Você está na página 1de 8

Resuminho dus

PARÇAS © By: Vitória

O que pode cair na prova?


De acordo com o plano de aula da prof, o que caiu nesse bimestre foi:
• Elementos da Comunicação Visual: ponto, linha, forma, direção, textura, cor,
escala, dimensão e movimento.
• Percepção da forma e Princípios da Gestalt (unidade, continuidade, fechamento
etc). Aplicação do estudo da Gestalt na construção de logomarca, logotipo e
símbolos.
• Cores: primárias, secundárias, e terciarias. Quadricromia. a cor como sistema. o
uso das cores na comunicação e no design
• Tipografia: classificações, estrutura e plástica dos caracteres. Funções denotativas
e conotativas dos tipos. O tipo como imagem. Plástica da tipografia.

BORA PARA O BÁSICO


O QUE ESTÁ EM ITÁLICO É IMPORTANTE!
O que é Design?
• Concepção de um projeto/modelo; no que se refere
a forma física e sua funcionalidade.
• Fazer uma coisa funcional e belo.

Fazer Design:
Sintática → organização/forma (Como organizar os elementos na composição)
Pragmática → efeito final/função (Leis funcionais de utilidade do objeto, dimensão
lógica)
Semântica → significado (O que se transmite pra o usuário)

O QUE É SEMIÓTICA?
“ciência geral de todos os signos através dos quais se estabelece a
comunicação entre os homens” - Coelho Neto

A mais usual: Semiótica Peirceana


Semiótica → Leitura sem palavras
Signo: É uma coisa que representa uma outra coisa: seu objeto.
Só pode funcionar como signo se carregar esse poder de representar.

Signo é composto:
Objeto: aquilo que pretendo representar. EX.: Casa
Fundamento: modo como o signo se apresenta. EX.: Fotografia
Interprete: o signo esta sendo interpretado por alguém EX.: Nós
wtf Linguagem
É um recurso da comunicação, um sistema inventado pelo homem para codificar
(observação, recolher, identificação), armazenar e decodificar (desvendar) informações.
Em geral, a linguagem se apoia em conjuntos lógicos de
códigos com significados preestabelecidos e que precisam
ser aprendidos.

TEM A LINGUAGEM:
Verbal→ fala e escrita
Não-verbal→ signos visuais ( imagens, gestos, cores, etc)

Linguagem visual → É natural e não poderá ter um sistema tão


lógico, mas dá pra perceber elementos básicos e algumas
técnicas manipulativas que podem ser aprendidas e assim
facilitando a comunicação visual.

ELEMENTOS DA COMUNICAÇÃO VISUAL


Matéria-prima de toda informação visual. Elementos isolados não representam
nada antes de entrarem num contexto formal.

Ponto
• O ponto é a unidade de comunicação visual mais simples e
irredutivelmente mínima. (Dondis, 1997)
• O ponto tem um grande poder de atração visual (me lembra
das piadas dos pontinhos) sobre o olho.
• Os pontos podem agir agrupados, de forma coordenada ou
aleatório em que o olho irá reunir em uma imagem.
• Série de pontos → Linha ; Massa de ponto → Textura, forma
ou plano.

Sabe a quadricromia? Oras bolas, é uma técnica especial que reproduz a imagem de
forma que fique fragmentada em pequenos pontos com as cores do quarteto CMYK.

O nosso querido pixel também, mas ele é um ponto luminoso


do monitor :) Sem exemplos aqui.

Linhas
• Linha é o elemento visual que mostra
direcionamentos, delimita e insinua formas, cria
texturas, carrega em si a ideia de movimento.

Ué, é uma linha física :D


• Então, com a ajuda dos pontinhos pode formar a linha …………………………… viu
só?

As linhas que estamos falando são as geométricas gráficas.

Características
• Espessura (fina ou grossa);
• Forma (reta, sinuosa, quebrada ou mista);
• Traçado (cheia, tracejada, pontilhada, traço e ponto,
etc);
• Posição (horizontal, vertical ou inclinada).

Já deve ter uma ideia né?

Formas
As formas básicas são figuras planas e simples. Você pode gerar outras formas através
delas.
Existem 3 formas básicas:
• Quadrado;
• Círculo;
• Triângulo (equilátero).

Movimento tensão estabilidade

Elas possuem características próprias e cada uma atribui vários significados.


Ex: Associação, percepções psicológicas, fisiológicas, etc.

PODEM SER 2D E 3D :D

AS FORMAS BÁSICAS EXPRESSAM 3 DIREÇÕES VISUAIS básicas e significativas:


C – Círculo: curva (tá me lembrando a skol);
Q – Quadrado: horizontal e vertical;
T – Triangulo: diagonal.
Cada uma das direções visuais tem um forte significado associativo e é um valioso
instrumento para a criação de mensagens visual.

Tom (não é show do Tom)


• O tom é atributo distinguível de uma cor.
Varia da intensidade quanto a saturação da
cor.
• Vivemos em um mundo dimensional, certo?
3D. O tom é um instrumento que auxilia a
expressar essa dimensão, pois ele dá uma
aparência de realidade através da luz e a
sombra.

