Você está na página 1de 2

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

COLÉGIO PEDRO II
PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO, PESQUISA, EXTENSÃO E CULTURA

Cosmovisões Indígenas e Educação


História e Cultura dos Povos Indígenas: Subsídios para a aplicação da Lei 11.645

Professora: Suelen Siqueira Julio


Contato: suelen.siqueira.julio@gmail.com
Datas: 4, 11, 18 e 25 de setembro; 2 e 9 de outubro/2018

Ementa:
A disciplina tem como objetivo discutir e construir um maior conhecimento sobre as questões
relacionadas aos povos indígenas, a fim de fornecer subsídios para atender à implementação
satisfatória da Lei 11.645, de 10 de março de 2008. Para tanto, estudaremos acerca das trajetórias
dos povos indígenas no decorrer da história do Brasil e das Américas, bem como entraremos em
contato com obras de escritores indígenas da atualidade, a fim de visibilizar o movimento indígena
contemporâneo, em suas lutas, desafios e conquistas. A valorização da história dos povos
indígenas – com suas particularidades, diversidade e contribuições para a sociedade brasileira –
será o eixo central da disciplina.

Possíveis aplicações para a Escola de Ensino Básico:


Durante as aulas serão sugeridas atividades a serem realizadas em sala de aula, a fim de que as
discussões do curso sejam trabalhadas na escola básica. Sugestões de imagens, vídeos, músicas,
leituras, exercícios, avaliações, eventos etc estarão presentes no decorrer do curso.

Instrumentos de avaliação:
Plano de aula ou artigo articulando as discussões do curso com a prática da sala de aula.

Resumo das aulas:


Aula 1 – (4 de setembro): Racismo estrutural e seus reflexos no currículo escolar
O racismo faz parte das estruturas da sociedade, manifestando-se na economia, política, grupos
sociais e cultura. Sendo assim, a educação (dentro e fora da escola) não está imune ao racismo.
Este se manifesta, por exemplo, no pouco (ou nenhum) conhecimento que recebemos sobre os
povos indígenas na escola. As discussões desta aula introdutória têm como objetivo fornecer um
panorama sobre os avanços do campo da História Indígena.

Texto: ALMEIDA, Maria Regina Celestino de. Metamorfoses indígenas: Identidade e cultura nas
aldeias coloniais do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 2003. (Apresentação, Prefácio
e Introdução).

Aula 2 – (11 de setembro): Pessoas/povos indígenas nos livros didáticos: por uma
abordagem antirracista
Como já discutimos, o racismo aparece no currículo escolar e nos materiais didáticos. Como lidar
com isso? Como construir uma educação antirracista?
Textos: CUNHA, Manuela Carneiro da. “Introdução”. In: ______. (org.). História dos Índios no Brasil.
São Paulo: Companhia das Letras; Secretaria Municipal de Cultura: Fapesp, 2006 (1992), pp.9-24.

UNESCO. Documento Técnico Consolidado: Estudos para regulamentar a Lei 11.645. São Paulo,
2012.

Aula 3 – (18 de setembro): Presença indigena na história – Parte I


Para além de visões estereotipadas e folclorizadas sobre a contribuição dos povos indígenas para a
história e a identidade brasileiras, há ainda muito que discutir e aprender sobre o assunto. Nesse
aprendizado é fundamental ir além do que as vozes brancas dizem ou já disseram.

Textos: MUNDURUKU, Daniel. “Minha avó foi pega no laço”. Disponível em:
http://danielmunduruku.blogspot.com.br/?m=1 e
https://www.facebook.com/aldeia.rexiste/posts/1572962669419778. Acesso em 25 mar.2018.

GONZALEZ, Lélia. “A categoria político-cultural de amefricanidade”. In: Tempo Brasileiro. Rio de


Janeiro, Nº. 92/93 (jan./jun.). 1988b, p. 69-82.

NASCIMENTO, Abdias. “Introdução”. O genocídio do negro brasileiro: processo de um racismo


mascarado. São Paulo: Perspectivas, 2016 (1978).

Aula 4 – (25 de setembro): Presença indigena na história – Parte II


Além da leitura e discussão do acadêmico Tonico Benites, veremos algumas possibilidades de
trabalho com a questão indígena em diversos temas e momentos da história do Brasil e da
América.

Texto: BENITES, Tonico. “Introdução”. A escola na ótica dos Ava Kaiowá: impactos e interpretações
indígenas. Rio de Janeiro: Contra Capa, 2012. (obs.: no Moodle, a versão Dissertação da obra)

Aula 5 – (2 de outubro): Mulheres indígenas na História e Feminismo Indígena


Afetadas pelo racismo e machismo, mulheres indígenas estão entre os grupos mais invisibilizados
pela História que aprendemos dentro e fora da escola. Vamos conhecer mais sobre elas nesta aula.

Texto: JULIO, Suelen Siqueira. “Introdução”. Damiana da Cunha: uma índia entre a “sombra da
cruz” e os caiapós do sertão (Goiás, c.1780-1831). Niterói: Eduff, 2018.

PINTO, Alejandra Aguilar. “Reinventando o feminismo: as mulheres indígenas e suas demandas de


gênero”. Fazendo Gênero 9, 2010.

Aula 6 – (9 de outubro): Povos indígenas, lutas, projetos de presente e de futuro


Ao contrário do que muitos pensam, a população indígena vem crescendo e a cada dia se impõe
mais na cena política. Nesta aula também cada estudante apresentará, de forma breve, seu
trabalho da disciplina, o qual deverá entregar também de forma escrita nesta aula.

Texto: OLIVEIRA, João Pacheco de. “Prefácio”. O nascimento do Brasil e outros ensaios:
“pacificação”, regime tutelar e formação de alteridades. Rio de Janeiro: Contra Capa, 2016, pp. 7-
44.