANDOFRISONI.COM
TALIE NK, R. SARANDI, 34, TEL. (11) 3897-2600, SP. CRIS BARROS, R. VITORIO FASANO, 85, TEL. (11) HERMÈS, AV. MAGALHÃES DE CASTRO, 12.000,
TVZ, AV. ROQUE PETRONI JR., 1.089, TEL. (11) 3082-3621, SP. SHOP. CIDADE JARDIM, TEL. (11) 3552-4500, SP.
5181-4070, SP. D&G, AV. BRIG. FARIA LIMA, 2.232, SHOP. ISABEL MARANT, R. SARANDI, 34, TEL. (11) 3897-
IGUATEMI, TEL. (11) 3323-3560, SP. 2600, SP.

JOIAS
ACESSORIZE, TEL. (11) 3061-5136, SP.
DASLU, R. CHEDID JAFET, 131, TEL. (11) 3841-4000, SP.
DIFERENZA, AL. FRANCA, 1.332, TEL. (11) 3061-
3437, SP
MARC JACOBS, R. SARANDI, 34, TEL. (11) 3897-
2600, SP.
PATACHOU, TEL. (31) 3239-0244, MG.
ANA TINELLI, TEL. (11) 3842-1150, SP. DOPPING, R. OSCAR FREIRE, 587, TEL. (11) 3064- ROSA CHÁ, SAC 0800-888-2600.
ANTONIO BERNARDO, TEL. (11) 3083-5622, SP. 2600, SP. TUFI DUEK, TEL. (11) 3062-8007, SP
CAMILA KLEIN, TEL. (11) 3884-4503, SP. ELLUS, R. OSCAR FREIRE, 990, TEL. (11) 3061- VITOR ZERBINATO, AV. SARAIVA, 395, TEL. (11)
CARTIER, TEL. (11) 3081-0051, SP. 2900, SP. 4722-5344, SP.
EMAR BATALHA, TEL. (11) 3081-4529, SP. FORUM, R. OSCAR FREIRE, 916, TEL. (11) 3085- WOLFORD, ALAMEDA LORENA, 1.879, TEL. (11)
H.STERN, SAC 0800 022 7442. 6269, SP. 3088-8279, SP.
Despida de
vulgaridade.
Cober ta de
inteligência.

STATUS.
Uma revista para
homens. Mas que
também pode ser
lida e apreciada
pela mulher.
Para assinar, acesse:
www.assine3.com.br

Nas bancas
Ensaios fotográficos, cultura, badalação, perfis, moda, toys for boys, viagem, esporte, gastronomia e comportamento.
STATUS. Despida de ingenuidade. Coberta de inteligência. Uma revista para homens. revistastatus.com.br
HAPPY END

ÀS
COMPRAS!
O “shopping bag” é o
elemento divertido que
faltava para quebrar a
rotina, pena que de
poucas. Aprecie o mimo
oferecido por Laudomia
Pucci às suas convidadas
em São Paulo e inspire-se!
FOTO VALENTINO FIALDINI

Shopping bag
Pucci