Textura
• Textura é um elemento que utiliza da sensação
visual ou tátil para identificar e distinguir o
aspecto de uma superfície.
• A textura no desenho é principalmente visual e é
normalmente representada pelos elementos
ponto e linha, que podem representar
superfícies lisas, ásperas, rugosas, macias,
etc.

Há textura geométrica(1) e a orgânica(2).


(1) A organização de formas geométricas num padrão dentro de uma área.
(2) Superfície que possui uma aparência de algo natural, é a que mais ilude.

Escala
• Medidas e tamanhos relativos dos objetos
e das relações com o espaço ou
ambiente.
• Todos os elementos visuais são capazes
de se modificar e se definir uns aos outros,
ou seja: o grande não pode existir sem
o pequeno.
• A medida para se estabelecer uma relação
comparativa de escala é o próprio ser humano.

Dimensão
Lembra do 2d e 3d? É aqui que se encaixa!
• Conhece as representações
bidimensionais? É o desenho, pintura,
fotografia, cinema, televisão, etc. Pois é,
nessas representações não existe uma
dimensão real. Ela é apenas implícita
(algo que se apresenta de modo
obscuro).
• A representação de uma 3 dimensão
vai depender da capacidade que o olho
tem de se iludir quanto ao modo de
perceber a imagem.
• A ilusão pode ser reforçada de muitas
maneiras, mas o principal artificio para
simulá-la é a perspectiva. Os efeitos
produzidos pela perspectiva podem ser
intensificados pela manipulação tonal,
por meio do claro e escuro, a luz e
sombra.

Movimento
• O movimento cria uma atração visual,
igual ao pontinho, através do
posicionamento dos elementos de um
imagem. O observador (nós)
visualizamos e percebemos que os
objetos na imagem estão se
deslocando ou somos induzidos a
seguir um caminho visual que estão
dispostos na imagem que formam um
movimento (MANGÁ).

Cor
• É o espectro visível das ondas eletromagnéticas,
• A cor tem uma grande afinidade com as nossas emoções;
• A cores são estímulos e nos influenciam diretamente.

A cor tem três dimensões que podem ser definidas e medidas:


• Matiz ou croma, é a cor em si.

Cores-luz primárias: vermelho, verde e azul.


Escala RGB
• Voltada para mídia digital, na qual
porcentagens diferentes de luz vermelha, verde
e azul combinam-se para gerar as cores do
espectro

• Por síntese denominada aditiva (?), essas cores


produzem o branco.

Cores-pigmento opacas primárias:


vermelho, azul e amarelo.
• São as cores de superfície de determinadas
matérias químicas, produzidas pela propriedade
dessas matérias em absorver, refletir os raios
luminosos incidentes.
• Em síntese subtrativa (?), essas cores produzem o preto.

Cores-pigmentos primárias: Ciano, magenta e amarelo.


Escala CMYK.
• Usado por impressoras e gráficas.
• Em síntese subtrativa (?), essas cores produzem
o cinza.
• É necessário adicionar preto (K), pois o cinza que é
produzido por essas cores é insatisfatório.

Tríade: 3 cores que estão em posição de distância equivalente;


Complementar: posição oposta;
Análoga: posicionadas em sequência.
Monocromático: única cor exibida em diferentes tons ou matizes
Acromático: Baseia-se na variação entre preto e branco, com tons de cinza.

Saturação
• É a pureza relativa de uma cor, do
matiz ao cinza;
• Uma cor muito saturada é chamada de "cor viva";
• As cores menos saturadas levam a neutralidade cromática e até à ausência
de cor.

Brilho
• É o grau de luminosidade contida em
uma cor;

Cores frias:
transmitem sensação de frio, associadas
ao gelo, à água e à lua.

Cores quentes:
transmitem sensação de calor, uma vez que
estão associadas ao sol, ao fogo e ao
sangue.

Gestalt
“Gestalt, também conhecida como a “Teoria da forma”, é uma teoria do ramo
da Psicologia sobre como o ser humano percebe as formas e sua relação
com o ambiente ao seu redor.”

Afirma que a percepção das formas, em geral, não se dá por pontos isolados, mas
sim por uma visão de “todo”.

O olho humano percebe um objeto como um inteiro antes de perceber suas


partes individuais.

Conceitos da Gestalt pode ajudar um designer a controlar a unidade e variedade.

A formação de grupos de itens que possuem uma característica em comum auxilia


em evitar a confusão de informação.

Há quatro princípios básicos:

tendência à estruturação: temos o hábito de agrupar elementos que


se pareçam ou que estejam próximos um do outro, a fim de organizá-los
mentalmente;
segregação figura-fundo: o ser humano não consegue distinguir uma
figura se ela não for dissociada de seu background. Percebemos melhor uma
figura que está em destaque junto a um fundo indefinido.

pregnância* ou boa forma: as pessoas têm mais facilidade em entender


e interiorizar imagens ditas boas, que são aquelas com equilíbrio e simetria,
regulares e simples.

constância perceptiva: o ser humano têm a capacidade de entender que


um objeto continua igual em cor e tamanho, mesmo que incidam sobre ele
fatores que deem a perceber que ele foi alterado.

Favor visualizar o PDF Gestalte_logos.pdf para ver exemplos,


ele já é um pdf resumido :D
FAVOR VISUALIZAR PDF TIPOGRAFIA: CPG_A8_apres.pdf Sem tempo para
resumir